Você está na página 1de 1

PL 33/2011

JUSTIFICATIVA

O projeto que ora envio a essa egrégia Assembléia Legislativa visa instituir o Plano de Empregos,
Funções e Salários da Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande Sul – FUNDERGS - e dá outras
providências.

A Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande Sul, de personalidade jurídica de Direito Privado,
vinculada à Secretaria do Esporte e do Lazer, com autonomia administrativa e financeira, foi instituída pelo
Decreto nº 41.491, de 19 de março de 2002, e é destinada a projetar, planejar, coordenar e executar a
política de esporte e lazer no Rio Grande do Sul.

A FUNDERGS é responsável por promover o esporte e incentivar eventos esportivos que


contribuam com o desenvolvimento da qualidade de vida do ser humano, através da inclusão social,
informação, esporte e lazer; apoiar as pessoas com maior grau de necessidades sociais e culturais,
incentivando as práticas corporais do esporte e lazer nas periferias urbanas e nas escolas rurais, dando
prioridade para instalações escolares abertas à utilização pública.

Quando da sua criação, a FUNDERGS possuía 43 Cargos em Comissão, que, ao longo do tempo,
foram absorvidos pela então Secretaria do Turismo, Esporte e Lazer. Atualmente, conforme Diário Oficial
do Estado na data de 27 de janeiro de 2011, consta o total de 20 Cargos em Comissão – CCs (sendo 6
CC10, 4 CC9, 1 CC8, 7 CC6 e 2 CC5), número absolutamente insuficiente frente às demandas laborais sob
sua responsabilidade. Entre elas, constam o fomento público às atividades desportivas e recreativas do
Estado e a gestão do Centro Estadual de Treinamento Esportivo – CETE, que se encontra instalado em área
de aproximadamente 4 hectares, com pista de atletismo nos padrões internacionais, 3 ginásios e quadras de
vôlei de areia e tênis.

Cabe afirmar que tanto a Lei nº 11.691, de 20 de novembro de 2001, que autorizou o Poder
Executivo a instituir a Fundação, como o Decreto nº 41.491, de 19 de março de 2002, que institui e aprovou
seu Estatuto, prevêem a criação do quadro próprio de pessoal com plano de empregos e salários, organizado
em carreira e regido pela Consolidação das Leis do Trabalho.

Oportuno informar que a repercussão financeira mensal decorrente do preenchimento total de todos
os empregos e funções dos quadros propostos é de aproximadamente R$ 425.400,00 (quatrocentos e vinte e
cinco mil e quatrocentos reais), com encargos.

O Plano de Empregos, Funções e Salários previsto por este Projeto, será composto pelo Quadro
Permanente de Emprego e pelo Quadro de Empregos e de Funções em Comissão, sendo que o Quando
Permanente será integrado pelas categorias funcionais de Agente Técnico, Agente Administrativo e Técnico
de Nível Superior.

Ressalte-se, ainda, que diante da realização da Copa do Mundo em 2014, que notoriamente é o
maior evento esportivo mundial, onde Porto Alegre será umas das 12 cidades que sediarão jogos oficiais, o
esporte passa a ter ainda mais importância no Estado.

Portanto, entende-se imprescindível a instituição do Plano de Empregos, Funções e Salários da


Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande Sul para suprir a expressiva carência de recursos humanos e
cumprimento da legislação que instituiu a Fundação, prevendo a criação de quadro próprio.

Poder Executivo

DB3AB6B5 14/02/2011 15:16:42 Página 1 de 1