Você está na página 1de 1

Público Periodicidade: Diário Temática: Sociedade

Classe: Informação Geral Dimensão: 207

Âmbito: Nacional Imagem: S/Cor


14­02­2011 Tiragem: 75000 Página (s): 39

Protesto contra a discriminação linguística Protesto contra o atropelo do estatuto internacional da nossa língua

Português atropelado
Por estes dias na União Europeia está novamente os nossos representantes europeus nem tivemos a menor O dossier é para mais o que podemos chamar uma

guesa osseusinteres eseosnossosdireitos E


lançado um camião TIR contra a Língua Portu

como é costume parece andar quase tudo dis


traído enquanto clandestinamente no segredo
sombra de debate entre nós Depois será tarde É o impé
rio da periferia mental e a sua terrível lei de bronze
Tenho particular curiosidade em ver como actuarão
os eurodeputados do PS para ver se podem ser levadas
golpada numa matéria o regime linguístico das patentes
em que o Santíssimo Tratado de Lisboa inscreveu a regra
da unanimidade A Comissão Europeia apresentou uma
proposta de regulamento em 30 de Junho que pelo tra
de corredores europeus se decidem irreversivelmente a sério afirmações de fidelidade à Língua Portuguesa ou tado deveria ter sido submetida a consulta do Parlamento
questões estratégicas para Portugal se também aí já venceu a rendição e a desistência Europeu Passados poucos meses o Conselho concluiu
Tenho criticado o que chamo de periferia mental um
misto muito lusitano de fanfarronice e de complexo de in
ferioridade a nossa maior pecha na construção europeia
É irmã siamesa da atracção nacional pela improvisação de
JoséeoCriebiR astro Resumindo um complexo dossier o que está em cau
sa é a cavalgada de alguns para imporem no registo euro
peu de patentes um estatuto de privilégio para três únicas
línguas Inglês Francês e Alemão com desprezo de todas
aliás bem porque a proposta era má que ela não obteria
unanimidade Mas não se chegou sequer aos finalmente
porque o Parlamento Europeu nem chegou a pronunciar
se e portanto nunca o Conselho pôde ensaiar delibe
verdadeiro artista o gosto da última hora a aversão por as outras vinte incluindo o Português que é por sinal rar em sentido próprio Então em manobra concertada
estratégia planeamento persistência Motiva actuações a terceira língua europeia global Em consequência a de antemão 12 estados membros precipitam o truque da
tipicamente tardias desinformadas e moles com abdica obrigatoriedade de tradução das patentes em Português cooperação reforçada em marcha acelerada nunca
ção de nós mesmos perante a geral ignorância da opinião para valerem em Portugal será torpedeada o que além vista a 10 de Dezembro indicação no Conselho a 14 de
pública Tudo nos vai acontecendo sem que ninguém se dos interesses profissionais e empresariais portugueses Dezembro proposta formal da Comissão a 15 de Dezem
dê bem conta disso nem quando como e porquê directamente atingidos desqualifica a nossa língua co bro o Parlamento Europeu designa relator o presidente
Este dossier a que agora me refiro reúne todos os mo língua internacional atinge gravemente o Português da Comissão de Assuntos Jurídicos um alemão a galope
ingredientes A coisa tem como é habitual uma designa como língua de Ciência e Tecnologia e prejudica a segu esta comissão despacha o assunto em 20 e 27 de Janeiro
ção árida hermética tecnocrática chama se Cooperação rança jurídica das patentes Como justificação usam se e o plenário deliberará hoje e amanhã Enfim a estocada
reforçada no domínio da criação da protecção de patente os conhecidos chavões da inovação e competitividade final no Conselho está marcada para 10 de Março consta
unitária E a coisa vai a debate hoje à tarde no Parla e assusta se os incautos com os estafados argumentos que já com a cumplicidade do Governo português que
mento Europeu com votação já amanhã dos custos de tradução Mas para tudo isto há pon nos terá entregue em silêncio Uma vergonha
Detrás da aridez porém jogam se interesses simples e to por ponto para quem quiser realmente informar se Se o Parlamento Europeu não nos salvar teremos que
fundamentais da nossa língua no quadro euro abundantes contra argumentos que explicam por que aumentar a resistência e o protesto contra este TIR que
peu Joga se também um pouco da nossa econo as organizações representativas do sector em Portugal nos atropela Protesto contra a Europa a retalho Pro
mia e interesses absolutamente vitais de sectores conhecedoras da economia real e mais que isso seus testo contra a manipulação da cooperação reforçada
profissionais E joga se ainda a legitimação ou actores estão tenazmente contra esse cenário mau grado abusada de modo precoce e impróprio Protesto contra
não do assalto ao mecanismo das cooperações a surdez patológica de muitos dos nossos representantes a fraude aos tratados Protesto contra a destruição de ga
reforçadas para destruir processos estabelecidos e governantes A verdade é que a nossa inovação não será rantias inscritas no Tratado de Lisboa Protesto contra o

de decisão comunitária e garantias fundamentais servida pelo contrário A verdade é que a competitividade desrespeito dos interesses nacionais tanto na economia
dos tratados Mas apesar de estarem em causa das empresas portuguesas será prejudicada A verdade é como na cultura Protesto contra a discriminação linguís
valores tão importantes para o estatuto inter que a questão dos custos é uma completa falácia que tica Protesto contra o atropelo do estatuto internacional
nacional do Português para a nossa economia levaria aliás à derrocada completa do edifício do mul da nossa língua Protesto contra o truque e a manobra
e para o modus vivendi europeu nem sabemos tilinguismo em que assenta a União Europeia e começa É esta a Europa de que os cidadãos não gostam É esta
em geral com excepção do CDS o que pensam Uma por ser direito fundamental de cidadania a Europa que não presta Deputado do CDS PP