Você está na página 1de 25

OBS.

: esta história pode ser trabalhada na educação infantil abordando o “Momento com
Deus”, discutindo virtudes e atitudes para uma harmonia na convivência.
Tem a parte ilustrativa da história que enriquecerá muito o trabalho com os pequenos. Pode-se
também aos poucos montando com eles cada parte da história no caderno.
A criatividade de cada educador é o diferencial para se trabalhar qualquer atividade. Com a
história de Ana Coração, temos um leque de opções, que bem elaboradas será perfeitamente
aproveitada pelas crianças.

HISTÓRIA: ANA CORAÇÃO


Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela
respondeu?
— Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta.
Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um pouco.
No mesmo dia, quando estava na escola a professora perguntou quem estava conversando, ela
mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava puxando assunto. Sua língua cresceu mais um
pouco.
Na hora do recreio as meninas estavam jogando queimada e como ela não foi escolhida, ficou com
raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu mais um pouco.
Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I
Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana. Que vocês acham que Deus via?
Um dia na escola, Ana estava inquieta... Puxava a saia da menina da frente, jogava papelzinho nos
meninos... Mas a professora estava contando uma estória de uma menina parecida com ela. Será que
ela estava falando dela? Mas a menina tinha outro nome. E a menina da estória havia mudado de vida.
Por que será? Ana começou a prestar atenção na estória para saber a razão da mudança da menina.
Sabem por que ela mudou? É por que ela reconheceu que fazia uma porção de coisas erradas e, não
queria mais ser assim.
A professora da classe perguntou se alguém queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se
desmanchando em lágrimas, mais que depressa levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar
fazendo uma oração.
Deus que sempre vê o coração viu que agora o coração de Ana estava completamente mudado. Em
vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde.
No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não sair sem escovar os dentes. Ela respondeu:
— Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o
coração de Ana era um coração alegre.
Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos estavam bem abertos para entender as coisas e não
cometer atitudes que desagradam a Deus e as pessoas.
Na escola, quando a professora chamou-lhe a atenção, ela disse:
— Desculpa, tia, eu vou procurar não conversar mais durante a aula. Agora da sua boca não saíam
respostas duras, nem palavrões, mas saíam corações. Na hora do recreio Ana ficou contente por que ela
ajudou sua amiguinha que caiu e se machucou. Não demorou muito, as pessoas começaram a observar
que Ana havia mudado. Agora ela tinha um coração bondoso. Da sua boca só saiam palavras amáveis.
Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou por que ela viu que se continuasse daquele jeito não
teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas que só fazem coisas erradas? E também porque
ela entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa melhor.

ILUSTRAÇÕES PARA A HISTÓRIA

*Para cada parte da história, coloquei a ilustração logo em seguida. Caso você tenha interesse em trabalhar
no caderno com as crianças uma sugestão é “TEXTO FATIADO”, que deve ser trabalhado após ter contado a
história por inteiro para elas.
A HISTÓRIA DE ANA CORAÇÃO
Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela
guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela
respondeu? respondeu?
— Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu — Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu
tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta. tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta.
Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um
pouco. pouco.

Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela
guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela
respondeu? respondeu?
— Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu — Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu
tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta. tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta.
Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um
pouco. pouco.

Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela
guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela
respondeu? respondeu?
— Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu — Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu
tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta. tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta.
Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um
pouco. pouco.

Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela
guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela
respondeu? respondeu?
— Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu — Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu
tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta. tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta.
Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um
pouco. pouco.

Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela
guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela
respondeu? respondeu?
— Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu — Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu
tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta. tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta.
Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um
pouco. pouco.

Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela
guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela
respondeu? respondeu?
— Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu — Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu
tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta. tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta.
Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um
pouco. pouco.

Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela Logo que Ana levantou, a sua mãe pediu que ela
guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela guardasse os seus brinquedos. Sabem o que ela
respondeu? respondeu?
— Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu — Ahhhhhhhh! Eu não vou guardar agora, eu
tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta. tenho que brincar lá fora. Ela saiu batendo a porta.
Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um Ela desobedeceu a sua mãe. Sua língua cresceu um
pouco. pouco.
*USAR ESSA MESMA CARINHA PARA AS PRÓXIMAS CENAS, PORÉM CORTAR NA BOCA E
IR PUXANDO A LÍNGUA (molde no final da história) DE ACORDO COM OS FATOS.
DESOBEDECEU
No mesmo dia, quando estava na escola, a No mesmo dia, quando estava na escola, a
professora perguntou quem estava conversando, ela professora perguntou quem estava conversando, ela
mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava
puxando assunto. Sua língua cresceu mais um puxando assunto. Sua língua cresceu mais um
pouco. pouco.

No mesmo dia, quando estava na escola, a No mesmo dia, quando estava na escola, a
professora perguntou quem estava conversando, ela professora perguntou quem estava conversando, ela
mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava
puxando assunto. Sua língua cresceu mais um puxando assunto. Sua língua cresceu mais um
pouco. pouco.

No mesmo dia, quando estava na escola, a No mesmo dia, quando estava na escola, a
professora perguntou quem estava conversando, ela professora perguntou quem estava conversando, ela
mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava
puxando assunto. Sua língua cresceu mais um puxando assunto. Sua língua cresceu mais um
pouco. pouco.

No mesmo dia, quando estava na escola, a No mesmo dia, quando estava na escola, a
professora perguntou quem estava conversando, ela professora perguntou quem estava conversando, ela
mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava
puxando assunto. Sua língua cresceu mais um puxando assunto. Sua língua cresceu mais um
pouco. pouco.

No mesmo dia, quando estava na escola, a No mesmo dia, quando estava na escola, a
professora perguntou quem estava conversando, ela professora perguntou quem estava conversando, ela
mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava
puxando assunto. Sua língua cresceu mais um puxando assunto. Sua língua cresceu mais um
pouco. pouco.

No mesmo dia, quando estava na escola, a No mesmo dia, quando estava na escola, a
professora perguntou quem estava conversando, ela professora perguntou quem estava conversando, ela
mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava
puxando assunto. Sua língua cresceu mais um puxando assunto. Sua língua cresceu mais um
pouco. pouco.

No mesmo dia, quando estava na escola, a No mesmo dia, quando estava na escola, a
professora perguntou quem estava conversando, ela professora perguntou quem estava conversando, ela
mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava
puxando assunto. Sua língua cresceu mais um puxando assunto. Sua língua cresceu mais um
pouco. pouco.

No mesmo dia, quando estava na escola, a No mesmo dia, quando estava na escola, a
professora perguntou quem estava conversando, ela professora perguntou quem estava conversando, ela
mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava
puxando assunto. Sua língua cresceu mais um puxando assunto. Sua língua cresceu mais um
pouco. pouco.

No mesmo dia, quando estava na escola, a No mesmo dia, quando estava na escola, a
professora perguntou quem estava conversando, ela professora perguntou quem estava conversando, ela
mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava mentiu, dizendo que era a sua coleguinha que estava
puxando assunto. Sua língua cresceu mais um puxando assunto. Sua língua cresceu mais um
pouco. pouco.
MENTIU
Na hora do recreio as meninas estavam jogando Na hora do recreio as meninas estavam jogando
queimada e como ela não foi escolhida, ficou com queimada e como ela não foi escolhida, ficou com
raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu
mais um pouco. mais um pouco.

Na hora do recreio as meninas estavam jogando Na hora do recreio as meninas estavam jogando
queimada e como ela não foi escolhida, ficou com queimada e como ela não foi escolhida, ficou com
raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu
mais um pouco. mais um pouco.

Na hora do recreio as meninas estavam jogando Na hora do recreio as meninas estavam jogando
queimada e como ela não foi escolhida, ficou com queimada e como ela não foi escolhida, ficou com
raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu
mais um pouco. mais um pouco.

Na hora do recreio as meninas estavam jogando Na hora do recreio as meninas estavam jogando
queimada e como ela não foi escolhida, ficou com queimada e como ela não foi escolhida, ficou com
raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu
mais um pouco. mais um pouco.

