Você está na página 1de 11

ERP

• EQUIPE: •Confiabilidade e velocidade nas


Bartolomeu informações;
Eduardo Jansen •Um único sistema é desenvolvido
para empresa, integrado com todo
Gustavo Amaral banco de dados (banco de dados
multirelacional e único);
Marcus Oliveira
• Captar e fornecer informações de
Olavo Valadares todos os processos da empresa, de
forma precisa e na hora certa;
Rodrigo Mariz
Tiago Lopes

• O ERP é definido como uma arquitetura


de software que facilita o fluxo de
informações entre todas as atividades da
empresa;
• É um sistema amplo de soluções e
informações;
• Consolida todas as operações do negócio
em um simples ambiente computacional;
• Padronizar o sistema de informação;

• Década de 50 : inicio dos conceitos


modernos de controle tecnológicos e gestão
• Organização de dados consistente que flui corporativas, baseados no MAINFRAMES
entre as diferentes interfaces do negócio; (controles de estoques);
• Década de 70: com a expansão econômica
e disseminação computacional surge o
MRPs ( Planejamento de insumos e a
administração dos processos produtivos);
• O ERP propicia a informação correta, para • Década de 80: rede de computadores, surge
a pessoa correta e no momento correto. MRPII (manufacturing resource plannig)
controle a mais de mão de obra e
maquinário;
• Em 1975 - Empresa alemã SAP (Análise • Eu devo o que estou pagando ?

de Sistemas e Desenvolvimento de • Onde está o meu dinheiro ?


programas) lança o R/2, sendo o – Cadê meu faturamento do dia ?
referência no setor de ERP; – Cadê o meu contas a receber ?

• Na década de 90 a nomenclatura ERP – Saldos de caixa/banco são reais ?

ganha força, o acesso aos programas são • Quem autorizou essa operação ?
em base de dados PC/ servidor e com • O que posso fazer para:
isso barateasse o custo saindo dos caros – Aumentar a receita ?
mainframes; – Diminuir a despesa ?
• O preço do meu produto atende à minha estrutura de
custos ?

• Multiempresa e multifilial
• Controla operações intercompany
Gera débitos e créditos contábeis na
origem e no destino
Conta corrente entre empresas
Holding / Pagamento de obrigações
Controladora / Transferência de numerários
Escritório Central Transferência de produtos ou materiais
Mútuo

Empresas /
Controladas /
Regionais

Indústria 1 Transportadora Serviço Indústria 2

Características gerais: on-line


• Totalmente integrado Totalmente Processo de Compra

on-line integrado on-line


. Verificações
. Status da AF
. Status do processo
. Avisa comprador e solicitante

Estoque

. Atualiza disponibilidades

Financeiro

. Atualiza / remove provisões


. Lança títulos a pagar
. Fluxo de caixa

Contabilidade

. Despesa / Estoque
. Fornecedor
. Impostos
...
Banco
de Escrita Fiscal
Dados . Livros

Se for
bem Patrimônio
do ativo
. Cadastro de bens
. Aguarda tombamento
Integração: Orientado a eventos Integração: Orientado a eventos

• Integração: detalhamento da informação até seu • Integração: permite a localização fácil dos
nível mais analítico documentos de origem ou de destino

• Autorizações com assinaturas eletrônicas


por alçada de aprovação

Central de
Autorizações
Títulos a
pagar . Alçada por valor
Borderôs . Perfil
Cheques . Tipo de operação
Pedidos de
compra
Vendas/Pedi
dos
Orçamento
• Dados cadastrais, crédito, atraso médio, posição financeira,
históricos, últimas vendas (pedidos e faturamento)
• Forte ênfase em controladoria corporativa
• Excelente ferramenta para auditorias internas e externas
• Altamente flexível, tendo sido projetado para suportar os
as diferenças (“rolo”)
• Aderente à legislação fiscal federal, estadual e
municipal, tendo as regras configuradas pelo próprio
usuário

• A contabilidade como ferramenta de gestão

Lançamentos
Fiscais

Lançamentos Resultados
Gerenciais reais

Outros tipos
de
os
Lançamentos Filtr
...

• Contabilidade Gerencial • Contabilidade Gerencial


– Apuração de resultados: – Benefícios
• Vendas (margem líquida) • Resultados reais
• Contratos • Agilidade para tomada de decisões
• Custos por departamento • Redução do custo da informação
• Projetos (atividades multi departamento) • Planejamento tributário
– Provisão para despesas recorrentes
– Orçamento
– Apuração de impostos mais rápida
• Fluxo de caixa completo • Contas a receber
– Comparativo: Orçamento X Provisão X Previsão X – Diversos tipos de baixas (parciais, juros,
Realizado descontos, devoluções, por conta corrente, etc...)
– Permite detalhamento de cada item até a origem do – Prorrogação, Renegociação / Repactuação
lançamento
– Identificação de crédito
• Contas a pagar
– Autorizações por alçadas – Gestão de cobrança
• Meio de cobrança
– Controle de retenção de impostos: IR, INSS, PIS, – Telefone
COFINS, CSLL, etc..., de acordo com o tipo de – Carta
produto ou serviço – Cobrador
– Emissão dos documentos de arrecadação: DARF, • Gestão de rota de cobrança
GPS, GIA, Nova GIA, e outros
– Renegociação de dívida
– Controle de pagamentos por fontes de recursos:
BNDES, BIRD, CEF, e outros

• Tesouraria • Relatórios
– Cheques e borderôs – Mais de 50 relatórios
– Posições financeiras, inadimplência, previsões, desempenho da
– Caixa e Fundo Fixo (pode controlar mais de cobrança, saldos, “casadinha”, e muito mais ...
um para ambos)
– Demonstrativos das contas correntes, com
saldos conciliados e a conciliar
– Pendências de conciliação, com ferramentas
que auxiliam na identificação de créditos
– Painel de disponibilidades

• Integração com os bancos


– Cobrança: remessa e retorno com baixa • Físico (quantidades)
automática • Financeiro (valores)
– Pagadoria: remessa e retorno (DOC, TED, • Integração automática com
Folha) compras/pagamentos
– Extrato: importação e conciliação automática
• Controle por período (dias, semanas, meses,
etc)
• Elaboração distribuída on-line
• Manipulação de verbas
• Notificação em caso de estouro ou mudança
• Fluxo do processo de compras
• Tabelas de Preços Orçamento

– Constrói as tabelas com margens

Solicitante

Financeiro
diferenciadas Solicitação Preparação Coleta de Análise e
Autorização
Pedido de Solicitação de
de compras da cotação preços Negociação compra adiantamento

– Preço bruto ou preço líquido


– Cálculo do preço de venda é automático de
acordo com o pedido
– Permite que o preço seja colocado e-mail
Portal e-mail

manualmente
Portal

– Preço de oferta (com período determinado) Fornecedores

Análises
Apurações Demonstrativo
Verticais e
(LALUR, do Fluxo Líquido
Horizontais de Caixa - DFLC
• Fiscal DACON, ...)
– Livros de entrada, saída e apuração Demonstrativ Balanços
os de Índices .Relatórios
– SINTEGRA, DIPI (bebidas), DMA, GIA, GIAM, ICMS (base reduzida), Gerenciais .Planilha Excel
.e-mail
ICMS substituto, Pauta (ICMS e IPI), CIAP Resultado
– SEF e outros sistemas eletrônicos estaduais (DRE) Configurador:- Ferramenta tipo
planilha
– IN86
- Mantêm vários
• Ativo modelos
– Controle físico dos bens - Book gerencial
– Tombamento, com etiquetagem CODEBAR Empresas Unidades Contas Contas Centros
– Depreciações e/ou de Contábeis Auxiliares de
Filiais Negócio Custo
– Inventário
Lançamentos
Contábeis
Banco de
Dados

