Você está na página 1de 10

Departamento de Formação

SABER ESTUDAR
GUIA PRÁTICO
Preparadores - Treinadores

ÍNDICE

PLANEAR E ORGANIZAR O ESTUDO. ..................... 3


COMPREENDER E RETER O QUE LEMOS ................ 5
IDENTIFICAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DAS IDEIAS
PRINCIPAIS ......................................................... 6

Resumo 5’ 1
Preparadores - Treinadores

PLANEAR E ORGANIZAR O ESTUDO

Este guia tem como principal objectivo dar a conhecer uma série de estratégias
que podem ser utilizadas durante a formação para facilitar a aprendizagem e
alcançar melhores resultados. Implica empenho, dedicação e disciplina no
estudo, e a leitura prévia deste guia, ajudará a planear todo o programa de
Objectivos de Estudo que será realizado ao longo da formação.

Obter bons resultados é o objectivo de todos os formandos. Os bons resultados


apenas se conseguem com estratégias eficazes e por isso é importante saber
como estudar. Apresentamos algumas sugestões para que possa optimizar o
tempo dedicado aos estudos.

PLANEAR E ORGANIZAR O ESTUDO

É necessário estudar em casa, ou noutro local como por exemplo as nossas


delegações, e desse modo saber consultar os manuais e/ou outras ferramentas
auxiliares.

Não devemos estudar mais apenas para os temas de que mais gostamos, nem
devemos estudar só nas vésperas das avaliações, mas se não houver outra
alternativa, existem algumas regras que poderão tornar uma noite de estudo
relativamente bem sucedida.

 É impossível estudar numa noite tudo o que devia ter sido estudado
durante um determinado período de tempo.

 Estudar cada ponto da matéria em profundidade. Passar só ao seguinte


quando achar que já domina bem o anterior. É preferível saber bem al-
gumas partes da matéria do que saber pouco sobre muitas.

 Para conseguir memorizar com sucesso, use a repetição. Pode ser uma
boa ideia recitar a matéria alto.

 Gastar alguns minutos a escrever aquilo de que se lembra mas que tem
receio de vir a esquecer.

Deve evitar-se estudar muitas horas seguidas antes das avaliações, porque,
devido à falta de tempo e consequentes ansiedade e insegurança, começa a
ter-se dificuldades de concentração e de memorização para organizar toda a
informação estudada.

Para isso torna-se necessário que estabeleça horários de estudo adequados e


organize os seus momentos de estudo, para assim obter melhores resultados,
porque terá tempo para organizar e rever as matérias estudadas. Desta forma,
vai sentir-se mais confiante e seguro dos seus conhecimentos quando tiver
avaliações.

 Organize na sua agenda um horário onde define a que horas e que


matérias deve estudar durante a semana.

 Face ao tempo livre que resta, deve decidir como o utilizar produtiva-
mente, decidindo quanto tempo será dedicado ao estudo e a outras ac-
tividades.

Resumo 5’ 3
Tutorías Activas

 Deve assinalar se cumpriu o seu plano de estudo. Se não conseguir


cumpri-lo deve compensar com um período de estudo maior em outro
dia.

 Para ajudá-lo nesta organização e no cumprimento da mesma, poderá


adoptar uma grelha como abaixo exemplificada:

Tema Data Hora de Estudo


_____/_____/_____ das ____h às ____h
_____/_____/_____ das ____h às ____h

Antes de organizar os seus momentos de estudo reflicta sobre o ambiente de


estudo que seria ideal para si:

 Estudo melhor em casa/biblioteca/café/outro lugar?

 Estudo melhor à noite/de manhã/de tarde/fins de semana/ao longo da


semana?

 Estudo melhor sob pressão ou atempadamente?

 Estudo melhor com música/num sítio sossegado/num sítio barulhento?

 Preciso de um intervalo de 30 em 30 minutos/de hora a hora/de duas


em duas horas/sem interrupção?

Em função das respostas que encontrou procure assim organizar os seus


momentos de estudo, tendo em conta a matéria, o tempo disponível e o
ambiente.

MANTER A ATENÇÃO

 Talvez seja um daqueles formandos que se queixa de falta de atenção e


concentração durante o estudo.

 É importante ter um local destinado exclusivamente ao estudo, que seja


confortável e com boa iluminação.

 Ter todo o material necessário no local de estudo antes de começar a


estudar é muito importante, para não se estar constantemente a levan-
tar e a interromper a sua concentração. Assim, deve ter perto de si os
manuais, os cadernos, ou o dossier, as canetas, os dicionários, qualquer
coisa para ir trincando ou chupando se for daqueles que estão sempre a
interromper o estudo para ir comer, etc.

 Não deve ter perto de si tudo aquilo que já sabe que o distrai, como o
rádio, a televisão, entre outros.

 Para evitar ser interrompido por outras pessoas pode colocar um aviso
na porta para não ser incomodado.

Resumo 5’
Preparadores - Treinadores

COMPREENDER E RETER O QUE LEMOS

Existem três formas de leitura:

Leitura na diagonal

É um tipo de leitura rápida, em que o objectivo é procurar uma informação


específica ou identificar as ideias principais de um texto, que lhe vai permitir
organizar melhor o seu estudo.

Leitura crítica

É um tipo de leitura mais pormenorizado, em que se procura distinguir e


relacionar ideias e conceitos.

Leitura estética ou de prazer

Faz-se por entretenimento ou simplesmente para apreciar o estilo e talento de


um autor.

As estratégias mais importantes que nos ajudam a compreender e a reter o


que estudamos passam por:

LEITURA QUE PERMITE UMA APRENDIZAGEM EFICAZ

 Faça uma leitura na diagonal, isto é, dê uma vista de olhos pela matéria
para ter uma ideia geral da informação que contém. Em seguida leia
atentamente os conteúdos referentes à informação que lhe interessa,
sublinhando e tomando notas nas margens do manual ou numa folha de
caderno.

 Escreva as definições dos conceitos que considera essenciais para com-


preender a matéria.

 Escreva perguntas e respostas que julgue importantes, para lhe facilitar


a aquisição dos conhecimentos.

 Anote todas as dúvidas que tiver e tenta esclarecê-las junto do(a) for-
mador(a), ou consultando bibliografia específica que possa ajudar a cla-
rificar essas questões.

 Não passe de uma parte para a outra de um texto sem que a primeira
esteja bem compreendida. Não se esqueça que existe normalmente um
fio condutor num texto.

Resumo 5’ 5
Tutorías Activas

IDENTIFICAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DAS IDEIAS


PRINCIPAIS

É importante identificar as ideias principais de um texto, pois será uma


necessidade para o estudo das diversas matérias que compõem o curso.

Nos textos expositivos é importante que seja capaz de relacionar e organi-


zar as ideias e os conceitos expressos nos textos das diferentes temáticas.

Estes textos podem fazer apelo a diferentes pontos de vista, sendo impor-
tante não só compreender as razões inerentes a cada um deles, como for-
mular o seu próprio ponto de vista.

IDENTIFICAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DAS IDEIAS PRINCIPAIS

 Para evidenciar a estrutura de um texto, poderá tomar notas na sua


margem. Pode escrever conclusões, exemplos, vantagens, definições,
datas, nomes, etc.

 A colocação de notas nas margens pode ajudar a estruturar a matéria


de modo que seja mais fácil identificar as partes que está a estudar.

 Pode ainda colocar setas, ou outros sinais gráficos, para relacionar idei-
as que se encontram dispersas nos textos.

 Pode também utilizar a margem para colocar comentários seus relacio-


nados com o que está a ler.

 Na margem ou sobre as frases ou palavras que não compreendeu pode


colocar um ponto de interrogação, para não se esquecer de esclarecer a
sua dúvida e para uma mais fácil identificação da mesma.

O CLARIFICAR

 Não deve tentar decorar as palavras exactas de um texto, quando não


as compreende.

 Deve sempre tentar compreender o que está a ler, clarificando as palav-


ras ou os conceitos que não conhece.