Na hora do recreio as meninas estavam jogando Na hora do recreio as meninas estavam jogando
queimada e como ela não foi escolhida, ficou com queimada e como ela não foi escolhida, ficou com
raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu
mais um pouco. mais um pouco.

Na hora do recreio as meninas estavam jogando Na hora do recreio as meninas estavam jogando
queimada e como ela não foi escolhida, ficou com queimada e como ela não foi escolhida, ficou com
raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu
mais um pouco. mais um pouco.

Na hora do recreio as meninas estavam jogando Na hora do recreio as meninas estavam jogando
queimada e como ela não foi escolhida, ficou com queimada e como ela não foi escolhida, ficou com
raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu
mais um pouco. mais um pouco.

Na hora do recreio as meninas estavam jogando Na hora do recreio as meninas estavam jogando
queimada e como ela não foi escolhida, ficou com queimada e como ela não foi escolhida, ficou com
raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu
mais um pouco. mais um pouco.

Na hora do recreio as meninas estavam jogando Na hora do recreio as meninas estavam jogando
queimada e como ela não foi escolhida, ficou com queimada e como ela não foi escolhida, ficou com
raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu
mais um pouco. mais um pouco.

Na hora do recreio as meninas estavam jogando Na hora do recreio as meninas estavam jogando
queimada e como ela não foi escolhida, ficou com queimada e como ela não foi escolhida, ficou com
raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu
mais um pouco. mais um pouco.

Na hora do recreio as meninas estavam jogando Na hora do recreio as meninas estavam jogando
queimada e como ela não foi escolhida, ficou com queimada e como ela não foi escolhida, ficou com
raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu raiva e falou um nome feio. A sua língua cresceu
mais um pouco. mais um pouco.
RAIVA
Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê
o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I
Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana. Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana.
Que vocês acham que Deus via? Que vocês acham que Deus via?

Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê
o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I
Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana. Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana.
Que vocês acham que Deus via? Que vocês acham que Deus via?

Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê
o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I
Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana. Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana.
Que vocês acham que Deus via? Que vocês acham que Deus via?

Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê
o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I
Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana. Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana.
Que vocês acham que Deus via? Que vocês acham que Deus via?

Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê
o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I
Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana. Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana.
Que vocês acham que Deus via? Que vocês acham que Deus via?

Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê
o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I
Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana. Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana.
Que vocês acham que Deus via? Que vocês acham que Deus via?

Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê
o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I
Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana. Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana.
Que vocês acham que Deus via? Que vocês acham que Deus via?

Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê
o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I
Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana. Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana.
Que vocês acham que Deus via? Que vocês acham que Deus via?

Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê
o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I
Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana. Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana.
Que vocês acham que Deus via? Que vocês acham que Deus via?

Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê
o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I
Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana. Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana.
Que vocês acham que Deus via? Que vocês acham que Deus via?

Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê Há um versículo na Bíblia que diz: "O homem vê
o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I o exterior, porém o Senhor conhece o coração". (I
Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana. Samuel 16.7). Deus estava vendo o coração de Ana.
Que vocês acham que Deus via? Que vocês acham que Deus via?
ÓDIO
Um dia na escola, Ana estava inquieta... Puxava Um dia na escola, Ana estava inquieta... Puxava
a saia da menina da frente, jogava papelzinho nos a saia da menina da frente, jogava papelzinho nos
meninos... Mas a professora estava contando uma meninos... Mas a professora estava contando uma
estória de uma menina parecida com ela. Será que estória de uma menina parecida com ela. Será que
ela estava falando dela? Mas a menina tinha outro ela estava falando dela? Mas a menina tinha outro
nome. E a menina da estória havia mudado de vida. nome. E a menina da estória havia mudado de vida.
Por que será? Ana começou a prestar atenção na Por que será? Ana começou a prestar atenção na
estória para saber a razão da mudança da menina. estória para saber a razão da mudança da menina.
Sabem por que ela mudou? É por que ela Sabem por que ela mudou? É por que ela
reconheceu que fazia uma porção de coisas erradas reconheceu que fazia uma porção de coisas erradas
e, não queria mais ser assim. e, não queria mais ser assim.

