Você está na página 1de 34
1 2ª Reunião Canaplan: “Avaliação da Safra 2013/14 – Região Centro-Sul” Canaplan | 31.Outubro.2013 Perspectivas

1

1 2ª Reunião Canaplan: “Avaliação da Safra 2013/14 – Região Centro-Sul” Canaplan | 31.Outubro.2013 Perspectivas

2ª Reunião Canaplan: “Avaliação da Safra 2013/14 – Região Centro-Sul”

Canaplan | 31.Outubro.2013

Perspectivas da Safra 2013/14 – Região Centro-Sul | Abril 2013
Perspectivas da Safra 2013/14 – Região Centro-Sul | Abril 2013

Seção 1

Avaliação Setorial

Balança comercial

Importação - Jan a Set (US$ bilhões) 2012 2013 Variação % Bens de Capital Matérias
Importação - Jan a Set (US$ bilhões)
2012
2013
Variação %
Bens de Capital
Matérias primas e intermediários
Bens de Consumo
Não duráveis
Duráveis
Automóveis
38,4
36,0
74,0
79,8
29,1
30,4
12,5
14,1
16,6
16,3
7,1
6,6
Combustíveis e lubrificantes
Petróleo
25,8
30,7
10,2
11,5
Demais
15,6
19,2
Saldo comercial entre Jan e Set (US$ bilhões) 40 34,2 32,8 30,9 30 25,2 23,1
Saldo comercial entre Jan e Set (US$ bilhões)
40
34,2
32,8
30,9
30
25,2
23,1
21,2
19,7
17,9
20
15,7
12,7
10 7,9
1,3
0
-1,5
-10
2001
2002
2003
2004
2005
2006
2007
2008
2009
2010
2011
2012
2013

Fonte: Secex

Setor externo

Últimos 12 meses (US$ bilhões)

100,00 80,00 60,00 40,00 20,00 0,00 -20,00 -40,00 -60,00 -80,00 -100,00 Balança Comercial Transações
100,00
80,00
60,00
40,00
20,00
0,00
-20,00
-40,00
-60,00
-80,00
-100,00
Balança Comercial
Transações Correntes
IED

Fonte: Secex, BACEN

Exportações: o açúcar/etanol como 3º produto na pauta de exportação do agronegócio ajuda sobremaneira a balança comercial

Saldo de açúcar e etanol (US$ milhões) 14.940 12.762 12.845 8.845 2.186 1.492 1.492 1.014
Saldo de açúcar e etanol (US$ milhões)
14.940
12.762
12.845
8.845
2.186
1.492
1.492
1.014
2010
2011
2012
2013 (jan-set)
Açúcar
Etanol

Fonte: Unica

Agronegócio (%) - Jan a Set 2013 20% 35% 6% 9% 13% 16% Complexo Soja
Agronegócio (%) - Jan a Set 2013
20%
35%
6%
9%
13%
16%
Complexo Soja
Sucroalcooleiro
Café
Carnes
Produtos Florestais
Outros

Fonte: MAPA

Balanço mundial de oferta e demanda de açúcar

Milhões de toneladas

200 15 180 10 160 140 5 120 100 0 80 -5 60 40 -10
200
15
180
10
160
140
5
120
100
0
80
-5
60
40
-10
20
0
-15
2002/03
2003/04
2004/05
2005/06
2006/07
2007/08
2008/09
2009/10
2010/11
2011/12 2012/13
2013/14
Superávit/Déficit
Produção
Consumo
Prod/Cons
Exc/Déf

Fonte: Datagro

Moagem anual no Centro-Sul e taxa de crescimento anual da moagem

700 20% 600 15% 500 10% 400 5% 300 0% 200 -5% 100 -10% 0
700
20%
600
15%
500
10%
400
5%
300
0%
200
-5%
100
-10%
0
-15%
Moagem - milhões de t.
2001/02
2002/03
2003/04
2004/05
2005/06
2006/07
2007/08
2008/09
2009/10
2010/11
2011/12
2012/13
2013/14e
2014/15p
Taxa de crescimento Anual - %

Fonte: UNICA

Moagem CS (Milhões t)

Taxa de crescimento anual

Preço do açúcar e taxa de câmbio

ICE e Taxa de câmbio 20 2,5 20 2,41 2,4 19,29 19 2,3 18,5 19
ICE e Taxa de câmbio
20
2,5
20
2,41
2,4
19,29
19
2,3
18,5
19
2,2
18
2,1
18
2,0
2,04
17
1,9
17
1,8
16
1,7
16
1,6
15
1,5
4-jan
31-jan
27-fev
26-mar
22-abr
19-mai
15-jun
12-jul
8-ago
4-set
1-out
28-out
Cents/Lp
BRL/USD
Cents/LP
BRL/USD

