Você está na página 1de 18

A CULINÁRIA

BRASILEIRA
O modo imperativo
A origem da cozinha brasileira
1. Que povos influenciaram a cozinha brasileira?
- Os indígenas, portugueses e africanos.
2. Quem foram os primeiros habitantes do Brasil?
- Os indígenas.
3. Quando chegaram os colonizadores ao Brasil?
- Em 1500.
4. Em que época chegaram os negros ao Brasil?
- Durante a colonização.

5. Quantos negros chegaram os Brasil?


- 3.700.000.
Introdução
Ao longo de mais de 500 anos de história, a cozinha brasileira é resultante de uma
grande mistura das culturas indígena, africana e portuguesa. A partir da identidade que
se criou com essa primeira miscigenação, houve ainda, a incorporação de hábitos de
outros povos europeus, asiáticos e os países americanos que resultaram no atual estilo
alimentar brasileiro.
Produtos
• Arroz
• Mandioca
• Coco
• Manga
• Azeite de dendê
(extraído duma palmeira
que fica nesta região)
• Cambur
• Papaia
• Maracujá
• Lima
• Guaraná
• Camarões
• Feijão preto
Introdução
• Devido às diferenças de clima, relevo, tipo de solo e de vegetação, e povos habitando uma
mesma região, é muito difícil estabelecer um prato típico brasileiro. A unanimidade nacional
é, talvez, o arroz e o feijão, cujo preparo varia conforme a região. No entanto, a mistura de
dois ingredientes tão comuns na mesa do brasileiro, apesar de característica, ainda não é
suficiente para resumir toda a complexidade e a riqueza da culinária nacional.
1. Onde se formou a cozinha mineira? Onde e
quando se aprofundou?
- Nasceu em São Paulo, mas se aprofundou em Minas
Gerais a partir do século XVIII.

2. Quais são as Sub-regiões da Cozinha Mineira?


- O Vale do Paraíba e o interior de São Paulo.

3. Qual é a base da culinária do Sertão?


- Carne salgada, lácteos e legumes.

4. Que produtos há na cozinha gaúcha?


- Peixe, frutos do mar e churrasco.
Região Norte
Apesar de suas raízes
amazônicas, a cozinha
regional sofreu influência forte
de imigrantes portugueses,
logo no início da colonização.
Depois, com o ciclo da
borracha, outros povos
chegaram e deixaram seus
traços na culinária.

A forte presença indígena


mesclada com a imigração Principais ingredientes:
europeia diferencia a mandioca, cupuaçu, açaí,
gastronomia do Norte de pirarucu, urucum (açafrão
qualquer outra encontrada no brasileiro), jambu, guaraná,
país. tucunaré, castanha do Pará.
Região Nordeste
A diversidade climática
(tropical na costa e
semiárido no interior) tem
reflexos diretos na culinária
nordestina.

Desde o litoral de
Pernambuco até o da Bahia,
a presença africana se nota
mais forte devido aos
resquícios da escravidão
durante o ciclo da cana. Já Principais ingredientes: Azeite
em Alagoas, os frutos do mar de dendê, mandioca, leite de
são mais recorrentes coco, gengibre, milho,
devido às suas diversas graviola, camarão,
lagoas costeiras. caranguejo.
Região
Centro-Oeste
A culinária da região é
altamente influenciada pela
pecuária, uma das principais
atividades econômicas do
território, daí a grande
preferência da população
do Centro-Oeste por carnes
bovina, caprina e suína.

Principais ingredientes: Pequi,


mandioca, carne seca, erva-
mate, milho.
Região
Sudeste
Até o século XIX, a cozinha
do Sudeste era
essencialmente
influenciada pelas origens
portuguesas, indígenas e
africanas.

No estado, a culinária
internacional mais
integrada com a culinária
típica paulista é a italiana.

Principais ingredientes: arroz, feijão, ovo, carnes, massas, palmito, mandioca, banana,
batatas, polvilho.
Região Sul
A mistura étnica ocorrida
na região Sul resultou em
uma culinária
completamente diferente
do resto do país, com a
presença ainda mais forte
da cozinha italiana, alemã,
além das já presentes Principais
portuguesa e espanhola. ingredientes: carne
bovina e ovina,
farinha de milho, erva-
mate.
Modo Imperativo

O modo imperativo expressa uma ordem, um conselho,


um convite, um pedido, de forma afirmativa ou negativa,
por parte da pessoa que fala.

O modo imperativo costuma ser muito empregado em


anúncios publicitários por expressar apelo, conselho e
ordem. O principal objetivo dessas campanhas é
influenciar o público a quem o anúncio se dirige.
O modo imperativo é autoritario?
Não, não é, por isso para evitar essa conotação, costumamos
empregar algumas expressões como por favor, por gentileza,
tenha a bondade, etc.. Outra forma de modalizar a ordem é
empregar o verbo no infinitivo, mas com valor de imperativo,
por exemplo, “Não fumar” em vez de “Não fume”.
Exemplos
• Comando, ordem.
Exemplo: Arrume seu quarto agora!

• Exortação, conselho.
Exemplo: Não se atrase, é seu primeiro dia de trabalho.

• Convite, solicitação.
Exemplo: Venham, venham todos!

• Súplica.
Exemplo: Não me deixe! Por favor, não me deixe sozinho.
Dê para seus filhos a melhor comida e
mexa com os sentimentos deles.

1. O que expressam as formas


verbais dê e mexa: ordem ou
conselho?

2. Observe a imagem e o texto.


Levante hipóteses: qual seria a
melhor comida para dar a seus
filhos?
FORMAÇÃO DO MODO IMPERATIVO
REGULARES
AMAR COMER PARTIR
A conjugação dos verbos
Ame você Coma você Parta você em imperativo provem da
conjugação da primeira
Ame ele Coma ele Parta ele pessoa do indicativo.

Se é irregular em presente,
Amemos nós Comamos nós Partamos nós também é irregular em
imperativo.

Amem vocês Comam vocês Partam vocês Eu Faço  Faça você

Amem eles Comam eles Partam eles


FORMAÇÃO DO MODO IMPERATIVO IRREGULARES
SER IR QUERER ESTAR SABER DAR

Seja você Vá você Queira você Esteja você Saiba você Dê você

Seja ele Vá ele Queira ele Esteja ele Saiba ele Dê ele

Sejamos nós Vamos nós Queiramos Estejamos nós Saibamos nós Demos nós
nós

Sejam vocês Vão vocês Queiram Estejam Saibam vocês Deem vocês
vocês vocês

Sejam eles Vão eles Queiram eles Estejam eles Saibam eles Deem eles
Quindão
Ingredientes
6 gemas
2 ovos inteiros
1 coco inteiro ralado
½ Kg de açúcar
½ tablete de margarina

Modo de preparo
(Mexer) com colher de pau. (Untar) a fôrma com margarina e (salpicar) açúcar.
(Colocar) a mistura na fôrma e (levar) ao forno em banho-maria. (Tirar) do forno
em 30 minutos. (Verificar) com um palito se o doce já está cozido. Após esfriar,
(colocar) na geladeira.