BIOFÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FUNDAMENTAIS E SOCIAIS DISCIPLINA: BIOFÍSICA PROFESSOR: ROBERTO ALAN TURMA

:

Introdução a Biofísica
A Física é uma ciência. Isto significa um conjunto organizado de conhecimentos relativos a um determinado objeto obtidos por meio de observação, experimentação e raciocínio lógico (componentes do método científico). O seu objeto de estudo é a natureza. A Biofísica de uma maneira genérica estuda a Física do ecossistema, onde existem os seres vivos (inclusive o homem) sofrendo a influência de diversos fatores tais como luz, temperatura, umidade e pressão. Apesar dos físicos acreditarem que o mundo físico obedeça às leis físicas, eles sabem que a descrição matemática de algumas situações são muito complexas para permitirem soluções. Por exemplo, se você arrancar um pequeno canto desta página e o deixar cair até o chão, ele girará várias vezes até chegar lá. Sua trajetória será determinada pelas leis da física, mas será quase impossível escrever a equação que descreva esta trajetória. Os físicos concordam que a força da gravidade o obrigará a ir em direção ao chão, se nenhuma outra força interferir. Correntes de ar e eletricidade estática afetariam sua trajetória. Da mesma forma embora as leis da Física estejam envolvidas em todos os aspectos da função do corpo humano, cada situação é tão complexa que é quase impossível predizer o comportamento exato a partir do que sabemos da Física. Contudo, um conhecimento das leis da Física ajuda o nosso entendimento da fisiologia animal e vegetal e do ambiente onde os seres vivos estão envolvidos. Algumas vezes na tentativa de entender um fenômeno físico o simplificamos, selecionando suas características principais e ignoramos aquelas que acreditamos serem menos importantes. Nossa descrição poderia ser apenas parcialmente correta, mas é provavelmente melhor do que absolutamente nada. Tentando entender os aspectos físicos do corpo humano, freqüentemente recorremos a analogias. Tenha em mente que analogias nunca são perfeitas. Por exemplo, de certa maneira o olho é análogo a uma câmara de vídeo; a analogia é pobre quando o filme, que pode ser substituído, é comparado à retina, o detetor de luz do olho. Muitas das analogias usadas pelos físicos empregam MODELOS. Fazer modelos é muito comum nas atividades científicas. Um famoso físico do século dezenove, Lorde Kelvin, disse: ´Eu nunca me satisfaço até conseguir um modelo mecânico de uma coisa. Se eu puder fazer um modelo mecânico eu a entendi´. Alguns modelos envolvem fenômenos físicos que parecem não estar completamente relacionado ao objeto que está sendo estudado, por exemplo, um modelo em que o fluxo de sangue é representado pelo fluxo de eletricidade (corrente elétrica) é muito usado no estudo do sistema circulatório do corpo humano. Este modelo elétrico pode muito bem simular muitos fenômenos do sistema cardiovascular. É claro que se você não entendeu os fenômenos elétricos, o modelo não o ajudará muito. Também, como mencionado antes,
Prof. Roberto

Página 1

A equação W = f(H) significa que o peso W é uma função da altura H. Controle de ³feedback´ negativo é comum no corpo humano. enquanto o ³feedback´ positivo. O forno produz calor. Ela não diz como o peso e a altura estão relacionados ou quais outros fatores estão envolvidos. e então envia um sinal para ligar o calor novamente. Um exemplo simples de ³feedback´ negativo é o controle da temperatura de uma casa pór um termostato. o ³feedback´ é negativo. Muitas funções do corpo são controladas por homeostasia.BIOFÍSICA todas as analogias têm suas limitações. a relação entre força F. suas células mantém-se aumentando em número até ele atingir o tamanho adulto. massa m. No campo médico podemos escrever R = f(P) para indicar que a razão de pulsação R é uma função da potência P produzida pelo corpo. O símbolo para função (f) não deve ser confundido com o símbolo para força F. Se o sistema é projetado de modo que um acréscimo na quantidade em que é realimentado diminui a produção e um decréscimo na amostra aumenta a produção. Por exemplo. O próximo passo omitir o f e escrever uma equação que diz como as coisas estão relacionadas umas com as outras é difícil. o corpo abaixa o nível no sangue removendo-o via rins. Algumas são de uso tão geral que são referidas como leis. Enquanto muitos mecanismos de controle do corpo não são ainda entendidos. Um pesquisador médico pode usar um modelo de alguma função do corpo para predizer propriedades que não são originalmente imaginadas. Se muito cálcio é liberado. ³Feedback´ negativo produz um controle estável. Existem outras expressões matemáticas desta lei que podem parecer bem diferentes para uma pessoa leiga. Um engenheiro que quer controlar alguma quantidade que varia com o tempo tomará uma amostra do que está sendo produzido e usará esta amostra como um sinal para controlar a produção em algum nível desejado. usualmente escrita como F = ma. várias doenças encontram-se diretamente relacionadas ao fracasso desses mecanismos. e a porcentagem no sangue ocupada pelos glóbulos vermelhos (hemácias ou eritrócitos) varia quando o fluxo sangüíneo vai até as extremidades do corpo. Por outro lado. Por exemplo. Por exemplo. Quando a temperatura atinge um valor acima de um ponto fixo. mas são reconhecidas por um físico como outras maneiras de se dizer a mesma coisa. Roberto Página 2 . e então o corpo permanece mais ou menos constante no tamanho sob algum tipo de controle de ³feedback´. a temperatura cai até que o termostato atinge o valor presente. via um termômetro. e o termostato. Este fenômeno é difícil para ser simulado com modelos elétricos. uma importante função do corpo é controlar o nível de cálcio no sangue. Quando o calor é perdido na casa. alguns modelos são tão grosseiros que são somente úteis para servirem de guias a modelos melhores. algumas das saídas realimentam a fonte para regularem a sua produção. Lei de Newton. é conhecida como 2ª. Isto é. Se o nível ficar muito baixo. Outros modelos são matemáticos: equações são modelos matemáticos que podem ser usadas para descrever e predizer o comportamento físico de alguns sistemas. O sangue é feito de células vermelhas (glóbulos vermelhos) e plasma (parte líquida). produz um controle instável. o termostato envia um sinal ao forno para desligar a produção de calor. que é análogo ao controle de ³feedback´ (realimentação) na engenharia. Uma das palavras favoritas dos físicos é função. No mundo real da Física temos muitas de tais equações. Ocasionalmente algumas células não respondem a este controle e tornam-se tumores. É uma espécie de taquigrafia matemática. no qual uma variação no ³feedback´ da amostra causa uma variação na mesma direção. quando o corpo cresce. controla o calor que sai. e aceleração a. o corpo libera cálcio dos ossos para aumentar o nível no sangue. Prof.

