Você está na página 1de 9
SECRETARIA DA 2" VARA DA COMARCA DE JANUARIA/MG Pg. Artur Bemnardes, 208, centro — Januaria/MG ~ CEP 39480-000 Januaria/MG, 19 de dezembro de 2014. Processo n? : 0352 14 008054-5 \ Natureza : Agio Civil Pablica \ Requerente _: Ministério Puiblico do Estado de Minas Gerais \ ) Requeridos _ : Agide Alves Santana e outros Senhor Prefeito, Para fins de cumprimento de decisao proferida nos autos supramencionados, em curso na 2* Vara, desta comarca de Januaria/MG, REQUISITO de V. S* as providéncias necessirias no sentido de SUSPENDER OS EFEITOS DOS CONTRATOS FIRMADOS — decorrentes dos processos licitatdrios, conforme decisdo de f. 874 e 881 que segue em c6pia anexa. Cordialmente, Exmo. Sr. DD. Prefeito Municipal de Cénego Marinho-MG Cénego Marinho-MG n PODER JUDICIARIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS La JUSTIA DE 17 INSTANCIA TIM Autos n. 0080545-46.2014.8.13.0352 Vistos. Cuida-se de ago civil pablica por improbidade administrativa manejada pelo MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS em face de AGIDE ALVES SANTANA, NILSON JOAO PEREIRA DA MOTA, RUBENS FRANCISCO DOS SANTOS, MARCUS VINICIUS CRISPIM, FRANKLIN KENEDY CRISPIM ¢ GRACIELLY FIGUEIREDO CERQUEIRA CRISPIM, todos qualificados a f. 02. Relata 0 érgio ministerial que nos iltimos quatro anos, a partir da intensificagao das atividades investigatérias desenvolvidas em franca cooperagdo pelos Ministérios Pablicos Estadual e Federal, pela Policia Federa, pela Secretaria de Estado da Fazenda ¢ pela Receita Federal, fora possivel deflagrar uma série de agdes penais © agdes civis piblicas objetivando impedir ou dificultar apes inconsequentes patrocinadas por incontavels quadrilhas ¢ organizagées criminosas que dominavam por completo e sem qualquer risco boa parte dos municipios localizados nesta sofrida regio norte do Estado de Minas Gerais. Narra que a organizagio criminosa ¢ dirigida pelo requerido Marcus Vinicius Crispim e por Agidé Alves Santana, que contam com 0 apoio de servidores pablicos, os quai mediante recompensa, atuariam a favor dos interesses da quadrilha, em desfavor de recursos. ¢ consequentemente, interesses publicos. Informa que a rede de agdes criminosas comandadas por Marcus Vinicius Crispim, se subdivide em varias células ou quadrilhas cujos integrantes variam de acordo com © municipio alvo das agdes ilicitas postas em pritica. Alega que na hipétese envolvendo municipio de Cénego Marinho, Marcus Vinicius Crispim teria de aliado ao entdo prefeito Agidé Alves Santana aos ex-secretitios Nilson Jodo Pereira da Mota e Rubens Francisco dos Santos “objetivando por em pritica uma série de agdes eriminosas voltadas para a sangria incessante de recursos piiblicos.” ‘Aduz que, buscando facilitar 0 cometimento das agdes ilicitas, © entdo prefeito ‘Agidé Alves Santana atraiu a participagdo dos ex-secretérios Nilson Joo Pereira da Mota ¢ Rubens Francisco dos Santos, 0s quais, na condigao de Secretérios Municipais de Obras, ‘Transportes € Servigos Urbanos, sempre sob orientagdo do mandatario, passaram @ cumprir fH Co A PODER JUDICIARIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Z\ JUSTIGA DE 17 INSTANCIA TIMG relevante papel na defesa dos interesses escusos patrocinados pela suposta quadrilha denunciada. Dessa forma, criadas as condigdes que permitiram a livre atuagao da quadrilha no mago da Administragao Municipal. Logo a seguir, os requeridos Nilson Joao Pereira da Mota Rubens Francisco dos Santos passaram a atuar freneticamente buscando facilitar as priticas criminosas que se seguiram. Tinham como obrigagio principal solicitar instauragao de procedimento licitatério para justificar a contratagdo das empresas representadas por Marcus Vinicius Crispim; atuar no sentido de fraudar referidos procedimentos, dirigindo-os a favor dessas empresas e confirmar. Fraudulentamente, a execugdo dos servigos e obras contratadas. Cumprindo estratégia previamente acertada entre os lideres da quadrilha, os cargos relacionados & comissio de licitagdo geralmente sto ocupados por pessoas despreparadas, sem habilitagdo técnica necesséria para o exercicio daquele relevante mister. Invariavelmente so amigos intimos ou parentes préximos do administrador. Informa que conforme tomara-se pritica recorrente em boa parte dos municipios brasileiros e também na Administragdo de Cénego Marinho, a imprescindivel Comissio Permanente de Licitagées nao passava de mera pega decorativa, criada apenas para atender uma imposigdo legal. Desse modo scus integrantes — transformados em cumpridores das ordens emanadas por Agidé Alves Santana, Marcus Vinicius Crispim, Nilson Joao Pereira da Mota e Rubens Francisco dos Santos. Ainda, na ponta desse poderoso esquema criminoso situa-se Marcus Vinicius Crispim que, ao lado do ex-prefeito, figura como sendo o principal beneficidrio das priticas ilicitas levadas a efeito a partir da estratégica parceria entre eles firmada, com 0 apoio dos requeridos Franklin Kenedy Crispim e Gracielly Figueiredo Cerqueira Crispim, os quais atuam na condigao de “laranjas” ou “testas de ferro” do lider. Alega que varias empresas foram criadas, em nome di io, esposa e filhos, por Marcus Vinicius Crispim com o especifico propésito de facilitar priticas ilicitas em desfavor dos varios municipios onde atuam ¢ possibilitar o enriquecimento ilicito por meio de fraudes golpes aplicados contra o Poder Pablico. ‘Atuando em coluio com os administradores pablicos, as empresas administradas por Marcus Vinicius Crispim, por meio de intensa fraude, foram vencedoras nas licitagdes piblicas das quais participaram culminando com a assinatura dos respectivos contratos. Contudo, KA Ce Nn PODER JUDICIARIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS JUSTIGA DE 1° INSTANCIA TIMG omitem-se na execugdo das obras ¢ servigos contratados. Relata 0 érgao ministerial que teria havia fraude no procedimento licitatorio 1, 023/2010 ( Carta Convite n. 0003/2010), 0 qual teve como objeto a contratagdo de empresa para contratagio de prestagdo de servigos de 300 horas de patrol. Sustenta que 0 procedimento teria beneficiado, de forma fraudulenta, a empresa Franklin Maquinas ¢ Servigos de Engenharia Ltda., causando prejuizo & competitividade do certame e & moralidade administrativa. Teria ainda causado prejuizo ao erdrio em razio da ocorréncia de superfaturamento do servigo prestado. . No inicio de 2012, novamente sob inspiragao dos requeridos Agidé Alves Santa e Marcus Vinicius Crispim, a eficiente quadrilha ora denunciada voltou a atuar em desfavor do patriménio do Municipio de Cénego Marinho, fraudando o procedimento licitatério n. 0111/2012 (Pregao Presencial n. 019/2012), no que pertine o carter competitivo do certame proceder ao desvio de recursos puiblicos. © procedimento teria beneficiado, de forma fraudulenta, a empresa Figueiredo e Crispim Transportes ¢ Servigos Ltda., causando prejuizo & competitividade do certame e & moralidade administrativa. No caso, dentre os trés orgamentos colhidos pela Comissdo de Licitagdo, dois foram confeccionados pelo requerido Marcus Vinicius Crispim, na