Você está na página 1de 12

Manual completo de instalação do PCTel/HSP em kernel

2.4.x

LinuxBQ - Linux ao alcance de todos!


http://www.linuxbq.org
linuxbq@linuxbq.org

Versão 1.1

Atualizações desse e de outros manuais podem ser encontradas no site mencionado acima.
Esse manual pode ser copiado e distribuído livremente de acordo com os termos da GPL.

O presente documento foi elaborado a partir dos tutoriais criados por Copag (copag@linuxbq.org)
e SnaDBoY (snadboy@linuxbq.org).

Observações gerais

Leia atentamente TODAS as instruções do documento antes de prosseguir com a instalação.

Já tivemos sucesso instalando modens desse tipo em várias distribuições:


Conectiva, Red Hat, Mandrake, Slackware e Debian, cada uma com suas peculiaridades.

Esse documento descreve a instalação em kernels da versão 2.4.0 até 2.4.18.


Para kernel da versão 2.2.x, visite nosso site, na sessão Documentações/Hardware.
1. Primeiros passos

Para que a instalação seja bem sucedida, é necessário que você tenha os fontes do kernel
instalados em sua máquina.
Verifique se existe um diretório com nome semelhante a linux-2.4.x, dentro de /usr/src. Para
fazer isso, siga os comandos:
$ cd /usr/src
$ ls -l

Se existir o diretório linux-2.4.x, provavelmente existirá também um link apontando para o mesmo,
com o nome ‘linux', ou ‘linux-2.4'.
Acesse esse diretório. Veja:

$ cd /usr/src
$ ls -l
total 8
lrwxrwxrwx 1 root root 14 May 19 18:29 linux-2.4 -> linux-2.4.18-3
drwxr-xr-x 16 root root 4096 May 19 18:29 linux-2.4.18-3
drwxr-xr-x 7 root root 4096 May 19 18:25 redhat
$

No Red Hat 7.3, o link tem o nome de ‘linux-2.4' e aponta para o diretório ‘linux-2.4.18-3'.
Acessando esse diretório para ver o conteúdo, é possível saber se os fontes estão presentes.
Veja:

$ cd linux-2.4
$ ls -l
total 256
drwxr-xr-x 11 root root 4096 May 19 18:28 abi
drwxr-xr-x 3 root root 4096 May 19 18:28 arch
drwxr-xr-x 2 root root 4096 May 19 18:28 configs
-rw-r--r-- 1 root root 18691 Apr 18 07:50 COPYING
-rw-r--r-- 1 root root 79081 Apr 18 07:50 CREDITS
drwxr-xr-x 29 root root 4096 May 19 18:28 Documentation
drwxr-xr-x 42 root root 4096 May 19 18:28 drivers
drwxr-xr-x 45 root root 4096 May 19 18:28 fs
drwxr-xr-x 10 root root 4096 May 19 18:29 include
drwxr-xr-x 2 root root 4096 May 19 18:29 init
drwxr-xr-x 2 root root 4096 May 19 18:29 ipc
drwxr-xr-x 2 root root 4096 May 19 18:29 kernel
drwxr-xr-x 4 root root 4096 May 19 18:29 lib
-rw-r--r-- 1 root root 41550 Apr 18 07:50 MAINTAINERS
-rw-r--r-- 1 root root 18746 Apr 18 08:42 Makefile
drwxr-xr-x 2 root root 4096 May 19 18:29 mm
drwxr-xr-x 30 root root 4096 May 19 18:29 net
-rw-r--r-- 1 root root 14239 Apr 18 07:50 README
-rw-r--r-- 1 root root 2815 Apr 6 2001 REPORTING-BUGS
-rw-r--r-- 1 root root 9186 Apr 18 07:50 Rules.make
drwxr-xr-x 4 root root 4096 May 19 18:29 scripts
$
Se não existirem os arquivos/diretórios acima, o kernel-source NÃO está instalado, e sem esse
pacote não é possível fazer a instalação do modem.

Se você usa sistemas Red Hat Like (Conectiva, Mandrake, Tech Linux, entre outros), pode
verificar a existência do kernel-source através do comando:
$ rpm -qa | grep kernel

No resultado, deverá aparecer alguma coisa como demonstrado a seguir:

$ rpm -qa | grep kernel


kernel-source-2.4.18-3
kernel-2.4.18-3
$

Observação: Esse resultado é apresentado no Red Hat 7.3.

Ou seja, se existir o pacote kernel-source, você está habilitado a configurar o modem em sua
máquina. Se sua máquina possui os fontes do kernel, pule para o passo 4. Se não possuir,
continue a leitura.
2. Instalação do kernel-source
2.1 - Para usuários do Conectiva Linux

No Conectiva há um problema que não conseguimos resolver e o pessoal da Conectiva também


parece não ter tido interesse em nos ajudar.
O problema é que é necessário instalar um novo kernel, ou seja, mesmo que você instale o kernel
-source do Conectiva NÃO será possível instalar o modem, até onde nós sabemos.
Se alguém tiver idéias do que fazer seria interessante adicionar ao tutorial, por favor envie para
linuxbq@linuxbq.org.

Para detalhes de como instalar um novo kernel, acesse a sessão Documentações/Kernel do


nosso site.

2.2 - Para usuários do Slackware


Se você fez uma instalação do Slackware 8.0 em modo full (completo), você já tem o kernel 2.4.5
instalado (versão 8.0).
Porém, o sistema deve estar utilizando o kernel da série 2.2. Será então necessário que você
compile o kernel da série 2.4 e instale-o.
Como esse não é o propósito desse documento, recomendo que você leia um tutorial de como
compilar e instalar um novo kernel no nosso site, sessão Documentações/Kernel.

Caso sua instalação não tenha sido completa, ou você não instalou os fontes do kernel 2.4.5,
deverá fazê-lo, através do CD-ROM ou pode optar também por instalar ele com uma cópia do
kernel por download.
Você encontra o kernel 2.4.5 (versão utilizada por padrão no Slackware 8.0) na seguinte URL:
http://www.kernel.org/pub/linux/kernel/v2.4/linux-2.4.5.tar.gz

Mas é recomendado que você utilize o kernel mais novo (até o presente momento):
http://www.kernel.org/pub/linux/kernel/v2.4/linux-2.4.18.tar.gz

Se você não sabe como instalar ou até mesmo como copiar arquivos do Windows para o Linux,
será explicado logo abaixo, sessão 2.2.9. Caso tenha o CD, continue a leitura; senão, pule para o
passo 2.2.9.

2.2.1 > Se você estiver no seu sistema através do usuário root, pule para 2.2.2. Caso contrário,
utilize o comando:
$ su

Será pedido a você que digite uma senha, é a senha do usuário root. Forneça a senha e continue
a leitura.
2.2.2 > Insira o CD 2 no drive de CD-ROM
2.2.3 > Crie o diretório /mnt/cdrom, que será onde o conteúdo do CD-ROM será visualizado:
# mkdir /mnt/cdrom
Observação: Se você receber uma mensagem, dizendo que o diretório já existe, não se preocupe,
siga...
2.2.4 > Monte agora o dispositivo:
# mount /dev/cdrom /mnt/cdrom

2.2.5 > Acesse o diretório onde está o kernel:


# cd /mnt/cdrom/Slackware/K1

2.2.6 > Utilize o comando 'pkgtool' para a instalação, se preferir o 'instalpkg', pule para o próximo
passo (2.2.7):
# pkgtool

Será exibido uma interface onde é permitido instalar, remover e visualizar programas
(possivelmente instalados).
Escolha a opção de instalar programas do diretório atual. Será exibido a opção de instalação do
pacote Lnx245.tgz. Instale-o.
2.2.7 > Você pode também instalar o pacote através do comando 'installpkg', como segue a
seguir:
# installpkg /mnt/cdrom/Slackware/K1/Lnx245.tgz

2.2.8 > Será necessário a compilação do novo kernel, e sua instalação. Como já foi dito, esse não
é o propósito do documento, então você deverá ler um tutorial que explique isso, no nosso site, na
sessão Documentações/Kernel.
Observação: A parte de instalação de aplicativos no Slackware não é de minha responsabilidade.
Se você conhece ou prefere outros procedimentos, esteja a vontade.
Se alguém tiver uma dica de maneira mais fácil ou mais correta para a instalação do pacote, por
favor me envie para o email linuxbq@linuxbq.org.

2.2.9 > Se você fez o download através do Windows, e não sabe como copiar o arquivo para o
Linux, veja a sessão 3 (senão terei que escrever como fazer para cada distribuição, sendo que o
procedimento é o mesmo).

2.3 - Para usuários de outras distribuições


2.3.1 - Se você tem alguma distribuição que utilize pacotes RPM (Red Hat, Suse, Tech Linux,
Mandrake, entre outros), utilize:

2.3.1.1 - Você deve estar utilizando a conta de superusuário (root), para isso, siga:
$ su

Será pedido a senha de root. Informe e continue o processo.


2.3.1.2 - Insira o CD de sua distribuição no drive.
2.3.1.3 - Monte o cd:
# mount /dev/cdrom /mnt/cdrom
2.3.1.4 - Acesse o diretório onde o CD foi montado:
# cd /mnt/cdrom

2.3.1.5 - Utilize o comando ‘ls' para listar os diretórios. É provável que seja algo como ‘redhat',
‘mandrake' etc:
# ls

2.3.1.6 - Acesse esse diretório seguido do diretório filho ‘RPMS':


# cd mandrake/RPMS (só um exemplo, verifique!).

2.3.1.7 - Instale o pacote:


# rpm -ivh kernel-source-2.4*

2.3.2 - Caso sua distribuição seja do tipo que utiliza pacotes pré-compilados (.tgz), como
Slackware, utilize a maneira do Slack.

2.3.3 - O Debian utiliza pacotes .deb.


O que quer dizer que a instalação terá um processo diferente, até mesmo porque o gerenciador
de pacotes dele é diferente (dpkg).
Verifique como fazer a instalação no Debian.

Observações:
Há distribuições que, ao invés de ter um link /usr/src/linux, para /usr/src/linux-
2.4.10 (por exemplo), cria o link como /usr/src/linux-2.4.
Ou seja, você deve sempre estar entendendo o que está acontecendo para poder ter sucesso na
instalação/compilação de um kernel.
Entenda o processo, e saiba o que está fazendo.
3.0 - Copiando arquivos do Windows para o Linux

Entenda, primeiramente, que para visualizar uma partição Windows, do Linux, você deve ter um
diretório onde a partição será montada.
Para entender melhor, imagine que todo o conteúdo do Windows (o que fica no C:\), ficará
disponível em um diretório no Linux.
Utilize o super usuário (root) para fazer todo o procedimento. Veja a seguir.

Você pode acessar a sua partição Windows, da seguinte forma:

1) Crie um diretório win, dentro de /mnt:


# mkdir /mnt/win

2) Agora você deve montar a partição FAT32 do Windows nesse diretório /mnt/win. Isso é feito da
seguinte forma:

# mount -t vfat /dev/IdxX /mnt/win

Repare que no comando acima, eu coloquei /dev/IdxX. Cada um desses dois 'x' (x e X) tem um
significado.
A letra I também tem um sigfnicado. Quando IDE, o I tem equivalência de 'h'; quando SCSI, de 's'.
Veja.

Para discos rígidos IDE (se for um drive de CD, é a mesma coisa, desde que seja IDE):

Dispositivo Master primário: /dev/hda


Dispositivo Slave primário: /dev/hdb
Dispositivo Master secundário: /dev/hdc
Dispositivo Slave secundário: /dev/hdd

Para discos rígidos SCSI:

Primeiro disco SCSI: /dev/sda


Segundo disco SCSI: /dev/sdb
Terceiro disco SCSI: /dev/sdc
Quarto disco SCSI: /dev/sdd

Você pode reparar que eu expliquei apenas o que é o primeiro 'x'. É essa letra correspondente ao
dispositivo.
Se você tem apenas um HD na máquina, e Windows e Linux instalados nele, é bem provável que
ele seja /dev/hda ou /dev/sda.
E a partição do Windows é a inicializável, ou seja, é a primeira partição do HD. Logo, ela será
/dev/hda1.

Não se preocupe com isso. É praticamente certo que seja /dev/hda1, na maioria das máquinas é.
Se você não tem certeza, procure orientação. Então, utilize o seguinte comando para montar a
sua partição Windows, no Linux:

# mount -t vfat /dev/hda1 /mnt/win

Vale lembrar que o parâmetro '-t vfat' corresponde ao seguinte:

-t é quando você precisa especificar o tipo de sistema de arquivos (type);


vfat corresponde ao sistema de arquivos do Windows (FAT).
Para maiores informações do comando mount, utilize 'mount --help' e/ou 'man mount'.

Depois de montado o sistema de arquivos do Windows, é hora de acessá-lo:

# cd /mnt/win

A partir daqui, você já está 'dentro' do Windows.


Pode utilizar comandos de copiar (cp), mover e renomear (mv), editar etc.
Vou mostrar um exemplo de como copiar um arquivo, de um diretório no Windows com o nome de
'pastel' para o diretório /root:

# cd /mnt/win/pastel
Vai acessar o diretório pastel dentro do Windows (que é C:\pastel).

# cp pastel_de_carne.txt /root
Copiará o arquivo pastel_de_carne.txt para o diretório /root.

A partir desse exemplo você passa a ter idéia de como copiar arquivos.
Para copiar um diretório inteiro, utilize o comando:

# cp -R /mnt/win/pastel /root
O '-R' significa recursivamente, então criará dentro do diretório /root um diretório de nome pastel,
com todos os arquivos que existem no diretório, no Windows.

Existem várias opções para o comando cp, para uma lista mais detalhada, utilize os comandos:

# cp --help

e/ou

# man cp
Vou exemplificar a forma de copiar o arquivo linux-2.4.18.tar.gz, do diretório C:\kernel (no
Windows) para o /root (no Linux). Veja:

# cd /mnt/win/kernel
# cp linux-2.4.18.tar.gz /root

Isso copiará o arquivo linux-2.4.18.tar.gz para o diretório /root (você pode usar ~ ao invés de
/root).

Depois de copiado, você já está pronto para descompactar e compilar o kernel.


Para informações de como fazer isso, veja o tutorial disponível na sessão Documentações/Kernel,
no nosso site (http://www.linuxbq.org).

Veja outro exemplo.


Copiando o arquivo pctel-0.9.2.tar.gz, que se encontra no diretório C:\pctel (no Windows) para o
diretório /root (no Linux):

# cd /mnt/win/pctel
# cp pctel-0.9.2.tar.gz /root

Isso copiará o arquivo do pctel-0.9.2.tar.gz para o diretório /root (você pode usar ~ ao invés de
/root).
4.0 - Instalando o seu modem PCTel/HSP

Após ter o source do kernel instalado (confira!!), faça download do seguinte arquivo:
pctel-0.9.2.tar.gz

Ele está disponível na sessão Downloads/Drivers para modens no nosso site.

Utilize o super usuário ( root ) para fazer todo o processo, que deve ser feito fora da interface
gráfica. Se você usa login em modo gráfico, sue as teclas Ctrl + Alt + F2 para ir ao modo texto, e
lembre-se que deverá fazer as operações como root!
(Para retornar ao gráfico, use as teclas Ctrl + Alt + F7).

O próximo passo, agora, é copiar o arquivo pctel-0.9.2.tar.gz, que você fez download através do
Windows, para o Linux.
Isso está descrito na sessão 3.0, se você não sabe como fazer, leia.

Continuando, vá agora ao diretório /root (ou o diretório para onde você tenha copiado o arquivo),
utilizando:
# cd /root

Descompacte o arquivo:
# tar zxvf pctel-0.9.2.tar.gz

Entre no diretório criado:


# cd pctel-0.9.2

Em seguida, utilize o seguinte comando:


# ./configure

As seguintes opções podem ser utilizadas:


--with-hal=hal
Onde hal pode ser: pct789, cm8738, i810, sis, via686a
--with-hal=cm8738 (normalmente em PCs brasileiros este é o correto)
--with-kernel-includes=/path/para/o/seu//kernel-sources/include
Caso seu pacote kernel-source não esteja localizado no local /usr/src/linux/includes, especifique-o
com a linha acima.

Repare que, na segunda vez que a palavra 'hal' aparece, ela deve ser substituída pelas opções
descritas acima.

As placas do Brasil, na sua maioria, utiliza cm8738. Uma forma de descobrir a sua, é olhando no
manual da própria placa, ou até mesmo olhando em:
Iniciar > Configurações > Painel de Controle > Sistema
Na janela 'Sistema', acesse a guia 'Gerenciador de Dispositivos', e clique no '+' que existe na
opção Controladores de som, vídeo e jogo.
A placa de som geralmente tem as mesmas iniciais, como CMI8738.

No caso, você deverá utilizar (caso sua placa seja cm8738), o seguinte comando:
# ./configure --with-hal=cm8738

Se você se deparar com o seguinte erro...


configure: error: modversions.h is missing - you should configure your kernel first!
...você tem as seguintes opções:
1) Você não tem o pacote kernel-source instalado (recomendo ler o tutorial desde o começo);
2) O kernel-source se encontra em outro diretório (diferentemente de /usr/src/linux, caso do
include).
Então, utilize no ./configure, a opção: --with-kernel-includes=/diretorio/do/kernel;
3) Não existe modversions.h no source do kernel (ou não está pronto para ser usado). Crie-o,
utilizando:
# cd /usr/src/linux (ou onde o seu kernel-source tenha sido instalado, ou exista um link para o
mesmo).

Recomenda-se a criação desse um link:


# ln -s /usr/src/linux-2.4 /usr/src/linux

Depois, utilize:
# make dep

Depois de corrigir o problema, volte ao diretório do pctel e repita o procedimento do ./configure e


continue a leitura.

Compile os módulos com o comando:


# make

Instale os drivers com o comando:


# make install

Os módulos instalados serão alocados em /lib/modules/‘uname-r‘/misc/.

Agora o sistema já está pronto para usar os módulos. Digite:


# insmod pctel

e também
# insmod ptserial country_code=33

Isso vai carregar os módulos (esse último, usando o código 33, que corresponde ao código
brasileiro).
Agora adicione as duas últimas linhas ao arquivo rc.local para serem carregadas na inicialização:
# echo insmod pctel >> /etc/rc.d/rc.local
# echo insmod ptserial country_code=33 >> /etc/rc.d/rc.local

Verifique se os logs estão semelhantes as linhas listadas abaixo:


# tail /var/log/messages
May 16 23:28:17 suba kernel: PCTel initialization. Country code is 2.
May 16 23:28:17 suba kernel: PCTel device[00:11.0](0x88) found "PCTel Inc HSP
MicroModem 56 (rev 01)" IOBASE 0xe800 IRQ 9.
May 16 23:28:17 suba kernel: PCTel driver version 0.9.0 [5.05c-4.27.215 (09-14-
2001)]] (PCT789) (2001-08-18) with MANY_PORTS SHARE_IRQ SERIAL_PCI
enabled.
May 16 23:28:17 suba kernel: PCTel driver built on [Linux 2.4.8 i686 unknown]
with [2.95.3].
May 16 23:28:17 suba kernel: ttyS15 at 0xe800 (irq = 9) is a PCtel

Obs.: Caso você deseje desinstalar o seu winmodem execute o comando:


# make uninstall

Qualquer problema que você encontrar, comunique-nos para que possamos lhe informar a
solução e, se for o caso, adicionar ao tutorial.
Isso pode ser feito através do email linuxbq@linuxbq.org.

Agora, volte ao X: Ctrl + Alt + F7

Configure sua conexão no KPPP ou programa de conexão de sua preferência e teste seu modem.
O dispositivo de conexão é /dev/modem.

Boa sorte.

Copag
copag@linuxbq.org

SnaDBoY
snadboy@linuxbq.org