UCSAL - Universidade Católica do Salvador Curso: Direito Disciplina: Antropologia Profª: Ana Claudia Souza Turma: 21 Turno: Matutino

Componentes: Jordan Mascarenhas, Nilo Cunegundes, Gabriel César, Rafael França, Vital Silvério, Vicente Niella, Thiane Coelho, Adriano Pinto

Resenha Crítica TOLEDO, Luiz Henrique "Por que xingam os torcedores de futebol?" . In: Cadernos de campo - revista dos alunos de pós-graduação em Antropologia. FFLCH/USP, ano 3, nº 3, 1993, p. 20 -28.

1. CREDENCIAIS DO AUTOR

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1988), mestre em Ciências Sociais (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo (1994) e doutorado em Ciências (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo (2000). Atualmen te é sócio efetivo da Associação Brasileira de Antropologia, coordenador do programa de pós -graduação em antropologia social da UFSCar e professor adjunto na mesma universidade no departamento de Ciências Sociais. Prêmio FORD/ANPOCS (mestrado - 1996). Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia Urbana e antropologia das práticas esportivas, festas e corporalidade. Outras obras: Visão de Jogo - Antropologia das Práticas Esportivas
2. RESUMO DA OBRA

O autor do texto aborda o comportamento dos torcedores nos estádios de futebol, explicitando as nuances do ritual futebolístico no decorrer do mesmo e dando ênfase ao uso do palavrão como forma de expressão , tendo como objetivo revelar a hierarquia e os sistemas sociais por trás dos palavrõ es no

por exemplo. são suprimidas entre os torcedores de um mesmo time. arbitragem e qualquer outro individuo relacionado diretamente ao jogo. responsáveis por ditar a postura do torcedor de futebol dentro de seu ritual podem descambar para a transgressão. existe um padrão para cada personagem do jogo. hinos e ofensas à torcida adversária. Os referentes. agindo todos como uma força focada num único objetivo: o de apoiar sua equipe. CONCLUSÃO O autor termina por concluir que o palavrão usado durante o jogo de futebol tendem a perder sua rudeza imediata que lhes é peculiar em outras situações para adquirir um valor moral e agir como a mais pura forma de expressão de um individuo e de sua coletividade como torcedor tendo portanto certa tolerância e permissividade . O texto dá exemplos de cantos. ao próprio time e sua torcida são alusivos à virilidade e à dominação pela força do outro time ou de outras torcidas. Ressalta também que estes comportamentos expressivos.futebol. etc. o bandeirinha. jogadores. o que pode ser observado em certas parti das ultimamente. caracterizando-se como uma ação simbólica e como uma nova forma de linguagem só entendida completamente por quem participa do espetáculo do futebol. o técnico. tendo cada um uma significação especifica. os policiais e até mesmo aqueles que não participam do espetáculo. gritos de guerra. tentando desta maneira mostrar que seu time é superior. este aspecto se estende aos gritos de guerra que para serem ouvidos são ditos em uníssono e de forma ritmada. enquanto quando usa -se os palavrões para designar a torcida ou o time adversário eles adquirem uma conotação de submissão e subjugo. Além disso. como o juiz. . De inicio são expostas as maneiras de como o grito de guerra surge no futebol e como ele acaba evoluindo dentro de associações como as torcidas organizadas e como o xingamento se insere neste contexto . Outro ponto de destaque do texto é a nova dinâmica adotada n o estádio onde as diferenças presenciadas no cotidiano como as de classes. baderna e violência quando extravasados dos limites do que é socialmente aceito. 3.

devendo ser encarado como um fator sócio-cultural e reflexo de muitos outros aspectos de nossa sociedade. trás uma abordagem antropológica de uma sit uação corriqueira no nosso país. É um texto interessante para ser trabalhado de forma didática. O autor consegue se expressar de maneira clara e simples não sendo necessária uma densa pesquisa de termos e assuntos relacionados. ocupando o palavrão papel fundamental nesta relação . utilizando-se de exemplos relacionados às torcidas de futebol brasileira. mostrando para as pessoas que não possuem muita afinidade com o futebol suas particularidades e a força que este esporte exerce em nosso país. o que faz com que a leitura do artigo torne -se interessante e de fácil entendimento.4. CRITÍCA O texto é esclarecedor ao tratar da questão do xingamento. Mostra a partida de futebol como um ambiente diverso. . onde são criadas novas dinâmicas e interações. suas denominações e identificações com determinado comportamento ou classe social. evidenciando que ele não possui o mesmo significado usado nas relações cotidianas. além disso.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful