Você está na página 1de 8

Contabilidade Gerencial Capítulo 1 2010.2 Prof.

Marcelo Ramos

1/8

1 Introdução Inicialmente. em sentido amplo. Neste sentido. ao se valorizarem os custos de produtos para fins de cálculo do valor dos estoques e de renda . Contabilidade de Custos é Contabilidade Gerencial mais uma parte da Contabilidade Financeira . governo e outros interessados externos. os mais importantes pertencem ao terceiro objetivo. Entretanto. Originalmente a Contabilidade de Custos se referia às formas de acumular e provisionar custos históricos aos produtos e departamentos. Esta área é comumente chamada de Contabilidade Financeira. Para fins externos. O sistema de contabilidade é um importante sistema de informação às organizações. para planejar e controlar operações de rotina. e é fortemente baseada em princípios de contabilidade geralmente aceitos. O principais objetivos: • Relatórios internos para os gestores. primeiramente com o objetivo de valorizar estoques e determinar a renda a ser sistema de contabilidade provê informação com três 2/8 .com algumas salvaguardas -. devem-se esclarecer as principais nuanças e características dos sistemas de contabilidade. Os três objetivos são importantes tanto para os fins externos quanto para internos. A Contabilidade de Custos. começando pelos aspectos que aproximam e diferenciam a Contabilidade Financeira da Contabilidade Gerencial. • Relatórios para os acionistas. mas a ênfase varia. é possível preencher geralmente ambas as funções. tanto para os fins externos quanto para a gestão interna. para uso em decisões não rotineiras e na formulação dos principais planos e políticas. e como se aplicam aos casos aqui estudados. • Relatórios internos para os gestores. também busca atender os três objetivos citados.já que sua função de custeio ajuda também a satisfazer os requisitos externos.

As características principais da Contabilidade Financeira e da Contabilidade Gerencial são:  Contabilidade Gerencial: Processo de produzir informações financeiras e operacionais para os empregados e gerentes das organizações. a Contabilidade de Custos também ajuda a preencher os requisitos legais de acionistas. valendo ressaltar a flexibilidade existente para a segunda. Tal processo deve ser dirigido pelas necessidades de informações de indivíduos internos à organização. desde a gestão das operações até a tomada de decisões estratégicas. A Tabela 1 sintetiza os elementos básicos da Contabilidade Financeira e da Contabilidade Gerencial. 3/8 . Hoje a Contabilidade de Custos confunde-se com a Contabilidade Gerencial porque serve a múltiplos objetivos. Como no passado.como acionistas credores e governo. agências governamentais e outras entidades externas.tributada. credores.  Contabilidade Financeira: Processo de produzir demonstrativos financeiros para entidades e usuários externos . a Contabilidade de Custos serve para prover informações para toda a sorte de decisões. e por requisitos de auditoria de instituições independentes de contadores. Mais fundamentalmente. e deve guiar suas decisões operacionais e de investimentos. Este processo é pesadamente restringido por padrões regulatórios oficiais e autoridades fiscais.

em primeiro lugar. exigências legais impostas por usuários externos. Usando um sistema de contabilidade para ambas as finalidades (financeira e gerencial) criam-se problemas algumas vezes.1 Sistemas de Contabilidade Sistema de contabilidade é um mecanismo formal para recolher.Tabela 1 – Elementos Básicos da Contabilidade Financeira e Gerencial. organizar e comunicar informações sobre as atividades de uma organização. 1. negligenciando as necessidades dos usuários internos. 4/8 . muitas organizações desenvolvem sistemas para satisfazer.

Algumas empresas adotam modelos extremamente centralizados nos quais poucos gestores concentram grande parte do poder executivo. bem como as estruturas organizacionais. conforme citado anteriormente é fundamental para a coordenação das atividades da firma. Isso porque a forma jurídica da firma é resultado de uma decisão organizacional anterior. Os interesses dos vários agentes econômicos envolvidos são variados. Outras empresas são menos centralizadas e os níveis hierárquicos inferiores possuem. Dentro desse aspecto. mensuração de desempenho dentro dessas responsabilidades e conseqüente remuneração dos responsáveis. Um ponto de destaque é que o modelo organizacional é importante. Os gestores das firmas são agentes econômicos racionais que procuram maximizar suas utilidades esperadas dentro do ambiente empresarial. No entanto. O nível de centralização das decisões. 5/8 .2 Contabilidade Gerencial 1. As decisões da empresa são tomadas por pessoas que consideram seus interesses. enforcar somente neste aspecto. em última análise. Normalmente. Dessa forma.2. não faz muito sentido se falar em missão da organização como se esta fosse uma entidade impessoal. Dentro da organização das firmas. As empresas são formadas por pessoas que se comportam racionalmente. limita bastante o nível de análise e é. As atividades de coordenação envolvem a decisão dos níveis de responsabilidades. as firmas possuem alternativas de organização. relativamente. As firmas podem organizar-se de diversas formas. dadas as condições apresentadas pelo cenário econômico. senão determinante. uma visão equivocada.1. os aspectos jurídicos da organização das empresas são muito enfatizados.1 Economia das Organizações As decisões tomadas dentro das organizações de hoje refletem um ambiente organizacional complexo. dois aspectos são centrais: coordenação e motivação. muito poder. Um aspecto muito discutido da estrutura organizacional rfere-se aos níveis de centralização das decisões. Outro aspecto da organização da firma é a sua estrutura organizacional.