Fonte: Bloomberg

Preço do açúcar em NY convertido em R$/ton

950 900 850 800 750 700 R$/ton 4-jan 31-jan 27-fev 26-mar 22-abr 19-mai 15-jun 12-jul
950
900
850
800
750
700
R$/ton
4-jan
31-jan
27-fev
26-mar
22-abr
19-mai
15-jun
12-jul
8-ago
4-set
1-out
28-out

Fonte: Bloomberg

Equivalência de Preços

 

22

21

20

19

Cents/LP

18

17

16

15

14

Fonte: DATAGRO

Açúcar Mercado Interno Anidro Hidratado Açúcar #11 Jan-13 Jan-13 Jan-13 Feb-13 Feb-13 Mar-13 Mar-13 Apr-13
Açúcar Mercado Interno
Anidro
Hidratado
Açúcar #11
Jan-13
Jan-13
Jan-13
Feb-13
Feb-13
Mar-13
Mar-13
Apr-13
Apr-13
May-13
May-13
Jun-13
Jun-13
Jul-13
Jul-13
Jul-13
Aug-13
Aug-13
Sep-13
Sep-13
Oct-13
Oct-13

Mix de produção menos açucareiro

Histórico

Mix de produção menos açucareiro Histórico Esta inversão de tendência de mix tira do mercado quase

Esta inversão de tendência de mix tira do mercado quase 4 mm ton de açúcar

Fonte: Kingsman

Petrobrás

Importação de gasolina - USD Milhões 3.002 1.972 1.644 285 2010 2011 2012 2013 (Jan-Set)
Importação de gasolina - USD Milhões
3.002
1.972
1.644
285
2010
2011
2012
2013 (Jan-Set)

Fonte: DATAGRO, Secex

Oferta de etanol precisará crescer

Em 2012, o prejuízo resultante da não paridade com os preços internacionais, causado pela importação
Em 2012, o prejuízo resultante da não paridade com os preços internacionais, causado pela importação de gasolina,
foi da ordem de R$ 1,6 bilhões
Em 2013, este prejuízo é estimado em R$ 1,6 bilhões

Defasagem no preço da gasolina A em relação à gasolina importada

2,00 4,0 1,80 3,0 1,60 1,40 2,0 1,20 1,00 1,0 0,80 0,0 0,60 0,40 -1,0
2,00
4,0
1,80
3,0
1,60
1,40
2,0
1,20
1,00
1,0
0,80
0,0
0,60
0,40
-1,0
0,20
0,00
-2,0
R$/Litro Gasolina
jan/08
abr/08
jul/08
out/08
jan/09
abr/09
jul/09
out/09
jan/10
abr/10
jul/10
out/10
jan/11
abr/11
jul/11
out/11
jan/12
abr/12
jul/12
out/12
jan/13
abr/13
jul/13
out/13
Difl (gas impor - gas BRA )- R$/Litro

Diferencial (gasolina importada - gasolina A)

Fonte: Agroconsult

Gasolina Importada

Gasolina A

Desconto da gasolina

Desconto

Desconto na gasolina| Brasil X Golfo do México – FOB

25%

20%

15%

10%

5%

0%

-5%

2,00

2,10

2,20

2,30

BRL/USD

2,40

2,50

2,60

Fonte: ITAÚBBA, 29 de outubro de 2013

2,40 2,50 2,60 Fonte: ITAÚBBA, 29 de outubro de 2013 14 Perspectivas da Safra 2013/14 –

Aumento do consumo de combustível nos próximos anos será atendido ou por importação de gasolina ou pelo crescimento da produção de etanol

Consumo de gasolina no Brasil vai crescer mais rápido que a produção Capacidade de refino de gasolina não crescerá nos próximos anos O provável déficit deveria ser preenchido pelo aumento da produção de etanol.

Balanço de combustível (bi litros, equivalente gasolina) 80 70 60 US$ 3 bilhões em importação
Balanço de combustível
(bi litros, equivalente gasolina)
80
70
60
US$ 3 bilhões em importação
US$ 3 bn de in gasoline gasolina imports
50
Gasoline Importação imports de or gasolina
hydrated ou produção ethanol de etanol
hidratado
40
30
20
10
0
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014
2015
2016
2017
2018
2019
2020
2021
Production - gas. C*
Production - ethanol hydro**
Consume
* Produção de gasolina tipo C refinado domesticamente
** Equivalente gasolina

Fonte: Itaú Unibanco, ANP, Unica

Consumo de etanol hidratado e gasolina C no Brasil

4.000 3.500 3.000 2.500 2.000 1.500 1.000 500 - Mil m 3
4.000
3.500
3.000
2.500
2.000
1.500
1.000
500
-
Mil m 3

jan/09

mai/09

set/09

jan/10

mai/10

set/10

jan/11

mai/11

set/11

jan/12

mai/12

set/12

jan/13

mai/13

set/13

 

