Você está na página 1de 48

7.

2 Redes Locais
IEEE 802 – Camada MAC e LLC

Redes de Comunicações/Computadores I
Secção de Redes de Comunicação de Dados
Modelo IEEE 802 – Camada MAC (802.3 CSMA/CD)

• Formação das tramas para


emissão e recepção

• Implementação do algoritmo MAC


Rede
• Detecção de Erros
LLC 802.2

MAC
802.3 802.4 802.5 802.11
PMC (CSMA/ (Token (Token FDDI (Wirelless
CD) Bus ) Ring) LAN)

PMA

Meio de transmissão

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 2


Funcionalidades da sub-camada MAC

LLC 802.2

Extracção de dados da
Formação da trama (1a)
trama (2b)

MAC
Gestão de acesso ao Gestão de acesso ao
meio de emissão meio de emissão
(1b 3 4 6 7 8 9 11 ) (2a 5 10 12 )

Codificação de dados a Descodificação dos bits


emitir recebidos

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 3


Funcionalidades da sub-camada MAC

• Emissão da trama
– 1.a) aceita dados da sub-camada LLC
– 1.b) Entrega uma sequência de bits em série à camada física para emissão

• Recepção da trama
– 2.a) Recebe da camada física uma sequência de bits
– 2.b) Entrega à sub-camada LLC tramas que são de broadcast ou destinadas à sua
estação
– 2.c) Descarta ou passa ao gestor da rede todas as tramas não endereçadas à sua
estação

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 4


Funcionalidades da sub-camada MAC (cont.)
3) Atrasa o envio da sequência de bits até que o meio físico esteja livre
4) Calcula e acrescenta à trama o valor de CRC ...
5) Faz o teste CRC da trama....
6) Atrasa a emissão da trama por um tempo IGP
7) Interrompe emissão quando se detecta colisão
8) Reforça a informação de colisão enviando uma mensagem JAM
9) Depois de uma colisão tenta a retransmissão da trama até ao limite máximo de tentativas
10) Descarta pacotes recebidos de dimensão menor que o mínimo especifícado
11) Acrescenta à trama o Preâmbulo, SFD, DA, SA, indicação de comprimento do campo dados e
CRC. Insere Pad em tramas com campo de carga menor que 46 bytes
12) Remove o Preâmbulo, SFD, DA, SA, indicação de comprimento do campo dados, CRC e Pad.

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 5


IEEE 802.3 – CSMA/CD

• Jam Sequence
– Necessário para assegurar que
todas as máquinas se apercebem
de que houve uma colisão.
– Duração de 48 bits.

• IFG (Inter Frame Gap)


– Necessário para que as máquinas se
apercebam que a última transmissão
que estava a decorrer terminou e vai começar outra.
– É necessário comutar de transmissão para recepção e vice-versa.
– O tipo de sincronismo é pseudo-síncrono (têm de se sincronizar com aquela que estiver a
transmitir no momento).

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 6


IEEE 802.3 – Formato da trama MAC

• Preâmbulo: 7 x “10101010” Preâmbulo 7 bytes

• SFD: Start of Frame Delimiter (10101011) SFD 1 byte

DA 2 ou 6 bytes
• DA: Destination Address
SA 2 ou 6 bytes
• SA: Source Address
Length 2 bytes

• Length: Dimensão do campo Data


Dados 46 a 1500 bytes

• Pad: Campo de enchimento


Pad (opcional)
• FCS: Frame Check Sequence FCS 4 bytes

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 7


IEEE 802.3 – Formato da trama MAC
• Preâmbulo: Destinado ao sincronismo de bit
• SFD: Marca o inicio da trama
• Endereço: (16 ou 48 bits) Os endereços dos DTE’s de uma LAN têm todos a
mesma dimensão. O primeiro bit no DA indica se endereço é de grupo ou
individual. No caso de broadcast o endereço é tudo “1’s”
• Lenght Indicator: Indica a dimensão do campo de dados.

