P. 1
eritrocitos

eritrocitos

|Views: 194|Likes:
Publicado porPoatan S. Pinoti

More info:

Published by: Poatan S. Pinoti on Mar 14, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/13/2012

pdf

text

original

Eritrócitos

FORMAÇÃO DAS CÉLULAS DO SANGUE
Eritrócitos
Plaquetas
Eosinófilos
Neutrófilo
Basófilo Mastócitos
Progenitor
Mielóide
Monócito
Macrófago
Progenitor
Linfóide
Célula
Pluripotencial
Célula T
Célula B
Célula NK
Plasmócito
Célula
Dendritica
Medula Óssea
Controle
Humoral e
fatores de
crescimento
EPO
A PRODUÇÃO DE ERITRÓCITOS
SANGUE PERIFÉRICO
CÉLULA
PLURIPOTENCIAL
PRIMITIVA
PROERITROBLASTO
ERITROBLASTO
BASÓFILO
ERITROBLASTO
POLICROMÁTICO
ERITROBLASTO
ORTOCROMÁTICO
RETICULÓCITO
ERITRÓCITO
MEDULA ÓSSEA
ERITROPOIETINA
VIT. B12 / FOLATOS
VIT. B12 / FOLATOS / FERRO
FERRO
FERRO
FERRO
Reticulócito
Mitocôndrias
Eritroblasto
Núcleo
Núcleo
eliminado
Mitocôndrias
eliminadas
O NÚCLEO E O RETICULÓCITO
Eritrócito - Conhecido por sua morfologia e
constituinte (Hb)
Energia intracelular
Metabolismo da glicose
•Manutenção da Hb
•na forma solúvel
•Estado reduzido
•Quantidade adequada de 2,3-DPG
•ATP
•Suporte às funções da Membrana
Vida útil
120 dias
Eritrócito
• morfologia e estrutura adequadas à sua função
Eritrócito
• morfologia e estrutura adequadas à sua função
Bicamada lipídica
Assimétrica
Superfície externa – fosfatidilcolina, esfingomielina,
glicolipídios
Superfície interna – fosfatidilserina, fosfatidiletanolamina,
fosfatidilinositol
“Flipases” e “Flopases” – aminofosfolipídeo translocases + ATP
÷transporte de fosfatidilserina e etanolamina
Proteínas da Membrana
Actina
Espectrina
Anquirina
Banda 3, Glicoforina A, Banda 4.1
Banda 4.2
G3PD
Banda 7
A MEMBRANA DO ERITRÓCITO
Proteínas Integrais
São proteínas que possuem um segmento hidrofóbico que
interage com os Lipídeos da dupla camada
PROTEÍNAS INTEGRAIS
Glicoforina
Banda 3
Proteínas integrais
BANDA 3
PROTEÍNAS INTEGRAIS
Catalisa a troca de íons ATRAVÉS da camada lipídica
facilita o transporte de água.
Banda 3
BANDA 3
PROTEÍNAS INTEGRAIS
anquirina
banda 3 glicoforina
banda 4.1
actina
dímero de
espectrina
complexo
juncional
anquirina
banda 3 banda 4.1
Serve para ancorar o citoesqueleto da membrana através das Proteínas
anquirina e banda 4.1
GLICOFORINA
PROTEÍNAS INTEGRAIS
Sua porção externa mantém grupos carregados eletricamente ou receptores
glicoforina
GLICOFORINA
PROTEÍNAS INTEGRAIS
Sua porção citosólica ajuda a ancorar
e a estabilizar o citoesqueleto através
de ligação coma proteína 4.1
banda 4.1
glicoforina
anquirina
banda 3 glicoforina
banda 4.1
actina
dímero de
espectrina
complexo
juncional
Actina
Tropomiosina
Espectrina
Anquirina
Banda 4.1
PROTEÍNAS PERIFÉRICAS
Mantém a estrutura da membrana, formando o citoesqueleto
PROTEÍNAS
ESPECTRINA
É a mais importante e mais abundante do esqueleto da membrana do
eritrócito.
Principal responsável pelo formato bicôncavo do eritrócito
anquirina
banda 3
glicoforina
banda 4.1
actina
espectrina
complexo
juncional
PROTEÍNAS PERIFÉRICAS
ESPECTRINA
Constitui-se de duas sub unidades
alfa espectrina
beta espectrina
o
|
Permite a interação entre a espectrina e a banda 3, exercendo papel
fundamental na manutenção da estabilidade da membrana
PROTEÍNAS PERIFÉRICAS
ANQUIRINA
Principal proteína de ligação do esqueleto da membrana
anquirina
banda 3
espectrina
PROTEÍNAS PERIFÉRICAS
PROTEÍNA 4.1
Reforça a ligação da espectrina a actina
banda 4.1
actina
espectrina
PROTEÍNAS PERIFÉRICAS
PROTEÍNA 4.1
Intermediária entre a ligação da
espectrina e glicoforina C
espectrina
Banda 4.1
glicoforina
Liga-se a banda 3
Estabelece ligações com lipídeos
carregados negativamente da
superfície interna da bicamada
lipídica
banda 3
Mantém a ligação entre a banda 3,
anquirina e proteína 4.1
PROTEÍNAS PERIFÉRICAS
PROTEÍNA 4.2
Anquirina
Banda 4.1
Banda 4.2
Banda 3
Faz parte das proteínas do citoesqueleto do glóbulo vermelho,
juntamente coma espectrina, actina e proteína 4.1
PROTEÍNAS PERIFÉRICAS
PROTEÍNA 4.9 OU DEMactina
Participa do complexo
juncional constituído pelas
proteínas 4.1, 4.9, glicoforina
C tropomiosina e aducina
PROTEÍNAS PERIFÉRICAS
ACTINA (PROTEÍNA 5)
banda 4.1
espectrina
actina
aducina
tropomiosina
anquirina
banda 3 glicoforina
banda 4.1
actina
dímero de
espectrina
complexo
juncional
Tem a função de estabilizar os
filamentos de actina que se
dispõe longitudinalmente ao
longo da tropomiosina
PROTEÍNAS PERIFÉRICAS
TROPOMIOSINA (PROTEÍNA7)
banda 4.1
espectrina
actina
aducina
tropomiosina
Promove a ligação da
espectrina a actina
PROTEÍNAS PERIFÉRICAS
ADUCINA
banda 4.1
espectrina
actina
aducina
tropomiosina
•Deficiência isolada de espectrina
•Deficiência combinada de espectrina e anquirina
•Deficiência de banda 3
•Deficiência de proteína 4.2
ESFEROCITOSE HEREDITÁRIA
Colesterol
• 50% do conteúdo da membrana
• Equilíbrio com o colesterol plasmático
• Controle – Lecitina colesterol aciltransferase (LCAT); ácidos biliares
•Doenças hepáticas – distúrbios de LCAT – acúmulo de colesterol
na superfície do eritrócito
• Morfologia anormal
• Tempo de vida diminuído
ERITRÓCITOS NORMAIS E SEUS COMPONENTES
F
I
S
I
O
L
O
G
I
A
D
O
E
R
I
T
R
Ó
C
I
T
O
HEMOGLOBINAS
Parte Não Protéica (Heme)
Estrutura Molecular
Parte Não Protéica (Heme)
Composição
- Um átomo de Ferro (bivalente)
- Quatro grupos pirrólicos (protoporfirina)
Alanina (ALA)
Porfobilinogênio
Uroporfirinogênio III
Coproporfirinogênio III
Alanina Deidrase
Uroporfirinogênio
decarboxilase
Uroporfirinogênio
Sintetase
Coproporfirinogênio
Oxidase
Protoporfirina IX
HEME
GLICINA ÁCIDO SUCCINICO
Alanina Sintetase
MITOCÔNDRIA
CITOPLASMA
Ferro
Quetalase
Fe
++
Síntese do heme
Local de síntese: Mitocôndrias dos eritroblastos e reticulócitos
Mecanismo enzimático da síntese
• Controle e Local de Síntese
•Genes específicos controladores de montagem, denominados
genes o, |, ¸, o, , e c.
•Genes , e o estão no cromossoma 16
•Genes ¸, | e o estão no cromossoma 11
• Síntese: Ribossomas dos eritroblastos (65%) e reticulócitos (35%)
Parte Protéica (Globina)
hemólise extravascular
hemólise intravascular
DEGRADAÇÃO DA HEMOGLOBINA
Núcleo
Polirribossomas
Globina
Heme
+
Globina
Hemoglobina







• •

Mitocôndria
Ferritina
Apotransferrina
Transferrina + Fe
Protoporfirina
macrófago









macrófago
Sinusóide do baço
Eritrócito se rompe
Hepatócito
Bilirrubina
Bilirrubina conjugada
Bile - urubilinogênio
Reabsorção Rim
Fezes estercobilina
Urina urubilina
Ferritina
e
Hemossiderina
Hemoglobina
Globina
aminoácidos
Medula óssea
Depósitos
Heme
Ferro + transferrina
Afinidade ao O2
•Temperatura
•pH
•CO2
•2,3-DPG
•Suprimento de O2
•Viscosidade do sangue
•Dissociação do O2
Estabilidade da membrana e solubilidade da Hb
Vias metabólicas do eritrócito
Embden-Meyerhoff
Lactato
3-PG
1, 3-DPG
Gliceraldeido
Piruvato
Glicose
Glicose 6-P
Frutose 6-P
ATP
Frutose I,6-D, P
ATP
2-PG
ATP
2,3-DPG
Luebering-Rapaport
6-P-gluconato
G6PD
6PDG
Pentose-P
GSH
GSSG
H2O2
Fosfogluconato
OxiHb
MetaHb
NAD
NADH
Metahemoglobina
redutase
Atividade que provoca divisão (ADP)
Eritropoetina
Disponibilidade de Ferro
- Homem 70 Kg necessita 21 mg Ferro
- | velocidade da eritropoiese 63 mg Ferro
(RESERVA) - 42 mg Ferro
Testosterona
FATORES REGULADORES DA ERITROPOIESE
FERRO
Valores de Ferro no Adulto
- Ingestão diária : 12 - 15 mg
- Absorção diária: 1 - 2 mg
- Perda diária : 0,9 mg homem
1,3 mg mulher
Quantidade de Ferro : no homem 70 Kg: 3,5 g
na mulher 60 Kg: 2,1g
FATORES NUTRICIONAIS NECESSÁRIOS A ERITROPOIESE
COMPARTIMENTOS DO FERRO
COMPARTIMENTO CONTEÚDO DE Fe (mg) % de Fe/Total
Hemoglobina 2.000 67
Ferritina, Hemossiderina 1.000 27
Mioglobina 130 3,5
Pool lábil 80 2,2
Outros tecidos 3 0,08
Absorção do Ferro
- Ferro heme
- Ferro não heme
Transporte: Transferrina
Captação celular
- Mitocôndria
- Ferritina
Armazenamento: Ferritina
- Macrófagos do baço, fígado e MO
- Células parenquimatosas hepáticas
Ferro
Outras células
Vermelhas
ESTOMAGO
DUODENO
Fe+++
Fe++
Fe++
Fezes
Fe++ Fe+++
Ferritina
Célula
Mucosa
Fe++
Transferrina
e
Fe +++
Fe++
Heme
Medula óssea
Fe+++
Fe +++
Ferritina
Hemossiderina
ABSORÇÃO E TRANSPORTE DO FERRO
Cobalamina (Vitamina B12)
Valores de Cobalamina no Adulto
- Ingestão diária: 5 a 30 µg
- Absorção diária: 1 a 5 µg
- Perda diária : 1 a 3 µg
- Teor total do organismo: “2 a 5 mg”
Absorção da Cobalamina
- Fator íntrínseco + íons cálcio
Transporte: Transcobalamina I e II
Níveis séricos de transcobalamina: 150 a 180 pg/ml
FATORES NUTRICIONAIS NECESSÁRIOS A ERITROPOIESE
FATORES NUTRICIONAIS NECESSÁRIOS A ERITROPOIESE
Folatos
Valores de Folato
- Necessidade diária: 50 a 100µg
- Necessidade na gestação: 400µg
- Estoques nos tecidos: 5 - 10 mg
Absorção
- Monoglutamato (N-5 metil Tetraidrofolato)
Transporte
Armazenamento: Fígado
Excreção para bile/ reabsorção ID
Cobalamina e Folato na Síntese do DNA
Medidas de produção e destruição
eritrocitária
PRODUÇÃO DESTRUIÇÃO
Taxa E/G Variações no Ht
Reticulócitos Bilirrubina indireta
Turnover de Fe Desidrogenase lática (LDH)
Sobrevida do eritrócito (Cr
51
)
Urobilinogênio
Anemia (Hb < 8 g/dL)
Basal (Hb > 13 g/dl)
Aguda Crônica
Taxa E/G
1:3 1:1 1:1
Reticulócitos
1.0 2-3 3-8

