Você está na página 1de 2

Problemas Sociais e Ambientais Urbanos 

A urbanização dos países pobres vem crescendo aceleradamente, inviabilizando o crescimento econômico e social, a
falta de planejamento acarreta a precária qualidade de vida e vem acompanhado de desemprego, degradação
ambiental, favelização, violência, desigualdade social e precários serviços.
Os centro urbanos também contribuem de forma significativa para as questões ambientais e sociais, são enormes
centros de consumo e produção de resíduos sólidos. Sendo assim, as cidades industrializadas e suas periferias são as
que mais contribuem para degradação ambiental.
Dos países pobres, as cidades não têm recursos para saneamento básico, coleta de lixo e nem moradia, deixando
fezes nas ruas. O aumento populacional junto com a falta de recursos acarreta na degradação do ambiente e falta de
qualidade de vida.
Problemas Sociais (Favelização, Moradia e Segregação)
São principalmente o surgimento de submoradias com ausência de energia, segurança, iluminação. Tais problemas
também é influenciado pela especulação imobiliária e concentração de renda. A segregação espacial ocorre quando
as classes sociais se separam ocupando diferentes regiões, já que a população que concentra maior renda busca
segurança elas constroem muros, distanciando ainda mais dessas classes mais abastadas. Essa segregação pode
acentuar a violência , haja vista que a sensação de desigualdade e exclusão é acentuada.
Violência Urbana
É mais frequente nas periferias devido a baixa segurança pública e a reduzida presença do estado. Porém toda
população é vulnerável a violência e ao crime, criando uma sensação de medo.
Ocupação desordenada, deslizamento de encostas, desmatamento e enchentes
A enorme especulação mobiliária e as baixas rendas faz as pessoas residirem em áreas de riscos, como morros e
margens de rios, tornando comum a recorrência de acidentes. As medidas preventivas são divididos em dois grupos,
estruturais e não estruturais, as estruturais são as obras como contenção de encostas e drenagem, as não estruturais
são ao planejamento do uso do solo, não desmatar e o planejamento preventivo. As enchentes nos centros urbanos se
da por ação do homem como impermeabilização do solo e jogar lixo nas drenagens.
Macrocefalia Urbana: ​Crescimento acelerado nas áreas urbanas, surgindo vários problemas estruturais, e sociais,
como marginalização submoradia, violência e criminalidade.
Mobilidade Urbana: ​Conjunto de sistemas que possibilitam a locomoção. A alta taxa de venda de automóveis fez com
que congestionamentos foram comuns. A falta de obras infraestruturais nas vias contribuem para perda de horas no
trânsito urbano.
Problemas Ambientais
Lixo Urbano: ​Resíduos sólidos produzidos em grande quantidade, potencial fonte de doença e contaminação dos
solos. A sociedade consumista contribui para esse aumento. Muitos lixões há a presença de pessoas que recolhem o
lixo e reciclam, podendo pegar doenças, uma vez que o lixo hospitalar não é descartado da maneira adequada. Além
do (e-waste) lixo eletrônico, que pode causar enormes danos se não descartado de maneira adequada. Atualmente
muitos indivíduos jogam lixo no mar, gerando a formação de ilhas de lixo no mar.
Lixão: ​É o que mais causa danos ambientais, lixos são descartados sobre o solo, sem proteção. As pessoas que
coletam o lixo são sujeitos a doenças e incêndios devido aos gases.
Aterro Sanitário: ​Preparado para proteger a população e o ambiente, consiste na compactação do resíduo que são
cobertos pela terra. O gás metano liberado pode ser queimado e aproveitado como combustível.
Incineração: ​Consiste em fornos a fim de reduzir peso e volume, porém, gera enorme poluição atmosférica.
Reciclagem: ​Materiais descartados são coletados e transformados em novos produtos para venda, evitando o
desperdício, e reduz o consumo de materiais como energia e água.
Neo Chorume e Contaminação do solo e água: ​Resíduos oriundos do cemitério, o neo chorume é o principal
resíduo oriundo de corpos em decomposição de infecção dos solos e águas. No brasil apenas existe um cemitério
adequado. No brasil é feito com uma laje de concreto que absorve o neo chorume.
Chuvas Ácidas: ​Formada pela combinação de gás carbônico e água presente na atmosfera, produzindo ácido
carbônico que torna as chuvas ácidas. É mais comum em área industrial. Elas em efeito corrosivo causando transtorno
as construções e florestas.
Ilhas de Calor: ​As diversas construções produzem uma conservação de calor. Além disso o excessivo consumo de
combustíveis e automóveis faz da cidade de uma fonte de calor, aumentando significativamente o calor nas cidades.
As ilhas de calor são as regiões que apresentam um aquecimento maior que o normal das áreas adjacentes.
Inversão Térmica: ​Fenômeno natural, ocorre geralmente no inverno quando está muito seco e há poluição é quando
o ar quente sobe e o ar frio desce. Geralmente ocorre de madrugada e pela manhã registram-se as temperaturas mais
baixas.