condigdo de representante das empresas Figueiredo ¢ Crispim Transportes e Servigos Ltda. ¢ Franklin Maquinas e Servigos de Engenharia Ltda. Informa o MP que, em que pese o elevado valor da licitagdo, apena a empresa Figueiredo ¢ Crispim Transportes e Servigos Ltda. habilitou-se no certame, sendo vencedora, ausente qualquer providéncia adicional por parte da Comissio de Licitagao. ‘Aduz que, em que pese as irregularidades © a inexecugao do servigo contratado junto empresa, 0 contrato firmado teve seu custo inicial elevado em 25% (vinte cinco por cento), conforme aditamento. Informa que 0 servigo no foi prestado, tendo havido o desvio ¢ posterior apropriagdo do valor correspondente a RS 330.000,00 (trezentos e trinta mil reais). Também, segundo 0 MP, houve fraude ao procedimento licitatério n. 019/201 (Tomada de Prego n. 002/201), eivado de fraude € vicios, como os acima descritos. A Cn PODER JUDICIARIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS ‘ JUSTICA DE 1? INSTANCIA TIM Repetiu-se todo o procedimento fraudulento. Em que pese as irregularidades mencionadas ¢ a inexecugdo do servigo contratado, no caso deste proceso licitatério, sem qualquer justificativa, o contrato inicialmente firmado teve seu custo inicial elevado em 25% (vinte ¢ cinco por cento) a favor da empresa Figueiredo e Crispim Transportes e Servigos Ltda. servigo contratado pelo Municipio junto & empresa de Marcus Vinicius Crispim jamais fora prestado sendo certo ainda que todo valor envolvido, algo proximo a RS 476.250,00 (quatrocentos ¢ setenta e seis duzentos ¢ cinquenta reais), fora desviado para os requeridos. De acordo com o requerente, observa-se que quase a integralidade do milionério valor despendido pelo Municipio de Cénego Marinho, sob pretexto da contratagao das obras servigos previstos nos procedimentos licitatorios, fora desviado a favor dos requeridos Agidé Alves Santana ¢ Marcus Vinicius Crispim, com efetivo concurso por parte de Nilson Joao Pereira da Mota, Rubens Francisco dos Santos, Franklin Kenedy Crispim e Gracielly Figueiredo Cerqueira Crispim. Em cariter liminar, pugna pela indisponibilidade de bens dos réus, em valor nio inferior a RS 2.553.000,00 (dois milhdes quinhentos e cinquenta e trés mil reais); a suspensi0 de todos 0s efeitos de eventuais contratos firmados entre 0 Municipio de Conego Marinho ¢ as empresas Figueiredo e Crispim Transportes e Servigos Ltda. Franklin Maquinas ¢ Servigos de Engenharia Ltda. Ao final, pela procedéncia da pretenstio com a cominago das devidas sangdes legais. ‘Com a pega exordial (ff. 02/42), veio o Inquérito Civil em apenso. E a sintese do necessério. DECIDO. Como ¢ cedigo, & a ago de improbidade administrativa aquela em que se pretende 0 reconhecimento judicial de conduta de improbidade na Administragao, seja ela praticada por agente piblico ou terceiro, com a consequente aplicagao da sangao legal pertinente. Tem 0 fito de preservago do principio da moralidade administrativa Consoante o artigo 37, § 4°, da Constituigdo Federal, os atos de improbidade Provocam a suspensio de direitos politicos, a perda da fungao publica, a indisponibilidade de bens e 0 ressarcimento ao erério. Cuida-se de sancionamento necessério, em que pese severo, a tutela juridica KF h PODER JUDICIARIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS b JUSTIGA DE 1? INSTANCIA TIMG alvejada. E certo que se admite em sede de agao civil piblica por ato de improbidade a concessdo de medida de urgéncia, inclusive inaudita altera parte. Nesse sentido, o entendimento do egrégio