Você está na página 1de 3

Universidade Federal do Amazonas

Instituto de Ciências Exatas


Departamento de Estatística
Prof. José Clelto
LISTA 2 - IEE312: Inferência Estatística I - Estimação Pontual

1. Numa pesquisa sobre o uso de drogas em uma escola será selecionada uma amostra de
alunos para investigar a proporção de alunos usuários de drogas.

(a) Qual o tamanho de amostra necessário para estimar essa proporção se o investigador
deseja ter 95% de conança que o erro de estimação não exceda 0, 02? (Faça as
pressuposições necessárias.)

(b) Suponha que em uma amostra de 400 alunos 52 declararam ser usuários de drogas.
Estime a proporção de alunos usuários de drogas nessa escola com erro padrão asso-
ciado;

2. Que tamanho de amostra seria necessário retirar de uma população normal X com σ = 12,
a m de estimar a duração média de uma tarefa em minutos, com um erro de, no máximo,
2 min e com probabilidade de 95% de estar correto? Resp.: (n = 139).

3. Suponha que uma indústria farmacêutica deseja saber a quantos voluntários se deva aplicar
uma vacina, de modo que a proporção de indivíduos imunizados na amostra dira de menos
de 2% da proporção verdadeira de imunizados na população, com probabilidade 0, 9.

(a) Qual o tamanho da amostra a escolher? Use n ≈ zγ2 /4ε2 .

(b) Suponha agora que a indústria tenha a informação de que a proporção de imunizados
pela vacina seja p ≥ 0, 8. Qual o novo tamanho da amostra a escolher? Houve
redução? Justique sua resposta.

Resp.: (a) 1681 e (b) 1076.

4. Qual deve ser o tamanho de uma amostra cujo desvio padrão é 10 para que a diferença
da média amostral para a média da população, em valor absoluto, seja menor que 1, com
coeciente de conança igual a:

(a) 95%
(b) 99%.

5. Seja X1 , X2 , . . . , Xn uma amostra aleatória de uma população com média µ e desvio padrão
σ. Considere os seguintes estimadores de µ:

T1 = (X1 + X2 + X3 + X4 + X5 + X6 + X7 )/7
T2 = (X2 + X3 + X4 + X5 + X6 )/5
T3 = (X2 + X3 + X4 + X5 + X6 )/7

(a) Quais estimadores são não viesados? Justique.

(b) Qual estimador é o mais eciente entre T1 e T2 ? Justique.

6. Considere o problema de estimar uma média populacional µ baseado em uma amostra


aleatória de tamanho n de uma população. Calcule a estimativa pontual de µ e o erro
padrão estimado em cada um dos seguintes casos.

n
X n
X
(a) n = 70, xi = 852, (xi − x̄)2 , = 215
i=1 i=1

1
n
X n
X
(b) n = 140, xi = 1653, (xi − x̄)2 = 464
i=1 i=1

7. (Do exemplo do engenheiro do Slide). Um engenheiro deseja estimar a média de rendimento


de um processo químico baseada no rendimento das medidas X1 , X2 , X3 de três ocorrências
de um experimento. Considere outros dois estimadores da média de rendimento µ:
3X1 + X2 + X3 2X1 + X2 + 2X3
T3 = e T4 =
5 5
(a) Determine se estes estimadores são não viesados.

(b) Calcule as variâncias destes estimadores e verique que ambos são maiores do que a
variância de T1 .

8. SejaX1 , . . . , Xn uma amostra aleatória de tamanho n da distribuição da variável aleatória


X , em que X ∼ N (µ, 1). Considere os estimadores µ̂1 = X e µ̂2 = 10. Encontre o EQM
de µ1 e de µ̂2 como função de µ. Faça um gráco do EQM para n = 10.

9. Seja X1 , . . . , Xn uma amostra aleatória de tamanho n da distribuição de uma variável


aleatória X ∼ U (0, θ). Considere os estimadores θ̂1 = c1 X .

(a) Encontre c1 que torna o estimador não viciado.

(b) Encontre o EQM do estimador.

10. Suponha que X (0, θ), em que θ é desco-


tenha uma distribuição uniforme no intervalo
nhecido. Uma amostra de n
X1 , . . . , Xn é escolhida. Sabemos que E(X) =
observações
E(Xi ) = θ/2, para todo i, e V ar(X) = V ar(Xi ) = θ2 /12, para todo i. Logo, se cal-
cularmos a média amostral X , essa deve estar próxima de θ/2 e podemos estimar θ por
T1 = 2X .

(a) Calcule E(T1 ).


(b) Calcule EQM (T1 ) = E[(T1 − θ)2 ].
(c) T1 é consistente? Por quê?

11. Para estimar a médiaµ desconhecida de uma população, foram propostos dois estimadores
não-viesados independentes, µ̂1 e µ̂2 , de tal sorte que V ar(µ̂1 ) = V ar(µ̂2 )/3. Considere os
seguintes estimadores ponderados de µ:

(a) T1 = (µ̂1 + µ̂2 )/2;


(b) T2 = (4µ̂1 + µ̂2 )/5;
(c) T3 = µ̂1 .
(i) Quais estimadores são não-viesados?

(ii) Dispor esses estimadores em ordem crescente de eciência.

12. Seja θ̂ um estimador de θ. Mostre que

EQM (θ̂; θ) = V ar(θ̂) + [E(θ̂) − θ]2 .

2
13. SejaX1 , X2 , . . . , Xn uma amostra aleatória de X ∼ Normal(µ, σ ) onde E(X) = µ e
V ar(X) = σ 2 . Considere dois estimadores para σ 2 ,
n
1X
(i) V = (Xi − X)2 ;
n
i=1
n
1 X
2
(ii) S = (Xi − X)2
n−1
i=1

2
Verique as seguintes propriedades:

(a) o viés dos estimadores;

(b) a eciência; (EQM)

(c) a consistência.

14. Seja X1 , X2 , . . . , X10 uma amostra aleatória de uma população X ∼ Geométrica(p), com
função de probabilidade

P (X = x) = p(1 − p)x−1 , x = 1, 2, . . . .

X1 + X10
Para estimar p considere os estimadores p̂1 = X e p̂2 = . Determine os erros
2
1 2
quadráticos médios (EQM's) dos dois estimadores. Observação: E(X) = e E(X ) =
p
2−p
.
p2
15. Como parte de um estudo sobre um novo diurético, o produto em estudo foi ministrado
em 6 pacientes e observado a concentração de sódio na urina após um período de vinte e
quatro horas. Os resultados observados foram:

20, 4 92, 5 61, 3 11, 1 23, 7 45, 8

Faça as suposições necessárias e responda as questões abaixo.

(a) Estime a concentração média de sódio na urina.

(b) Estime o erro quadrático médio do estimador empregado em (a).

16. Suponha que Y é o número de sucessos observados em uma amostra de n observações e


p é a probabilidade de sucesso em cada observação

Y
(a) Mostre que p̂ = é um estimador não viesado de p.
n
(b) O estimador p̂ é consistente?
r
p(1 − p)
(c) Mostre que o erro padrão de p̂ é e como você o estimaria?
n
17. Considere que deseja-se estudar o tempo de internação hospitalar para o tratamento de
uma certa doença. Denindo uma variável aleatória Y como descrevendo o número de
dias de internação hospitalar e considerando a população de todos os pacientes, admita a
seguinte distribuição para Y

y 2 3 4 5
P (Y = y) 0,2 0,4 0,3 0,1

(a) Para uma amostra aleatória de 6 pacientes, determine a esperança e a variância de


Y, a média amostral dos dias de internação.

(b) Qual a probabilidade de observarmos os seguintes dias de internação para os pacientes


na amostra: 2; 4; 3; 3; 2; 5; 2?
(c) Para amostras de 40 pacientes, qual a probabilidade de Y ser maior que 4?