Você está na página 1de 1

VALE A PENA ECONOMIZAR PARA COMPRAR À VISTA

Willian Magalhães

Oi, este é o primeiro assunto que vou tratar aqui, porque sempre meus alunos me qu
estionam se realmente vale a pena economizar para comprar à vista.
Apresentando-me, sou Bacharel em Administração com Pós em Finanças e Marketing; MBA Gestão
de Negócios e MBA Gestão de Marketing.
Primeiro, gostaria de dizer que é fácil para um economista falar que com a taxa de j
uros atuais e as promoções cada vez mais recorrentes que o certo é economizar para com
prar à vista. Porém sabem quanto ganham um economista que aparece na televisão? Será se
eles conhecem a necessidade imediata de uma assalariado? É isto que eu gostaria de
chamar atenção, a necessidade versus prestações.
Vamos imaginar uma família que tem um pai, mãe e dois filhos com idades de 06 e 15 a
nos que tem renda familiar em torno de R$ 1.000,00 (é uma renda bem maior que 40%
da população brasileira ganha). Tem como gastos mensais: R$ 300,00 de aluguel, R$ 10
0,00 de água e luz, R$ 150,00 de transporte extra além do vales-transporte que já rece
bem, R$ 200,00 de alimentação e mais R$ 150,00 com diversos, entre eles lazer, vestuár
ios e outros. Sobram-lhe apenas R$ 100,00 mensais.
A pergunta é simples: Essa família consegue economizar durante quanto tempo para com
prar uma moto no valor de R$ 5.000,00 para dar um maior conforto? Seriam necessári
os sem aumentos de valor e sem investimentos 50 meses, ou seja, 4 anos e 2 meses
. Você aguentaria?
Por isso digo que o certo é necessidade versus retorno, ou seja, o que este invest
imento me trará de retorno mesmo eu tendo que pagar prestações mensais?
Vamos continuar com o mesmo exemplo: Como foi falado acima, esta família gasta R$
150,00 de transporte além dos vales que recebem. Quanto recebem de vale? É fácil o cálcu
lo. Usando como parâmetro Belo Horizonte onde a passagem custa R$ 2,10 o cálculo é:
- O marido usa 2 ônibus para ir trabalhar e mais 2 para voltar. Total de 4 val
es;
- A esposa utiliza 1 ônibus para ir ao trabalho e mais um para voltar.
- Esses vales são pagos pelas empresas onde trabalham, os demais R$ 150,00 são u
tilizados para levar os filhos à escola e casas de parentes.
Calculando, 6 passagens por dia pagos pelas empresas (pai e mãe) multiplicado por
22 dias utéis de trabalho multiplicado por R$ 2,10 dá um valor de R$ 277,20 recebido
s.
Agora vamos para a moto: R$ 5.000,00 financiados em 48x com uma taxa de juros de
2.9% a.m. resulta numa prestação mensal de R$ 194,25.
Calculando se vale a pena ou não entrar numa prestação: Se eles venderem os vales tran
sportes perdendo 12% do valor (esta é uma prática normal aqui em BH, acredito que se
ja em qualquer lugar) sobra dos vales o total de R$ 243,94. Ou seja, dá para pagar
a prestação mensal da moto e ainda sobram R$ 49,69 por mês, que pode ser empregado pa
ra colocar combustível na moto. Além dos R$ 150,00 que já estavam contabilizados.
Pensem vocês se vale a pena ou não entrar numa prestação. Assim, é fácil para quem ganha ac
ma de R$ 4.000,00 mensais falar que é melhor economizar, por isso digo, é prestação x ne
cessidade x retorno. Se houver retorno, vale sim a pena entrar numa prestação, afina
l de contas, pobre só consegue as coisas assim.

Interesses relacionados