• PAD: Utilizado para completar o numero mínimo (46) de octetos no campo de


dados

• FCS: Campo de que protege os campos (DA, SA, Len, Data, Pad)
• Polinómio gerador: X32 + X26 + X23 + X16 + X12 + X11 + X10 + X8 + X7 + X5 + X4 + X2 + X + 1

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 8


IEEE 802.3 – Formato dos Endereços

• Endereço de 48 bit

I/G U/L Endereço (46bits)

• Endereço de 16 bit

I/G Endereço (15 bits)

– I/G = 0 - Individual Address U/L = 0 - Globally Administred Address


– I/G = 1 - Group Address U/L = 1 - Locally Administred Address

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 9


IEEE 802.3 – Endereços

• Na prática actualmente só se usa o endereço a 48 bits

I/G U/L Fabricante (22bits) Interface (24bits)

• Fabricante: identifica o fabricante da NIC ou porta


– Ex.:
• Cisco - 00 02 4A
• Bay (Nortel) - 00 04 DC
• Intel - 00 A0 C9
• HP - 00 60 B0

• Interface - Identifica a NIC ou porta de um fabricante

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 10


IEEE 802.3 – Representação dos endereços

• Em hexadecimal: 01-30-B6-01-00-9E

• Ordem dos bits em memória (bytes enviados da esquerda para a direita e bits
de cada byte transmitidos da direita para a esquerda)
0 23 47
| | |
0000 0001 0011 0000 1011 0110 0000 0001 0000 0000 0101 1110

• Ordem dos bits no meio físico (bits transmitidos da esquerda para a direita)
0 23 47
| | |
1000 0000 0000 1100 0110 1101 1000 0000 0000 0000 0111 1010
|
I/G

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 11


IEEE 802.3 (CSMA/CD) – Emissão de trama

Espera por uma trama para enviar


Forma uma trama para envio

N
Portadora detectada ?
S
Espera IGT.
Inicia o envio

S Envia a sequência “JAM”.


Colisão detectada ?
Incrementa contador de tentativas
N
S
Completa envio e activa “status transmission” Num. Max. Tentativas ?

N
Activa “limite de tentativas” Espera tempo = “backoff”

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 12


IEEE 802.3 – Emissão
• Recebe dados do µ-processador

• Forma a trama

• Monitoriza portadora (carrier sense)

– Se negativo espera IGT “Interframe Gap Time”


• Vai enviando a trama e vai monitorizando o sinal recebido
• Envia toda a trama se não detectar colisão
• Espera por uma nova trama

– Havendo colisão, a unidade MAC (informada pelo “transceiver”):


• interrompe o envio da trama
• reforça o sinal de colisão enviando para o cabo uma “jam sequence”
• espera um tempo aleatório para reenviar a trama - Nº máximo de tentativas de reenvio é de 16
• O intervalo entre reenvios vai aumentando progressivamente
– Técnica “truncated binary exponential backoff”

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 13


IEEE 802.3 – Truncated Binary Exponential Backoff

• Cálculo do tempo de espera de uma máquina para retransmitir após detecção de colisão de
tramas
while Attempt < AttemptLimit
K = min (Attempt, BackoffLimit)
Backoff delay = Random (0, 2K) x SlotTime
SlotTime = 2 x TxDelayMax + SafetyMargin

– (Limita o comprimento mínimo da trama)

• Tem um efeito LIFO visto que a última máquina a tomar a iniciativa de transmitir espera
menos tempo do que as que já fizeram várias tentativas

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 14


IEEE 802.3 – Truncated Binary Exponential Backoff

TRAMA TRAMA TRAMA TRAMA

Período de Período de Slots de Período


emissão contenção contenção vazio

• Período de contenção está dividido em slots discretos

• Em cada estação para cada trama:


– Depois da 1ª colisão, espera de 0 a 1 slot (escolha aleatória) e retransmite;
– Depois da 2ª colisão, espera de 0 a 3 slots (escolha aletória) e depois retransmite
– ...

• Depois da n-ésima colisão espera de 0 a 2n –1 slots


• Depois da 10ª tentativa escolhe K de {0, 1, 2, ... ,1023}

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 15


IEEE 802.3 – Slot Time
• Tempo equivalente ao número mínimo de bits numa trama, para que todas as
máquinas possam detectar uma colisão de tramas.