Implantação  Processos de negócio

Melhores Práticas Mudanças de Qualidade Enfoque nos


Processos dos dados controles
Métodos de
Os dados Modelo de
trabalho Os processos atuais passam processos que
melhorados são melhorados por revisões e possibilitam
continuamente e aperfeiçoados refinamentos melhorar os
com as paralelamente para que controle em
diversas com a sejam todos os
implantações implantação do incorporados à níveis
ao longo dos sistema nova base de
anos
dados
• Fase 1 - Raio X
• Esta é a fase do projeto onde os processos e as
• Pessoas/ Cultura; práticas de negócio são analisados. É o
momento em que a companhia é
profundamente observada e quando é definida a
• Processos; necessidade de uma solução ERP.
• Fase 2 - Desenvolvimento
• É neste momento que uma aplicação é
• Disponibilidade de Capital. escolhida e configurada para uma companhia.
Também são definidos o modelo de
funcionamento da solução e outros aspectos do
ambiente.

• Fase 3 – Teste • Fase 5 – Implementação


• Aqui a solução de ERP é colocada em um • O software de ERP é finalmente instalado
ambiente de teste. É quando os erros e na companhia e se torna funcional aos
falhas são identificados. usuários.
• Fase 4 – Treinamento • Fase 6 – Avaliação
• Todos os profissionais são treinados no • A solução de ERP é avaliada,
sistema para saber como utiliza-lo antes observando-se o que é necessário
da implementação ser concluída. melhorar e o que está ou não funcionando
adequadamente. Esta é apenas uma
avaliação geral do projeto ERP para
referências futuras.

• Aplicações são representadas por 3


categorias de software: • Gestão de funções do próprio setor
– Transações Horizontais (ex: Manufatura, Varejo, Utilidades, etc...)
– Setoriais (específicos para segmentos)
– Operacionais • Essas aplicações variam tremendamente
porque funções similares são
• Softwares Empresarias combinam esses 3 administradas de forma diferente de um
fatores setor para outro
ex:sistema de cobrança em
telecomunicações é muito diferente de
uma empresa de manufatura)
• Hardwares • Eliminar o uso de interfaces manuais
• Licenças (aluguéis) • Redução de custos (Pessoal, Material e
 Empresas multinacionais X empresas Tempo)
nacionais
• Melhor fluxo e qualidade da informação na
• Implantação organização (Eficiência)
Custos de Treinamento • Otimizar o processo de tomada de decisão
Custos de Integração e testes
Custos com Pessoal • Eliminar a redundância de atividades
•Customização • Reduzir os limites de tempo de resposta ao
Os Custos das Conversões de Dados mercado
Custos com Horas de Consultoria

•Usuários simultâneos

• Altos custos
• Tempo para implementação
• Elevado Custo de erro
• Integração e evolução;
• Dependência do fornecedor do pacote
• Dependência entre os módulos (Necessidade de
atualização constante das informações)
• Excesso de controle sobre as pessoas (Gera • Próximo passo (Brasil).
resistência a mudanças)
• Miopia do Processo (Desmotivação)

• O ERP atende praticamente a todos os


• Foco nas Empresas de Pequeno e setores.
Médio Porte;
• Internet - módulos que possam ser • Depois de implantado o ERP pode ser
operacionalizados via Internet modificado porém, o custo, o tempo
• CRM – Gerenciamento do relacionamento depende do acordo com a empresa
com os clientes . implantadora.
16 CONTAS A PAGAR CONTAS A RECEBER 17
Finanças Controladoria
Fornecedor Finanças&& Cliente
Fornecedor Controladoria Cliente
Controladoria 15 FATURA
RECEBIMENTO FISCAL

PEDIDO DE VENDAS
RECEBIMENTO FÍSICO

6
PEDIDO DE COMPRAS

EXPEDIÇÃO
CUSTOS
Logí
Logística

8 7
14
12 DOC. CONTÁBIL 13 LIMITE DE CRÉDITO 2
Contá
Contábil
Gerenciamento
Gerenciamento 11 BAIXA DE ESTOQUE Vendas
Vendas&&
de
deMaterial
Material 4 TRANSFERÊNCIA DE NECESSIDADES
Distribuição
Distribuição
10 VERIFICAR DISPONIBILIDADE DO PRODUTO 3

