Você está na página 1de 5

Na ocasião em que nos expressamos sobre evolução,

diversos pensamentos vêm à nossa mente, tantos que nem há


como descreve-los. Subitamente estamos pensando em
melhorias, sem pensamentos egoístas ou únicos; uma nação, um
país, ou um território pode vir-nos a consciência, ou fazer-nos
refletir. Talvez para você, melhorar possa ser algo que
acrescentará no futuro do seu filho, que talvez no seu país, isso
não tenha sido naquele momento, a melhor coisa. Agora pense
em 1 bilhão de dólares, uma quantia absurda de dinheiro que
possa resolver não só seus problemas, mas sim, os problemas de
todo um povo. Francamente, uma pátria está em nossas mãos.

No meu ponto de vista, a educação e a saúde são os tópicos


que mais devemos abordar nos dias atuais. Ressaltar a educação,
é muito importante pois, no Brasil, não é muito investido
atualmente. O Brasil ocupa o 53° lugar quando se trata sobre
educação. O investimento na educação é muito relevante, pois,
ainda não existe outro meio de conseguir uma estabilização
financeira, anão ser estudando ou ganhando na loteria, e,
pensemos: “é mais fácil estudar ou ganhar na loteria?” com
certeza você já sabe a resposta. O Brasil enfrenta uma grande crise
econômica, mas, um país que investe em educação, têm um
enorme crescimento econômico, ou melhor, o investimento em
algo que é sério, termina, conciliando outro problema, que
também, é pouco investido. A educação e o conhecimento são
termos que influenciam muito recentemente, visto que, o
desemprego está cada vez maior no Brasil. De acordo com uma
pesquisa, cada ano a mais de escolaridade, pode fazer com que
um trabalhador receba 10% mais. A única coisa que jovens
brasileiros estudantes possuem, é sua educação e dignidade, e os
criminosos e traficantes sabem disso, e acabam transformando
escolas, principalmente as públicas, em “campos de
recrutamento”. E convenhamos, que, para um jovem que não
teve um ensino correto, o crime, acaba por se tornar um caminho
mais fácil. De acordo com uma pesquisa, no Brasil, o mesmo valor
que o governo gasta com um prisioneiro em 1 mês, é o mesmo
valor que o governo gasta com a educação de uma criança em 7
meses. Abordar a educação é um tópico muito importante, pois,
no Brasil, a educação é um dos grandes problemas sociais, que
afeta muito a vida dos brasileiros. Acima de tudo, o Brasil investe
em educação, mais do que países desenvolvidos. Hoje em dia, no
Brasil, de 97% dos estudantes com idade entre 7 e 14 anos se
encontram na escola, conforme uma busca. As maiorias das
escolas públicas do Brasil, aceitam alunos com deficiências
auditivas, visuais e intelectuais, diferente de grande parte das
escolas particulares. A inclusão social, é um assunto que não deixa
em nenhum ano de ser abordado na escola em que eu estudo,
pois a convivência com essas pessoas é muito importante, tanto
que aprendemos muito com elas. E os grandes aprovados, em
universidades públicas no Brasil, vem de escolas públicas. O
investimento na educação é o investimento na chance a fim do
desenvolvimento da qualidade de vida das pessoas.

A saúde, imprescindivelmente, deve ser imediatamente


abordada. Vivemos em um país, onde, dos 200 milhões de
habitantes, ¾ são diretamente dependentes do sistema público
de saúde, ou seja, a maioria da população brasileira depende
desse suporte. Estamos em 51° lugar entre 188 países, quando
trata-se sobre saúde. A questão da saúde no Brasil, é uma coisa
séria, e que causa muitas mortes por meses, e aquelas pessoas
que não possuem um plano de saúde são obrigadas à irem em um
hospital público, onde as mesmas, enfrentarão superlotação, filas
intermináveis, ausência de médicos e enfermeiros, pacientes
espalhados pelos corredores, com necessidade urgente de ajuda,
uma longa permanência no hospital por demora no atendimento,
pela consequência da falta de médicos, carência de
medicamentos, e hospitais sem estrutura física. Infelizmente, essa
é a realidade de muitos brasileiros. 7 de 10 brasileiros afirmam
que a saúde é o problema principal do nosso país. Sinceramente,
nós, brasileiros, nunca entendemos por qual motivo,
constantemente, os governos deixam os investimentos nessa área
para depois. Na minha concepção, um país que está investindo em
educação, está também investindo em qualidade de vida. O
governo federal diz que irá congelar o investimento em saúde por
20 anos, por conta da crise econômica que o Brasil enfrenta,
ultimamente, mas aumenta diariamente os salários de políticos,
ministros, entre outros, que atuam na mesma área. O
investimento em atenção primária à saúde é uma porta de
entrada para a intervenção de problemas de saúde que poderiam
ser facilmente evitados. A criação de multirões de vacina, e outros
programas que ajudem a evitar problemas de saúde é primordial
para diminuir despesas com internações subsequentes à pioria de
doenças. Outro fato, que seria importante, seria a contratação de
médicos sem falta de motivação e que tenham amor pela sua
profissão, pois trabalhar na área de saúde, não é fácil e não para
qualquer um. A tecnologia está sendo investida cada vez mais,
atualmente. Então por que não utilizar isso a favor da saúde? O
investimento em aplicativos que possam programar uma consulta
para livrar-se de ir à algum hospital ou posto de saúde e enfrentar
longas filas de espera, e ainda, o aplicativo avisaria todo dia, para
que você não esquecesse, o que acontece muito hoje em dia. O
investimento na expansão de salas de esperas, consultórios, e
salas para exames com novos equipamentos, ou os que estão
quebrados, fossem reparados. Apostar em gestores não só com
experiência na área médica mas em gestão hospitalar também
seria uma ótima oportunidade para o crescimento de
medicamentos e materiais nos hospitais públicos. O investimento
na saúde e prevenção é indispensável.