Você está na página 1de 3

SIMULADO 1 DA DISCIPLINA “ASPECTOS ANTROPOLÓGICOS E SOCIOLÓGICOS DA

EDUCAÇÃO”

1 - A problemática do etnocentrismo tem preocupado, de maneira geral, devido a produção de


estigmas, preconceitos, atitudes discriminatórias e definições dos sujeitos sociais. Entre os grupos
de minoria, ainda temos as mulheres buscando a mudança da concepção sexita tradicional no meio
social, legitimando-se como sujeito social. Desta forma, a compreensão das atribuições dos papéis
sexuais sociais tradicionais são:
a) não formam valores nos homens e nem nas mulheres sobre suas funções e ações no meio social.
b) estas atribuições não existem, são apenas conceituais e abstratas.
c) são ainda determinados e entendidos por estes modelos tradicionais que são os certos pra manter
a ordem social.
d) questionadas por existirem novos papéis e novas atribuições que garantem a mulher como sujeito
social, rompendo, através de lutas, sua definição no espaço doméstico.
e) são aceitos pelo movimento feminista que determina as mulheres no espaço doméstico e como
objeto de desejo e submissa ao homem.

2 - (Unioeste 2012) O relativismo cultural é um princípio segundo o qual não é possível


compreender, interpretar ou avaliar de maneira significativa os fenômenos sociais a não ser que
sejam considerados em relação ao papel que desempenham no sistema cultural. Tendo por base o
anúncio transcrito acima, é correto afirmar que:
a) relativizar é uma tentativa de construir descrições e interpretações dos fatos culturais a partir do
que nos dizem e do que fazem os atores destes fatos culturais;
b) relativizar é construir descrições exteriores sobre diferentes modos de vida.
c) relativizar é uma defesa da homogeneidade cultural;
d) é o reconhecimento da unidade biológica da espécie humana. Através dessa unidade biológica
podemos explicar as realidades culturais e o comportamento das pessoas;
e) o relativismo defende que todas as culturas tendem a se assemelhar com o passar do tempo, e que
ao difundir nossos hábitos estamos colaborando com esse processo.

3 - (Cf. UFU 2012) A estética nas diferentes sociedades vem geralmente acompanhada de marcas
corporais que individualizam seus sujeitos e sua coletividade. Discos labiais, piercings, tatuagens,
mutilações, pinturas, vestimentas, penteados e cortes de cabelo são algumas marcas reconhecíveis
de um inventário possível das técnicas corporais em toda sua riqueza e diversidade. Embora
universal, as formas das quais se valem os grupos e indivíduos para se marcarem corporalmente são
vistas, às vezes, como estranhas a indivíduos que pertencem a outros grupos. Essa atitude de
estranhamento em relação ao diferente é considerada conceitualmente como:
a) Egocentrismo: prioriza a si não enxergando a necessidades de outros indivíduos em relação às
suas.
b) Preconceito: reconhece no valor das raças o que é correto ou não na estética corporal.
c) Etnocídio: afasta o diferente e procura transformá-lo num igual.
d) Etnocentrismo: só reconhece valor nos seus próprios elementos culturais.
e) Relativização: o outro é entendido nos seus próprios termos.

4 - Um dos fatores que contribuiu para o desenvolvimento da Antropologia como ciência foram os
relatos elaborados por viajantes, missionários e funcionários dos Impérios Coloniais na África e
América no século XIX. A primeira geração de antropólogos formulava, portanto, suas teorias e
grandes generalizações em seus escritórios, a partir de informações compiladas por terceiros.
Predominava nesse período o paradigma evolucionista. O evolucionismo pressupunha...
I.A existência de uma história única para cada povo e civilização, não sendo possível considerar
alguns povos como "primitivos" e outros como "civilizados".
II.Os diferentes grupos humanos se encontravam em fases desiguais de desenvolvimento,
considerada uma linha de evolução rumo ao progresso.
III.A sociedade ocidental européia expressava o nível mais adiantado de progresso alcançado pela
humanidade, enquanto os demais povos, do Oriente, África, América e Austrália, ainda estavam nos
estágios inferiores da evolução.
Assinale a alternativa correta:
a) As alternativas II e III estão corretas
b) Todas as alternativas estão corretas
c) As alternativas I e II estão corretas
d) Nenhuma alternativa está correta
e) As alternativas I e III estão corretas

5 - Sobre o conceito sociológico da educação aprofundado por Pérsio (1998), assinale a resposta
INCORRETA:
a) Do ponto de vista sociológico, a educação é a ação pela qual as gerações adultas transmitem sua
cultura às gerações mais jovens;
b) A educação visa a transmitir ao indivíduo o patrimônio cultural para integrá-lo à sociedade e aos
grupos que a constituem;
c) A educação assistemática é realizada sem qualquer plano, sem sistema, sem local ou hora
determinada;
d) A educação é um fato social que, a princípio, tem por função socializar, integrar as gerações
imaturas na sociedade e desenvolver a sociedade em geral e os indivíduos em particular.
e) Nas sociedades ágrafas, ou seja, sem escrita, as crianças e jovens não apresentam qualquer tipo
de possibilidade de se apropriarem dos diversos saberes pelo fato de não terem acesso à educação
sistemática;

6 - O olhar antropológico sobre a educação considera o contexto social e cultural em que a criança,
o jovem e o adulto estão inseridos. Isto significa considerar que essas 3 (três) categorias são
diferentes e pertencem a classes sociais diversas. Sob este aspecto podemos afirmar que:
a) Os hábitos, os costumes e valores presentes nas famílias, na comunidade a qual pertence,
interferem na sua percepção de mundo e na sua inserção, como também os hábitos, os costumes e
valores dos profissionais que atuam junto a eles no ambiente escola, precisam ser considerados e
discutidos.
b) Não é papel da escola discutir e considerar os hábitos, os costumes e valores presentes nas
famílias, na comunidade a qual pertence atender os objetivos educacionais.
c) A percepção de mundo e sua inserção, como também os hábitos, os costumes e valores dos
profissionais dependem exclusivamente do ambiente escolar.
d) O ambiente escolar não sofre influencia do meio em que está inserida.
e) A comunidade a qual pertence, não interferem na sua percepção de mundo e na sua inserção,
como também os hábitos, os costumes e valores dos profissionais que atuam junto a eles no
ambiente escola, precisam ser considerados e discutidos.

7 - Alfred Kroeber (1876-1960) antropólogo americano em seu artigo "o superorgânico" mostrou
como a cultura atua sobre o homem, ao mesmo tempo em que se preocupou com a discussão de
uma série de pontos controvertidos, pois suas explicações contrariam um conjunto de crenças
populares. Ele enfatiza que graças à cultura a humanidade distanciou-se do mundo animal... mais do
que isso, o homem passou a ser considerado um ser que está acima de suas limitações orgânicas.
Kroeber possibilita a ampliação do conceito de cultura defendendo os seguintes pontos, EXCETO:
a) O homem age de acordo com os seus padrões culturais. Os seus instintos foram parcialmente
anulados pelo longo processo evolutivo por que passou;
b) A cultura é um processo não cumulativo, resultante de parte da experiência histórica das gerações
anteriores.
c) A cultura, mais do que a herança genética, determina o comportamento do homem e justifica as
suas realizações;
d) A cultura é o meio de adaptação aos diferentes ambientes ecológicos;
e) Em vez de modificar para isto o seu aparato biológico, o homem modifica o seu equipamento
superorgânico;

8 - A definição de "etnocentrismo" se relaciona a uma atitude na qual:


a) é baseada nos valores adotados pelos grupos sociais sem que haja preconceito ou discriminação.
b) é baseada nos valores adotados pelas famílias sem que haja preconceito ou discriminação, mas
contendo controle social e cultural.
c) a visão ou avaliação de um grupo sempre é baseada nos valores adotados pelo próprio grupo.
Trata-se de uma atitude discriminatória e preconceituosa.
d) as etnias são consideradas dentro de sua crença onde todos são aceitos independentemente da sua
religião.

Gabarito
1) d
2) a
3) d
4) a
5) e
6) a
7) b
8) c