5 Tesouraria
ORDEM DE PRODUÇÃO 1
Planejamento
Planejamento FORECAST OU
RECEBIMENTO DOS PRODUTOS da
daProdução
Produção PLANO DE VENDAS

Controladoria Controladoria
Requis.Compra Requis.Compra Empenho de
empenho empenho compra
(Ordem em (Ordem em (Ordem em
C.de Custo) C.de Custo) C.de Custo)

Logí
Logística Logí
Logística
Requisiç
Requisição Requisiç
Requisição Pedido de
de Compra de Compra Compra

Contá
Contábil Contá
Contábil

Tesouraria Tesouraria
Previsão de
Caixa

Controladoria Linguagens, ferramentas e plataformas


Requis.Compra Empenho de Arquitetura Cliente/Servidor em 2 camadas
empenho compra Custo Real
Custo Real
(Ordem em (Ordem em (preliminar) Linguagens de Gupta SAL, Oracle PL/SQL*
C.de Custo) C.de Custo) desenvolvimento

Linguagem Web Microsoft C#.NET

Logí
Logística Servidor Web Windows IIS

Recebimento Banco de Dados Oracle


Requisiç
Requisição Pedido de Recebimento
da
de Compra Compra Material
Nota Fiscal Ferramentas Gupta SQL Windows, PL/SQL Developer,
Microsoft .NET Framework, ERwin, Crystal Reports, System Architect

SO do servidor Linux, Windows2000, HP-UX, Solaris


Contá
Contábil
Plataforma servidor Intel, HP, Sun

Contabilidade Forneced. Libe-


Libe- GL Ger.Pagamento Pagamento Integrações Oracle Packages, TIs ou TXT
reç
reção

(*) O servidor de banco de dados não é usado só


Tesouraria como repositório. Todas as regras de segurança
Previsão de Previsão de Posiç
Posição Extrato
estão definidas nele e as principais funções do
Caixa Caixa de Caixa Bancá
Bancário sistema com suas regras de negócio estão
codificadas em PL/SQL, encapsuladas em
packages, proporcionando performance e robustêz,
assim como um ótimo meio de integração com
outras aplicações.
Matriz
Filial 1

LAN / WAN / VPN


Terminal Server
Filial 2

CASE
Banco
de dados

• Havia uma estrutura descentralizada, com


algumas funcionalidades específicas • Padronizar, Agilizar e Unificar a entrada
de dados
• O antigo sistema, heterogêneo, gerava
duplicidade e alguns erros, devido à • Transformar dados em informação útil
necessidade de operação manual de • Controle dos resultados
determinados procedimentos • Flexibilidade
• Precisão

• Ao todo, são 5 mil colaboradores


• Hoje, 960 colaboradores têm acesso ao SAP
ERP, com diversas funcionalidades • Em 16 meses – de fevereiro de 2004 a
implementadas, entre as quais: junho de 2005 –, toda a rede de
– Finanças informação do Einstein estava interligada
– Controladoria
– Administração de material
ao SAP ERP.
– Controle de qualidade
– Gestão de depósito
– Vendas
– Manutenção
– Projetos
• Integração • http://pt.wikipedia.org/wiki/ERP
• Unificação da entrada de dados • http://www.imasters.com.br/artigo/1636/bi/erp_enterprise_res
• Maior controle operacional ource_planning/
• http://www.scielo.br/pdf/prod/v15n1/n1a08.pdf
• Espírito de cooperação dos funcionários na
migração • http://www.nextg.com.br/
• Rastreabilidade e a precisão das informações. • http://pt.wikipedia.org/
• É possível, por exemplo, procurar na solução • http://www.nextg.com.br/v2/web/curso.php?curso_id=16
&modulo_id=190
SAP ERP um medicamento aplicado num • http://www.einstein.br/portal2007/default.aspx
determinado dia e hora e checar como esse • http://www.sap.com/brazil/index.epx
serviço foi baixado no estoque e na conta do • LAUDON e LAUDON. Sistema de Informações Gerenciais
paciente. 7ª edição. Editora PEARSON. 2007