Você está na página 1de 1

Fontes Pereira de Melo

António Maria de Fontes Pereira de Melo nasceu em Lisboa, a 8 de setembro de 1819, filho
de João Fontes Pereira de Melo (Caia e São Pedro, Elvas, 26 de janeirode 1780 - Santa Isabel,
Lisboa, 28 de outubro de 1856), ministro de Estado honorário, e de D. Jacinta Venância Rosa
da Cunha Matos (Santa Engrácia, Lisboa, 20 de abril de 1781 - ?), sendo o quarto na ordem de
nascimento, de seis irmãos.
Em 1832, aos 13 anos de idade, foi estudar para a Academia dos Guardas Marinhas. Na altura
travava-se a Guerra Civil entre constitucionalistas, liderados por D. Pedro IV; e miguelistas,
liderados por D. Miguel. D. Miguel concentrava todos os seus meios de ataque contra a capital,
e Lisboa não estava suficientemente preparada. O almirante Charles Napier contribuiu com
todos os recursos da sua marinha para a resistência da cidade e Fontes Pereira de Melo,
apesar da sua tenra idade, participou no combate de 10 de outubro, em que as tropas
miguelistas comandadas pelo Marechal de Bourmont foram repelidas. Fontes Pereira de Melo
voltou para a Academia, cumprido esse dever para com a pátria, onde foi recompensado com
prémios e aprovações com distinção, chegando a receber no seu curso um prémio para
recompensar o mérito relevantíssimo que só dois outros alunos haviam recebido em trinta
anos.
Acabado o seu curso, Fontes Pereira de Melo desejou prosseguir os seus estudos e matriculou-
se voluntariamente na Academia de Fortificação (transformada naEscola do Exército pelas
reformas do ensino de 1836), onde se distinguiu no curso de engenharia, tendo passado para
essa arma, onde foi promovido a tenente em1839. Nesse mesmo ano, o seu pai, João Fontes
Pereira de Melo, foi nomeado governador de Cabo Verde, tendo Fontes acompanhado-o como
seu ajudante