Você está na página 1de 25

MANUAL DE NORMAS 2011 Instituto Português do Sangue

MANUAL DE NORMAS 2011 Instituto Português do Sangue

MANUAL DE NORMAS 2011 Instituto Português do Sangue

ÍNDICE

06.

INTRODUÇÃO

07.

A MARCA

10.

DIMENSÕES

11.

GRELHA DE CONSTRUÇÃO

12.

ÁREA DE PROTECÇÃO

13.

TIPOGRAFIA

14.

COR

16.

INTERACÇÃO COM FUNDOS

20.

UTILIZAÇÃO INCORRECTA

22.

MARCA EM CONTEXTO

INTRODUÇÃO

O Instituto Português do Sangue

(IPS) surge no contexto da medici- na transfusional portuguesa com a missão de garantir a acessibili- dade, disponibilidade e qualidade dos componentes sanguíneos. A sua actividade assenta por com- pleto na solidariedade do dador, no seu desejo de contribuir para o tratamento de outros indivíduos.

É na relação dador/receptor, no

altruísmo de um e na necessidade do outro, que se constrói a ima- gem do IPS; uma interligação ine- vitável, resultante da simplificação

da forma de duas gotas. O parale- lismo em termos cromáticos com

o sangue arterial (a vermelho) e o sangue venoso (a azul) pretende

ainda traduzir a carência do recep- tor, dado que o sangue venoso ne- cessita de oxigénio, enquanto que

o arterial já o transporta.

Assim se sublinha os dois elemen- tos mais importantes da dádiva de

sangue, representando abstracta

e iconicamente a sua dinâmica, e

abrindo a sua interpretação a um

universo humanista e positivo.

A MARCA

A MARCA 07 IPSANGUE

07 IPSANGUE

IPSANGUE 08
IPSANGUE 08
IPSANGUE 08
IPSANGUE 08
IPSANGUE 08
IPSANGUE 08
IPSANGUE 08
IPSANGUE 08
IPSANGUE 08
IPSANGUE 08

A marca para o IPS é composta por três alternativas cromáticas principais e, dentro destas, uma outra versão a negativo. Estas al- ternativas devem ser aplicadas de acordo com o contexto cromático em questão: cor, gradação de cin-

za aplicada quando possível nos meios a preto e branco (tais como jornais), e preto e branco puro nas situações em que a gradação não for possível. Em casos de ilegibili- dade da versão a positivo, deve ser aplicada a alternativa a negativo.

09 IPSANGUE

DIMENSÕES

2 cm

DIMENSÕES 2 cm 0,5 cm De forma a garantir a preservação da integridade do logo, foram

0,5 cm

De forma a garantir a preservação da integridade do logo, foram defi- nidos valores mínimos de redução, as suas proporções e relações es- truturais (que não devem, em caso algum, ser comprometidas) e uma área de protecção.

caso algum, ser comprometidas) e uma área de protecção. Para além da dimensão mínima do logo

Para além da dimensão mínima do logo com a presença de tipografia, foi estabelecida uma segunda re- dução possível, a qual deverá ser limitada a casos excepcionais. Por exemplo, pode-se aplicar esta re- dução a material promocional.

GRELHA DE CONSTRUÇÃO

X

5/2X

7/2X

5/2X

X

GRELHA DE CONSTRUÇÃO X 5/2X 7/2X 5/2X X X 2X 3/2X 11/2X X X 11 IPSANGUE
GRELHA DE CONSTRUÇÃO X 5/2X 7/2X 5/2X X X 2X 3/2X 11/2X X X 11 IPSANGUE