Etanol hidratado

Etanol Anidro

Gasolina C

Fonte: UNICA

Preço médio de venda de energia elétrica para biomassa tem caído ao longo do tempo, mas mostra recuperação no último leilão

R$/MWh – corrigidos pelo IPCA Setembro/2013

204 198 195 195 189 182 182 170 135 128 115 111 109 16-dez-05 29-jun-06
204
198
195
195
189
182
182
170
135
128
115
111
109
16-dez-05
29-jun-06
10-out-06
18-jun-07
14-ago-08
30-set-08
27-jul-09
26-ago-10
10-dez-10
17-ago-11
18-ago-11
20-dez-11
29-ago-13

Fonte: CCEE, “Resultado consolidado dos Leilões -10/2013”

Seção 2

Desempenho Econômico-Financeiro

Amostra da carteira Itaú BBA – resultados comparativos 2011/12 e 2012/13

Características da amostra

Quantidade de grupos: 63

Moagem realizada: 366 mm ton (correspondente a 69% da moagem do Centro-Sul)

Capacidade instalada de moagem: 430 mm ton

Comparativo dos resultados das 2 últimas safras

Comparativo dos resultados das 2 últimas safras *Custo caixa: Tratos culturais + CCT + cana de

*Custo caixa: Tratos culturais + CCT + cana de 3º s + arrendamento + despesas gerais, administrativas e comerciais + operação e manutenção industrial + renovação de canavial estimada

20

**EBIT: EBITDA – Capex de manutenção (estimado)

Perspectivas da Safra 2013/14 – Região Centro-Sul | Abril 2013
Perspectivas da Safra 2013/14 – Região Centro-Sul | Abril 2013

Poucos grupos geraram caixa livre após capex total e despesa com juros

Sf. 12/13

63 grupos 366 mm tons

19 grupos 90 mm tons

Somente 19 grupos, correspondentes a 24% da moagem da amostra, apresentam fluxo de caixa livre positivo após capex e despesa com juros

Fluxo de caixa final da amostra após despesas com juros e capex total é negativo

Sf. 12/13 EBITDA R$11,820 milhões EBITDA – Despesa com Juros R$ 8,371 milhões R$-3,574 milhões
Sf. 12/13
EBITDA
R$11,820 milhões
EBITDA – Despesa com
Juros
R$ 8,371 milhões
R$-3,574
milhões
EBITDA – Despesa com
juros – Capex Total

Observando este quadro com distribuição das margens EBITDA notamos migração para faixas inferiores

Quantidade de grupos

18 16 14 12 10 8 6 4 2 0 <0% 0-10% 10-15% 15-20% 20-25%
18
16
14
12
10
8
6
4
2
0
<0%
0-10%
10-15%
15-20%
20-25%
25-30%
30-35%
35-40%
40-46%
EBITDA
2011/12
2012/13
Grupos

Endividamento concentrado na faixa de 100 a 125 R$/ton

Dívida Líquida (R$ / ton)

16 16% 14 14% 12 12% 10 10% 8 8% 6 6% 4 4% 2
16
16%
14
14%
12
12%
10
10%
8
8%
6
6%
4
4%
2
2%
0
0%
<0
0-50
50-75
75-100
100-125
125-150
150-200
>200
Grupos
Despesa com juros

Dívida Líquida – R$/ton

Quantidade de grupos

Despesa com juros

EBITDA vs. Dívida Líquida

Quadrante A Quadrante B 40% • 11 grupos • 14 grupos • Moagem total –
Quadrante A
Quadrante B
40%
• 11 grupos
• 14 grupos
• Moagem total – 101 mm t
• Moagem total - 77.8 mm t
• Moagem média por grupo –
• Moagem média por grupo –
35%
9.2
mm t
5.6 mm t
30%
25%
20%
15%
10%
5%
0%
Quadrante C
Quadrante D
• 17 grupos
• 22 grupos
• Moagem total - 64 mm t
• Moagem total - 123 mm t
-5%
• Moagem média por grupo –
• Moagem média por grupo –
3.8
mm t
5.9
mm t
-10%
-100
-50
0
50
100
150
200
250
300
350
400
EBITDA (%)

Dívida Líquida/ton

Custos desembolsáveis estimados para a safra 14/15 vs. Preços tonelada VHP FOB Santos baseado no
Custos desembolsáveis estimados para a safra 14/15 vs. Preços tonelada VHP FOB Santos baseado no
Custos desembolsáveis estimados para a safra 14/15 vs. Preços tonelada VHP FOB Santos
baseado no mercado futuro (NY 11)
1.200
R$ 978/ton
1.000
800
R$ 948/ton
600
400
200
0
9
13
22
8
5
6
Quantidade de grupos
Custo desembolsável estimado
R$/ton - Jul/14
R$/ton - Out/14
R$/tonleda de açúcar

.

