Você está na página 1de 14

Laboratório de

Fundamentos
de Fenômenos
de Transporte

Prática 1
Viscosímetro de Stokes
Felipe Cervi
Guilherme Augusto Rodrigues
John Mayke Naves
Marcio Luiz da Costa Junior
Paulo de Oliveira Coelho
Prática 1

Introdução
 Estudo da viscosidade;

 Determinação do coeficiente de viscosidade:


 Tempo de queda de um corpo;

4 3
𝑚𝑔 − 𝜌 𝜋𝑅 𝑔
𝜇= 3
6𝜋𝑣𝑅
Prática 1

Introdução

Esquema de queda Forças exercidas


Prática 1

Metodologia
 Determinar altura dos fluidos na proveta;

 Determinar massa e diâmetro das esferas;

 Determinar tempo de queda;

 Análise dos resultados.


Prática 1

Resultados
Esfera Massa [g] Raio [cm]
Vidro 5,26 0,795
Tempo Dist. Veloc. Visco. Visco.
Fluido [s] [cm] [cm/s] [CGS] [SI]
0,92 29,3 31,85 5,36 0,58
Glicerina 0,96 29,3 30,52 5,39 0,56
0,84 29,3 32,92 5,35 0,54
1,04 28,8 27,69 7,41 0,74
Detergente 1,03 28,8 27,96 7,34 0,73
1,05 28,8 27,42 7,48 0,75
Prática 1

Resultados
Esfera Massa [g] Raio [cm]
Aço 2,03 0,4
Tempo Dist. Veloc. Visco. Visco.
Fluido [s] [cm] [cm/s] [CGS] [SI]
0,6 29,3 48,83 4,31 0,45
Glicerina 0,4 29,3 73,25 3,08 0,30
0,6 29,3 48,83 4,31 0,45
0,72 28,8 40 5,72 0,63
Detergente 0.79 28,8 36,45 6,28 0,62
0,76 28,8 37,89 6,04 0.65
Prática 1

Resultados - Cálculos
4 Realizando as devidas
𝑚𝑔 − 𝜌 3 𝜋𝑅3 𝑔 substituições e deixando 𝝁
𝜇=
6𝜋𝑣𝑅 em unção apenas de 𝒗 :

170,73 205,25
𝜇𝑣𝑖𝑑𝑟𝑜; 𝑔𝑙𝑖 = 𝜇𝑣𝑖𝑑𝑟𝑜; 𝑑𝑒𝑡 =
𝑣 𝑣

220,17 228,89
𝜇𝑎ç𝑜; 𝑔𝑙𝑖 = 𝜇𝑎ç𝑜; 𝑑𝑒𝑡 =
𝑣 𝑣
Prática 1

Resultados – Viscosidades médias

Viscosidades médias

Fluido CGS [g/cm³] [P] SI [kg/(m.s)] [Pa.s]

Glicerina 4,69 ± 0,86 0,47 ± 0,09

Detergente 6,71 ± 0,72 0,67 ± 0,07


Prática 1

Questões
Calcule os valores do coeficiente de viscosidade do fluido para
cada análise realizada. Discuta os resultados obtidos, comparando
os coeficientes de viscosidade dos dois fluidos em unidades do
sistema CGS e SI. Calcule o desvio padrão para a medida referente
a cada fluido estudado.

Realizada todas as coletas e cálculos, foi possível observar que a


viscosidade mediado fluido B (detergente) foi ligeiramente maior
que a do fluido A (glicerina).
Os coeficientes de viscosidade calculados (para o mesmo fluido)
apresentam divergências entre as esferas utilizadas. Isso se da por
conta de alguns fatores que influenciam diretamente na obtenção
dos dados.
Ex: espaço-tempo, diâmetro das esferas.
Prática 1

Questões
As mudanças em algumas condições experimentais podem
modificar os resultados de coeficiente de viscosidade. Quais são
essas condições experimentais? Qual, dentre as condições
experimentais que influenciam no valor do coeficiente de
viscosidade, apresenta efeito mais significativo para líquidos?
Exemplifique.

Diversos fatores influenciam e podem alterar o coeficiente de


viscosidade de um fluido. Temperatura e pressão são os fatores
que mais influenciam na viscosidade, porém outros quesitos são
capazes de fazer com que haja alterações na viscosidade.
Ex: tamanho das moléculas e a forma de interação entre elas.
Prática 1

Fatores influenciadores
Experimentalmente falando, pode-se ressaltar
como motivos de alteração do valor medido:

 Altura de lançamento das esferas;

 Caminho percorrido dentro da proveta (mais


ou menos centralizado);

 Erros de medição em geral.


Prática 1

Questões
Calcule o tempo necessário para que cada esfera (materiais
diferentes) percorra a distância descendente de 1 m, considerando
um tubo de vidro preenchido com água.

Com base nos valores encontrados experimentalmente e dados


fornecidos foram calculados os tempos necessários para os casos
em questão:

4 3 ∆T Esf. Vidro = 0,0048s


𝑚𝑔 − 𝜌 𝜋𝑅 𝑔
𝜇= 3 ∆T Esf. Aço = 0,0044s
6𝜋𝑣𝑅
Prática 1

Conclusão
 Divergências quanto variações dos
objetos utilizados;

 Imprecisão
das ferramentas utilizadas no
levantamento das medidas;

 Resultadosencontrados se aproximaram
dos valores esperados.
Prática 1

Obrigado!