Você está na página 1de 17

Ciência e Tecnologia dos Materiais

Diagramas de fases

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Introdução
Diagramas de fases são mapas que permitem prever a microestrutura de um
material em função da temperatura e composição de cada componente.
A compreensão é extremamente importante, pois existe uma forte correlação
entre a microestrutura e as propriedades mecânicas, e o desenvolvimento da
microestrutura de uma liga esta relacionado com o seu diagrama de fase.

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Definições e conceitos básicos
Fase é uma porção homogênea do material que tem propriedades físicas ou
químicas uniformes
Componentes são elementos químicos e/ou compostos dos quais uma liga é
constituída.
Sistema é a quantidade de matéria com massa e identidade fixas sobre a qual
dirigimos a nossa atenção. Todo o resto é chamado vizinhança.

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Definições e conceitos básicos

Ilustração de fases e solubilidade: (a) As três formas da água: sólida, líquida e


gasosa; (b) água e álcoolCiência
têm solubilidade
e Tecnologia dosilimitada;
Materiais (c) Sal e água possuem
solubilidade limitada; (d) Água e óleo não possuem solubilidade.
Limite de solubilidade
Os diagramas de fase podem representar sistemas: „
• Solubilidade total
• Solubilidade parcial
• Insolubilidade

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Microestrutura
Em ligas metálicas, a microestrutura é caracterizada pelo número de fases
presentes, por suas porções e pela maneira pela qual elas estão distribuídas
ou arranjadas. Ela depende de variáveis tais como:
• Elementos de liga.
• Concentrações dos elementos de liga.
• Tratamentos térmico.

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Equilíbrio de fases
Um sistema esta em equilíbrio se sua energia livre esta no seu valor mínimo
para alguma combinação específica de temperatura, pressão e composição.
• Fases de equilíbrio: suas propriedades ou características não mudam com
o tempo.
• Fases metaestáveis: suas propriedades ou características mudam
lentamente com o tempo, ou seja, o estado de equilíbrio não é alcançado.
No entanto, as mudanças não são perceptíveis.

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Diagrama de fases em condições de equilíbrio
Temperature

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Diagrama de fases em condições de equilíbrio

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Diagrama de fases em condições de equilíbrio

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Interpretação dos diagramas de equilíbrio
• Fases presentes: localiza-se a temperatura e composição desejada e
verifica-se o número de fases presentes.
• Composição química das fases: usa-se o método da linha de amarração
(isoterma).
Para um sistema monofásico a composição é a mesma da liga
• Porcentagem das fases: para a quantidades relativas das fases usa-se a
regra da alavanca.

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Identificação das fases

Fases presentes: localiza-se a


temperatura e composição
desejada e verifica-se o número de
fases presentes.

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Composição das fases

Composição química das fases:


usa-se o método da linha de
amarração (isoterma)

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Quantidade das fases
Regra da alavanca:
𝑆
𝑊𝑙 = ∙ 100
𝑅+𝑆
𝑅
𝑊𝛼 = ∙ 100
𝑅+𝑆

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Microestrutura

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Microestrutura
A microestrutura só segue o diagrama de equilíbrio para velocidades de
solidificação lentas.
Na prática, não há tempo para a difusão completa e as microestruturas não
são exatamente iguais às do equilíbrio.
O grau de afastamento do equilíbrio dependerá da taxa de resfriamento.
Como consequência da solidificação fora do equilíbrio tem-se a segregação (a
distribuição dos 2 elementos no grão não é uniforme.

Ciência e Tecnologia dos Materiais


Microestrutura

Ciência e Tecnologia dos Materiais