Você está na página 1de 6

anpec

associação nacional de
centros de pos graduação
em economia

EXAME DE SELEÇÃO NACIONAL PARA 1995

PROVA DE ESTATÍSTICA

19/10/94 - QUARTA-FEIRA
HORÁRIO: 10:30 ÀS 12:45

EXAME ANPEC 1995


PROVA DE ESTATÍSTICA
QUESTÃO 1
A probabilidade de que o preço dos combustíveis aumente no mês vindouro é estimada em 0,4.
Se isto ocorrer, a probabilidade de que os preços dos transportes coletivos também aumentem é de 0,5;
caso contrário, esta probabilidade é de 0,1. Se naquele mês o preço da passagens, de fato, subirem, qual
a probabilidade de os preços dos combustíveis não terem sofrido majoração? (Multiplique o resultado
por 100 e considere apenas a parte inteira do resultado).

QUESTÃO 2
Sejam ( X 1 , X 2 ,  , X n ) uma amostra aleatória com n elementos de certa população e q um
parâmetro dessa população. Pode-se afirmar que:

(0) Um estimador T do parâmetro q é função de ( X 1 , X 2 ,  , X n ) .


(1) T será um estimador não-viesado de q se E(T) = q.
n

(2) A variância amostral, definida por


( X i  X )2
, é um estimador não-viesado da variância
i 1

n
populacional.
(3) { Tn } será uma seqüência consistente de estimadores de q se: lim E (Tn )  0 e
n 
limVar (Tn )  1.
n 
(4) Se T1 e T2 são dois estimadores não-viesados de um mesmo parâmetro q, e se Var( T1 ) <
Var( T2 ), então T1 é menos eficiente que T2 .

QUESTÃO 3
Se X e Y são duas variáveis aleatórias quaisquer, pode-se afirmar que:

(0) Se W = 3X + 4Y, então Var(W) = 3Var(X) + 4Var(Y) + 2Cov(X,Y).


(1) Se Cov(X,Y) = 0, então X e Y são variáveis aleatórias independentes.
(2) Se X e Y são variáveis aleatórias independentes, então o coeficiente de correlação entre elas é
zero.
(3) Se T = 2X + Y + 5, então E(T) = 2E(X) + E(Y) + 5.
(4) Se X e Y são variáveis aleatórias independentes, então E(X,Y) = E(X).E(Y).

QUESTÃO 4
Seja X uma variável aleatória contínua cuja função densidade de probabilidade é dada por ¦(x).
Então:
b

(0) A probabilidade de X assumir um valor no intervalo [a,b] é dada por  f ( x )dx.


a


(1) E(X) =  xf ( x )dx.





(2) Sendo k uma constante qualquer, var( kX )  k 2


 ( x   ) f ( x)dx.

(3) A probabilidade de X assumir um determinado valor x i é dada por xi f ( x i ).


(4)  f ( x)dx  C em que C pode assumir qualquer valor entre 0 e 1.




QUESTÃO 5
Seja yi    xi   i uma equação de regressão e sejam a e b estimadores de mínimos
quadrados ordinários (MQO) de  e , respectivamente. Pode-se afirmar que:

(0) A hipótese de média zero do termo aleatório é imprescindível para que b seja um estimador não-
viesado de .
(1) A hipótese de não-autocorrelação dos resíduos dignifica que x e  são independentes.
(2) A hipótese de que x é não-estocástica é necessária para que a e b sejam estimadores não-
viesados.
(3) Se a hipótese de homoelasticidade for válida, então a e b serão estimadores eficientes dentro da
classe dos estimadores lineares não-viesados.
(4) A hipótese de normalidade do termo aleatório é necessária para garantir a eficiência dos
estimadores de MQO dentro da classe dos estimadores lineares não viesados.

QUESTÃO 6
Sejam S   s1 , s2 ,  , sn  o espaço amostral de um experimento aleatório e E1 e E 2 dois
eventos de S. Então:

(0) P( s1 ) + ... + P( sn ) = 1 se s1 ,  , sn forem independentes.


(1) P( E1  E 2 ) = P( E 1 ).P( E 2 ) se E 1 e E 2 forem mutuamente exclusivos.
(2) P( E1  E 2 ) = P( E 1 ) + P( E 2 ) se E 1 e E 2 forem independentes.
(3) P( E 1 / E 2 ) = P( E 2 / E 1 ) se e somente se P( E 1 ) = P( E 2 ) ¹ 0.

QUESTÃO 7
Pode-se afirmar que:

(0) O histograma relaciona graficamente duas variáveis.


(1) A média aritmética é a medida de tendência central mais utilizada na prática por ser insensível à
dispersão dos valores observados.
(2) O desvio-padrão tem a mesma unidade de medida da variável original.
(3) O coeficiente de assimetria é adimensional.
(4) O coeficiente de variação é a razão entre a média aritmética e o desvio padrão.

QUESTÃO 8
O índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) tem as seguintes características:

(0) É calculado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas.


