Você está na página 1de 4

Questionário para revisão da disciplina Gestão Organizacional – Prof.

Paulo Duavy

1. Quais as principais causas do enorme desperdício que ocorria nas indústrias


verificadas por Taylor?
Falta de métodos científicos de trabalho (cada operário trabalhava de uma maneira
única, diferente e improvisada em relação aos demais colegas, cada um fazia o trabalho
de acordo com sua intuição); falta de seleção e treinamento de pessoal (os operários
eram aceitos sem nenhuma avaliação de suas habilidades); e falta de supervisão (os
contramestres não sabiam como organizar e acompanhar o trabalho dos operários a
eles subordinados).

2. Para Taylor, de que males padeciam as indústrias de sua época?


Vadiagem sistemática dos operários que reduziam a produção para evitar que a
gerência reduzisse seus salários; desconhecimento pela gerência das rotinas de
trabalho e do tempo necessário para sua realização; e falta de uniformidade das
técnicas e dos métodos de trabalho.

3. Quais as vantagens de se criar um método de trabalho?


Admissão de empregados com qualificações mínimas e salários menores para reduzir
os custos de produção; redução do tempo de execução e dos custos de treinamento do
pessoal; redução de erros na execução e diminuição de refugos e rejeições; facilidade
de supervisão para que cada supervisor possa controlar um número maior de
subordinados; e aumento da eficiência do trabalhador, permitindo maior produtividade.

4. No que consiste a racionalização do trabalho?


A racionalização do trabalho nada mais é do que adotar uma sequência de atividades:
analisar o trabalho, estudar os tempos e movimentos, definir o método de trabalho
mais adequado e determinar o tempo padrão para sua execução. Após isso, treinar o
operário para que ele execute o trabalho seguindo o método e de acordo com o tempo
padrão.

5. Como podemos definir a produtividade?


A produtividade pode ser definida como a produção de uma unidade produtora por
unidade de tempo, isto é, o resultado da produção de alguém por um determinado
período de tempo. Quanto maior a eficiência, maior será a produtividade.

6. De acordo com Taylor, qual o principal objetivo da administração?


Assegurar o máximo de prosperidade ao patrão e o máximo de prosperidade ao
empregado. O princípio da máxima prosperidade para o patrão acompanhada da
máxima prosperidade para o empregado significa que deve haver uma identidade de
interesses entre empregados e empregadores.
Questionário para revisão da disciplina Gestão Organizacional – Prof. Paulo Duavy

7. Quais são os princípios da administração sugeridos por Taylor para


padronizar o comportamento dos gerentes?
Princípio do planejamento; princípio de preparo; princípio de controle; e o princípio da
execução.

8. Defina padronização.
Padronização é a aplicação de padrões em uma organização para obter uniformidade e
redução de custos. A padronização é vital na melhoria da eficiência. Ela conduz à
simplificação na medida em que a uniformidade reduz a variabilidade e as exceções
que complicam o processo produtivo.

9. Podemos afirmar que Taylor continua atual. Que idéias comprovam essa
afirmação?
Com as ideias de Taylor a produtividade aumentou, a qualidade de vida do trabalhador
médio aumentou e este passou realmente a participar do resultado do que produzia de
uma maneira que não há comparação com os padrões que vigoravam no início do
século.

10. Ford promoveu a grande inovação do século XX: a produção em massa. A


produção em massa baseia-se em quê?
Baseia-se em princípios simples: o fluxo do produto no processo produtivo é planejado,
ordenado e contínuo; o trabalho é entregue ao operário, em vez de este ter de ir buscá-
lo; e as operações são analisadas em seus elementos constituintes.

11. Para acelerar a produção por meio de um trabalho ritmado, coordenado e


econômico, Ford adotou que princípios?
Princípio de intensificação; princípio de economicidade; e princípio de produtividade.

12. Qual a diferença entre as abordagens de Taylor e Fayol no que diz respeito
à administração?
Taylor partia da base da fábrica para cima e das partes para o todo, enquanto Fayol
partia da cúpula para a base e do todo para as partes.

