Você está na página 1de 1

Emmanuele Baldini (Violinista)

O violinista Emmanuele Baldini nasceu em Trieste (Itália) em uma família de músicos. Estudou

primeiramente em sua cidade com Bruno Polli, proseguindo a sua formação sob a orientação de Corrado Romano em Genebra, Ruggiero Ricci em Berlim e em Salisburgo e, para a música de câmera, com Franco Rossi e com o Trio de Trieste.

Desde muito jovem venceu numerosos prêmios em competições nacionais e internacionais - 1º prêmio absoluto em Stresa, Capri, Farra d’Isonzo, Viena (“Fórum Junger Kunstler”), RAI, entre outros, que o levaram ao 1º prix avec distincion “Virtuositè” em Genebra e ao 3º prêmio no Concurso Internacional “R. Lipizer” de Gorizia. Outros prêmios, para a música de câmera foram o 2º prêmio em Caltanissetta, o 2º prêmio “Riviera del Conero” e o 2º prêmio em Pinerolo.

Aos 12 anos de idade começou a apresentar concertos em duo com seu pai pianista
Aos 12 anos de idade começou
a apresentar concertos em duo com
seu pai pianista e, até hoje, toca em
recitais camerísticos em toda a
Itália, Áustria, Eslovênia, Croácia,
Suíça, Alemanha,
Bélgica, França,
Luxemburgo,
Hungria,
Dinamarca,
Turquia e na
América do
Sul (Brasil e
Argentina), na
Austrália e, por
quatro vezes,
no Japão.

Toca regularmente em duo com vários pianistas, em trio com piano, com o trio de arcos do Teatro Giuseppe Verdi de Trieste e em formação quartetística. No decorrer dos últimos anos, exibiu -se ao lado de prestigiosos músicos como Francesco Manara, Patrick Demenga, Luca Ranieri, Silvia Chiesa, Paolo Grazia, Antonello Farulli e o Quarteto de Arcos da Orquestra Filarmônica de Israel.

Como solista, tocou concertos de Mozart, Bruch, Mendelssohn, Brahms, Dvorak, Schumann, Casella, Shostakovich, com orquestras de renome como Wierner Kammerorchester (Konzerthaus de Viena), Orquestra da Suisse Romande (Victoria Hall de Genebra), Rundfund Sinfonieorchester Berlin, Flanders Youth Philarmonic Orquestra, Orquestra de Câmera de Mantova, Orquestra do Teatro “G. Verdi” de Trieste, entre outras.

É muito importante também a atividade discográfica, com gravações para “Agorá” (Franck, Magnard, Viotti, Gatti, Weber, Mendelssohn, Martucci), “Rivoalto” (Paganini e Tartini), “Rainbow Classic” (Berkeley e Busoni), Phoenix, entre outras. Numerosos CDs receberam publicações de várias revistas no setor (“Musica”, “Amadeus”, “Suonare News”, “CD Classics”, “Fanfare”).

Entre os músicos de fama que dele expressaram elogios: Daniele Gatti, Franco Gulli, Riccardo Muti, Aldo Ciccolini e Claudio Abbado, que sobre Baldini escreveram:

“O violinista Emmanuele Baldini me tocou tanto pela sua técnica como pela sua sensibilidade musical”.

Emmanuele Baldini foi o primeiro violinista spalla na Orquestra do Teatro Comunale de Bolonha e na Orquestra do Teatro Comunale “Giuseppe Verdi” de Triste, concertino no Teatro e na Filarmônica do Scala e, desde fevereiro de 2005, spalla na Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Neste papel, tocou diretamente com Riccardo Muti, Kent Nagano, Valery Gergiev, Daniele Gatti, Peter Maag, Kurt Masur, Daniel Oren, Yurij Ahronovich, Rudolf Barschai, Gary Bertini, John Neschling, Pinchas Steinberg, entre outros.

Seus próximos projetos serão a gravação integral das Sonatas de Beethoven para piano e violino com o seu pai, Lorenzo Baldini, além de diversos concertos como solista na América do Sul.

Emmanuele Baldini toca um prestigioso violino atribuído a G. B. Guadagnini.

Lorenzo Baldini (Pianista)

O pianista Lorenzo Baldini nasceu em Trieste, cidade na qual desenvolveu os estudos

musicais, diplomando-se em piano sob a orientação de L. Armani. Logo depois, ingressou no estudo do cravo e aperfeiçoou-se em piano na Academia de Santa Cecília em Roma, com o legendário pianista e diretor de Orquestra Carlo Zecchi, tornando-se um de seus mais apreciados alunos.

Vencedor de prêmios em muitos concursos nacionais e internacionais, tocou recitais solísticos por toda a Itália.

Há vinte anos, colabora com o filho Emmanuele, formando um duo reconhecido internacionalmente. Tocaram juntos em toda a Itália, nas principais sedes européias, na América do Sul e na Austrália, gravando, além disso, vários CDs para a gravadora “Agorà” (Weber Mendelssohn, Franck, Magnard e Martucci).

Lorenzo Baldini é professor de piano principal junto ao Conservatório de música “G. Tartini” de Trieste.