Juntamente com Rutherford. Assim surgiram em todo o mundo. A nova disposição dos governos e a evidente vanguarda da Física entre as ciências. fazendo Biofísica quando estudou o vôo dos pássaros para construção de sua máquina voadora. Os centros médico. Neste propósito. Prof. há vários centros de Biofísica onde se destacam o Instituto de Biofísica da UFRJ. pelo estudo da Biofísica. dentro de certos limites seus novos capítulos. como ciência que maior contribuição tinha trazido ao homem civilizado. Mais tarde elas também foram usadas para investigar o próprio núcleo atômico. em trabalhos realizados por longa lista de eminentes cientistas. Objetivos da Biofísica:  Estudar os fenômenos biológicos através das leis e princípios da Física. Você deve lembrar que as alfas foram usadas por Rutherford para investigar a estrutura do átomo (experimento com uma folha de ouro). Portanto. Muitos cientistas trabalhavam nesse campo. que estudaremos mais adiante). As alfas são partículas com carga positiva. em 1896. o Departamento de Biofísica da UERJ. o modelo adotado para descrever o átomo era o de Rutherford-Bohr. No Brasil. motivou o grande interesse dos pesquisadores. O conteúdo cientifico porém.  Construir modelos físicos matemáticos dos sistemas vivos. apresentou-se a Física. constituindo. em 1895. depois por Henri Becquerel e por Marie Curie (raios alfa).inicialmente por Wilhelm Röntgen (raios X. Roberto Página 3 . Sem desejar definir como marco inicial. todos os países civilizados voltaram-se a uma proposição em favor do homem. uma partícula alfa é um átomo de hélio. Pouco antes da segunda metade do século passado. sentido a necessidade do apoio do biofísico. e hoje nós sabemos que cada alfa é igual ao núcleo do átomo de hélio . isto é. criaram e construíram desde simples laboratórios a enormes Institutos de Biofísica dentro do ³campus´ Hospitalar.  Estudar os efeitos dos agentes físicos sobre os seres vivos e particularmente. centros especializados. pode ser reconhecido em uma análise retrospectiva da evolução do conhecimento. Eles sabiam que alguns materiais emitem radiação e algumas formas diferentes de radiação já haviam sido observadas .BIOFÍSICA Breve Histórico O termo Biofísica é relativamente novo.um elemento químico que possui dois prótons no núcleo. um cientista que contribuiu muito para a física nuclear foi James Chadwick. mas sem os elétrons. o da física atômica. Iniciaremos nossos estudos com a radiação Conceitos Básicos sobre Radiação No início deste século. é válido citar Leonardo Da Vince (1452 ± 1519). que graças a sua extraordinária tecnologia. Em 1932. Quando investigamos o núcleo atômico.  Adaptar o estudo da Biologia à tecnologia e métodos da Física. A Engenharia Biomédica e a Biofísica Teórica. o Departamento de Biofísica e Radiobiologia da UFPE. já com um maior acervo. Uma dessas formas de radiação são as partículas alfa. Z=2. mergulhamos mais fundo na matéria e entramos no campo da física nuclear. a divisão de Biofísica da UFMG dentre outros. sobre suas ultraestruturas e seus funcionamentos.

Esquema do átomo com prótons. como mostra a Figura 1. beta e gama. Prótons e nêutrons compõe o núcleo do átomo. Na época de sua descoberta. formando o núcleo? Se não é a força elétrica que as mantém juntas. No quadro abaixo relacionamos as forças fundamentais que você já conhece. Então. Devido à força elétrica repulsiva. nêutrons e elétrons Por ser neutra. a nova partícula foi chamada de nêutron. Concluiu que essa radiação era formada por partículas diferentes das alfas. A idéia é que entre duas partículas nucleares existe uma força muito intensa .que é responsável pela união dos prótons e nêutrons no núcleo. eram conhecidas três formas de radiação: os raios alfa. Os nêutrons não possuem carga elétrica. Chadwick concluiu que os nêutrons vinham de dentro do núcleo. Roberto Página 4 . Os alfa você já conhece. É claro que nesta figura o núcleo aparece bem maior do que realmente é: para as órbitas que foram desenhadas. você pode imaginar que talvez isso ocorra por causa da atração gravitacional. As betas Prof. Portanto. podemos concluir que também não é a força gravitacional o que mantém as partículas nucleares unidas! Para explicar a existência do núcleo atômico foi necessário imaginar a existência de um novo tipo de força: a força nuclear. Devemos lembrar que a força gravitacional é muito menor que a força elétrica.BIOFÍSICA ele bombardeou o elemento berílio com partículas alfa e observou um tipo de radiação capaz de atravessar camadas muito grossas de matéria.muito mais intensa que a força gravitacional e que a força elétrica . os prótons deveriam se afastar uns dos outros. como é que todas essas partículas se mantêm unidas. logo não interagem por meio da força elétrica. Figura 1. e indicamos também entre que tipos de partículas elas existem: A radioatividade é conhecida desde o final do século passado e é caracterizada pela emissão de radiação. o núcleo seria invisível. por duas razões: não tinham carga elétrica (eram neutras) e eram mais leves (tinham massa quase igual à do próton). onde estavam junto com os prótons.

