Você está na página 1de 4

DESMEBRAMENTO DE TERRENOS

1. Análise de um profissional habilitado pelo CREA


O primeiro passo é enviar um profissional certificado pelo CREA
(Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura) para fazer
todas as devidas medições. Isso é importante para delimitar a
nova extensão do terreno atual e separar exatamente quanto
dessa área será desmembrada.

Com esses dados é que o profissional conseguirá fazer a nova


planta dos dois terrenos, bem como o memorial descritivo dos
lotes.

Esse memorial contém o seguinte:

 medidas exatas;
 medição total;
 áreas que serão divididas;
 descrição do local;
 entre outras informações.

2. Entrega do memorial descritivo


Depois de concluir o memorial descritivo, o engenheiro ou
arquiteto responsável deve entregá-lo no local estipulado pela
secretaria de obras local. Aí os agentes da prefeitura vão fazer
uma análise do documento, junto com a planta, para determinar
se concederão o alvará de desmembramento.

Aí não tem segredo:

Você precisa ter paciência e respeitar os prazos estipulados pela


prefeitura. Como você não tem controle sobre essa parte do
processo, faça o máximo para que o memorial descritivo esteja
sem qualquer falha.
Se tudo der certo, o seu próximo passo já será dado com a
aprovação em mãos.

3. Registro do novo imóvel em cartório


Assim que a prefeitura notificar você da aprovação, vá até um
cartório e registre o novo imóvel, com os novos dados de
endereço, metragem, etc.

Exemplo de registro de imóvel em cartório

E aqui vai mais um alerta:


Atente-se para os procedimentos exigidos pelo cartório para
legalizar o registro do novo terreno. Providencie as assinaturas
necessárias para que o novo empreendimento não seja exposto a
risco de multas ou embargo da obra no futuro.

4. Documentação e acompanhamento do processo


completo
Apesar de não ser, formalmente, um dos passos exigidos pela
prefeitura e nem pelo cartório, nunca se esqueça de documentar
e acompanhar o processo. Em alguns casos, é possível que um
erro por parte desses órgãos ameace atrasar o processo de
aprovação e regularização do seu terreno.

E o que você pode fazer a respeito se não tiver provas de que fez
tudo certo? Nada! Por isso, documente bem todos os passos
dados, registre cada ação e ficará protegido contra erros
humanos.

Além disso, eu te garanto uma coisa:

Se fizer isso, o desmembramento dos seus terrenos será


respaldado juridicamente mesmo depois de anos da construção
dos imóveis. Em outras palavras, terá condições de proteger sua
empresa contra qualquer tipo de contestação falsa.

Diferenças municipais com as quais você precisa tomar


cuidado

A melhor forma de saber o que a sua prefeitura exige é procurar


a secretaria de obras da cidade em que fica o terreno. Lá os
profissionais responsáveis vão explicar quais são os passos
necessários para fazer o desmembramento.

Mas e quem precisa desmembrar terrenos em várias cidades?

É importante ficar atento a alguns pontos que podem mudar de


uma prefeitura para outra, como:
 tamanho do lote;
 ordem em que os procedimentos devem ser realizados;
 preço de taxas e serviços obrigatórios no processo;
 prazos de aprovação do pedido;
 entre outros fatores.

O desmembramento de terrenos não é um recurso novo, mas


pode ser mais bem aproveitado para fortalecer a sua construtora
no mercado. Seguindo o passo a passo acima, você vai
conseguir terrenos melhores e redução de custos nos seus
próximos empreendimentos.