Você está na página 1de 21

Lab vagrant +

Virtualenv
GIT + Python
+ Django +
Pycharm

GIT + Python IDEs 3

Parte 3 do nosso LAB

Este Lab foi produzido para ser um estudo prático introdutório para as tecnologias envolvidas com
desenvolvimento Python/Django. Sendo assim não tem intenção de ser um curso ou fonte de referências.
http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Instalações Previamente Necessárias
Utilizando um computador ou notebook com Windows (de preferências
Windows 10):
1 - Fazer download e instalar o GIT (ferramenta cliente)
https://git-scm.com/downloads

Faça a instalação aceitando todas as sugestões de opções do instalador.


Para outras informações https://dicasdeprogramacao.com.br/como-instalar-o-git-no-windows/
2 - Fazer download e instalar o PyCharm Professional Edition
https://www.jetbrains.com/pycharm/

Vai ser possível instalar sem problemas mas para utilizar será necessário
realizar um cadastro no site https://account.jetbrains.com/login
http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Controle de Versão - GIT
Um Sistema de Controle de Versão é uma ferramenta que registra as mudanças feitas em um arquivo ou
um conjunto de arquivos ao longo do tempo de forma que você possa recuperar versões específicas. As
ferramentas de controle de versão mais conhecidos são:
- Visual SourceSafe (tipo Cliente-Servidor e que é proprietária da Microsoft);
- Concurrent Versions System - CVS (tipo Cliente-Servidor e que é open source);
- Subversion - SVN (tipo Cliente-Servidor e que é open source);
- IBM Rational ClearCase (tipo Cliente-Servidor e que é proprietária da IBM);
- Visual Studio Team Services (tipo Distribuída e que é proprietária da Microsoft);
- GIT (tipo Distribuída e que é open source).
Na abordagem distribuída, cada desenvolvedor trabalha diretamente com seu próprio repositório local e
as alterações são compartilhadas entre repositórios como uma etapa separada.

Adaptado de https://git-scm.com/book/pt-br/v1/Primeiros-passos-Sobre-Controle-de-Vers%C3%A3o

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Hospedagem de repositórios GIT
Existem vários serviços de hospedagem de repositórios Git, sendo o mais famoso o Github. A maioria
dispõe de serviço gratuito para hospedar seus arquivos de forma pública. Grande parte da popularidade
do Git foi devido ao sucesso do Github. Na hospedagem Git é possível contribuir em projetos, divulgar
seus trabalhos, mesclar repositórios remotos e promover comunicação através de recursos que relatam
problemas. Nos nossos exemplos vamos utilizar o Github (faça o cadastro no site).
Os quatro principais serviços de hospedagem Git que fornecem repositório privado e gratuito, são eles:
GITHUB (https://github.com/ )
GITLAB (https://about.gitlab.com/ )
BITBUCKET (https://bitbucket.org/product/br )
SOURCEFORGE (https://sourceforge.net/user/registration )
Adaptado de https://tecnoblog.net/246190/alternativas-ao-github-microsoft/ e de
https://oraculoti.com.br/2017/09/19/repositorio-git-privado-e-gratis-onde-encontro/

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Hospedagem de repositórios GIT
O GitHub (https://github.com/) permite que programadores do mundo todo colaborem em projetos,
compartilhem relatórios de erros e corrijam esses bugs, além de gerir a documentação. A empresa
fornece esse serviço gratuitamente para entidades que usam o recurso como “código aberto”. A partir
deste dia 07/01/2019, passou a oferecer repositórios privados ilimitados para até 3 colaboradores.
O GitLab (https://about.gitlab.com/) é a escolha número um para substituir o Github. É o mais próximo
em termos de uso e fácil de migrar. Muitos projetos de código aberto já estão usando-o. O GitLab é o
único que possui quantidade ilimitada de usuários para o serviço de repositório privado de forma
gratuita. Possui uma versão gratuita que pode ser baixada e instalada localmente na sua organização.
O Bitbucket (https://bitbucket.org/product/br) é mais do que apenas gerenciamento de código Git. Ele
oferece às equipes um lugar onde planejar projetos e colaborar, testar e implementar códigos.
O SourceForge (https://sourceforge.net/user/registration) é outro nome popular em código aberto.
Muitas distribuições e projetos do Linux fornecem downloads através do SourceForge. O veterano de
1999 passou por redesign, ganhou novas ferramentas e também um importador direto do GitHub.

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Controle de Versão - GIT
Quando se instala o GIT no windows,
também é habilitado um menu de
contexto como na imagem ao lado. Na
pasta do seu projeto ao escolher a opção
“GIT Bash here” será aberto um prompt
de comando do GIT (é diferente do
prompt de comando do Windows).

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Controle de Versão - GIT
A primeira coisa que você deve fazer quando instalar o Git é definir o seu nome de usuário e endereço de
e-mail. Isso é importante porque todos os commits no Git utilizam essas informações, e está
imutavelmente anexado nos commits que você realiza. Como vamos treinar utilizando o Github então
coloque o nome e e-mail cadastrados no Github.

$ git config --global user.name "John Doe"


$ git config --global user.email johndoe@example.com

Adaptado de https://git-scm.com/book/pt-br/v1/Primeiros-passos-Configura%C3%A7%C3%A3o-Inicial-do-Git

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Controle de Versão - GIT
A segunda coisa que deve-se fazer é gerar uma chave Abra o site do Github (https://github.com/) e faça login.
SSH pública (que servirá para autenticar-se com o No menu escolha “Settings”.
Github e outros repositórios):
$ ssh-keygen -o
Clique na aba “SSH and GPG Keys” e depois clique no
botão “New SSH Key”.
Pressione <enter> para todas as perguntas.
O conteúdo do arquivo id_rsa.pub deverá ser copiado
Observe em qual pasta foi gerada a chave: para o campo “key”.
Your public key has been saved in
/z//.ssh/id_rsa.pub.
Depois clique no botão “Add Key”.

Quer dizer que está na pasta z:\.ssh\id_rsa.pub Pronto agora já está habilitado para utilizar o Git
instalado no seu computador.
Abra o arquivo em qualquer editor de texto e copie o
seu conteúdo.

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Controle de Versão - GIT
Caso sua instituição tenha um servidor GITLAB próprio, abra o GITLAB da sua organização (pergunte o
endereço eletrônico e quais credenciais utilizar ao pessoal de suporte) e faça login.
No menu do lado esquerdo escolha “Profile Settings”.
Clique na aba “SSH Keys”
O conteúdo do arquivo id_rsa.pub deverá ser copiado para o campo “key”.
Depois clique no botão “Add Key”.
Pronto agora já está habilitado para utilizar este GITLAB.

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Clonando um Repositório Existente - Github
Caso você queira copiar um repositório git já existente (em um servidor ou numa hospedagem externa
como o Github) o comando necessário é git clone.
Dentro da pasta (C:\workspace\git) onde será criada a pasta do projeto, digite o comando:
$ git clone git@github.com:pedrofvieira/labtutorial.git

Uma pasta será criada com o nome do projeto “labtutorial”.


Abra a pasta e veja seu conteúdo.
Abra a sub-pasta documentos.
Abra o arquivo “Cook Book - Admin.txt” e acrescente um comentário substituindo por seu nome no início
do arquivo. Depois salve o arquivo.
# Estive aqui LAB Python-Django Pedro

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Controle de Versão - GIT
Retorne ao prompt do GIT e dentro da pasta do projeto digite o comando:
$ git status

Podemos observar que houve mudanças.


Changes not staged for commit:
modified: documentos/Cook Book - Admin.txt

Mas essa mudança ainda não foi “armazenada”.


Utilizando o editor de texto de sua preferência, vamos criar um novo arquivo “Cook Book - Admin v2.txt”
na pasta documentos. Retorne ao prompt do GIT e dentro da pasta do projeto digite o comando:
$ git status

Podemos observar mudanças


Untracked files:
documentos/Cook Book - Admin v2.txt

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
GIT - Como funciona
Seus repositórios locais consistem em três "árvores" mantidas pelo git. a primeira
delas é sua Working Directory que contém os arquivos vigentes. a segunda Index
que funciona como uma área temporária e finalmente a HEAD que aponta para o
último commit (confirmação) que você fez.

Adaptado de https://rogerdudler.github.io/git-guide/index.pt_BR.html
http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Controle de Versão - GIT
Para propor mudanças (adicioná-las ao Index), dentro da pasta do projeto, digite o comando:
$ git add .

Para propor mudanças em um arquivo específico (adicioná-las ao Index), dentro da pasta onde o arquivo
está, digite o comando:
$ git add nome_do_arquivo

Mudanças podem ser consideradas arquivos que foram alterados (Changes not staged for commit) e
arquivos e pastas novos (untracked files).
Dentro da pasta do projeto digite o comando.
$ git add .

Depois digite:
$ git status

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Controle de Versão - GIT
Podemos observar mudanças:
Changes to be committed:
new file: documentos/Cook Book - Admin v2.txt
modified: documentos/Cook Book - Admin.txt

Observamos que o Index (stage) está atualizado faltando executar o commit. Dentro da pasta do projeto,
digite o comando:
$ git commit -m "comentários das alterações"

Agora o arquivo é enviado para o HEAD, mas ainda não para o repositório remoto. Dentro da pasta do
projeto, digite o comando:
$ git push origin master

Ops!! Acho que você não tem permissão para acrescentar coisas ao projeto.’

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Criando o próprio repositório Github
Abra o site do Github (https://github.com) e faça login.
No menu escolha a opção “Your Repositories” e depois clique no botão “New”.
Preencha o nome do seu próprio repositório (campo “Repository name”).
Não use espaços (mesmo se colocar ele será substituído por “-”) ou caracteres
especiais.
Deixe marcado como público e clique no botão “Create repository”.
Será mostrada a tela de visualização do seu repositório. Então clique no botão
mais à direita chamado “Clone or download” e depois em “Use SSH”.
Clique no ícone ao lado do endereço para copiar para área de transferência.

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Clonando o próprio repositório Github
Dentro da pasta (C:\workspace\git) onde será criada a pasta do projeto, digite o comando:
$ git clone LINK

Substituindo link pelo copiado no


Uma pasta será criada com o nome do projeto.
Abra a pasta e veja seu conteúdo.
Crie uma sub-pasta documentos.
Dentro da pasta documentos crie um arquivo texto com qualquer nome e acrescente um conteúdo de
teste. Depois salve o arquivo.
Dentro da pasta do projeto digite:
$ git status

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Atualizando o próprio repositório Github
Dentro da pasta do projeto, digite o comando.
$ git add .

Depois digite:
$ git commit -m "digite aqui seus comentários"

E para atualizar o repositório remoto, digite o comando:


$ git push origin master

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Atualizando o Github com um Projeto Existente
Caso já possua um projeto (pastas e arquivos) é possível adicioná-lo a um repositório.
No site do Github crie um repositório com nome “meu-simplemooc” e copie o link SSH.
Crie uma pasta base do projeto (C:\workspace\git\meu-simplemooc) e copie o conteúdo do projeto para
ela. Dentro da pasta base do projeto digite os comandos:
$ git init
$ git add .
$ git commit -m "iniciando"
$ git remote add origin LINK
$ git push -u origin master

Substituindo LINK pelo link SSH copiado.

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
Python IDEs
De certa forma podemos utilizar qualquer editor de texto para criar e modificar
arquivos para nosso projeto Python. Mas para ter uma produtividade maior
recomenda-se utilizar uma ferramenta com recursos extras além de edição de
texto simples.
IDE, do inglês Integrated Development Environment ou Ambiente de
Desenvolvimento Integrado, é um programa de computador que reúne
características e ferramentas de apoio ao desenvolvimento de software com o
objetivo de agilizar este processo.
Para esse LAB usaremos PyCharm Professional Edition (http://www.jetbrains.com/pycharm/ )
Adaptado de https://pt.wikipedia.org/wiki/Ambiente_de_desenvolvimento_integrado

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
PyCharm Professional Edition
O nosso objetivo é Python+Django então não vamos ver muitos detalhes de outras diversas
possibilidades de projetos em Python criadas com Pycharm.
Escolha “Create New Project”
E depois “Django”
Em “Location” substitua com a pasta do novo projeto
Escolha “Existing interpreter” e “...”
Localize a virtualenv “venc37” criada na parte 2 do LAB
Clique em “Create”

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra
PyCharm Professional Edition
Note que o PyCharm já criou o projeto com uma estrutura inicial de projeto
Django.

Na próxima etapa vamos colocar a mão na massa e criar o projeto na vm


utilizando a virtualenv criada também na vm.

http://pt.scribd.com/pedrofvieira @pedrofv1e1ra

Você também pode gostar