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 16


IEEE 802.3 – Relação entre slot time e dimensão da trama

Slot
“A” inicia envio time t1

t2 “B” inicia envio


“A” completa envio t4
t3 “B” detecta colisão
e envia jam
“B” termina envio
de jam
“A” detecta nova trama t5

“A” descarta trama


por CRC
distância

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 17


IEEE 802.3 – Cálculo do Slot Time
• Comprimento máximo de um segmento Î L = 500m
• Comprimento máximo da rede Î 5 Seg + 4 Repet.
• Débito em linha Î Vt = 10Mbps = 107 bps
• Tempo de bit Î bt = 1/Vt = 10-7s = 0,1 µs
• Vel. Propagação Î Vp = C x 2/3 = 2x108 m/s
• Tempo de Propagação num segmento Î L / Vp = 2,5 µs = 25 bt
• Espaço de bit Î Lb=Tb x Vp = 20 m
• Delay máximo de um repetidor Î Dr = 23 bt

• Slot time = 2 x Bits na rede + margem de segurança = 512 bits

• M1 S1 Dr1 S2 Dr2 S3 Dr3 S4 Dr4 S5 M2


• (11+25+23+25+23+25+23+25+23+25+11) x 2 = 478 bits

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 18


IEEE 802.3 (CSMA/CD) – Recepção da trama

N
Detectado sinal de entrada ?
Y
Activa sinal de detecção de portadora.
Adquire sincron. bit e espera por SFD.
Recebe a trama.

N
Teste a FCS positivo
Y

N
DA = endereço DTE local ou endereço
de grupo

Trama enviada para camada superior Descartar trama

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 19


IEEE 802.3 – Recepção de trama

• Tramas aceites por uma Interface 802.3

– Funcionamento normal
• Endereço de destino (DA) corresponde ao da Interface
• Endereço de destino (DA) é o endereço de Broadcast
• Endereço de destino (DA) é um endereço de Multicast

– Modo promíscuo
• Qualquer trama

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 20


IEEE 802.3 – Testes de validação da trama

• Endereço DA corresponde à estação local

• Endereço DA é “broadcast”

• FCS – CRC

• Verificação se numero de bytes é inteiro

• Dimensão da trama dentro dos limites standard (64 a 1518 bytes)

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 21


IEEE 802.3 – Serviços disponibilizados pela camada MAC
MA-UNITDATA.request(destination-address, m-sdu, service-class)

MA-UNITDATA.indication(destination-address, source-address, m-sdu, reception-status)


reception-status:
• receiveOk - Rececção sem erro. Os dados vêm no m-sdu.
• lengthError - O valor no campo length, não condiz com a dimensão dos dados
• frameCheckError - Erro detectado no cálculo no do FCS
• alignementError - A trama recebida não possui um número inteiro de octetos

MA-UNITDATA-STATUS.indication(transmission-status)
transmission-status:
• transmitOk - Transmissão com sucesso
• excessiveCollisionError - Atingido o número máximo de retransmissões

MA-UNITDATA.request

MA-UNITDATA.indication

MA-UNITDATA-STATUS.Indication

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 22


IEEE 802.3 – Facilidades de Gestão

• Jabber Function (só em 10Base2 e 10Base5)


– Mecanismo que permite desactivar a interface no caso de detecção de transmissões
excessivamente compridas

• Link Test (só em 10BaseT)


– Envio periódico (16±8ms) de um impulso (NLP) para o meio quando este está inactivo
• NLP - Normal Link Pulse
– Rececpção periódica de um impulso quando o meio está inactivo
• Caso não seja recebido a interface passa ao estado de Link Fail
(continua a enviar NLP e à espera de receber)

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 23


IEEE 802.3 – Parâmetros operacionais
• Débito – 10 Mbps

• Slot time – Tempo de 512 bits (64 bytes)

• Intervalo entre tramas – 9,6 µs

• Maximo de tentativas – 16

• Limite de Backoff – 10

• Dimensão do pacote JAM – 32 bits

• Dimensão máxima (mínima) da trama – 1518 (64) bytes

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 24


Rede Ethernet II (CSMA/CD)

• Desenvolvida pela Xerox, Intel e DEC.

• Serviu como base à norma IEEE 802.3

• Características
– Suporta as mesmas camadas físicas da norma 802.3
– Unacknoledged Connectionless Service (Best-effort)
– Multiplexagem de canais lógicos (Campo Type)
– Endereços a 48 bits (não suporta os de 16 bits)
– Não reconhece o Pad
• Passa o campo de dados às camadas superiores (mínimo 46 bytes)

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 25


Comparação Ethernet II / IEEE 802.3
Ethernet IEEE 802.3
Preâmbulo 7 bytes Preâmbulo
SFD 1 byte SFD
DA 2 ou 6 bytes DA

SA 2 ou 6 bytes SA

Type 2 bytes Length

46 a 1500 bytes Data


Data
Pad (opcional)
FCS 4 bytes FCS

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 26


Exemplos de valores do campo “Type”
• 0800 DOD Internet Protocol (IP)
• 0801 X.75 Internet
• 0805 X.25 Level 3
• 0806 Address Resolution Protocol (ARP) (for IP)
• 8035 Reverse Address Resolution Protocol (RARP)
• 8037 IPX (Novell Netware)
• 80D5 IBM SNA Services over Ethernet
• 80F3 AppleTalk Address Resolution Protocol (AARP)
• 8100 VLANs tag
• 8137 Novell (old) NetWare IPX (ECONFIG E option)
• 814C SNMP over Ethernet (see RFC1089)
• 8191 PowerLAN NetBIOS/NetBEUI (PC)

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 27


Modelo IEEE 802 – Camada MAC (802.5 Token Ring)

• Caso de rede com controlo de


acesso.

• Impulsionado pela IBM.


Rede
• Rede em anel.
LLC 802.2

MAC
802.3 802.4 802.5 802.11
PMC (CSMA/ (Token (Token FDDI (Wirelless
CD) Bus ) Ring) LAN)

PMA

Meio de transmissão

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 28


IEEE 802.5 – Funcionamento do Token-Ring

• Uma estação apenas transmite


quando tiver recebido o “token”.

• Cada estação repete as tramas de


informação recebidas para o
terminal seguinte.

• A estação que transmitiu a trama


não repete a trama, “retirando-a” do
barramento desse modo.

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 29


IEEE 802.5 – Funcionamento do Token-Ring

• O testemunho pode ser passado


em duas situações:

– Após ter transmitido o ultimo bit da


trama de informação

– Após ter recebido o ultimo bit da trama


de informação.

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 30


IEEE 802.5 – Formato da trama e do token
• SD: Start Delimiter (JK0JK000) Trama:
• AC: Access Control SD 1 byte
• FC: Frame Control AC 1 byte
• DA: Destination Address FC 1 byte
• SA: Source Address DA 2 ou 6 bytes
• Pad: Campo de enchimento
• FCS: Frame Check Sequence SA 2 ou 6 bytes
• ED: End Delimiter (JK1JK0IE)
• FS: Frame Status Dados
46 a 1500 bytes
Token:
SD 1 byte
FCS 4 bytes
AC 1 byte
1 byte
ED
ED 1 byte FS 1 byte

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 31


IEEE 802.5 – Formato da trama e do token

• O campo Access Control indica:


– Prioridade
– Reserva

• O campo Frame Control indica:


– O tipo de informação MAC transportada

• O campo Frame Status indica:


– Endereço reconhecido
– Trama copiada

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 32


Modelo IEEE 802 – Camada LLC (802.2)

• Serviços disponibilizados - Tipos de


serviço

• Classes de implementação
Rede
• Formato da trama
LLC 802.2

MAC
802.3 802.4 802.5 802.11
PMC (CSMA/ (Token (Token FDDI (Wirelless
CD) Bus ) Ring) LAN)

PMA

Meio de transmissão

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 33


IEEE 802.2 – Logical Link Control (LLC)

• Protocolo subconjunto do HDLC

• Multiplexagem de canais lógicos


– SAP - Service Access Point

• 3 tipos de serviço
– Na prática só se usa o Tipo 1 (Unacknowledged Connectionless Service)

• Possibilidades de diferentes níveis de implementação


– Classes de I a IV

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 34


IEEE 802.2 – Interacções com as outras camadas

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 35


IEEE 802.2 – Formato da trama LLC

• DSAP: Destination SAP


– (SAP – Service Access Point)

• SSAP: Source SAP


– (SAP – Service Access Point)

• Control: define o tipo de trama (ver


legenda)

• Info: campo com pacote ou


mensagem do nível 3

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 36


IEEE 802.2 – Formato da trama LLC
Encapsulamento da trama LLC tipo 1 na trama IEEE 802.3

• Preâmbulo: (10101010) Preâmbulo 7 bytes

• SFD: Start of Frame Delimiter (10101011)


SFD 1 byte
• DA: Destination Address DA 2 ou 6 bytes

• SA: Source Address


SA 2 ou 6 bytes
• Length: Dimensão do campo Data
Length 2 bytes
• DSAP: Destination Service Access Point DSAP 1 byte
SSAP 1 byte
• SSAP: Source Service Access Point LLC Control - UI 03h 1 byte