Eritrócitos

FORMAÇÃO DAS CÉLULAS DO SANGUE
Basófilo EosinófilosNeutrófilo Mastócitos
Célula Dendritica

Eritrócitos

Controle Humoral e fatores de crescimento

Plaquetas

Monócito Progenitor Mielóide
Célula T

Macrófago

EPO
Célula Pluripotencial Medula Óssea Progenitor Linfóide
Célula B Plasmócito

Célula NK

A PRODUÇÃO DE ERITRÓCITOS
CÉLULA PLURIPOTENCIAL PRIMITIVA PROERITROBLASTO ERITROBLASTO BASÓFILO ERITROPOIETINA

VIT. B12 / FOLATOS VIT. B12 / FOLATOS / FERRO

ERITROBLASTO POLICROMÁTICO
ERITROBLASTO ORTOCROMÁTICO RETICULÓCITO

FERRO FERRO FERRO

MEDULA ÓSSEA
ERITRÓCITO

SANGUE PERIFÉRICO

O NÚCLEO E O RETICULÓCITO
Eritroblasto

Núcleo Mitocôndrias

Núcleo eliminado

Reticulócito

Mitocôndrias eliminadas

Eritrócito .Conhecido por sua morfologia e constituinte (Hb) .

3-DPG 120 dias •ATP •Suporte às funções da Membrana .Energia intracelular Metabolismo da glicose •Manutenção da Hb Vida útil •na forma solúvel •Estado reduzido •Quantidade adequada de 2.

Eritrócito • morfologia e estrutura adequadas à sua função .

Eritrócito • morfologia e estrutura adequadas à sua função .

glicolipídios Superfície interna – fosfatidilserina. esfingomielina. fosfatidilinositol “Flipases” e “Flopases” – aminofosfolipídeo translocases + ATP  transporte de fosfatidilserina e etanolamina .Bicamada lipídica Assimétrica Superfície externa – fosfatidilcolina. fosfatidiletanolamina.

Proteínas da Membrana .

A MEMBRANA DO ERITRÓCITO Espectrina Anquirina Banda 3. Glicoforina A. Banda 4.1 Banda 4.2 Actina G3PD Banda 7 .

PROTEÍNAS INTEGRAIS São proteínas que possuem um segmento hidrofóbico que interage com os Lipídeos da dupla camada Proteínas Integrais .

Proteínas integrais Glicoforina Banda 3 .

PROTEÍNAS INTEGRAIS BANDA 3 Banda 3 Catalisa a troca de íons ATRAVÉS da camada lipídica facilita o transporte de água. .

PROTEÍNAS INTEGRAIS complexo juncional BANDA 3 actina dímero de espectrina anquirina banda 3 glicoforina banda 4.1 .1 anquirina banda 3 banda 4.1 Serve para ancorar o citoesqueleto da membrana através das Proteínas anquirina e banda 4.

PROTEÍNAS INTEGRAIS GLICOFORINA glicoforina Sua porção externa mantém grupos carregados eletricamente ou receptores .

1 glicoforina .1 Sua porção citosólica ajuda a ancorar e a estabilizar o citoesqueleto através de ligação com a proteína 4.1 banda 4.PROTEÍNAS INTEGRAIS GLICOFORINA complexo juncional dímero de espectrina actina anquirina banda 3 glicoforina banda 4.

formando o citoesqueleto Anquirina Actina Tropomiosina Banda 4.PROTEÍNAS PERIFÉRICAS Mantém a estrutura da membrana.1 Espectrina .

PROTEÍNAS ESPECTRINA É a mais importante e mais abundante do esqueleto da membrana do eritrócito.1 . Principal responsável pelo formato bicôncavo do eritrócito complexo juncional espectrina actina anquirina banda 3 glicoforina banda 4.

PROTEÍNAS PERIFÉRICAS ESPECTRINA   Constitui-se de duas sub unidades alfa espectrina beta espectrina .

exercendo papel fundamental na manutenção da estabilidade da membrana .PROTEÍNAS PERIFÉRICAS ANQUIRINA Principal proteína de ligação do esqueleto da membrana espectrina anquirina banda 3 Permite a interação entre a espectrina e a banda 3.

PROTEÍNAS PERIFÉRICAS PROTEÍNA 4.1 Reforça a ligação da espectrina a actina .1 actina espectrina banda 4.

1 espectrina Liga-se a banda 3 Estabelece ligações com lipídeos carregados negativamente da superfície interna da bicamada lipídica glicoforina banda 3 .1 Intermediária entre a espectrina e glicoforina C ligação da Banda 4.PROTEÍNAS PERIFÉRICAS PROTEÍNA 4.

anquirina e proteína 4.2 Banda 4.1 PROTEÍNA 4.1 Banda 3 .PROTEÍNAS PERIFÉRICAS Banda 4.2 Anquirina Mantém a ligação entre a banda 3.

juntamente com a espectrina.1 .9 OU DEMactina Faz parte das proteínas do citoesqueleto do glóbulo vermelho.PROTEÍNAS PERIFÉRICAS PROTEÍNA 4. actina e proteína 4.

1 anquirina banda 3 glicoforina banda 4.PROTEÍNAS PERIFÉRICAS actina aducina ACTINA (PROTEÍNA 5) Participa do complexo juncional constituído pelas proteínas 4.1 tropomiosina espectrina . glicoforina C tropomiosina e aducina complexo juncional dímero de espectrina actina banda 4.9. 4.1.

1 tropomiosina espectrina .PROTEÍNAS PERIFÉRICAS TROPOMIOSINA (PROTEÍNA7) actina aducina Tem a função de estabilizar os filamentos de actina que se dispõe longitudinalmente ao longo da tropomiosina banda 4.

PROTEÍNAS PERIFÉRICAS ADUCINA actina aducina Promove a ligação da espectrina a actina banda 4.1 tropomiosina espectrina .

2 .ESFEROCITOSE HEREDITÁRIA •Deficiência isolada de espectrina •Deficiência combinada de espectrina e anquirina •Deficiência de banda 3 •Deficiência de proteína 4.

Colesterol • 50% do conteúdo da membrana • Equilíbrio com o colesterol plasmático • Controle – Lecitina colesterol aciltransferase (LCAT). ácidos biliares •Doenças hepáticas – distúrbios de LCAT – acúmulo de colesterol na superfície do eritrócito • Morfologia anormal • Tempo de vida diminuído .

F I S I O L O G I A D O ERITRÓCITOS NORMAIS E SEUS COMPONENTES E R I T R Ó C I T O .

HEMOGLOBINAS .

Parte Não Protéica (Heme) Estrutura Molecular .

Quatro grupos pirrólicos (protoporfirina) .Parte Não Protéica (Heme) Composição .Um átomo de Ferro (bivalente) .

Síntese do heme  Local de síntese: Mitocôndrias dos eritroblastos e reticulócitos  Mecanismo enzimático da síntese GLICINA ÁCIDO SUCCINICO Alanina (ALA) Alanina Deidrase Porfobilinogênio Uroporfirinogênio Sintetase Uroporfirinogênio III Fe ++ Uroporfirinogênio decarboxilase Coproporfirinogênio III Coproporfirinogênio Oxidase Alanina Sintetase HEME Ferro Quetalase Protoporfirina IX MITOCÔNDRIA CITOPLASMA .

 e . . .Parte Protéica (Globina) • Controle e Local de Síntese •Genes específicos controladores de montagem. •Genes  e  estão no cromossoma 16 •Genes .  e  estão no cromossoma 11 • Síntese: Ribossomas dos eritroblastos (65%) e reticulócitos (35%) . denominados genes . .

DEGRADAÇÃO DA HEMOGLOBINA hemólise extravascular hemólise intravascular .

Transferrina + Fe Apotransferrina Protoporfirina Ferritina Hemoglobina Mitocôndria Polirribossomas Núcleo • • •• • • •• • • Globina Heme + Globina .

urubilinogênio Fezes estercobilina Reabsorção Ferritina e Hemossiderina Rim Urina urubilina .Sinusóide do baço macrófago macrófago • • • Bilirrubina • • • • Eritrócito se rompe • • Hemoglobina Heme Ferro + transferrina Globina aminoácidos Medula óssea Depósitos Hepatócito Bilirrubina conjugada Bile .

Afinidade ao O2 •Temperatura •pH •CO2 •2.3-DPG •Suprimento de O2 •Viscosidade do sangue •Dissociação do O2 .

3-DPG 3-PG NAD NADH ATP 2-PG Piruvato 2. P Gliceraldeido 1.3-DPG Luebering-Rapaport Lactato Vias metabólicas do eritrócito .Estabilidade da membrana e solubilidade da Hb H2O2 ATP Embden-Meyerhoff Glicose Glicose 6-P Frutose 6-P G6PD Fosfogluconato 6-P-gluconato 6PDG Pentose-P GSH GSSG Metahemoglobina redutase OxiHb MetaHb ATP Frutose I.6-D.

 velocidade da eritropoiese (RESERVA) Testosterona 21 mg Ferro 63 mg Ferro .Homem 70 Kg necessita .FATORES REGULADORES DA ERITROPOIESE Atividade que provoca divisão (ADP) Eritropoetina Disponibilidade de Ferro .42 mg Ferro .

Absorção diária: 1 .9 mg homem 1.1g .FATORES NUTRICIONAIS NECESSÁRIOS A ERITROPOIESE FERRO Valores de Ferro no Adulto .Perda diária : 0.Ingestão diária : 12 .2 mg .15 mg .3 mg mulher Quantidade de Ferro :  no homem 70 Kg: 3.5 g  na mulher 60 Kg: 2.

Hemossiderina Mioglobina Pool lábil Outros tecidos 1.5 2.000 % de Fe/Total 67 Ferritina.000 130 80 3 27 3.2 0.COMPARTIMENTOS DO FERRO COMPARTIMENTO Hemoglobina CONTEÚDO DE Fe (mg) 2.08 .

Macrófagos do baço.Ferro Absorção do Ferro .Ferro heme . fígado e MO .Mitocôndria .Ferritina Armazenamento: Ferritina .Ferro não heme Transporte: Transferrina Captação celular .Células parenquimatosas hepáticas .

ABSORÇÃO E TRANSPORTE DO FERRO Transferrina e Fe +++ Fe++ Heme ESTOMAGO Fe+++ Fe++ Medula óssea DUODENO Fe++ Fe++ Fe+++ Ferritina Célula Mucosa Fezes Fe++ Fe+++ Outras células Vermelhas Fe +++ Ferritina Hemossiderina .

Teor total do organismo: “2 a 5 mg” Absorção da Cobalamina .FATORES NUTRICIONAIS NECESSÁRIOS A ERITROPOIESE Cobalamina (Vitamina B12) Valores de Cobalamina no Adulto .Fator íntrínseco + íons cálcio Transporte: Transcobalamina I e II Níveis séricos de transcobalamina: 150 a 180 pg/ml .Absorção diária: 1 a 5 g .Ingestão diária: 5 a 30 g .Perda diária : 1 a 3 g .

FATORES NUTRICIONAIS NECESSÁRIOS A ERITROPOIESE Folatos Valores de Folato .Monoglutamato (N-5 metil Tetraidrofolato) Transporte Armazenamento: Fígado Excreção para bile/ reabsorção ID Cobalamina e Folato na Síntese do DNA .Necessidade na gestação: 400g .Necessidade diária: 50 a 100g .10 mg Absorção .Estoques nos tecidos: 5 .

Medidas de produção e destruição eritrocitária PRODUÇÃO Taxa E/G Reticulócitos Turnover de Fe DESTRUIÇÃO Variações no Ht Bilirrubina indireta Desidrogenase lática (LDH) Sobrevida do eritrócito (Cr51) Urobilinogênio .

0 1:1 2-3 1:1 3-8 .Anemia (Hb < 8 g/dL) Basal (Hb > 13 g/dl) Aguda Crônica Taxa E/G Reticulócitos 1:3 1.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->