o que muitas vezes diverge do objetivo principal da empresa.3 Sistemas de Monitoração e Controle A complexidade da organização da empresa demanda sistemas eficientes de coordenação e motivação. De nada adianta definir um nível de organização da firma sem que os incentivos dos agentes sejam levados em consideração. credores. 1. governo. etc. Os agentes econômicos envolvidos com a atividade da firma tentam maximizar suas riquezas individuais. em contrapartida. Assim os mecanismos de coordenação da empresa precisam estar de acordo com os interesses dos agentes. os administradores da firma não tomarão decisões que afetem negativamente seus próprios interesses. Não se pode esperar que agentes racionais tomem determinadas ações sem os incentivos adequados. Nos modelos descentralizados os níveis mais inferiores ganham autonomia e interesse no processo decisório. os gestores precisam receber informações sobre seu desenvolvimento. a coordenação é facilitada. o fluxo de informações para os executivos é prejudicado pela falta de interesse dos níveis mais inferiores no modelo decisório. Para a realização dessas funções. um elemento é primordial que é a informação. Como conseqüência. Para que esses 6/8 . Para que as atividades sejam bem coordenadas. Sendo racionais. Essa coordenação deve vir acompanhada de mecanismos de motivação dos diversos contratantes com a firma. Podem ser identificadas duas atividades básicas que devem ser realizadas para que as corporações atinjam seus objetivos: coordenação e motivação.Em modelos muito centralizados.). surge a necessidade de mecanismos que possibilitem a coordenação das diversas atividades realizadas por esses agentes econômicos com os objetivos dos outros contratantes com a firma (acionistas. No entanto. a coordenação das atividades fica prejudica. As várias atividades da firma precisam ser adequadamente coordenadas e os gestores e demais envolvidos precisam estar motivados para a realização de suas funções.

3. O orçamento é. Essa avaliação pode ser feita no âmbito dos departamentos. 1.mesmos gestores estejam adequadamente motivados. a cadeia de valor de uma empresa em qualquer setor é o conjunto de atividades criadoras de valor. Essa influência. os instrumentos utilizados pela contabilidade gerencial (orçamento. Nesta definição. Daí surge a contabilidade gerencial. Adicionalmente. unidades de negocio e individualmente. A avaliação do desempenho é base para o sistema de remuneração e promoção da instituição. 2 Cadeia de Valor Gerenciar custos exige um enfoque externo à empresa. ou seja.) influenciam diretamente os interesses dos gestores. Como as métricas utilizadas na contabilidade gerencial são muitas vezes base para o sistema de remuneração.1 Distribuição de Poder na Organização A contabilidade gerencial impacta diretamente nos interesses dos gestores da empresa. passando pelos fornecedores de 7/8 . no entanto. não é unidirecional. sistemas de custeio. Assim. por exemplo. definindo este enfoque como a cadeia de valor. 1. desde as fontes de matéria-prima básica. é necessário que sistemas de mensuração de desempenho sejam implementados como base para a remuneração. um importante instrumento de atribuição de poder. na realidade. Dessa forma.3. os gestores também influenciam as práticas de contabilidade gerencial. etc. Os responsáveis pelas definições de políticas na contabilidade gerencial definem.2 Avaliação de Desempenho e Remuneração Os sistemas de contabilidade gerencial são utilizados amplamente para a avaliação de desempenho. a distribuição de poder na organização. essas definições causam impacto direto na riqueza dos acionistas. a contabilidade gerencial também é utilizada com finalidade de controlar os gestores. as firmas precisam de sistemas capazes de fornecer informações com a finalidade de coordenação e motivação dos agentes econômicos envolvidos em suas atividades.

8/8 . Em contraste. a exploração das ligações com os fornecedores são oportunidades muito importantes para a empresa. suas funções. a contabilidade gerencial adota o enfoque que é em sua maior parte interno à empresa . até o produto final entregue nas mãos do consumidor. As empresas podem manter e desenvolver uma diferenciação ou vantagem de custos dependendo de como gerenciem sua cadeia de valor em relação às cadeias de valor da concorrência. sob a perspectiva de valor agregado. Figura 1 – Cadeia de Valor das Funções Empresariais. seus processos.suas compras. Para a análise da cadeia de valor.ou melhor. seus produtos e seus consumidores . começa com o pagamento aos fornecedores (compras) e termina com os encargos aos consumidores (vendas).componentes intermediários.