Um dia na escola, Ana estava inquieta... Puxava Um dia na escola, Ana estava inquieta... Puxava
a saia da menina da frente, jogava papelzinho nos a saia da menina da frente, jogava papelzinho nos
meninos... Mas a professora estava contando uma meninos... Mas a professora estava contando uma
estória de uma menina parecida com ela. Será que estória de uma menina parecida com ela. Será que
ela estava falando dela? Mas a menina tinha outro ela estava falando dela? Mas a menina tinha outro
nome. E a menina da estória havia mudado de vida. nome. E a menina da estória havia mudado de vida.
Por que será? Ana começou a prestar atenção na Por que será? Ana começou a prestar atenção na
estória para saber a razão da mudança da menina. estória para saber a razão da mudança da menina.
Sabem por que ela mudou? É por que ela Sabem por que ela mudou? É por que ela
reconheceu que fazia uma porção de coisas erradas reconheceu que fazia uma porção de coisas erradas
e, não queria mais ser assim. e, não queria mais ser assim.

Um dia na escola, Ana estava inquieta... Puxava Um dia na escola, Ana estava inquieta... Puxava
a saia da menina da frente, jogava papelzinho nos a saia da menina da frente, jogava papelzinho nos
meninos... Mas a professora estava contando uma meninos... Mas a professora estava contando uma
estória de uma menina parecida com ela. Será que estória de uma menina parecida com ela. Será que
ela estava falando dela? Mas a menina tinha outro ela estava falando dela? Mas a menina tinha outro
nome. E a menina da estória havia mudado de vida. nome. E a menina da estória havia mudado de vida.
Por que será? Ana começou a prestar atenção na Por que será? Ana começou a prestar atenção na
estória para saber a razão da mudança da menina. estória para saber a razão da mudança da menina.
Sabem por que ela mudou? É por que ela Sabem por que ela mudou? É por que ela
reconheceu que fazia uma porção de coisas erradas reconheceu que fazia uma porção de coisas erradas
e, não queria mais ser assim. e, não queria mais ser assim.

Um dia na escola, Ana estava inquieta... Puxava Um dia na escola, Ana estava inquieta... Puxava
a saia da menina da frente, jogava papelzinho nos a saia da menina da frente, jogava papelzinho nos
meninos... Mas a professora estava contando uma meninos... Mas a professora estava contando uma
estória de uma menina parecida com ela. Será que estória de uma menina parecida com ela. Será que
ela estava falando dela? Mas a menina tinha outro ela estava falando dela? Mas a menina tinha outro
nome. E a menina da estória havia mudado de vida. nome. E a menina da estória havia mudado de vida.
Por que será? Ana começou a prestar atenção na Por que será? Ana começou a prestar atenção na
estória para saber a razão da mudança da menina. estória para saber a razão da mudança da menina.
Sabem por que ela mudou? É por que ela Sabem por que ela mudou? É por que ela
reconheceu que fazia uma porção de coisas erradas reconheceu que fazia uma porção de coisas erradas
e, não queria mais ser assim. e, não queria mais ser assim.
“SERÁ QUE ELA ESTAVA FALANDO DELA?” Neste momento puxar a última parte da língua, depois
trocar de coração.

PALAVRÕES
A professora da classe perguntou se alguém A professora da classe perguntou se alguém
queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se
desmanchando em lágrimas, mais que depressa desmanchando em lágrimas, mais que depressa
levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar
fazendo uma oração. fazendo uma oração.

A professora da classe perguntou se alguém A professora da classe perguntou se alguém


queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se
desmanchando em lágrimas, mais que depressa desmanchando em lágrimas, mais que depressa
levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar
fazendo uma oração. fazendo uma oração.

A professora da classe perguntou se alguém A professora da classe perguntou se alguém


queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se
desmanchando em lágrimas, mais que depressa desmanchando em lágrimas, mais que depressa
levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar
fazendo uma oração. fazendo uma oração.

