Você está na página 1de 258

CallReport 2.

0
Manual do Usuário

Documentação
*1PA30808-X5226-V121-01-V419*
1P A30808-X5226-V121-01-V419

As informações neste documento contêm apenas descrições gerais ou facilidades,


que nem sempre correspondem, na forma como estão descritas, e que podem sofrer
alterações devido ao desenvolvimento dos produtos.
As facilidades desejadas apenas serão vinculativas, se tiverem sido estabelecidas por
expresso nos termos do contrato.

Ajuda em caso de problemas

Em caso de falhas, contactar primeiro o técnico de suporte do sistema. Se não for possível
corrigir a falha, este deverá contactar a Assistência Técnica!

© Siemens Ltda 2005 Information and Communication Networks,


Pedro Gusso, 2635 Curitiba/Paraná


Nº de encomenda: A30808-X5226-V121-01-V419
Reserva-se a possibilidade de entrega e o direito de alterações técnicas.
Manual do Usuário CallReport

1 Visão Geral do CallReport . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5


1.1 Avisos: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
1.2 Documentação do CallReport . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
1.3 Sobre o CallReport . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
1.3.1 Principais características do CallReport versão 2.0 . . . . . . . . . . . . . . . . 6
1.3.2 Stand Alone . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6
1.3.3 Rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6
1.3.4 Multi-Site . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7
1.4 Versões Anteriores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
1.4.1 CallReport 1.0 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
1.4.2 CallReport 1.1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
1.4.3 CallReport 1.2 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
1.4.4 CallReport 1.3 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
1.4.5 CallReport 1.4 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
1.4.6 CallReport 1.5 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9
1.5 Tipos de Chamadas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9
1.5.1 Saída . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9
1.5.2 Entrada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9
1.5.3 Interna. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10
1.5.4 TANDEM. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10
1.6 Bilhete . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11
1.6.1 Composição do Bilhete . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11

2 Componentes do CallReport . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13
2.1 Servidor de Tarifação (CR Servidor) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13
2.2 Interface com a Central Telefônica (CR PbxFront) . . . . . . . . . . . . . 14
2.2.1 Configuração da Comunicação. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15
2.2.2 Configuração de Bilhetagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15
2.2.3 Comunicação com o Servidor de Tarifação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15
2.3 Gerador de Relatórios (CR Gerador de Relatórios). . . . . . . . . . . . . 16
2.4 Interface com Aplicação Externa (SLIP) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16
2.5 Interface com Usuário (CallReport IU). . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17
2.6 Utilitários . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17

3 Instalação CallReport 2.0 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19


3.1 Pré-Requisitos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19
3.2 Parte I : Instalando o Produto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19
3.3 Primeiros passos após a instalação do CallReport 2.0 . . . . . . . . . . 36
3.3.1 Uma instalação nova (sem migração de dados). . . . . . . . . . . . . . . . . . 36
3.3.2 Migração de dados da versão 1.50 para 2.0 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37
3.4 Configurações da Central Telefônica e PbxFront . . . . . . . . . . . . . . 38
3.4.1 Configuração do Tipo do PABX . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39
3.4.2 Configuração da Comunicação. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40
3.4.2.1 Tarifação por Arquivo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 41
3.4.2.2 Bilhetagem por Porta Serial . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42
3.4.2.3 Tarifação por TCP/IP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42
3.5 Configurações Básicas do Programa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 43

A30808-X5226-V121-01-V419 1
CallReport Manual do Usuário

3.6 Iniciando a Interface com o Usuário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44


3.6.1 Iniciando o Módulo Servidor Manualmente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 45
3.6.2 Finalizando o CallReport . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 47

4 O ambiente do CallReport. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 49
4.1 Interface de Usuário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 49
4.2 O Explorer do CallReport . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50
4.2.1 A Pasta Relatórios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50
4.2.1.1 Relatórios Prontos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50
4.2.1.2 Requisição de Relatórios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 53
4.2.1.3 Filtros para os Relatórios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 54
4.2.1.4 Tipos de Relatórios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 68
4.2.2 A Pasta Sites . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 98
4.2.2.1 Criação de um novo Site . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 98
4.2.2.2 Códigos de Área de Acesso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 107
4.2.2.3 Controle de Dígitos para uma Chamada Entrante . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 108
4.2.2.4 Filtragem das Chamadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 109
4.2.2.5 Controle do Espaço em Disco . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 110
4.2.2.6 Controle de Data e Hora entre o Micro e o PABX . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 111
4.2.2.7 Relatórios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 112
4.2.2.8 Atributos das Divisões Organizacionais. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 113
4.2.2.9 Atributos de Ramais. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 114
4.2.2.10 Atributos da Empresa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 115
4.2.2.11 Tarifação Padrão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 116
4.2.2.12 Critério de Tarifação. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 116
4.2.2.13 Cadastro Automático de PIN . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 117
4.2.3 A Pasta Central Telefônica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 118
4.2.3.1 Equipamentos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 118
4.2.3.2 PIN . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 120
4.2.3.3 Troncos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 121
4.2.3.4 Atendentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 123
4.2.3.5 Dispositivos não Cadastrados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 128
4.2.3.6 Grupo de Troncos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 130
4.2.4 A Pasta Tarifação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 133
4.2.4.1 Rede Privada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 134
4.2.4.2 Rede Pública . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 138
4.2.4.3 Concessionárias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 141
4.2.4.4 Matriz de Tarifação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 159
4.2.4.5 Tabela de Prefixos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 159
4.2.4.6 Fatores de Custo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 162
4.2.5 A Pasta Empresas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 164
4.2.5.1 Centro de Custos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 164
4.2.5.2 Estrutura Organizacional . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 165
4.2.6 A Pasta Localidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 172
4.2.6.1 Cadastrando uma Nova Localidade. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 172
4.2.7 A Pasta Usuários . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 174
4.2.7.1 Criando um usuário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 174

2 A30808-X5226-V121-01-V419
Manual do Usuário CallReport

4.2.7.2 Autorizações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 178


4.2.7.3 Descrição dos Serviços . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 178
4.3 SLIP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 179
4.3.1 Iniciando o SLIP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 179
4.3.2 Configurando Filtros e Formatos dos Bilhetes . . . . . . . . . . . . . . . . . . 180
4.3.3 Configurando a Saída . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 183
4.3.4 Iniciando o Processo de SLIP. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 184
4.3.5 Interrompendo o Processo de SLIP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 185
4.3.6 Reiniciando o Processo de SLIP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 185
4.3.7 Finalizando o Processo de SLIP. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 186
4.3.8 Configurações do SLIP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 186
4.3.9 Abrindo uma Configuração do SLIP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 187
4.3.10 Finalizando o SLIP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 188

5 A Base de dados do CallReport . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 189


6 Facilidades do CallReport. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 190
6.1 Monitoração de Bilhetes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 190
6.1.1 Criar uma Nova Configuração de Monitoração de Bilhetes . . . . . . . . 190
6.1.1.1 Filtros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 191
6.1.1.2 Alarmes. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 193
6.1.1.3 Colunas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 195
6.1.1.4 Utilizando a Configuração. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 197
6.1.1.5 Salvando a Configuração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 197
6.1.2 Abrir um monitor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 197
6.1.3 Campos do Monitor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 197
6.1.4 Bilhetes com Erro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 197
6.2 Agenda Telefônica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 199
6.2.1 Iniciar uma Consulta na Agenda Telefônica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 199
6.2.2 Encerrar a Agenda Telefônica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 200

7 Utilitários . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 202
7.1 Atualizador de Tarifas (CR Atualizador de Tarifas) . . . . . . . . . . . . 202
7.1.1 Iniciando o Atualizador de Tarifas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 203
7.1.2 Procedimento para atualização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 204
7.2 Manutenção (CR Manutenção) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 209
7.2.1 Iniciando o CR Manutenção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 210
7.2.2 Backup/Restore . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 213
7.2.2.1 Descrição dos Campos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 214
7.3 Migrador de Dados (CR Migrador de Dados) . . . . . . . . . . . . . . . . 215
7.3.1 Iniciando o Migrador de Dados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 216
7.3.2 Procedimento para Migração de Dados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 217
7.3.3 Exemplo de Migração de dados da versão 1.5 para 2.0 . . . . . . . . . . 218
7.4 Configurador de Bilhetes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 223
7.4.1 Iniciando o Configurador de Bilhetes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 223
7.4.2 Configurando um bilhete. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 224
7.4.3 Descrição dos Campos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 236
7.4.4 Campos Mandatórios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 237

A30808-X5226-V121-01-V419 3
CallReport Manual do Usuário

7.5 Configurador do Buffer . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 237


7.5.1 Iniciando o Configurador do Buffer . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 237
7.5.2 Procedimento da Configuração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 238
7.6 Retarifação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 241
7.6.1 Iniciar Retarifação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 242
7.6.2 Descrição dos Campos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 246
7.6.3 Resultado da Retarifação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 247
7.7 Editor de Registros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 247
7.7.1 Iniciar uma Edição de Registro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 248
7.7.2 Descrição dos Campos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 251

8 Funcionamento da Tabela de Prefixos . . . . . . . . . . . . . . . 253


8.0.1 Funcionamento em SUB-PABXs . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 255

4 A30808-X5226-V121-01-V419
Manual do Usuário CallReport

1 Visão Geral do CallReport

1.1 Avisos:
• Esta documentação não será automaticamente substituída por even-
tual nova versão.
• Esta documentação é baseada na versão 2.0 do CallReport.

1.2 Documentação do CallReport


A documentação do CallReport é composta de dois itens:
• Manual do Usuário.
• Help.
O Manual do Usuário é fornecido em um CD ROM. O arquivo é no
padrão Acrobat Reader, largamente utilizado para distribuição de
manuais técnicos. O manual do usuário explica detalhadamente as
diversa características do CallReport desde a sua instalação, procedi-
mentos para preenchimento da base de dados, consulta a base de
dados, alteração da base de dados e emissão de relatórios.
O Help é um arquivo que acompanha a instalação do CallReport. Nele
são explicadas todas as telas e campos, com o objetivo de sanar as
dúvidas nos procedimentos básicos para o preenchimento e alteração da
base de dados, bem como a emissão de relatórios e configuração dos
aplicativos.

1.3 Sobre o CallReport


CallReport é um sistema de tarifação criado para gerenciar os custos e
as condições de tráfego de centrais de comunicações telefônicas (PABX)
registrando informações sobre as chamadas originadas ou recebidas.
O aplicativo recebe periodicamente os dados emitidos pelo PABX que
são processados e armazenados no disco rígido do computador, já iden-
tificando o ramal, hora, duração, tronco utilizado, rota de saída e o custo
da chamada. Posteriormente com estas informações são gerados relató-
rios que visam fornecer indicadores para a distribuição adequada dos
custos de telefonia e para a análise do comportamento dos recursos do
PABX, apontando fatores para manutenção e otimização. Os relatórios
gerados podem conter os custos totais de um ramal, setor, grupo, entre
outros e também podem apresentar os relatórios de tráfego, tanto de sa-
ída como de entrada.
O sistema CallReport possui uma interface de configuração capaz de
agrupar todos os elementos de maneira a espelhar a organização das
empresas por ele atendidas.

A30808-X5226-V121-01-V419 5
Manual do Usuário CallReport

Este sistema, trabalha nas plataformas:


• Windows 2000 Professional - Service Pack 4;
• Windows XP - Service Pack 2;
Todas as informações estão disponíveis no banco de dados do CallRe-
port, e podem ser manipuladas pelo Usuário denominado Administrador
do Sistema de Tarifação.

1.3.1 Principais características do CallReport versão 2.0

• Multi-site: gerenciamento centralizado de até 20 centrais.


• Banco de Dados compatível com Microsoft SQL Server.
• Atualização automática de tarifas.
• Tarifação via arquivo.
• Backup total da configuração dos bancos de dados.
• Compatibilidade com a versão 1.50.
O sistema pode ser instalado em Rede, sendo desta forma possível que
cada setor da empresa possa emitir seu próprio relatório de Custo ou
Tráfego e também na versão Stand Alone.

1.3.2 Stand Alone


Neste tipo de instalação, o micro que recebe os bilhetes do PABX
também é utilizado para emissão de relatórios e manutenção da base de
dados.
Figura 1.1 Instalação STAND ALONE

1.3.3 Rede
O sistema CallReport foi desenvolvido para trabalhar em rede. O sistema
pode funcionar de maneira centralizada, na qual todos os componentes
do sistema estão instalados no mesmo micro. Outra maneira é a descen-
tralizada, na qual os componentes do sistema estão instalados em
micros separados. Na Figura 1.2 é mostrado uma instalação descentra-
lizada. Os componentes da instalação são:

A30808-X5226-V121-01-V419 6
Manual do Usuário CallReport

• Servidor de Tarifação -> Servidor Principal do CallReport;


• Interface com o PABX -> aplicativo que recebe os bilhetes. Deve ser
instalado no micro que faz interface com o PABX.
• Gerador de Relatórios -> Aplicativo responsável por gerar relatórios.
• Interface com o Usuário -> Aplicativo para configuração e adminis-
tração do CallReport. Pode ser instalado em diversos micros.
• Aplicativo de Manutenção (Backup/Restore) -> Deve ser instalado no
mesmo micro da base de dados, onde está o MSDE ou SQL Server.
• Interface com Aplicação Externa (SLIP) -> Normalmente, instalado
num micro com impressora.
Figura 1.2 Instalação em Rede

1.3.4 Multi-Site
A versão 2.0 do CallReport permite tarifação de vários sites. Cada PABX
tarifado é representado por um site no CallReport. Para cada site, um
aplicativo “Interface com o PABX” fica aberto no micro.
Figura 1.3 Tarifação Multi-Site

A30808-X5226-V121-01-V419 7
Manual do Usuário CallReport

1.4 Versões Anteriores


Os próximos capítulos mostram de uma maneira reduzida o que foi
acrescentado em cada nova versão do CallReport.

1.4.1 CallReport 1.0


• Primeira versão liberada para instalação.

1.4.2 CallReport 1.1


• Configuração Padrão.
• Modificações no Mecanismo de Tarifação (Atualização do suporte
para mais de uma concessionária).
• Suporte a 2 interfaces com PABX conectadas no mesmo Servidor.
• Redirecionamento de chamadas de PIN para ramais.
• Atualização no Relatório Detalhado por Ramal.
• Atualização no Relatório Resumo de Custos por Ramal.
• Múltiplos tipos e categorias de chamadas.
• Aplicativo de atualização do banco de dados.

1.4.3 CallReport 1.2


• Tabela de Prefixos / Mecanismo de Tarifação
• Prefixos de Rede Pública
• Prefixos na Configuração Sub-PBX
• Relatórios com quebra de página automática
• Relatórios Detalhado por Ramal com Nome e Nível Organizacional
• Relatórios Resumo de Custos por Ramal com Nome e Nível Organi-
zacional
• Atualização do Aplicativo de atualização do banco de dados

1.4.4 CallReport 1.3


• Novos Filtros para Relatórios de Tráfego.
• Novos Recursos para PIN;
• Cadastro Automático de PIN.
• Relatório de Lista de PINs.
• Relatório de Lista de PINs Associados.
• Relatório Detalhado por Ramal/PIN.
• Diferenciação entre AuthCode e AccountCode.

1.4.5 CallReport 1.4


• Maior velocidade de geração do Relatório Detalhado por Ramal.
• Compatibilidade do CallReport com todas as centrais Euroset Line a
partir da versão 4.1.

A30808-X5226-V121-01-V419 8
Manual do Usuário CallReport

1.4.6 CallReport 1.5


• SLIP.
• PbxFront Configurável.
• Relatórios Agendáveis.
• Novos Filtros para Relatórios de Custo.
• Controle de Licenças.
• Atualizador de Tarifas.

1.5 Tipos de Chamadas


O CallReport reconhece e distingue os seguintes tipos de chamadas:
• Saída
• Entrada
• Interna
• TANDEM

1.5.1 Saída
Uma Chamada de Saída é originada de um ramal para uma linha telefô-
nica externa via PABX.
Quando o usuário disca o código de acesso à uma linha externa, o PABX
entende que ele quer fazer uma chamada externa. Neste instante é
conectado a este ramal uma linha disponível e o usuário pode discar o
número do telefone desejado. Ao final da chamada, quando o usuário
coloca o telefone no gancho, o PABX emite um Bilhete com as informa-
ções sobre aquela chamada.
Os principais dados da Composição do Bilhete são:
• Número discado
• Ramal que fez a chamada
• Data e hora de início da chamada
• Tempo total da chamada
• Tronco utilizado
• Código de acesso
Com base nestes dados o CallReport interpreta e coloca os custos desta
chamada.

1.5.2 Entrada
Uma chamada de entrada (DDR - Discagem Direta ao Ramal) é origi-
nada por uma linha externa direto para um ramal.
Quando uma chamada chega ao PABX, ela vem fisicamente conectada
a uma posição de tronco. O PABX troca informações com a concessio-
nária pública local para identificar para qual ramal esta chamada será

A30808-X5226-V121-01-V419 9
Manual do Usuário CallReport

encaminhada. Após o desligamento da posição de tronco, o PABX emite


um Bilhete com as informações sobre aquela chamada.
Os principais dados na Composição do Bilhete são os mesmos do que
uma chamada de Saída, a diferença está que no campo denominado
"Origem" estará o número da posição do tronco utilizado, caracterizando
assim uma chamada de entrada.

1.5.3 Interna
Uma chamada interna é originada de um ramal para outro ramal,
somente utilizando o PABX.
Neste caso não existe nenhum custo cobrado pela concessionária
pública.
Os principais dados na Composição do Bilhete são os mesmos do que
uma chamada de Saída, a diferença está que no campo denominado
"Destino" estará o número de outro ramal, caracterizando assim uma
chamada interna.

1.5.4 TANDEM
A chamada tandem é originada por exemplo de um ramal da localidade
A para localidade B, através de Linhas Privadas (LP) pelo PABX da loca-
lidade C.
Neste caso existe um custo fixo cobrado pela concessionária pública
pela locação das linhas.
Os principais dados na Composição do Bilhete são os mesmos do que
uma chamada de Saída, a diferença está que no campo denominado
"Origem" estará o número de outro tronco, caracterizando assim uma
chamada Tandem.

A30808-X5226-V121-01-V419 10
Manual do Usuário CallReport

Figura 1.4 Conexão interligando duas localidades através de um PABX TANDEM

1.6 Bilhete
O bilhete emitido pelo PABX pode ser comparado como um recibo da
chamada efetuada (ou recebida). Para cada chamada realizada ou rece-
bida é emitido um bilhete. O bilhete é composto por uma linha com infor-
mações para que o CallReport identifique a chamada e coloque os
custos.

1.6.1 Composição do Bilhete


O exemplo abaixo mostra os campos básicos para composição de um
Bilhete.
Dependendo do tipo de PABX o formato bem como a maior quantidade
de itens são diferentes.
Os dados mostrados abaixo são meramente ilustrativos.
• Origem
Neste campo pode vir um número de ramal para um bilhete de
chamada de saída, ou um número de tronco, para um bilhete de
chamada de entrada.
• Destino
Para um bilhete de chamada de saída, neste campo vem o número de
tronco. Se for uma chamada de entrada, vem o número de ramal.
• Acesso
Mostra o código de acesso utilizado pelo usuário para acessar uma
linha externa.

A30808-X5226-V121-01-V419 11
Manual do Usuário CallReport

• Número Discado
Mostra o número discado pelo usuário.
• Data
Dia em que foi inicializada a chamada.
• Hora
Hora em que foi inicializada a chamada.
• Duração
Tempo de conversação da chamada.
• O bilhete "A" é de uma chamada de Saída.
• O bilhete "B" é de uma chamada Entrada.
• O bilhete "C" é de uma chamada Interna.
• O bilhete "D" é de uma chamada TANDEM.

ORIGEM DESTINO ACESSO NUMERO DATA HORA DURAÇÃO

2000 10 0 0144112312345 30-01-99 15:30 12:15


2103 11 50 3415432 30-01-99 15:32 2:06
(A) 2125 15 0 3408765 30-01-99 15:35 15:47
(B) 15 2101 30-01-99 15:38 7:12
(C) 2000 2105 2105 30-01-99 15:37 1:04
(D) 12 19 4500 30-01-99 15:38 3:34

A30808-X5226-V121-01-V419 12
Manual do Usuário CallReport

2 Componentes do CallReport
O CallReport é composto de 6 aplicativos:
• Servidor de Tarifação (CR Servidor)
• Interface com a Central Telefônica (CR PbxFront)
• Gerador de Relatórios (CR Gerador de Relatórios)
• Interface com Aplicação Externa (SLIP)
• Interface com Usuário (CallReport IU)
• Utilitários

2.1 Servidor de Tarifação (CR Servidor)


É o componente principal do CallReport, onde ocorre o processamento dos bilhetes. O
Servidor recebe o bilhete do aplicativo “Interface com o PABX” e baseado em suas
tabelas de tarifas, atribui um custo a esse bilhete.

Figura 2.1 Servidor de Tarifação

Descrição dos campos


– A -> Menu de acesso a “Interface de Aplicação Externa”(SLIP)
– B -> A área dentro do quadro fornece informações sobre o servidor:
– Bilhetes recebidos -> número de bilhetes recebidos pelo Servidor de Tarifação
de todas as centrais bilhetadas
– Capacidade de bilhetes -> Capacidade de armazenamento de bilhetes
– Espaço total em disco -> Espaço Total disponível em disco
– Espaço disponível para o sistema -> Espaço disponível para o CallReport
– C -> Exibe o estado do Servidor de Tarifação
– D -> Exibe os sites bilhetados. Para cada site bilhetado, uma linha aparecerá no
Servidor de Tarifação, com as seguintes informações sobre cada site:
– Conexão -> número da conexão, e mostra também o estado da conexão em
relação a comunicaçãocom o aplicativo “Interface com a central telefônica”.
Verde -> há comunicação entre o aplicativo e a central

A30808-X5226-V121-01-V419 13
Manual do Usuário CallReport

Vermelho -> não há comunicação entre o aplicativo e a central


Amarelo -> comunicação foi interrompida
– Site ID -> Nome do site, atribuído quando o site é criado no IU do CallReport
– Modelo da Central -> Configurado no aplicativo “Interface com a central telefô-
nica” para cada site.
– Estado -> Estado de comunicação entre o aplicativo “Interface com a central tele-
fônica” e a central.
– Hora do último Evento -> Hora em que ocorreu o último evento de conexão ou
desconexão.

2.2 Interface com a Central Telefônica (CR PbxFront)


O CR PbxFront é responsável por estabelecer a comunicação com o PABX e receber
os bilhetes da Central. Nele o usuário configura o tipo de comunicação com o PABX e
o modelo de bilhete.

Figura 2.2 Interface com a Central Telefônica

Descrição dos campos


– A -> Menu de configuração
– Aplicação -> configuração do modelo do PABX e do modo de comunicação
– Configuração -> configuração da comunicação com o Servidor de Tarifação
– B -> Comunicação com o CR Servidor -> Mostra o nome do Site e o Estado da
comunicação com o PABX.
– C -> Comunicação com a Central Telefônica -> Exibe o tipo e a configuração da
comunicação com a Central Telefônica.
– D -> Bilhetagem -> Exibe o modelo de central escolhida

A30808-X5226-V121-01-V419 14
Manual do Usuário CallReport

– E -> Informações Gerais -> Mostra informações gerais sobre a comunicação. Por
exemplo, se não há comunicação com o PABX ou se falhou a última tentativa de
conexão.

2.2.1 Configuração da Comunicação


A comunicação com o PABX pode se dar de 3 maneiras
• Serial
• TCP/IP
• Arquivo


i Para configuração da Comunicação, ver item 3.4.2 Configuração da
Comunicação

2.2.2 Configuração de Bilhetagem


O CallReport possui modelos de bilhetes pré-configurados de diversos PABX. Além
desses, ainda é possível utilizar o aplicativo “Configurador de Bilhetes” para configurar
um bilhete que o PABX não reconheça, como por exemplo, um PABX de outro fabri-
cante.


i Para configuração dos bilhetes, ver item 3.4.1 Configuração do Tipo do
PABX.

2.2.3 Comunicação com o Servidor de Tarifação


O PBX Front deve ser informado do endereço IP do Servidor de Tarifação, mesmo se
ambos estiverem na mesma máquina.
Para acessar essa configuração, clique em Configuração -> PbxFront.

Figura 2.3 Configuração de Acesso ao Servidor de Tarifação

A30808-X5226-V121-01-V419 15
Manual do Usuário CallReport


i Para configuração dos bilhetes, ver item 3.4 Configurações da Central
Telefônica e PbxFront

2.3 Gerador de Relatórios (CR Gerador de Relatórios)


Toda vez que um relatório é solicitado, o Gerador de Relatórios é ativado. O usuário
não o ativa diretamente, somente através da “Interface com o Usuário”.

Figura 2.4 Gerador de Relatórios

2.4 Interface com Aplicação Externa (SLIP)


O SLIP ou Interface com Aplicação Externa é o aplicativo que exporta os bilhetes já
tratados pelo CallReport.

Figura 2.5 SLIP


i Para configuração e explicação do campos do SLIP, ver 4.3 SLIP

A30808-X5226-V121-01-V419 16
Manual do Usuário CallReport

2.5 Interface com Usuário (CallReport IU)


A Interface com o Usuário é um aplicativo que pode ser instaladado em diversos
micros. Através dele, vários usuários podem comunicar-se com o Servidor de Tarifação
para configuração do sistema e solicitação e agendamento de relatórios.

Figura 2.6 Interface com o usuário


i Para configuração e explicação da Interface com Usuário ver :
4 O ambiente do CallReport

2.6 Utilitários
O CallReport tem os seguintes aplicativos utilitários:
• Atualizador de Tarifas -> Ferramenta para atualizar arquivo de tarifas
• Configurador de Bilhetes -> Ferramenta para configurar bilhetes, em caso de
central que não haja modelo de PABX para esse bilhete
• Manutenção -> Ferramenta para Back/Restore
• Migrador de Dados -> Ferramenta para migrar dados da V1.5 para V2.0
• Configurador do Buffer -> Configurador de Buffer é um tool que serve para confi-
gurar buffers externos que armazenam bilhetes e que são ligados ao PBX e fazem
a conversão da interface serial (RS-232) para interface de rede (TCP/IP).

A30808-X5226-V121-01-V419 17
Manual do Usuário CallReport


i Para configuração e explicação dos utilitários, ver capítulo 7 Utilitários

A30808-X5226-V121-01-V419 18
Manual do Usuário CallReport

3 Instalação CallReport 2.0

3.1 Pré-Requisitos
Após a instalação completa do software, faz-se necessária a verificação seguida de
configuração bem como a reinicialização do computador.

Antes de iniciar a instalação, verifique:


• Se o micro a ser utilizado é compatível com as especificações do CallReport:
– Configuração mínima de PC:
– Processador: 1,7 GHz
– Memória RAM: 512 Mbytes
– Disco Rígido: 20 Gbytes.
Especificações CallReport
– Número de “Sites”: 5
– Concessionárias cadastradas por “Site”: 2
– Tráfego de bilhetes: 4000 bilhetes por hora
– Instâncias de “Interface com Central Telefônica”: 5
– Instâncias de “Interface com Usuário”: 5
– Configuração máxima de PC:
– Processador: 3,06 GHz
– Memória RAM: 3 Gbytes
– Disco Rígido: 40 Gbytes.
Especificações CallReport
– Número de “Sites”: 20
– Concessionárias cadastradas por “Site”: 4
– Tráfego de bilhetes: 7000 bilhetes por hora
– Instâncias de “Interface com Central Telefônica”: 20
– Instâncias de “Interface com Usuário”: 12
• Se a impressora está instalada e configurada no Windows.
• Se a rede está instalada (caso a instalação seja em rede).
• Se a resolução do micro é de pelo menos 800 x 600.
• Se o Internet Explorer está instalado.

3.2 Parte I : Instalando o Produto


Passo 1

A30808-X5226-V121-01-V419 19
Manual do Usuário CallReport

O diretório raiz do CD de instalação do Call Report versão 2.0 contém um arquivo


chamado setup.exe. Após clicar duas vezes nesse arquivo, a instalação será iniciada.

Figura 3.1 Necessidade de instalação da Máquina Virtual Java.

Figura 3.2 Extração da Máquina Virtual Java do instalador

A30808-X5226-V121-01-V419 20
Manual do Usuário CallReport

Figura 3.3 Aceitação do contrato

Figura 3.4 Instalação da máquina virtual Java

A30808-X5226-V121-01-V419 21
Manual do Usuário CallReport

Figura 3.5 Fim da Instalação da máquina virtual Java

Figura 3.6 Tela de inicialização do InstallShield (Padrão)

A30808-X5226-V121-01-V419 22
Manual do Usuário CallReport

Figura 3.7 Tela de inicial (Padrão)

Figura 3.8 Tela Inicial de Instalação

O instalador do banco de dados é apresentado.

Passo 2
Clique em Procurar e acesse a pasta MSDE, a partir do diretório de instalação do Call
Report e clique em OK. O botão Instalação do MSDE será habilitado.

Passo 3

A30808-X5226-V121-01-V419 23
Manual do Usuário CallReport

Se necessário, clique em Procurar e especifique o caminho da instalador do MSDE.

Figura 3.9 Selecionar Diretório de Instalação do MSDE

É solicitado ao usuário que informe uma senha para o usuário “sa” do banco de dados:

Figura 3.10 Configuração de senha do SQL Server

Passo 4

A30808-X5226-V121-01-V419 24
Manual do Usuário CallReport

Clique em Instalar MSDE e aguarde. O botão Criar Banco de Dados será habilitado.

Figura 3.11 Instalação do MSDE

A30808-X5226-V121-01-V419 25
Manual do Usuário CallReport


i Caso o cliente já possua um SQL Server (ou MSDE) em sua rede: ele
deverá levar o CD de instalação do CR para a máquina do SQL Server e
lá executar a aplicação MSDE Installer para a criação dos bancos. No
momento da instalação do Call Report, o cliente não precisaria mais
executar esse passo na instalação.

Figura 3.12 Tela de Instalação do MSDE

Isso fará com que seja instalado o servidor de banco de dados Microsoft MSDE 2000.
Não é necessária nenhuma configuração, pois isso já é feito internamente.
Após a instalação do Servidor de Banco de Dados, caso o sistema solicite um reset no
computador, deverá ser clicado em Não. O reset será solicitado no final da instalação
do Call Report.
Após a instalação do Servidor de Banco de Dados (ou se já tiver um instalado na
máquina), o Group box “Criação do Banco de Dados” será habilitado (ver figura 3.13)
para que o usuário crie os bancos de dados utilizados pelo Call Report versão 2.0.
Deverá ser informado um diretório válido contendo o arquivo chamado

A30808-X5226-V121-01-V419 26
Manual do Usuário CallReport

“database_script_create_file.sql” que contém os scrips de criação dos bancos e suas


integridades referenciais (diretório raiz do CD de instalação).

Figura 3.13 Figura após a instalação do MSDE (ou se já tiver um instalado na


máquina).

Passo 6
Clique em Criar Banco de Dados.
A Tela de login será apresentada.
Digite usuário “sa” e senha “callreport” ( a mesma configurada no passo anterior)
Uma mensagem de confirmação da instalação do banco de dados será apresentada.
Clique OK seguido de Fechar para prosseguir a instalação.

Figura 3.14 Login do SQL Server

A30808-X5226-V121-01-V419 27
Manual do Usuário CallReport

Após esse procedimento, o usuário terá instalado em sua máquina um Servidor de


Banco de Dados MSDE 2000 e todos os bancos de dados necessários para o funcion-
amento do Call Report versão 2.0. Ele será direcionado novamente para a tela de insta-
lação do MSDE.

Figura 3.15 Tela de finalização da criação dos bancos de dados

Clicando em “Fechar”, o usuário será direcionado novamente para o InstallShield.

Passo 7
Na sequência, a tela de instalação mostra que será iniciada a cópia dos arquivos do
programa CallReport 2.0 no computador. Clique Avançar.

Figura 3.16 Instalação do CallReport 2.0

A30808-X5226-V121-01-V419 28
Manual do Usuário CallReport

Passo 8
Aceite o contrato de licença para prosseguir a instalação. Clique Avançar.

Figura 3.17 Contrato de licença

Passo 9

A30808-X5226-V121-01-V419 29
Manual do Usuário CallReport

O CallReport comunica os aplicativos que serão instalados. Clique em Avançar.

Figura 3.18 Aplicativos

Passo 10
Digite o nome da empresa detentora da licença e clique Avançar.

Figura 3.19 Nome da empresa

Passo 11

A30808-X5226-V121-01-V419 30
Manual do Usuário CallReport

Confirme ou altere o diretório em que o programa será instalado. Clique Avançar

Figura 3.20 Diretório de Destino

Passo 12
Selecione o tipo de instalação. Se optar por 2 – Customizado, vá para o Passo 12, caso
opte por outra instalação, pule para o Passo 13.
1. Sistema Completo -> Instala
– Servidor de Tarifação;
– Gerador de Relatórios;
– Interface com a Central Telefônica;
– Interface com Aplicação Externa (SLIP);
– Interface de Manutenção;
2. Customizado -> usuário seleciona os componentes que deseja.
3. CR Interface com o usuário -> somente a Interface com o usuário. Pode ser insta-
lado em diversos microcomputadores.
4. CR PBX Front -> Somente a Interface com a Central Telefônica. Pode ser instalado
somente no microcomputador que possui interface com a Central Telefônica.

A30808-X5226-V121-01-V419 31
Manual do Usuário CallReport

5. CR Manutenção -> Somente o aplicativo de Backup e Restore deve ser instalado


no mesmo computador do SQL Server.

Figura 3.21 Selecionar o tipo da instalação

Passo 13
Selecione os componentes a serem instalados e clique em Avançar.

Figura 3.22 Seleção de Componentes

Passo 14

A30808-X5226-V121-01-V419 32
Manual do Usuário CallReport

Selecione o menu a ser instalado na barra de tarefas do Windows e clique em Avançar.

Figura 3.23 Selecionar Menu

Passo 15
Clique novamente em Avançar para confirmar as opções de instalação.

Figura 3.24 Confirmação de Instalação

Passo 16
Informe o nome do computador onde está instalado o SQL Server e senha “callreport”
do usuário “sa”.

A30808-X5226-V121-01-V419 33
Manual do Usuário CallReport

O sistema informará que os dados foram atualizados com sucesso.

Figura 3.25 Login no SQL Server

Passo 17
A tela de controle de licenças será apresentada.

Figura 3.26 Controle de Licenças

a) Digite os dados de licença do produto. Estes dados podem ser obtidos no cd de


instalação.
b) Clique em obter Identificador de Instalação.
c) Através do site de Controle de licenças,
http://extranet.siemens.com.br/icne/licencas/Px00000.asp. obtenha a chave de
desbloqueio da configuração.
d) Insira a chave (CTRL+C, CTRL+V).
e) Clique em Liberar Produto.

A30808-X5226-V121-01-V419 34
Manual do Usuário CallReport

Caso a chave esteja correta, o CallReport será liberado e a instalação prosseguirá.

Figura 3.27 Validação da chave de desbloqueio com sucesso.

Aguarde a finalização da instalação. Ao final de todo o processo, confirme o restart do


computador para que a instalação seja concluída.

Passo 18
Aguardas até o final da cópia dos arquivos.

Figura 3.28 Tela de cópia dos arquivos.

A30808-X5226-V121-01-V419 35
Manual do Usuário CallReport

Figura 3.29 Tela de finalização da instalação.

Recomenda-se reiniciar o computador.

3.3 Primeiros passos após a instalação do CallReport 2.0


Logo após a instalação da versão 2.0 há dois procedimentos possíveis: ou o usuário
fará uma Migração de dados da versão 1.50 para 2.0 ou é apenas Uma instalação nova
(sem migração de dados).
Para cada um dos casos acima há um procedimento a ser seguido:

3.3.1 Uma instalação nova (sem migração de dados)


a) Executar o Atualizador de Tarifas (CR Atualizador de Tarifas) para criar automatica-
mente todas as localidades no CR. Iniciar -> Programas -> Siemens-Telecommuni-
cations -> Siemens Call Report -> Utilitários -> CR Atualizador de Tarifas.
b) Criar os sites através da Interface com o Usuário informando, para cada site, uma
localidade de origem e um Identificador para o mesmo (máximo 8 caracteres).
c) Executar novamente o CR Atualizador de Tarifas para atualizar as tabelas tarifárias
dos sites recém-criados. Será atualizado também os feriados.
d) Para cada site criado, configurar um PbxFront através do menu -> configuração ->
pbxfront, informando o nome ou IP do computador que está o Servidor e o Identifi-
cador do Site (que foi configurado no momento da criação do mesmo). Aqui é
necessário digitar o Identificador exatamente igual ao criado pela IU, pois ao exec-
utar o PbxFront, será feita uma autenticação no Servidor com base nesse identifi-
cador. Se estiver errado, a comunicação não será estabelecida.

A30808-X5226-V121-01-V419 36
Manual do Usuário CallReport

e) Informar também o formato do bilhete com base no modelo da central e a forma de


comunicação (Serial ou IP – cliente ou servidor).

3.3.2 Migração de dados da versão 1.50 para 2.0


a) Executar o CR Migrador de Dados. Iniciar -> Programas -> Siemens-Telecommuni-
cations -> Siemens Call Report -> Utilitários -> CR Migrador de Dados. Será solici-
tado ao usuário que informe um nome e um identificador para o site que está sendo
migrado.
b) Executar o Atualizador de Tarifas (CR Atualizador de Tarifas) para criar automatica-
mente todas as localidades, operadoras, planos de tarifas e feriados. Iniciar ->
Programas -> Siemens-Telecommunications -> Siemens Call Report -> Utilitários -
> CR Atualizador de Tarifas.
c) Para cada site criado, configurar um PbxFront através do menu -> configuração ->
pbxfront, informando o nome ou IP do computador que está o Servidor e o Identifi-
cador do Site (que foi configurado no momento da criação do mesmo). Aqui é
necessário digitar o Identificador exatamente igual ao criado pela IU, pois ao exec-
utar o PbxFront, será feita uma autenticação no Servidor com base nesse identifi-
cador. Se estiver errado, a comunicação não será estabelecida.
d) Informar também o formato do bilhete com base no modelo da central e a forma de
comunicação (Serial, arquivo ou IP).

A30808-X5226-V121-01-V419 37
Manual do Usuário CallReport

3.4 Configurações da Central Telefônica e PbxFront


Acesse Start Menu >> All Programs >> Siemens Telecommunications >> Siemens Call-
Report >> Interface com a Central Telefônica.

Figura 3.30 Dados de Acesso aos Bilhetes de Central Telefônica

Digite o IP da máquina onde está instalado o Servidor de Tarifação. Caso esteja na


mesma máquina, pode-se utilizar o IP 127.0.0.1.
O campo Site deve ser preenchido com o nome de até 8 dígitos cadastrado anterior-
mente na Interface com o Usuário (por exemplo, “CITS”).
O número de instâncias é a quantidade de terminais PbxFront a serem abertos na
inicialização do computador. Deve-se configurar um terminal para cada Site cadastrado
no sistema.
Utilize o flag Acionar ao inicializar para que a PBX Front seja iniciado ao iniciar o
Windows.
Reinicie a Interface com a Central Telefônica após esta configuração inicial.

A30808-X5226-V121-01-V419 38
Manual do Usuário CallReport

3.4.1 Configuração do Tipo do PABX


Acesse Aplicação >> Bilhetagem >> Configurar e selecione o modelo da Central utili-
zada (por exemplo, “HiPath 3000 Compacto”) e clique OK. Reinicie novamente a inter-
face.

Figura 3.31 Configuração do Tipo de Bilhetes

A30808-X5226-V121-01-V419 39
Manual do Usuário CallReport

3.4.2 Configuração da Comunicação


Acesse Aplicação >> Comunicação >> Configurar.

Figura 3.32 Configuração de Comunicação com a Central Telefônica

O CallReport 2.0 possibilita três modos de Bilhetagem de bilhetes: arquivo, TCP/IP e


serial.

A30808-X5226-V121-01-V419 40
Manual do Usuário CallReport

3.4.2.1 Tarifação por Arquivo


Selecione o Tipo Arquivo.

Figura 3.33 Bilhetagem por Arquivo

Em seguida, defina se o sistema processará todos os arquivos de uma determinada


pasta ou apenas um arquivo específico. É necessário que o arquivo a ser lido possua
extensão .CDR e que os dados nele contido sejam exatamente os bilhetes no formato
da central telefônica configurada anteriormente.
Este arquivo será processado a um determinado intervalo de tempo a ser definido no
campo Ciclo. O período mínimo entre um processamento e outro é de 10min.
Para confirmar as configurações clique OK e reinicie a Interface com a Central Tele-
fônica novamente.

A30808-X5226-V121-01-V419 41
Manual do Usuário CallReport

3.4.2.2 Bilhetagem por Porta Serial


Selecione o tipo Serial.

Figura 3.34 Bilhetagem pela porta Serial

Em seguida determine o dispositivo de entrada dos bilhetes (porta) e as configurações


de velocidade e protocolo.
A opção PADRÃO configura a porta COM1 como default e habilita o CTS e DTR, na
configuração de controle de fluxo por hardware.

3.4.2.3 Tarifação por TCP/IP


Selecione o tipo TCP/IP.
Na comunicação TCP/IP, o PbxFront pode trabalhar de duas maneiras:
• Servidor -> O PABX envia o bilhete ao Tarifador. Neste caso, programa-se o
PbxFront para monitorar determinada porta.
• Cliente -> O PbxFront abre uma sessão de comunicação com o PABX no endereço
IP e porta configurados. Cadastre a porta correspondente, de acordo com o equi-
pamento a ser conectado. Por exemplo, porta 5000 para o Hipath 3000 e porta 1202

A30808-X5226-V121-01-V419 42
Manual do Usuário CallReport

para o endereço 192.0.2.3 , AtlanticLan, do Hipath 4000. Clique OK. Reinicie a


Interface com a Central Telefônica novamente.

Figura 3.35 Bilhetagem por TCP/IP

3.5 Configurações Básicas do Programa


Iniciando o CallReport
Para iniciar a “interface com o Usuário” deve-se verificar se os módulos “Servidor” e
“PbxFront” estão carregados.
Quando o CallReport é corretamente instalado ele automaticamente inicia o módulo
“Servidor” através da pasta “Iniciar” do Windows.
Este módulo carrega automaticamente os demais módulos responsáveis pelo correto
funcionamento do CallReport.
Estes módulos são:
• Servidor- Módulo responsável pela integração da base de dados com a “Interface
do Usuário” e também com o módulo “Gerador de Relatórios”.
• PbxFront- Módulo responsável pela interface de conexão para a coleta dos
bilhetes, via LAN, serial ou arquivo, entre Servidor e PABX.

A30808-X5226-V121-01-V419 43
Manual do Usuário CallReport

Caso seja iniciada a “Interface com o Usuário” sem antes ter inicializado o módulo
“Servidor”, será mostrada a janela abaixo:

Figura 3.36 Mensagem de erro IU

Esta janela também é mostrada quando é digitado o nome do micro “Servidor” errado,
para uma instalação em Rede.

Tópicos deste capítulo:


• Iniciando a Interface com o Usuário

Veja também:
• Iniciando o Módulo Servidor Manualmente


i O CallReport utiliza a interface padrão do usuário do Windows. Este
manual presume que o usuário do sistema esteja familiarizado com as
operações básicas do ambiente Windows. Para informações adicionais
sobre as funções do ambiente Windows, recorra ao Guia do Usuário do
Windows.


i Eventualmente pode ser necessário iniciar o módulo “Servidor” manual-
mente.

3.6 Iniciando a Interface com o Usuário


Uma vez que os módulos “Servidor”, “PbxFront” estejam carregados, siga os passos
abaixo para iniciar a “Interface com o Usuário” do CallReport.

Passo 1
a) Clique no botão “Iniciar”, localizado na “Barra de Tarefas”.
b) Clique na opção “Programas”.
c) Clique na pasta “Siemens Telecommunications” “Siemens CallReport” (nome
padrão da instalação do CallReport).
d) Clique na opção “Interface com o Usuário”.

A30808-X5226-V121-01-V419 44
Manual do Usuário CallReport

Passo 2
a) O campo Servidor é preenchido automaticamente pelo CallReport com o nome do
último acessado.
b) Digite no campo “Usuário” o nome do usuário previamente cadastrado no CallRe-
port. O usuário inicial é “user”;
c) Digite no campo “Senha” a senha de acesso deste usuário previamente cadastrada
no CallReport. A senha inicial é “master”.
d) Clique no botão “OK”.

Figura 3.37 Tela de logon

3.6.1 Iniciando o Módulo Servidor Manualmente


Quando for necessário iniciar os módulos “Servidor”, e “PbxFront” e “Gerador de Rela-
tórios”, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Clique no botão “Iniciar”, localizado na “Barra de Tarefas”.
b) Clique na opção “Programas”.
c) Clique na pasta “Siemens Telecommunications” “Siemens CallReport”.
d) Clique na opção “Servidor de Tarifação”.

Passo 2
a) Clique no botão “Iniciar”, localizado na “Barra de Tarefas”.
b) Selecione “Todos os Programas”.
c) Selecione a opção “Siemens Telecommunications” “Siemens CallReport”.
d) Clique na opção “Interface com a Central Telefônica”.

Passo 3
a) Aguarde o carregamento completo dos módulos “Servidor” e “PbxFront”.
b) Minimize as janelas destes módulos.


i Não é recomendável excluir o usuário user + master do banco de dados.

A30808-X5226-V121-01-V419 45
Manual do Usuário CallReport


i Quando o CallReport é iniciado pela primeira vez o nome do usuário
padrão, bem como a sua senha são:
Usuário = user
Senha = master

Recomenda-se excluir este usuário logo após cadastrar o usuário administrador do


sistema.

Figura 3.38 Iniciando a Interface com o usuário

A30808-X5226-V121-01-V419 46
Manual do Usuário CallReport

Figura 3.39 Janelas dos Módulos do Servidor CallReport

3.6.2 Finalizando o CallReport


O CallReport normalmente não é finalizado, já que podem ocorrer chamadas fora do
expediente. Caso realmente seja necessário desligar o micro com o CallReport é
necessário seguir os seguintes passos abaixo:

Passo 1
a) Maximize o módulo “Servidor”, localizado na “Barra de Tarefas”.
b) Feche o módulo Servidor.

Passo 2
a) Confirme o fechamento do servidor clicando no botão “Sim”.

Passo 3
a) Confirme novamente o fechamento do servidor clicando no botão “OK”.

Passo 4
a) Clique no botão “Iniciar”, localizado na “Barra de Tarefas”.
b) Clique na opção “Desligar”.
c) Assinale a opção “Desligar o Computador”.
d) Desligue a chave do micro somente após a mensagem “Seu computador já pode
ser desligado com segurança”.

A30808-X5226-V121-01-V419 47
Manual do Usuário CallReport


i O CallReport utiliza a interface padrão do usuário do Windows. Este
manual presume que o usuário do sistema esteja familiarizado com as
operações básicas do ambiente Windows. Para informações adicionais
sobre as funções do ambiente Windows, recorra ao Guia do Usuário do
Windows.

Figura 3.40 Finalizando o Servidor do CallReport e os demais módulos

A30808-X5226-V121-01-V419 48
Manual do Usuário CallReport

4 O ambiente do CallReport
O CallReport assemelha-se muito com o Explorer do Windows. Na figura abaixo são
mostrados todos os itens da tela principal.
Botão para minimizar o CallReport ;
Botão para maximizar o CallReport ;
Botão para fechar o CallReport ;
Barra de Ferramentas (Tool Bar) ;
Menu Principal ;
Nome do usuário utilizando o CallReport ;
Pastas Explorer do CallReport;
Barra de Status (Status Bar);

4.1 Interface de Usuário


A figura seguinte mostra a janela principal da Interface com usuário (Call Report IU).

Figura 4.1 Estrutura da janela principal

A- Barra de menus
B- Barra de ferramentas
C- Lista de pastas - um grupo de subpastas ordenadas segundo complexidade e obje-
tivos
D- Ítens das pastas - ítens da pasta atual
E- Explorer
F - Barra de Estado

A30808-X5226-V121-01-V419 49
Manual do Usuário CallReport

4.2 O Explorer do CallReport


Os passos abaixo mostram a maneira correta de se iniciar o Explorer do CallReport.
Existem duas maneiras de iniciar o Explorer do CallReport:
– Para acessar o Explorer do CallReport pelo Menu de Opções, siga os passos
abaixo:
a) Clique na opção “Aplicação”.
b) Clique na opção “Explorer”
– Para acessar o Explorer do CallReport pela Barra de Ferramentas, siga os passos
abaixo:
a) Clique no botão .

A Pasta Sistema
A pasta sistema é responsável em agrupar todas as demais pastas do CallReport.
As pastas vinculadas a pasta sistema são:
• A Pasta Relatórios
• A Pasta Sites
• A Pasta Localidades
• A Pasta Usuários

4.2.1 A Pasta Relatórios


A pasta Relatórios é responsável em agrupar os seguintes itens:
• Relatórios Prontos
• Requisição de Relatórios

4.2.1.1 Relatórios Prontos


A pasta Relatórios Prontos é responsável em agrupar todos os relatórios solicitados ao
CallReport. Uma vez pronto o relatório, este pode ser visualizado, impresso ou excluído
através desta pasta.

Veja também:
• Como Visualizar um Relatório Pronto
• Como Imprimir um Relatório Pronto
• Como Excluir um Relatório Pronto

Como Visualizar um Relatório Pronto


• Nível de Acesso mínimo requerido: 2
Para visualizar um relatório pronto, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”
c) Clique duas vezes na pasta “Relatórios”.
d) Clique na pasta “Relatórios Prontos”.

Passo 2

A30808-X5226-V121-01-V419 50
Manual do Usuário CallReport

a) Clique em um dos títulos (“Tipo”, “Requisitado em”, “Recebido em”, “Tamanho”,


“Resultado” ou “Usuário”) dos “Itens de Relatórios Prontos” para colocar a listagem
em ordem crescente.

Passo 3
Serão listados todos os relatórios prontos do CallReport.
a) Após localizar o relatório desejado, com o botão direito do mouse clique sobre ele.
b) Clique na opção “Visualizar”.

Passo 4
a) Veja o tópico Explorando o Relatório para conhecer os recursos para sua utilização.

i • Clicando novamente no mesmo botão o sistema colocará em ordem


decrescente.

Figura 4.2 Visualizar um Relatório

Como Imprimir um Relatório Pronto


• Nível de Acesso mínimo requerido: 2
Para imprimir um relatório pronto, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”
c) Clique duas vezes na pasta “Relatórios”.
d) Clique na pasta “Relatórios Prontos”.

Passo 2

A30808-X5226-V121-01-V419 51
Manual do Usuário CallReport

a) Clique em um dos títulos (“Tipo”, “Requisitado em”, “Recebido em”, “Tamanho”,


“Resultado” ou “Usuário”) dos “Itens de Relatórios Prontos” para colocar a listagem
em ordem crescente.

Passo 3
Serão listados todos os relatórios prontos do CallReport.
a) Após localizar o relatório desejado, com o botão direito do mouse clique sobre ele.
b) Clique na opção “Imprimir”.

Figura 4.3 Imprimir Relatório

i •


Clicando novamente no mesmo botão o sistema colocará em ordem
decrescente.
É possível imprimir um relatório dentro da opção visualizar. Desta
maneira, o relatório pode ser analisado antes de ser impresso.

Como Excluir um Relatório Pronto


• Nível de Acesso mínimo requerido: 2
Para excluir um relatório pronto, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”
c) Clique duas vezes na pasta “Relatórios”.
d) Clique na pasta “Relatórios Prontos”.

Passo 2

A30808-X5226-V121-01-V419 52
Manual do Usuário CallReport

a) Clique em um dos títulos (“Tipo”, “Requisitado em”, “Recebido em”, “Tamanho”,


“Resultado” ou “Usuário”) dos “Itens de Relatórios Prontos” para colocar a listagem
em ordem crescente.

Passo 3
Serão listados todos os relatórios prontos do CallReport.
a) Após localizar o relatório desejado, com o botão direito do mouse clique sobre ele.
b) Clique na opção “Excluir”.
c) Dependendo da configuração do usuário, o CallReport poderá pedir a confirmação
de exclusão.Veja o item “4.2.7“ - “A Pasta Usuários” da página 174

Figura 4.4 Excluir um Relatório Pronto

4.2.1.2 Requisição de Relatórios


A pasta requisição de relatório é responsável em agrupar os seguintes tipos de relató-
rios:
• Tarifação
• Configuração
• Manutenção

i • Clicando novamente no mesmo botão o sistema colocará em ordem


decrescente.
Para solicitar um relatório, proceda da seguinte maneira:
a) Clique com o botão direito do mouse na pasta Requisição de Relatórios
b) Selecione Requisitar Relatórios. Figura 4.5 Requisitar Relatório
c) Selecione na janela da esquerda o tipo de relatório desejado. Figura 4.6 Tela de
Requisição de Relatórios
d) Especifique na janela da direita quais os filtros a serem aplicados no relatório
e) Clique no botão Gerar

A30808-X5226-V121-01-V419 53
Manual do Usuário CallReport

f) O Relatório será gerado na pasta Relatórios Prontos

Figura 4.5 Requisitar Relatório

Figura 4.6 Tela de Requisição de Relatórios

4.2.1.3 Filtros para os Relatórios


O PABX envia bilhetes sobre todas as chamadas para o CallReport. Para que o usuário
possa ter um relatório com os dados que lhe interessam, são utilizados os filtros de rela-
tórios.

i • Nem todos os relatório dispõem de todos os filtros. Atente para a


descrição do relatório

A30808-X5226-V121-01-V419 54
Manual do Usuário CallReport

Guia Principal
Esta guia é composta de 4 seções.

Figura 4.7 Guia Principal

– Site -> Deve ser informado o site que deve gerar o relatório.
– Intervalo de data e hora -> Nesta seção o usuário seleciona a partir de que data e
hora e até que data e hora devem constar bilhetes no relatório
– Início -> Data e hora do início dos bilhetes
– Fim -> Data e hora do fim dos bilhetes
– Botão Período -> Se o usuário quiser, ao invés de especificar uma data e hora de
ínicio e fim, pode especificar um período. Por exemplo: Semana passada.
– Turno -> Nesta seção, o usuário especifica quais horas do dia serão utilizadas para
gerar o relatório. Por exemplo: Gerar um relatório com as chamadas realizadas
entre as 14:00 e as 18:00. Este período estará compreendido dentro do Intervalo de
Data e Hora.
– Início -> Hora de início do período.
– Fim -> Hora de fim de período
– Botão O Dia Todo ->Configura para pegar bilhetes das 00:00:00 até as 23:59:59
– Itens do Relatório -> Alguns tipos de relatórios permitem que o usuário especifique
quantos itens devem constar. Por exemplo: Relatório de Ligações de Maior Custo.
O usuário pode solicitar o relatório especificando que deseja ver a 10 ligações de
maior custo.
– Limitar -> Marcar para poder limitar a quantidade de itens no relatório. Se deixado
em branco, o CallReport vai gerar o relatório com todos os bilhetes do período
especificado.
– Quantidade -> número de itens a serem mostrados, se o flag Limitar for habili-
tado.

A30808-X5226-V121-01-V419 55
Manual do Usuário CallReport

i • Quando um site é alterado na guia "Principal", todos os itens relacio-


nados ao site anterior (como ramais, empresas, etc) são resetados.

Guia Organização
Esta guia é composta de 3 seções.

Figura 4.8 Guia Organização

A30808-X5226-V121-01-V419 56
Manual do Usuário CallReport

– Empresa/Divisão Organizacional -> Nesta seção o usuário pode filtrar o relatório


por empresa, ou por uma divisão organizacional da empresa. Por exemplo:
Somente divisão de Telecomunicações.

Figura 4.9 Seção Empresa da Guia Organização

– Centro de Custos -> Filtrar por um determinado Centro de Custos da Empresa.


Veja também Centro de Custos
– Filtro-> Nesta seção é possível ao usuário filtrar pelo dispositivo usado pelo cliente
para fazer a chamada:
– Ramais
– Atendentes
– Grupo de Troncos

A30808-X5226-V121-01-V419 57
Manual do Usuário CallReport

– Troncos

Figura 4.10 Seção Filtro da Guia Organização

Guia PIN
A guia PIN tem duas funções diferentes. Nos relatórios de ramais ela é utilizada para
encaminhar para os ramais as chamadas feitas com o PIN. Exemplo: O usuário do
ramal 5000 tem um PIN 0005. Ele faz uma chamada a partir do ramal 3000. O usuário
pode bilhetar esta chamada por PIN ou por ramal. Para que esta chamada apareça
como sendo feita pelo ramal 5000, o usuário deve usar o campo Redirecionar
Chamadas de PIN para Ramal.
A outra função da Guia PIN é filtrar os bilhetes do relatório pelo PIN.

A30808-X5226-V121-01-V419 58
Manual do Usuário CallReport

O campo Filtro PIN, disponibiliza as opções que podem ser usadas para determinar os
bilhetes de chamadas que serão considerados no processamento do relatório.

Figura 4.11 Guia PIN da Requisição de Relatórios

– PIN -> determina qual o número de identificação privado (PIN) deve ser utilizado
para o processamento do relatório;
– Filtrar PINs pelo número -> determina quais números deverão ser pesquisados
nos PINs disponíveis com o objetivo de serem utilizados para o processamento do
relatório;

A30808-X5226-V121-01-V419 59
Manual do Usuário CallReport

Guia Tipo
Nesta guia o usuário pode filtrar os bilhetes através de características da chamada.

Figura 4.12 Guia Tipo da Requisição de Relatórios

– Tipo de chamada ->Através deste campo, o usuário pode filtrar as chamadas


através do tipo da chamada. Exemplo: Somente bilhetes de chamadas de saída.
– Entrante, quando o receptor da chamada é um elemento da central telefônica
monitorada (ramal ou atendente) e o originador (tronco) um elemento de uma
rede de telefonia pública ou privada.
– Sainte, quando o originador (ramal ou atendente) pertence à central telefônica e
o receptor (tronco) é um ponto externo em alguma rede de telefonia pública ou
privada.
– Tandem, quando a central telefônica é usada apenas como elemento de
passagem de uma ligação telefônica. Neste caso, receptor e originador são
troncos de outra central telefônica.
– Interna, quando o receptor (ramal ou atendente) e o originador (ramal ou aten-
dente) pertencem à mesma central telefônica.
– Categoria da chamada -> Através deste campo os usuário podem filtrar os bilhetes
pela categoria da chamada. Exemplo: somente chamadas locais e celulares. As
categorias existentes são:
– Local;
– Regional;
– Interurbana;
– Internacional;
– Celular Local;
– Celular Interurbano;
– Linha privada;
– Serviço;
– Grátis;

A30808-X5226-V121-01-V419 60
Manual do Usuário CallReport

– Chamada a cobrar.
– Atendimento -> define qual chamada deve ser considerada no processamento do
relatório.
– Chamadas atendidas;
– Não atendidas;
– Todas as chamadas;
– Código de acesso -> determina que apenas os bilhetes de chamadas realizadas
a partir de um determinado código de acesso sejam usados no processamento de
relatórios (ver Códigos de Área de Acesso).
– Filtros -> disponibiliza as opções que podem ser usadas para determinar os
bilhetes de chamadas que serão considerados no processamento do relatório.
– Localidade -> determina o nome da localidade de interesse no processamento
do relatório (ver A Pasta Localidades);
– Lista de Números Especiais -> determina qual das listas de números especiais
deve ser usada para o processamento do relatório.;
– Excluir lista de números especiais -> determina qual das listas cujos números
especiais devem ser excluídos do processamento do relatório;
– Número Discado -> determina o número externo discado ou a localidade em liga-
ções saintes;
– Número de A -> determina o número de identificação do assinante na rede de
telefonia pública em ligações entrantes.

Guia Custo
Através da guia Custo, o usuário pode filtrar os itens do relatório pelo custo da
chamada e também se foi feita num horário considerado caro.

Figura 4.13 Guia Custo da Requisição de Relatórios

– Limite de custo -> determina o valor mínimo e o valor máximo do custo total de
uma chamada para que a mesma seja considerada no processamento de um rela-
tório.

A30808-X5226-V121-01-V419 61
Manual do Usuário CallReport

– Chamada iniciada em horário -> determina que o processamento do relatório


deve considerar apenas as chamadas classificadas como iniciadas em horário de
tarifas:
– Econômicas;
– Normal;
– Comercial.
Esta classificação depende da faixa da escala de tempo que compreende o horário de
início da chamada.
– Custo Total -> permite a requisição de relatório que considere apenas as
chamadas com custo total:
– Reduzido;
– Tarifário;
– Acrescido.
O cálculo do custo total da chamada considera a aplicação de todos os fatores de custo
relacionados aos participantes da chamada sobre o valor do custo tarifário calculado.
Os fatores de custos aplicados podem estar vinculados aos equipamentos participantes
da chamada, aos ramais e ao PIN.

Guia Tempo
Com a guia Tempo o usuário pode filtrar os bilhetes pelo tempo de atendimento e
tempo de duração da chamada.

Figura 4.14 Guia Tempo da Requisição de Relatórios

– Tempo de espera -> define a necessidade de considerar para o processamento do


relatório apenas chamadas com tempo de espera definido dentro de determinados
limites.
– Duração da chamada -> determina o valor mínimo e o valor máximo da duração
total de uma chamada para que a mesma seja considerada no processamento de
um relatório.

A30808-X5226-V121-01-V419 62
Manual do Usuário CallReport

Guia Sigilo
A guia Sigilo, disponibiliza as opções que podem ser usadas para manter sigilo de um
número discado ou omitir um bilhete requisitado por ramais possuidores de sigilo.

Figura 4.15 Guia Sigilo da Requisição de Relatórios

– Omitir Bilhete -> determina se o bilhete deve ser omitido ou não, para os bilhetes
de chamadas requisitados por ramais possuidores de sigilo de bilhete de chamada.
A quebra deste tipo de sigilo somente pode ser requisitada por Supervisores ou
Administradores do sistema CallReport.
– Mascarar Número discado -> determina se a máscara de sigilo de número
discado deve ser mantida ou não, para os bilhetes de chamadas requisitados por
ramais possuidores de sigilo de número discado. A quebra do sigilo somente pode
ser requisitada por Supervisores ou Administradores do sistema CallReport.

A30808-X5226-V121-01-V419 63
Manual do Usuário CallReport

Guia Lista Telefônica / Lista Telefônica Detalhada


A guia lista telefônica só é utilizada nos relatórios de Lista Telefônica e Lista Telefônica
Detalhada. Ela tem os seguintes campos:

Figura 4.16 Guia Lista Telefônica da Requisição de Relatórios

– Empresa / Divisão Organizacional -> é indicado o nome da empresa / divisão


organizacional usadas para determinar quais bilhetes de chamadas serão conside-
rados no processamento do relatório. As divisões organizacionais hierarquicamente
subordinadas também serão consideradas.
– Centro de Custos -> selecionar centro de custo usado para definir os bilhetes que
reportam chamadas executadas por elementos pertencentes ao centro de custo
especificado.
– Ordenar por -> disponibiliza as opções de Nome, Número, Empresa/Divisão Orga-
nizacional ou Centro de Custos que devem ser usados para ordenar o relatório.
– Caixa de verificação Manter sigilo -> do ramal, permite que ramais cadastrados
com esta esta opção sejam omitidos ou não deste relatório.

A30808-X5226-V121-01-V419 64
Manual do Usuário CallReport

Guia Lista de PINs Associados


Esta guia está associada ao relatório de configuração Lista de Pins Associados e tem
os seguintes campos:

Figura 4.17 Guia Lista de PINs Associados

– Empresa / Divisão Organizacional -> é indicado o nome da empresa / divisão


organizacional usadas para determinar quais bilhetes de chamadas serão conside-
rados no processamento do relatório. As divisões organizacionais hierarquicamente
subordinadas também serão consideradas.
– Centro de Custos -> selecionar centro de custo usado para definir os bilhetes que
reportam chamadas executadas por elementos pertencentes ao centro de custo
especificado.
– Filtro -> disponibiliza as opções de ramais, atendentes ou ramais e atendentes que
devem ser usados para determinar os bilhetes de chamadas que serão conside-
rados no processamento do relatório.
– Ordenar por -> disponibiliza as opções de Nome, Número, Empresa / Divisão Orga-
nizacional ou Centro de Custos que devem ser usados para ordenar o relatório.
– Caixa de verificação Manter sigilo do ramal -> permite que ramais cadastrados
com esta esta opção sejam omitidos ou não deste relatório.

A30808-X5226-V121-01-V419 65
Manual do Usuário CallReport

Guia Lista de PINs


Esta guia está associada ao Relatório Lista de PINs.

Figura 4.18 Guia Lista de PINs Associados

– Ordenar por -> disponibiliza as opções de Nome, Número, Empresa / Divisão


Organizacional ou Centro de Custos que devem ser usados para ordenar o rela-
tório.
– Caixa de verificação Manter sigilo do ramal -> permite que ramais cadastrados
com esta esta opção sejam omitidos ou não deste relatório.

Guia Geral
Esta guia está associada aos relatórios de manutenção. Nela o usuário filtra os registros
armazenados no HD.
– Códigos de Processamento -> permite reportar os bilhetes com um determinado
tipo de resultado de processamento. É possivel selecionar "Todos os Bilhetes",
"Bilhetes Abortados", ou com um Códigos de Processamento específico, conforme
Tabela 1.
– Início -> informe a data e a hora de início do período desejado para este relatório.
– Intervalo de Data e Hora -> informe a data e a hora final do período desejado para
este relatório.
– Registros -> selecione os registros de bilhetes que contém a informação a ser
reportada. É mostrado abaixo uma tabela com informações de todos os registros.
– Caixa de verificação Exibir Registros Excluídos -> permite incluir no relatório os
registros que foram compactados.
Tabela 4.1 Códigos de Processamento
Resultado Código Descrição
Sem Erro 00 O processamento do bilhete foi concluído com sucesso.
Reservado 01 Valor reservado para o sistema.

A30808-X5226-V121-01-V419 66
Manual do Usuário CallReport

Data do PABX inválida 02 O processamento do bilhete foi abortado porque a data de


início da chamada reportada pelo PABX no bilhete não pôde
ser entendida e traduzida. O sistema a substitui pelo valor
default de 01/01/1970 ou o bilhete é adicionado ao log de bil-
hetes com erro de tradução.
Hora do PABX inválida 03 O processamento do bilhete foi abortado porque a hora de
inicío de chamada reportada pelo PABX no bilhete não pôde
ser entendida e traduzida. O sistema a substitui pelo valor
default de 22:00:00 ou o bilhete é adicionado ao log de bil-
hetes com erro de tradução.
Duração da chamada inválida 04 O processamento do bilhete foi abortado porque a duração
da chamada reportada pelo PABX no bilhete não pôde ser
entendida e traduzida. O sistema a susbstitui pelo valor
default de 0 segundos ou o bilhete é adicionado ao log de bil-
hetes com erro de tradução.
Tabela Tarifária ou degrau inexis- 05 O processamento do bilhete foi abortado porque não foi
tente encontrado um degrau de tabela tarifária associado à locali-
dade atingida pela chamada a partir do número discado.
Vigência inexistente 06 O processamento do bilhete foi abortado porque para a data
de realização da chamada telefônica não foi encontrado
cadastro de existência de tarifas no sistema.
Tronco não configurado 07 O processamento do bilhete foi abortado porque a identifi-
cação de tronco utilizado para a realização da chamada não
é conhecida pelo sistema. Esta identificação foi catalogada
automaticamente na área de dispositivos não cadastrados.
Localidade não configurada 08 O processamento do bilhete foi abortado porque não foi iden-
tificada uma localidade para o número discado reportado
pelo bilhete.
Localidade não Associada 09 O processamento do bilhete foi abortado porque a localidade
identificada pelo número discado não está associada a uma
tabela tarifária.
Escala de tempo inexistente 10 O processamento do bilhete foi abortado porque não existe
uma escala de tempo definida para o dia de semana em que
foi executa a chamada.
Faixa inexistente 11 O processamento do bilhete foi abortado porque não existe
uma faixa na escala de tempo que defina os parâmetros para
a hora em que foi executada a chamada.
Dia de semana não associado 12 O processamento do bilhete foi abortado porque o dia de
semana em que foi executada a chamada não possui uma
escala de tempo para reger as suas 24 horas.
Faixa não definida 13 O processamento do bilhete foi abortado porque para o
momento do dia em que a chamada foi executada não existe
definição da faixa que especifica os valores de tarifa a serem
aplicados.
Custo de LP inexistente 14 O processamento do bilhete foi abortado porque não foram
definidos os custos associados à linha privada utilizada.
Ramal ou atendente não config- 15 O cálculo do custo tarifário da chamada telefônica foi exe-
urado cutado, mas o sistema não conhece a identificação de ramal
e atendente reportada. Esta identificação foi catalogada na
área de dispositivos não cadastrados. O bilhete não contribui
para nenhum relatório de tarifação do sistema baseado em
unidade organizacional.

A30808-X5226-V121-01-V419 67
Manual do Usuário CallReport

PIN não configurado 16 O cálculo do custo tarifário da chamada foi executado, mas o
sistema não conhece o valor indicado como PIN.
Código da Concessionária não 17 A chamada efetuada apresenta um código de concessionária
configurado que não está configurado no sistema.
Reservado 18 Valor reservado para o sistema.
Reservado 19 Valor reservado para o sistema.
Inconsistência de Data/Hora 20 A data/hora do PABX e do PC diferem de um valor maior do
que o máximo especificado para o sistema. O bilhete foi pro-
cessado pelo sistema, mas sua informação não é consid-
erada segura e deve ser analisada pelo administrador do
sistema. O bilhete não contribui para nenhum relatório de
tarifação do sistema.
Reservado 21 Valor reservado para o sistema.
Reservado 22 Valor reservado para o sistema.
Bilhete editado 23 O bilhete teve seu conteúdo alterado através do Editor de
Registro e deve ser submetido ao processo de retarifação.
Tabela de Prefixos não encon- 24 Não foi encontrada uma tabela de prefixos para o bilhete
trada recebido.
Vigência da Tabela de Prefixos 25 Não foi encontrada uma tabela de prefixos com vigência vál-
não encontrada ida para a data especificada no bilhete recebido.
Prefixo não encontrado 26 O número discado do bilhete recebido não apresenta nen-
hum dos prefixos de discagem da tabela de prefixos especi-
ficada.
Número mínimo de dígitos não 27 O número discado do bilhete não atingiu o número mínimo de
atingido dígitos definido para o correspondente prefixo de discagem
na tabela de prefixos.

4.2.1.4 Tipos de Relatórios

Tarifação
Os tipos de relatórios possíveis de serem emitidos através da opção tarifação são divi-
didos em quatro grupos:
• Custo de Chamadas
• Custo de Serviços
• Custo de Acessos
• Tráfego

Custo
Os relatórios de custos são aqueles utilizados para determinar o custo total de uma
chamada, seja por um ramal ou por um setor da empresa. Também é possível a
emissão de relatórios para totalizar os custos durante um determinado período. Os
tipos de relatórios de custo possíveis de serem emitidos são divididos em três grupos:
• Custo de Chamadas
– Conta Telefônica
– Conta Telefônica Detalhada
– Detalhado por Ramal
– Detalhado por PIN
– Detalhado por Ramal / PIN
– Ligações de Maior Custo
– Ligações de Maior Duração

A30808-X5226-V121-01-V419 68
Manual do Usuário CallReport

• Custo de Serviços
– Centro de Custos
– Organizacional de Custos
– Organizacional de Custos Detalhado
– Resumo de Custos por Ramal
– Resumo de Custos por PIN
• Custo de Acessos
– Números com Maior Custo
– Números com Maior Ocupação
– Números mais Freqüentes
– Lista de Números Especiais

Custo de Chamadas
– Conta Telefônica
– Conta Telefônica Detalhada
– Detalhado por Ramal
– Detalhado por PIN
– Detalhado por Ramal / PIN
– Ligações de Maior Custo
– Ligações de Maior Duração

Conta Telefônica
Este relatório é gerado conforme a ordem cronológica do início de execução das
chamadas.
O relatório mostra as Chamadas Saintes e Chamadas Entrantes completadas, isto é,
chamadas com duração diferente de zero.
As guias deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
– Custo
– Tempo
O relatório apresenta os seguintes campos:
• Data e hora - Momento em que a chamada foi iniciada.
• Duração - É o tempo total da conversação estabelecida através da chamada em
hora, minuto e segundo.
• Espera - Determina o tempo total de espera pelo atendimento da chamada. O valor
é dado em segundos.
• Tipo - Classifica a chamada como uma operação de chamada entrante, sainte,
interna ou tandem.
• Origem - Define o dispositivo da central telefônica caracterizado como originador da
chamada. Se for uma ligação entrante ou tandem é um tronco, caso contrário é um
ramal ou um atendente.
• PIN - Determina o número de identificação privado (PIN) utilizado para executar
uma chamada.
• Destino - Dispositivo da central telefônica caracterizado como destino da chamada.
Se for uma ligação sainte ou tandem é um tronco, caso contrário é um ramal ou um
atendente.
• Código de acesso - Código de acesso utilizado para a captura do tronco de uma
ligação sainte.

A30808-X5226-V121-01-V419 69
Manual do Usuário CallReport

• Custo Total - Custo total calculado para a chamada.


• Número discado - Neste campo aparece o número discado pelo originador da
chamada para uma ligação sainte ou o número de A que identifica um usuário de
uma rede pública para uma ligação entrante.
• Localidade - Define o nome da localidade destino identificada a partir do número
discado ou o nome da localidade de origem identificada a partir do número de A.

Conta Telefônica Detalhada


Este relatório é gerado conforme a ordem cronológica do início de execução das
chamadas. Comparado com o relatório Conta Telefônica, ele acrescenta os campos
categoria da chamada, custo Tarifário e o campo $.
O relatório mostra as Chamadas Saintes e Chamadas Entrantes completadas, isto é,
chamadas com duração diferente de zero.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
– Custo
– Tempo
O relatório apresenta os seguintes campos:
• Data e hora - Momento em que a chamada foi iniciada.
• Duração - É o tempo total da conversação estabelecida através da chamada em
hora, minuto e segundo.
• Espera - Determina o tempo total de espera pelo atendimento da chamada. O valor
é dado em segundos.
• Tipo - Classifica a chamada como uma operação de chamada entrante, sainte,
interna ou tandem.
• Origem - Define o dispositivo da central telefônica caracterizado como originador da
chamada. Se for uma ligação entrante ou tandem é um tronco, caso contrário é um
ramal ou um atendente.
• PIN - Determina o número de identificação privado (PIN) utilizado para executar
uma chamada.
• Destino - Dispositivo da central telefônica caracterizado como destino da chamada.
Se for uma ligação sainte ou tandem é um tronco, caso contrário é um ramal ou um
atendente.
• Código de acesso - Código de acesso utilizado para a captura do tronco de uma
ligação sainte.
• Custo Total - Custo total calculado para a chamada.
• Número discado - Neste campo aparece o número discado pelo originador da
chamada para uma ligação sainte ou o número de A que identifica um usuário de
uma rede pública para uma ligação entrante.
• Categoria da chamada - Define a categoria da chamada como: Local, Celular Local,
Celular DDD, Interurbana Nacional (DDD), Interurbana Internacional (DDI) ou
Privada.
• $ - Na coluna $, as chamadas são classificadas conforme: O horário de aplicação
de tarifas em
– Econômico,
– Normal ou
– Comercial,
considerando-se o momento de início da chamada;

A30808-X5226-V121-01-V419 70
Manual do Usuário CallReport

O custo total da chamada levando em consideração se o cálculo que foi efetuado


utilizou apenas a tarifa básica da tabela tarifária correspondente ou se o mesmo
efetuou Acréscimos ou Descontos.
Chamadas entrantes ou realizadas via linha privada, apresentam no campo $ a
letra "N".
• Custo Tarifário - Custo da chamada calculado conforme a programação da tabela
tarifária associada à localidade atingida pelo número discado.
• Localidade - Define o nome da localidade destino identificada a partir do número
discado ou o nome da localidade de origem identificada a partir do número de A.

Detalhado por Ramal


Este relatório reporta as ligações de todos os ramais. As ligações são ordenadas crono-
logicamente a partir da data / hora reportada como momento de início da chamada. As
ligações executadas através de um número de identificação privado (PIN) não são
computadas neste relatório. Os custos são atribuídos ao proprietário do PIN e podem
ser verificados no Relatório Detalhado por PIN.
O relatório mostra as Chamadas Saintes e Chamadas Entrantes completadas, isto é,
chamadas com duração diferente de zero.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
– Custo
– Tempo
– PIN
Os bilhetes de chamada são agrupados por ramal, e cada grupo começa com a
seguinte informação:
• Ramal - Número que identifica o Ramal ou Atendente no sistema.
• Nome - Nome do usuário do ramal.
• Empresa / Divisão Organizacional - Empresa / Divisão Organizacional para o qual
serão debitados os custos telefônicos do ramal.
• Para cada bilhete de chamada, são apresentados os seguintes campos:
• Data e hora - Momento em que a chamada foi iniciada.
• Duração - É o tempo total da conversação estabelecida através da chamada em
hora, minuto e segundo.
• Espera - Determina o tempo total de espera pelo atendimento da chamada. O valor
é dado em segundos.
• Tipo - Classifica a chamada como uma operação de chamada entrante, sainte,
interna ou tandem.
• Origem - Define o dispositivo da central telefônica caracterizado como originador da
chamada. Se for uma ligação entrante ou tandem é um tronco, caso contrário é um
ramal ou um atendente.
• Destino - Dispositivo da central telefônica caracterizado como destino da chamada.
Se for uma ligação sainte ou tandem é um tronco, caso contrário é um ramal ou um
atendente.
• Código de acesso - Código de acesso utilizado para a captura do tronco de uma
ligação sainte.
• Custo Total - Custo total calculado para a chamada.

A30808-X5226-V121-01-V419 71
Manual do Usuário CallReport

• Número discado - Neste campo aparece o número discado pelo originador da


chamada para uma ligação sainte ou o número de A que identifica um usuário de
uma rede pública para uma ligação entrante.
• Localidade - Define o nome da localidade destino identificada a partir do número
discado ou o nome da localidade de origem identificada a partir do número de A.
Ao final da lista de chamadas realizadas por um determinado ramal, existe um campo
chamado Sub-Total que totaliza o custo de todas as ligações efetuadas por um deter-
minado ramal.

Detalhado por PIN


Este relatório reporta as ligações agrupadas de acordo com os números de PIN como
originadores da chamada. As ligações são ordenadas cronologicamente a partir da data
/ hora reportada como momento de início da chamada.
O relatório mostra apenas as Chamadas Saintes e completadas, isto é, chamadas com
duração diferente de zero.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– PIN
– Tipo
– Custo
– Tempo
Para cada bilhete de chamada, são apresentados os seguintes campos:
• Data e hora - Momento em que a chamada foi iniciada.
• Duração - É o tempo total da conversação estabelecida através da chamada em
hora, minuto e segundo.
• Origem - Define o dispositivo da central telefônica caracterizado como originador da
chamada. Se for uma ligação entrante ou tandem é um tronco, caso contrário é um
ramal ou um atendente.
• Destino - Dispositivo da central telefônica caracterizado como destino da chamada.
Se for uma ligação sainte ou tandem é um tronco, caso contrário é um ramal ou um
atendente.
• Código de acesso - Código de acesso utilizado para a captura do tronco de uma
ligação sainte.
• Custo Total - Custo total calculado para a chamada.
• Número discado - Neste campo aparece o número discado pelo originador da
chamada para uma ligação sainte ou o número de A que identifica um usuário de
uma rede pública para uma ligação entrante.
• Localidade - Define o nome da localidade destino identificada a partir do número
discado ou o nome da localidade de origem identificada a partir do número de A.

Detalhado por Ramal / PIN


Este relatório reporta as ligações agrupadas de acordo com os números de PIN asso-
ciados aos ramais como originadores da chamada. As ligações são ordenadas crono-
logicamente a partir da data / hora reportada como momento de início da chamada. O
relatório mostra apenas as Chamadas Saintes e Chamadas Entrantes completadas,
isto é, chamadas com duração diferente de zero.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– PIN

A30808-X5226-V121-01-V419 72
Manual do Usuário CallReport

– Tipo
– Custo
– Tempo
– Sigilo
Para cada bilhete de chamada, são apresentados os seguintes campos:
• Data e hora - Momento em que a chamada foi iniciada.
• Duração - É o tempo total da conversação estabelecida através da chamada em
hora, minuto e segundo.
• Espera - Determina o tempo total de espera pelo atendimento da chamada. O valor
é dado em segundos.
• Tipo - Classifica a chamada como uma operação de chamada entrante, sainte,
interna ou tandem.
• Origem - Define o dispositivo da central telefônica caracterizado como originador da
chamada. Se for uma ligação entrante ou tandem é um tronco, caso contrário é um
ramal ou um atendente.
• Destino - Dispositivo da central telefônica caracterizado como destino da chamada.
Se for uma ligação sainte ou tandem é um tronco, caso contrário é um ramal ou um
atendente.
• Código de acesso - Código de acesso utilizado para a captura do tronco de uma
ligação sainte.
• Custo Total - Custo total calculado para a chamada.
• Número discado - Neste campo aparece o número discado pelo originador da
chamada para uma ligação sainte ou o número de A que identifica um usuário de
uma rede pública para uma ligação entrante.
• Localidade - Define o nome da localidade destino identificada a partir do número
discado ou o nome da localidade de origem identificada a partir do número de A.
Ao final da lista de chamadas realizadas por um determinado ramal, existe um campo
chamado Sub-Total que totaliza o custo de todas as ligações efetuadas por um deter-
minado ramal.

Ligações de Maior Custo


Este relatório fornece uma lista com as chamadas que apresentaram o maior custo tele-
fônico, não necessariamente com a maior duração.
O relatório mostra apenas as Chamadas Saintes e completadas, isto é, chamadas com
duração diferente de zero.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Data e hora - Momento em que a chamada foi iniciada.
• Duração - É o tempo total da conversação estabelecida através da chamada em
hora, minuto e segundo.
• Espera - Determina o tempo total de espera pelo atendimento da chamada. O valor
é dado em segundos.
• Tipo - Classifica a chamada como uma operação de chamada entrante, sainte,
interna ou tandem.

A30808-X5226-V121-01-V419 73
Manual do Usuário CallReport

• Origem - Define o dispositivo da central telefônica caracterizado como originador da


chamada. Se for uma ligação entrante ou tandem é um tronco, caso contrário é um
ramal ou um atendente.
• PIN - Determina o número de identificação privado (PIN) utilizado para executar
uma chamada.
• Destino - Dispositivo da central telefônica caracterizado como destino da chamada.
Se for uma ligação sainte ou tandem é um tronco, caso contrário é um ramal ou um
atendente.
• Código de acesso - Código de acesso utilizado para a captura do tronco de uma
ligação sainte.
• Custo Total - Custo total calculado para a chamada.
• Número discado - Neste campo aparece o número discado pelo originador da
chamada para uma ligação sainte ou o número de A que identifica um usuário de
uma rede pública para uma ligação entrante.
• Localidade - Define o nome da localidade destino identificada a partir do número
discado ou o nome da localidade de origem identificada a partir do número de A.

Ligações de Maior Duração


Este relatório fornece uma lista com as chamadas que apresentaram maior duração de
conversação, não necessariamente com o maior custo.
O relatório mostra as Chamadas Saintes e Chamadas Entrantes completadas, isto é,
chamadas com duração diferente de zero.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
Campos do relatório:
• Data e hora - Momento em que a chamada foi iniciada.
• Duração - É o tempo total da conversação estabelecida através da chamada em
hora, minuto e segundo.
• Espera - Determina o tempo total de espera pelo atendimento da chamada. O valor
é dado em segundos.
• Tipo - Classifica a chamada como uma operação de chamada entrante, sainte,
interna ou tandem.
• Origem - Define o dispositivo da central telefônica caracterizado como originador da
chamada. Se for uma ligação entrante ou tandem é um tronco, caso contrário é um
ramal ou um atendente.
• PIN - Determina o número de identificação privado (PIN) utilizado para executar
uma chamada.
• Destino - Dispositivo da central telefônica caracterizado como destino da chamada.
Se for uma ligação sainte ou tandem é um tronco, caso contrário é um ramal ou um
atendente.
• Código de acesso - Código de acesso utilizado para a captura do tronco de uma
ligação sainte.
• Custo Total - Custo total calculado para a chamada.
• Número discado - Neste campo aparece o número discado pelo originador da
chamada para uma ligação sainte ou o número de A que identifica um usuário de
uma rede pública para uma ligação entrante.
• Localidade - Define o nome da localidade destino identificada a partir do número
discado ou o nome da localidade de origem identificada a partir do número de A.

A30808-X5226-V121-01-V419 74
Manual do Usuário CallReport

Custo de Serviços
– Centro de Custos
– Organizacional de Custos
– Organizacional de Custos Detalhado
– Resumo de Custos por Ramal
– Resumo de Custos por PIN

Centro de Custos
Este relatório relaciona para cada Centro de Custos de uma empresa o volume e o
custo de suas chamadas discriminando-os conforme sua categoria (Local, Regional,
Interurbana, etc.).
O relatório mostra apenas as Chamadas Saintes e completadas, isto é, chamadas com
duração diferente de zero.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Centro de Custos - Nome que identifica o centro de custos de uma determinada
empresa.
• Custo - Custo total das chamadas executadas pelos ramais pertencentes a deter-
minado centro de custos agrupados conforme categoria em Local, Regional,
Serviço, Interurbana, Internacional, Celular Local, Celular Interurbana, Linha
Privada e Total.
• Volume - Quantidade de chamadas executadas pelos ramais pertencentes a deter-
minado centro de custos agrupados conforme categoria em Local, Regional,
Serviço, Interurbana, Internacional, Celular Local, Celular Interurbana, Linha
Privada e Total.
• Duração - Duração total das chamadas executadas pelos ramais pertencentes a
determinado centro de custos agrupados conforme categoria em Local, Regional,
Serviço, Interurbana, Internacional, Celular Local, Celular Interurbana, Linha
Privada e Total.

Organizacional de Custos
Este relatório relaciona para cada Divisão Organizacional de uma Empresa o volume,
a duração e o custo de suas chamadas discriminando-os conforme sua categoria
(Local, Regional, Interurbana, etc.).
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Divisão Organizacional - Nome que identifica a unidade organizacional na estrutura
da empresa.
• Custo - Custo total das chamadas executadas pelos ramais da divisão organizaci-
onal agrupados conforme categoria em Local, Regional, Serviço, Interurbana, Inter-
nacional, Celular Local, Celular Interurbana, Linha Privada e Total.

A30808-X5226-V121-01-V419 75
Manual do Usuário CallReport

• Volume - Quantidade de chamadas executadas pelos ramais da divisão organizaci-


onal agrupados conforme categoria em Local, Regional, Serviço, Interurbana, Inter-
nacional, Celular Local, Celular Interurbana, Linha Privada e Total.
• Duração - Duração total das chamadas executadas pelos ramais da divisão organi-
zacional agrupados conforme categoria em Local, Regional, Serviço, Interurbana,
Internacional, Celular Local, Celular Interurbana, Linha Privada e Total.

Organizacional de Custos Detalhado


Este relatório relaciona para cada Divisão Organizacional de uma Empresa o volume,
a duração e o custo de suas chamadas discriminando-os conforme sua Categoria
(Local, Regional, Interurbana, etc.).
O relatório mostra apenas as Chamadas Saintes e completadas, isto é, chamadas com
duração diferente de zero.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Divisão Organizacional - Nome que identifica a unidade organizacional na estrutura
da empresa.
• Custo - Custo total das chamadas executadas pelos ramais da divisão organizaci-
onal agrupados conforme categoria em Local, Regional, Serviço, Interurbana, Inter-
nacional, Celular Local, Celular Interurbana, Linha Privada e Total.
• Volume - Quantidade de chamadas executadas pelos ramais da divisão organizaci-
onal agrupados conforme categoria em Local, Regional, Serviço, Interurbana, Inter-
nacional, Celular Local, Celular Interurbana, Linha Privada e Total.
• Duração - Duração total das chamadas executadas pelos ramais da divisão organi-
zacional agrupados conforme categoria em Local, Regional, Serviço, Interurbana,
Internacional, Celular Local, Celular Interurbana, Linha Privada e Total.

Resumo de Custos por Ramal


Este relatório relaciona para cada ramal o volume, duração e o custo de suas chamadas
discriminando-os conforme sua Categoria (Local, Regional, Interurbana, etc.). O rela-
tório mostra apenas as Chamadas Saintes e completadas, isto é, chamadas com
duração diferente de zero.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– PIN
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Ramal - Número que identifica o Ramal ou Atendente no sistema.
• Nome - Nome do usuário do ramal.
• Nível Organizacional - Nível organizacional para o qual serão debitados os custos
telefônicos do ramal.
• Custo - Custo total das chamadas executadas pelo ramal agrupados conforme cate-
goria em Local, Regional, Serviço, Interurbana, Internacional, Celular Local, Celular
Interurbana, Linha Privada e Total.

A30808-X5226-V121-01-V419 76
Manual do Usuário CallReport

• Volume - Quantidade de chamadas executadas pelo ramal agrupados conforme


categoria em Local, Regional, Serviço, Interurbana, Internacional, Celular Local,
Celular Interurbana, Linha Privada e Total.
• Duração - Duração total das chamadas executadas pelo ramal agrupados conforme
categoria em Local, Regional, Serviço, Interurbana, Internacional, Celular Local,
Celular Interurbana, Linha Privada e Total.

Resumo de Custos por PIN


Este relatório relaciona para cada PIN o volume, duração e o custo de suas chamadas
discriminando-os conforme sua Categoria (Local, Regional, Interurbana, etc.). O rela-
tório mostra apenas as Chamadas Saintes e completadas, isto é, chamadas com
duração diferente de zero.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– PIN
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• PIN - Número de Identificação Privado.
• Custo - Custo total das chamadas executadas pelo proprietário do PIN agrupados
conforme categoria em Local, Regional, Serviço, Interurbana, Internacional, Celular
Local, Celular Interurbana, Linha Privada e Total.
• Volume - Quantidade de chamadas executadas pelo proprietário do PIN agrupados
conforme categoria em Local, Regional, Serviço, Interurbana, Internacional, Celular
Local, Celular Interurbana, Linha Privada e Total.
• Duração - Duração total das chamadas executadas pelo proprietário do PIN agru-
pados conforme categoria em Local, Regional, Serviço, Interurbana, Internacional,
Celular Local, Celular Interurbana, Linha Privada e Total.

Custo de Acessos
– Números com Maior Custo
– Números com Maior Ocupação
– Números mais Freqüentes
– Lista de Números Especiais

Números com Maior Custo


Este relatório fornece uma lista com os números das chamadas que totalizados apre-
sentaram o maior custo.
As informações são agrupadas em 3 colunas (Econômica, Normal ou Comercial)
conforme o tipo de tarifa aplicada no momento de início das chamadas. Uma quarta
coluna é utilizada para totalização.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são, para as colunas de Tarifa Econômica, Normal ou
Comercial:
• Custo - Especifica o custo total computado para um determinado número conside-
rando os diferentes horários de aplicação de tarifas Econômica, Normal ou Comer-
cial e o seu porcentual em relação ao total.

A30808-X5226-V121-01-V419 77
Manual do Usuário CallReport

• Horas - Representa a quantidade de horas e minutos dispendidas em conversação


com um determinado número nos diferentes horários de aplicação de tarifas Econô-
mica, Normal ou Comercial.
• Volume - Especifica o número total de chamadas iniciadas para um determinado
número nos diferentes horários de aplicação de tarifas Econômica, Normal ou
Comercial.
O relatório mostra apenas as Chamadas Saintes e completadas, isto é, chamadas com
duração diferente de zero.

Números com Maior Ocupação


Este relatório fornece uma lista com os números das chamadas que totalizados apre-
sentaram a maior duração de conversação.
As informações são agrupadas em 3 colunas (Econômica, Normal ou Comercial)
conforme o tipo de tarifa aplicada no momento de início das chamadas. Uma quarta
coluna é utilizada para totalização.
O relatório mostra apenas as Chamadas Saintes e completadas, isto é, chamadas com
duração diferente de zero.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Para as colunas de Tarifa Econômica, Normal ou Comercial:
– Custo - Especifica o custo total computado para um determinado número consi-
derando os diferentes horários de aplicação de tarifas Econômica, Normal ou
Comercial e o seu porcentual em relação ao total.
– Horas - Representa a quantidade de horas e minutos dispendidas em conver-
sação com um determinado número nos diferentes horários de aplicação de
tarifas Econômica, Normal ou Comercial.
– Volume - Especifica o número total de chamadas iniciadas para um determinado
número nos diferentes horários de aplicação de tarifas Econômica, Normal ou
Comercial.
• Para a coluna Total:
– Custo - Especifica o custo total computado para um determinado número.
– Horas - Representa a quantidade de horas e minutos dispendidas em conver-
sação com um determinado número.
– Volume - Especifica o número total de chamadas para um determinado número.

Números mais Freqüentes


Este relatório fornece uma lista com os números de chamadas mais discados, indepen-
dente do tempo da chamada ou custo.
As informações são agrupadas em 3 colunas (Econômica, Normal ou Comercial)
conforme o tipo de tarifa aplicada no momento de início das chamadas. Uma quarta
coluna é utilizada para totalização.
O relatório mostra apenas as Chamadas Saintes e completadas, isto é, chamadas com
duração diferente de zero.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal

A30808-X5226-V121-01-V419 78
Manual do Usuário CallReport

– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Para as colunas de Tarifa Econômica, Normal ou Comercial:
– Custo - Especifica o custo total computado para um determinado número consi-
derando os diferentes horários de aplicação de tarifas Econômica, Normal ou
Comercial e o seu porcentual em relação ao total.
– Horas - Representa a quantidade de horas e minutos dispendidas em conver-
sação com um determinado número nos diferentes horários de aplicação de
tarifas Econômica, Normal ou Comercial.
– Volume - Especifica o número total de chamadas iniciadas para um determinado
número nos diferentes horários de aplicação de tarifas Econômica, Normal ou
Comercial.
• Para a coluna Total:
– Custo - Especifica o custo total computado para um determinado número.
– Horas - Representa a quantidade de horas e minutos dispendidas em conver-
sação com um determinado número.
– Volume - Especifica o número total de chamadas para um determinado número

Lista de Números Especiais


Este relatório fornece informações de custo, volume e duração das chamadas execu-
tadas para os números agrupados nas listas de Números Especiais. As informações
são agrupadas em 3 colunas (Econômica, Normal ou Comercial) conforme o tipo de
tarifa aplicada no momento de início das chamadas. Uma quarta coluna é utilizada para
totalização.
O relatório mostra as Chamadas Saintes e Chamadas Entrantes completadas, isto é,
chamadas com duração diferente de zero.
As guias de requisição deste relatório são:
• Principal
• Organização
• Tipo
Os campos deste relatório são:
• Nome - Especifica o nome do Número Especial.
• Número - Especifica o número discado que coincide com o Número Especial.
• Para as colunas de Tarifa Econômica, Normal ou Comercial:
– Custo - Especifica o custo total computado para um determinado número consi-
derando os diferentes horários de aplicação de tarifas Econômica, Normal ou
Comercial e o seu porcentual em relação ao total.
– Horas - Representa a quantidade de horas e minutos dispendidas em conver-
sação com um determinado número nos diferentes horários de aplicação de
tarifas Econômica, Normal ou Comercial.
– Volume - Especifica o número total de chamadas iniciadas para um determinado
número nos diferentes horários de aplicação de tarifas Econômica, Normal ou
Comercial.
• Para a coluna Total:
– Custo - Especifica o custo total computado para um determinado número.
– Horas - Representa a quantidade de horas e minutos dispendidas em conver-
sação com um determinado número.
– Volume - Especifica o número total de chamadas para um determinado número.

A30808-X5226-V121-01-V419 79
Manual do Usuário CallReport

Tráfego
Os relatórios de tráfego são aqueles utilizados para determinar a utilização de troncos,
ramais ou atendentes independentes do custo.
Os relatórios de tráfego são:
• Tráfego por Ramal e Atendente
• Análise do Tempo de Espera por Tronco
• Detecção de Troncos Defeituosos
• Disponibilidade de Grupo de Troncos
• Congestionamento por Grupo de Troncos
• Tráfego Diário
• Análise do Tempo de Espera
• Análise de Horário de Tráfego

Tráfego por Ramal e Atendente


Este relatório apresenta o número de chamadas originadas ou recebidas por um ramal
ou atendente do CallReport. Apresenta ainda: o número de chamadas atendidas e
nãoatendidas; a duração total das chamadas realizadas, indicando a duração média e
o valor da chamada de maior duração; o tempo total de espera para atendimento da
chamadas processadas pelo ramal, a média do tempo de espera e o maior valor detec-
tado para o ramal.
Através do parâmetro de requisição Tipo de Chamada, é possível selecionar apenas as
chamadas entrantes (recebidas) ou apenas as chamadas saintes (originadas). Ao
analisar os dados apresentados pelo relatório, o usuário poderá, por exemplo, identi-
ficar ramais cujos usuários precisam ser treinados para apresentar um melhor serviço
de atendimento porque apresentam um grande número de chamadas não atendidas ou
porque o tempo médio de espera para atendimento é alto.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Ramal - Nome que identifica o ramal ou atendente no sistema.
• Número total de chamadas - Número total de chamadas originadas e/ou recebidas
pelo ramal ou atendente.
• Número de chamadas atendidas - Número total de chamadas executadas pelo
ramal ou atendente que foram atendidas.
• Número de chamadas não atendidas - Número total de chamadas executadas pelo
ramal ou atendente que não foram atendidas.
• Duração Total - Somatório das durações de todas as chamadas estabelecidas com
o ramal ou atendente.
• Duração Média - Duração média das chamadas executadas pelo ramal ou aten-
dente.
• Duração Pico - Duração da chamada mais longa executada pelo ramal.
• Tempo de Espera Total - Somatório dos tempos de espera para atendimento de
todas as chamadas estabelecidas com o ramal ou atendente.
• Tempo de Espera Médio - Tempo médio de espera para atendimento das chamadas
estabelecidas com o ramal ou atendente.
• Tempo de Espera Pico - Valor máximo do tempo de espera para atendimento de
uma chamada realizada com o ramal.

A30808-X5226-V121-01-V419 80
Manual do Usuário CallReport

Análise do Tempo de Espera por Tronco


Este relatório apresenta o número de chamadas entrantes recebidas pelo CallReport
através de um tronco. Ele permite uma análise individual do tronco, classificando cada
uma das chamadas recebidas em atendida e não-atendida, dentro ou fora de um deter-
minado tempo de espera para atendimento. O valor usado como tempo para atendi-
mento é definido como parâmetro do grupo de troncos.
Ao analisar os dados apresentados pelo relatório, o usuário poderá, por exemplo, iden-
tificar que uma linha tronco apresenta um grande número de chamadas não atendidas.
Se este número estiver significativamente diferente dos apresentados pelos demais
troncos do grupo, o usuário deve proceder uma análise procurando as causas que
possam justificar tal desvio. Outro exemplo, se o número de chamadas não atendidas
antes de um tempo para atendimento igual a 5 segundos representar um percentual
significativo, isto pode ser indício de mau-funcionamento do circuito de tronco. Nos dois
casos, é conveniente que o usuário solicite a análise do relatório por um técnico de tele-
fonia do PABX e / ou da concessionária prestadora de serviço telefônico.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Nome do Grupo de Troncos - Nome que identifica o grupo de troncos no sistema.
• Tempo para Atendimento - Valor de tempo de espera para atendimento usado para
agrupar as chamadas.
• Número de chamadas atendidas (Antes) - Número total de chamadas executadas
pelo tronco que foram atendidas antes do valor definido como tempo de espera para
atendimento do grupo.
• Número de chamadas atendidas (Após) - Número total de chamadas executadas
pelo tronco que foram atendidas depois do valor definido como tempo de espera
para atendimento do grupo.
• Número de chamadas não atendidas (Antes) - Número total de chamadas execu-
tadas pelo troncos que não foram atendidas antes do valor definido como tempo de
espera para atendimento do grupo. Representam chamadas perdidas.
• Número de chamadas não atendidas (Após) - Número total de chamadas execu-
tadas pelo troncos que não foram atendidas depois do valor definido como tempo
de espera para atendimento do grupo. Representam chamadas perdidas.
• Número de chamadas total - Total de chamadas realizadas pelo tronco.

Detecção de Troncos Defeituosos


Este relatório procura auxiliar os usuários do CallReport a identificar possíveis
problemas em troncos. Ele fornece o número de chamadas e o total de ocupação de
cada um dos troncos de um determinado grupo de troncos, e compara estes valores
com a média do grupo apresentando o desvio relativo a mesma. A maioria das centrais
telefônicas procuram distribuir eqüitativamente a carga de tráfego entre todos os
troncos de um grupo de troncos. Desta maneira, desvios significativos entre os valores
medidos para uma linha tronco e a média dos mesmos para o grupo podem ser indica-
dores da existência de problemas. Ao detectar tais desvios, o usuário do sistema deve
solicitar a verificação do tronco por técnicos de telefonia do sistema PABX e/ou por
técnicos de telefonia da concessionária prestadora de serviço.
As guias de requisição deste relatório são:

A30808-X5226-V121-01-V419 81
Manual do Usuário CallReport

– Principal
– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Nome do Grupo de Troncos - Nome que identifica o grupo de troncos no sistema.
• Número de Troncos - Quantidade de linhas tronco do grupo.
• Número total de chamadas - Número total de chamadas executadas pelos troncos
do grupo.
• Média de chamadas por Tronco - Número total de chamadas executadas pelos
troncos do grupo dividido pela quantidade de linhas tronco do grupo. É sobre este
valor que se calcula o desvio do número de chamadas de uma determinada linha
tronco.
• Tempo total de ocupação - Soma total dos tempos em que cada linha tronco do
grupo esteve ocupada. Apresentada em quantidades de horas e minutos.
• Ocupação média dos troncos - Soma total dos tempos em que cada linha tronco do
grupo esteve ocupada dividida pela quantidade de linhas tronco do grupo. É sobre
este valor que se calcula o desvio do tempo de ocupação de uma determinada linha
tronco.
• Tronco - Nome que identifica a linha tronco no sistema.
• Número de chamadas - Número de chamadas executadas pela linha tronco.
• Desvio - Variação percentual relativa à média de chamadas por tronco.
• Tempo de Ocupação - Soma dos tempos em que a linha tronco esteve ocupada no
período especificado.
• Desvio - Variação percentual relativa à ocupação média dos troncos do grupo.

Disponibilidade de Grupo de Troncos


Este relatório aponta a disponibilidade de fornecimento de serviço dos grupos de
troncos em intervalos de meia hora. Para um sistema de tarifação, um tronco esteve
disponível durante o intervalo em que não tiver sido utilizado por nenhuma ligação. A
disponibilidade do grupo em um período é igual a soma total da disponibilidade de cada
tronco no mesmo período.
Com estas informações, o usuário poderá, por exemplo, acompanhar o crescimento do
tráfego a cada meia hora e determinar os períodos do dia em que o sistema é subme-
tido a uma grande carga de tráfego. Um estudo deste relatório poderá identificar a
necessidade de um maior número de troncos para o grupo, principalmente quando a
disponibilidade mantém-se baixa durante vários períodos do dia.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Data - Data para a qual foi analisada a disponibilidade do grupo de tronco.
• Disponibilidade - Quantidade de horas, minutos e segundos em que os troncos não
estiveram envolvidos em ligações.
• Percentagem - Valor percentual da disponibilidade dos troncos em relação ao valor
total que seria atingido se nenhum tronco do grupo estivesse sendo utilizado
durante aquele período (disponibilidade total).

Congestionamento por Grupo de Troncos

A30808-X5226-V121-01-V419 82
Manual do Usuário CallReport

Este relatório identifica o momento em que é detectada a ocupação de todos os troncos


de um grupo de troncos. Neste instante, qualquer tentativa de realização de novas
chamadas através do grupo de troncos resultará no recebimento do sinal de congesti-
onamento. O relatório também determina a duração do período de congestionamento.
Ao analisar os dados apresentados no relatório, o usuário poderá, por exemplo, identi-
ficar a necessidade de ampliar o número de troncos de um determinado grupo através
da freqüência ou da duração dos congestionamentos apresentados pelo mesmo.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Dia da Semana - Dia da Semana da ocorrência do congestionamento em um deter-
minado grupo de troncos.
• Data e Hora - Data e Hora da ocorrência do congestionamento em um determinado
grupo de troncos.
• Duração - Duração do período de congestionamento.
• Número de Troncos - Número total de troncos do grupo de troncos.
• Nome do Grupo de Troncos - Nome que identifica o grupo de troncos no sistema.

Tráfego Diário
Este relatório apresenta o volume e a duração das chamadas realizadas por cada um
dos grupos de troncos do sistema em um determinado dia. Estas informações são agru-
padas em 4 períodos de 6 horas (madrugada, manhã, tarde e noite). Mostra a totali-
zação destes valores para o dia e a intensidade média de tráfego medida em Erlang.
O volume de chamadas é contado pelo número de ligações que estiveram presentes
no período da meia hora analisada. Desta maneira, a soma das chamadas de todas as
meia-horas de um dia não corresponderá ao tráfego diário do dia, pois, chamadas
longas podem ser contadas em diversos períodos de meia-hora. O relatório apresenta
ainda informações a respeito da hora de maior movimento. Conforme o CCITT,
entende-se por hora de maior movimento o período de 60 minutos do dia nos quais a
intensidade de tráfego de um grupo de troncos atinge o seu valor máximo. No relatório,
este período é definido como um intervalo de 30 minutos conforme recomenda a
prática.
Para a hora de maior movimento, o relatório apresenta o período de 30 minutos que
definiu o valor máximo da intensidade de tráfego, o volume e a duração total das
chamadas neste período, a intensidade de tráfego e o número de troncos requeridos
para garantir o grau de serviço desejado para o grupo de troncos durante o período de
maior movimento. O cálculo do número de troncos requeridos é efetuado conforme
tabelas definidas pela teoria de tráfego telefônico.
Ao analisar os dados apresentados pelo relatório, o usuário poderá, por exemplo, iden-
tificar o dia no qual ocorreu o maior volume de chamadas, a maior ocupação das linhas
ou a maior intensidade de tráfego. Se o período solicitado incluir diversas semanas, é
possível verificar através de comparações que o sistema está sujeito a sobrecarga
sempre no mesmo dia de semana. O usuário poderá comparar o número de troncos
disponíveis no grupo de troncos com o valor calculado para garantir que durante a hora
de maior movimento, o grau de serviço desejado esteja garantido. Se o número de
troncos do grupo estiver abaixo do valor calculado, É provável que estejam ocorrendo

A30808-X5226-V121-01-V419 83
Manual do Usuário CallReport

perdas de chamadas além do desejado. Se o número estiver acima, então o sistema


pode estar superdimensionado para o tráfego gerado.
Para a geração deste relatório são considerados todos os bilhetes recebidos pelo
sistema CallReport exceto aqueles com resultado de processamento indicando data do
PABX inválida(02), hora do PABX inválida(03), duração da chamada inválida(04).
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Nome do Grupo de Troncos - Nome que identifica o grupo de troncos no sistema.
• Grau de Serviço - Valor especificado para o grupo de troncos.
• Volume - Número de chamadas iniciadas em determinado período.
• Duração - Duração total das chamadas realizadas no período.
• Erl - Medida da intensidade média do tráfego durante o dia.
• Hora - Período de 30 minutos onde foi medido a maior intensidade de tráfego.
• Volume - Volume de chamadas que foram detectadas durante o período de 30
minutos correspondente a hora de maior movimento.
• Duração - Duração total das chamadas durante o período da hora de maior movi-
mento.
• Erl - Medida da intensidade de tráfego durante o período de maior movimento.
• Troncos - Número de linhas requeridas para garantir o graú de serviço durante o
período de maior movimento.

Análise do Tempo de Espera


Este relatório permite avaliar o tempo de espera pelo atendimento de chamadas
entrantes recebidas pelo CallReport através dos troncos de determinado grupo de
troncos.
Todas as chamadas são classificadas em atendidas ou não-atendidas e agrupadas de
acordo com o tempo de espera em 10 faixas diferentes.
Ao analisar os dados apresentados pelo relatório, o usuário poderá, por exemplo, iden-
tificar a qualidade do serviço de atendimento prestado por sua empresa. Por exemplo:
se o número de chamadas não atendidas com tempo de espera acima de 25 segundos
representar um valor percentual significativo do total, é provável que a empresa neces-
site reavaliar seu serviço de atendimento.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Nome do Grupo de Troncos - Nome que identifica o grupo de troncos no sistema.
• Tempo de Espera - Dez intervalos de tempo de espera usados para agrupamento
das chamadas e apresentados em minutos e segundos.
• Número de chamadas atendidas - Número total de chamadas executadas pelos
troncos do grupo que foram atendidas dentro de um determinado intervalo de tempo
de espera.
• Número de chamadas não atendidas - Número total de chamadas executadas pelos
troncos do grupo que não foram atendidas dentro de um determinado intervalo de
tempo de espera.

A30808-X5226-V121-01-V419 84
Manual do Usuário CallReport

• Número de chamadas total - Total de chamadas concluídas com tempo de espera


dentro do intervalo especificado.

Análise de Horário de Tráfego


Este relatório demonstra o volume de chamadas realizadas pelos troncos de um grupo
de troncos e a duração média destas chamadas em cada meia hora do dia. Determina
ainda a intensidade média de tráfego em Erlang e o número de troncos requeridos para
manter o grau de serviço especificado para o grupo.
O volume de chamadas é contado pelo número de ligações que estiveram presentes
no período da meia hora analisada. Desta maneira, a soma das chamadas de todas as
meia-horas de um dia não corresponderá ao tráfego diário do dia, pois, chamadas
longas podem ser contadas em diversos períodos de meia-hora. Com estas informa-
ções, o usuário poderá, por exemplo, acompanhar a curva de comportamento da inten-
sidade de tráfego do seu sistema, ou a curva do número de troncos necessários para
garantir o grau de serviço programado para o grupo.
As guias de requisição deste relatório são:
– Principal
– Organização
– Tipo
Os campos deste relatório são:
• Itens da Configuração do Grupo de Troncos:
– Nome - Nome único do grupo de troncos no sistema.
– Troncos - Número de troncos configurados neste grupo.
– Graú de Serviço - Valor especificado para o grupo de troncos.
• Valores determinados pela avaliação do tráfego a cada meia-hora:
– Hora - Defição da meia-hora do dia.
– Volume - Volume de Chamadas
– Ocupação Média - Tempo médio de ocupação dos troncos.
– Erl - Intensidade Média de Tráfego.
– Troncos - Número mínimo de troncos no grupo para garantir o graú de serviço no
intervalo de meia-hora.

Configuração
Existem quatro tipos de relatórios de configuração:
• Lista Telefônica
• Lista Telefônica Detalhada
• Lista de PINs Associados
• Lista de PINs

Lista Telefônica
O relatório lista telefônica mostra os ramais e atendentes configurados no sistema Call-
Report, apresentando o seu número de identificação, o nome do usuário, a empresa ou
divisão organizacional e o centro de custos. O relatório permite a ordenação da lista por
qualquer uma de suas informações.
Este relatório pode ser distribuído como uma lista para referência e localização rápida
dos usuários do sistema telefônico.
Após gerado o relatório é possível convertê-lo em um arquivo e exportá-lo para um
editor de textos.

A30808-X5226-V121-01-V419 85
Manual do Usuário CallReport

A guia de requisição deste relatório é a Lista Telefônica.


Os campos deste relatório são:
• Nome - Nome do usuário do ramal ou atendente.
• Número - Número de identificação do ramal ou atendente no plano de numeração
do sistema telefônico (PABX).
• Empresa/Divisão Organizacional - Empresa/Divisão Organizacional responsável
pelas operações deste ramal ou atendente.
• Centro de Custos - Centro de Custos responsável pelas operações deste ramal ou
atendente.

Lista Telefônica Detalhada


O relatório lista telefônica detalhada mostra os ramais e atendentes configurados no
sistema CallReport com todos os detalhes que identificam o dispositivo no sistema, isto
é, número de identificação, nome do usuário, empresa ou divisão organizacional, centro
de custos, tipo de equipamento, fator de custo e tipo de sigilo. Os atributos específicos
destes dispositivos, cujas funções são definidas no objeto sistema, são também apre-
sentados se estiverem sendo utilizados. O relatório agrupa as informações por empresa
e divisão organizacional, e pode ordenar as informações pelo nome do usuário do ramal
ou pelo número do ramal.
Este relatório pode ser distribuído como uma lista para referência e localização rápida
dos usuários do sistema telefônico.
Comparado com o relatório Lista Telefônica, ele acrescenta os campos Fator de Custo,
Equipamento e Sigilo.
Após gerado o relatório é possível convertê-lo em um arquivo e exportá-lo para um
editor de textos.
A guia de requisição deste relatório é a Lista Telefônica Detalhada.
Os campos deste relatório são:
• Nome - Nome do usuário do ramal ou atendente.
• Número - Número de identificação do ramal ou atendente no plano de numeração
do sistema telefônico (PABX).
• Empresa/Divisão Organizacional - Empresa/Divisão Organizacional responsável
pelas operações deste ramal ou atendente.
• Centro de Custos - Centro de Custos responsável pelas operações deste ramal ou
atendente.
• Fator de Custo - Fator de Custos utilizado para reajustar o custo das ligações feitas
pelo ramal ou atendente.
• Sigilo - Características de sigilo de informações programadas para o ramal ou aten-
dente.
• Equipamento - Nome de equipamento que caracteriza o dispositivo telefônico do
ramal.
• Atributos - Outros atributos programados no objeto sistema para definição das
caracterísitcas dos usuários do ramal ou atendente.

Lista de PINs Associados


O relatório lista de PINs associados mostra apenas os PINs associados a algum ramal
e configurados no sistema CallReport, apresentando o nome do ramal, o número do
ramal, a divisão organizacional do ramal, o centro de custos, o nome do PIN e o número
do PIN.

A30808-X5226-V121-01-V419 86
Manual do Usuário CallReport

Após gerado o relatório é possível convertê-lo em um arquivo e exportá-lo para um


editor de textos.
A guia de requisição deste relatório é a Lista de PINs Associados.
Os campos deste relatório são:
• Nome - Nome do usuário do ramal ou atendente.
• Número - Número de identificação do ramal ou atendente no plano de numeração
do sistema telefônico (PABX).
• Empresa/Divisão Organizacional - Empresa/Divisão Organizacional responsável
pelas operações deste ramal ou atendente.
• Centro de Custos - Centro de Custos responsável pelas operações deste ramal ou
atendente.
• Nome do PIN - Determina o nome do número de identificação privado (PIN) utili-
zado para executar uma chamada.
• Número do PIN - Determina o número de identificação privado (PIN) utilizado para
executar uma chamada.
• Sigilo - Características de sigilo de informações programadas para o ramal ou aten-
dente.

Lista de PINs
O relatório lista de PINs associados mostra todos os PINs configurados no sistema Call-
Report, inclusive os que não estão associados a nenhum ramal, apresentando o nome
do ramal, o número do ramal, a divisão organizacional do ramal, o centro de custos, o
nome do PIN e o número do PIN.
Após gerado o relatório é possível convertê-lo em um arquivo e exportá-lo para um
editor de textos.
A guia de requisição deste relatório é a Lista de PINs.
Os campos deste relatório são:
• Nome - Nome do usuário do ramal ou atendente.
• Número - Número de identificação do ramal ou atendente no plano de numeração
do sistema telefônico (PABX).
• Setor - Divisão Organizacional responsável pelas operações deste ramal ou aten-
dente.
• Centro de Custos - Centro de Custos responsável pelas operações deste ramal ou
atendente.
• Nome do PIN - Determina o nome do número de identificação privado (PIN) utili-
zado para executar uma chamada.
• Número do PIN - Determina o número de identificação privado (PIN) utilizado para
executar uma chamada.
• Sigilo - Características de sigilo de informações programadas para o ramal ou aten-
dente.

Manutenção
Os tipos de relatórios de manutenção são:
• Seqüência de Ocorrências
• Seqüência de Registros
• Seqüência de Bilhetes.
• Histórico de Ramal
• Histórico de Grupo de Troncos

A30808-X5226-V121-01-V419 87
Manual do Usuário CallReport

Seqüência de Ocorrências
Este relatório para uso do Usuário Administrador ou de técnicos de manutenção rela-
ciona as seqüências de ocorrências ocorridas com o CallReport. Com este relatório é
possível saber por exemplo se uma chamada não reportada em algum relatório teve
problema em virtude do CallReport estar desativado.
A guia de requisição deste relatório é a Geral.
Os campos deste relatório são:
• Data/Hora - Momento da ocorrência no sistema.
• Ocorrência - Descrição da ocorrência registrada pelo sistema.

Seqüência de Registros
Este relatório para uso do Usuário Administrador ou de técnicos de manutenção rela-
ciona uma lista com os registros criados pelo CallReport para armazenar os Bilhetes.
A guia de requisição deste relatório é a Geral.
Os campos deste relatório são:
• Número do Registro - Identificador do registro no sistema CallReport.
• Número de bilhetes - Número de bilhetes armazenados no registro.
• Estado do Registro - Indica o estado atual do registro criado pelo sistema. Veja
Registros de Bilhetes
• Data PBX do primeiro bilhete - Data do primeiro bilhete armazenado no registro
conforme reportado pelo PABX.
• Data PBX do último bilhete - Data do último bilhete armazenado no registro
conforme reportado pelo PABX.
• Data PBX do bilhete mais antigo - Data mais antiga de todos os bilhetes armaze-
nados no registro conforme reportado pelo PABX.
• Data PBX do bilhete mais recente - Data mais recente de todos os bilhetes arma-
zenados no registro conforme reportado pelo PABX.
• Data PC do primeiro bilhete - Data de recebimento pelo sistema CallReport do
primeiro bilhete armazenado no registro.
• Data PC do último bilhete - Data do recebimento pelo sistema CallReport do último
bilhete armazenado no registro.
• Data PC do bilhete mais antigo - Data mais antiga de recebimento pelo sistema
CallReport de um bilhete armazenado no registro.
• Data PC do bilhete mais recente - Data mais recente de recebimento pelo sistema
CallReport de um bilhete armazenado no registro.

Seqüência de Bilhetes
Este relatório para uso do Usuário Administrador ou de técnicos de manutenção rela-
ciona a seqüência exata dos bilhetes recebidos pelo CallReport. Com este relatório é
possível saber por exemplo se uma chamada não reportada em algum relatório teve
problema com o bilhete.
A guia de requisição deste relatório são:
– Geral
– Sigilo
Os campos deste relatório são:
• Bilhete recebido em - Momento em que o bilhete de chamada foi recebido pelo
sistema.

A30808-X5226-V121-01-V419 88
Manual do Usuário CallReport

• Data e hora - Momento em que a chamada foi iniciada conforme informado pelo
PABX.
• Duração - É o tempo total da conversação estabelecida através da chamada em
hora, minuto e segundo.
• Espera - Para ligações entrantes, determina o tempo total de espera pelo atendi-
mento da chamada. O valor é dado em segundos.
• Tipo - Classifica a chamada como uma operação de chamada entrante, sainte,
interna ou tandem.
• Origem - Define o dispositivo da central telefônica caracterizado como originador da
chamada. Se for uma ligação entrante ou tandem é um tronco, caso contrário é um
ramal ou um atendente.
• PIN - Determina o número de identificação privado (PIN) utilizado para executar
uma chamada.
• Destino - Dispositivo da central telefônica caracterizado como destino da chamada.
Se for uma ligação sainte ou tandem é um tronco, caso contrário é um ramal ou um
atendente.
• Código de acesso - Código de acesso utilizado para a captura do tronco de uma
ligação sainte.
• Custo Tarifário - Custo da chamada calculado conforme a programação da tabela
tarifária. Sem incluir os Fatores de Custo.
• Custo Total - Custo total da chamada, calculado a partir do custo tarifário da
chamada através da aplicação dos fatores de custo correspondentes ao ramal utili-
zado e ao tipo de equipamento definido para o tronco e para o ramal.
• Categoria - Define a categoria da chamada como: Local, Celular Local, Celular
DDD, Interurbana Nacional (DDD), Interurbana Internacional (DDI), ou Privada.
• Número - Neste campo aparece o número discado pelo originador da chamada para
uma ligação sainte ou o número de A que identifica um usuário de uma rede pública
para uma ligação entrante.
• Localidade - Define o nome da localidade destino identificada a partir do número
discado ou o nome da localidade de origem identificada a partir do número de A.
• $ - Na coluna $, a chamada é classificada conforme:
– o horário de aplicação de tarifas em
- Econômico,
- Normal ou
- Comercial, considerando o momento de início da chamada;
– o custo total da chamada, levando em consideração se o reajuste aplicado pelos
fatores de custo dos equipamentos, ramais e PINs envolvidos implicaram em um
acréscimo ou desconto sobre o custo tarifário.
– Chamadas entrantes ou realizadas via linha privada, apresentam no campo $ a
letra "N".
• Códigos de Processamento - Número que indica o resultado do processamento do
bilhete de chamada. Veja “Tabela 4.1“ - “Códigos de Processamento” da
página 66.

Histórico de Ramal
Este relatório para uso do Usuário Administrador ou de técnicos de manutenção rela-
ciona uma lista com os registros de chamadas de todos os ramais e atendentes. Os
ramais e atendentes do sistema podem prestar serviço a diferentes Empresas / Divi-
sões Organizacionais ao longo de um determinado tempo.

A30808-X5226-V121-01-V419 89
Manual do Usuário CallReport

Este relatório determina os períodos de realização das chamadas dos ramais e aten-
dentes em diferentes empresas / divisões organizacionais, determinando seu histórico
organizacional.
Ao analisar os dados apresentados no relatório, o usuário do CallReport poderá, por
exemplo, perceber que os custos das chamadas realizadas por um ramal durante um
determinado período estão atribuídos ao departamento errado. Isto pode acontecer
porque o administrador do sistema CallReport foi avisado da mudança de um ramal
para um outro departamento somente depois que o mesmo já prestava serviço para a
nova divisão. Neste caso, o administrador poderá ativar o recurso de Sobrescrever
Histórico para corrigir o problema.
A guia para este relatório é a Histórico do Ramal.
Os campos deste relatório são:
• Período de Realização de Chamadas - Define o período entre o começo da primeira
chamada executa por um ramal em uma determinada empresa/divisão organizaci-
onal e o final da última chamada executada na mesma unidade.
• Empresa/Divisão Organizacional - Define a empresa/divisão ao qual pertencia o
ramal durante o período de realização de chamadas.

Histórico de Grupo de Troncos


Este relatório para uso do Usuário Administrador ou de técnicos de manutenção rela-
ciona uma lista com os registros de chamadas de todos os grupos de troncos. Os
grupos de troncos do sistema podem prestar serviço a diferentes Empresas / Divisões
Organizacionais ao longo de um determinado tempo.
Este relatório determina os períodos de realização das chamadas dos grupos de
troncos em diferentes empresas / divisões organizacionais, determinando seu histórico
organizacional.
Ao analisar os dados apresentados no relatório, o usuário do CallReport poderá, por
exemplo, perceber que os custos das chamadas realizadas por um grupo de tronco
durante um determinado período estão atribuídos ao departamento errado. Isto pode
acontecer porque o administrador do sistema CallReport foi avisado da mudança de um
grupo de troncos para um outro departamento somente depois que o mesmo já pres-
tava serviço para a nova divisão. Neste caso, o administrador poderá ativar o recurso
de Sobrescrever Histórico para corrigir o problema.
A guia de requisição deste relatório é a Histórico de Grupo de Troncos.
Os campos deste relatório são:
• Período de Realização de Chamadas - Define o período entre o começo da primeira
chamada executa por um grupo de troncos em uma determinada empresa/divisão
organizacional e o final da última chamada executada na mesma unidade.
• Empresa/Divisão Organizacional - Define a empresa/divisão ao qual pertencia o
grupo de troncos durante o período de realização de chamadas.

Explorando o Relatório
Quando é solicitado a visualização de um relatório, ele é mostrado em uma janela
gráfica. Na Figura 4.19 é mostrado um relatório pronto. Na Tabela 4.2 são explicados
os botões de comando do relatório.
Existem alguns parâmetros dos relatórios que podem ser alterados. Para isso deve-se:
1. Crie o relatório;

A30808-X5226-V121-01-V419 90
Manual do Usuário CallReport

2. Ir até a pasta Relatórios Prontos e selecionar com o botão direito o relatório que se
deseja alterar os parâmetros;
3. Clicar em Propriedades.
Estes parâmetros são:
• O Titulo do Relatório.
• Incluir ou não uma Legenda.
• Incluir ou não uma Página de Rosto.
• Tipos de Notificações do Relatório.

Figura 4.19 Relatório Pronto

Os botões da barra estão descritos na tabela


Tabela 4.2 Botões de Relatório
Botão Descrição
Fecha o Relatório

Volta para a primeira página do Relatório

Volta para uma página anterior

Mostra o número da página atual em rela-


ção ao número total de páginas.
Avança para a próxima página

Avança para a última página

Pára o carregamento das informações na


abertura do relatório. Útil no caso de relató-
rios extensos.
Imprime o relatório.

A30808-X5226-V121-01-V419 91
Manual do Usuário CallReport

Faz a configuração da impressão.

Recarrega as informações.

Converte um relatório em um arquivo.

Mostra a árvore de agrupamento.

Configura a visualização do relatório.

Pesquisa por informação específica.

Mostra o número total de registros.

Mostra o percentual dos dados carregados.

Mostra o número de registros já carregados


em relação ao número total de registros.
Abaixo é descrito a função do botão utilizado para imprimir as páginas do relatório.
Clicando no botão ao lado é mostrado a janela abaixo com as opções de impressão do
relatório.

Impressão de Relatório
a) Selecione a opção “All” para imprimir todas as páginas ou a opção “Pages”, seleci-
onando as páginas a serem impressas.
b) Selecione o número de cópias deste relatório no campo “Copies”.
c) Para agrupar as cópias, no caso de mais de uma cópia por relatório, assinale a
opção “Collate Copies”.
d) Clique no botão “OK” para iniciar a impressão.

Recarga de Informações
Este botão é utilizado para fazer a recarga das informações do relatório.

Conversão do Relatório para um Arquivo


Através deste item, é possível converter um relatório em formato texto, arquivo Rich
Text ou numa planilha, como Excel.
a) Selecione a opção de formato de acordo com as suas necessidades e clique no
botão “OK”.
b) Dependendo da opção escolhida, uma outra janela pode ser mostrada para definir
por exemplo os caracteres de separação.

A30808-X5226-V121-01-V419 92
Manual do Usuário CallReport

c) Selecione agora o local e o nome para este arquivo e clique no botão “Salvar”.

Figura 4.20 Exportar Relatório

Árvore de Agrupamento
A árvore de agrupamento exibe todos os grupos de informações existentes no relatório
permitindo o acesso direto a um determinado grupo.
Ao visualizar, por exemplo, um relatório detalhado por ramal a árvore mostrará todos
os ramais que estão representados no relatório. Um duplo-click em um ramal represen-
tado nesta árvore permitirá o acesso direto ao grupo de informações deste ramal.

Visualização
Clicando-se no botão , seleciona-se o percentual de ampliação ou redução das páginas
do relatório. Desejando-se um outro valor que não conste nessa lista, digita-se um valor
de percentual.

Pesquisa por Informação Específica


Com esta função pode-se encontrar um nome, um número, ou qualquer outra infor-
mação no relatório. Pode-se digitar a informação procurada completa ou apenas parte
dela. Por exemplo, um nome inteiro ou apenas as suas iniciais.

Agendamento de Relatórios
Já desde a versão 1.5 do CallReport é possível agendar relatórios. Os relatórios podem
ser agendados para serem gerados uma única vez ou periodicamente. Mais de um rela-
tório pode ser agendado.
Para agendar um relatório, siga os seguintes passos:
a) No Explorer do CallReport, de um clique duplo na pasta Relatórios
b) Clique com o botão direito do mouse na pasta Requisição de Relatórios,
c) Selecione o Relatório desejado
d) Especifique os filtros para o relatório
e) Pressione o botão agendar.

Figura 4.21 Agendar um Relatório

O Assistente de Agendamento vai perguntar as opções de agendamento.

A30808-X5226-V121-01-V419 93
Manual do Usuário CallReport

f) Na primeira tela, mostrada na Figura 4.22 o usuário especifica se o agendamento


é para uma única vez ou periódico. Nessa mesma tela, o usuário especifica a data
em que o relatório será gerado.
g) Na segunda tela, mostrada na Figura 4.26 o usuário especifica o intervalo de tempo
abrangido pelo relatório. Por exemplo: relatório do mês corrente, relatório dos
últimos 15 dias.
h) Na terceira tela, mostrada na Figura 4.27 , o usuário especifica o período do dia dos
quais devem constar as chamadas no relatório. Por exemplo: somente chamadas
entre 9:00 e 15:00.
i) Na última tela, mostrada na Figura 4.28 o Assistente confirma as informações e o
usuário clica em Finalizar. O relatório está agendado.

Descritivo das janelas de Agendamento


Frequência
A primeira informação que o usuário deve fornecer ao sistema é se o relatório é único
ou periódico e qual sua periodicidade. Dependendo da informação, o segunda campo
muda.
A freqüência pode ser:
• Data específica
• Mensal
• Semanal
• Diário
Caso o usuário selecione Data específica, no campo Emissão o usuário entra com data
e hora da emissão do relatório, como mostrado na

Figura 4.22 Frequência do Agendamento Data específica

Caso o usuário selecione o relatório mensal, o campo Emissão Mensal terá os


seguintes itens:
– Hora -> Especifica a que horas deve ser gerado o relatório
– Gerar todo mês no dia -> Especifica em que dia do mês deve ser gerado o relatório

A30808-X5226-V121-01-V419 94
Manual do Usuário CallReport

– Caixa de opção Gerar todo Final de Mês -> Caso marcada, todo último dia do mês
o relatório será gerado. O Campo Gerar todo mês no dia fica desabilitado.

Figura 4.23 Frequência do Agendamento Mensal

Se o usuário selecionar a opção semanal, o campo emissão terá as seguintes opções:


– Dia da semana -> Especifica o dia da semana em que será gerado o relatório. Por
exemplo: gerar relatório toda sexta-feira.
– Hora -> Especifica a que horas deve ser gerado o relatório.

Figura 4.24 Frequência do Agendamento Semanal

A30808-X5226-V121-01-V419 95
Manual do Usuário CallReport

Se o usuário selecionar a opção diária, no campo emissão ele entrará com a hora em
que o relatório deverá ser gerado.

Figura 4.25 Frequência do Agendamento Diário

Intervalo
Nesta tela o usuário especifica o intervalo de tempo dos dados constantes no relatório.
– Diário -> Os dados do dia corrente serão mostrados no relatório
– Semanal -> Os dados da semana corrente serão mostrados no relatório.
– Mensal -> Os dados do mês corrente serão mostrados no relatório
– Dias anteriores -> Se o usuário selecionar este campo, especificará quantos dias
anteriores deverão constar no relatório. Por exemplo, chamadas dos últimos 10
dias.

Figura 4.26 Intervalo de Tempo do Relatório Agendado

Turno

A30808-X5226-V121-01-V419 96
Manual do Usuário CallReport

Nesta tela o o usuário especifica o período do dia dos quais devem constar as
chamadas no relatório. Por exemplo: somente chamadas entre 9:00 e 15:00.
– Início -> Hora inicial do turno das chamadas
– Fim -> Hora final do turno das chamadas
– Botão Dia Todo -> Caso o usuário pressione este botão, os valores Início e Fim
voltam para 00:00 e 23:59 respectivamente. Neste caso, os bilhetes das chamadas
do dia todo constarão no relatório.

Figura 4.27 Turno do Agendamento de Relatório

Confirmação
Tela de confirmação de dados. O usuário pressiona Finalizar e o relatório será agen-
dado.

Figura 4.28 Finalizar Agendamento de Relatório

A30808-X5226-V121-01-V419 97
Manual do Usuário CallReport

4.2.2 A Pasta Sites


Uma das principais mudanças na versão 2.0 do Callreport é a facilidade multiSite, onde
é possível agora cadastrar até 20 Sites de coleta de bilhetes.
Em cada Site encontram-se os sistemas de comunicação (pastas) monitorados pelo
CallReport com todas as configurações disponíveis e necessárias para o seu gerenci-
amento. Para todos os sistemas de comunicação é associada uma Localidade que está
conectada a rede pública:
• A Pasta Central Telefônica
• A Pasta Tarifação
• A Pasta Empresas
• A pasta Nomes de Variação
• A pasta Lista de números especiais
Antes da criação de um site é necessário que se configure as localidades e tarifas que
serão usadas a partir da origem de cada Site criado.

4.2.2.1 Criação de um novo Site


Clicando com o botão direito do mouse sobre a pasta Sites é aberto um menu de
comandos com as seguintes opções:

Figura 4.29 Criação de Novo Site

Explorar
Para abrir o explorer da pasta Sites siga os passos a seguir:
1. Selecione a pasta Sites;
2. Aperte o botão direito do mouse para ativar o menu de comandos;
3. Escolha a opção Explorar.

Criar
Para criar um novo site siga os passos a seguir:
1. Selecione a pasta Sites que define o site a ser criado;
2. Aperte o botão direito do mouse para ativar o menu de comandos;
3. Escolha a opção Criar.

A30808-X5226-V121-01-V419 98
Manual do Usuário CallReport

Ao selecionar a opção Criar, uma janela popup será aberta onde serão configurados os
seguintes ítens:

Guia "Códigos"
Na guia Códigos deve ser definido os códigos para o site a ser criado.

Figura 4.30 Guia Códigos

– Campo "Códigos de Acesso" -> são definidos os códigos internacional e nacional


do site a ser criado.
– Campo "Internacional" -> é definido uma seqüência de dígitos que identifica um
procedimento de execução de uma chamada interurbana internacional. Para o
Brasil, por exemplo, é o código 00.
– Campo "Nacional" -> é definido uma seqüência de dígitos que identifica um proce-
dimento de execução de uma chamada interurbana nacional. Para o Brasil, por
exemplo, é o código 0.
– Campo "Informações da Área de Origem" -> são definidos os parâmetros da
área de origem. Este campo deve ser preenchido apertando o botão ... que se
encontra em frente ao campo Nome. As informações solicitadas nos campos abaixo
serão preenchidas automaticamente conforme a localidade escolhida (ver Atuali-
zador de Tarifas (CR Atualizador de Tarifas) (CR Atualizador de Tarifas)). Os
campos preenchidos são:
– Campo "Internacional" -> define uma seqüência de dígitos que identifica a área
de atuação do sistema CallReport no plano de numeração internacional. Para o
Brasil, por exemplo, é o código 55.

A30808-X5226-V121-01-V419 99
Manual do Usuário CallReport

– Campo "Nacional" -> define uma seqüência de dígitos que identifica a área de
atuação do sistema CallReport no plano de numeração nacional. Para a cidade do
Rio de Janeiro, por exemplo, é o código 21.
– Campo "Prefixo" -> define o prefixo que identifica a área de atuação do sistema
CallReport.
– Campo "Nome" -> define o nome da área de atuação do CallReport.

Figura 4.31 Seleção de Local de Origem do Site

– Campo "Controle de chamada entrante" -> define os seguintes campos:


– Campo "Máximo de dígitos de chamada local" -> é válido apenas para
chamadas entrantes, e tem como objetivo auxiliar o sistema na Identificação do
Originador de uma chamada entrante (número de A).
Para Curitiba, por exemplo, o máximo de dígitos de uma chamada local são oito
dígitos.

A30808-X5226-V121-01-V419 100
Manual do Usuário CallReport

– Campo "Mínimo de dígitos de chamada internacional" ->é válido apenas para


chamadas entrantes, e tem como objetivo auxiliar o sistema na Identificação do
Originador de uma chamada entrante (número de A).

Figura 4.32 Configuração final da página de códigos do Site

A30808-X5226-V121-01-V419 101
Manual do Usuário CallReport

Guia "Parâmetros de Configuração"


Na guia Parâmetros de Configuração, devem ser fornecidos os parâmetros de confi-
guração do site a ser criado.

Figura 4.33 Guia Parâmetros de Configuração

– Campo "Armazenar chamadas" -> é possível determinar os tipos de chamadas


que serão armazenadas no sistema.
– Caixa de verificação "Interna" -> permite que uma chamada onde o receptor
(ramal ou atendente) e o originador (ramal ou atendente) pertencem à mesma
central telefônica seja armazenada no sistema.
– Caixa de verificação "Entrante" -> permite que uma chamada onde o receptor é
um elemento da central telefônica monitorada (ramal ou atendente) e o originador
(tronco) um elemento de uma rede de telefonia pública ou privada seja armazenada.
– Caixa de verificação "Sainte" -> permite que uma chamada onde o originador
(ramal ou atendente) pertence à central telefônica e o receptor (tronco) é um ponto
externo em alguma rede de telefonia pública ou privada seja armazenada.
– Caixa de verificação "Tandem" -> permite que uma chamada onde a central tele-
fônica é usada apenas como elemento de passagem de uma ligação telefônica e o
receptor e originador são troncos da central telefônica seja armazenada.
– Campo "Filtrar chamadas com duração menor que:" -> é possível determinar
que chamadas de curta duração não sejam armazenadas no sistema. Neste caso,
os relatórios que fazem referência a chamadas abandonadas não devem ser utili-
zados porque não apresentarão valores para este campo.

A30808-X5226-V121-01-V419 102
Manual do Usuário CallReport

– Campo "Entrante" -> é inserido um tempo de duração mínima que uma chamada
entrante deve ter para ser armazenada no sistema.
– Campo "Sainte" -> é inserido um tempo de duração mínima que uma chamada
sainte deve ter para ser armazenada no sistema.
– Campo "Procedimento ao acabar o espaço em disco" -> permite evitar o
problema de perda de informações caso falte espaço em disco. Neste campo é
possível verificar, periodicamente, o espaço em disco e proceder das seguintes
formas:
– Caixa de verificação "Interromper comunicação com PBX" -> pemite, no caso
de ocorrência de falta de espaço, optar pela perda da informação mais recente,
desativando o recebimento de informações pela interface de comunicação.
– Caixa de verificação "Excluir registros" -> pemite, no caso de ocorrência de falta
de espaço, optar pela perda da informação mais antiga excluindo o registro mais
antigo do sistema.
– Campo "Controlar consistência de data/hora entre PBX e PC" -> determina se
o sistema CallReport deve sinalizar diferenças significativas entre a sua data e a
data de recebimento dos bilhetes do PABX.
– Campo "Máxima diferença permitida (hh:mm:ss)" -> é inserido a máxima dife-
rença entre a data do sistema e a data de recebimento dos bilhetes do PABX. Caso
essa diferença seja superior ao estipulado, a hora do bilhete será substituída pela
do Servidor.
– Campo "Informe o identificador do site" -> determina o identificador do site que
vai ser inserido no Campo "Servidor de Tarifação" do aplicativo Interface com a
Central Telefônica (CR PbxFront).
– Campo "Identificador" -> permite inserir o nome do identificador com o máximo
de 8 caracteres. Este campo é case sensitive, ou seja, há diferença entre letras
maiúsculas e minúsculas.

Na guia Relatórios são inseridas as informações a respeito do corpo dos relatórios.


– Campo "Título dos Relatórios" -> é definido o título que deve encabeçar os rela-
tórios gerados.
– Caixa de verificação "Incluir legenda" -> permite que seja inserida uma legenda
nos relatórios gerados.
– Caixa de verificação "Incluir página de rosto" -> permite incluir uma página de
rosto nos relatórios gerados.

A30808-X5226-V121-01-V419 103
Manual do Usuário CallReport

– Caixa de verificação "Inserir quebra de página" -> permite a inserção de


quebras de páginas a cada grupo de informações ou não.

Figura 4.34 Guia Relatórios

Guia "Atributos de Ramais"


A guia Atributos de Ramais disponibiliza para o Administrador cinco campos para
entrada de informações complementares a respeito do Ramal ou para uso de acordo
com a necessidade do sistema.
Por exemplo: o administrador pode definir no seu sistema que o primeiro campo será
usado para armazenamento do "Telefone Residencial". O segundo campo, por
exemplo, poderia ser definido como "Telefone para Recados", etc...

Figura 4.35 Guia Atributos de ramais

A30808-X5226-V121-01-V419 104
Manual do Usuário CallReport

Guia "Atributos da Empresa"


Na guia Atributos da Empresa disponibiliza para o Administrador dois campos para
entrada de informações complementares a respeito da Empresa ou para uso de acordo
com a necessidade do sistema.
Por exemplo: o administrador pode definir no seu sistema que o primeiro campo será
usado para armazenamento do "Endereço comercial" da Empresa interligada ao PABX.
O segundo campo, por exemplo, poderia ser definido como "CGC" da empresa.

Figura 4.36 Atributos de Empresa

Guia "Atributos das Divisões Organizacionais"


Na guia Atributos das Divisões Organizacionais disponibiliza para o Administrador
dois campos para entrada de informações complementares a respeito das Divisões
Organizacionais ou para uso de acordo com a necessidade do sistema.
Por exemplo: o administrador pode definir no seu sistema que o primeiro campo será
usado para armazenamento do "Gerente" das divisões organizacionais. O segundo
campo, por exemplo, poderia ser definido como "Secretária".

Figura 4.37 Guia Atributos das Divisões Organizacionais

A30808-X5226-V121-01-V419 105
Manual do Usuário CallReport

Guia "Tarifação Padrão"


Na guia Tarifação Padrão é definida a Empresa/Divisão organizacional padrão a qual
serão atribuídos, durante a tarifação, os dispositivos (ramais/troncos) não configurados
no sistema.

Figura 4.38 Guia Tarifação Padrão

– Campo "Nome do site" -> deve ser inserido o nome do site que vai ser utilizado.
Este nome é o que aparecerá na pasta Sites do Call Report IU.
– Campo "Empresa/Divisão Organizacional" -> pode ser inserido o nome da
empresa/divisão organizacional padrão a ser atribuída durante a tarifação.
– Campo "Grupo de Troncos" -> permite inserir um grupo de troncos que repre-
senta um agrupamento lógico de diversos troncos que interligam a central telefônica
a um ponto único de uma rede de telefonia. O grupo que for configurado neste item,
será o grupo padrão para todos os troncos não cadastrados no sistema.
– Campo "Critério de tarifação" -> é possível configurar o critério de busca da
concessionária ou linha privada a ser utilizado na tarifação.
– Caixa de verificação "Grupo de troncos, Códigos de Acesso" -> permite utilizar
a concessionária/tabela de prefixos ou a linha privada conectada ao grupo de
troncos. Somente se o grupo de troncos não existir utilizará a concessionária/tabela
de prefixos ou a linha privada associada ao código de acesso.
– Caixa de verficação "Códigos de Acesso, Grupo de troncos" -> permite utilizar
o código de acesso para definir a concessionária/tabela de prefixos ou a linha
privada. Somente se o código de acesso não existir utilizará a concessio-
nária/tabela de prefixos ou a linha privada associada ao grupo de troncos.

A30808-X5226-V121-01-V419 106
Manual do Usuário CallReport

– Campo "Cadastro automático de PIN" -> é um recurso praticamente igual ao


cadastro automático para Ramais e Troncos. A diferença é que existem duas
opções para a criação do nome do PIN:
– Caixa de verificação "Nome do PIN igual ao Número" -> deverá ser utilizada por
aqueles que não necessitem de sigilo desta informação, pois qualquer usuário pode
ver os nomes dos PINs na Configuração do Sistema. No caso de já existir o nome
de PIN que está se tentando criar, o sistema criará um nome randômico para este
PIN, visto que o sistema não permite que existam dois nomes de PIN iguais.
– Caixa de verificação "Nome Randômico" -> leva em conta o sigilo do número do
PIN. Em alguns casos, o número do PIN não pode ser público, para se evitar o uso
indevido do mesmo. Nestes casos, deve-se escolher a opção para que seja criado
um nome randômico. Se necessário for, este nome deverá ser mudado manual-
mente pelo administrador do sistema.
Devem ser verificados ou redefinidos os chamados “Códigos de Áreas” e “Acesso” para
o perfeito relacionamento das tabelas de localidades do CallReport.
São necessários verificar os seguintes itens:
• O Código de Acesso que identifica que uma chamada é internacional.
• O Código de Acesso que identifica que uma chamada é interestadual.
• O Código de Área local da localidade (internacional).
• O Código de Área local da região (nacional).

4.2.2.2 Códigos de Área de Acesso

Características dos Códigos de Área e Acesso


• Nível de Acesso mínimo requerido para Visualização: 1
• Nível de Acesso mínimo requerido para Modificação: 7
Para visualizar ou modificar as características dos códigos de área ou acesso, siga os
passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Expandir a pasta "Sistema"
c) Expandir a pasta "Sites"
d) Localizar o site desejado
e) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta que contem o nome do site
desejado.
f) Clique na opção “Propriedades”.

Passo 2
a) Clique na guia “Códigos”.
b) No campo “Internacional” (do código de acesso), redefina se necessário o código
utilizado para identificar uma chamada para outro país (no Brasil é utilizado o “00”).
c) No campo “Nacional” (do código de acesso), redefina se necessário o código utili-
zado para identificar uma chamada para outro estado (no Brasil é utilizado o “0”).
d) Os campos “Internacional” e “Nacional” (do código de área) não podem ser redefi-
nidos individulamente. Para se alterar esses campos é necessário redefinir uma
localidade apertando o botão “...” que se encontra ao lado do campo “Nome”.
e) Clique no botão “OK” para finalizar.
Veja “Figura 4.30“ - “Guia Códigos” da página 99

A30808-X5226-V121-01-V419 107
Manual do Usuário CallReport

Veja também:
• Controle de Dígitos para uma Chamada Entrante
• Filtragem das Chamadas
• Controle do Espaço em Disco
• Controle de Data e Hora entre o Micro e o PABX
• Relatórios
• Atributos das Divisões Organizacionais
• Atributos de Ramais
• Atributos da Empresa
• Tarifação Padrão
• Critério de Tarifação
• Cadastro Automático de PIN

4.2.2.3 Controle de Dígitos para uma Chamada Entrante


A configuração local determina a quantidade máxima de dígitos para o reconhecimento
das chamadas locais e mínimas para o reconhecimento das chamadas internacionais
entrantes para o PABX.
As diversas concessionárias no Brasil podem mandar uma sinalização diferente para
cada tipo de chamada entrante interurbana.
Por exemplo, uma chamada entrante pode ser identificada como “041 123 12345” ou
simplesmente “41 123 12345”. Neste caso a mesma chamada tem duas identificações
diferentes. No primeiro caso é fácil o CallReport identificar que se trata de uma
chamada interurbana, pois a mesma começa com o dígito “0”, já o segundo caso
poderia ser simplesmente um novo número local com dois dígitos a mais. Os parâme-
tros aqui definidos servem para informar ao CallReport que as chamadas locais tem,
por exemplo no caso de São Paulo, 8 dígitos no máximo, podendo assim diferenciá-las
e classificá-las corretamente quanto a sua localidade, para o caso de uma chamada
interurbana.

Características do Controle de Dígitos para uma Chamada


• Nível de Acesso mínimo requerido para Visualização: 1
• Nível de Acesso mínimo requerido para Modificação: 7
Para visualizar ou modificar as características do controle de dígitos para uma
chamada, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Expandir a pasta "Sistema"
c) Expandir a pasta "Sites"
d) Localizar o site desejado
e) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta que contem o nome do site
desejado.
f) Clique na opção “Propriedades”.

Passo 2
a) Clique na guia “Códigos”.
b) No campo “Máximo de dígitos de chamada local”, digite o número máximo de
dígitos para uma chamada local na sua região.

A30808-X5226-V121-01-V419 108
Manual do Usuário CallReport

c) No campo “Mínimo de dígitos de chamada internacional”, digite o número mínimo


de dígitos de uma chamada internacional na sua região.
d) Clique no botão “OK” para finalizar.
Veja “Figura 4.33“ - “Guia Parâmetros de Configuração” da página 102

Veja também:
• Códigos de Área de Acesso
• Controle de Dígitos para uma Chamada Entrante
• Filtragem das Chamadas
• Controle do Espaço em Disco
• Controle de Data e Hora entre o Micro e o PABX
• Relatórios
• Atributos das Divisões Organizacionais
• Atributos de Ramais
• Atributos da Empresa
• Tarifação Padrão
• Critério de Tarifação
• Cadastro Automático de PIN

4.2.2.4 Filtragem das Chamadas


Determina quais tipos de chamada são processadas pelo sistema CallReport. Os
Bilhetes de chamadas dos tipos não selecionados são imediatamente descartados.
Também é determinado o tempo para um bilhete ser considerado como “Chamada
Abandonada”, ou seja, com uma duração inferior ao definido neste item.

Características da Filtragem das Chamadas


• Nível de Acesso mínimo requerido para Visualização: 1
• Nível de Acesso mínimo requerido para Modificação: 7
Para visualizar ou modificar as características da filtragem das chamadas, siga os
passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Expandir a pasta "Sistema"
c) Expandir a pasta "Sites"
d) Localizar o site desejado
e) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta que contem o nome do site
desejado.
f) Clique na opção “Propriedades”.

Passo 2
a) Clique na guia “Parâmetros de Configuração”.
b) Assinale os tipos de chamadas que serão considerados pelo CallReport para efeito
de tarifação ou para relatórios de análise de tráfego, onde:
– “Interna” para as chamadas de um ramal para outro ramal.
– “Entrante” para as chamadas de entrada externa ao PABX.
– “Sainte” para as chamadas de saída externa ao PABX.
– “Tandem” para as chamadas que utilizam este PABX como rota para outro PABX.

A30808-X5226-V121-01-V419 109
Manual do Usuário CallReport

c) Defina um valor (em segundos) para o CallReport desconsiderar uma chamada


entrante (se a chamada for menor que x segundos não será considerada).
d) Defina um valor (em segundos) para o CallReport desconsiderar uma chamada
sainte (se a chamada for menor que x segundos não será considerada).
e) Clique no botão “OK” para finalizar.
Veja “Figura 4.33“ - “Guia Parâmetros de Configuração” da página 102

Veja também:
• Códigos de Área de Acesso
• Controle de Dígitos para uma Chamada Entrante
• Controle do Espaço em Disco
• Controle de Data e Hora entre o Micro e o PABX
• Relatórios
• Atributos das Divisões Organizacionais
• Atributos de Ramais
• Atributos da Empresa
• Tarifação Padrão
• Critério de Tarifação
• Cadastro Automático de PIN

4.2.2.5 Controle do Espaço em Disco


Com o passar dos meses de funcionamento o CallReport acumula uma grande quanti-
dade de informações (arquivos). É natural que um dia o espaço no disco rígido venha
a ser insuficiente para o CallReport.
Quando esta situação acontecer, caso o Usuário Administrador não perceba, é possível
instruir o CallReport a:
– Interromper comunicação com PABX”, ou
– Sobrescrever registros antigos.

Características do Espaço em Disco


• Nível de Acesso mínimo requerido para Visualização: 1
• Nível de Acesso mínimo requerido para Modificação: 7
Para visualizar ou modificar as características do espaço em disco, siga os passos
abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Expandir a pasta "Sistema"
c) Expandir a pasta "Sites"
d) Localizar o site desejado
e) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta que contem o nome do site
desejado.
f) Clique na opção “Propriedades”.

Passo 2
a) Clique na guia “Parâmetros de Configuração”.
b) Assinale uma das opções, onde:
– “Interromper comunicação com PABX”, caso deseje ignorar os novos bilhetes
que chegam.

A30808-X5226-V121-01-V419 110
Manual do Usuário CallReport

– “Excluir registros”, caso deseje que o CallReport apague os registros mais


antigos com a falta de espaço para armazenar os Bilhetes.
c) Clique no botão “OK” para finalizar.
Veja “Figura 4.33“ - “Guia Parâmetros de Configuração” da página 102

Veja também:
• Códigos de Área de Acesso
• Controle de Dígitos para uma Chamada Entrante
• Filtragem das Chamadas
• Controle de Data e Hora entre o Micro e o PABX
• Relatórios
• Atributos das Divisões Organizacionais
• Atributos de Ramais
• Atributos da Empresa
• Tarifação Padrão
• Critério de Tarifação
• Cadastro Automático de PIN

4.2.2.6 Controle de Data e Hora entre o Micro e o PABX


Determina se o CallReport deve sinalizar diferenças significativas entre a sua data e
hora (do micro) e a data e hora de recebimento dos bilhetes do PABX. Este recurso
deve ser aplicado em centrais que não disponham de uma “Bateria Interna” para
alimentar o relógio em caso de desligamento. Neste caso, quando este tipo de equipa-
mento é desligado a data e hora voltam para um valor padrão. Com este recurso habi-
litado os bilhetes são armazenados no sistema, porém sem custo. Cabe ao Usuário
Administrador retarifar estes bilhetes, após acertar sua data e hora.

Características do Controle de Data e Hora entre o Micro e o PABX


• Nível de Acesso mínimo requerido para Visualização: 1
• Nível de Acesso mínimo requerido para Modificação: 7
Para visualizar ou modificar as características do controle de data e hora entre o Micro
e o PABX, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Expandir a pasta "Sistema"
c) Expandir a pasta "Sites"
d) Localizar o site desejado
e) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta que contem o nome do site
desejado.
f) Clique na opção “Propriedades”.

Passo 2
a) Clique na guia “Parâmetros de Configuração”.
b) Assinale a opção “Controlar consistência de data/hora entre PABX e PC” caso seja
utilizado este recurso.
c) Determine a diferença máxima aceita pelo CallReport para considerar válido o
bilhete (caso utilize esta facilidade, recomenda-se colocar um valor por volta de 60
minutos, por causa do horário de verão).

A30808-X5226-V121-01-V419 111
Manual do Usuário CallReport

d) Clique no botão “OK” para finalizar.


Veja “Figura 4.33“ - “Guia Parâmetros de Configuração” da página 102

Veja também:
• Códigos de Área de Acesso
• Controle de Dígitos para uma Chamada Entrante
• Filtragem das Chamadas
• Controle do Espaço em Disco
• Relatórios
• Atributos das Divisões Organizacionais
• Atributos de Ramais
• Atributos da Empresa
• Tarifação Padrão
• Critério de Tarifação
• Cadastro Automático de PIN

4.2.2.7 Relatórios
Possibilita a definição de um título que deve ser impresso em todos os relatórios
gerados além da necessidade de incluir uma legenda com os parâmetros do relatório
solicitado e a inclusão ou não de uma página de rosto.

Características dos Relatórios


• Nível de Acesso mínimo requerido para Visualização: 1
• Nível de Acesso mínimo requerido para Modificação: 7
Para visualizar ou modificar as características dos título do relatórios, siga os passos
abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Expandir a pasta "Sistema"
c) Expandir a pasta "Sites"
d) Localizar o site desejado
e) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta que contem o nome do site
desejado.
f) Clique na opção “Propriedades”.

Passo 2
a) Clique na guia “Relatórios”.
b) No campo “Titulo dos Relatórios”, escolha um titulo que sairá no cabeçalho de todos
os relatórios com, no máximo, 29 caracteres.
c) Assinale ou não a opção “Incluir Legenda”, se quiser que saia um resumo das
opções definidas para cada relatório solicitado.
d) Assinale ou não a opção “Incluir Página de Rosto”, se você quiser que seja
impresso uma capa para cada relatório solicitado.
e) Assinale Inserir Quebra de Página se quiser que em relatórios que possuem agru-
pamentos (ramais por exemplo), cada agrupamento seja exibido/impresso em
páginas separadas.
f) Clique no botão “OK” para finalizar.
Veja “Figura 4.34“ - “Guia Relatórios” da página 104

A30808-X5226-V121-01-V419 112
Manual do Usuário CallReport

Veja também:
• Códigos de Área de Acesso
• Controle de Dígitos para uma Chamada Entrante
• Filtragem das Chamadas
• Controle do Espaço em Disco
• Controle de Data e Hora entre o Micro e o PABX
• Atributos das Divisões Organizacionais
• Atributos de Ramais
• Atributos da Empresa
• Tarifação Padrão
• Critério de Tarifação
• Cadastro Automático de PIN

4.2.2.8 Atributos das Divisões Organizacionais


Os atributos definidos neste item servem de título para dois campos relacionados a Divi-
sões Organizacionais que podem ser utilizados, por exemplo, para colocar o endereço,
códigos, observações, entre outros itens.
Os valores digitados nestes campos aparecerão somente para consulta, servindo de
referência nas consultas para todos os usuários do CallReport.

Características dos Atributos das Divisões Organizacionais


• Nível de Acesso mínimo requerido para Visualização: 1
• Nível de Acesso mínimo requerido para Modificação: 7
Para visualizar ou modificar as características dos atributos das divisões organizacio-
nais, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Expandir a pasta "Sistema"
c) Expandir a pasta "Sites"
d) Localizar o site desejado
e) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta que contem o nome do site
desejado.
f) Clique na opção “Propriedades”.

Passo 2
a) Clique na guia “Atributos das Divisões Organizacionais”.
b) Caso deseje utilizar este item, nos campos “Título 1” e “Título 2”, digite os títulos
com até 29 caracteres que aparecerão nas propriedades das Divisões Organizaci-
onais.
Caso o campo seja deixando em branco, surgirá a mensagem “Sistema:
Titulo não Atribuído”.
c) Clique no botão “OK” para finalizar.
Veja “Figura 4.37“ - “Guia Atributos das Divisões Organizacionais” da página 105

Veja também:
• Códigos de Área de Acesso
• Controle de Dígitos para uma Chamada Entrante
• Filtragem das Chamadas

A30808-X5226-V121-01-V419 113
Manual do Usuário CallReport

• Controle do Espaço em Disco


• Controle de Data e Hora entre o Micro e o PABX
• Relatórios
• Atributos de Ramais
• Atributos da Empresa
• Tarifação Padrão
• Critério de Tarifação
• Cadastro Automático de PIN

4.2.2.9 Atributos de Ramais


Os atributos definidos neste item servem de título para cinco campos relacionados a
Ramais que podem ser utilizados, por exemplo, para colocar a localização física do
ramal, códigos, identificação no DG, observações, entre outros itens. Os valores digi-
tados nestes campos aparecerão somente para consulta, servindo de referência nas
consultas para todos os usuários do CallReport.

Características dos Atributos de Ramais


• Nível de Acesso mínimo requerido para Visualização: 1
• Nível de Acesso mínimo requerido para Modificação: 7
Para visualizar ou modificar as características dos atributos de ramais, siga os passos
abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Expandir a pasta "Sistema"
c) Expandir a pasta "Sites"
d) Localizar o site desejado
e) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta que contem o nome do site
desejado.
f) Clique na opção “Propriedades”.

Passo 2
a) Clique na guia “Atributos de Ramais”.
b) Caso deseje utilizar este item, nos campos “Título 1” ao campo “Título 5”, digite os
títulos com até 29 caracteres que aparecerão nas propriedades dos Ramais. Caso
o campo seja deixado em branco, surgirá a mensagem “Sistema: Titulo não Atri-
buído”.
c) Clique no botão “OK” para finalizar.
Veja “Figura 4.35“ - “Guia Atributos de ramais” da página 104

Veja também:
• Códigos de Área de Acesso
• Controle de Dígitos para uma Chamada Entrante
• Filtragem das Chamadas
• Controle do Espaço em Disco
• Controle de Data e Hora entre o Micro e o PABX
• Relatórios
• Atributos das Divisões Organizacionais
• Atributos da Empresa

A30808-X5226-V121-01-V419 114
Manual do Usuário CallReport

• Tarifação Padrão
• Critério de Tarifação
• Cadastro Automático de PIN

4.2.2.10 Atributos da Empresa


Os atributos definidos neste item servem de titulo para dois campos relacionados a
Empresa que podem ser utilizados por exemplo para colocar o endereço, códigos,
observações, entre outros itens.
Os valores digitados nestes campos aparecerão somente para consulta, servindo de
referência nas consultas para todos os usuários do CallReport.

Características dos Atributos da Empresa


• Nível de Acesso mínimo requerido para Visualização: 1
• Nível de Acesso mínimo requerido para Modificação: 7
Para visualizar ou modificar as características dos atributos da empresa, siga os passos
abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Expandir a pasta "Sistema"
c) Expandir a pasta "Sites"
d) Localizar o site desejado
e) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta que contem o nome do site
desejado.
f) Clique na opção “Propriedades”.

Passo 2
a) Clique na guia “Atributos da Empresa”.
b) Caso deseje utilizar este item, nos campos “Título 1” e “Título 2”, digite os títulos
com até 29 caracteres que aparecerão nas propriedades das Empresas. Caso o
campo seja deixando em branco, surgirá a mensagem “Sistema: Titulo não Atri-
buído”.
c) Clique no botão “OK” para finalizar.
Veja “Figura 4.36“ - “Atributos de Empresa” da página 105

Veja também:
• Códigos de Área de Acesso
• Controle de Dígitos para uma Chamada Entrante
• Filtragem das Chamadas
• Controle do Espaço em Disco
• Controle de Data e Hora entre o Micro e o PABX
• Relatórios
• Atributos das Divisões Organizacionais
• Atributos de Ramais
• Tarifação Padrão
• Critério de Tarifação
• Cadastro Automático de PIN

A30808-X5226-V121-01-V419 115
Manual do Usuário CallReport

4.2.2.11 Tarifação Padrão


Ao invés de os itens “Ramais” e “Troncos” não cadastrados serem alocados na pasta
“Dispositivos Não Cadastrados”, pode-se definir em que parte do organograma os
ramais serão definidos e, no caso dos grupos de troncos, qual será o grupo padrão,
bem como os códigos de PIN.

Cadastro Automático de Ramais e Troncos


• Nível de Acesso mínimo requerido para Visualização: 1
• Nível de Acesso mínimo requerido para Modificação: 7
Para visualizar ou modificar as características da tarifação padrão, siga os passos
abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Expandir a pasta "Sistema"
c) Expandir a pasta "Sites"
d) Localizar o site desejado
e) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta que contem o nome do site
desejado.
f) Clique na opção “Propriedades”.

Passo 2
a) Clique na guia “Tarifação Padrão”.
b) Selecione uma divisão organizacional padrão para a qual o ramal não cadastrado
será vinculado.
c) Selecione um grupo de troncos padrão.
d) Clique no botão “OK” para finalizar.
Veja “Figura 4.38“ - “Guia Tarifação Padrão” da página 106

Veja também:
• Códigos de Área de Acesso
• Controle de Dígitos para uma Chamada Entrante
• Filtragem das Chamadas
• Controle do Espaço em Disco
• Controle de Data e Hora entre o Micro e o PABX
• Relatórios
• Atributos das Divisões Organizacionais
• Atributos de Ramais
• Atributos da Empresa
• Critério de Tarifação
• Cadastro Automático de PIN

4.2.2.12 Critério de Tarifação


O CallReport permite que seja definido como critério básico para a tarifação de uma
chamada os códigos de acesso ou os grupos de troncos cadastrados.
• Nível de Acesso mínimo requerido para Visualização: 1
• Nível de Acesso mínimo requerido para Modificação: 7

A30808-X5226-V121-01-V419 116
Manual do Usuário CallReport

Para visualizar ou modificar as características do critério de tarifação, siga os passos


abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Expandir a pasta "Sistema"
c) Expandir a pasta "Sites"
d) Localizar o site desejado
e) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta que contem o nome do site
desejado.
f) Clique na opção “Propriedades”.

Passo 2
a) Clique na guia “Tarifação Padrão”.
b) Selecione o critério de tarifação conforme a prioridade desejada.
c) Clique no botão “OK” para finalizar.
Veja “Figura 4.38“ - “Guia Tarifação Padrão” da página 106

Veja também:
• Códigos de Área de Acesso
• Controle de Dígitos para uma Chamada Entrante
• Filtragem das Chamadas
• Controle do Espaço em Disco
• Controle de Data e Hora entre o Micro e o PABX
• Relatórios
• Atributos das Divisões Organizacionais
• Atributos de Ramais
• Atributos da Empresa
• Tarifação Padrão
• Cadastro Automático de PIN

4.2.2.13 Cadastro Automático de PIN


• Nível de Acesso mínimo requerido para Visualização: 1
• Nível de Acesso mínimo requerido para Modificação: 7
Para visualizar ou modificar as características do cadastro de PIN Automático, siga os
passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o Explorer do CallReport.
b) Expandir a pasta "Sistema"
c) Expandir a pasta "Sites"
d) Localizar o site desejado
e) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta que contem o nome do site
desejado.
f) Clique na opção “Propriedades”.

Passo 2
a) Clique na guia “Tarifação Padrão”.

A30808-X5226-V121-01-V419 117
Manual do Usuário CallReport

b) Assinale a opção “Nome do PIN igual ao número”, quando o sigilo do PIN não é
requerido ou a opção “Nome Randômico”, quando o sigilo do PIN é requerido.
c) Clique no botão “OK” para finalizar.
Veja “Figura 4.38“ - “Guia Tarifação Padrão” da página 106

Veja também:
• Códigos de Área de Acesso
• Controle de Dígitos para uma Chamada Entrante
• Filtragem das Chamadas
• Controle do Espaço em Disco
• Controle de Data e Hora entre o Micro e o PABX
• Relatórios
• Atributos das Divisões Organizacionais
• Atributos de Ramais
• Atributos da Empresa
• Tarifação Padrão
• Critério de Tarifação

4.2.3 A Pasta Central Telefônica


A pasta central telefônica é responsável em agrupar todos os itens vinculados a um
PABX. Estes itens devem ser criados com as mesmas características do PABX.
Os itens pertencentes a central telefônica são:
• Equipamentos
• PIN
• Troncos
• Atendentes
• Dispositivos não Cadastrados
• Códigos de Acesso
• Ramais
• Grupo de Troncos

4.2.3.1 Equipamentos
Todos os tipos de equipamentos utilizados no PABX (Ramais Digitais, Ramais Analó-
gicos, FAX, MODEM, Mesa Telefônica, Sistema KS, Troncos, etc.) podem e devem ser
cadastrados no CallReport.
O cadastramento de tais equipamentos pode ser utilizado por exemplo para adicionar
uma sobretaxa para uma chamada realizada por um determinado equipamento.
Antes de criar novos equipamentos veja se é necessário ter:
• Criado o Fator de Custo (ver Fatores de Custo).

Tópicos deste capitulo:


• Cadastrando um novo Equipamento.

Cadastrando um novo Equipamento


• Nível de Acesso mínimo requerido: 4
Para cadastrar um novo Equipamento, siga os passos abaixo:

Passo 1

A30808-X5226-V121-01-V419 118
Manual do Usuário CallReport

a) Abra o “Explorer” do CallReport.


b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.
c) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
d) Expandir o site desejado.
e) Clique duas vezes na pasta “Central Telefônica”.
f) Clique com o botão direito do mouse na pasta “Equipamentos”.
g) Clique na opção “Criar”.

Passo 2
a) No campo “Nome”, digite um nome para identificar o equipamento a ser criado com
até 29 caracteres.
b) Se necessário, clique no botão para abrir uma lista de opções de Fatores de Custo
ou clique na opção “Criar Fator de Custo” para criar um novo.
c) Se necessário, no campo “Descrição”, faça um pequeno resumo sobre este Equi-
pamento.
d) Clique no botão “OK” para finalizar.

Figura 4.39 Cadastrando Equipamento

i • Para visualizar ou modificar as características de um equipamento, loca-


lize o equipamento desejado, clique duas vezes sobre o mesmo ou clique
com o botão direito sobre ele e clique na opção “Propriedades”.

i •


Para excluir um equipamento, clique com o botão direito sobre o equipa-
mento desejado e clique na opção “Excluir”.
Clique nos botões do cabeçalho “Itens de Equipamentos” (“Nome”, “Fator
de Custo” ou “Descrição”) para colocar em ordem crescente.

A30808-X5226-V121-01-V419 119
Manual do Usuário CallReport

4.2.3.2 PIN
PIN é a abreviação do termo técnico em língua inglesa “Personal Identification
Number”, ou, em português, “Número de Identificação Pessoal”. Este número é definido
no PABX e serve por exemplo para um “Usuário Privilegiado” poder fazer uma chamada
externa em um ramal restrito.
Quando este usuário faz uma chamada por um outro ramal utilizando o seu PIN, o Call-
Report tem condições de identificar esta chamada e atribuir os custos da chamada ao
número remoto do usuário do PIN, se ao criar o PIN, este foi associado a um ramal.
Existem relatórios específicos para a utilização do PIN.

Tópicos deste capitulo:


• Cadastrando um Novo PIN

Cadastrando um Novo PIN


• Nível de Acesso mínimo requerido: 7
Para cadastrar um novo PIN, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o “Explorer” do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta ¨Sistema¨.
c) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
d) Expandir o site desejado.
e) Clique duas vezes na pasta “Central Telefônica”.
f) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta “PIN”.
g) Clique na opção “Criar”.

Passo 2
a) No campo “Nome”, digite o nome para o usuário responsável por este PIN com no
máximo 29 caracteres.
b) No campo “Número”, digite o código utilizado para ter acesso a esta facilidade no
PABX.
c) Clique no botão para selecionar em uma lista o Fator de Custo (ver Fatores de
Custo) vinculado a este PIN.
d) Opcionalmente, selecione um ramal para o qual este PIN ficará vinculado.
e) Opcionalmente no campo “Descrição”, faça um resumo para documentar informa-
ções sobre este PIN (setor que utiliza, grupo de usuários, etc.).

A30808-X5226-V121-01-V419 120
Manual do Usuário CallReport

f) Clique no botão “OK” para finalizar.

Figura 4.40 Cadastrando PIN

i •

O código utilizado deve ser o mesmo definido no PABX.
Para visualizar ou modificar as características de um PIN, localize o PIN
desejado, clique duas vezes sobre o mesmo ou clique com o botão direito
sobre ele e clique na opção “Propriedades”.

i • Para excluir um PIN, clique com o botão direito sobre o PIN desejado e
clique na opção “Excluir”.

4.2.3.3 Troncos
O correto cadastro dos troncos garante um alto grau de detalhe para relatórios e
consultas ao sistema, porém o sistema não deixa de recolher as chamadas de um
tronco não cadastrado, mas a chamada não é tarifada.
Um tronco representa uma única ligação física que interliga a central telefônica a um
ponto único de uma rede de telefonia.

Antes de cadastrar os grupos de troncos é necessário ter:


• Definido os Grupo de Troncos
• Definido os Equipamentos

Tópicos deste capitulo:


• Cadastrando um novo Tronco

A30808-X5226-V121-01-V419 121
Manual do Usuário CallReport

Cadastrando um novo Tronco


Para cadastrar um novo Tronco, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o “Explorer” do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.
c) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
d) Expandir o site desejado.
e) Clique duas vezes na pasta “Central telefônica”.
f) Clique com o botão direito do mouse na pasta “Troncos”.
g) Clique na opção “Criar”.

Passo 2
a) Neste passo, tem-se duas opções:
– Caso tenha selecionado “Tronco”, no campo “Número”, digite o número do tronco
a ser criado. Este número deve ser o mesmo definido na central.
– Caso tenha selecionado “Faixa”, entre com o número do primeiro tronco, quantos
troncos devem ser criados e clique OK. Neste caso, o campo número fica desa-
bilitado.
b) Clique no primeiro botão para abrir a lista de opções de Grupo de Troncos.
c) Selecione um Grupo de Troncos já cadastrado ou a opção “Criar Grupo de Troncos”.
d) Clique no segundo botão para abrir a lista de opções de Equipamentos.
e) Selecione um Equipamento já cadastrado ou a opção “Criar Equipamento”.
f) Clique no botão “OK” para finalizar ou “Aplicar” para criar outro tronco.

Figura 4.41 Cadastrando uma Faixa de troncos

A30808-X5226-V121-01-V419 122
Manual do Usuário CallReport

i • Para visualizar ou modificar as características de um tronco, localize o


tronco desejado, clique duas vezes sobre o mesmo ou clique com o botão
direito sobre ele e clique na opção “Propriedades”.

i • Para excluir um tronco, clique com o botão direito sobre o tronco desejado
e clique na opção “Excluir”.

4.2.3.4 Atendentes
Todos os ramais ligados ao PABX com o propósito de prestar serviços de prévio aten-
dimento de chamadas (telefonistas, ramais de correio de voz, etc.) são considerados
atendentes do CallReport.
O CallReport mantém separado o catálogo destes dispositivos em relação aos demais
ramais do sistema porque emite relatórios especiais de análise do comportamento das
estações de atendimento de uma empresa.
O correto cadastro dos atendentes garante um alto grau de detalhes para relatórios e
consultas ao sistema, porém o sistema não deixa de recolher e tarifar as chamadas de
um atendente não cadastrado.
Uma chamada de um atendente não cadastrado será armazenado no sistema e o aten-
dente é criado automaticamente na pasta Central telefônica / Dispositivos não Cadas-
trados, podendo posteriormente ser cadastrado normalmente.

Antes de cadastrar um Atendente é necessário ter:


• Criado o Organograma da Empresa (ver Estrutura Organizacional).

Veja também se é necessário ter:


• Definido os Equipamentos
• Definido os Fatores de Custo.
• Definido os textos para os Atributos de Ramais.

Tópicos deste capitulo:


• Cadastrando um Novo Atendente

Cadastrando um Novo Atendente


• Nível de Acesso mínimo requerido: 4
Para cadastrar um novo Atendente, siga os passos abaixo:

Passo 1
Existe duas maneiras de iniciar o cadastro de um novo Atendente. A primeira delas é:
a) Abra o “Explorer” do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.
c) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
d) Expandir o site desejado.
e) Clique duas vezes na pasta “Central Telefônica”.
f) Clique com o botão direito do mouse na pasta “Atendentes”.
g) Clique na opção “Criar”.

A30808-X5226-V121-01-V419 123
Manual do Usuário CallReport

h) Clique na opção “Atendente” ou


i) Clique na opção “Faixa” para criar um grupo de Atendentes em ordem seqüencial

Figura 4.42 Criar um atendende em Central Telefônica

A segunda maneira de iniciar o cadastro de um novo Atendente é:


a) Abra o “Explorer” do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.
c) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
d) Expandir o site desejado.
e) Clique duas vezes na pasta “Empresas”.
f) Clique duas vezes no nome da empresa desejada.
g) Localize o local dentro do Organograma onde será criado o novo “Atendente”.
h) Clique com o botão direito do mouse na pasta “Atendentes”.
i) Clique na opção “Criar”.
j) Clique na opção “Atendente”. Ou

A30808-X5226-V121-01-V419 124
Manual do Usuário CallReport

k) Clique na opção “Faixa” para criar um grupo de Atendentes em ordem seqüencial.

Figura 4.43 Criar Atendente em Empresa

Passo 2
a) No campo “Número”, digite o número do Atendente a ser criado. Este número deve
ser o mesmo definido no plano de numeração da central.
b) No campo “Usuário”, digite o nome do usuário responsável pelo Ramal Atendente
a ser criado com no máximo 29 caracteres.
c) Clique no botão para cadastrar o novo Atendente dentro do Organograma da
Empresa.

i • Caso tenha sido utilizado o processo de cadastramento do passo 1, já


aparece a Divisão Organizacional.

Passo 3
Supondo que o novo Atendente pertença ao setor “Suporte ao Técnico”, conforme o
exemplo do Organograma.
a) Clique duas vezes sobre o nome “Siemens” (“Empresa”).
b) Clique duas vezes sobre o nome “Telecomunicações” (“Divisão”).
c) Clique duas vezes sobre o nome “Manutenção” (“Departamentos”).
d) Clique sobre o nome “Suporte ao Técnico” (“Setor”).

A30808-X5226-V121-01-V419 125
Manual do Usuário CallReport

e) Clique no botão “OK” para continuar.

Figura 4.44 Cadastrando Atendente no Organograma

Passo 4 (opcional)
a) Clique no botão para abrir a lista de opções de Centro de Custos.
b) Selecione um Centro de Custo responsável pelas chamadas deste ramal na lista ou
a opção “Criar Centro de Custo”.

Passo 5 (opcional)
• Nível de Acesso mínimo requerido: 7
a) Clique na guia de opções “Tarifação”.
b) Selecione uma ou mais opções do campo “Sigilo”, onde:
Omitir Bilhetes - Omite as informações dos bilhetes de todos os relatórios que
reportam cada uma das chamadas executadas a partir do ramal.
Mascarar o número discado- Os últimos 4 números de identificação do destino das
chamadas efetuadas pelo ramal são omitidos de todos os relatórios do sistema.
Omitir Divulgação em Lista Telefônica- O número do ramal não será divulgado no
Relatório Lista Telefônica.
a) Clique no primeiro botão para abrir a lista de opções de Equipamentos.
b) Selecione um equipamento já cadastrado ou a opção “Criar Equipamento”.

Passo 7 (opcional)
a) Clique no segundo botão para abrir a lista de opções de Fatores de Custo.
b) Selecione um fator de custo já cadastrado ou a opção Nenhum.

i • Se necessário, veja o tópico Cadastrar um novo Fator de Custo.

A30808-X5226-V121-01-V419 126
Manual do Usuário CallReport

Figura 4.45 Tarifação de Atendente

Passo 8 (opcional)
a) Clique na guia de opções “Textos”.
b) Opcionalmente, preencha os campos de texto conforme os títulos definidos em Atri-
butos de Ramais.
c) Clique no botão “OK” para finalizar ou “Aplicar” para criar outro Atendente.

Figura 4.46 Tela Texto Criar Atendente

A30808-X5226-V121-01-V419 127
Manual do Usuário CallReport

i • Para visualizar ou modificar as características de um atendente, localize


o atendente desejado, clique duas vezes sobre o mesmo ou clique com o
botão direito sobre ele e clique na opção “Propriedades”.

i •


Para excluir um atendente clique com o botão direito sobre o atendente
desejado e clique na opção “Excluir”.
Clique nos botões do cabeçalho “Itens de Atendente” (“Número”,“Usuário”
ou “Empresa”) para colocar em ordem crescente.

4.2.3.5 Dispositivos não Cadastrados


O CallReport pode receber Bilhetes que contem informações (números de ramais, aten-
dentes e troncos) que ainda não foram cadastrados. Neste caso o bilhete é armazenado
na pasta de dispositivos não cadastrados podendo ser cadastrado a partir de então.

Tópicos deste capitulo:


• Cadastrando um Ramal
• Cadastrando um Atendente
• Cadastrando um Tronco

Cadastrando um Ramal
• Nível de Acesso mínimo requerido: 4
Para cadastrar um ramal, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o “Explorer” do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.
c) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
d) Expandir o site desejado.
e) Clique duas vezes na pasta “Central Telefônica”.
f) Clique na pasta “Dispositivos não Cadastrados”.

Passo 2
a) Clique em um dos títulos (“Número” ou “Tipo”) dos “Itens de Dispositivos não
Cadastrados” para colocar a listagem em ordem crescente.

Passo 3
Serão listados todos os itens não cadastrados no CallReport.
a) Após localizar o ramal, clique com o botão direito do mouse clique sobre ele.
b) Clique na opção “Cadastrar Ramal”.

Passo 4
a) Veja os procedimentos no tópico Cadastrando um Novo Ramal para cadastrar o
ramal desejado.

Veja também:
• Cadastrando um Atendente

A30808-X5226-V121-01-V419 128
Manual do Usuário CallReport

• Cadastrando um Tronco

i •


Clicando novamente no mesmo botão o sistema colocará em ordem
decrescente.
Para excluir um ramal, localize o ramal desejado, com o botão direito do
mouse clique sobre ele e clique na opção “Excluir”.

Cadastrando um Atendente
• Nível de Acesso mínimo requerido: 4
Para cadastrar um atendente, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o “Explorer” do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.
c) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
d) Expandir o site desejado.
e) Clique duas vezes na pasta “Central Telefônica”.
f) Clique na pasta “Dispositivos não Cadastrados”.

Passo 2
a) Clique em um dos títulos (“Número” ou “Tipo”) dos “Itens de Dispositivos não
Cadastrados” para colocar a listagem em ordem crescente.

Passo 3
Serão listados todos os itens não cadastrados no CallReport.
a) Após localizar o atendente, clique com o botão direito do mouse clique sobre ele.
b) Clique na opção “Cadastrar Atendente”.

Passo 4
a) Veja os procedimentos no tópico Cadastrando um Novo Atendente para cadastrar
o atendente desejado.

Veja também:
• Cadastrando um Ramal
• Cadastrando um Tronco

i •


Clicando novamente no mesmo botão o sistema colocará em ordem
decrescente.
Para excluir um atendente, localize o atendente desejado, com o botão
direito do mouse clique sobre ele e clique na opção “Excluir”.

Cadastrando um Tronco
• Nível de Acesso mínimo requerido: 4
Para cadastrar um tronco, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o “Explorer” do CallReport.

A30808-X5226-V121-01-V419 129
Manual do Usuário CallReport

b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.


c) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
d) Expandir o site desejado.
e) Clique duas vezes na pasta “Central Telefônica”.
f) Clique na pasta “Dispositivos não Cadastrados”.

Passo 2
a) Clique em um dos títulos (“Número” ou “Tipo”) dos “Itens de Dispositivos não
Cadastrados” para colocar a listagem em ordem crescente.

Passo 3
Serão listados todos os itens não cadastrados no CallReport.
a) Após localizar o tronco, clique com o botão direito do mouse clique sobre ele.
b) Clique na opção “Cadastrar Tronco”.

Passo 4
a) Veja os procedimentos no tópico Cadastrando um Novo Tronco para cadastrar o
tronco desejado.

Veja também:
• Cadastrando um Ramal
• Cadastrando um Atendente

i •


Clicando novamente no mesmo botão o sistema colocará em ordem
decrescente.
Para excluir um tronco, localize o tronco desejado, com o botão direito do
mouse clique sobre ele e clique na opção “Excluir”.

4.2.3.6 Grupo de Troncos


Um grupo de troncos representa um agrupamento lógico de diversos troncos que inter-
ligam o PABX a um ponto único de uma rede de telefonia. Um exemplo disso é uma
Concessionária (ver Concessionárias) prestadora de serviços telefônicos (Brasil
Telecom, Telemar, Telefônica, etc.). Além disso todos os troncos de um determinado
grupo de troncos devem possuir características físicas idênticas e servir a um único
propósito (só saída, só entrada, bidirecionais, digitais, etc.).
Um grupo de troncos também pode ser formado por Linhas Privadas, quando um PABX
é interligado diretamente com outro PABX.
O correto cadastramento dos grupos de troncos garante um alto grau de detalhes para
relatórios e consultas ao sistema, porém o sistema não deixará de recolher as
chamadas, porém é necessário que exista pelo menos um grupo de tronco associado
a um tronco para que o Call Report faça a tarifação correta do bilhete recebido.

Antes de cadastrar os grupos de troncos é necessário ter:


• Criado o Organograma da Empresa.
• Criado uma Concessionária (ver Concessionárias) ou uma Linha Privada (ver
Linhas Privadas).
• Criado os Equipamentos.

A30808-X5226-V121-01-V419 130
Manual do Usuário CallReport

Tópicos deste capitulo:


• Cadastrando um Novo Grupo de Troncos

Tópicos complementares à este capitulo:


• Troncos.

Cadastrando um Novo Grupo de Troncos


• Nível de Acesso mínimo requerido: 4
Para cadastrar um novo grupo de troncos e todos os itens vinculados a ele, siga os
passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o “Explorer” do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.
c) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
d) Expandir o site desejado.
e) Clique duas vezes na pasta “Central Telefônica”.
f) Clique com o botão direito do mouse na pasta “Grupo de Troncos”.
g) Clique na opção “Criar”.

Passo 2
a) No campo “Nome”, digite o nome para este grupo de troncos com no máximo 29
caracteres.
b) Clique no botão “...” para selecionar dentro do Organograma a localização deste
grupo de troncos e depois clique no botão “OK” para continuar.
c) Caso este grupo de troncos seja de entrada, no campo “Tempo para Atendimento”,
digite um valor em segundos (de 0 a 300) que será considerado como ideal para o
atendimento das chamadas. Este valor será utilizado como base para alguns Rela-
tórios de Tráfego.
d) Caso este grupo de troncos seja de entrada, clique no segundo botão para seleci-
onar em uma lista o “Grau de Serviço” deste grupo de troncos. O percentual repre-
senta o nível máximo aceitável para chamadas não atendidas. Este valor será
utilizado como base para alguns Relatórios de Tráfego.
e) Assinale uma das opções Rede Pública ou Rede Privada, para determinar o tipo
deste grupo de troncos.
f) Clique no terceiro botão para selecionar em uma lista a Concessionária ou Linha
Privada vinculada a este grupo de tronco.
g) Clique no quarto botão para selecionar a tabela de prefixos vinculada a este grupo
de tronco.

A30808-X5226-V121-01-V419 131
Manual do Usuário CallReport

h) Clique no botão “OK” para finalizar.

Figura 4.47 Cadastrando Grupo de Troncos

Passo 3
Uma vez criado o grupo de troncos devem ser criados os troncos referentes à este
grupo.
Para criar ou vincular tronco à este grupo, siga os passos abaixo:
a) Clique duas vezes na pasta “Grupos de Troncos”.
b) Clique no nome definido no passo 2.
c) Clique na opção “Criar”.
d) Clique com o botão direito do mouse na pasta “Troncos”.

Passo 4
a) Para criar um novo tronco, veja os procedimentos a partir do passo 2 no capitulo
Cadastrando um Novo Tronco.
Existem várias maneiras de se chegar até a pasta grupo de troncos, a maneira mais
simples é:
a) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.
b) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
c) Expandir o site desejado.
d) Clique duas vezes na pasta “Central Telefônica”.
e) Clique duas vezes na pasta “Grupo de Troncos”.
f) Clique no nome definido no passo 2.

A30808-X5226-V121-01-V419 132
Manual do Usuário CallReport

g) Clique na opção “Criar”.

Figura 4.48 Cadastrando Tronco a partir de Grupo de Troncos

i • Existe a possibilidade de se criar ou vincular uma faixa de troncos.

i • Para visualizar ou modificar as características de um grupo de troncos,


localize o grupo de troncos desejado, clique duas vezes sobre o mesmo
ou clique com o botão direito sobre ele e clique na opção “Propriedades”.

i • Para excluir um grupo de troncos clique com o botão direito sobre o grupo
de troncos desejado e clique na opção “Excluir”.

i • Clique em um dos títulos (“Nome”, “Empresa”, “Centro de Custos” ou


“Concessionária”) dos “Itens de Grupo de Troncos”, para colocar a
listagem em ordem crescente.

4.2.4 A Pasta Tarifação


A pasta tarifação é responsável em agrupar todas as demais pastas relacionadas as
regras e valores de tarifação e todos os itens relacionados (localidades, fatores de
custo, etc.)
• Rede Privada
• Rede Pública
• Fatores de Custo

A30808-X5226-V121-01-V419 133
Manual do Usuário CallReport

4.2.4.1 Rede Privada


A pasta rede privada é responsável em agrupar a pasta linhas privadas e todos os itens
vinculadas a elas, como as regras e valores de tarifação.
A pasta vinculada a pasta rede privada é:
• Linhas Privadas

Linhas Privadas
Um PABX pode estar interligado a uma rede pública de telefonia através de uma
Concessionária (ver Concessionárias) ou interligada a outro PABX através de uma
Linha Privada (LP).
Neste caso, não existe uma regra de tarifação, pois o que será cobrado pela empresa
prestadora do serviço será um custo fixo mensal.
O CallReport tem condições de calcular um custo de utilização para cada ramal que
utilizar esta linha privada, podendo assim no final do mês ser rateado o custo deste
serviço.

Antes de cadastrar uma Linha Privada é necessário ter:


• Definido os Fatores de Custo.

Tópicos deste capitulo:


• Cadastrando uma Nova Linha Privada
Observação:

Cada tópico deste capítulo abrange também:


• Grupo de Troncos
• Vigências

Cadastrando uma Nova Linha Privada


• Nível de Acesso mínimo requerido: 5
Para cadastrar uma nova linha privada e todos os itens vinculados a ela, siga os passos
abaixo:

Passo 1
a) Abra o “Explorer” do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.
c) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
d) Expandir o site desejado.
e) Clique duas vezes na pasta “Tarifação”.
f) Clique duas vezes na pasta “Rede Privada”.
g) Clique com o botão direito do mouse na pasta “Linhas Privadas”.
h) Clique na opção “Criar”.

Passo 2
a) No campo “Nome”, digite o nome para esta linha privada a ser cadastrada com no
máximo 29 caracteres.
b) Opcionalmente no campo “Descrição”, faça um resumo para documentar informa-
ções sobre esta linha privativa (endereço, contatos, etc.).

A30808-X5226-V121-01-V419 134
Manual do Usuário CallReport

c) Clique no botão “OK“ para continuar.

Figura 4.49 Criar um Linha Privada

Passo 3
Uma vez criada a linha privada, são criadas automaticamente as pastas Grupo de
Troncos e Vigências, todas vinculadas a esta linha privada. Para criar ou vincular um
grupo de troncos à esta linha privada, siga os passos abaixo:
a) Clique duas vezes sobre o nome definido no passo 2.
b) Clique na pasta “Grupos de Troncos”.
c) Caso não exista nenhum grupo de troncos definido, clique com o botão direito do
mouse sobre a pasta “Grupo de Troncos”.
d) Clique na opção “Criar”.

A30808-X5226-V121-01-V419 135
Manual do Usuário CallReport

i • Veja o capitulo Cadastrando um Novo Grupo de Troncos.

Figura 4.50 Criar um Grupo de tronco em Tie-Line

Passo 4
Para criar uma vigência à esta linha privada, siga os passos abaixo:
a) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta “Vigências”.
b) Clique na opção “Criar”.

Passo 5
a) No campo “Início”, digite a data de início da vigência desta tarifa.
b) No campo “Fim”, digite a data limite da vigência desta tarifa. Caso não seja conhe-
cido o limite, esta data pode ser fictícia.
c) Opcionalmente no campo “Descrição”, faça um resumo para documentar informa-
ções sobre as datas de vigências das tarifas.
d) Clique no botão “OK” para continuar.

Passo 6
Uma vez criada a vigência das tarifas para esta linha privada, deve ser criada a tabela
de “Custo Associado à Linha Privada”.
a) Clique duas vezes na pasta “Vigências”.
b) Clique com o botão direito do mouse sobre o período definido no passo 5.
c) Clique na opção “Criar”.

A30808-X5226-V121-01-V419 136
Manual do Usuário CallReport

d) Clique na opção “Custo Associado à Linha Privada “.

Figura 4.51 Criar um vigência em Tie-Line

Passo 7
a) No campo “Custo Mensal da Linha”, digite o valor do custo mensal para esta linha
privada.
b) Preencha um dos campos “Volume Estimado de Utilização” (se é conhecido a quan-
tidade em horas de utilização desta linha privada por mês) ou “Custo privado do
Pulso” (para se estipular o valor de cada pulso). Preenchendo um dos campos o
outro é preenchido automaticamente.
c) Clique no botão para selecionar em uma lista os Fatores de Custo.
d) Clique no botão “OK” para finalizar.

i • Clicando nos botões será aberto um calendário que poderá facilitar a


entrada das datas com o uso do mouse.
Ao receber um bilhete reportando a execução de uma chamada, o CallReport procura
a tabela tarifária do período de vigência que abranger a data indicada no bilhete. Caso
o CallReport não encontre uma vigência adequada, ele reporta a ocorrência do
problema no banco de dados de notificação do sistema e armazena o bilhete com um
Código de Erro que reporta o problema encontrado.

i • Para visualizar ou modificar as características de uma linha privada, após


localizar a linha privada desejada, clique duas vezes sobre a mesma ou
clique com o botão direito sobre ela e clique na opção “Propriedades”.

i • Para excluir uma linha privada, após localizar a linha privada desejada,
com o botão direito do mouse clique sobre ela e clique na opção “Excluir”.

A30808-X5226-V121-01-V419 137
Manual do Usuário CallReport

Figura 4.52 Associando Custo a Tie-Line

O custo associado à Linha Privada pode ser cobrado baseado no custo mensal da linha
e numa estimativa de horas de utilização ou no custo mensal da linha e um custo fixo
por pulso de 6s.
– Custo Mensal da Linha -> Custo Mensal da Linha
– Volume Estimado da utilização -> O usuário pode estimar uma utilização mensal
da Linha privada em horas, caso o faça, o CallReport preencherá o campo Custo
por pulso.
– Custo por pulso (6s) -> Custo da chamada a cada 6 s. Caso o usuário o preencha,
o campo Volume estimado de utilização será preenchido pelo CallReport.

4.2.4.2 Rede Pública


A pasta rede pública é responsável em agrupar as pastas concessionárias, feriados e
localidades e todos os itens vinculadas a elas, como as regras e valores de tarifação,
localidades entre outros.
As pastas vinculadas a pasta rede pública são:
• Feriados
• Concessionárias
• Tabela de Prefixos

Feriados
Todos os Feriados Nacionais devem ser cadastrados no CallReport para que sejam
atribuídos os valores tarifários corretos, já que existe uma tarifa diferenciada para os
mesmos (descontos).

Tópicos deste capitulo:


• Cadastrando um Novo Feriado

A30808-X5226-V121-01-V419 138
Manual do Usuário CallReport

Feriados Nacionais
A Tabela 4 mostra todos os feriados nacionais para aplicação tarifária no Brasil.
Tabela 4.3 Feriados
Descrição Data
Confraternização dos povos 1 de janeiro
Terça-feira de Carnaval Variável
Sexta-Feira da Paixão Variável
Glorificação de Tiradentes 21 de Abril
Dia do Trabalho 1 de Maio
Corpus Christi Variável
Independência do Brasil 7 de Setembro
Culto à Nossa Senhora da Aparecida 12 de Outubro
Dia de Finados 2 de Novembro
Proclamação da República 15 de Novembro
Natal 25 de Dezembro
E os dias de Eleições Gerais no País Variável

Cadastrando um Novo Feriado


• Nível de Acesso mínimo requerido: 5
Para cadastrar um novo feriado, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o “Explorer” do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.
c) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
d) Expandir o site desejado.
e) Clique duas vezes na pasta “Tarifação”.
f) Clique duas vezes na pasta “Rede Pública”.
g) Clique com o botão direito do mouse na pasta “Feriados”.
h) Clique na opção “Criar”.

Passo 2
a) No campo “Data”, digite a data do novo feriado.
b) No campo “Descrição”, faça uma pequena descrição sobre este feriado.
c) Assinale a opção “Feriado Permanente” caso a data deste feriado não mude de ano
para ano.
d) Clique no botão “OK“ para Finalizar.

i • Clicando no botão será aberto um calendário que poderá facilitar a


entrada das datas com o uso do mouse.

i • Caso o feriado não seja permanente, deve-se cadastrar o mesmo feriado


para os anos conseqüentes.

i • Para Modificar ou Excluir qualquer item da base de dados, clique com o


botão direito do mouse sobre o item e selecione a opção “Propriedades”
para modificar ou “Excluir” para elimina-la da base de dados.
• Somente os itens criados pelo usuário poderão ser excluidos e alterados.

A30808-X5226-V121-01-V419 139
Manual do Usuário CallReport

Observe que ao “Excluir” um item da base de dados do CallReport não é mais possível
recuperá-lo.

Figura 4.53 Cadastro de Feriados

Descrição dos Campos:


– Data -> Especifique a data do feriado. O usuário pode digitar a data no formato
dd/mm/aaaa ou clicar no botão , isto abrirá um calendário para o usuário selecionar
a data, como mostrado na Figura 4.54.
– Descrição -> Especifique o nome do feriado. Ex: Natal, Eleições.
– Feriado Permanente -> Caso o feriado seja fixo, isto é, ocorre sempre na mesma
data, marque esta opção. Isto fará com não seja necessário cadastrar o feriado
todos os anos. Feriados variáveis, como Páscoa, Carnaval, Eleições devem ser
cadastrados/alterados todos os anos.

Figura 4.54 Calendário do Feriado

A30808-X5226-V121-01-V419 140
Manual do Usuário CallReport

i • Feriados já cadastrados na instalação do produto não podem ser


apagados!

4.2.4.3 Concessionárias
Uma central telefônica está interligada à rede pública de telefonia através de uma ou
mais prestadoras de serviço chamadas concessionárias.
As concessionárias adotam Tabela Tarifária para cobrança dos diferentes serviços tele-
fônicos prestados. Estas tabelas tarifárias são válidas apenas por determinados perí-
odos denominados Vigências.
O CallReport gerencia o processo de tarifação, mantendo o controle de todas as tabelas
tarifárias das concessionárias de serviço telefônico de acordo com os seus períodos de
vigência.
A pasta concessionárias é responsável por toda a regra de tarifação e custos das
chamadas.

Tópicos deste capitulo:


• Cadastrando uma Nova Concessionária

Vigências
As Tabelas Tarifárias (ver Tabela Tarifária) de uma Concessionária (ver Concessioná-
rias) são guardadas no sistema de acordo com o período para o qual estão disponíveis.
O CallReport mantém controle para que não haja intercalação dos períodos de vigência
válidos para uma determinada concessionária. Entretanto, cabe ao administrador do
sistema evitar que sejam programados períodos não contínuos de validade de tarifas.
Ao receber um Bilhete reportando a execução de uma chamada, o sistema procura a
tabela tarifária do período de vigência que abranger a data indicada no bilhete. Caso o
sistema não encontre uma vigência adequada, o sistema reporta a ocorrência do
problema no banco de dados de notificação do sistema e armazena o bilhete com um
Código de Erro que reporta o problema encontrado.

Tabela Tarifária
O CallReport administra o custo de ligações telefônicas através do cadastramento das
tabelas tarifárias das Concessionárias.
Uma tabela tarifária determina as regras básicas de tarifação aplicadas para um deter-
minado tipo de serviço (chamadas Locais, Regionais, DDD, etc.).
Na tabela tarifária do CallReport é onde definimos que uma chamada terá um Custo
Variável ou Pulso Variável e se haverá o Fatiamento entre Faixas.

Custo Variável
Neste tipo de tarifação, o custo total de uma chamada é processado considerando-se a
aplicação de uma tarifa variável para um intervalo fixo de tempo denominado pulso.
Exemplo:
• Um pulso a cada 60 segundos com o custo de R$ 1,00 no período Normal e R$ 0,50
no período Reduzido.

A30808-X5226-V121-01-V419 141
Manual do Usuário CallReport

• A chamada A teria um custo de R$ 4,00 pois teve a duração de 4 pulsos de 60


segundos no Período Normal.
• A chamada B teria um custo de R$ 2,00 pois teve a duração de 4 pulsos de 60
segundos no Período Reduzido
Tabela 4.4 .Custo Variável
Tempo 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60
Período N N N N N N R R R R R R R R

Pulso Variável
Neste tipo de tarifação, o custo total de uma chamada é processado considerando-se a
aplicação de uma tarifa fixa para cada pulso, mas a cadência do pulso varia de acordo
com o horário de execução da chamada.
Exemplo:
• Custo fixo de R$ 1,00 e 1 pulso a cada 60 segundos no período Normal e 120
segundos no período Reduzido.
• A chamada A teria um custo de R$ 4,00 pois teve a duração de 4 pulsos de 60
segundos no Período Normal.
• A chamada B teria um custo de R$ 2,00 pois teve a duração de 2 pulsos de 120
segundos no Período Reduzido
Tabela 4.5 .Pulso Variável
Tempo 60 60 60 60 60 60 120 120 120 120
Período N N N N N N R R R R

A
B

Fatiamento entre Faixas


Quando uma chamada telefônica começa em uma determinada faixa (Normal, Redu-
zida, Pico, etc.) e termina em outra, podemos considerar que esta chamada terá o custo
total vinculada a faixa onde iniciou ou poderá haver um rateio no valor desta chamada
com a outra faixa. No CallReport podemos definir a partir de quanto tempo será consi-
derada o Fatiamento entre Faixas.
Exemplo:
• Uma chamada com duração superior a 180 segundos será feito o fatiamento entre
faixas.
• A chamada A teria o custo dividido, ou seja, será cobrado o equivalente a 60
segundos do valor do Período Normal e 180 segundos do valor do Período Redu-
zido, pois o tempo da chamada foi superior a 180 segundos.
• A chamada B teria o custo total cobrado equivalente a 120 segundos do valor do
Período Normal, pois o tempo da chamada foi inferior a 180 segundos

A30808-X5226-V121-01-V419 142
Manual do Usuário CallReport

Tabela 4.6 Fatiamento entra faixas.


Tempo 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60
Período N N N N N N R R R R R R R R

A
B

Degrau Tarifário
Degrau tarifário é a denominação utilizada para diferenciar custos em relação da
distância da chamada.
Sabemos por exemplo que uma chamada originada de São Paulo para o litoral é mais
barata que uma chamada para o Rio de Janeiro.
Em cada área tarifária uma localidade é escolhida como Centro de Área de Tarifação,
e neste caso, as distâncias são calculadas tendo-se por base as distâncias em linha
reta entre as localidades e o centro de área de tarifação. Esta medida de distância em
linha reta é conhecida como Distância Geodésica.
Exemplo:
• Até 50 Km do Centro de Área de Tarifação é denominado Degrau 1.
• Até 100 Km do Centro de Área de Tarifação é denominado Degrau 2.
• Até 300 Km do Centro de Área de Tarifação é denominado Degrau 3.
Acima de 300 Km do Centro de Área de Tarifação é denominado Degrau 4

Escalas de Tempo
Este item está relacionado também com Nomes de Variação.
Para que o CallReport identifique corretamente as variações das tabelas utilizadas de
acordo com o dia e o horário, é necessário além de cadastrar os nomes para cada uma
destas variações identificar o período em que ocorrem.
Nesta pasta são criados nomes para diferenciar cada período, como exemplo:
• Feriados.
• Final de Semana.
• Dias de semana.
• Sábados.
Uma vez criado um nome para o evento, deve-se determinar em quais faixas de horá-
rios ocorrem os eventos.
Exemplo:
Vamos supor que determinada regra de tarifação diga o seguinte:
a) De segunda-feira à sexta-feira:
• Das 0:00 até às 5:59 seja considerado Período Super Reduzido.
• Das 6:00 até às 6:59 seja considerado Período Reduzido.
• Das 7:00 até às 20:59 seja considerado Período Normal.
• Das 21:00 até às 23:59 seja considerado Período Reduzido.
b) Sábado:
• Das 0:00 até às 5:59 seja considerado Período Super Reduzido.
• Das 6:00 até às 6:59 seja considerado Período Reduzido.
• Das 7:00 até às 11:59 seja considerado Período Normal.
• Das 12:00 até às 23:59 seja considerado Período Reduzido.

A30808-X5226-V121-01-V419 143
Manual do Usuário CallReport

c) Domingo e feriados:
• Das 0:00 até às 5:59 seja considerado Período Super Reduzido.
• Das 6:00 até às 23:59 seja considerado Período Reduzido.
Colocando estes dados em uma tabela teremos:
Conclusão:
No exemplo acima será necessário criar:
• Três Nomes de Variações (Super Reduzido, Reduzido e Normal).
• Três Escalas de Tempo (Segunda à Sexta, Sábado e Domingos e Feriados), além
de vincular os horários em que elas ocorrem.

De 0:00 6:00 7:00 9:00 12:00 14:00 18:00 21:00


Ás 5:59 6:59 8:59 11:59 13:59 17:59 20:59 23:59

Domingos SR R R R R R R R
e Feriados
Dias Úteir SR R N N N N N R
Sábados SR R N N R R R R

Associação de Dias
Todos os dias de semana e feriados devem estar associados a uma Escalas de Tempo.
É através da Associação de Dias que o CallReport fica sabendo que de Segunda-feira
até sexta-feira, é considerado Dias úteis, por exemplo.

Nomes de Variação
Para que o CallReport identifique corretamente as variações das tabelas utilizadas de
acordo com o dia e o horário, é necessário cadastrar os nomes para cada uma destas
variações. Os nomes mais utilizados para se determinar uma variação são:
• Super Reduzido.
• Reduzido.
• Normal.
• Pico ou Comercial.

Cadastrando uma Nova Concessionária


• Nível de Acesso mínimo requerido: 5
Para cadastrar uma nova concessionária e toda a sua regra de tarifação, siga os passos
abaixo:

Passo 1
Abra o “Explorer” do CallReport.
a) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.
b) Clique duas vezes na pasta “Tarifação”.
c) Clique duas vezes na pasta “Rede Pública”.
d) Clique com o botão direito do mouse na pasta “Concessionárias”.
e) Clique na opção “Criar”.

Passo 2
a) No campo “Nome”, digite o nome para esta concessionária com no máximo 29
caracteres.

A30808-X5226-V121-01-V419 144
Manual do Usuário CallReport

b) Opcionalmente no campo “Descrição”, faça um resumo para documentar informa-


ções sobre esta concessionária (endereço, contatos, etc.).
c) No campo “Código da Concessionária”, digite o número que identifica a mesma.
d) Clique no botão “OK” para finalizar ou “Aplicar” para criar outra concessionária.

Figura 4.55 Cadastrar uma Concessionária

Passo 3
Uma vez criada a concessionária, são criadas automaticamente as pastas Grupos de
Troncos Matriz de Tarifação e Degraus , todas vinculadas a esta concessionária. Se
necessário, para criar um grupo de troncos associado a esta concessionária, siga os
passos abaixo, caso contrário vá ao passo 4.
a) Clique na pasta “Grupos de Troncos”.
b) Caso não exista nenhum grupo de troncos definido, clique com o botão direito do
mouse sobre a pasta “Grupo de Troncos”.

A30808-X5226-V121-01-V419 145
Manual do Usuário CallReport

c) Clique na opção “Criar”.

Figura 4.56 Criar Grupo de Troncos em Concessionária

i • Veja o capitulo Cadastrando um Novo Grupo de Troncos.

Passo 4
Uma vez criada a Concessionária, deve ser criado o Degrau.
a) Clique com o botão direito na pasta “Degraus”.
b) Clique na opção “Criar”.

Passo 5
Uma vez criado o Degrau para esta concessionária, deve ser configurado.
a) No campo “Nome”, digite um nome qualquer para identificar esta tabela (Local,
DDD, Celular, etc.).
b) Opcionalmente no campo “Descrição”, faça um resumo para documentar informa-
ções sobre esta tabela.
c) Selecione no campo Tipos de Tarifação, a opção Custo Variável ou Pulso Variável
de acordo com a regra aplicada para esta tabela.
d) Selecione no campo “Categoria da Chamada” qual o tipo de chamada que se aplica
a esta tabela, onde;
– Local- Para chamadas feitas no próprio município.
– Regional- Para chamadas feitas para municípios próximos (também chamadas
de conurbadas)
– Interurbana- Para chamadas que comecem com o dígito 0.
– Internacional- Para chamadas que comecem com os dígitos 00.
– Celular Local - Para chamadas feitas para celulares da própria região (mesmo
prefixo DDD).
– Celular Interurbano- Para chamadas feitas para celulares de outras regiões.
– Linha Privada- Para chamadas feitas por uma linha privada (LP) da empresa.
– Serviço- Para chamadas tipo 102, 190, etc.

A30808-X5226-V121-01-V419 146
Manual do Usuário CallReport

– Chamada a Cobrar- Para chamadas a cobrar .


e) No campo “Fatiamento entre Faixas”, assinale a opção “Nenhum” se não houver
fatiamento, ou caso haja, assinale a outra opção digitando também o valor em
segundos do tempo mínimo de conversação para que se faça o fatiamento.
f) Clique no botão “OK” para finalizar ou “Aplicar” para criar outro Degrau.

Figura 4.57 Cadastrar um Degrau Tarifário

Passo 6
Para criar uma Vigências e associar um custo a este Degrau, siga os passos abaixo:
a) Clique com o botão direito do mouse no Degrau configurado no passo 5
b) Selecione Criar Vigência do Degrau .

Passo 7
a) No campo “Início”, digite a data de início da vigência desta tarifa.
b) No campo “Fim”, digite a data limite da vigência desta tarifa. Caso não seja conhe-
cido o limite, esta data pode ser fictícia.
c) Opcionalmente no campo “Descrição”, faça um resumo para documentar informa-
ções sobre as datas de vigências das tarifas.
d) Caso o Degrau seja do tipo Custo Variável:
– No campo Custo Mínimo digite o valor mínimo de uma chamada neste Degrau
– No campo Duração Mínima digite o tempo mínimo de uma chamada
– No campo Custo por Pulso digite o valor cíclico do pulso
– No campo Duração do Pulso digite o tempo de um pulso
e) Caso o Degrau seja do tipo Pulso Variável
No campo “Custo por Pulso”, digite o valor do custo de cada pulso (o tempo do pulso
é definido no campo “Duração do Pulso”).
– No campo “Custo por Pulso”, digite o valor do custo de cada pulso (o tempo do
pulso é definido no campo “Duração do Pulso”).

A30808-X5226-V121-01-V419 147
Manual do Usuário CallReport

– No campo “Duração do Pulso”, digite o tempo (em segundos) que será conside-
rado um pulso.
f) Clique no botão “OK” para finalizar ou “Aplicar” para criar outra vigência.

Figura 4.58 Cria uma Vigência

i Observe que para cada concessionária pode ser necessário criar diversos
Degraus (Local, Interurbana, Internacional, etc.)

i O valor do custo aplicado nesta janela deve ser o utilizado pela concessio-
nária local sem acréscimo ou descontos (equivalente a tarifa “Normal”). Os
acréscimos e descontos serão aplicados mais adiante.

Passo 8
Uma vez criada a Vigências, são criadas automaticamente as pastas:
• Variações de Custo
• Escalas de Tempo
• Associação de Dias, todas vinculadas a este Degrau.

Passo 9
Para criar um Nome de Variação
a) Clique duas vezes na pasta sites
b) Clique duas vezes na pasta do site onde se quer configurar o nome de variação
c) Clique com o botão direito na pasta Nomes de Variação

A30808-X5226-V121-01-V419 148
Manual do Usuário CallReport

d) Digite o Nome de Variação


e) Clique em OK
Para criar as Variações de Custo vinculadas à este Degrau, siga os passos abaixo:
a) Clique com o botão direito do mouse sobre a Vigência configurada no passo 7.
b) Selecione a opção Criar
c) Clique na opção “Variação de Custo”.

Figura 4.59 Cadastrar Nome de Variação

A30808-X5226-V121-01-V419 149
Manual do Usuário CallReport

Figura 4.60 Configurar Variação

Passo 10
Para a opção Custo Variável, siga os passos abaixo:
a) Selecione no campo “Nome”, um Nome para esta Variação, ou selecione a opção
“Criar Nome da Variação” para cria-la agora.
b) Opcionalmente no campo “Descrição”, faça um resumo para documentar informa-
ções sobre esta variação de custos (local onde foram conseguidas informações,
pessoa de contato, etc.).
c) Selecione no campo “Classificação da Variação” um nome da lista com as Classifi-
cações das Variações” (esta classificação é necessária para o processamento de
alguns Relatórios do sistema) e selecione uma das opções onde:
– Normal ($)- Assinale esta opção para as “Variações de Custos” que não sofram
créscimos ou descontos sobre a tarifa básica (nos casos das tabelas DDD, para
a “variação Normal”).
– Econômica ($$)- Assinale esta opção para as “Variações de Custos” que sofram
algum desconto sobre a tarifa básica (nos casos das tabelas DDD, para as “Vari-
ações Reduzidas e Super Reduzidas”.
– Comercial ($$$)- Assinale esta opção para as “Variações de Custos” que sofram
algum acréscimo sobre a tarifa básica (nos casos das tabelas DDD, para a “Vari-
ação Pico)”.
d) Dentro da área Variação aplicada preencha os seguintes campos
– ao custo mínimo (VCM) -> Variação percentual a ser utilizada para o valor
mínimo da chamada. Pode ser um acréscimo (valor positivo) ou um desconto
(valor negativo)
– ao custo por pulso (VCP) -> Variação percentual a ser utilizada em cada puslo
da chamada. Pode ser um acréscimo (valor positivo) ou um desconto (valor nega-
tivo)

A30808-X5226-V121-01-V419 150
Manual do Usuário CallReport

– ao custo total (VCT) -> Variação percentual aplicada ao custo total da chamada,
caso a operadora use esta regra.
– Duração Mínima para VCT (DVCT) -> Tempo de duração da chamada para apli-
cação de VCT.


i Deve ser criado uma variação para o período normal, com os campos
VCM, VCM e VCT igual a zero.

Passo 11

Para a opção Pulso Variável, siga os passos abaixo:


a) Selecione no campo “Nome”, um Nome para esta Variação, ou selecione a opção
“Criar Nome da Variação” para cria-la agora.
b) Opcionalmente no campo “Descrição”, faça um resumo para documentar informa-
ções sobre esta variação de custos (local onde foram conseguidas informações,
pessoa de contato, etc.).
c) Selecione no campo “Classificação da Variação” um nome da lista com as Classifi-
cações das Variações” (esta classificação é necessária para o processamento de
alguns Relatórios do sistema) e selecione uma das opções onde:
– Normal ($)- Assinale esta opção para as “Variações de Custos” que não sofram
créscimos ou descontos sobre a tarifa básica (nos casos das tabelas DDD, para
a “variação Normal”).
– Econômica ($$)- Assinale esta opção para as “Variações de Custos” que sofram
algum desconto sobre a tarifa básica (nos casos das tabelas DDD, para as “Vari-
ações Reduzidas e Super Reduzidas”.
– Comercial ($$$)- Assinale esta opção para as “Variações de Custos” que sofram
algum acréscimo sobre a tarifa básica (nos casos das tabelas DDD, para a “Vari-
ação Pico)”.
d) No campo Duração do pulso (DP) digite a duração do pulso nesta Variação. Pode
ser uma cadência menor, igual ou maior que a duração normal. O campo Variação
da Duração Básica é preenchido automaticamente.

A30808-X5226-V121-01-V419 151
Manual do Usuário CallReport


i Deve ser criado uma variação para o período normal, com os campos DP
igual ao do Degrau e VDB igual a 100.

Figura 4.61 Variação Aplicada a Pulso Variável

Passo 12
Para definir as Escalas de tempo vinculados à este degrau, siga os passos abaixo:
a) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta “Escalas de Tempo”.
b) Opcionalmente no campo “Descrição”, faça um resumo para documentar informa-
ções sobre esta escala de tempo (aplicações, detalhes, etc.).
c) Clique no botão “OK” para finalizar ou “Aplicar” para criar outra Escala de Tempo.
Veja Figura 4.64

Passo 13
Para criar as Faixas de tempo dentro das Escalas de Tempo, siga os seguintes passos:
a) Clique com o botão direito sobre a Faixa de Tempo criada no passo 12 e selecione
criar faixa
b) No campo “Início”, digite a hora de início desta faixa.
c) No campo “Fim”, digite a hora que encerra esta faixa.
d) Selecione uma das “Variações” criadas no passo 13.

A30808-X5226-V121-01-V419 152
Manual do Usuário CallReport

e) Clique no botão “OK” para finalizar ou “Aplicar” e a seguir “Próximo” para criar outra
faixa

Figura 4.62 Criar Faixa de Tempo

Passo 14
Para definir a Associação de Dias vinculados à este degrau, siga os passos abaixo:
a) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta “Associação de Dias”.
b) Clique na opção “Associação de Dias”.
c) Selecione os dias da semana que irão estar vinculadas a uma determinada Escala
de Tempo.
d) Selecione um item da lista de Escalas de Tempo criada no passos 12 e 13.
e) Clique no botão “OK” para finalizar.

A30808-X5226-V121-01-V419 153
Manual do Usuário CallReport


i •
Não pode estar faltando nenhuma faixa de horário, ou seja, deve-se ter
uma faixa das 00:00 até às 24:00 (continua ou não).
Pressionando a tecla <Shift> e clicando no primeiro dia e depois no último
serão adicionadas todos os dias do Range.

Figura 4.63 Associação de Dias

Descrição dos Campos

Cadastrar uma Concessionária


Veja Figura 4.55
– Nome -> Nome da Concessionária com até 29 caracteres
– Descrição -> Comentário do tipo texto
– Código -> Código da Concessionária. Valor numérico com até 10 dígitos.

Criar um Grupo de Troncos


Veja Figura 4.56
– Nome -> é definido o nome único que identifica o grupo de troncos do sistema.
– Empresa/Divisão Organizacional -> é definida a empresa e/ou divisão organiza-
cional responsável pelas operações deste tronco.
Para criar uma empresa ver A Pasta Empresas.
– Centro de Custos -> é definido o Centro de Custo responsável pelas operações
deste tronco.
Para criar um centro de custos ver Centro de Custos.
– Tempo para Atendimento -> é utilizado para análise do comportamento do grupo
de tronco, definindo o agrupamento das chamadas atendidas antes e depois de um
determinado tempo (0-300segundos) para atendimento em diversos relatórios de
tráfego gerados pelo sistema.

A30808-X5226-V121-01-V419 154
Manual do Usuário CallReport

– Grau de Serviço -> é definido o parâmetro da teoria de tráfego telefônico usado


para o cálculo do número mínimo de linhas que um grupo de tronco deve possuir
para garantir que a perda de chamadas limite-se ao percentual especificado neste
campo.
– Feixe de conexão à -> todos os troncos de um grupo de troncos estão interligados
a um único ponto de uma rede de telefonia.
São definidos os seguintes parâmetros:
– caixa de verificação Rede Pública -> deve ser acionada se o ponto de interli-
gação pertencer à rede pública de telefonia, é necessário definir a concessio-
nária prestadora de serviço e a tabela de prefixos responsável pela decodificação
do número discado.
– Concessionária -> é definida ou criada a concessionária utilizada na conexão.
Uma central telefônica está interligada à rede pública de telefonia através de uma
ou mais prestadoras de serviço chamadas Concessionárias.
Ao selecionar a opção Criar Concessionária é aberta uma janela popup para a configu-
ração da Concessionária. (ver Concessionárias)
– Tabela de Prefixos -> é determinada a forma de decodificação de uma seqüência
de digitos discados pelo usuário a partir de um determinado prefixo.
A escolha da tabela de prefixos a ser usada na decodificação de um bilhete depende
do grupo de troncos ou do código de acesso do bilhete (ver Critério de Tarifação).

Cadastrar um Degrau
Veja “Figura 4.57“ - “Cadastrar um Degrau Tarifário” da página 147
– Nome -> é definido o nome único que identifica o degrau dentro da tabela tarifária.
– Descrição -> é reservado para dados adicionais para documentação do degrau no
sistema.
– Tipo de tarifação -> é definido o tipo de tarifação do sistema. A tarifação pode ser
de dois tipos:
– Tarifação por Custo Variável -> o custo total de uma chamada é processado
considerando-se a aplicação de uma tarifa variável para um intervalo fixo de
tempo denominado pulso. (ver Variações de Custo)
Por exemplo:
O custo de uma chamada é incrementado a cada 6 segundos (pulso fixo),
segundo valores diferenciados (tarifa variável) a partir do horário da chamada.
Por exemplo: 20 centavos das 8:00 às 9:00 (faixa) e 40 centavos das 10:00 às
12:00.
– Tarifação por Pulso Variável -> o custo total de uma chamada é processado
considerando-se a aplicação de uma tarifa fixa para cada pulso, mas a cadência
do pulso varia de acordo com o horário de execução da chamada. (ver Variações
de Pulso).
Por exemplo:
O custo de uma chamada é 7 centavos/pulso, independentemente do horário da
chamada (tarifa fixa), mas a cadência do pulso varia de 65 segundos das 8:00 às
9:00 (faixa) para 33 segundos das 10:00 às 12:00.
– Categoria da chamada -> define a categoria que servirá para classificação de cada
chamada que acessar esta tabela tarifária. As categorias existentes são:
– Local -> Define um degrau para chamadas locais, dentro da mesma cidade;
– Regional -> Define um degrau para chamadas com distância geodésica inferior
a 50 km, desde que Conurbada;
– Interurbana -> Define um degrau para chamadas DDD;

A30808-X5226-V121-01-V419 155
Manual do Usuário CallReport

– Internacional -> Define um degrau para chamadas DDI;


– Celular Local -> Define o degrau para chamadas VC1;
– Celular Interurbano -> Define o degrau para chamadas VC2 e VC3;
– Serviço -> Define o degrau para chamadas de serviço que sejam cobradas, por
exemplo: 102;
– Grátis -> Define o degrau para chamadas gratuitas. Por exemplo: 0800, 190;
– Chamada a cobrar -> Define o degrau para chamadas a cobrar (DDC).
– Fatiamento entre faixas -> define a necessidade de processar o custo conside-
rando a parcela correspondente a cada faixa de tarifação abrangida pela chamada.
Considere, por exemplo, uma chamada de 20 minutos que tem seus 10 primeiros
minutos em horário normal e os outros 10 em horário reduzido. Se a tabela solicitar
fatiamento, então os 10 primeiros minutos serão calculados mediante uma tarifa e
os outros, mediante uma tarifa menor.
– Caixa de verificação Nenhum -> não permite que seja feito o fatiamento entre
faixas.
– Caixa de verificação Chamadas com duração superior a -> é possível indicar
que apenas ligações de duração superior a um determinado período sejam proces-
sadas utilizando o recurso de fatiamento.
Ao selecionar a opção Tabela de Prefixos é aberta uma janela popup para a configu-
ração da Concessionária.

Criar uma vigência


Veja “Figura 4.58“ - “Cria uma Vigência” da página 148
Diferente da V1.5 do CallReport, onde as vigências eram associadas às concessioná-
rias, na v2.0 elas são associadas aos Degraus.
A Configuração da Vigência varia dependendo do tipo do Degrau, Custo variável ou
Pulso variável.

Custo variável
– Inicio -> O início da Vigência. O usuário pode entrar com um valor no formato
dd/mm/aaaa ou clicar no botão para chamar o calendário mostrado na Figura
4.54. Todos os bilhetes recebidos a partir desta data serão tratados baseados nos
valores desta vigência.
– Fim -> O fim da Vigência. O usuário pode entrar com um valor no formato
dd/mm/aaaa ou clicar no botão para chamar o calendário mostrado na Figura
4.54. Todos os bilhetes recebidos até esta data serão tratados baseados nos
valores desta vigência. O CallReport não permite que haja sobreposição de vigên-
cias dentro do mesmo Degrau, mas cabe ao usuário não deixar intervalos vazios
entre o fim de uma vigência e o início da próxima. Caso não saiba a data de fim da
vigência atual, pode utilizar uma data fictícia futura.
– Descrição -> Campo texto para auxiliar na administração. Opcional.
– Parâmetros de Tarifação -> Definição dos valores e duração do pulso para esta
vigência.
– Custo mínimo -> Valor numérico do custo do primeiro pulso da chamada. Sepa-
rador decimal é o ponto “.”. Usualmente, para o método Karlson Acrescido utiliza-
se este valor como o dobro do valor normal do pulso.
– Duração mínima -> Valor numérico em segundos de duração do pulso inicial.
Nass chamadas DDD e celular, de uma maneira geral é cobrado o primeiro
minuto.
– Custo por pulso -> Valor numérico para cobrança dos pulsos da chamada

A30808-X5226-V121-01-V419 156
Manual do Usuário CallReport

– Duração do pulso -> Duração de cada pulso em segundos.

Pulso variável
– Inicio -> O início da Vigência. O usuário pode entrar com um valor no formato
dd/mm/aaaa ou clicar no botão para chamar o calendário mostrado na Figura
4.54. Todos os bilhetes recebidos a partir desta data serão tratados baseados nos
valores desta vigência.
– Fim -> O fim da Vigência. O usuário pode entrar com um valor no formato
dd/mm/aaaa ou clicar no botão para chamar o calendário mostrado na Figura
4.54. Todos os bilhetes recebidos até esta data serão tratados baseados nos
valores desta vigência. O CallReport não permite que haja sobreposição de vigên-
cias dentro do mesmo Degrau, mas cabe ao usuário não deixar intervalos vazios
entre o fim de uma vigência e o início da próxima. Caso não saiba a data de fim da
vigência atual, pode utilizar uma data fictícia futura.
– Descrição -> Campo texto para auxiliar na administração. Opcional.
– Parâmetros de Tarifação -> Definição dos valores e duração do pulso para esta
vigência.
– Custo -> Custo de um pulso da chamada. O separador decimal é o ponto “.”.
– Duração -> Duração do pulso em segundos.

Criar Nome de Variação


O nome de variação será utilizado para criar as variações atribuídas aos degraus. Não
há problemas em repeti-los nos diferentes sites do CallReport.
– Nome -> Nome da variação. Mais comuns: Normal, Reduzido, Super-Reduzido e
Acrescido ou Pico.

Criar Variação de Custo


Figura 4.60.
– Nome -> é definido o nome único que identifica a variação do custo.
– Descrição -> é definido o dado adicional para documentação da variação de custo
no sistema CallReport.
– Classificação da Variação -> é definida a variação em
– Econômica ($),
– normal ($$)
– comercial ($$$)
Esta classificação é necessária para o processamento de alguns relatórios do sistema
CallReport.
– Variação Aplicada -> são configurados os seguintes campos:
– ao custo mínimo (VCM) -> é definida a variação aplicada ao custo mínimo espe-
cificado no degrau tarifário.
– ao custo por pulso (VCM) -> é definida a variação aplicada ao custo do pulso
especificado no degrau tarifário.
– ao custo total (VCT) -> é definida a variação aplicada ao custo total da ligação.
– Duração mínima para aplicação da VCT (DVCT) -> é definido o tempo para
aplicação da variação do custo total da ligação.

Criar Variação de Pulso


Veja Figura 4.61
– Nome -> é definido o nome único que identifica a variação do pulso.

A30808-X5226-V121-01-V419 157
Manual do Usuário CallReport

– Descrição -> é definido o dado adicional para documentação da variação de pulso


no sistema CallReport.
– Classificação da Variação -> é definida a variação em econômica, normal ou
comercial. Esta classificação é necessária para o processamento de alguns relató-
rios do sistema CallReport.
– Duração do Pulso (DP) -> é definido o valor da nova cadência em segundos e,
neste caso, a variação da duração básica em porcentagem é automaticamente
calculada.
– Variação da Duração Básica -> é definida a variação da duração básica em
porcentagem e, neste caso, o valor equivalente da duração em segundos é automa-
ticamente calculado.

Criar Faixa de Tempo


Veja Figura 4.64
– Nome -> é definido o nome único que identifica a escala no degrau de tarifação.
– Descrição -> é definido o dado adicional para documentação da escala de tempo
no sistema CallReport.

Figura 4.64 Criando Escalas de Tempo

Criar Faixas de Tempo


Veja Figura 4.62
– Período -> define o período de tempo do dia associado a aplicação de determinada
Variações de Pulso (degrau por pulso variável) ou Variações de Custo (degrau por
custo variável).
– Início -> define o horário de início de validade da faixa.
– Fim -> define o horário de término de validade da faixa.
– Variação -> define a variação que deve ser aplicada ao período.
– Botão Aplicar -> Insere a Faixa na Base de Dados do CallRepor
– Botão Próximo -> Altera o valor de Início para o Fim da Faixa anterior

A30808-X5226-V121-01-V419 158
Manual do Usuário CallReport

Associação de Dias
Veja Figura 4.63
– Dia -> mostra os dias da semana.
– Escala de tempo -> permite definir ou criar a escala de tempo para cada dia da
semana. (ver Escalas de Tempo).

4.2.4.4 Matriz de Tarifação


Após ser criada a Localidade e toda a regra de tarifação, é necessário associar a Loca-
lidade ao Degrau, para cada concessionária. Isto é feito na Matriz de Tarifação.
Para fazê-lo, siga os seguintes passos:

Passo 1
a) Dentro do Explorer do CallReport, clique duas vezes na pasta Sites.
b) Clique duas vezes no site em que se quer fazer a associação.
c) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
d) Expandir o site desejado.
e) Clique duas vezes na pasta Tarifação
f) Clique duas vezes na pasta Rede Pública
g) Clique duas vezes na pasta Concessionárias
h) Clique duas vezes na Concessionária em que se quer fazer a associação
i) Clique com o botão direito do mouse na pasta Matriz de Tarifação
j) Selecione a opção “Criar”

Passo 2
a) Em Localidade de Destino, selecione a localidade que se quer fazer associação
b) Em Associação do Degrau, selecione o degrau que será utilizado para tarifar uma
chamada para esta localidade.

4.2.4.5 Tabela de Prefixos


O CallReport pode utilizar diversas Tabelas de Prefixos para a decodificação do
número discado pelo usuário ao acessar um determinado destino na rede pública.
A Tabela de Prefixos escolhida para esta decodificação é aquela apontada pelo código
de acesso ou pelo grupo de troncos do tronco reportado no Bilhete recebido.

Tópicos deste capítulo:


• Cadastrando uma Nova Tabela de Prefixos

Veja também:
• Como funciona uma tabela de prefixos.
• Como funciona uma tabela de prefixos em Sub-PABXs.

Cadastrando uma Nova Tabela de Prefixos


• Nível de Acesso mínimo requerido: 5
Para cadastrar uma nova Tabela de Prefixos, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o “Explorer” do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.

A30808-X5226-V121-01-V419 159
Manual do Usuário CallReport

c) Clique duas vezes na pasta “Tarifação”.


d) Clique duas vezes na pasta “Rede Pública”.
e) Clique com o botão direito do mouse na pasta “Tabela de Prefixos”.
f) Clique na opção “Criar”.

Figura 4.65 Criar uma Tabela de Prefixos

Passo 2
a) No campo “Nome”, digite o nome para esta Tabela de Prefixos com no máximo 29
caracteres.
b) Opcionalmente no campo “Descrição”, faça um resumo para documentar informa-
ções sobre esta Tabela de Prefixos.
c) Clique no botão “OK” para finalizar ou “Aplicar” para criar outra Tabela de Prefixos.

Passo 3
Para criar uma Vigência à esta Tabela de Prefixos, siga os passos abaixo:
a) Clique com o botão direito do mouse sobre a Tabela de Prefixos criada no passo
anterior.
b) Clique na opção “Criar”.
c) Clique na opção “Vigência de Tabela de Prefixos”.

Passo 4
a) No campo “Início”, digite a data de inicio da vigência desta Tabela.
b) No campo “Fim”, digite a data limite da vigência desta Tabela. Caso não seja conhe-
cido o limite, esta data pode ser fictícia.
c) Opcionalmente no campo “Descrição”, faça um resumo para documentar informa-
ções sobre as datas de vigências desta Tabela.

A30808-X5226-V121-01-V419 160
Manual do Usuário CallReport

d) Clique no botão “OK” para finalizar ou “Aplicar” para criar outra vigência.

Figura 4.66 Configurar Vigência da Tabela de Prefixos

Passo 5
Uma vez criada a Vigência das tarifas para esta concessionária, deve ser criada o
Prefixo.
a) Clique com o botão direito do mouse sobre o período definido no passo anterior.
b) Clique na opção “Criar”.
c) Clique na opção “Prefixo”.

Figura 4.67 Inserir Prefixo

A30808-X5226-V121-01-V419 161
Manual do Usuário CallReport

Passo 6
a) No campo “Prefixo Discado”, digite o número do prefixo que deverá ser interpretado.
b) No campo “Prefixo Convertido”, digite o número que deverá ser mostrado nos rela-
tórios (geralmente é o mesmo número do campo “Prefixo Discado).
c) No campo “Prefixo da Localidade”, digite o número que deverá ser o substituto do
campo “Prefixo Discado”.
d) No campo “Código da Concessionária”, digite o número que identifica a concessio-
nária que utiliza este prefixo.
e) No campo “Número Mínimo de Dígitos”, digite o número mínimo de dígitos para que
o CallReport faça a tarifação deste número.
f) Selecione no campo “Categoria da Chamada” qual o tipo de chamada que se aplica
a esta tabela, onde:
– Local - Para chamadas feitas no próprio município.
– Regional- Para chamadas feitas para municípios próximos (também chamadas
de conurbadas)
– Interurbana- Para chamadas que comecem com o dígito 0.
– Internacional- Para chamadas que comecem com os dígitos 00.
– Celular Local - Para chamadas feitas para celulares da própria região (mesmo
prefixo DDD).
– Celular Interurbano- Para chamadas feitas para celulares de outras regiões.
– Linha Privada- Para chamadas feitas por uma linha privada (LP) da empresa.
– Serviço- Para chamadas tipo 102, 190, etc.
– Chamada a Cobrar- Para chamadas a cobrar
g) Assinale no campo “Filtrar Bilhete” uma das seguintes opções:
– Nunca- Significa que o Bilhete nunca será filtrado, ou seja, o sistema armazenará
o bilhete em qualquer condição.
– Sempre- Significa que o bilhete identificado pelo Prefixo Discado será descar-
tado.
– Número Mínimo de Dígitos Não Atingido- Significa que o bilhete será descar-
tado pelo sistema caso o número de dígitos discado não atinja o mínimo especi-
ficado.
h) Clique no botão “OK” para finalizar ou “Aplicar” para criar outra Tabela de Prefixos.

i • O CallReport não poderá recuperar nenhum Bilhete descartado por estes


filtros.

4.2.4.6 Fatores de Custo


O "Fator de Custo" define uma matriz de sobretaxas a serem aplicadas ao custo total
de uma chamada telefônica.
O valor de sobretaxa escolhido da matriz depende do tipo de chamada (Local, Regional,
Interurbana, etc.).
Este valor pode fornecer um acréscimo ou um desconto em relação ao custo original da
chamada calculado conforme as tarifas da Concessionária (ver Concessionárias)
O Fator de Custo pode ser utilizado também para calcular um acréscimo em relação à
um tipo de equipamento utilizado. Por exemplo uma chamada Internacional feita por um
aparelho digital poderia ser 10% mais cara do que uma feita por um aparelho analógico.

A30808-X5226-V121-01-V419 162
Manual do Usuário CallReport

Tópicos deste capitulo:


• Cadastrar um novo Fator de Custo

Cadastrar um novo Fator de Custo


• Nível de Acesso mínimo requerido: 5
Para cadastrar um novo Fator de Custo, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o “Explorer” do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.
c) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
d) Expandir o site desejado.
e) Clique na pasta “Tarifação”.
f) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta “Fatores de Custo”.
g) Clique na opção “Criar”.

Passo 2
a) No campo “Nome”, digite um nome para identificar este novo Fator de Custo com
até 29 caracteres.
b) Se necessário, no campo “Descrição”, faça um pequeno resumo sobre este Fator
de Custo.
c) Nos demais campos, determine o acréscimo (em porcentagem) ou desconto (colo-
cando o sinal “-“ antes do número) para cada um dos tipos de chamadas (Local,
Regional, Interurbana, etc.).

A30808-X5226-V121-01-V419 163
Manual do Usuário CallReport

d) Clique no botão “OK” para finalizar ou “Aplicar” para criar outro “Fator de Custo”.

Figura 4.68 Fator de Custo

4.2.5 A Pasta Empresas


Todas as Empresas para as quais o PABX recolhe os bilhetes devem ser cadastradas
no CallReport com suas respectivas Estruturas Organizacionais.
Por Estrutura Organizacional de uma Empresa, entenda-se a definição da organização
em termos de divisões, áreas de negócios, departamentos, setores, entre outros.
Objetos como grupos de Troncos, ramais e atendentes são agrupados dentro de uma
empresa de acordo com o nível organizacional ao qual pertencem.

Antes de criar a Estrutura Organizacional é necessário ter:


• Conhecimento da Estrutura Organizacional da Empresa.
• Definido os textos para os Atributos das Divisões Organizacionais.
• Definido os textos para os Atributos da Empresa.

Tópicos deste capitulo:


• Cadastrando uma nova Empresa

4.2.5.1 Centro de Custos


Opcionalmente os Ramais, Atendentes e Grupo de Troncos podem ter suas atividades
atribuídas a determinados Centros de Custos da Empresa.

A30808-X5226-V121-01-V419 164
Manual do Usuário CallReport

Isto pode ser feito de maneira independente da estrutura organizacional que define a
empresa, ou seja, não existe obrigatoriedade de vínculo entre uma divisão organizaci-
onal de uma empresa e um centro de custo.
Não confunda Centro de Custos com Fator de Custo (ver Fatores de Custo).

Exemplo:
• Um determinado ramal do departamento A de uma empresa está alocado para o
centro de custo 1, enquanto outro ramal do mesmo departamento pode estar
alocado para o centro de custo 2.

4.2.5.2 Estrutura Organizacional


Entende-se por Estrutura Organizacional as diversas divisões, áreas de negócios,
departamentos, setores, entre outros, dentro de uma empresa. Esta estrutura de divi-
sões e sub-divisões também é conhecida como "Organograma".

Exemplo de um Organograma
O "Organograma" abaixo servirá de referência e exemplo neste capitulo.
Nele estão previstos três itens básicos da Estrutura Organizacional que são "Divisão",
"Departamentos" e "Setor".
Abaixo da Divisão Telecomunicações estão previstos dois "Departamentos" que são
"Implantação" e "Manutenção".
Abaixo do Departamento Manutenção estão previstos dois "Setores" que são "Suporte
ao Cliente" e "Suporte ao Técnico"

Siemens
Empresa (*)

Medicina Telecomunicações Energia


Divisão (**) Divisão (**) Divisão (**)

Implantação Manutenção
Departamentos Departamentos
(**) (**)

Suporte ao Cliente Suporte ao Técnico


Setor (**) Setor (**)

Observações:

A30808-X5226-V121-01-V419 165
Manual do Usuário CallReport

(*) Este nome refere-se ao nome da empresa.


(**) Estes nomes referem-se as divisões organizacionais da empresa (níveis).

Cadastrando uma nova Empresa


• Nível de Acesso mínimo requerido: 4
Para melhor compreensão do conteúdo deste tópico, serão vistos os passos necessá-
rios para a criação de uma Estrutura Organizacional utilizado como referência o Orga-
nograma do exemplo.
Para cadastrar uma nova empresa e todos os itens relacionados a ela, siga os passos
abaixo:

Passo 1
a) Abra o “Explorer” do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.
c) Clique duas vezes na pasta “Sites”.
d) Expandir o site desejado.
e) Clique duas vezes no site em que se quer criar a empresa
f) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta “Empresa”.
g) Clique na opção “Criar”.

Passo 2
a) No campo “Nome”, digite o nome da Empresa a ser criada com nomáximo 29 carac-
teres (no exemplo é “Siemens”).

Passo 3
a) Clique no botão para criar o restante da “Estrutura Organizacional” da
empresa.
b) Digite o nome do primeiro item da “Estrutura Organizacional” da Empresa (no
exemplo é “Divisão”).
c) Clique novamente no botão para criar os demais nomes da “Estrutura Orga-
nizacional” da Empresa (no exemplo são “Departamento” e “Setor”).
d) Opcionalmente, preencha os dois campos abaixo de acordo com os títulos definidos
em Atributos da Empresa.

A30808-X5226-V121-01-V419 166
Manual do Usuário CallReport

e) Clique no botão OK para Continuar.

Figura 4.69 Criar uma Empresa

i •


Verifique com atenção se os níveis criados correspondem aos níveis da
empresa, pois não é possível modificá-los posteriormente.
Caso no momento de criação tenha sido cometido algum erro, é possível
excluir o item errado. Para isto assinale o item a ser apagado e clique no
botão “menos” para excluí-lo.

i •


O número do Nível Organizacional é designado automaticamente pelo
CallReport.
O CallReport suporta até 8 Níveis Organizacionais.

Passo 4
Uma vez criado a Empresa e sua Estrutura Organizacional básica, são criadas automa-
ticamente as pastas “Centro de Custos”, “Atendentes”, “Ramais”, “Grupo de Troncos” e
mais uma com o nome do primeiro (nível “0”) “Nível Organizacional” (no exemplo é
“Divisão”), criado no passo 3.
Para criar os itens pertencentes à “Estrutura Organizacional Divisão” (no exemplo são
“Médica”, “Telecomunicações” e “Elétrica”):
a) Clique duas vezes na pasta “Empresas”.
b) Clique com o botão direito do mouse sobre o nome da “Empresa” (no exemplo é
“Siemens”), definido no passo 2.

A30808-X5226-V121-01-V419 167
Manual do Usuário CallReport

c) Clique na opção “Criar”.


d) Clique na opção com o nome (no exemplo é “Divisão”), definido no passo 3.

Figura 4.70 Criando Organograma 1

Passo 5
a) No campo “Nome”, digite o nome do novo item para a estrutura organizacional da
empresa (no exemplo é Telecomunicações) com no máximo 29 caracteres.
b) Opcionalmente, preencha os dois campos abaixo de acordo com os títulos definidos
em Atributos das Divisões Organizacionais.
c) Clique no botão “OK” para continuar ou repita este passo quantos novos itens forem
necessários (no exemplo faltam ainda “Médica” e “Elétrica”).

Passo 6
Para cada item criado no passo anterior, são criadas automaticamente as pastas “Aten-
dentes”, “Ramais”, “Grupos de Troncos” e mais uma com o nome do segundo (Nível “1”)
“Nível Organizacional” (no exemplo é “Departamentos”), criado no passo 3. Para criar
os itens pertencentes à “Estrutura Organizacional Departamentos” (no exemplo são
“Implantação” e “Manutenção”):
a) Clique duas vezes na pasta “Empresas”.
b) Clique duas vezes no nome da Empresa (no exemplo é “Siemens”), definido no
passo 2.
c) Clique duas vezes no nome da pasta (no exemplo é “Divisão”), definido no passo 3.
d) Clique com o botão direito do mouse sobre o nome (no exemplo é “Telecomunica-
ções”), definido no passo 5.
e) Clique na opção “Criar”.

A30808-X5226-V121-01-V419 168
Manual do Usuário CallReport

f) Clique na opção com o nome (no exemplo é “Departamentos”), definido no passo 3.

Figura 4.71 Criando Organograma 2

i • As opções Atendente, Ramais e Grupos de Troncos podem ser cadas-


tradas depois de criado todo o Organograma e podem ser vistos com mais
detalhes nos capítulos com o mesmo nome.
• A opção Centro de Custos será vista no passo 10.

Passo 7
a) No campo “Nome”, digite o nome do novo item para a Estrutura Organizacional da
Empresa (no exemplo é “Implantação”) com no máximo 29 caracteres.
b) Opcionalmente, preencha os dois campos abaixo de acordo comos títulos definidos
em “Atributos das Divisões Organizacionais”.

A30808-X5226-V121-01-V419 169
Manual do Usuário CallReport

c) Clique no botão “OK” para continuar ou repita este passo quantos novos itens forem
necessários (no exemplo falta ainda “Manutenção”).

Figura 4.72 Criando Organograma 3

Passo 8
Para cada item criado no passo anterior, são criadas automaticamente as pastas Aten-
dentes, Ramais, Grupo de Troncos e mais uma com o nome do terceiro (nível 2, “Nível
Organizacional” (no exemplo é “Setor”), criado no passo 3. Para criar os itens perten-
centes à “Estrutura Organizacional Setor” (no exemplo são “Suporte ao Cliente” e
“Suporte ao Técnico”):
a) Clique duas vezes no nome (no exemplo é Telecomunicações”), definido no passo
5.
b) Clique duas vezes no nome da pasta (no exemplo é “Departamentos”), definido no
passo 3.
c) Clique com o botão direito do mouse sobre o nome (no exemplo é “Manutenção”),
definido no passo 7.
d) Clique na opção “Criar”.
e) Clique na opção com o nome (no exemplo é “Setor”), definido no passo 3.

Passo 9
a) No campo “Nome”, digite o nome do novo item para à “Estrutura Organizacional” da
“Empresa” (no exemplo é “Suporte ao Cliente”) com no máximo 29 caracteres.
b) Opcionalmente, preencha os dois campos abaixo de acordo comos títulos definidos
em “Atributos das Divisões Organizacionais”.
c) Clique no botão “OK” para continuar ou repita este passo quantos novos itens forem
necessários (no exemplo falta ainda “Suporte ao Técnico”).

Passo 10
Uma vez definido toda a Estrutura Organizacional, devem ser definidos os Centros de
Custo da Empresa.

A30808-X5226-V121-01-V419 170
Manual do Usuário CallReport

a) Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta “Centro de Custo”. Esta pasta
fica logo abaixo do item com o nome da Empresa (no exemplo é “Siemens”).
b) Clique na opção “Criar”.

Passo 11
a) No campo “Nome”, digite o nome ou código para o novo Centro de Custo da
Empresa com no máximo 29 caracteres.
b) Se necessário, no campo “Descrição”, faça um pequeno resumo sobre este Centro
de Custos
c) Se necessário, Clique no botão para abrir uma lista e selecionar os nomes das
Empresas já cadastradas.
d) Clique no botão “OK” para continuar ou repita este passo quantos novos centros de
custos forem necessários.

Figura 4.73 Criando um Centro de Custos

Passo 12
a) Veja os procedimentos no tópico Cadastrando um Ramal para cadastrar os Ramais
pertencentes a cada item da Estrutura Organizacional criada.

Passo 13
a) Veja os procedimentos no tópico Cadastrando um Atendente para cadastrar os
Atendentes pertencentes a cada item da Estrutura Organizacional criada.

Passo 14
a) Veja os procedimentos no tópico Cadastrando um Novo Grupo de Troncos para
cadastrar os Grupos de Troncos pertencentes a cada item da Estrutura Organizaci-
onal criada.

A30808-X5226-V121-01-V419 171
Manual do Usuário CallReport

i • Para visualizar ou modificar as características de um item de uma


empresa, localize o item desejado, clique duas vezes sobre o mesmo ou
clique com o botão direito sobre ele e clique na opção “Propriedades”.
• Para excluir um item de uma empresa clique com o botão direito sobre o
item desejado e clique na opção “Excluir”.

4.2.6 A Pasta Localidades


A pasta Localidades, apresenta um banco de dados disponibilizado com o sistema
CallReport com todas as localidades cadastradas na rede pública de telefonia vigente
no Brasil e atualizado através do aplicativo Atualizador de Tarifas (CR Atualizador de
Tarifas).
Uma determinada localidade pode ser acessada dentro uma rede pública de telefonia
através de uma seqüência de dígitos única dentro de um plano de númeração local,
nacional ou internacional.

Nota:
O custo de acesso a uma localidade a partir do PABX depende basicamente de uma
tabela tarifária da concessionária prestadora do serviço de telefonia. Normalmente a
concessionária aplica tarifas maiores quanto maior for a distância que separa o PABX
da localidade atingida. Por isso, além de definir as propriedades de identificação de
uma localidade, é necessário estabelecer uma associação entre os Degraus de Tari-
fação (ver Degrau Tarifário) e cada uma das localidades cadastradas no sistema
através da pasta Matriz de Tarifação. Para cada degrau também pode ser observada a
localidade que esta associada a ele através das Propriedades da Matriz de Tarifação.

Tópicos deste capitulo:


• Cadastrando uma Nova Localidade

i • Uma localidade criada pelo usuário nao poderá ser usada para criar um
site, mas somente localidades criadas pelo Atualizador de Tarifas (ver
7.1 Atualizador de Tarifas (CR Atualizador de Tarifas).

4.2.6.1 Cadastrando uma Nova Localidade


Para cadastrar uma nova Localidade, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Abra o “Explorer” do CallReport.
b) Clique duas vezes na pasta “Sistema”.
c) Clique com o botão direito do mouse na pasta “Localidades”.
d) Clique na opção “Criar”.

Passo 2
a) No campo “Código Internacional”, digite o número de acesso Internacional do país
onde será cadastrada a localidade sem utilizar o “00” (o Brasil tem o código 55).

A30808-X5226-V121-01-V419 172
Manual do Usuário CallReport

b) No campo “Código de Área”, digite o número de acesso nacional da região local


(código DDD) sem utilizar o “0” (11, 21, 41, etc.).
c) Se necessário, no campo “Número”, digite o complemento do número (3411234,
5554321, etc..) da localidade a ser cadastrada com no máximo 16 dígitos.
d) No campo “Nome”, digite o nome da localidade (Curitiba, São Paulo, etc.) a ser
criada com no máximo 29 caracteres.
e) No campo “Região”, digite a nome da região (Paraná, São Paulo, etc.) onde fica esta
localidade com no máximo 29 caracteres.
f) Clique no botão “OK” para Finalizar ou “Aplicar” para criar outra localidade.

i • Para visualizar ou modificar as características de uma localidade, após


localizar a localidade desejada, clique duas vezes sobre a mesma ou
clique com o botão direito sobre ela e clique na opção “Propriedades”.

i •


Para excluir uma localidade, após localizar a localidade desejada, com o
botão direito do mouse clique sobre ela e clique na opção “Excluir”.
Somente as localidades criadas pelo usuário poderão ser excluidas e alte-
radas.

Figura 4.74 Cadastrando Localidade

Ao cadastrar Localidades, os seguintes campos devem ser preenchidos:


– Código Internacional -> Código DDI do País da localidade. Ex.: Brasil = 55, EUA
= 1, Alemanha = 49.
– Código de área -> Código DDD associado à localidade. Ex.: Curitiba = 41, São
Paulo = 11, Campinas = 19, Rio de Janeiro = 21;
– Número -> Número que identifica a localidade. Este número pode ser genérico ou
específico. Por exemplo, considere a Tabela 3 - localidade. Neste caso, uma ligação
para o número 554133415000 será identificada como ligação para a localidade
Siemens Curitiba, enquanto que uma ligação para 554133334444 será identificada

A30808-X5226-V121-01-V419 173
Manual do Usuário CallReport

como ligação local para Curitiba. Isso é feito para que as localidades possam ser
filtradas nos relatórios. Não afeta necessariamente a tarifação.
– Nome -> Nome da localidade. Este nome será utilizado nos relatórios
– Região -> Para facilitar a identificação das localidades. Por exemplo, para locali-
dades dentro do Brasil, utiliza-se a abreviação do estado. Para localidade em outros
países, utiliza-se a abreviação do país.
Tabela 4.7 Localidade
Código internacional 55 55
Código de Área 41 41
Número 3 33415
Nome Ligação Local Curitiba Siemens Curitiba

4.2.7 A Pasta Usuários


O início das programações do CallReport deve ser a definição dos usuários que terão
acesso ao programa e em que nível de segurança.
O CallReport já vem com um usuário programado, “user”, com a senha de acesso
“master”. Esse usuário tem os direitos de administrador pleno do sistema e é o mesmo
em todos os softwares instalados. Por isso, é necessário que a senha seja mudada,
logo após a instalação.

4.2.7.1 Criando um usuário


Clicando com o botão direito do mouse sobre a pasta Usuários é aberto um menu de
comandos com as seguintes opções:

Figura 4.75 Criar um usuáriol

Explorar
Para abrir o explorer da pasta Usuários siga os passos a seguir:
1. Selecione a pasta Usuários;
2. Aperte o botão direito do mouse para ativar o menu de comandos;]
3. Escolha a opção Explorar.

A30808-X5226-V121-01-V419 174
Manual do Usuário CallReport

Criar
Para criar um novo usuário siga os passos a seguir:
1. Selecione a pasta Usuários;
2. Aperte o botão direito do mouse para ativar o menu de comandos;
3. Escolha a opção Criar.
Ao selecionar a opção Criar, uma janela popup vai ser aberta onde serão configurados
os seguintes ítens:

Guia “Geral”
Nesta guia são definidas as informações gerais do usuário.

Figura 4.76 Guia Geral

– Campo “Nome” -> permite que seja definido um nome único que identifica o
usuário no sistema CallReport.
– Botão “Senha” -> permite configurar a senha do usuário a ser criado. Ao apertar
este botão é acionada uma janela popup com os seguintes campos:
– Campo “Senha” -> deve-se definir a senha para a aceitação do logon do usuário
no sistema.
– Campo “Confirmar senha” -> deve-se repetir a senha inserida no campo Senha
para que esta possa ser validada.
– Botão "Ok" -> confirma a senha digitada. Caso as senhas não sejam digitadas
corretamente o sistema exibirá uma mensagem popup: "A confirmação não
confere com a senha. Por favor digite novamente".
– Botão "Cancelar" -> cancela as alterações feitas e fecha a janela aberta com o
botão Senha.
– Campo "Nível de Acesso" -> O campo Nível de Acesso, permite que seja definido,
para cada usuário, um nível de acesso que determina as suas permissões de
acesso aos recursos do sistema. Dependendo deste nível, as funções do usuário
devem ser entendidas como a de um administrador (nível 7), supervisor (nível 6) ou
de um simples usuário do sistema.
– Nível 1, Agenda Telefônica;
– Nível 2, Nível 1 + Relatórios de Tráfego, Relatórios de Custo, Relatório Lista Tele-
fônica.

A30808-X5226-V121-01-V419 175
Manual do Usuário CallReport

– Nível 3, Nível 2+ Monitoração de bilhetes em tempo real;


– Nível 4, Nível 3 + configuração de ramais, atendentes, troncos, grupos de
troncos, equipamentos e empresas. Usuários desse nível podem solicitar retari-
fação;
– Nível 5, Nível 4 + Relatório Histórico de Ramal, Relatório Histórico de Grupos de
Troncos, Configuração de concessionárias e tarifas. Usuários desse nível podem
sobrescrever histórico de ramal e grupos de troncos;
– Nível 6, Nível 5 + Relatórios de Seqüência de Ocorrências, Seqüência de
Bilhetes, Seqüência de Registros. (NÍVEL DO SUPERVISOR);
– Nível 7, Acesso a todos os recursos do sistema. (NÍVEL DO ADMINISTRADOR).

Guia "Notificação de Relatório"


Nesta guia, é possível escolher o tipo da notificação de que um dos relatórios requisi-
tados pelo usuário foi concluído.

Figura 4.77 Guia Notificação de Relatório

– Campo "Notificação de Relatório Pronto", fornece 3 opções de notificação:


– Soar bip (n) vez(es) quando um novo relatório é concluído, a notificação é feita
através de 1 a 5 bips;
– Abrir uma caixa de mensagem quando um novo relatório é concluído, a notifi-
cação é feita através da abertura de uma caixa de mensagem;
– Não notificar quando um novo relatório é concluído, ausência de notificação
específica.

A30808-X5226-V121-01-V419 176
Manual do Usuário CallReport

Guia "Idioma"
Na guia Idioma deve-se escolher o idioma utilizado toda vez que o usuário fizer logon
no sistema.

Figura 4.78 Guia Idioma

Guia "Excluir"
Figura 4.79 Guia Excluir

– Campo "Confirmação de Exclusão", fornece 3 opções de confirmação:


– Sempre solicitar confirmação;
– Solicitar confirmação se for mais que um ítem;
– Nunca solicitar confirmação.
– Botões "Ok/Cancelar/Aplicar", permitem, respectivamente, confirmar, cancelar
ou aplicar as alterações feitas.

A30808-X5226-V121-01-V419 177
Manual do Usuário CallReport

4.2.7.2 Autorizações

Serviços Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 4 Nível 5 Nível 6 Nível 7


Agenda Telefônica Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim
Relatórios de Tráfego Não Sim Sim Sim Sim Sim Sim
Relatórios de Custo Não Sim Sim Sim Sim Sim Sim
Relatório de Lista Telefônica Não Sim Sim Sim Sim Sim Sim
Monitoração de Bilhetes Não Não Sim Sim Sim Sim Sim
Online
Configuração de Ramais, Não Não Não Sim Sim Sim Sim
Atendentes e Empresas
Configuração de todos os Não Não Não Não Sim Sim Sim
objetos do sistema
Retarifação Não Não Não Sim Não Não Sim

4.2.7.3 Descrição dos Serviços


Abaixo estão relacionados os tipos de serviço divididos para os sete níveis de acesso:

Agenda Telefônica
Permite o rápido acesso aos Ramais configurados a partir do nome do usuário principal
e / ou a partir de sua empresa (ver A Pasta Empresas) e divisão organizacional.

Relatórios de Tráfego
São responsáveis em mostrar o desempenho do atendimento, utilização dos Troncos
entre outros.

Relatórios de Custo
São responsáveis em colocar o custo em uma chamada telefônica para o ramal (ver
Ramais) que efetuou a chamada.

Relatório de Lista Telefônica


Permite criar uma listagem com todos os ramais cadastrados da empresa.

Monitoração de Bilhetes Online


Permite acompanhar as chamadas em tempo real, ou seja, no momento em que ela
chega ao CallReport, já com o custo da ligação.

Emissão de SLIP
Permite a emissão em tempo real de relatórios com custo individuais para cada
chamada realizada.

Configuração de Ramais, Atendentes e Empresas


Permite criar, modificar ou apagar as características de cadastramento dos ramais,
atendentes empresas (Organograma).

Configuração de todos os objetos do sistema


Permite criar, modificar ou apagar além das características de cadastramento acima,
usuários, tarifas, localidades entre outros.

A30808-X5226-V121-01-V419 178
Manual do Usuário CallReport

Retarifação
Recalcula o custo das chamadas de um período com novos Fatores de Custo (novas
Tarifas).

4.3 SLIP
O SLIP é um aplicativo que permite que o usuário crie uma outra saída de bilhetes que
podem ser filtrados e formatados de forma que possam ser utilizados para outros fins.
No SLIP podem ser configurados filtros para os bilhetes tarifados e também pode-se
configurar o formato dos bilhetes para a saída.
Pode-se configurar 4 tipos de saída: serial, TCP/IP, arquivo ou impressora.

Tópicos deste capitulo:


• Iniciando o SLIP
• Configurando Filtros e Formatos dos Bilhetes
• Configurando a Saída
• Iniciando o Processo de SLIP
• Interrompendo o Processo de SLIP
• Reiniciando o Processo de SLIP
• Finalizando o Processo de SLIP
• Configurações do SLIP
• Abrindo uma Configuração do SLIP
• Finalizando o SLIP

4.3.1 Iniciando o SLIP


Para iniciar o SLIP, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Acesse o Menu Iniciar,
b) Clique na opção Todos os Programas,
c) Clique na pasta Siemens Telecommunications,
d) Clique na pasta Siemens CallReport,
e) Clique na opção Interface com Aplicação Externa.

A30808-X5226-V121-01-V419 179
Manual do Usuário CallReport

Figura 4.80 Ativação de SLIP

4.3.2 Configurando Filtros e Formatos dos Bilhetes


Para configurar os filtros para os bilhetes tarifados, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) No menu “Configurações”, clique na opção “Bilhetes”.

Passo 2
a) Clique na guia “Filtros”.
b) Selecione o “Site Origem”.
c) Clique no botão para selecionar dentro do Organograma a Empresa ou Divisão
Organizacional desejada para este filtro.
d) No campo “Número Discado” digite o número dos quais deseja que apareçam os
bilhetes.
e) Clique no botão para selecionar em uma lista o Centro de Custo desejado.
f) Clique no botão para selecionar em uma lista o PIN desejado.
g) No campo Ramais, selecione um intervalo de ramais nos campos “De” e “Até”,
disponíveis abaixo.
h) No campo “Custo Tarifário Menor que”, digite o mínimo valor da chamada dos
bilhetes que serão enviados.
i) No campo “Custo Tarifário Maior que”, digite o máximo valor da chamada dos
bilhetes que serão enviados.
j) No campo “Duração Menor que”, digite a mínima duração da chamada dos bilhetes
que serão enviados.
k) No campo “Duração Maior que”, digite a máxima duração da chamada dos bilhetes
que serão enviados.
l) No campo “Tipo de Chamada” selecione os tipos de chamadas dos bilhetes que
serão enviados.

A30808-X5226-V121-01-V419 180
Manual do Usuário CallReport

m) No campo “Categoria de Chamada” selecione as categorias das chamadas dos


bilhetes que serão enviados.

Figura 4.81 Configura Filtros do SLIP

Passo 3
a) Clique na guia “Seqüência”.
b) Assinale um ou mais itens do “Campos Selecionados”.
c) Clique no botão “Remover” para os itens selecionados não aparecerem nos campos
dos bilhetes que serão enviados, ou

A30808-X5226-V121-01-V419 181
Manual do Usuário CallReport

d) Clique no botão “Adicionar” para os itens selecionados aparecerem nos campos


dos bilhetes que serão enviados.

Figura 4.82 Configura Filtros do SLIP

Passo 4
a) Clique na guia “Formatos”.
b) Clique no botão para selecionar o caracter que fará a separação dos campos dos
bilhetes.
c) Clique no botão para selecionar o formato de separação dos bilhetes.
d) Clique no botão para selecionar o “Caracter de Separação.
e) Entre com o valor para o “Número de Repetições”.
f) No campo “Data” selecione o formato da data (dia, mês e ano).
g) No campo “Horas” selecione o formato da hora (hora, minutos e segundos).
h) Caso selecionado “Mês por extenso” há a possibilidade modificar o nome dos
meses do ano no campo “Meses”.
i) No campo “Símbolo Decimal”, digite o caracter separador de casas decimais.
j) No campo “Símbolo Milhar”, digite o caracter separador de milhar.
k) No campo “Representação Decimal”, selecione o formato dos números com casas
decimais.

A30808-X5226-V121-01-V419 182
Manual do Usuário CallReport

l) Clique em “OK” para finalizar esta operação

Figura 4.83 Formato do SLIP

i •


Pressionando a tecla <Ctrl> e clicando sobre os nomes serão marcados
alternados.
Pressionando a tecla <Shift> e clicando no primeiro nome e depois no
último serão adicionados todos os itens da seqüência.

i •


Para restabelecer a configuração padrão dos bilhetes, clique no botão
“Padrão”.
Para colocar na ordem desejada, assinale um item de cada vez e clique
nos botões “Move p/ Cima” ou “Move p/ Baixo”, colocando assim os itens
da forma desejada.

4.3.3 Configurando a Saída


Para configurar o tipo de saída dos bilhetes, siga os passos abaixo:

Passo 1

A30808-X5226-V121-01-V419 183
Manual do Usuário CallReport

a) No menu “Configurações”, clique na opção “Saída”.

Passo 2
a) Selecione o tipo de saída desejado”.
– Serial: para enviar os bilhetes através de uma porta serial.
– Arquivo: para selecionar um arquivo aonde serão gravados os bilhetes em
formato texto
– TCP/IP: permite a definição da porta utilizada. O host é o proprio IP local.
– Impressora: para selecionar uma impressora na qual serão impressos os
bilhetes.
b) Clique no botão “Configurar” para definir o dispositivo de saída.
c) Clique em “OK”.

Figura 4.84 Saída do SLIP

4.3.4 Iniciando o Processo de SLIP


Para iniciar o processo, siga os passos abaixo:

Passo 1

A30808-X5226-V121-01-V419 184
Manual do Usuário CallReport

a) No menu “Processamento”, clique na opção “Iniciar”.

Figura 4.85 Saída do SLIP

4.3.5 Interrompendo o Processo de SLIP


Para interromper momentaneamente o processo, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) No menu “Processamento”, clique na opção “Parar Momentaneamente”.

Figura 4.86 Interrompendo SLIP

4.3.6 Reiniciando o Processo de SLIP


Para reiniciar o processo, siga os passos abaixo:

Passo 1

A30808-X5226-V121-01-V419 185
Manual do Usuário CallReport

a) No menu “Processamento”, clique na opção “Continuar”.

Figura 4.87 Continuando o SLIP

4.3.7 Finalizando o Processo de SLIP


Para finalizar o processo, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) No menu “Processamento”, clique na opção “Encerrar”.

Figura 4.88 Encerrando o SLIP

i • Não se pode configurar a saída para mais de um dispositivo ao mesmo


tempo.

4.3.8 Configurações do SLIP


Para salvar as configurações do SLIP, siga os passos abaixo:

A30808-X5226-V121-01-V419 186
Manual do Usuário CallReport

Passo 1
a) No menu “Arquivo”, clique na opção “Salvar Como”.

Passo 2
a) Escolha um nome para esta configuração digitando no campo “Nome do Arquivo”.
b) Clique no botão “Salvar”.

Figura 4.89 Salvando configuração do SLIP

4.3.9 Abrindo uma Configuração do SLIP


Para abrir um arquivo com uma configuração de SLIP, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) No menu “Arquivo”, clique na opção “Abrir”.

Passo 2
a) Clique sobre o nome de uma das configurações já definidas (todas tem extensão
.cfg).
b) Clique no botão “Abrir”.

Figura 4.90 Abrindo Arquivo de Configuração do SLIP

A30808-X5226-V121-01-V419 187
Manual do Usuário CallReport

4.3.10 Finalizando o SLIP


Para finalizar o aplicativo SLIP, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Clique no botão “Fechar” ou
No menu “Arquivo”, clique em “Sair”.

Figura 4.91 Sair do SLIP

i • Para que o SLIP inicie a impressão dos bilhetes, é necessário encerrar o


processo de SLIP.

A30808-X5226-V121-01-V419 188
Manual do Usuário CallReport

5 A Base de dados do CallReport


Todos os itens referentes a base de dados estão juntos no Explorer do CallReport.
Maiores detalhes podem ser vistos no capítulo “O Explorer do CallReport”.
Uma base de dados mínima para que o CallReport possa emitir relatórios de custos,
deve ter pelo menos os seguintes itens.
• Cadastrando os Ramais.
• Cadastrando os Atendentes.
• Cadastrando os Troncos.
• Cadastrando os Grupos de Troncos.
• Cadastrando as Localidades.
• Cadastrando os Feriados.
• Cadastrando as Concessionárias e todos os itens relacionados.
• Cadastrando pelo menos uma Empresa.

i • Observe que estes itens são os básicos para o CallReport, porém não
deixe de cadastrar corretamente as demais informações para um maior
detalhamento dos relatórios e facilidades.

Veja também:
• O Explorer do CallReport.

A30808-X5226-V121-01-V419 189
Manual do Usuário CallReport

6 Facilidades do CallReport
As facilidades oferecidas pelo CallReport são bastante úteis, principalmente para as
telefonistas e recepcionistas que tem acesso ao CallReport, sendo que neste caso uma
instalação em rede seria o ideal.
As facilidades são:
• Monitoração de Bilhetes
• Agenda Telefônica

6.1 Monitoração de Bilhetes


A opção "Monitoração de Bilhetes" serve para acompanhar ON LINE os Bilhetes que
estão chegando do PABX para o CallReport, já com o valor da chamada.
É possível armazenar várias configurações de visualização, facilitando assim a visuali-
zação dos principais campos que compõem uma linha do Bilhete já processado.
Monitor marca bilhetes que tiveram algum tipo de erro de processamento com o
símbolo e pode ser configurado pra sinalizar determinados bilhetes com o símbolo
.

Tópicos deste capítulo:


• Criar uma Nova Configuração de Monitoração de Bilhetes
• Abrir um monitor
• Campos do Monitor
• Bilhetes com Erro

6.1.1 Criar uma Nova Configuração de Monitoração de Bilhetes


• Nível de Acesso mínimo requerido: 3
Para criar uma nova configuração de monitoração de bilhetes do CallReport, siga os
passos abaixo:

Passo 1
Existem duas maneiras de iniciar uma nova monitoração de bilhetes:
a) Clique no botão Novo Monitor de Bilhetes . Neste caso, uma configuração
default será aberta, que mostrará todos os bilhetes que chegarem ao PABX. Através
deste item o usuário pode criar um monitor que se adeque a suas necessidades.
OU
b) Clique na opção “Aplicação” do Menu
c) Selecione a opção “Monitoração de Bilhetes”.

A30808-X5226-V121-01-V419 190
Manual do Usuário CallReport

d) Clique em Nova

Figura 6.1 Monitor de Bilhetes

Através do botão (Configura Monitor) o usuário pode definir filtros, alarmes e quais
campos deseja no Monitor.

6.1.1.1 Filtros
O usuário pode filtrar os bilhetes que serão exibidos no Monitor.
Para utilizar os filtros, siga os passos a seguir:
a) Clique em Novo Monitor .
b) Clique em Configura Monitor .
c) Clique na Guia Filtros
Será mostrada a tela da Figura 6.2.

Descrição dos Campos


– Site Origem -> Filtra os bilhetes pelo Site. Cada PABX tarifado representa um site.
Clicando no botão mostra todos os sites disponíveis
– Empresa/Divisão Organizacional -> Filtra pela empresa ou pela divisão organiza-
cional. Clicando no botão abre a tela para selecionar empresa ou a divisão orga-
nizacional.
– Número Discado -> Filtra pelo número discado. O usuário pode digitar um número
que deseja que o Monitor filtre. Se clicar o botão , abre uma tela que lista todos os
números das localidade cadastrados no CallReport.
– É possível selecionar todos os números definidos na lista, assinalando a opção
“Todos”.
– É possível utilizar os caracteres “*”, para substituir os últimos números (Ex.:
02121*) e o “?” para substituir 1 número (Ex.: 02?21*)
– Ramais -> o Usuário pode filtrar um ramal ou uma faixa. Clique na botão de opção
De e selecione o ramal de início da faixa. No campo Até, digite o ramal de fim da

A30808-X5226-V121-01-V419 191
Manual do Usuário CallReport

faixa. Caso deseje filtrar somente um ramal, digite o mesmo ramal em ambos os
campos. Caso clique no botão Todos, este filtro não será utilizado.
– Chamada -> Filtra por tipo e categoria da chamada.
Categoria -> Filtra pela categoria da chamada. Esta pode ser:
– Todos – Este filtro não é utilizado
– Local- Para chamadas feitas no próprio município.
– Regional- Para chamadas feitas para municípios próximos (também chamadas
de conurbadas)
– Interurbana- Para chamadas que comecem com o dígito 0.
– Internacional- Para chamadas que comecem com os dígitos 00.
– Celular Local - Para chamadas feitas para celulares da própria região (mesmo
prefixo DDD).
– Celular Interurbano- Para chamadas feitas para celulares de outras regiões.
– Linha Privada- Para chamadas feitas por uma linha privada (LP) da empresa.
– Serviço- Para chamadas tipo 102, 190, etc.
– Chamada a Cobrar- Para chamadas a cobrar.
– Linha Privada – Para chamadas feitas ou recebidas através da Linha Privda.
Tipo -> Filtra pelo tipo da chamada. Esta pode ser:
– Todos – Este filtro não é utilizado
– Entrante – Mostra somente bilhetes de chamadas entrantes
– Sainte – Mostra somente bilhetes de chamadas saintes
– Interna – Mostra somente bilhetes de chamadas internas
– Tandem – Mostra somente bilhetes de chamadas tronco a tronco.
Filtrar chamadas quando -> O usuário pode filtrar os bilhetes por valor e duração
– Custo tarifário menor que -> Marcar o flag e digitar o valor mínimo da chamada
para que seja exibida no monitor. Chamadas com custo tarifário inferior a esse
valor não são exibidas. Por exemplo: Não mostrar chamadas com custo inferior a
R$5,00.
– Custo tarifário maior que -> Marcar o flag e digitar o valor máximo da chamada
para que seja exibida no monitor. Chamadas com custo tarifário superior a esse
valor não são exibidas. Por exemplo: Não mostrar chamadas com custo superior
a R$15,00.

• Custo tarifário diz respeito ao s valores das tarifas. O custo adicional do

i Fatores de Custo não são considerados para este filtro.

– Duração menor que -> Marcar o flag e digitar a duração mínima da chamada
para que seja exibida no monitor. Chamadas com duração inferior a esse tempo
não são exibidas. Por exemplo: Não mostrar chamadas com duração inferior a 15
segundos.
– Duração maior que -> Marcar o flag e digitar a duração máxima da chamada
para que seja exibida no monitor. Chamadas com duração superior a esse tempo

A30808-X5226-V121-01-V419 192
Manual do Usuário CallReport

não são exibidas. Por exemplo: Não mostrar chamadas com duração superior a
30 minutos.

Figura 6.2 Configura Filtro do Monitor de Bilhetes

• Os filtros são aplicados em combinação. Somente chamadas que aten-

i •
derem todos os filtros serão mostradas.
O Filtro não impede que o bilhete seja coletado pelo CallReport. Ele só
barra a exibição no Monitor.

6.1.1.2 Alarmes
O usuário pode configurar o Monitor para sinalizar determinados bilhetes que são
exibidos no Monitor. Chamadas que acionem o alarme serão sinalizadas com o símbolo
.
Para utilizar os alarmes, siga os passos a seguir:
a) Clique em Novo Monitor .
b) Clique em Configura Monitor .
c) Clique na Guia Alarmes
Será mostrada a tela da Figura 6.3.

A30808-X5226-V121-01-V419 193
Manual do Usuário CallReport

Neste caso, quando for detectado um dos itens assinalados, as opções de alarme serão
notificadas na tela do micro.

Figura 6.3 Configuração de alarmes do Monitor de Bilhetes

Descrição dos Campos


– Custo Tarifário Menor que -> Marcar o flag e digitar o valor limite. Uma chamada
que tenha custo tarifário inferior a esse limite será marcada no monitor com o
símbolo .
– Custo Tarifário Maior que -> Marcar o flag e digitar o valor limite. Uma chamada
que tenha custo tarifário superior a esse limite será marcada no monitor com o
símbolo .
– Duração da Chamada Menor que -> Marcar o flag e digitar a duração limite. Uma
chamada que tenha duração inferior a esse limite será marcada no monitor com o
símbolo .
– Duração da Chamada Maior que -> Marcar o flag e digitar o valor limite. Uma
chamada que tenha duração superior a esse limite será marcada no monitor com
o símbolo .
– Tempo de Espera Menor que -> Marcar o flag e digitar o valor limite. Uma
chamada que tenha tempo de espera inferior a esse limite será marcada no monitor
com o símbolo .
– Tempo de Espera Maior que -> Marcar o flag e digitar o valor limite. Uma chamada
que tenha tempo de espera superior a esse limite será marcada no monitor com o
símbolo .

A30808-X5226-V121-01-V419 194
Manual do Usuário CallReport

• É possível assinalar mais de uma opção, desta forma por exemplo

i •
podemos monitorar uma chamada com duração entre 1 e 10 minutos, cujo
o custo fique entre R$ 1,00 e R$ 10,00.
O alarme Tempo de Espera só funcionará se o PABX enviar essa infor-
mação no bilhete.

6.1.1.3 Colunas
O usuário pode selecionar quais campos devem ser exibidos no Monitor. Para seleci-
onar, siga os seguintes passos:
a) Clique em Novo Monitor .
b) Clique em Configura Monitor .
c) Clique na Guia Colunas
Será mostrada a tela da Figura 6.4.

Descrição dos Campos


– Janela Lista de Campos -> Mostra todos os campos que podem constar no
Monitor.
– Janela Campos Selecionados -> Mostra os campos que constam no Monitor.
– Botões
– Adicionar -> Adiciona a campo em Campos Selecionados
– Remover -> Remove o campo de Campos Selecionados
– Move p/ Cima -> Move o campo para cima em Campos Selecionados. Isto faz
com que a coluna correspondente se mova para a esquerda na janela do Monitor.
– Move p/ Baixo -> Move o campo para baixo em Campos Selecionados. Isto faz
com que a coluna correspondente se mova para a direita na janela do Monitor.
– Limpar Todos -> Retira todos os campos de Campos Selecionados.

Figura 6.4 - Configuração das Colunas do Monitor

A30808-X5226-V121-01-V419 195
Manual do Usuário CallReport

Descrição da Lista de Campos


– Categoria da Chamada Classifica a chamada a partir do número discado e da rede
de telefonia utilizada como: local, celular local, celular interurbana, interurbana naci-
onal (DDD), interurbana internacional (DDI), ou linha privada.
– Categoria da Variação Indica em que faixa (horário do dia) a chamada inciou
(normal, comercial, ou econômica.
– Charge Units Quantidade de unidades de tarifação aplicadas na chamada. Esse
parâmetro é calculado pela Central Telefônica ( PABX ), mas não é utilizado no
Brasil. Código de Acesso Código utilizado para acessar um tronco de saída. Custo
da Concessionária O custo tarifário de uma chamada compreende apenas o valor
calculado pela aplicação das tarifas cadastradas para as concessionárias da rede
pública de telefonia ou das tarifas cadastradas para determinadas linhas privadas
de uma rede de telefonia privada.
– Custo Total O custo total da chamada é calculado acrescentando-se ao custo tari-
fário da mesma os percentuais especificados pelos fatores de custo definidos para
os equipamentos de ramal e tronco utilizados na execução da chamada e pelo fator
de custo especificado para o usuário do ramal originador da chamada. Data Dia,
mês e ano em que a chamada foi executada.
– Data do PC Dia, mês e ano em que o bilhete da chamada foi recebido pelo sistema
CallReport.
– Duração Tempo de conversação da chamada.
– Espera Para chamadas entrantes, define o tempo durante o qual o ramal ficou
tocando antes da chamada ter sido atendida pelo seu destino.
– Hora Hora, minuto e segundo em que a chamada foi executada.
– Hora do PC Hora,minuto e segundo em que o bilhete da chamada foi recebido pelo
sistema CallReport.
– Localidade Identificação associada ao número externo (discado ou originador de
chamada).
– Processamento Indicador do resultado do processamento do bilhete de chamada
telefônica.
Se o bilhete for acompanhado por uma cruz vermelha, este campo mostra qual foi
o erro.
– Categoria de Custo Representa o fator de custo aplicado à chamada ( tarifário,
acrescido, ou com desconto )
– Número de A Para chamadas entrantes, define o número do originador externo da
concessionária pública de telefonia.
– Número discado Número discado para atingir o destino.
– Origem Identificação do dispositivo gerador da chamada.
– Destino Identificação do dispositivo receptor da chamada.
– Particionamento Indica se a chamada foi tarifada totalmente pelo horário de início
ou se o cálculo da tarifa é particionado nas faixas de horários que a chamada atra-
vessou PIN Private Identification Number. Mostra a senha utilizada fara efetuar esta
chamada.
– Tipo da Chamada Define a chamada como de Entrada, de Saída, TANDEM ou
Interna.

• Como padrão são mostrados todos os itens localizados na área “Campos

i Selecionados”, desta maneira todos os campos estarão visíveis.

A30808-X5226-V121-01-V419 196
Manual do Usuário CallReport

• Pressionando a tecla <Ctrl> e clicando sobre os nomes serão marcados

i •
alternados.
Pressionando a tecla <Shift> e clicando no primeiro nome e depois no
último serão adicionados todos os itens da seqüência.

6.1.1.4 Utilizando a Configuração


Clique no botão “OK” para finalizar.

6.1.1.5 Salvando a Configuração


a) Caso queira salvar esta configuração, clique no botão
b) Escolha um nome para esta configuração digitando no campo “Nome do Arquivo”.
c) Clique no botão “Salvar”.

6.1.2 Abrir um monitor


a) Clique no botão Monitor de Bilhetes . Selecione um arquivo de uma configu-
ração salva anteriormente. OU
b) Clique na opção “Aplicação” do Menu
c) Selecione a opção “Monitoração de Bilhetes”.
d) Clique em Abrir e selecione um arquivo de uma configuração salva anteriormente.

6.1.3 Campos do Monitor


• O botão limpa a tela de monitoração.

• O botão grava em arquivo texto (.TXT) o conteúdo da janela

• O botão congela a tela, permitindo ao usuário examiná-la.

• O botão vai para tela de configuração do Monitor

• O botão grava a configuração

• Congelar o Monitor não interrompe a bilhetagem!!

i
6.1.4 Bilhetes com Erro
Caso o bilhete seja sinalizado com o símbolo quer dizer que houve um erro no
processamento do bilhete e por isso ele não foi tarifado.
Se houve erro no processamento, a coluna Proc. mostra o Código de Processamento
e através dele, é possível diagnosticar o erro e saná-lo. Bilhetes processados correta-
mente tem código 0.

A30808-X5226-V121-01-V419 197
Manual do Usuário CallReport

Códigos de Processamento
Os códigos de Processamento tem os seguintes valores e significados:

Resultado Código Descrição


Sem Erro 00 O processamento do bilhete foi concluído com sucesso.
Reservado 01 Valor reservado para o sistema.
Data do PABX inválida 02 O processamento do bilhete foi abortado porque a data de
início da chamada reportada pelo PABX no bilhete não
pôde ser entendida e traduzida. O sistema a substitui pelo
valor default de 01/01/1970 ou o bilhete é adicionado ao
log de bilhetes com erro de tradução.
Hora do PABX inválida 03 O processamento do bilhete foi abortado porque a hora de
inicío de chamada reportada pelo PABX no bilhete não
pôde ser entendida e traduzida. O sistema a substitui pelo
valor default de 22:00:00 ou o bilhete é adicionado ao log
de bilhetes com erro de tradução.
Duração da chamada inválida 04 O processamento do bilhete foi abortado porque a duração
da chamada reportada pelo PABX no bilhete não pôde ser
entendida e traduzida. O sistema a susbstitui pelo valor
default de 0 segundos ou o bilhete é adicionado ao log de
bilhetes com erro de tradução.
Tabela Tarifária ou degrau ine- 05 O processamento do bilhete foi abortado porque não foi
xistente encontrado um degrau de tabela tarifária associado à loca-
lidade atingida pela chamada a partir do número discado.
Vigência inexistente 06 O processamento do bilhete foi abortado porque para a
data de realização da chamada telefônica não foi encon-
trado cadastro de existência de tarifas no sistema.
Tronco não configurado 07 O processamento do bilhete foi abortado porque a identifi-
cação de tronco utilizado para a realização da chamada
não é conhecida pelo sistema. Esta identificação foi cata-
logada automaticamente na área de dispositivos não
cadastrados.
Localidade não configurada 08 O processamento do bilhete foi abortado porque não foi
identificada uma localidade para o número discado repor-
tado pelo bilhete.
Localidade não associada 09 O processamento do bilhete foi abortado porque a locali-
dade identificada pelo número discado não está associada
a uma tabela tarifária.
Escala de Tempo inexistente 10 O processamento do bilhete foi abortado porque não
existe uma escala de tempo definida para o dia de semana
em que foi executa a chamada.
Faixa inexistente 11 O processamento do bilhete foi abortado porque não
existe uma faixa na escala de tempo que defina os parâ-
metros para a hora em que foi executada a chamada.
Dia de semana não associado 12 O processamento do bilhete foi abortado porque o dia de
semana em que foi executada a chamada não possui uma
escala de tempo para reger as suas 24 horas.
Faixa não definida 13 O processamento do bilhete foi abortado porque para o
momento do dia em que a chamada foi executada não
existe definição da faixa que especifica os valores de tarifa
a serem aplicados.

A30808-X5226-V121-01-V419 198
Manual do Usuário CallReport

Custo de LP inexistente 14 O processamento do bilhete foi abortado porque não


foram definidos os custos associados à linha privada utili-
zada.
Ramal ou Atendente não confi- 15 O cálculo do custo tarifário da chamada telefônica foi exe-
gurado cutado, mas o sistema não conhece a identificação de
ramal e atendente reportada. Esta identificação foi catalo-
gada na área de dispositivos não cadastrados. O bilhete
não contribui para nenhum relatório de tarifação do sis-
tema baseado em unidade organizacional.
PIN não configurado 16 O cálculo do custo tarifário da chamada foi executado,
mas o sistema não conhece o valor indicado como PIN.
Código da Concessionária não 17 A chamada efetuada apresenta um código de concessio-
configurado nária que não está configurado no sistema.
Reservado 18 Valor reservado para o sistema.
Reservado 19 Valor reservado para o sistema.
Inconsistência de data/hora 20 A data/hora do PABX e do PC diferem de um valor maior
do que o máximo especificado para o sistema. O bilhete foi
processado pelo sistema, mas sua informação não é con-
siderada segura e deve ser analisada pelo administrador
do sistema. O bilhete não contribui para nenhum relatório
de tarifação do sistema.
Reservado 21 Valor reservado para o sistema.
Reservado 22 Valor reservado para o sistema.
Bilhete editado 23 O bilhete teve seu conteúdo alterado através do Editor de
Registro e deve ser submetido ao processo de retarifação.
Tabela de Prefixos não encon- 24 Não foi encontrada uma tabela de prefixos para o bilhete
trada recebido.
Vigência da Tabela de Prefixos 25 Não foi encontrada uma tabela de prefixos com vigência
não encontrada válida para a data especificada no bilhete recebido.
Prefixo não encontrado 26 O número discado do bilhete recebido não apresenta
nenhum dos prefixos de discagem da tabela de prefixos
especificada.
Número mínimo de dígitos não 27 O número discado do bilhete não atingiu o número mínimo
atingido de dígitos definido para o correspondente prefixo de disca-
gem na tabela de prefixos.

6.2 Agenda Telefônica


A opção agenda telefônica serve para localizar um usuário cadastrado no CallReport,
desta forma identificar o seu ramal e o setor.
Esta opção pode ser muito útil para uma recepcionista ou telefonista temporária. É
possível também utilizar o sistema em Rede e desta forma distribuir esta facilidade de
informações a todos os interessados dentro da empresa.

Tópicos deste capitulo:


• Iniciar uma Consulta na Agenda Telefônica
• Encerrar a Agenda Telefônica

6.2.1 Iniciar uma Consulta na Agenda Telefônica


• Nível de Acesso mínimo requerido: 1

A30808-X5226-V121-01-V419 199
Manual do Usuário CallReport

Para iniciar uma consulta na agenda telefônica do CallReport, siga os passos abaixo:

Passo 1
Existem duas maneiras de iniciar a agenda telefônica:

Passo 2
a) Caso seja conhecido o nome (ou parte do nome) da pessoa a ter seu ramal locali-
zado, digite o nome da pessoa no campo “Nome” e selecione a forma de procura
do CallReport:
– Campo inteiro- Serão listados somente os nomes que sejam idênticos aos digi-
tados no campo “Nome”.
– Qualquer parte do campo- Serão listados todos os nomes que contenham o
nome digitado no campo “Nome”.
– Início do campo- Serão listados os nomes que iniciem com o nome digitado no
campo “Nome”.
b) Caso não seja conhecido com certeza o nome, mas é conhecido o setor onde
trabalha, clique no botão para localizar o setor dentro do Organograma da
empresa.

Passo 3
a) Clique no botão “Pesquisar” para iniciar a busca.
b) Caso a listagem seja grande, é possível ordená-la clicando nos botões “Números”,
“Nome”, “Item de Organização” ou “Empresa”.
Para acessar a agenda telefônica do CallReport pelo Menu de Opções, siga os passos
abaixo:
Para acessar a agenda telefônica do CallReport pela Barra de Ferramentas, siga os
passos abaixo:
• Clique na opção “Aplicação”.
• Clique no botão.
• Clique na opção “Agenda Telefônica”.

• A opção de localizar pelo organograma da empresa, serve também para

i localizar um ramal próximo do ramal desejado.

6.2.2 Encerrar a Agenda Telefônica


• Nível de Acesso mínimo requerido: 1
Para encerrar a agenda telefônica do CallReport, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Clique no botão “Sair” da janela da agenda telefônica.

A30808-X5226-V121-01-V419 200
Manual do Usuário CallReport

Veja também:
• Iniciar uma Consulta na Agenda Telefônica

Figura 6.5 Agenda

A30808-X5226-V121-01-V419 201
Manual do Usuário CallReport

7 Utilitários
Os Utilitários do CallReport são bastante úteis para o administrador do sistema de tari-
fação da empresa.
As facilidades dos Utilitários são:
• Atualizador de Tarifas (CR Atualizador de Tarifas)
• Manutenção (CR Manutenção)
• Migrador de Dados (CR Migrador de Dados)
• Configurador de Bilhetes
• Configurador do Buffer

7.1 Atualizador de Tarifas (CR Atualizador de Tarifas)


O aplicativo Atualizador de Tarifas (CR Atualizador de Tarifas) é o responsável pela
criação e atualização das tarifas do sistema. Ele inclui atualização de localidades,
operadoras, planos de tarifas, tabelas de prefixo (padrão) e feriados para todas as
operadoras vigentes no Brasil, assim não há necessidade de realizar alterações de tari-
fação manualmente.

Nota:
Este aplicativo deverá ser executado logo após a instalação do sistema e sempre que
houver algum tipo de atualização. Para executá-lo é necessário fechar o CR Servidor.
O serviço de atualização de tarifas depende de licença adquirida com a revenda e
possui um vencimento; após essa data é necessário entrar em contato com o reven-
dedor para atualizar a licença. A data de expiração é informada na ajuda do programa:
Quando faltarem menos de 30 dias para a expiração da licença, caso a aplicação seja
executada, será apresentada uma mensagem (pop-up) informando o usuário. Após
essa data é necessário entrar em contato com o revendedor para atualizar a licença. A
data de expiração é informada na ajuda do programa.

Figura 7.1 Tela sobre o Atualizador de Tarifas

A30808-X5226-V121-01-V419 202
Manual do Usuário CallReport

Durante a vigência da licença, para receber um arquivo de tarifas é necessário entrar


em contato com o suporte técnico.

Figura 7.2 Tela do Atualizador de Tarifas

A - Campo para a escolha do Site


B - Resumo do Sistema
C - Informações sobre o Site, a operadora e o componete atual
D - Barra de Progresso
E - Botão Iniciar

7.1.1 Iniciando o Atualizador de Tarifas


Para iniciar o atualizador de tarifas, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Feche o Servidor de Tarifação
b) Clique no botão “Iniciar”, localizado na “Barra de Tarefas”.
c) Selecione a opção “Todos os Programas”
d) Selecione a opção “Siemens Telecommunications”.
e) Selecione a opção “Siemens CallReport”.
f) Selecione a opção “Utilitários”
g) Clique na opção “Atualizador de Tarifas”.

A30808-X5226-V121-01-V419 203
Manual do Usuário CallReport

h) Clique em OK na tela de apresentação do Atualizador de Tarifas

Figura 7.3 Ativar Atualizador de Tarifas

7.1.2 Procedimento para atualização


Para a atualização das tarifas através deste aplicativo, é necessário que o usuário:
a) Acesse o WebSite indicado pelo suporte técnico e faça o download do arquivo
chamado cr_tarif_dd_mm_aa.crp(formato Access);
b) Copie o arquivo cr_tarif_dd_mm_aa.crp para o diretório de instalação do CallReport
na pasta "\Database\TarifDb" (por exemplo, C:\Program Files\Siemens-Telecommu-
nications\CR\Databases\TarifDb\cr_tarif_dd_mm_aa.crp);
c) Abra o aplicativo Atualizador de Tarifas (CR Atualizador de Tarifas) e selecione o
menu de Configuração;

Figura 7.4 Menu Configuração

d) Direcione para o local onde está o arquivo cr_tarif_dd_mm_aa.crp e confirme;

Figura 7.5 Selecionar o arquivo

e) Aperte o botão Iniciar .

A30808-X5226-V121-01-V419 204
Manual do Usuário CallReport

Caso o usuário clique no botão Iniciar sem ter informado o local do arquivo de tarifas, a
seguinte mensagem será apresentada:

Figura 7.6 Selecionar o local de dados de origem

• Caso o sistema encontre algum site já cadastrado (no caso de ter sido executado o
migrador de dados ou simplesmente devido a uma atualização das tarifas), a
seguinte tela será apresentada:

Figura 7.7 Tela Inicial do Atualizador de Tarifas

f) Selecione um Site;
g) Aperte o botão Iniciar , novamente, para começar a atualização.

A30808-X5226-V121-01-V419 205
Manual do Usuário CallReport

• Caso seja a primeira vez que o programa seja executado (e não tiver sido
executado o aplicativo), a seguinte tela será apresentada:

Figura 7.8 Nenhum site localizado

Nesse caso será possível apenas a criação das localidades. Uma vez com as locali-
dades criadas no banco de dados, o usuário poderá criar os sites desejados através da
interface com o usuário, escolhendo, para cada site, uma das localidades recém
criadas. Depois ele poderá executar novamente o CR Atualizador de Tarifas para criar
as operadoras e planos para cada site.
a) Selecionar o botão "OK" e a tela principal é apresentada novamente. Na combo
onde ficam os sites, há apenas um "---";
b) Selecionar "Iniciar" e o processo de atualização de localidades será iniciado.

• Depois de criar ou atualizar as localidades, caso seja encontrada uma tabela de


prefixos criada pelo usuário (ou pelo migrador de dados), será apresentada a
seguinte tela:

Figura 7.9 Excluir tabelas de prefixos

A30808-X5226-V121-01-V419 206
Manual do Usuário CallReport

Caso o usuário deseje manter essa tabela, deverá ser pressionado o botão "Não"; com
isso, sua tabela será mantida e a responsabilidade de manter uma tabela de prefixos
consistente fica por conta do usuário.
Caso não haja uma tabela "Padrão" da versão 1.50, ou o usuário pressione o botão
"Sim", o Atualizador de tarifas criará, em sua primeira execução para cada site, uma
tabela de prefixos padrão completa para o uso do Call Report com uma vigência entre
01/01/1999 e 31/12/2035; dentro dessa vigência serão criados prefixos básicos para o
funcionamento do sistema. O usuário poderá criar novos prefixos dentro dessa
vigência, se assim desejar, mas não será possível excluir um prefixo criado pelo Atual-
izador de Tarifas. Com isso será possível garantir a integridade dos dados criados pelo
Atualizador. Caso o usuário não concorde com a tabela padrão, ele poderá criar novas
tabelas (com vigências e prefixos) e associá-las com seus grupos de troncos e/ou
códigos de acesso. Nesse caso a responsabilidade da integridade da vigência e dos
prefixos será exclusivamente do usuário.
• Caso contrário, ou seja, já possua cadastrado as operadoras, planos de tarifa e
sites e deseje alterar/atualizar algum plano cadastrado ou inserir uma nova opera-
dora, será apresentada uma mensagem (pop-up) informando o usuário esta possi-
bilidade:

Figura 7.10 Site cadastrado

A30808-X5226-V121-01-V419 207
Manual do Usuário CallReport

Caso concorde, será apresentada uma nova mensagem (pop-up) informando o usuário
as possibilidades e as suas conseqüências da alteração da operadora selecionada:

Figura 7.11 Alteração da operadora

Confirmando no botão " Yes", será aberta uma janela com as operadoras válidas confi-
guradas:

Figura 7.12 Seleção de Operadoras e Planos - “Yes”

A30808-X5226-V121-01-V419 208
Manual do Usuário CallReport

Confirmando no botão " No", será aberta uma janela com as operadoras válidas não
configuradas:

Figura 7.13 Seleção de Operadoras e Planos - “No”

Aqui o usuário pode escolher as operadoras e seus respectivos planos para uso em seu
sistema. Recomenda-se (para aumento de performance) que seja feita atualização
somente das operadoras em uso no cliente. Para cada operadora podem-se escolher:
um plano local um DDD e um DDI.
a) Selecione a Operadora válida;
b) Selecione o plano de tarifa;
c) Aperte o botão "Selecionar", para visualizar no campo ao lado os iténs selecio-
nados;
d) Confirme o plano selecionado com o botão " Confirmar". Caso queira modificar
algum plano selecione o botão "Limpar";
e) A atualização/alteração irá iniciar e poderá demorar alguns minutos.

Nota:
Durante os procedimentos de atualização mensagens interativas poderão aparecer
para auxiliar na configuração das Operadoras/Planos desejados;
O processo de atualização das tarifas é transacional, ou seja, um bloco de atualização
será completado somente se tudo ocorrer sem problemas.
Cada um dos seguintes blocos possui uma transação:
• Atualização de localidades
• Atualização de operadoras (com seus planos) em cada site.

7.2 Manutenção (CR Manutenção)


O aplicativo Manutenção (CR Manutenção) é responsável pelos procedimentos de
Backup e Restore de toda a configuração do sistema, incluindo estrutura organizacional
e histórico de bilhetes do CallReport.

A30808-X5226-V121-01-V419 209
Manual do Usuário CallReport

Como o CallReport permite que o banco de dados seja remoto, o aplicativo Manutenção
(CR Manutenção) poderá ser executado somente no computador onde estiver instalado
o Servidor do Banco de Dados. Isso se deve ao fato de que o SQL Server permite
backups somente na máquina local.
A utilização dos recursos de Backup e Restore periodicamente visa garantir que a inte-
gridade das informações não permaneça dependente apenas da confiabilidade do
hardware utilizado na máquina do servidor.
Além disso, o administrador do sistema precisa manter-se atento a necessidade de
Manutenção do Espaço do Disco Rígido disponível no disco rígido do servidor. Ao
atingir limites que possam comprometer o funcionamento do sistema, é necessário
requisistar o Backup de algumas informações e, posteriormente, remover seu conteúdo
liberando espaço para armazenamento de novos dados na máquina do servidor.

Nota:
Para o Restore é necessário que os módulos do CallReport estejam todos fechados.

Tópicos deste capitulo:


• Iniciando o CR Manutenção
• Backup/Restore

7.2.1 Iniciando o CR Manutenção


Para iniciar o CR Manutenção, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Clique no botão “Iniciar”, localizado na “Barra de Tarefas”.
b) Selecione a opção “ Todos os Programas”.
c) Selecione a opção “Siemens Telecommunications”
d) Clique na pasta “Siemens CallReport”.
e) Selecione a opção “Utilitários”
f) Clique na opção “Manutenção”.

Figura 7.14 Caminho CR Manutenção

A30808-X5226-V121-01-V419 210
Manual do Usuário CallReport

Passo 2
Ao iniciá-lo, será solicitada uma autenticação no servidor de banco de dados. Isso é
necessário por questões de segurança.

Figura 7.15 Tela do CR Manutenção

Caso a senha informada esteja errada ou a aplicação estiver sendo executada em um


computador diferente do Servidor do Banco de Dados, a seguinte tela será apresentada
(e o programa será encerrado automaticamente):

Figura 7.16 Senha incorreta

Caso a aplicação estiver sendo executada no mesmo computador do CR Servidor, o


local padrão para o backup/restore será C:\Program Files\Siemens-Telecommunica-
tions\CR\Backup (contando que a instalação tenha sido feita no local padrão em um SO
em inglês).

A30808-X5226-V121-01-V419 211
Manual do Usuário CallReport

Caso contrário será solicitado que o usuário informe o local onde ele deseja efetuar o
bakcup ou de onde ele quer restaurar os dados:

Figura 7.17 Browse

Caso a autenticação seja válida, o programa abrirá normalmente:

Figura 7.18 Browse

A30808-X5226-V121-01-V419 212
Manual do Usuário CallReport

7.2.2 Backup/Restore
O Backup/Restore permite efetuar um backup ou o restore de toda a configuração do
sistema.

Figura 7.19 Backup/Restore

Para efetuar o backup ou restauração dos bancos de dados basta pressionar os botões
correspondentes às ações desejadas.
Ao final de cada ação, se tudo ocorrer com sucesso, será mostrada a seguinte tela:

Figura 7.20 Backup realizado com sucesso

A30808-X5226-V121-01-V419 213
Manual do Usuário CallReport

No caso da restauração dos dados, caso os bancos de dados estiverem sendo usados
no momento da ação, será apresentada a seguinte tela:

Figura 7.21 Não foi possível o acesso

Será necessário então encerrar a execução do CR Servidor para que o processo de


restauração seja concluído com sucesso.
Terminado o processo de backup ou restauração dos dados, basta pressionar o botão
“fechar”.

Nota:
O tempo para backup/ restauração depende do tamanho dos bancos de dados e
também da velocidade do processamento do computador.

i • Copie os arquivos criados para outra mídia, por segurança!!

Senha alterada
Caso a senha do usuário “sa” tenha sido alterada no MSDE/SQL Server, execute o
programa DatabaseChangePassowrd.exe que fica no diretório raiz do CD de instalação
do CR. Com ela é possível alterar a senha do usuário.
Entre com a nova senha e confirme.

SQL Server em outra máquina


Caso o SQL server tenha sido instalado num servidor diferente do CallReport, a apli-
cação CR Manutenção só poderá ser executada no computador onde estiver instalado
o MSDE (ou o SQL Server).

7.2.2.1 Descrição dos Campos


– Campo Backup/Restore -> é possível efetuar um backup ou o restore total de toda
a configuração do sistema.
– Campo Banco de Dados de Configurações (CR_CONF) -> é feito o backup ou o
restore da base de dados do sistema (ramais, troncos, localidades, tarifas, etc.).
– Botão Backup -> permite que seja feito um backup de toda base de dados do
sistema. Ao término da operação é aberta uma janela popup com o endereço onde
foi gerado o arquivo de backup da base CR_CONF.
– Botão Restaurar -> permite que seja feita a restauração de toda a base de dados
do sistema. Ao pressionar esse botão é aberta uma janela popup onde se deve

A30808-X5226-V121-01-V419 214
Manual do Usuário CallReport

confirmar caso queira substituir todo o conteúdo do banco de dados CR_CONF pelo
conteúdo do arquivo de backup.
– Campo Espaço ocupado (kBytes) -> indica o espaço ocupado no disco rígido do
servidor.
– Campo Banco de Dados de Estatística (CR_STAT) -> é feito o backup ou o
restore de todas as informações referentes aos Bilhetes de chamada.
As chamadas são arquivadas em vários arquivos chamados pelo CallReport de
Registros. O tamanho de cada arquivo de registro é definido na pasta Sistema.
– Botão Backup -> permite que seja feito um backup de toda base de dados do
sistema. Ao término da operação é aberta uma janela popup com o endereço onde
foi gerado o arquivo de backup da base CR_STAT.
– Botão Restaurar -> permite que seja feita a restauração de toda a base de dados
do sistema. Ao pressionar esse botão é aberta uma janela popup onde se deve
confirmar caso queira substituir todo o conteúdo do banco de dados CR_STAT pelo
conteúdo do arquivo de backup.
– Campo Espaço ocupado (kBytes) -> indica o espaço ocupado no disco rígido do
servidor.

i • Caso o CallReport tenha sido reinstalado, é necessário copiar o arquivo


CR_CONF.DAT e CR_STAT.DAT para
Programas\Siemens-Telecommunications\CR\Backup.
C:\Arquivos de

i • Observe que neste momento o CallReport não irá receber mais nenhum
Bilhete do PABX. Portanto, o processo de Restaurar deve ser o mais
breve possível.

i • Após o processo de Backup deve-se iniciar o módulo “Servidor” manual-


mente.

7.3 Migrador de Dados (CR Migrador de Dados)


O Migrador de Dados (CR Migrador de Dados) é responsável pela migração dos
dados da versão 1.50 para a versão 2.0. Através deste aplicativo é possível aproveitar
os dados de configuração (empresas, grupos de troncos, ramais, etc) e bilhetes para o
novo banco de dados MSDE.

Nota:
Os dados referentes a tarifas (redes públicas, degraus tarifários, localidades, etc) não
serão migrados; o CallReport versão 2.0 inclui uma ferramenta chamada Atualizador de
Tarifas (CR Atualizador de Tarifas) que é responsável pela criação desses dados.
Também não serão migrados os usuários cadastrados na versão1.50. Na instalação
do Call Report 2.0, o banco de dados já inclui um usuário "user" com a senha "master".
Somente os bancos de dados totalmente consistentes da versão 1.5 serão migrados
para a versão 2.0.
Para executá-lo é necessário fechar o Servidor de Tarifação (CR Servidor).

A30808-X5226-V121-01-V419 215
Manual do Usuário CallReport

i • Somente os bancos de dados totalmente consistentes serão migrados


para a versão 2.0.

A figura seguinte mostra a janela principal do Migrador de Dados (CR Migrador de


Dados).

Figura 7.22 Tela do Migrador de Dados

A- Barra de Menus
B- Status da Migração da Base de Dados
C- Status da Migração de Bilhetes
D- Resumo do sistema
E- Botão Iniciar

7.3.1 Iniciando o Migrador de Dados


Para iniciar o Migrador de Dados, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Feche o Servidor de Tarifação
b) Clique no botão “Iniciar”, localizado na “Barra de Tarefas”.

A30808-X5226-V121-01-V419 216
Manual do Usuário CallReport

c) Selecione a opção “ Todos os Programas”.


d) Selecione a opção “Siemens Telecommunications”
e) Clique na pasta “Siemens CallReport”.
f) Selecione a opção “Utilitários”
g) Clique na opção “Migrador de Dados”.

Figura 7.23 Caminho para Migrador

7.3.2 Procedimento para Migração de Dados


No menu "Configuração" apontar para o local onde foram salvos os bancos
confdb.mdb, statdb.mdb e o diretório Flats. Indicar também onde está o arquivo
CR_Tarif_dd-mm-aa.crp (A instalação padrão do CallReport v2.0 inclui um arquivo de
tarifas CR_Tarif_dd-mm-aa.crp que fica salvo em c:\program files\siemens-telecommu-
nications\CR\Databases\TarifDb\CR_Tarif_dd-mm-aa.crp).

Figura 7.24 Caminho dos Arquivos

A30808-X5226-V121-01-V419 217
Manual do Usuário CallReport

Nota
Caso o CallReport 2.0 seja instalado em um cliente que possuía mais de um site (e
consequentemente um CallReprot 1.50 em cada site), o processo de migração deve ser
feito uma vez para cada site. Para cada site deve ser informado no menu de config-
urações o local onde estão os arquivos da versão 1.50 (confdb, statdb, e flat files).

7.3.3 Exemplo de Migração de dados da versão 1.5 para 2.0


Figura 7.25 CR Backup

Na tela acima foi criada uma pasta CR Backup no drive C e nela foram copiadas as
pastas Databases e Stat da versão 1.50
a) Direcionar os campos da tela do menu "Configurar" para os respectivos arquivos;
b) Selecionar o botão "Confirmar";
c) O sistema encontra-se na tela principal. Basta selecionar o botão "Iniciar" que o
processo de migração será iniciado

Nota
Apesar da instalação da versão 2.0 copiar um arquivo de tarifas, recomenda-se que
antes de fazer a migração dos dados, seja feito um download de um arquivo de tarifas
mais recente (que conterá novas atualizações).

A30808-X5226-V121-01-V419 218
Manual do Usuário CallReport

d) O migrador então carregará toda a tabela de localidades encontrada no arquivo de


tarifas e apresentará a seguinte tela:

Figura 7.26 Dados de origem

A30808-X5226-V121-01-V419 219
Manual do Usuário CallReport

e) O usuário deve então escolher uma localidade, informar um nome para o site e
também um identificador (com até 8 caracteres) que será usado para identificar
internamente esse site:

Figura 7.27 Escolha da localidade

A30808-X5226-V121-01-V419 220
Manual do Usuário CallReport

f) Selecionar o botão "OK". A migração deve começar. O usuário poderá acompanhar


o processo através da tela "Resumo do Sistema".

Figura 7.28 Começo da migração

A30808-X5226-V121-01-V419 221
Manual do Usuário CallReport

g) É feita primeiramente a migração dos dados de configuração (confdb) e depois a


migração dos bilhetes (statdb + flats):

Figura 7.29 Configuração do CR Migrador

h) Ao final, caso tudo ocorra sem problemas, será apresentada a seguinte tela:

Figura 7.30 Tela final da migração

Como não será migrada nenhuma operadora publica (Embratel, Telefônica, etc), o
migrador criará uma operadora privada temporária chamada CR_V2.0_TEMP onde
será associada a todos os grupos de troncos e códigos de acesso encontrados na

A30808-X5226-V121-01-V419 222
Manual do Usuário CallReport

versão 1.50. Depois de executar a ferramenta Atualizador de Tarifas (CR Atualizador


de Tarifas) e criar as operadoras desejadas é necessário efetuar manualmente a troca
de associação dos grupos de troncos e códigos de acesso da operadora temporária
para a operadora definitiva. Isso é necessário, pois no momento da migração, o sistema
ainda não conhece quais operadoras serão cadastradas futuramente.

7.4 Configurador de Bilhetes


O Configurador de Bilhetes é um aplicativo utilizado para configurar o formato dos
bilhetes para centrais que também tenham formatos de bilhete que não estejam pré-
configurados no sistema.
Para a identificação das chamadas nos bilhetes é necessária a definição exata da
posição dos campos. Dessa forma, a Interface com a Central Telefônica identificará
corretamente os bilhetes recebidos da central.
Através do PbxFront Configurável define-se o tamanho dos bilhetes, as posições e
separações dos campos nos bilhetes.
Esta configuração é salva em um arquivo que será usado no PbxFront.

Figura 7.31 Tela inicial do Configurador de Bilhetes

7.4.1 Iniciando o Configurador de Bilhetes


Para iniciar o Configurador de Bilhetes, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Clique no botão “Iniciar”, localizado na “Barra de Tarefas”.
b) Selecione a opção “ Todos os Programas”.
c) Selecione a opção “Siemens Telecommunications”
d) Clique na pasta “Siemens CallReport”.
e) Selecione a opção “Utilitários”

A30808-X5226-V121-01-V419 223
Manual do Usuário CallReport

f) Clique na opção “Configurador de Bilhetes”.

Figura 7.32 Abrir Configurador de Bilhetes

7.4.2 Configurando um bilhete


Para configurar um bilhete para chamadas de entrada e saída, siga os seguintes
passos:

Passo 1
Receber bilhetes
a) Clique no botão para iniciar a recepção de bilhetes.

b) Clique no botão para parar a recepção de bilhetes. O configurador ficará como


mostrado na Figura 7.34

Figura 7.33 Recepção de Bilhetes

Passo 2
a) Especificar os delimitadores de bilhetes
b) Selecione os delimitadores de bilhete nos bilhetes recebidos
c) Clique com o botão direito do mouse sobre eles

A30808-X5226-V121-01-V419 224
Manual do Usuário CallReport

d) Clique em Delimitadores? Inicial. O Configurador de bilhetes vai abrir a tela de confi-


guração já com os valores preenchidos (em hexadecimal)
e) Clique em OK

Figura 7.34 Seleciona Delimitador inicial

Figura 7.35 Confirma Delimitador Inicial

Passo 3
Faça o mesmo para o delimitador final
a) Selecione os delimitadores de bilhete nos bilhetes recebidos
b) Clique com o botão direito do mouse sobre eles
c) Clique em Delimitadore? Final. O Configurador de bilhetes vai abrir a tela de confi-
guração já com os valores preenchidos (em hexadecimal)
d) Clique em OK

A30808-X5226-V121-01-V419 225
Manual do Usuário CallReport

O Configurador deverá parecer como mostrado na Figura 7.36. Cada linha representa
um bilhete recebido.

Figura 7.36 Delimitadores Configurados

Passo 4
Especificar o Tamanho do bilhete.
a) Selecione toda a extensão de um bilhete
b) Clique com o botão direito
c) Clique em Tamanho. O Configurador apresentará a tela de configuração de
tamanho com o valor preenchida.
d) Clique em OK.

Figura 7.37 Tamanho do bilhete

A30808-X5226-V121-01-V419 226
Manual do Usuário CallReport

Passo 5
Especifique Hora de início de chamada.
a) Selecione hora, minuto e segundo de início da chamada
b) Clique com o botão direito do mouse sobre a seleção
c) Clique em Hora. O Configurador vai apresentar a tela de configuração de hora já
preenchida.
d) Especifique o formato da hora no campo Formato.
e) Clique em OK

Figura 7.38 Configurar hora inicial

Passo 6
Especifique Data de início de chamada.
a) Selecione hora, minuto e segundo de início da chamada
b) Clique com o botão direito do mouse sobre a seleção
c) Clique em Data. O Configurador vai apresentar a tela de configuração de data já
preenchida.
d) Especifique o formato da data no campo Formato.

A30808-X5226-V121-01-V419 227
Manual do Usuário CallReport

e) Clique em OK

Figura 7.39 Configura data inicial

Passo 7
Especifique a Duração da Chamada.
a) Selecione hora, minuto e segundo de duração da chamada
b) Clique com o botão direito do mouse sobre a seleção
c) Clique em Duração. O Configurador vai apresentar a tela de configuração de
Duração da chamada já preenchida.
d) Especifique o formato da data no campo Formato.

A30808-X5226-V121-01-V419 228
Manual do Usuário CallReport

e) Clique em OK

Figura 7.40 Configuração de Duração da Chamada

Passo 8
Os campos configurados até agora servem para todos os tipos de bilhetes: chamadas
entrantes, saintes, internas e tandem.
Os campos configurados a partir de agora variam para o tipo de chamada.
Clique em Tipo de chamada e selecione Sainte.

Figura 7.41 Especificar Tipo da Chamada

Passo 9
Configurar o campo Origem da Chamada. Para um bilhete de saída, a origem da
chamada são os ramais.
Em um bilhete de chamada de saída
a) selecione o ramal,

A30808-X5226-V121-01-V419 229
Manual do Usuário CallReport

b) clique com o botão direito sobre ele


c) Clique em Origem da Chamada. A janela de configuração de Origem da Chamada
será apresentada já preenchida
d) Clique em OK.

Figura 7.42 Configurar Origem da Chamada

Figura 7.43 Bilhete de Saída - Destino da Chamada

Passo 10
Configurar o campo Destino da Chamada. Para um bilhete de saída, o destino da
chamada são os troncos.
Em um bilhete de chamada de saída
a) selecione o tronco,

A30808-X5226-V121-01-V419 230
Manual do Usuário CallReport

b) clique com o botão direito sobre ele


c) Clique em Destino da Chamada. A janela de configuração de Destino da Chamada
será apresentada já preenchida
d) Clique em OK.

Passo 11
Configurar o campo Código de Acesso. Em um bilhete de chamada de saída
a) selecione o número discado
b) clique com o botão direito sobre ele
c) Clique em Código de Acesso. A janela de configuração de Código de Acesso será
apresentada já preenchida
d) Clique em OK.

Figura 7.44 Bilhete de Saída - Código de Acesso

Passo 12
Configurar o campo Número Discado. Em um bilhete de chamada de saída
a) selecione o número discado
b) clique com o botão direito sobre ele
c) Clique em Número Discado. A janela de configuração de Número Discado será
apresentada já preenchida

A30808-X5226-V121-01-V419 231
Manual do Usuário CallReport

d) Clique em OK.

Figura 7.45 Bilhete de saída - número discado

Passo 13
Configurar o campo PIN. Em um bilhete de chamada de saída
a) selecione o PIN
b) clique com o botão direito sobre ele
c) Clique em PIN. A janela de configuração de PIN será apresentada já preenchida
d) Clique em OK.

Figura 7.46 Bilhete de Saída - PIN

A30808-X5226-V121-01-V419 232
Manual do Usuário CallReport

Passo 14
Caracterizar o bilhete como saída.
a) Selecione o campo do bilhete que o caracteriza como saída
b) Clique com o botão direito
c) Selecione Identificadores de Chamada
d) Clique em Identificador 1. Será exibida a tela de Identificação do Tipo de Chamada
já preenchida.
e) Clique em OG
f) Clique em OK.

Figura 7.47 Bilhete de Saída - Identificação do Tipo de Chamada

Passo 15
Configurar o bilhete de entrada.
Executar novamente os PASSOS 8,9 e 10 para chamada de entrada.

i • Obs: Num bilhete de entrada:


Origem da chamada: tronco
Destino da Chamada: ramal

Passo 16
Configurar Número de A.
a) selecione o Número de A
b) clique com o botão direito sobre ele
c) Clique em Número de A. A janela de configuração de Número de A será apresen-
tada já preenchida

A30808-X5226-V121-01-V419 233
Manual do Usuário CallReport

d) Clique em OK.

Figura 7.48 Bilhete de Entrada - Número de A

Passo 17
Caracterizar o bilhete como entrada.
a) Selecione o campo do bilhete que o caracteriza como saída
b) Clique com o botão direito
c) Selecione Identificadores de Chamada
d) Clique em Identificador 1. Será exibida a tela de Identificação do Tipo de Chamada
já preenchida.
e) Clique em IC

A30808-X5226-V121-01-V419 234
Manual do Usuário CallReport

f) Clique em OK.

Figura 7.49 Bilhete de Entrada - Identificador de Chamada

Passo 18
Se houver bilhetagem interna, é necessário configurar os campos no tipo de chamada
interna. Neste caso, tanto o destino quanto a origem são ramais.
Caso não haja bilhetagem interna,
a) clique no botão para salvar o formato do bilhete,
b) escolha um caminho para salvar o formato
c) clique em OK.

Figura 7.50 Salvar Formato de Bilhete

A30808-X5226-V121-01-V419 235
Manual do Usuário CallReport

7.4.3 Descrição dos Campos


Figura 7.51 Configurador de Bilhetes

No Configurador de Bilhetes, tem-se os seguintes itens:


A Menus
• Arquivo -> salvar ou abrir um formato de bilhetes
• Editar -> Configurar o tamanho, os delimitadores e os campos do bilhete
• Bilhetes -> Iniciar e parar a recepção de bilhetes e abrir um arquivo de bilhetes
• Ajuda
B Botões
Abrir bilhete novo

Abrir bilhete configurado

Gravar Formato de bilhete

Iniciar recepção de bilhetes

Parar recepção de bilhetes


C Tipo da Chamada -> Estabelece o tipo de chamada do bilhete. Pode ser:
• Entrada
• Saída
• Interna
• Tandem
D Exibição dos Campos Configurados
E Área de bilhetagem

A30808-X5226-V121-01-V419 236
Manual do Usuário CallReport

7.4.4 Campos Mandatórios


Ao se definir os campos de um formato de bilhetes, existem alguns campos mandató-
rios, ou seja, alguns campos devem obrigatoriamente ser definidos para que este
formato possa ser salvo em disco.
Na interface do usuário, estes campos podem ser identificados por um “check” ao lado
do nome do campo no menu de definição de campos.
Os campos mandatórios são:
• Tamanho do bilhete;
• Delimitador inicial ou final;
• Pelo menos um identificador de chamada para tipos de chamada entrante e sainte;
• Data inicial ou final;
• Hora inicial ou final;
• Duração da chamada;
• Origem da chamada;
• Destino da chamada;
• Número discado para tipo de chamada sainte.

7.5 Configurador do Buffer


O aplicativo Configurador do Buffer é responsável pelo armazenamento de bilhetes
do CallReport em um buffer externo (TS100 da Cyclades).
Através desse sistema, é possível que várias centrais telefônicas enviem seus bilhetes
a um buffer (um para cada central, ou seja, até 20 buffers) e o CallReport acesse
esse(s) buffer(s) em intervalos pré-configurados e transfira os bilhetes para uma
máquina local em um diretório específico. Assim, a Interface com a Central Telefônica
(CR PbxFront) poderá efetuar a coleta dos bilhetes via arquivo (Comunicação via
Arquivo) no diretório especificado.

Nota:
Esse buffer possui uma saída serial para a coleta dos bilhetes e uma saída TCP para a
conexão com a Interface com a Central Telefônica (CR PbxFront). A coleta dos bilhetes
será feita via serial e a transferência dos arquivos para uma máquina local será feita via
IP (para maiores informações sobre a configuração interna do Buffer, consulte manual
do fabricante).

7.5.1 Iniciando o Configurador do Buffer


Para iniciar o Configurador de Buffer, siga os passos abaixo:

Passo 1
a) Clique no botão “Iniciar”, localizado na “Barra de Tarefas”.
b) Selecione a opção “ Todos os Programas”.
c) Selecione a opção “Siemens Telecommunications”
d) Clique na pasta “Siemens CallReport”.
e) Selecione a opção “Utilitários”

A30808-X5226-V121-01-V419 237
Manual do Usuário CallReport

f) Clique na opção “Configurador de Buffer”.

Figura 7.52 Configurador de Buffer

7.5.2 Procedimento da Configuração


Após a conexão dos cabos (serial e rede), vá no menu Iniciar/programas/siemens tele-
communications/siemens callreport /utilitários/configurador do buffer. A seguinte tela
será apresentada:

Figura 7.53 Configurador do Buffer

a) Selecione um buffer na lista de Buffer's;


b) Informe um nome para esse buffer;
c) O IP desse buffer (ver instruções no manual do fabricante);

A30808-X5226-V121-01-V419 238
Manual do Usuário CallReport

d) O usuário para acesso ao buffer (ver instruções no manual do fabricante);


e) A senha para login (ver instruções no manual do fabricante);
f) O local de destino para onde os bilhetes serão transferidos do buffer para a maquina
local. Esse diretório deverá ser o mesmo informado na Interface com a Central Tele-
fônica (CR PbxFront) para a coleta dos bilhetes.
g) O ciclo que definirá qual o intervalo que o CallReport solicitará a transferência dos
arquivos.

Figura 7.54 CR Configurador do Buffer TS100

h) Depois de informar os dados, pressione o botão "Confirmar";

Figura 7.55 Configuração alterada

i) Repetir esses passos para cada buffer que se deseja configurar;


j) Após configurar um ou mais buffer é necessário que o micro seja reiniciado. Do
contrário, os bilhetes não serão coletados.

A30808-X5226-V121-01-V419 239
Manual do Usuário CallReport

Nota:
Caso, após uma configuração, seja necessário efetuar a coleta imediatamente, pres-
sionar o botão "Coletar Agora". Com isso a aplicação fará uma coleta "forçada".

Figura 7.56 CR Configurador - Coleta Forçada

A30808-X5226-V121-01-V419 240
Manual do Usuário CallReport

Obs. A tela abaixo demonstra a configuração correta da Interface com a Central Tele-
fônica (CR PbxFront) para esse exemplo (configuração de coleta de bilhetes no mesmo
diretório selecionado acima:

Figura 7.57 Configuração de Comunicação com a central

7.6 Retarifação
• Nível de Acesso mínimo requerido: 4
O mecanismo Retarifação do sistema CallReport permite o reprocessamento dos
bilhetes que caracterizam as chamadas executadas na central telefônica.

A30808-X5226-V121-01-V419 241
Manual do Usuário CallReport

O único campo não reprocessado durante a retarifação é aquele usado para manter o
histórico organizacional dos ramais, atendentes e/ou grupos de troncos envolvidos em
uma chamada.
Dado que a retarifação é um processo que sobrescreve as informações das chamadas,
recomenda-se fazer um backup dos registros de bilhetes antes de executar tal procedi-
mento.

7.6.1 Iniciar Retarifação


Para iniciar o processo de Retarifação do CallReport, siga os passos abaixo:

Passo 1
Existem duas maneiras de iniciar o processo de Retarifação:
a) Através do botão “Retarifação”.
b) Através do Menu “Aplicação / Retarifação”

Figura 7.58 Iniciar Retarifação

Passo 2
a) Clique na guia “Tipo”.
b) Clicando no botão é possível selecionar o tipo de retarifação, onde:
– Corretiva- Serão retarifados somente os bilhetes que tiveram erros no seu
processamento e foram corrigidos.
– Total- Serão retarifados todos os bilhetes (processo utilizado quando é atuali-
zada uma tarifa).

A30808-X5226-V121-01-V419 242
Manual do Usuário CallReport

c) Assinale uma das opções de “inconsistência de data e hora”.

Figura 7.59 Retarifação Guia Tipo

Passo 3
a) Clique na guia “Registros”
b) No Campo “Registros”, digite a faixa dos arquivos de registros a serem mostrados.
c) Selecione o Registro a ser retarifado.

Figura 7.60 Retarifação Guia Registros

Passo 4
a) Clique na guia “Data”
b) Clique no botão e selecione o dia de início do período a ser tarifado.

A30808-X5226-V121-01-V419 243
Manual do Usuário CallReport

c) Defina o período de tarifação através dos campos data inicial e data final e clique
em OK.

Figura 7.61 Retarifação Guia Data

Passo 5
a) Clique na guia “Grupos de Troncos”.
b) Assinale a opção “Incluir todos os Grupos de Troncos” ou clique em um ou mais
específicos e logo após no botão “incluir”.

Figura 7.62 Retarifação Guia Grupo de Troncos

Passo 6
a) Clique na guia “Ramais / Atendentes”.

A30808-X5226-V121-01-V419 244
Manual do Usuário CallReport

b) Assinale a opção “Incluir todos os Ramais” ou clique em um ou mais específicos e


logo após no botão “Incluir”.

Figura 7.63 Retarifação Guia Ramais/Atendentes

Passo 7
a) Clique na guia “Localidades”.
b) Assinale a opção “Incluir todas as Localidades” ou clique em um ou mais especí-
ficos e logo após no botão “Incluir”.

A30808-X5226-V121-01-V419 245
Manual do Usuário CallReport

c) Clique no botão “OK” para iniciar o processo.

Figura 7.64 Retarifação Guia Localidades

Passo 8
a) Clique no botão “OK” para finalizar.

7.6.2 Descrição dos Campos

Guia " Tipo"


– Campo Retarifação do -> tipo é configurado o tipo de procedimento de retarifação:
– Corretiva - Os procedimentos de recálculo são aplicados apenas aos bilhetes
de chamadas que apresentam indicação de falha de processamento.
– Total - Os procedimentos de recálculo são aplicados a todos os bilhetes.
– Campo Inconsistências de data/hora -> é configurado um parâmetro especial
para definir o tratamento de bilhetes com indicação de falha do tipo "Inconsistência
de data/hora":
– Corrigir pela data/hora do PBX - Para os bilhetes com "inconsistência de
data/hora", o processo de retarifação considera como correto a data/hora do
PABX.
O valor do campo data/hora do PC é substituído pelo valor do campo data/hora
do PABX acrescido da duração da chamada.
– Corrigir pela data/hora do PC - Para os bilhetes com "inconsistência de
data/hora", o processo de retarifação considera correto a data/hora do PC.
O valor do campo data/hora do PABX é sobrescrito com o valor do campo
data/hora do PC retrocedido do valor especificado no campo Duração da
Chamada.

A30808-X5226-V121-01-V419 246
Manual do Usuário CallReport

O reprocessamento do bilhete ocorre a partir da nova informação de data/hora


do PABX.
– Não corrigir - Os bilhetes com indicação de falha to tipo "inconsistência de
data/hora" não são processados e permanecem inalterados.

Guia " Registros"


– Campo Site de Origem -> é definido o site de origem dos registros a serem retari-
fados.
– Coluna (PBX)1ºBilhete -> é informada a data do primeiro bilhete armazenado no
registro conforme reportado pelo PABX.
– Coluna (PBX) Último Bilhete -> é informada a data do último bilhete armazenado
no registro conforme reportado pelo PABX.
– Coluna (PC)1ºBilhete -> é informada a data de recebimento pelo sistema CallRe-
port do primeiro bilhete armazenado no registro..
– Coluna (PC) Último Bilhete -> é informada a data do recebimento pelo sistema
CallReport do último bilhete armazenado no registro.
– Coluna Num. Bilhetes -> é informado o número de bilhetes.

Guia " Data"


– Campo "Período a ser retarifado"
– Campo Início -> deve ser inserida a data do início do período a ser retarifado.
– Campo Fim -> deve ser inserida a data do fim do período a ser retarifado.

Guia " Grupos de Troncos"


Na guia Grupos de Troncos são definidos os grupos de troncos a serem atualizados.

Guia " Ramais/Atendentes"


Na guia Ramais/Localidades são definidos os ramais/atendentes a serem atualizados.

Guia " Localidades"


Na guia Localidades são definidas as localidades a serem atualizadas.
Após efetuar todas as configurações dos parâmetros de retarifação, ao pressionar o
botão OK é aberta uma janela popup com os dados do final do processo de retarifação:

7.6.3 Resultado da Retarifação


• Registros processados - Número total de registros submetidos ao processo de
retarifação;
• Bilhetes processados - Número total de bilhetes submetidos ao processo de reta-
rifação;
• Bilhetes corrigidos - Número total de bilhetes que sofreram reprocessamento com
sucesso;
• Bilhetes com erros - Número total de bilhetes que apresentaram falha durante o
reprocessamento.

7.7 Editor de Registros


• Nível de Acesso mínimo requerido: 7

A30808-X5226-V121-01-V419 247
Manual do Usuário CallReport

O editor de registros é uma ferramenta poderosa para recuperar todos os bilhetes não
processados pelo CallReport (inconsistência de data, hora, número discado, etc.)

7.7.1 Iniciar uma Edição de Registro


Para iniciar o Editor de registros do CallReport, siga os passos abaixo:

Passo 1
Existem duas maneiras de iniciar o editor de registros:
a) Através do botão .
b) Através do menu “Aplicação ? Registros ? Editar”

Figura 7.65 Iniciar Editor de Registros

Passo 2
a) No Campo “Registro”, digite o registro a ser mostrado.
b) Selecione o Registro a ser editado.
c) Clique no botão “OK” para continuar.

Figura 7.66 Seleção de Registro

Passo 3

A30808-X5226-V121-01-V419 248
Manual do Usuário CallReport

a) Localize o Bilhete que terá seu conteúdo alterado.


b) Clique duas vezes sobre ele.

Figura 7.67 Registro Selecionado

Passo 4
a) Clique na guia “Principal”.
b) Se necessário, no campo PBX defina uma nova data e horário para este bilhete
(hora de início da chamada).
c) Se necessário, no campo “PC” defina uma nova data e horário para este bilhete
(hora de recepção do bilhete no micro).
d) Se necessário, no campo “Duração” defina um novo valor para o atendimento da
chamada (“Espera”) ou para a duração da chamada (“Chamada”).
e) Se necessário, no campo “Número discado original”, redefina o número do campo
de origem do bilhete, caso o número discado seja alterado.
f) Se necessário, no campo “Número discado”, redefina o número que o usuário disca
quando ele faz uma chamada sainte.
g) Se necessário, no campo “PIN” redefina o número do PIN do Bilhete.
h) Se necessário, no campo “Código de Acesso” redefina o número do código de
acesso do bilhete.
Para iniciar a retarifação pelo Menu de Opções, siga os passos abaixo:
Para iniciar a retarifação pela Barra de Ferramentas, siga os passos abaixo:
• Clique na opção “Aplicação”.
• Clique no botão .
• Clique na opção “Registros”.

A30808-X5226-V121-01-V419 249
Manual do Usuário CallReport

• Clique na opção “Editar”.

Figura 7.68 Editor de Bilhetes guia Principal

Passo 5
a) Clique na guia “A/B”.
b) Se necessário, no campo “Número” (de “Tronco”) redefina o número do tronco.
c) Se necessário, no campo “Empresa / Divisão Organizacional” (de “Tronco”) redefina
a Empresa / Divisão Organizacional.
d) Se necessário, no campo “Centro de Custos” (de “Tronco”) redefina o centro de
custos.
e) Se necessário, no campo “Número” (de “Ramal”) redefina o número do Ramal.
f) Se necessário, no campo “Empresa / Divisão Organizacional” (de “Ramal”) redefina
a Empresa / Divisão Organizacional.
g) Se necessário, no campo “Centro de Custos” (de “Ramal”) redefina o centro de
custos.

A30808-X5226-V121-01-V419 250
Manual do Usuário CallReport

h) Clique no botão “OK” para iniciar o processo.

Figura 7.69 Editor de Bilhete guia A/B

Passo 6
a) Após a edição do Bilhete, clique no botão para salvar a alteração.
b) Confirme clicando no botão “Sim” a mensagem sobre a necessidade de uma reta-
rifação do registro.

7.7.2 Descrição dos Campos

Guia "Principal"
– Campo PBX -> é possível alterar a data e a hora de realização da chamada
conforme a informação do PABX.
– Campo PC -> é possível alterar a data e a hora de recebimento do bilhete de
chamada pelo sistema tarifador.
– Campo Duração -> é possível alterar a duração da chamada e o tempo de espera
pelo atendimento.
– Campo Número Discado Original -> é possível alterar o número discado pelo
originador da chamada.
– Campo Número de A -> é possível alterar o número que, para chamadas
entrantes, define o número do originador externo na rede pública de telefonia (veja
Identificação do Originador de uma chamada entrante).
– Campo PIN -> é possível alterar o número de identificação pessoal (PIN) do origi-
nador da chamada.
– Campo Código de Acesso -> é possível alterar o código de acesso utilizado para
executar a chamada.

A30808-X5226-V121-01-V419 251
Manual do Usuário CallReport

– Campo Site Origem -> é possível alterar o código de acesso utilizado para
executar a chamada.

Guia "A/B"
– Campo "Tronco"
– Campo Número -> é possível alterar o número de identificação do originador da
chamada.
– Campo Empresa/Divisão Organizacional -> é possível alterar a
empresa/divisão organizacional do originador da chamada.
– Campo Centro de Custos -> é possível alterar o centro de custos do originador
da chamada.
– Campo "Ramal"
– Campo Número -> é possível alterar o número de identificação do destino da
chamada.
– Campo Empresa/Divisão Organizacional -> é possível alterar a
empresa/divisão organizacional do destino da chamada.
– Campo Centro de Custos -> é possível alterar o centro de custos do destino da
chamada.

A30808-X5226-V121-01-V419 252
Manual do Usuário CallReport

8 Funcionamento da Tabela de Prefixos


A Tabela de Prefixos faz uma decodificação e tradução válida para uma determinada
seqüência de dígitos a partir de um determinado prefixo encontrado no início da
seqüência.
Por decodificação entende-se o algoritmo utilizado para descobrir a localidade aces-
sada através da seqüência de dígitos recebida.
A regra é:

Seqüência de Seqüência de Prefixo Discado Prefixo da Loca-


dígitos para dígitos recebida lidade
identificação da = no bilhete - +
localidade
Por tradução entende-se o algoritmo utilizado para converter a seqüência de dígitos
recebida no bilhete para a seqüência de dígitos que será reportada nos relatórios do
sistema.
A regra é:

Seqüência de Seqüência de Prefixo Discado Prefixo Conver-


dígitos repor- dígitos recebida tido
tada nos relató- = no bilhete - +
rios
Exemplos:
De acordo com os Prefixos configurados abaixo, veja os exemplos de chamadas:

Figura 8.1 Tabelas de Prefixo

Tabela A Tabela B

A30808-X5226-V121-01-V419 253
Manual do Usuário CallReport

Quando o CallReport recebe um Bilhete com o número discado pelo usuário


014478331212, o CallReport irá processar este número utilizando a Tabela A, da
seguinte maneira:

Seqüência de Seqüência de Prefixo Discado Prefixo da Loca-


dígitos para dígitos recebida lidade
identificação da = no bilhete - +
localidade
55478331212 014478331212 014 55

Onde ele identifica que é uma chamada:


• Do Brasil (55).
• Da cidade de Brusque (47).
E no relatório será mostrado:

Seqüência de Seqüência de Prefixo Discado Prefixo Conver-


dígitos repor- dígitos recebida tido
tada nos relató- = no bilhete - +
rios
014478331212 014478331212 014 014

Um outro exemplo.
Quando o CallReport recebe um Bilhete com o número discado pelo usuário
00214914953034, o CallReport irá processar este número utilizando a Tabela B, da
seguinte maneira:

Seqüência de Seqüência de Prefixo Discado Prefixo da Loca-


dígitos para dígitos recebida lidade
identificação da = no bilhete - +
localidade
4914953034 00214914953034 0021

Onde ele identifica que é uma chamada:


• Da Alemanha (49).
E no relatório será mostrado:

Seqüência de Seqüência de Prefixo Discado Prefixo Conver-


dígitos repor- dígitos recebida tido
tada nos relató- = no bilhete - +
rios
00214914953034 00214914953034 0021 0021

A30808-X5226-V121-01-V419 254
Manual do Usuário CallReport

8.0.1 Funcionamento em SUB-PABXs


Entende-se por configuração SUB-PBX, uma configuração formada por 2 centrais PBX
onde a menor funciona acoplada através de um link com a maior formando um único
sistema. Nesta configuração, os usuários ligados diretamente à central de pequeno
porte podem acessar a rede pública de telefonia através de troncos na central de
grande porte. Para isso o usuário disca o código de acesso do feixe que interliga as
duas centrais (exemplo: 0), seguido do código de acesso ao grupo de tronco interligado
a rede pública (exemplo: 0) e do destino desejado.
Nestes casos, deve existir uma tabela de prefixos para os usuários na central de grande
porte e outra para os usuários da central de pequeno porte.
Exemplo:
Para acessar uma linha externa do PABX A, o usuário do PABX B deve discar
0 + 0 + 8331212, onde:
• O primeiro 0 (zero) é a rota de saída do PABX A.
• O segundo 0 (zero) é a rota de saída do PABX B.
• O número 8331212 é o número externo discado pelo usuário.

Figura 8.2 Exemplo de uma interligação de um SUB-PABX

Quando o CallReport receber o Bilhete desta ligação ele irá interpretar como se fosse
uma chamada DDD, porque o segundo 0 (zero) para ele seria interpretado como uma
chamada Interurbana.

A30808-X5226-V121-01-V419 255
Manual do Usuário CallReport

Para que o Callreport não cometa este erro, deve ser criado na Tabela de Prefixos um
prefixo da seguinte maneira:

Figura 8.3 Tabela de Prefixo

Desta maneira o Callreport irá interpretar a chamada como sendo;


• Do Brasil (campo "Prefixo da Localidade" = 55).
• Da cidade de Curitiba (campo "Prefixo da Localidade" = 41).
• Como sendo uma local iniciada com o dígito 8 (campo "Prefixo da Localidade" = 8).
E no relatório será mostrado apenas o número 8331212 (Prefixo Convertido" = 8).

A30808-X5226-V121-01-V419 256