Você está na página 1de 9

01/06/2020 DPS :: out.

ELETROTÉCNICA

D.P.S
Nesse artigo, esta disposto apenas a introdução e instalação do Dispositivo de
Proteção contra Surtos. Para mais detalhes veja o post -
SPDA (Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas).

DEFINIÇÃO

DISPOSITIVO DE PROTEÇÃO CONTRA SURTOS (DPS):


Dispositivo destinado a
limitar
as sobretensões elétricas transitórias e desviar correntes de surto.

A escolha do DPS
No dimensionamento do DPS, o mesmo deve conter as seguintes especificações:
https://eletruiz.webnode.com/dps/ 1/9
01/06/2020 DPS :: out.ELETROTÉCNICA

- Nome do fabricante ou marca comercial e modelo;

- Categoria do locar de instalação (suportabilidade a tensão impulsiva);

- Método de montagem;

- Classificação de ensaio e parâmetros de descarga por modo de proteção (classe 1, 2 ou 3);

- Tensão máxima de operação contínua (Uc) e frequência nominal;

- Corrente de impulso (Iimp) e carga nominal (Q), classe;

- Nível de proteção de tensão (Up);

- Corrente de descarga nominal (In);

- Suportabilidade a sobretensões temporárias;

- Suportabilidade a correntes de curto-circuito no ponto de instalação.

m
Parâmetro mínimos que devem constar dos dados de placas dos DPS´s:
- Classe I: Uc, Up, Iimp, Q e (T1/T2) de ensaio;
- Classe II: Uc, Up, Iimp, Q e (T1/T2) de ensaio;
- Classe III: Uc, Up, Uoc, Imáx, In.
Tipos de DPS
- DPS comutador de tensão ou curto-circuitante:
Dispositivo que tem a propriedade de mudar bruscamente o valor de sua impedância, de muito
alto para praticamente desprezível, função do aparecimento de um impulso de tensão na
instalação.
Vantagens:
- Dimensões e correntes de descargas elevadas.

- Confiabilidade.

- Isolamento galvânico.

Desvantagens:
- Tensão de ignição elevada (Up alta).

- Corrente residual.

- DPS limitador de tensão ou atenuador:


https://eletruiz.webnode.com/dps/ 2/9
01/06/2020 DPS :: out.ELETROTÉCNICA

Dispositivo que tem a propriedade de mudar paulatinamente o valor de sua impedância, quando
do aparecimento de um impulso de tensão na instalação.

Vantagens:

- Tempos de acionamento reduzidos (25 ns).

- Precisão reprodutibilidade das ignições.

- Baixo nível de proteção contra Up.

- Ausência da corrente residual.

Desvantagens:
- Não garantem o isolamento galvânico (portanto, a corrente de fuga não é zero).

- A capacidade de descarga é reduzida.

- DPS combinado
:
Dispositivo que incorpora as propriedades dos DPSs comutadores e dos limitadores.
Depende do tipo de ligação (em série ou paralela), será acionado em primeiro lugar.
Ligação em série:

Vantagens:
- Garantia do isolamento galvânico e ausência de corrente de fuga.

- Não há corrente residual devido à alta tensão residual.

Desvantagens:
- Nível de proteção elevado (Up alta para uma tensão de ignição elevada).

- A capacidade de descarga é reduzida.

- Alta tolerância de ignição (maior que a do varistor).

Ligação em Paralela:

Vantagens:
- Acionamento mais rápido.

- Altas correntes de descarga.

- Baixo nível de proteção (up baixa).

https://eletruiz.webnode.com/dps/ 3/9
01/06/2020 DPS :: out.ELETROTÉCNICA

- Precisão de acionamento.

Desvantagens:
- A corrente residual não é nula (Ures elevada).

- A corrente de fuga não é nula.Depende do tipo de ligação (em série ou paralela), será acionado em primeiro lugar

NOMENCLATURAS
Up
- Nível de proteção de tensão do DPS: Valor que é caracterizado pela limitação de tensão do DPS
entre seus terminais.

Ures
- Tensão residual do DPS: Valor de pico da tensão entre os terminais do DPS devido à passagem
da corrente de descarga gerada pela atuação do DPS.

Uc
- Tensão de operação contínua do DPS: Máxima tensão que pode ser aplicada continuadamente
ao modo de proteção do DPS sem comprometer seu funcionamento. É a tensão nominal do DPS.

Imáx
- Corrente máxima do DPS: Valor de crista de uma forma de onda tempo x corrente, utilizada
para ensaio do DPS.

In
- Corrente nominal do DPS: Fração do valor de crista de uma forma de onda tempo x corrente,
utilizada para ensaio e classificação de DPSs classe II e subsequentes.

Iimp

https://eletruiz.webnode.com/dps/ 4/9
01/06/2020 DPS :: out.ELETROTÉCNICA

- Corrente de impulso do DPS: Fração do valor da corrente de pico de uma forma de onda tempo
x corrente utilizada para ensaio e classificação de DPS.
CLASSIFICAÇÃO DOS DPS
Segundo a norma 61643, são classificados em função dos parâmetros de ensaio a que é
submetido:

Classe I, II e III...

*Para mais detalhes, solicite por e-mail: Classificação dos DPS

SURGIMENTO DOS SURTOS DE TENSÃO


- Surgimento dos surtos de tensão
Os surtos de tensão em um sistema elétrico podem ser endógenos ou exógenos:
- Endógenos:
Surtos de tensão de manobra, surtos que existem normalmente na rede elétrica, e surgem
durante a operação normal do sistema.

- Exógenos:
Referem-se aos surtos de tensão de origem atmosféricas.

 Surtos de tensão em manobra

Os surtos de tensão de manobra surgem da operação normal das linhas elétricas, por exemplo,
abertura e fechamento de chaves seccionadoras, e são causados por variações súbitas de carga,
acionamento ou funcionamento de motores, ou variações bruscas na rede, tais como curtos-
circuitos. O percurso de surto de tensão é oscilatório amortecido, com transientes muito
íngremes, cuja duração pode ser da ordem de nanossegundos.

https://eletruiz.webnode.com/dps/ 5/9
01/06/2020 DPS :: out.ELETROTÉCNICA

Nesta categoria, podemos incluir os surtos de tensão de frequência industrial causados por
falhas na cabine ou ao longo da linha. Eles se diferenciam dos primeiros pela duração, muito
maior, e pela frequência: 50-60 Hz.
Esses surtos de tensão são caracterizados por amplitudes que variam entre 2,5 e 4 kV. São
sempre presentes nas linhas de distribuição.

 Surtos de tensão de origem atmosférica

Os surtos de tensão de origem atmosférica surgem quando uma descarga atmosférica atinge
um ponto durante uma tempestade. O raio surge após o acúmulo de cargas negativas em
relação à nuvem e positiva em relação à terra, entre os quais é estabelecido um campo elétrico
maior do que a resistência dielétrica do ar.
Com isso temos a possibilidade e criar um surto elétrico de várias forma, como:
- Surtos de tensão induzidos;
- Descarga diretas.
*Para mais detalhes técnicos, consultar post: Descargas atmosféricas.

FUNCIONAMENTO
Não havendo o surto elétrico ente LINHA e PE, cuja impedância (Z) é infinita, assim não haverá
alteração para que o sistema funcione.Não havendo o surto elétrico ente LINHA e PE, cuja
impedância (Z) é infinita, assim não haverá alteração para que o sistema funcione.

https://eletruiz.webnode.com/dps/ 6/9
01/06/2020 DPS :: out.ELETROTÉCNICA

Com a chegada do surto elétrico a tensão abaixa rapidamente a impedância nos terminais (0
OHM) permitindo "absorver" a corrente associada ao surto. Quanto mais alto for o surto de
tensão, menor será a impedância e maior será a corrente drenada.Com a chegada do surto
elétrico a tensão abaixa rapidamente a impedância nos terminais (0 Ω) permitindo "absorver" a
corrente associada ao surto. Quanto mais alto for o surto de tensão, menor será a impedância e
maior será a corrente drenada.

Todo o funcionamento é dividido em três fase:


Fase inicial;
Durante o surto de tensão e
Fase de extinção do surto elétrico.
*para mais detalhes, consultar atraves do e-mail solicitanto: Fase de atuação do DPS

INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO
Muitas vezes, os surtos de tensão podem não danificar imediatamente os equipamentos e, por
isso, não ficamos cientes de sua existência. Surtos de tensão de baixa amplitude comprometem
a resistência dielétrica dos isolamentos, reduzindo a sua vida e, portanto, a tensão de resistência
do dispositivo. Caso os surtos de tensão ultrapassem a tensão de resistência do isolamento
sólido, o isolamento falhará e o dispositivo será permanentemente danificado.

Outros detalhes:
Quanto mais próximo o DPS estiver do equipamento, mais o mesmo protegerá.

https://eletruiz.webnode.com/dps/ 7/9
01/06/2020 DPS :: out.ELETROTÉCNICA

Um DPS instalado em um quadro não protege tudo o que vier depois dele, protege-se apenas a
certa distância, de acordo com a tensão suportável. Para reduzir o efeito de indutância entre os
condutores, pode-se trançar os cabos entre si ou usar cabos blindados.
Com o uso de fusível devemos observar seu valor de dimensionamento, pois usar um com
dimensões menores que as indicadas, causará redução de desempenho do DPS mas, se forem
subdimensionados, na verdade, os fusíveis explodirão com correntes de raio mais baixa do que
as indicadas nas características do DPS, reduzindo, assim, o desempenho.
Os condutores de ligação do DPS devem ser curtos e retos, tanto quanto seja possível.

Tabela de condutores de aterramento que devem ser usados:

INSTALAÇÃO
Toda instalação deve ser seguida conforme manual e principamente o esquema de aterramento
do local, consultar NBR 5410/2005
No esquema TN-S,
Neutro
é
PE
são aterrados em uma única haste de aterramento e assim, são distintos, cada um faz sua
função ao longo da instalação.

No esquema TN-S-C, em partes da instalção as funções de Neutro e de proteção são


combinadas em um único condutor, e este é aterrado.

https://eletruiz.webnode.com/dps/ 8/9
01/06/2020 DPS :: out.ELETROTÉCNICA

Nesse esquema (esquema TT), o condutor de proteção é distindo e aterrado separadamente do


condutor Neutro, este, por sua vez, é aterrado em outra haste.

Para outros esquemas, vide e-mail ou consultar NBR 5410/2005.

Duvidas? Entre em contato conosco.

Contato

© 2016 ELETRUIZ. Desenvolvido por Luiz Paulo de F. Fernandes, Paranavaí - PR


Desenvolvido por
Webnode

Crie um site gratuito

https://eletruiz.webnode.com/dps/ 9/9