(1) Resulta da média aritmética ponderada dos índices de preços ao consumidor, preços por atacado
e preços da construção civil.
(2) Abrange todas as capitais de estado brasileiras.
(3) Mede perfeitamente a inflação do país.
(4) É uma versão modificada do índice de preços de Laspèyres.

QUESTÃO 9
Com relação aos testes de hipóteses, pode-se afirmar que:

(0) A probabilidade do erro tipo I, ou de primeira espécie, é denominada de nível de significância do


teste.
(1) O erro tipo II, ou de segunda espécie, consiste em aceitar a hipótese nula ( H 0 ) quando esta é
falsa.
(2) Quanto menor for o nível de significância de um teste, mais extremo deve ser o valor calculado
da estatística do teste para que se rejeite ( H 0 ).
(3) Em um teste de hipóteses para comparação de duas médias provenientes de populações
normalmente distribuídas com variâncias iguais e desconhecidas, a estatística utilizada é a “t” de
Student.

QUESTÃO 10
Uma certa liga é formada da fundição do chumbo com outro metal. A porcentagem do chumbo
nesta liga - X - é uma variável aleatória com a seguinte função de densidade de probabilidade:
 3 5
 10 x(100  x), se 0  x  100
f ( x)   5
0, para quaisquer outros valores de X
Supondo que o lucro obtido na venda dessa liga, por unidade de peso, (L) seja dado pela função: L = 10
+ 0,4X. Calcule o lucro esperado por unidade.

QUESTÃO 11
A respeito das distribuições de probabilidade, pode-se afirmar que:

(0) A distribuição qui-quadrado - X 2 - com n graus de liberdade é definida como a soma dos
quadrados de n variáveis aleatórias com distribuição normal padrão.
(1) A distribuição de Poisson tem média igual à variância, que por sua vez é igual ao parâmetro da
distribuição.
(2) A distribuição F de Snedecor é definida pelo quociente de duas variáveis aleatórias
independentes e normalmente distribuídas.
(3) A distribuição normal é perfeitamente definida caso se conheçam seus dois primeiros momentos.
(4) A distribuição hipergeométrica é aplicada a variáveis aleatórias discretas, quando se consideram
extrações aleatórias, sem reposição, de uma população dividida segundo dois atributos.

QUESTÃO 12
Suponha que 40% dos empregados de uma grande empresa estejam a favor de sua representação
sindical, e que se peça resposta anônima a uma amostra aleatória de 10 empregados. Pode-se afirmar
que:

(0) É de 0,8 a probabilidade de 8 empregados, no máximo, responderem favoravelmente à


representação sindical.
(1) O número médio esperado de empregados favoráveis à representação, entre os 10 pesquisados, é
de 4.
(2) Se a pesquisa fosse realizada entre 1.000 empregados, o desvio padrão dessa amostra seria de
15,5 empregados, aproximadamente.
(3) A probabilidade das respostas segue a distribuição binomial há que o atributo é contínuo.
(4) A distribuição utilizada apresenta as seguintes características: o espaço amostral do experimento
descreve apenas dois resultados possíveis e o experimento é repetido n vezes.

QUESTÃO 13
Quando se realiza um teste de hipótese, convém saber que:

(0) A conclusão do teste é sensível à forma como se define a hipótese nula.


(1) A região de rejeição da hipótese nula deve abranger todos os valores que a estatística de teste
não pode assumir.
(2) Sempre que possível, deve-se adotar nível de significância de zero por cento.
(3) O poder do teste é dado pela probabilidade de se rejeitar a hipótese nula quando esta é falsa.
(4) A estatística do teste a ser utilizada depende da distribuição do estimador.

QUESTÃO 14
O representante de um grupo comunitário informa a uma pessoa interessada em estabelecer um
centro comercial que a renda média familiar na área é de R$ 15.000. Suponha que, para a área em
questão, seja possível admitir que a renda média familiar tem distribuição aproximadamente normal, e
que se possa aceitar o desvio-padrão como sendo R$ 2.000 (com base em um estudo anterior). Para
uma amostra aleatória de 16 famílias, a renda média familiar foi de R$ 15.500. O centro comercial só
será construído se o nível médio de renda familiar () for maior que o informado.

(0) A hipótese nula deve ser H 0 :   R$15.000 .


(1) A hipótese alternativa deve ser H1 :   R$15.000.
(2) Não pode ser realizado qualquer teste pois o número de elementos da amostra é pequeno.
(3) A estatística que deve ser utilizada para a elaboração do teste é a Z, que tem distribuição N(0,1).
(4) Um teste feito ao nível de significância de 5% permite concluir que a condição para a construção
do centro será satisfeita.

QUESTÃO 15
Em um modelo clássico de regressão linear múltipla:

(0) Uma das hipóteses estabelece que as variáveis explicativas são linearmente independentes.
(1) Os testes t e F não são equivalentes.
(2) A comparação do poder explicativo de modelos envolvendo número diferente de variáveis
explicativas deve ser feita com base no R 2 ajustado.
(3) Cada uma das variáveis explicativas tem distribuição normal.
(4) A variância da variável dependente é igual à variância do termo aleatório.