A professora da classe perguntou se alguém A professora da classe perguntou se alguém


queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se
desmanchando em lágrimas, mais que depressa desmanchando em lágrimas, mais que depressa
levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar
fazendo uma oração. fazendo uma oração.

A professora da classe perguntou se alguém A professora da classe perguntou se alguém


queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se
desmanchando em lágrimas, mais que depressa desmanchando em lágrimas, mais que depressa
levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar
fazendo uma oração. fazendo uma oração.

A professora da classe perguntou se alguém A professora da classe perguntou se alguém


queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se
desmanchando em lágrimas, mais que depressa desmanchando em lágrimas, mais que depressa
levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar
fazendo uma oração. fazendo uma oração.

A professora da classe perguntou se alguém A professora da classe perguntou se alguém


queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se
desmanchando em lágrimas, mais que depressa desmanchando em lágrimas, mais que depressa
levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar
fazendo uma oração. fazendo uma oração.

A professora da classe perguntou se alguém A professora da classe perguntou se alguém


queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se
desmanchando em lágrimas, mais que depressa desmanchando em lágrimas, mais que depressa
levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar
fazendo uma oração. fazendo uma oração.

A professora da classe perguntou se alguém A professora da classe perguntou se alguém


queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se queria mudar alguma coisa em sua vida. Ana se
desmanchando em lágrimas, mais que depressa desmanchando em lágrimas, mais que depressa
levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar levantou a mão. A professora ajudou-a a se acalmar
fazendo uma oração. fazendo uma oração.
Deus que sempre vê o coração viu que agora o Deus que sempre vê o coração viu que agora o
coração de Ana estava completamente mudado. Em coração de Ana estava completamente mudado. Em
vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde. vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde.

Deus que sempre vê o coração viu que agora o Deus que sempre vê o coração viu que agora o
coração de Ana estava completamente mudado. Em coração de Ana estava completamente mudado. Em
vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde. vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde.

Deus que sempre vê o coração viu que agora o Deus que sempre vê o coração viu que agora o
coração de Ana estava completamente mudado. Em coração de Ana estava completamente mudado. Em
vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde. vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde.

Deus que sempre vê o coração viu que agora o Deus que sempre vê o coração viu que agora o
coração de Ana estava completamente mudado. Em coração de Ana estava completamente mudado. Em
vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde. vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde.

Deus que sempre vê o coração viu que agora o Deus que sempre vê o coração viu que agora o
coração de Ana estava completamente mudado. Em coração de Ana estava completamente mudado. Em
vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde. vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde.

Deus que sempre vê o coração viu que agora o Deus que sempre vê o coração viu que agora o
coração de Ana estava completamente mudado. Em coração de Ana estava completamente mudado. Em
vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde. vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde.

Deus que sempre vê o coração viu que agora o Deus que sempre vê o coração viu que agora o
coração de Ana estava completamente mudado. Em coração de Ana estava completamente mudado. Em
vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde. vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde.

Deus que sempre vê o coração viu que agora o Deus que sempre vê o coração viu que agora o
coração de Ana estava completamente mudado. Em coração de Ana estava completamente mudado. Em
vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde. vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde.

Deus que sempre vê o coração viu que agora o Deus que sempre vê o coração viu que agora o
coração de Ana estava completamente mudado. Em coração de Ana estava completamente mudado. Em
vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde. vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde.

Deus que sempre vê o coração viu que agora o Deus que sempre vê o coração viu que agora o
coração de Ana estava completamente mudado. Em coração de Ana estava completamente mudado. Em
vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde. vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde.

Deus que sempre vê o coração viu que agora o Deus que sempre vê o coração viu que agora o
coração de Ana estava completamente mudado. Em coração de Ana estava completamente mudado. Em
vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde. vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde.

Deus que sempre vê o coração viu que agora o Deus que sempre vê o coração viu que agora o
coração de Ana estava completamente mudado. Em coração de Ana estava completamente mudado. Em
vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde. vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde.

Deus que sempre vê o coração viu que agora o Deus que sempre vê o coração viu que agora o
coração de Ana estava completamente mudado. Em coração de Ana estava completamente mudado. Em
vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde. vez de ser mentiroso, agora era manso e humilde.
No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não
sair sem escovar os dentes. Ela respondeu: sair sem escovar os dentes. Ela respondeu:
— Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu — Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu
mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o
coração de Ana era um coração alegre. coração de Ana era um coração alegre.

No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não
sair sem escovar os dentes. Ela respondeu: sair sem escovar os dentes. Ela respondeu:
— Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu — Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu
mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o
coração de Ana era um coração alegre. coração de Ana era um coração alegre.

No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não
sair sem escovar os dentes. Ela respondeu: sair sem escovar os dentes. Ela respondeu:
— Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu — Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu
mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o
coração de Ana era um coração alegre. coração de Ana era um coração alegre.

No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não
sair sem escovar os dentes. Ela respondeu: sair sem escovar os dentes. Ela respondeu:
— Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu — Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu
mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o
coração de Ana era um coração alegre. coração de Ana era um coração alegre.

No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não
sair sem escovar os dentes. Ela respondeu: sair sem escovar os dentes. Ela respondeu:
— Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu — Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu
mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o
coração de Ana era um coração alegre. coração de Ana era um coração alegre.

No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não
sair sem escovar os dentes. Ela respondeu: sair sem escovar os dentes. Ela respondeu:
— Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu — Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu
mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o
coração de Ana era um coração alegre. coração de Ana era um coração alegre.

No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não
sair sem escovar os dentes. Ela respondeu: sair sem escovar os dentes. Ela respondeu:
— Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu — Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu
mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o
coração de Ana era um coração alegre. coração de Ana era um coração alegre.

No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não
sair sem escovar os dentes. Ela respondeu: sair sem escovar os dentes. Ela respondeu:
— Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu — Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu
mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o
coração de Ana era um coração alegre. coração de Ana era um coração alegre.

No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não No dia seguinte, a mãe de Ana pediu pra ela não
sair sem escovar os dentes. Ela respondeu: sair sem escovar os dentes. Ela respondeu:
— Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu — Eu já vou mamãe. Da sua língua não saiu
mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o mais palavrão, ela não estava mais suja! Agora o
coração de Ana era um coração alegre. coração de Ana era um coração alegre.
Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos
estavam bem abertos para entender as coisas e não estavam bem abertos para entender as coisas e não
cometer atitudes que desagradam a Deus e as cometer atitudes que desagradam a Deus e as
pessoas. pessoas.

Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos
estavam bem abertos para entender as coisas e não estavam bem abertos para entender as coisas e não
cometer atitudes que desagradam a Deus e as cometer atitudes que desagradam a Deus e as
pessoas. pessoas.

Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos
estavam bem abertos para entender as coisas e não estavam bem abertos para entender as coisas e não
cometer atitudes que desagradam a Deus e as cometer atitudes que desagradam a Deus e as
pessoas. pessoas.

Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos
estavam bem abertos para entender as coisas e não estavam bem abertos para entender as coisas e não
cometer atitudes que desagradam a Deus e as cometer atitudes que desagradam a Deus e as
pessoas. pessoas.

Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos
estavam bem abertos para entender as coisas e não estavam bem abertos para entender as coisas e não
cometer atitudes que desagradam a Deus e as cometer atitudes que desagradam a Deus e as
pessoas. pessoas.

Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos
estavam bem abertos para entender as coisas e não estavam bem abertos para entender as coisas e não
cometer atitudes que desagradam a Deus e as cometer atitudes que desagradam a Deus e as
pessoas. pessoas.

Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos
estavam bem abertos para entender as coisas e não estavam bem abertos para entender as coisas e não
cometer atitudes que desagradam a Deus e as cometer atitudes que desagradam a Deus e as
pessoas. pessoas.

Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos
estavam bem abertos para entender as coisas e não estavam bem abertos para entender as coisas e não
cometer atitudes que desagradam a Deus e as cometer atitudes que desagradam a Deus e as
pessoas. pessoas.

Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos
estavam bem abertos para entender as coisas e não estavam bem abertos para entender as coisas e não
cometer atitudes que desagradam a Deus e as cometer atitudes que desagradam a Deus e as
pessoas. pessoas.

Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos


estavam bem abertos para entender as coisas e não Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos
cometer atitudes que desagradam a Deus e as estavam bem abertos para entender as coisas e não
pessoas. cometer atitudes que desagradam a Deus e as
pessoas.
Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos
estavam bem abertos para entender as coisas e não Ana estava atenta todos os dias. Os seus olhos
cometer atitudes que desagradam a Deus e as estavam bem abertos para entender as coisas e não
pessoas. cometer atitudes que desagradam a Deus e as
pessoas.
*A PARTIR DE AGORA USAR A SEGUNDA LÍNGUA (a língua dos corações)

Na escola, quando a professora chamou-lhe a Na escola, quando a professora chamou-lhe a


atenção, ela disse: atenção, ela disse:
— Desculpa, tia, eu vou procurar não conversar — Desculpa, tia, eu vou procurar não conversar
mais durante a aula. Agora da sua boca não saíam mais durante a aula. Agora da sua boca não saíam
respostas duras, nem palavrões, mas saíam corações. respostas duras, nem palavrões, mas saíam corações.
Na hora do recreio Ana ficou contente por que ela Na hora do recreio Ana ficou contente por que ela
ajudou sua amiguinha que caiu e se machucou. Não ajudou sua amiguinha que caiu e se machucou. Não
demorou muito, as pessoas começaram a observar que demorou muito, as pessoas começaram a observar que
Ana havia mudado. Agora ela tinha um coração Ana havia mudado. Agora ela tinha um coração
bondoso. Da sua boca só saiam palavras amáveis. bondoso. Da sua boca só saiam palavras amáveis.

Na escola, quando a professora chamou-lhe a Na escola, quando a professora chamou-lhe a


atenção, ela disse: atenção, ela disse:
— Desculpa, tia, eu vou procurar não conversar — Desculpa, tia, eu vou procurar não conversar
mais durante a aula. Agora da sua boca não saíam mais durante a aula. Agora da sua boca não saíam
respostas duras, nem palavrões, mas saíam corações. respostas duras, nem palavrões, mas saíam corações.
Na hora do recreio Ana ficou contente por que ela Na hora do recreio Ana ficou contente por que ela
ajudou sua amiguinha que caiu e se machucou. Não ajudou sua amiguinha que caiu e se machucou. Não
demorou muito, as pessoas começaram a observar que demorou muito, as pessoas começaram a observar que
Ana havia mudado. Agora ela tinha um coração Ana havia mudado. Agora ela tinha um coração
bondoso. Da sua boca só saiam palavras amáveis. bondoso. Da sua boca só saiam palavras amáveis.

Na escola, quando a professora chamou-lhe a Na escola, quando a professora chamou-lhe a


atenção, ela disse: atenção, ela disse:
— Desculpa, tia, eu vou procurar não conversar — Desculpa, tia, eu vou procurar não conversar
mais durante a aula. Agora da sua boca não saíam mais durante a aula. Agora da sua boca não saíam
respostas duras, nem palavrões, mas saíam corações. respostas duras, nem palavrões, mas saíam corações.
Na hora do recreio Ana ficou contente por que ela Na hora do recreio Ana ficou contente por que ela
ajudou sua amiguinha que caiu e se machucou. Não ajudou sua amiguinha que caiu e se machucou. Não
demorou muito, as pessoas começaram a observar que demorou muito, as pessoas começaram a observar que
Ana havia mudado. Agora ela tinha um coração Ana havia mudado. Agora ela tinha um coração
bondoso. Da sua boca só saiam palavras amáveis. bondoso. Da sua boca só saiam palavras amáveis.

Na escola, quando a professora chamou-lhe a Na escola, quando a professora chamou-lhe a


atenção, ela disse: atenção, ela disse:
— Desculpa, tia, eu vou procurar não conversar — Desculpa, tia, eu vou procurar não conversar
mais durante a aula. Agora da sua boca não saíam mais durante a aula. Agora da sua boca não saíam
respostas duras, nem palavrões, mas saíam corações. respostas duras, nem palavrões, mas saíam corações.
Na hora do recreio Ana ficou contente por que ela Na hora do recreio Ana ficou contente por que ela
ajudou sua amiguinha que caiu e se machucou. Não ajudou sua amiguinha que caiu e se machucou. Não
demorou muito, as pessoas começaram a observar que demorou muito, as pessoas começaram a observar que
Ana havia mudado. Agora ela tinha um coração Ana havia mudado. Agora ela tinha um coração
bondoso. Da sua boca só saiam palavras amáveis. bondoso. Da sua boca só saiam palavras amáveis.

Na escola, quando a professora chamou-lhe a Na escola, quando a professora chamou-lhe a


atenção, ela disse: atenção, ela disse:
— Desculpa, tia, eu vou procurar não conversar — Desculpa, tia, eu vou procurar não conversar
mais durante a aula. Agora da sua boca não saíam mais durante a aula. Agora da sua boca não saíam
respostas duras, nem palavrões, mas saíam corações. respostas duras, nem palavrões, mas saíam corações.
Na hora do recreio Ana ficou contente por que ela Na hora do recreio Ana ficou contente por que ela
ajudou sua amiguinha que caiu e se machucou. Não ajudou sua amiguinha que caiu e se machucou. Não
demorou muito, as pessoas começaram a observar que demorou muito, as pessoas começaram a observar que
Ana havia mudado. Agora ela tinha um coração Ana havia mudado. Agora ela tinha um coração
bondoso. Da sua boca só saiam palavras amáveis. bondoso. Da sua boca só saiam palavras amáveis.
*CORTAR A BOCA PARA IR PUXANDO A LÍNGUA COM OS CORAÇÕES.
Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou
por que ela viu que se continuasse daquele jeito não por que ela viu que se continuasse daquele jeito não
teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas
que só fazem coisas erradas? E também porque ela que só fazem coisas erradas? E também porque ela
entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa
melhor. melhor.

Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou
por que ela viu que se continuasse daquele jeito não por que ela viu que se continuasse daquele jeito não
teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas
que só fazem coisas erradas? E também porque ela que só fazem coisas erradas? E também porque ela
entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa
melhor. melhor.

Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou
por que ela viu que se continuasse daquele jeito não por que ela viu que se continuasse daquele jeito não
teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas
que só fazem coisas erradas? E também porque ela que só fazem coisas erradas? E também porque ela
entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa
melhor. melhor.
Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou
Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou por que ela viu que se continuasse daquele jeito não
por que ela viu que se continuasse daquele jeito não teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas
teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas que só fazem coisas erradas? E também porque ela
que só fazem coisas erradas? E também porque ela entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa
entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa melhor.
melhor.
Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou
Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou por que ela viu que se continuasse daquele jeito não
por que ela viu que se continuasse daquele jeito não teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas
teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas que só fazem coisas erradas? E também porque ela
que só fazem coisas erradas? E também porque ela entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa
entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa melhor.
melhor.
Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou
Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou por que ela viu que se continuasse daquele jeito não
por que ela viu que se continuasse daquele jeito não teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas
teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas que só fazem coisas erradas? E também porque ela
que só fazem coisas erradas? E também porque ela entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa
entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa melhor.
melhor.
Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou
Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou por que ela viu que se continuasse daquele jeito não
por que ela viu que se continuasse daquele jeito não teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas
teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas que só fazem coisas erradas? E também porque ela
que só fazem coisas erradas? E também porque ela entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa
entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa melhor.
melhor.
Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou
Por que será que Ana mudou tanto? Ana mudou por que ela viu que se continuasse daquele jeito não
por que ela viu que se continuasse daquele jeito não teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas
teria mais amigos. Quem quer ficar perto de pessoas que só fazem coisas erradas? E também porque ela
que só fazem coisas erradas? E também porque ela entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa
entendeu que precisamos ser a cada dia uma pessoa melhor.
melhor.

Interesses relacionados