X

2X

3/2X

11/2X

X

X

11 IPSANGUE

ÁREA DE PROTECÇÃO

ÁREA DE PROTECÇÃO IPSANGUE 12

TIPOGRAFIA

Futura Std Light ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ

abcdefghijklmnopqrstuvwxyz

1234567890

Futura Std Book ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz

1234567890

Futura Std Medium

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ

abcdefghijklmnopqrstuvwxyz

1234567890

Futura Std Heavy ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ

abcdefghijklmnopqrstuvwxyz

1234567890

Futura Std Oblique ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ

abcdefghijklmnopqrstuvwxyz

1234567890

Futura Std Book Oblique ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz

1234567890

Futura Std Medium Oblique

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ

abcdefghijklmnopqrstuvwxyz

1234567890

Futura Std Heavy Oblique

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ

abcdefghijklmnopqrstuvwxyz

1234567890

13 IPSANGUE

COR

COR RGB: 0, 131, 219 CMYK: 79, 43, 0, 0 PANTONE: 660 EC RGB: 255, 0,

RGB: 0, 131, 219 CMYK: 79, 43, 0, 0 PANTONE: 660 EC

COR RGB: 0, 131, 219 CMYK: 79, 43, 0, 0 PANTONE: 660 EC RGB: 255, 0,

RGB: 255, 0, 0 CMYK: 0, 100, 100, 0 PANTONE: 485 EC

EC RGB: 255, 0, 0 CMYK: 0, 100, 100, 0 PANTONE: 485 EC RGB: 33, 33,

RGB: 33, 33, 33 CMYK: 72, 66, 66, 72 PANTONE: Process Black EC

RGB: 191, 191, 191 CMYK: 25, 20, 20, 0 PANTONE: 421 EC RGB: 158, 158,

RGB: 191, 191, 191 CMYK: 25, 20, 20, 0 PANTONE: 421 EC

RGB: 191, 191, 191 CMYK: 25, 20, 20, 0 PANTONE: 421 EC RGB: 158, 158, 158

RGB: 158, 158, 158 CMYK: 41, 34, 34, 0 PANTONE: Cool Grey 6 EC

158, 158 CMYK: 41, 34, 34, 0 PANTONE: Cool Grey 6 EC RGB: 0, 0, 0

RGB: 0, 0, 0 CMYK: 0, 0, 0, 100 PANTONE: 426 EC

15 IPSANGUE

INTERACÇÃO COM FUNDOS

INTERACÇÃO COM FUNDOS IPSANGUE 16
17 IPSANGUE

17 IPSANGUE

IPSANGUE 18
IPSANGUE 18

De forma a garantir uma boa re-

lação de legibilidade entre o logo e

o fundo, deverá ser tida em conta

a busca de um contraste relevante entre ambos. Esta secção tem o

intuito de orientar a selecção cro-

mática,tentandopreveralgunsdos

diversos cenários possíveis. A prioridade será sempre para a

versão integral do logótipo, segui-

ndo-se a versão a negativo, e, em última instância, o emprego da al- ternativa a branco

19 IPSANGUE

UTILIZAÇÃO INCORRECTA

strokes

UTILIZAÇÃO INCORRECTA strokes alterar cores outlines alterar tipografia ipsangue alterar opacidade gradações IPSANGUE
UTILIZAÇÃO INCORRECTA strokes alterar cores outlines alterar tipografia ipsangue alterar opacidade gradações IPSANGUE

alterar cores

UTILIZAÇÃO INCORRECTA strokes alterar cores outlines alterar tipografia ipsangue alterar opacidade gradações IPSANGUE
UTILIZAÇÃO INCORRECTA strokes alterar cores outlines alterar tipografia ipsangue alterar opacidade gradações IPSANGUE

outlines

UTILIZAÇÃO INCORRECTA strokes alterar cores outlines alterar tipografia ipsangue alterar opacidade gradações IPSANGUE

alterar tipografia

INCORRECTA strokes alterar cores outlines alterar tipografia ipsangue alterar opacidade gradações IPSANGUE 20

ipsangue

alterar opacidade

gradações

INCORRECTA strokes alterar cores outlines alterar tipografia ipsangue alterar opacidade gradações IPSANGUE 20
INCORRECTA strokes alterar cores outlines alterar tipografia ipsangue alterar opacidade gradações IPSANGUE 20

deslocar elementos

deslocar elementos pixelização remover elementos d e f o r m a ç ã o 21
deslocar elementos pixelização remover elementos d e f o r m a ç ã o 21

pixelização

deslocar elementos pixelização remover elementos d e f o r m a ç ã o 21

remover elementos

deslocar elementos pixelização remover elementos d e f o r m a ç ã o 21
deslocar elementos pixelização remover elementos d e f o r m a ç ã o 21

deformação

deslocar elementos pixelização remover elementos d e f o r m a ç ã o 21
deslocar elementos pixelização remover elementos d e f o r m a ç ã o 21

21 IPSANGUE

MARCA EM CONTEXTO

As aplicações de qualquer logótipo deverão abarcar diversas áreas. Desta forma, será vital incluir não só situações concretas, mas ainda a possibilidade de, através de al- guma flexibilidade formal, motivar novas expressões posteriores. Assim, este novo logótipo do Insti- tuto Português do Sangue convida

a uma aplicação em diversos su- portes e meios, desde cartazes e mupis, a etiquetas para contento- res de sangue, brindes (tais como canetas, miniaturas do logo, etc), meios de transporte, animações e outros audiovisuais, objectos de laboratório (electrónicos ou ves- tuario, por exemplo), entre outros.

23 IPSANGUE

23 IPSANGUE