• LLC Control: Trama Unnumbered Info Data 43 a 1497 bytes


• Pad: Campo de enchimento (0 .. 42 bytes)
Pad (opcional)
• FCS: Frame Check Sequence FCS 4 bytes

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 37


IEEE 802.2 – Tipos de tramas LLC

• Trama XID
– Testar a presença de uma estação
– Determinar a classe de uma estação
– Determinar participantes num grupo (Multicast)
– Testar endereços duplicados

• Trama TEST
– Teste de loopback
– A implementação do uso destas tramas é facultativa; no entanto a implementação da
resposta a estas tramas é obrigatória

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 38


Serviços disponibilizados pela LLC

• Tipo 1: Unacknowledged Connectionless Service

• Tipo 2: Connection-Mode Service

• Tipo 3: Acknowleged Connectionless

• Existem 4 classes de LLC (I, II, III, IV) e nem todas implementam todos os
tipos de serviços
I II III IV
Type 1 X X X X
Type 2 X X
Type 3 X X

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 39


IEEE 802.2 – Tramas por cada tipo de serviço
Tipo 1: Unacknowledge Connectionless Service
Unnumbered 1100*000 UI Unnumbered Information
1111*101 XID Exchange Identification XID Exchange Identification
1100*111 TEST Test TEST Test
Tipo 2: Connection-Mode Service
Information Supervisory 0-N(s)-*-N(r)- I Information
10000000*-N(r)- RR Receiver Ready
10100000*-N(r)- RNR Receiver Not Ready
10010000*-N(r)- REJ Reject
Unnumbered 1111*110 SABME
1100*010 DISC
1100*010 UA
1111*000 DM
1110*001 FRMR
Tipo 3: Acknowledge Connectionless Service
Unnumbered 1110*110 AC0 Ack. Connectionless Inf. Sequence 0 AC0
1110*111 AC1 Ack. Connectionless Inf. Sequence 1 AC1

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 40


IEEE 802.2 – LLC Tipo 1
Unacknowledged Connectionless Service

• Toda a informação necessária para a comunicação é fornecida em cada


pedido.
• Não é garantida a entrega.
• Não informa a camada superior no caso de haver falhas.
• Para a LLC não existe relação entre mensagens (não há noção de
sequência).
• Transmissões ponto-a-ponto, multiponto (multicast ou broadcast).

DL-UNIT DATA.request

DL-UNIT DATA.indication

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 41


IEEE 802.2 – LLC Tipo 1
Unacknowledged Connectionless Service

DTE Fonte DTE Destino

Rede Rede

Interacção das sub-camadas LLC e MAC

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 42


IEEE 802.2 – Interacções com as outras camadas
Valores de SAPs para acesso ao nível 3

• Exemplos de SAPs atribuídos


– 00 Null LSAP
– 02 Individual LLC Sublayer Mgmt Function
– 03 Group LLC Sublayer Mgmt Function
– 06 ARPANET Internet Protocol (IP)
– 42 IEEE 802.1 Bridge Spanning Tree Protocol
– 7E ISO 8208 (X.25 over IEEE 802.2 Type 2 LLC)
– AA Sub-Network Access Protocol (SNAP)
– FE ISO Network Layer Protocol
– FF Global LSAP - (“Broadcast”)

• Manufacturer-Implemented LSAPs
– 98 ARPANET Address Resolution Protocol (ARP)
– E0 Novell Netware

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 43


Análise da eficiência dos protocolos vários MAC

Largura de banda Controlo de tráfego

• O desempenho do CSMA/CD degrada-se com o aumento do número de


máquinas e do tráfego
– O crescente numero de colisões provocam uma baixa na eficiência da rede.
– Custo na largura de banda.

• Com controlo de tráfego, as colisões são quase nulas


– Custo de implementar funcionalidades acrescidas.
31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 44
Eficiência de CSMA/CD em função do número de terminais

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 45


Eficiência dos vários protocolos MAC

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 46


Caracterização do tráfego em Ethernet
| 39% | 23% | 10% | 28% |
|------50%-------|

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 47


Sumário e bibliografia

• Sumário:
– Camada MAC 802.3 (CSMA/CD)
– Camada MAC 802.5 (Token Ring)
– Camada LLC 802.2
– Eficiência das várias camadas MAC

• Bibliografia:
– “Data Communications...”, Fred Halsall, cap 6

31-05-2004 Redes de Comunicação / Computadores I 48