Custos desembolsáveis estimados para a safra 14/15 vs. Preço médio etanol hidratado 1,8 1,6 R$
Custos desembolsáveis estimados para a safra 14/15 vs. Preço médio etanol hidratado 1,8 1,6 R$
Custos desembolsáveis estimados para a safra 14/15 vs. Preço médio etanol hidratado
1,8
1,6
R$ 1,15/Litro
1,4
1,2
1,0
0,8
0,6
0,4
0,2
0,0
9
13
22
8
5
6
Quantidade de grupos
Custo desembolsável estimado
R$/Litro
R$/litro de hidratado

Novo patamar de custo e arrendamento parceria

Arrendamento – R$/ha/ano

1200 1000 Araçatuba 800 Assis Fernandópolis Jaú 600 Ourinhos Piracicaba 400 Pres.Prudente Riberão Preto
1200
1000
Araçatuba
800
Assis
Fernandópolis
Jaú
600
Ourinhos
Piracicaba
400
Pres.Prudente
Riberão Preto
S.J.Rio Preto
200
0
R$/ha/ano
2003
2004
2005
2006
2007
2008
2009
2010
2011
2012

Fonte: IEA, Novmebro de 2012

Distribuição das empresas do setor sucroalcooleiro do Centro-Sul do Brasil segundo perspectiva de recuperar capacidade financeira e de investimento

55 grupos 408 mm de moagem 63% do Centro-Sul • Grupos que devido ao bom
55 grupos
408 mm de moagem
63% do Centro-Sul
• Grupos que devido ao bom desempenho
operacional, baixa alavancagem ou forte controle
acionário estão conseguindo atravessar a crise sem
deteriorar sua situação financeira fortemente
155 mm de moagem 25% do Centro-Sul • Grupos em processo de deterioração que devido
155 mm de moagem
25% do Centro-Sul
• Grupos em processo de deterioração que devido ao
alto nível de alavancagem dependem, para
recuperar sua capacidade de investimento, de uma
melhora substancial nos preços aliada à recuperação
da sua eficiência operacional
81 mm de moagem 12% do Centro-Sul • Grupos que estão em ponto de não
81 mm de moagem
12% do Centro-Sul
• Grupos que estão em ponto de não retorno

Baixa atividade de M&A no setor desde 2012 reflete nível geral de ânimo

Transações recentes de M&A selecionadas

de ânimo Transações recentes de M&A selecionadas Ocorreram recentemente 3 transações de venda de
de ânimo Transações recentes de M&A selecionadas Ocorreram recentemente 3 transações de venda de

Ocorreram recentemente 3 transações de venda de cogeração: Usina Ester, Usina Tonon e Alvorada.

Menos greenfields e mais usinas paralisando a atividade

Quantidade de usinas

51 usinas paralizaram as operações desde 2007

21 grupos estão em recuperação judicial

Capacidade adicional de moagem desde 2005/06: 120 MT 29 22 21 18 10 9 3
Capacidade adicional
de moagem desde
2005/06: 120 MT
29
22
21
18
10
9
3
2
2
-2
-2
-3
-5
Capacidade perdida de moagem
desde 2005/06 : 48 MT
-12
-12
-15
2005/06
2006/07
2007/08
2008/09
2009/10
2010/11
2011/12
2012/13
2013/14e

Fonte: Itaú BBA e Única

Novas Usinas

Usinas Paralisadas

Seção 3

Conclusões

Fatos recentes relevantes e conclusão

Petrobrás anuncia que submeterá à aprovação do conselho de administração uma nova metodologia para corrigir defasagens de preços dos combustíveis no longo prazo.

Mercado ainda acredita em um reajuste de preços este ano mesmo diante da redução da defasagem em relação à gasolina importada.

Mandato de mistura do RFS deve sofrer redução.

Papel do etanol hidratado no futuro da matriz de combustíveis continua indefinido.

Continuamos ainda sem políticas suficientemente estimulantes para promover investimentos em cogeração de biomassa.

Açúcar mostra uma tendência ligeiramente positiva, com preços em reais remuneradores para 2014, principalmente para aqueles produtores de baixo custo, dando a sensação que o “fundo do poço” ficou para trás.

Em suma,

Estamos ainda atravessando um momento bastante delicado totalmente dedicado à sobrevivência e busca de eficiência com redução de custo.

Qualquer investimento novo depende do nível de alavancagem das companhias e taxa de retorno obtida.

Alexandre Figliolino 34 Perspectivas da Safra 2013/14 – Região Centro-Sul | Abril 2013
Alexandre Figliolino
Alexandre Figliolino