 Depois de identificar as palavras que não compreende, deve tentar infe-


rir o seu significado através do contexto ou usar outros elementos do
texto, como gráficos, figuras, mapas ou imagens que o acompanhem.
Se mesmo assim não conseguir, recorra a outras ajudas, nomeadamen-
te consultando um dicionário ou o(a) formador(a).

 O clarificar vai ajudar a reter e a compreender melhor as matérias que


estudou.

Resumo 5’
Preparadores - Treinadores

O SUBLINHAR
A maior parte das pessoas conhece a estratégia de sublinhar os aspectos
importantes com cores, mas poucas sabem como e quando a devem utilizar.
São várias as vantagens do sublinhar:
 Ajuda a estar mais atento, facilitando a elaboração de resumos e es-
quemas.

 Permite fazer revisões em menos tempo.

 Ajuda a desenvolver a capacidade de análise, facilitando o processo de


aprendizagem.

 Serve para chamar a atenção e reforçar os aspectos principais dos tex-


tos, salientando visualmente os aspectos importantes do texto do
acessório, facilitando a sua compreensão.

Descubra as regras básicas do sublinhar.

 A melhor altura para sublinhar é imediatamente a seguir à compreensão


do texto e não depois de uma primeira leitura.

 Não deve sublinhar a maioria das frases do texto mas sim seleccionar
um número reduzido de informação do mesmo.

 Utlizar o dicionário sempre que surja um conceito cujo significado des-


conhece.

 Sublinhar palavras-chave, fórmulas, datas e frases que resumem as


ideias principais.

 Usar cores diferentes mas não em grande variedade.

O PARAFRASEAR

O parafrasear consiste em repetir por palavras suas o texto que acabou de ler,
tendo como principais vantagens:

 Ajuda a reter melhor a informação lida;

 Ajuda a compreender melhor os textos;

 Facilita na elaboração dos resumos;

 Promove a focalização da atenção e concentração no conteúdo pro-


gramático a estudar.

O RESUMIR

O resumo consiste em escrever por palavras suas, de uma forma sintética e


com sentido, as partes essenciais de uma determinada matéria.

São várias as vantagens de fazer eficazmente um resumo:

 Facilita a aprendizagem;

 Melhora as suas capacidades de expressão oral e escrita;

 Ajuda na organização da matéria;

Resumo 5’ 7
Tutorías Activas

 Permite uma melhor memorização e assimilação da matéria;

 É uma forma de seleccionar informação importante;

 Aumenta a sua capacidade de concentração.

 Facilita a reorganização dos seus conhecimentos;

 Permite revisão mais fácil da matéria;

 Ajuda à integração e à prática do conjunto das restantes técnicas de


estudo.

Descubra algumas dicas para a elaboração de resumos.

 O resumo deve ser elaborado em folhas soltas porque facilita a junção


de novos apontamentos bem como a respectiva reorganização.

 Deixe espaço suficiente entre as linhas e margens largas de ambos os


lados para poder acrescentar ou alterar coisas.

 Leia primeiro o texto e inicie o resumo apenas depois de perceber a sua


estrutura.

 Sublinhe as ideias principais do texto antes de efectuar os resumos.

 O resumo deve ser um texto curto e preciso.

 Deve ser feito por palavras suas, utilizando sinónimos, excepto quando
for importante fazer uma citação ou utilizar os conceitos apropriados. É
o esforço efectuado na elaboração de bons resumos que facilita a
aprendizagem.

 Deve conter as ideias principais do texto que pretende resumir.

 Deve estabelecer uma sequência clara das ideias.

 Anote os números de capítulos e páginas na margem dos resumos para


poder voltar rapidamente a essa informação, no caso de ter alguma
dúvida.

 Escreva a definição de palavras novas sempre que estas apareçam.

 Utilize símbolos matemáticos ou estenografia para poupar tempo e es-


paço. Por exemplo: ex(exemplo), i.e(isto é), pq(porque), tb(também),
qq(qualquer), feliz/(felizmente), +-(mais ou menos), etc.

 Depois de ter o resumo feito leia-o para verificar se está compreensível.

 Não se esqueça que deve elaborar resumos que sejam compreensíveis a


uma releitura, mesmo passado bastante tempo.

Resumo 5’