pela tabela acima. Esse fenômeno é conhecido como ionização. leves ou mais graves. o núcleo de urânio perde dois prótons e dois nêutrons. Ao penetrar na matéria. pode ajudar no combate de doenças. Mais tarde descobriu-se que existem dois tipos de betas: as negativas. Apesar de todos os efeitos negativos da radiação. o oxigênio . O principal problema da radiação formada por partículas carregadas é o fato de que elas podem arrancar elétrons dos átomos que constituem o meio por onde passam. O problema é quando essa alfa encontra. Essas lesões podem ocorrer na pele ou em órgãos internos do corpo: com grande energia. Usada controladamente. por exemplo. As partículas saem do núcleo radioativo com bastante energia cinética.. o nitrogênio. É o caso da radioterapia aplicada ao tratamento de câncer. até perder toda a sua energia e parar. Z. Se essa matéria for o corpo humano podem ocorrer lesões. Ao emitir radiação. que essas partículas possuem carga elétrica.a maioria dos elementos são estáveis e não emitem nenhum tipo de radiação. Observe o quadro abaixo: Você deve ter observado. O hidrogênio. que são semelhantes aos elétrons. onde é absorvida. Nem todos os elementos químicos são radioativos. elas transferem energia aos átomos e moléculas que encontram. a radiação é capaz de destruir as moléculas que compõem esses órgãos.. O que ocorre quando ele emite uma partícula alfa. porém.BIOFÍSICA são partículas bem mais leves do que as alfas. o nosso corpo. E o que acontece com a alfa que foi emitida? Ela caminha solta pelo espaço até encontrar matéria. Mas alguns elementos são instáveis e emitem partículas. Vamos entender por que estudando o processo de emissão de partículas. Prof. mas possuem carga elétrica positiva. deixa de ser neutro: ele se transforma num íon. formada por dois prótons e dois nêutrons? Observe o esquema: Você já sabe que cada elemento químico é caracterizado pelo seu número atômico. o núcleo de um elemento químico radioativo perde partes de si. Ao emitir a alfa. e as positivas. transformando-se em outro elemento químico. sendo também produzidas em reações nucleares. como os elétrons. Veja o seguinte exemplo: no núcleo do elemento urânio existem 92 prótons. As betas. Roberto Página 5 . Essa característica da radiação torna-a muito perigosa. Quando o átomo perde elétrons. que tem Z = 90 e se chamado tório. ela tem também aspectos muito positivos. chamadas também de pósitrons. A radiação gama é semelhante à luz. portanto Z = 92. são produzidas em reações que ocorrem no interior do núcleo atômico. iguais aos elétrons que existem ao redor do núcleo. dependendo da energia das partículas.

esses elementos radioativos são de grande utilidade. como o urânio. Essa energia pode ser transformada em outras formas de energia ± térmica e elétrica . nêutrons e píons são formados por outras partículas ainda menores: os quarks. os átomos de alguns elementos químicos emitem partículas e se transformam em átomos de outros elementos químicos: esse fenômeno é conhecido como radioatividade. que permite a vida na Terra. Breve Resumo:  o núcleo do átomo é formado por dois tipos de partículas: os prótons e os nêutrons. vindas do espaço interestelar.    a energia proveniente do Sol também é de origem nuclear: ela é gerada pelo processo de fusão nuclear. tem sua origem nas reações nucleares que ocorrem no interior do Sol: vários prótons se fundem para formar um núcleo de hélio e liberam grandes quantidades de energia nesse processo. Nesse processo. Em 1947. se chama energia nuclear. beta e os raios gama. chamada de fissão nuclear. a radiação pode ser prejudicial à saúde. como os múons. Os raios cósmicos penetram na atmosfera terrestre. que se chama de fusão nuclear. Além do píon. a partir das quais são criadas várias partículas subnucleares. sofre uma divisão. Além da energia que vem do Sol. existem várias formas de radiação. Os quarks e os elétrons são partículas elementares. onde colidem com átomos dos vários gases que compõem a atmosfera. A energia do Sol.úteis ao homem. a Terra é bombardeada continuamente por partículas de alta energia vindas do espaço interestelar. prótons. entre elas as partículas alfa. o núcleo libera uma enorme quantidade de energia que. por vir do núcleo.       existe uma força que mantém prótons e nêutrons. A energia nuclear produzida de forma controlada nas usinas nucleares também pode ser gerada sem controle por bombas nucleares. liberam grandes quantidades de energia. Essa colisão provoca reações nucleares. os átomos são eletricamente neutros (carga elétrica total é zero) e a maioria deles é estável.BIOFÍSICA Nas usinas nucleares. porém mais Pesada do que o elétron. unidos formando o núcleo: a força nuclear. mas também pode ser usada no tratamento de doenças. O núcleo de certos elementos. destruindo moléculas do nosso organismo. que bombardeiam continuamente a Terra. as armas mais destrutivas já inventadas pela humanidade. São os raios cósmicos. Essa partícula é mais leve que o próton e o nêutron. o físico brasileiro César Lattes participou da descoberta de uma nova partícula na radiação cósmica. Ela é muito mais intensa que a força elétrica e que a força gravitacional. que pode ser transformada em outras formas de energia úteis ao homem. outras partículas foram descobertas nos raios cósmicos. Roberto Página 6 . Esse processo é chamado de fissão nuclear e a energia liberada por ele é a energia nuclear. os raios cósmicos são formados por partículas de alta energia. causando queimaduras e lesões. Prof. quando os núcleos se dividem. os cientistas acreditam que estes sejam os menores componentes do universo. chamada de píon. isto é. formados principalmente por prótons.

... que não podem mais ser subdivididas... . Pode um engenheiro médico ser sempre chamado de engenheiro clínico? 3..............................BIOFÍSICA Exercício 1... A massa dos píons é cerca de um sétimo da massa dos prótons............. e no processo de (b) .......................... participou da sua descoberta em 1947.......... Roberto Página 7 .......... que tem 92 (a) . que tem massa igual à anterior... A força nuclear age em pequenas distâncias.. como os píons........... quarks cada.. nuclear que ocorre no interior de estrelas....... Entre essas partículas age a força (e) ....................que têm carga elétrica de valor igual à do elétron. Existem outras partículas que interagem por meio da força nuclear.......... muito mais intensa do que as outras forças fundamentais que conhecemos.. provocam reações nucleares em que são produzidas outras partículas... e (c) . e a força (g) ......... As grandes energias devidas à força nuclear aparecem no processo de (a) ..... são compostos por "partículas elementares´.... como o do urânio....... É o caso do urânio.... que tem apenas (d) . e não faz efeito em distâncias maiores.. que incidem sobre a Terra vindas do espaço.... Ao emitir uma partícula alfa........ o urânio se transforma em outro elemento químico............ nuclear.... e dois (c) ........ Os raios cósmicos são partículas de alta (a) ............ como os (b) ................... Ele ocorre quando um núcleo pesado.................... mas de sinal(b) ....... mas são eletricamente (d) ....... Quando penetram na atmosfera..... quando vários núcleos leves se unem para formar núcleos mais pesados... Explique em que sentido o alcoolismo é uma doença que envolve feedback positivo 5)Complete: O núcleo atômico é formado por dois tipos de partículas: (a) ........................... Os prótons e nêutrons são formados por (b) . dentro do núcleo.. Existem núcleos radioativos que emitem partículas espontaneamente............................ 2... Prof. se divide em vários núcleos mais leves... prótons no núcleo e se chama tório................ Dê três exemplos do uso da palavra física na medicina......... como o Sol.......... ............... Essas partículas se chamam (a) .. que possui dois (b) . O que você entende por homeostasia? 4......... isto é......... no núcleo. que são a força (f) . Hoje sabemos que os prótons e nêutrons. O físico brasileiro (a) ..

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful