Você está na página 1de 5

ANIMANDO GRUPOS DE

JOVENS
(Por
Carlos Bispo)

Então você decidiu servir em sua comunidade no grupo de crisma ou no grupo


de jovens? Parabéns por essa decisão. Sem dúvida, evangelizar adolescentes é
um grande desafio, mesmo porque eles estão numa fase da vida onde a criança e
o adulto convivem no mesmo corpo, uma fase cheia de dúvidas, curiosidades e
fantasias.
É preciso levar tudo isso em conta na hora de preparar e conduzir os encontros.
Sua missão principal é fazer com que os jovens conheçam a Deus e o amem
acima de tudo, guardando seus mandamentos e evitando a todo custo o pecado.
Se acha isso difícil, parta do princípio de que a cabeça da maioria dos jovens de
14 a 17 anos está cheia de conceitos e opiniões formadas oriundas de modismos
da hora, como estilos (Punk, Maloqueiro, Pagodeiro, Gótico, Esportista, Emo) e
principalmente idéias erradas do que é necessário para ser feliz, como "ter
grana", "pegar muitas meninas", "viver nas baladas chapadão", "desafiar a morte
em rachas"... Enfim. Se você já foi adolescente, sabe o que é isso.
Fui animador de Crisma por seis anos, e cada vez que assumia uma turma nova,
sentia aumentar a dificuldade de evangelizar os adolescentes do meu grupo.
Creio que não seja diferente em outras cidades do Brasil. Ano após ano, o perfil
dos adolescentes vai mudando, fruto da própria cultura de massas que os
bombardeiam noite e dia pela TV e Internet. Cabe ao animador permanecer em
formação constante para cumprir sua missão, afinal, o "Produto que você tem a
oferecer: O caminho a Verdade e a Vida", não tem preço, e é realmente do que
todos precisam.
Abaixo, seguem algumas sugestões para que você tenha sucesso na missão que
Deus te confiou:

1- O Testemunho

Você certamente irá passar para os jovens, por meio de textos, palestras ou
dinâmicas um monte de conselhos e ensinamentos. Isso não vai adiantar de nada
se você NÃO VIVER aquilo que prega, como os farizeus a quem Jesus chamava
de Hipócritas! Então a primeira coisa que você precisa fazer é um exame de
consciência para saber em que precisa mudar.
Não vai pegar bem você dizer ao crismando para evitar a bebida e depois ele te
ver num bar, ou dizer para evitar o baile funk e ser flagrado num balançando o
"popozão"... ou o mais comum: Dizer para ele ir à missa aos domingos ou em um
evento religioso e você nem aparecer lá.
Também é fundamental acreditar no que você prega e ter cuidado para que as
coisas que você falar tenham coerência com a Palavra e a fé Católica. Na dúvida,
consulte outras pessoas ou vá pesquisar. Já presenciei alguns destes fatos:
- O animador foi falar sobre relacionamento, e disse que " Ficar é muito bom, a
gente beija, sai, e continua livre sem compromisso com ninguém. (Era isso que a
maioria queria ouvir, mas não está nos planos de Deus).
- Um animador foi falar sobre a morte, e disse que era possível alguém voltar
como fantasma para nos assombrar. (Idéias Espíritas).
- Um animador foi falar sobre confissão, e concordou com o crismando de que
não precisa confessar os pecados ao padre, basta dizer que está arrependido e
pronto (Idéias Protestantes).
- Outro disse: Somos livres para fazer tudo o que nossa consciência permite,
podemos fazer de tudo (Idéias satânicas).
- Um Animador de outro grupo, ao pregar sobre relacionamento, disse que
podíamos ter relações sexuais antes de casar na Igreja, desde que tenhamos a
intenção de casar com aquela pessoa no futuro (Não deixa de ser pecado contra a
castidade...)
Certamente você deve conhecer outras histórias, mas se inspire nos bons
animadores de sua paróquia, nos que dão testemunho, de vida, são instruídos na
palavra e dedicam-se pra valer ao serviço. E nada de pensar "á, eu não sou
santo..." Pois devemos buscar a santidade. "Sede santos como o Pai do céu o é!"
Portanto, vá à Igreja, leia a Bíblia, o catecismo, livros de formação e estudos
religiosos, escute palestras e CDs de Bandas e cantores católicos, exercite a
oração, a paciência, a cortesia, a tolerância, e acima de tudo: Comporte-se como
um filho de Deus!

2 - Saiba Acolher

Muita gente pensa que acolher é só dizer: Boa Noite, sejam bem vindos... A
acolhida está longe de ser só isso. Ela traduz-se como " Fazer com que as pessoas
se sintam felizes em estar alí". Portanto, cada crismando deve ser recebido com
carinho, respeito e atenção desde o primeiro momento do encontro. O Ambiente
deve ser preparado com antecedência, como o Som, o altar, as cadeiras, as folhas
de cantos.
Procure ser simpático sem ser falso e respeite os tímidos, não os force a falar ou
fazer gestos que eles não queiram, mas também não finja que não estão alí.
Converse com eles, chame-os pelo nome, um simples aperto de mão e um tudo
bem? pode passar-lhes confiança e mandar a timidez embora.
Também não repreenda publicamente os "bagunceiros", pode ser isso que eles
estão procurando. Se quiser falar algo com eles peça-os discretamente para ficar
no final do encontro.
Tente não expor ninguém, e não brinque junto com os crismandos. Você é o
animador imponha respeito, senão no momento oportuno não levarão você a
sério.
É interessante a distribuição de uma lembrancinha sobre o tema de cada
encontro. Se puder "rolar" um lanche, será bom para aproximar os crismandos e
criar um clima de confraternização.

3 - Encontro de Crisma é aula?

De jeito nenhum! Embora tenha toda a "cara" de aula, com direito a quadro,
cadeiras, livros, cadernos e "professor" deve-se evitar ao máximo essa analogia,
pelos seguintes motivos:
- A maioria dos jovens não gosta da escola, não prestam a atenção no que o
professor diz, não veêm a hora de conversar e tirar brincadeira com os amigos e
adoram quando acaba.
- Muitos sofrem bulling no colégio e temem acontecer o mesmo no grupo.
- Na escola, eles estudam por uma nota. Na crisma não tem nota, então porque
participar das atividades?
A Crisma é sim um encontro, no qual você é um animador, um coordenador do
encontro e não um professor. Por isso esqueça o ambiente de aula! Promova
palestras descontraídas, brincadeiras sadias que tenham uma "moral da história",
dramatizações, músicas, coreografias, emfim. Faça do encontro um momento
alegre, descontraído, rico, edificante. Mas não exagere muito, deixe sempre um
gostinho de "quero mais", e lembre-se, crisma não é clube! A palavra de Deus e o
Ensinamento devem estar presentes em todos os momentos.

4 - Esteja preparado.

Prepare o tema com antecedência. Há livros de encontro para isso, mas na falta
ou se preferir, faça um encontro sobre um tema recente, como Drogas, Violência,
Campanha da Fraternidade, enfim. Prepare tudo o que vai acontecer do início ao
fim, cronometrando o tempo e se preparando para esclarecer as dúvidas que
possam surgir. Sempre que abrir uma discussão, fecha-a, usando inclusive
algumas frases ditas durante a discussão. Evite vícios de linguagem, nada de
dizer "na minha opinião, eu acho, é isso né gente?, acertei?", o animador deve
estar seguro do que diz. Já presenciei as gafes:
- O animador procurava no encontro sobre a Bíblia, o Apocalipse entre os livros
do Pentateuco.
- O animador disse que os crismandos iam dar o encontro, pois ele não preparou
nada.
- O animador foi partilhar a leitura e a leu novamente três vezes até todos
entenderem o que ela dizia.
- No dia da confissão, nem os crismandos nem os catequistas sabiam o ato de
contrição.
- A pessoa que ficou de fazer a oração inicial levou 40 minutos para fazê-la. Na
oração final outros 30... Não houve tema!
- A pessoa fez uma dinamica de 40 minutos e esqueceu o sentido!
- O animador ficou de levar um CD para o grupo ouvir e acabou levando só a
caixa...
Prepare também cânticos adequados ao tema, faça folhas de cânticos para todos
participarem.
Preparem as orações iniciais e finais sem exagerar no tempo, afinal é um
encontro de crisma, não uma oficina de oração.
Tenha sempre um horário certo para começar e terminar.

5- Seja prático.

Ninguém aguenta mais ficar na frente de um quadro e copiar um texto. Temte


trazê-los xerocados os rodados (Se sua comunidade não tem muitos recursos,
peça uma pequena contribuição aos crismandos ou o patrocínio de comerciantes
locais). O ideal seria ter um projetor de vídeo. Também traga os avisos
impressos, assim ninguém vai dizer: Ah, eu não endendi... nem você vai perder
tempo com eles.
É importante que os crismandos usem um caderno para anotações, canetas,
Bíblia, e o que mais se mostrar útil aos encontros.
Não passe o "Dever de casa" como punição. passe sempre uma atividade de
redação (Aí vai estar ajudando no vestibular) sobre o que entendeu da leitura par
exemplo, com uma partilha espontânea no encontro seguinte.

6 - Saiba avaliar e rever o andamento do grupo.

Já vi grupos começarem com 120 crismandos e acabar com 30. Muitos dizem: "
É normal, muitos não levam a sério e desistem". Quem faz isso também não está
levando o grupo a sério. Visite os que estão faltando, não para dizer: Se faltar
mais está fora! Mas para dizer que sentiu sua falta. Recuperamos muitos assim.
Procure saber por que eles estão desanimados, escute-os se necessário e
modifique o esquema do encontro se possível. Você está cuidando de ovelhas,
tem que se importar com as que fogem do redil. "Elas podem virar Buchada!" e a
responsabilidade poderá ser sua...
Não desanime também, procure ânimo quando o desânimo bater. Chame
pessoas de outros grupos para dar palestras e encontros sempre qua a rotina
pesar. Invente um passeio, um retiro, uma visita a um asilo ou orfanato (Presídio
não é recomendável por causa das normas de segurança) ou casa de apoio a
dependentes químicos e aidéticos.
A crisma deve deixar saudades, quem sabe assim o crismando de hoje não será
seu colega de amanhã?