Tribunal de Justiga do Estado de Minas Gerais, in verbis: AGRAVO DE INSTRUMENTO - AGAO CIVIL PUBLICA - IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA - MEDIDA CAUTELAR - INDISPONIBILIDADE DE BENS E BLOQUEIO DE VALORES - ALEGAGAO DE DESCUMPRIMENTO DO ART. 17, §7° DA LEI N. 8429/92 - ESGOTAMENTO DO OBJETO DA ACAO - TNOCORRENCIA - ESTENSAO AO REPRESENTANTE LEGAL - FIRMA INDIVIDUAL. - Nao fere 0 disposto no art. 17, §7°, da Lei de Improbidade Administrativa a concessio de liminar de natureza cautelar sem a oitiva da parte contréria. - Mantém-se a indisponibilidade de bens e bloqueio de valores referentes a taxa de inscrigdo em concurso publico com fim de preservar o direito de terceiros. - A firma individual ‘confunde-se com a pessoa fisica de seu representante legal. (Niimero do processo 1.0393.09.030755-3/001, Relator Desembargador SILAS VIEIRA, j. 11/02/2010, DJ 05/03/2010) ACAO CIVIL PUBLICA - IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA - RESSARCIMENTO - IMPRESCRITIBILIDADE - POSSIBILIDADE, COMO MEDIDA DE CAUTELA, DA DECRETACAO DE INDISPONIBILIDADE DE BENS, LIMITADA AO VALOR DO DANO. A Constituigdo ressalvou expressamente a regra de prescrigdo das ages de ressarcimento por atos de improbidade adminis afasta a aplicabilidade do art. 23 da Lei de Improbidade. "A concessao de trativa, © que liminar inaudita altera parte se justifica quando a demora no provimento possa acarretar prejuizos ao requerente ou ineficdicia de seu provimento final. Ademais, a providéncia no impde restriga0 a0 principio do contraditério, mas t@o-somente posterga no tempo a citiva da parte HA ae WY a PODER JUDICIARIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS \ JUSTIGA DE 1? INSTANCIA TIM contréria”. (AgRg na MC 8810 / AL - Relator(a) Ministra DENISE ARRUDA - PRIMEIRA TURMA - j. 28/09/2004 - Data da Publicagao/Fonte: DJ 22/11/2004 p. 264). (Namero do proceso 1,0216.08.054254-3/001, _Relator__—Desembargador_ + WANDER MAROTTA, j. 01/09/2009, DJ 27/11/2009) In haec specie, tem-se requerimento de decretago in limine de indisponibilidade de bens dos réus, com fulcro no artigo 7° da Lei n. 8.429, de 1992, tendo como escopo o ressarcimento ao erario pelo dano causado ou pelo ilicito enriquecimento e a suspensio de todos os efeitos de eventuais contratos firmados entre 0 Municipio de Cénego Marinho ¢ as empresas de Figueiredo e Crispim Transportes e Servigos Ltda. ¢ Franklin Maquinas e Servigos de Engenharia Ltda. ‘Ao meu juizo, impée-se 0 deferimento in limine da medida, sob pena de se tomar ineficaz, caso concedida em momento posterior. Evidenciado o fumus boni juris pelos elementos de informagao colacionados aos autos pelo parquet, notadamente no bojo do Inquérito Policial 175/2014 — Policia Federal, com indicagio, ao menos em juizo de prelibago, de configuragao, no caso, de dano ao erario, com lesio aos prineipios administrativos da legalidade e da impessoalidade. Com feito, ha indicagio de burla a legislagio licitatéria, com beneficiamento das empresas Figueiredo e Crispim Transportes ¢ Servigos Ltda. e Franklin Maquinas e Servigos de Engenharia Ltda., vinculadas ao requerido Marcus Vinicius Crispim, beneficiando também 0 entio Prefeito Municipal. Nesse sentido, 0 rapido trmite de todo procedimento, a simulagio na realizagiio dos procedimentos, 0 pagamento de valor considerdvel as empresas vencedoras supracitadas, a inobservancia das disposigdes legais na confeccao ¢ realizago das licitagbes. Caracterizado, ainda, 0 periculum in mora, pelo receio de dilapidagao patrimonial ¢ o enriquecimento