Você está na página 1de 3

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO SENADOR SALGADO FILHO

Professor Ricardo – Física – 2º ano do Ensino Médio

Dilatação Térmica Líquidos

Os líquidos não possuem forma fixa, mas assumem a forma do recipiente que os
contém. Dessa maneira, somente cabe a análise de sua dilatação volumétrica com a
variação de temperatura.

Assim, a fórmula aplicável no estudo da dilatação dos líquidos é:

ΔV = γ . V0. ΔT

Isto é, a dilatação volumétrica do líquido ΔV = V – V0 é proporcional à variação de


temperatura ΔT = T – T 0 e é proporcional, também, ao seu volume inicial V0.
A exemplo dos sólidos, a constante de proporcionalidade γ é chamada de coeficiente
−1
de dilatação volumétrica e é medida em ºC .

De uma forma geral, o coeficiente de dilatação volumétrica dos líquidos é maior que
o dos sólidos. Quando se enche com líquido, completamente, um recipiente (de vidro ou
metal) e se aquece o conjunto, o líquido transborda. O líquido que transbordou dá somente
uma informação aparente de sua dilatação. Na realidade, o recipiente também dilatou.
Logo, a dilatação real do líquido é obtida com a expressão:

 V ⇒ dilatação real do líquido ;


ΔV =  V ap +  V rec
 V ap ⇒ dilatação aparente do líquido ;
 V rec ⇒ dilatação do recipiente ;

Demonstra-se, também, que γ = γ ap  γ rec , ou seja, o coeficiente de dilatação


real do líquido é a soma de seu coeficiente de dilatação aparente com o coeficiente de dila-
tação volumétrica do recipiente.

Exemplo

Uma proveta de vidro é preenchida completamente com 400 cm³ de um líquido a 20


ºC. O conjunto é aquecido até 220 ºC. Há, então, o transbordamento de 40 cm³ do líquido.
É dado γ vidro = 24 .10 ºC . Calcule:
−6 −1

a) γ ap do líquido. b) γ do líquido.

Solução

a) O transbordamento do líquido é sua dilatação aparente:  V ap = 40 cm³ . Tem-se,


também que ΔT = 220 – 20 → ΔT = 200 ºC.

Para a dilatação aparente, tem-se:

1
ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO SENADOR SALGADO FILHO
Professor Ricardo – Física – 2º ano do Ensino Médio

 V ap = γ ap . V0 . T

Logo:

 V ap = γ ap . V0 . T
40 = γ ap . 400. 200
40 = γ ap . 80000
40
= γap
8.104
γ ap = 5.10−4 ºC−1

b) Pela expressão γ = γ ap  γ rec


, tem-se: Para realizar essa operação, é
necessário que as potências
−4 −6 possuam a mesma base e os
γ = 5.10  24.10
mesmos expoentes...
−6 −6
γ = 500.10  24.10
−6 −1
γ = 524.10 ºC

Exercícios

1) Um frasco de capacidade para 10 litros está completamente cheio de glicerina e encon -


tra-se à temperatura de 10°C. Aquecendo-se o frasco com a glicerina até atingir 90°C, ob-
serva-se que 352 ml de glicerina transborda do frasco. Sabendo-se que o coeficiente de di -
−4 −1
latação volumétrica da glicerina é 5,0.10 ºC , o coeficiente de dilatação linear do frasco é,
−1
em ºC .
a) 5,0.10−4 b) 6,0.10−4 c) 4,4.10−4 d) 6,0.10−5 e) 4,9.10−5

2) Um recipiente para líquidos, com capacidade para 120 litros, é completamente cheio a
uma temperatura de 10°C. Esse recipiente é levado para um local onde a temperatura é de
30°C. Sendo o coeficiente de dilatação volumétrica do líquido igual a 1,2 x 10 -3 °C-1, e con-
siderando desprezível a variação de volume do recipiente, a quantidade de líquido derrama-
do em litros é:
a) 0,024 b) 0,24 c) 2,88 d) 4,32 e) 5,76

3) Um recipiente, cujo volume é de 1000 cm 3, a 0 °C, contém 980 cm 3 de um líquido à mes-


ma temperatura. O conjunto é aquecido e, a partir de uma certa temperatura, o líquido co-
meça a transbordar. Sabendo-se que o coeficiente de dilatação cúbica do recipiente vale
2,0.10-5 °C-1e o do líquido vale 1,0.10-3 °C-1, pode-se afirmar que a temperatura no início
do transbordamento do líquido é, aproximadamente:
a) 6,0 °C b) 12 °C c) 21 °C d) 78 °C e) 200 °C

2
ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO SENADOR SALGADO FILHO
Professor Ricardo – Física – 2º ano do Ensino Médio

4) Um recipiente de vidro, com a capacidade de 3000 cm³, está completamente cheio com
líquido, a 0 °C. O conjunto é aquecido até 100 °C e observa-se que 15 cm³ desse líquido
extravasa do recipiente. Considerando-se o coeficiente de dilatação linear do vidro como
−6 −1
sendo constante no referido intervalo térmico e igual a 4,0.10 ºC , qual o coeficiente de
−1
dilatação real desse líquido, em ºC ?
a) 62.10−6 b) 5.10−5 c) 5.10−6 d) 62.10−5 e) 54.10−6

5) Um copo graduado de capacidade 10 dm³ é preenchido com álcool etílico, ambos inicial -
mente à mesma temperatura, e são aquecidos em 100 ºC. Qual foi a dilatação real do álco -
−4 −1 −6
ol? Dados: γ álcool = 11.10 ºC e γ copo = 12.10
a) 1,12 dm³ b) 1,11 dm³ c) 1,112 dm³ d) 1,112 m³ e) 0,12 dm³