Você está na página 1de 1

611- A é inconstitucional fere vários pontos protegidos constitucionalmente, pois fere o

princípio do Estado Democrático de Direito, o princípio da dignidade da pessoa humana, o


princípio da legalidade. A retirada da Justiça do Trabalho a competência de analisar o conteúdo
material das normas coletivas (Convenções e Acordos Coletivos de Trabalho) não podendo
questionar partes do texto que violem direitos trabalhistas, indo de encontro a Constituição
Federal, artigos 5º e 114º
Fere também direitos garantidos na constituição brasileira como o artigo 7º, inciso XIII, limites
expressos sobre a duração do trabalho dentre outros direitos trabalhistas já garantidos
constitucionalmente, o direito trabalhista e futuras negociações ou acordos poderá ser muito
afetado pelo artigo 611-A, em caso de negociações afetas a jornada de trabalho, intervalo de
descanso, insalubridade dentre outros.