ilicito dos requeridos. Em casos andlogos, jé decidiu o egrégio Tribunal de Justiga do Estado de Minas Gerais, in verbis: Paioal a N PODER JUDICIARIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS \ JUSTIGA DE 1? INSTANCIA TIMG AGRAVO DE INSTRUMENTO. ACAO CIVIL PUBLICA. IMPROBIDADE — ADMINISTRATIVA. MEDIDA CAUTELAR PREVISTA NO ART. 7° DA LEI 8429/92, PRESENCA DOS REQUISITOS APTOS A ENSEJAR O DEFERIMENTO DA LIMINAR. © deferimento de medida liminar como cautela em agio civil piblica destinada a reparar os danos da improbidade administrativa ou reprimir 0 cenriquecimento iliito, ¢ justficada pela indispensabilidade de se garantir a.efetividade dos prineipios constitucionais da administracio publica, por certo mais privilegiado que o direito individual que restringe. Restando evidenciados 0s requisitos ensejadores da concessio de liminar em agdo civil pibica, deve ser mantida a r. decisio que determinou a indisponibilidade dos bens da agravante, bem como a suspensio do contrato administrativo firmado em razBo de procedimento licitatério com indicios de fraude. A indisponibilidade patrimonial, na aco civil publica para ressarcimento de dano ao erdrio deve atingir bens na medida ‘em que bastam a garantia da indenizago. (Agravo n. 1,0625.07.071590- 3/001, Relatora Desembargadora HELOISA COMBAT, j. 26/02/2008) (erifei) AGRAVO DE INSTRUMENTO - AGAO CIVIL PUBLICA - IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA - PETICAO INICIAL - INDISPOBIBILIDADE DE BENS. A petigao inicial da Ac3o Civil Piblica deve ser recebida de forma integral, pois a limitagio de responsabilidade & decisio de mérito. A indisponibilidade de bens é medida adequada diante dos ii de regulari strativa. Assim, 0 contexto probatorio técr :0 inicial deve ser prestigiado quando nio contaminado de interesse politico ¢ a intengo de zelar pela correta aplicagio da lei apresenta-se inquestiondvel. Agravo provido. (Agravo n. 1.0079.05.206111-0/001, Relator Desembargador NILSON REIS, j. 14.11.2006) (erifei) Ressalte-se que a indisponibilidade patrimonial deve ocorrer apenas no N PODER JUDICIARIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS ZA JUSTICA DE 17 INSTANCIA TIM importe suficiente ao ressarcimento do suposto dano ao erdrio, sem inclusto do valor de eventual multa civil a ser cominada, eis que nao se pode sangao sem 0 devido processo legal. ‘Ante 0 exposto, DEFIRO a liminar requerida para determinar a indisponibilidade de bens dos réus até o valor de RS 851.250,00 (oitocentos e cinquenta e um mil duzentos € cinquenta ¢ dois reais) e para suspender os efeitos dos contratos firmados - decorrentes dos processos licitatérios n. 019/201 (Tomada de Prego n. 01/2011), procedimento licitatério n, 0111/2012 (Prego Presencial n, 019/2012) € procedimento licitatério n. 023/2010 (Carta Convite n. 003/2010) - entre o Municipio de Cénego Marinho ¢ as empresas Figueiredo Crispim Transportes e Servigos Ltda. e Franklin Méquinas e Servigos de Engenharia Ltda. Expegam-se 0s oficios ¢ as comunicagdes de estilo para cumprimento da medida. Nos termos do artigo 17, § 7°, da Lei n, 8.429, de 1992, notifiquem-se os réus para aptesentagtio, no prazo de quinze dias, de manifestag4o prévia, com justificagdio ¢ documentos. Isento de custas, consoante a legislagao de regéncia. Apés, dé-se vista dos autos ao parquet para se manifestar, no prazo de dez dias, acerca das respostas apresentadas. Em seguida, conclusos para andlise do recebimento da pega introdutéria. Cumpra-se. Januaria, 17 de dezembro de 2014. yy KAREN CASTRO DOS MONTES