13. Para Fayol, quais são as funções básicas da empresa?


Funções técnicas, comerciais, financeiras, de segurança, contábeis e administrativas.

14. Segundo Fayol, quais são as funções do administrador?


Prever, organizar, comandar, coordenar e controlar.
Questionário para revisão da disciplina Gestão Organizacional – Prof. Paulo Duavy

15. Ainda segundo Fayol, quais são os princípios gerais da administração?


Divisão do trabalho; autoridade e responsabilidade; disciplina; unidade de comando;
unidade de direção; subordinação dos interesses individuais aos gerais; remuneração
do pessoal; centralização; cadeia escolar; ordem; equidade; estabilidade do pessoal;
iniciativa; espírito de equipe.

16. Como podemos definir a burocracia?


A burocracia é uma forma de organização humana que se baseia na racionalidade, isto
é, na adequação dos meios aos objetivos (fins) pretendidos, a fim de garantir a máxima
eficiência possível no alcance desses objetivos.

17. A burocracia decorre do quê?


De um conjunto de normas sociais morais, denominadas por Weber de ética
protestante, em consequência das mudanças religiosas verificadas após o
Renascimento.

18. De acordo com Weber, quais as três formas de racionalidade?


O capitalismo, a burocracia (como forma de organização) e a ciência moderna
constituem as três formas de racionalidade que surgiram a partir das mudanças
religiosas ocorridas nos países protestantes, e não em países católicos.

19. Qual a base da teoria das relações humanas?


Essa teoria propõe que o ser humano é motivado não por estímulos salariais e
econômicos, mas por recompensas sociais e simbólicas.

20. Quais as características da burocracia?


Normas e regulamentos, comunicações formais, divisão do trabalho, relações
impessoais e profissionais, hierarquia da autoridade, rotinas e procedimentos
padronizados, competência técnica e meritocracia, separação entre propriedade e
administração, profissionalização dos participantes.

21. Qual o objetivo da burocracia?


Prever antecipadamente todas as ocorrências e padronizar e otimizar sua execução
para que a máxima eficiência do sistema seja alcançada.

22. Quais são as disfunções da burocracia?


Apego aos regulamentos, formalismo e papelório, resistência a mudanças,
despersonalização do relacionamento, processo decisório baseado na categorização,
superconformidade às rotinas e aos procedimentos, exibição de símbolos de
autoridade, dificuldade no atendimento ao cliente e conflito com o público.
Questionário para revisão da disciplina Gestão Organizacional – Prof. Paulo Duavy

23. Por que as disfunções da burocracia ocorrem?


Porque ela não leva em conta a organização informal que existe em todas as
organizações nem se preocupa com as diferenças individuais das pessoas. São as
pessoas que introduzem variações no desempenho das atividades organizacionais.

24. O que prega a abordagem humanística?


A ênfase antes colocada na tarefa (pela administração científica) e na estrutura
organizacional (pela teoria clássica) cede espaço para a ênfase nas pessoas que
participam das organizações.

25. Quais foram as conclusões da experiência de Hawthorne?


O nível de produção é consequência da integração social; o comportamento do
indivíduo se apoia no grupo ao qual pertence; cada grupo social desenvolve crenças e
expectativas com relação à administração que influem nas normas que o grupo define;
a preocupação dos clássicos passa a ser com os grupos informais da organização; os
operários participam de grupos sociais dentro da organização e mantêm-se em uma
constante interação por meio das relações humanas; necessidade de avaliar a
importância do conteúdo do cargo; necessidade de enfatizar os aspectos emocionais.

26. Qual a base da teoria das relações humanas?


Essa teoria propõe que o ser humano é motivado não por estímulos salariais e
econômicos, mas por recompensas sociais e simbólicas.

27. De acordo com os humanistas, quais as formas de liderança?


Liderança como influência interpessoal, liderança como meio de redução da incerteza
de um grupo, liderança como relação funcional entre líder e subordinados, e liderança
como um processo em função do líder, dos seguidores e de variáveis.