A etnomatematica surgiu na década de 1970,com base em criticas sócias acerca do ensino tradicional da matemática ,como a analise das

praticas matemáticas em seus diferentes contextos culturais. A palavra foi cunhada da junção dos termos techné e etno.segundo Ubiratan D`Ambrósio o programa etnomatematica” tem seu comportamento alimentado pela aquisição de conhecimentos, de fazer ,de saber, que lhe permitam sobreviver e transcender, através de maneiras, de modos, de técnicas,de artes, de explicar, de conhecer, de entender, de lidar com, de conviver com a realidade natural e sociocultural na qual ele, o homem, esta inserido. A etnomatemática é a arte ou técnica de explicar, de entender, de se desempenhar na realidade, dentro de um contexto cultural próprio D’Ambrósio O acontecimento das múltiplas culturas , tem influência nos preceitos escolares. Há uma grande tendência em trabalhar com prioridade a matemática da cultura predominante, descuidando do ambiente cultural do aluno. O Brasil, tem uma múltipla história cultural. A ampla finalidade da Etnomatemática é reconhecer a cultura plural, que é responsável pela constituição do país e elaborar um padrão educacional que responda aos anseios do seu povo Os povos com suas diferentes culturas, têm múltiplas maneiras de trabalhar com o conceito matemático. Todos os diferentes grupos sociais produzem conhecimentos matemáticos. A Etnomatemática valoriza estas diferenças e afirma que toda a construção do conhecimento matemático é válida e está intimamente vinculada à tradição, à sociedade e à cultura de cada povo. Dentro do contexto social a matemática é uma ferramenta para a tomada de decisões, fornecendo instrumentos para avaliar os resultados das ações implementadas para a resolução escolhida. A pesquisadora americana Constance Kamii da universidade de Albana influenciada pelo construtivismo de Jean Piaget considerada doutora no estudo do ensino da matemática diz: Os jogos têm vantagens, e a primeira motivação das crianças,se a criança está jogando ele ou ela estão jogando para a sua satisfação,mais se eles fazem folhas de exercícios sem nenhuma motivação eles so estaram reproduzindo o que o professor ordena sem nenhum conhecimento adquirido.Pois as crianças não conseguem ter uma rede de relações da conta em si om o resultado.

os modos de explicar. A Matemática que os professores utilizam para ensinar exatamente esses conceitos básicos carece de fundamentação. com suas propostas alternativas para ação pedagógica. O ensino se resume a regras mecânicas que ninguém sabe. são pouco explorados na escola. Falta formação aos docentes para aprofundar os aspectos mais relevantes. checar informações e ser desafiado. discutir idéias. Alguns dos problemas referente ao ensino da matemática de acordo com pesquisas Revista Educação e Pesquisas São Paulo v. . Os aspectos mais interessantes da disciplina. mediante um enfoque cognitivo com fundamentação cultural. De acordo com os parâmetros curriculares da educação destaca a etnomatematica como um dos trabalhos que ganharam expressão nesta ultima década. A Etnomatematica procura partir da realidade e chegar a ação pedagógica de maneira natural.Alguns professore já aderem ao programa etnomatematico utilizando de jogos em sala de aula aexemplo temos a professora Elenice Soares Andrade da escola estadual de São Paulo que diz O ensino da matemática deve que partir de atividades praticas como jogos. Para que ele compreenda que isso é certo. brincadeiras lúdicas que de ao aluno vontade de aprender.2005 O baixo desempenho dos alunos em Matemática é uma realidade em muitos países. Relacionar o cotidiano com a pratica e um dos pilares do etnomatematica proposta criada por Ubiratan D´Ambrósio que diz: Etno não significa cor racial o etno neste caso significa o ambiente que a criança está inserida na maior parte da vida dele e o caminho de relacior com o cotidiano e algo que produz efeito na vida da criança.dentro do contexto cultural do próprio individuo. para que servem. segundo a especialista argentina Patricia Sadovsky. procura entender os processos de pensamentos . Do ponto de vista educacional. A má fama da disciplina se deve.31 .p. . como resolver problemas. pois elas não suportam mais regras e técnicas que não fazem sentido. aqueles que possibilitam considerar os conhecimentos anteriores dos alunos. não só no Brasil. de entender e de atuar na realidade .99-120. o professor precisa mostrar que um número pode ser pensado como múltiplo de 100 mais as suas duas últimas cifras. à abordagem superficial e mecânica realizada pela escola. Faltam ênfase no ensino da disciplina e aprofundamento para estabelecer relações matemáticas. Um exemplo do nível de discussão que precisamos está em como ensinar o critério de divisibilidade por quatro. as situações didáticas e os novos saberes a construir. O aluno não entende o sentido de olhar as últimas cifras de um número para saber se ele é divisível ou não por quatro.A pesquisadora defende que é preciso aumentar a participação das crianças na produção do conhecimento. nem o professor.

É importante ter consciência de que não basta fazer um curso superior. Estudar só faz sentido se for para ter uma profunda compreensão das relações matemáticas. pode ser abordado como 300 mais 83. esperava-se que um professor de Matemática ensinasse cálculos. as Ciências Naturais e as Ciências Sociais. Ora. o jogo deve ser sempre um ponto de partida para estabelecer relações matemáticas muito bem definidas pelo professor . É preciso investir na formação continuada. O aluno pode jogar fora da escola. como a Matemática. Hoje as calculadoras fazem essa tarefa e a sociedade espera desse professor outras competências que possibilitem a formação de crianças autônomas. Encarar o ensino da Matemática com base na participação ativa. além daqueles abordados em sala de aula. é a formação insuficiente. capazes de ler diferentes formas de representação e de elaborar idéias para novos problemas. refletir constantemente e atualizar-se. A escola deve ser encarada como um espaço de trabalho e de reflexão. a língua. Por isso. para ser capaz de entender uma situação problema e pôr em jogo as ferramentas adquiridas para resolver uma questão. há muito prazer em enfrentar desafios e aprender. O principal problema dos professores. Hoje vemos um profissional que trabalha de manhã. de maneira prazerosa. O profissional de hoje precisa ter uma postura reflexiva capaz de mostrar que não basta abrir um livro didático em sala de aula para que as crianças aprendam. mas não necessariamente vai aprender dentro da escola a complexidade de um conceito só brincando. Difundir a ideia de que ao jogar o aluno está aprendendo um conceito sem perceber. direta e objetiva da criança na elaboração do conhecimento que se quer que ela aprenda. O trabalho intelectual do professor requer tomadas de decisões particulares e coletivas baseadas em uma sólida bagagem conceitual. Isso tudo requer um profissional com pleno domínio do conteúdo. de tarde e de noite para ganhar um salário decente. Há 40 anos. argentinos ou brasileiros. Aprender dá trabalho e deve ser encarado assim. Portanto é uma questão que envolve mais de uma operação matemática e muitos professores não conseguem se dar conta disso. por exemplo. É demais pedir que o professor compreenda a raiz conceitual de quatro áreas disciplinares. fica muito difícil fazer capacitação.O número 383. E isso não se faz economizando esforços. Nessa rotina.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful