Você está na página 1de 1

Ttulo: Os Internos de Medicina: escolhas, constrangimentos e projetos profissionais Resumo: A profisso mdica tem sido frequente objeto de anlise

sociolgica, desde a dcada de 1950. Muitas dessas abordagens tm-se centrado em questes como os valores centrais da profisso, o poder e o julgamento mdico, a relao com o doente, e a formao mdica prgraduada, e menos frequentemente sobre a formao mdica ps-graduada, e os processos de escolha da carreira e da rea de especializao profissional. Num contexto de crescente especializao cientfica e profissional e de alteraes significativas no funcionamento dos sistemas de sade, emerge a necessidade de conhecer os fatores que influenciam essas escolhas, e o seu impacto no sistema. Partindo de uma anlise da formao mdica pr e ps-graduada em Portugal, e das colocaes nos Internatos, na ltima dcada, este trabalho tenta compreender os processos de insero profissional dos mdicos, no nosso pas. Atravs da aplicao de um questionrio a 637 mdicos internos, da anlise de um frum na Internet com mais de 7000 utilizadores registados, e de um conjunto de entrevistas em profundidade, analisamos as justificaes que so dadas para a escolha da rea de especializao e do local de realizao do Internato. Dessa forma, procurmos desvendar os modelos de deciso mobilizados, as suas restries, e as representaes da profisso e das especialidades mdicas em que se encontram ancorados. Dados biogrficos: Nuno Santos Jorge nasceu em 1974. Obteve a Licenciatura (1997) e Mestrado (2002) em Sociologia na FCSH. Defendeu a sua Tese de doutoramento em Sociologia, no ISCTE - Instituto Universitrio de Lisboa, em 12/6/2012. , desde 1998, docente na Escola Superior de Gesto e Tecnologia, do Instituto Politcnico de Santarm, onde leciona unidades curriculares da rea das cincias sociais e coordena (h cerca de um ano e meio) o Programa Erasmus.