Você está na página 1de 17

CALCULANDO O PREÇO DO

PRODUTO FINAL
1º PASSO – RELACIONE O MATERIAL NECESSÁRIO
PARA CONFECÇÃO E SEUS RESPECTIVOS PREÇOS
Quantidade Material Preço Unit Preço total
35 cm Tecido 13,00 4,55
35 cm Forro 7,00 2,45
35 cm Manta resinada (r2fina) 14,00 4,90
1 Botão pressão plástico 0,20 0,20
1 Etiqueta 1,10 1,10
TOTAL 13,20

CUSTO DO MATERIAL = $ 13,20

08/09/2015 Bete Tirado 2


2º PASSO – TOME O VALOR DO CUSTO DO
MATERIAL E MULTIPLIQUE POR TRÊS

$ 13,20 x 3 = $ 39,60

08/09/2015 Bete Tirado 3


1ª PARTE – CUSTOS DIRETOS
Você já deve ter ouvido falar que para calcular o preço de um
produto devemos multiplicar por 3 vezes os gastos com o
material que usamos para confeccioná-lo. Se você já sabe
ótimo, senão vou te dar uma explicação óbvia. A primeira
coisa que nosso produto deve pagar é o material que usamos
para desenvolvê-lo, senão não tem como produzí-lo.
Por esse motivo tomamos como referência os CUSTOS
desse material que está diretamente envolvido na produção
e multiplicamos por 3.

08/09/2015 Bete Tirado 4


E AS OUTRAS DUAS PARTES O QUE PAGA ENTÃO?

ENERGIA ELÉTRICA
ÁGUA CELULAR

COMBUSTÍVEL
ALIMENTAÇÃO
08/09/2015 Bete Tirado 5
2ª PARTE - CUSTOS INDIRETOS
Quando molhamos o tecido, quando usamos a máquina,
quando vamos até as lojas pra comprar o material, dá fome né?
Aí temos que fazer um lanchinho, quem tem que pagar isso?
seu marido, NÃO, seu produto. Enfim são gastos que não estão
diretamente envolvidas no produto, mas precisamos delas para
desenvolvê-lo.
Por esse motivo a segunda parte deve pagar nossos CUSTOS
INDIRETOS.

08/09/2015 Bete Tirado 6


3ª PARTE – MÃO DE OBRA
Mas e a terceira parte o que paga? Claro que é nossa Mão
de Obra, porque afinal não somos escravos para trabalhar
de graça não é?

08/09/2015 Bete Tirado 7


LUCRO
Até aí, tudo bem! Será que tá tudo bem mesmo? NÃO, não está,
onde fica nosso lucro? Vamos deixar uma coisa bem clara, MÃO
DE OBRA NÃO É LUCRO, é também um CUSTO que o produto
tem obrigação de pagar, assim como uma conta mensal.

LUCRO É O QUE SOBRA LIVRE DEPOIS QUE O SEU PRODUTO


PAGOU TODAS AS CONTAS:

(Custos diretos + Custos indiretos + Mão de obra)


08/09/2015 Bete Tirado 8
3º PASSO – CALCULANDO O LUCRO
Calcule em porcentagem, uma margem de lucro razoável para o produto e descubra realmente
quanto ganhou na venda do mesmo.
Já sabemos que gastamos com material o equivalente a $ 13,20. Já multiplicamos por 3 lembram?
$ 13,20 X 3 = $ 39,60
Esse é o valor que paga as nossas contas (Custos diretos + Custos indiretos + mão de obra). Pensemos
numa margem de 20% de lucro. Tomemos o valor que foi multiplicado por 3 e multiplicamos pela
margem de lucro desejada:
$ 39,60 x 20% = $ 7,92

Nosso lucro real será de $7,92

08/09/2015 Bete Tirado 9


PRA QUE SERVE O LUCRO?

Equipamentos
Máquinas

Ambiente de trabalho

Materiais
08/09/2015 Bete Tirado 10
LUCRO – SALÁRIO DA EMPRESA

Costumamos dizer que o lucro é o salário da empresa, pois é com esse


dinheiro que vamos investir no nosso negócio. Adquirindo máquinas,
ferramentas e mais materiais. Decoração e outras melhorais para nosso
local de trabalho. Vocês achavam que já podiam viajar para o exterior?

08/09/2015 Bete Tirado 11


Segundo o SEBRAE, um negócio passa por três estágios de vida:

1º - SOBREVIVÊNCIA – Nos dois primeiros anos de vida não existe lucro. Vamos apenas
repor o que investimos.
2º - PROSPERIDADE – Do terceiro ao quarto ano, investimos no negócio, compramos
mais máquinas, equipamentos, ferramentas e outros materiais. Melhorias no local de
trabalho.
3º - LUCRATIVIDADE – Somente a partir do quinto ano é que consideramos o lucro do
nosso negócio. E só agora podemos começar a pensar em algum investimento pessoal.

Se não tivermos essa visão nosso negócio não passa do primeiro estágio.

08/09/2015 Bete Tirado 12


4º PASSO PREÇO DE VENDA
VALOR DOS CUSTOS + LUCRO = PREÇO DE VENDA

$39,60 + $7,92 = $ 47,52

Você pode baixar um pouquinho o seu lucro e vende-la por $ 45,00 ou


aumentar um pouquinho e vende-la por $ 50,00. Verifique qual preço fica
mais convidativo ao seu cliente.

08/09/2015 Bete Tirado 13


PREÇO DE VENDA
Esses procedimentos ajudam a calcular o preço do seu produto, mas quando calculamos o
preço no nosso produto devemos levar em consideração os três mercados:

MERCADO FORNECEDOR – MERCADO CONSUMIDOR – MERCADO CONCORRENTE

08/09/2015 Bete Tirado 14


MERCADOS
MERCADO FORNECEDOR – O preço do seu produto tem que cobrir seus gastos com
os materiais. A forma mais inteligente de aumentar seu lucro, não é
aumentando o preço do seu produto, mas baixando seus gastos, pesquise
fornecedores com preços mais em conta.
MERCADO CONSUMIDOR – O preço do seu produto tem que ser atrativo e ir ao
encontro da necessidade do seu cliente.
MERCADO CONCORRENTE – Nunca desconsidere seu mercado concorrente.
Observe sempre quanto eles estão cobrando pelo mesmo produto. O seu preço
não deve destoar muito dele. Se o seu preço estiver muito abaixo, seus clientes
podem começar a duvidar de sua qualidade e se estiver muito acima eles vão
preferir comprar do seu concorrente.

08/09/2015 Bete Tirado 15


BOAS VENDAS. SUCESSO.

Elaboração do material: Bete Tirado


Edição: Bete Tirado
Produção: Bete Tirado
Imagens: Bete Tirado e Google
Colaboração: Marina Barbosa e Silvia Cerqueira.
Maio de 2015

08/09/2015 Bete Tirado 16


APOIO

www.empreendermulher.com

08/09/2015 Bete Tirado 17