Você está na página 1de 13

TABELA DE HONORÁRIOS MÍNIMOS

PARA O GEÓLOGO AUTÔNOMO

Associação Profissional dos Geólogos


do
Estado do Rio de Janeiro
(APG-RJ)

***********************************************

Baseada no estudo elaborado pelo IBEC/CREA,


em abril/2001, para o SENGE:
“Minuta da Tabela de Honorários para Engenheiros”
___________________________________________________ Associação Profissional dos Geólogos do Estado doRio de Janeiro

I - INTRODUÇÃO

Estamos procurando cumprir mais um dos nossos compromissos, que é atualizar a antiga Tabela de
Honorários da APG-RJ. A nossa iniciativa busca oferecer aos geólogos autônomos do Estado do Rio
de Janeiro, um instrumento atualizado que facilite a negociação de seu serviço com os clientes,
apoiado numa planilha de custos mais precisa.
Para realizar o intento, foi constituído um grupo de trabalho, tendo a frente à Geóloga Rita Redaelli,
que atualizou a antiga tabela da APG-RJ, comparando-a com tabelas de outros estados, e materiais
similares de outras categorias. No entanto, verificou-se que a fórmula utilizada até então não atendia
de forma satisfatória às necessidades do profissional autônomo.
Assim optamos por seguir uma forma alternativa, mais simples e eficiente, de cálculo dos valores
dos honorários. A nossa proposta de TABELA DE HONORÁRIOS MÍNIMOS PARA O
GEÓLOGO AUTÔNOMO baseia-se em valores de hora-de-serviço, os quais são definidos de
acordo com a experiência do profissional. O profissional poderá definir o preço final de seu
trabalho usando o valor da sua hora-de-serviço e prevendo a quantidade de horas necessária para
executar cada tipo de atividade.
A proposta foi construída considerando os seguintes itens:
• a legislação atual que trata do salário mensal de profissional empregado em regime CLT, que foi
utilizado como base de cálculo da hora-de-serviço;
• os honoráriosa legislação e algumas normas gerais sobre a remuneração do profissional
autônomo;
• diferenciação do valor mínimo da hora-de-serviço, considerando as categorias profissionais de
Trainee (até 2 anos de formado), Júnior (de 2 a 5 anos), Pleno (de 5 a 10 anos), Senior (de 10 a
20 anos) e Master (acima de 20 anos).
O modelo segue a metodologia utilizada pelo IBEC/CREA-RJ, em estudo encomendado pelo
Sindicato dos Engenheiros do Estado do Rio de Janeiro, para definição de honorários para esta
categoria profissional.
Após a avaliação e aprovação da Tabela na Assembléia Geral Ordinária do dia 13/12/01,
encaminharemos o documento final ao CREA-RJ, para registro, tornando-se referencia oficial de
honorários para os geólogos do Estado do Rio de Janeiro.
Finalmente, gostaríamos de destacar a nossa convicção de que a instituição de uma nova TABELA
DE HONORÁRIOS MÍNIMOS PARA O GEÓLOGO AUTÔNOMO constitui-se em um
importante instrumento para a valorização do trabalho executado pelo Geólogo autônomo e inibidor
de práticas que conduzam ao aviltamento salarial, desde que venha a ser reconhecido e adotado pela
categoria.

II. DETERMINAÇÃO DE SALÁRIO DE PROFISSIONAL EMPREGADO EM REGIME


CLT
A profissão de Geólogo ou Engenheiro Geólogo é regulada pela Lei n.º 4.076, de 23 de junho de
1962.

Tabela de Honorários 2
___________________________________________________ Associação Profissional dos Geólogos do Estado doRio de Janeiro

Para o calculo da hora-de-serviço, foram utilizados valores de salários de profissionais empregados


em regime CLT, conforme determina a Lei n.º 4.950 -A, de 22 de abril de 1966, que regulamentou a
remuneração dos profissionais diplomados nos ramos da Engenharia, e a Lei n.º 5.194, de 24 de
dezembro de 1966, que, em seu artigo 82, introduziu a remuneração inicial dos profissionais na área
de Engenharia. Essas duas leis encontram-se em plena vigência e tem sua aplicação fortalecida pelo
disposto na Constituição Federal de 1988, cujo art. 7º, inciso V, prevê a existência de piso salarial
proporcional à extensão e à complexidade do trabalho. Lembramos que a remuneração mínima está
disciplinado também pela Resolução n.º 397/95 do CONFEA.
A Lei n.º 4.950 -A/66 estabelece a remuneração mínima obrigatória para os profissionais
empregados, regidos pela CLT, determina, para jornadas com 6 horas diárias de serviço, a
remuneração de 6 vezes o salário mínimo vigente no País. A cada hora que exceder às 6 horas
diárias de serviço, até totalizar 8 horas de trabalho/dia, acrescentar 25% do valor da remuneração
mínima.
D
ºr

eve ser ressalvado que o Salário Mínimo Profissional (SMP), estabelecido pelos Diplomas Legais
citados, não é aplicado para os Profissionais regidos pelo Regime Estatutário e optantes do Registro
Jurídico Único.
A seguir são calculados os valores do SMP de cada jornada de trabalho, tendo como referência o
valor do salário mínimo do mês de maio/2001 que foi de R$ 180,00:

Jornada de 06 horas: (6 x 1,00) x R$ 180,00 = R$ 1.080,00 / mês


Jornada de 07 horas: (6 x 1,25) x R$ 180,00 = R$ 1.350,00 / mês
Jornada de 08 horas: (6 x 1,50) x R$ 180,00 = R$ 1.620,00 / mês

Tomando como base o piso de R$ 1.620,00/mês (jornada de 8h), foram definidos valores para 5
níveis de profissionais baseadas por tempo de formado, conforme

a classificação e remuneração proposta pelo IBEC/CREA-RJ que é apresentada a seguir:

Categoria Profissional Salário (R$ por mês)


Profissional Trainee (até 2 anos de formado) 1.620,00
Profissional Júnior (de 2 a 5 anos) 2.500,00
Profissional Pleno (de 5 a 10 anos) 3.800,00
Profissional Senior (de 10 a 20 anos) 5.800,00
Profissional Master (mais de 20 anos) 6.500,00

Tabela de Honorários 3
___________________________________________________ Associação Profissional dos Geólogos do Estado doRio de Janeiro

III – CÁLCULO DA REMUNERAÇÃO DO PROFISSIONAL LIBERAL (AUTÔNOMO)

Os cálculos de hora-de-serviço de profissionais autônomos foram estabelecidos considerando os


seguintes itens:
• Valores de salário mínimo profissional, descontos para INSS, Imposto de Renda e demais itens
de cálculo baseados no mês de Abril de 2001
• Jornada de trabalho de 08 horas diárias, conforme a Lei n.º 4.950-A de 22/04/66
• Categorias de profissional baseadas em tempo de formado: Trainee (até 2 anos de formado),
Júnior (de 2 a 5 anos), Pleno (de 5 a 10 anos), Senior (de 10 a 20 anos) e Master (acima de 20
anos)
• Pagamentos de impostos, leis fiscais, encargos sociais, despesas financeiras, administrativas,
comerciais, técnicas, e de infra-estrutura utilizada pelo profissional

Valores adicionais, não tratados aqui, podem ser cobrados, em casos de i

nsalubridade ou periculosidade, complexidade, especificidade e dificuldade dos serviços,


distância do município sede do profissional
e urgência na execução do serviço

Tabela de Honorários 4
___________________________________________________ Associação Profissional dos Geólogos do Estado doRio de Janeiro

Preço denda do

Tabela de Honorários 5
___________________________________________________ Associação Profissional dos Geólogos do Estado doRio de Janeiro

TABELA DE DESCONTO DO IR NA FONTE

A seguir apresentamos a memória de cálculo da hora-de-serviço para cada um dos 5 níveis, e, no


final, uma tabela resumida.

Tabela de Honorários 6
___________________________________________________ Associação Profissional dos Geólogos do Estado doRio de Janeiro

CÁLCULO DE HORA TÉCNICA PROFISSIONAL TRAINEE


(ABRIL DE 2001)

1 - CUSTO DIRETO DO PROFISSIONAL


descrição unid unitário R$ quant preço total R$
Salário Mínimo Profissional SMP 180,00 9 1.620,00
INSS autônomo faixa 01 R$ 36,00 1 36,00
FGTS % SMP 1.620,00 8 129,60
Seguro saúde mês 100,00 1 100,00
13º salário % SMP 1.620,00 8,3 134,46
Férias % SMP 1.620,00 8,3 134,46
Duodécimo anuidade do CREA % 114,96 8,3 9,54
Duodécimo contribuição sindical % 54,00 8,3 4,48
Auxílio alimentação dia 6,00 20 120,00
Auxílio transporte dia 4,00 20 80,00
Total do item 01 2.368,54

2 – CUSTO DE SUPORTE E APOIO


Material de escritório mês 40,00 1 40,00
Cópias mês 30,00 1 30,00
Telefone, correio, energia elétrica mês 170,00 1 170,00
Microcomputador e impressora mês 120,00 1 120,00
Software mês 173,33 1 173,33
Manutenção de equipamentos mês 20,00 1 20,00
Depreciação de móveis e utensílios mês 20,00 1 20,00
Total do item 2 573,33

3 – ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA – ART


Sobre serviços mensais mês 70,00 1 70,00
Total do item 3 70,00

4 - SEGURO DE VIDA E DE ACIDENTES DO TRABALHO


No valor de R$ 37.000,00 mês 22,00 1 22,00
Total do item 4 22,00
CUSTO TÉCNICO MENSAL 3.033,87
5 - IMPOSTOS SOBRE O CUSTO TOTAL MENSAL
IRPF ( 27,5 % do custo total mensal - R$ 360,00 )
ISS ( 5 % do custo total mensal )
Total do item 5 927,42
CUSTO TOTAL MENSAL 3,691,29
HORAS DE TRABALHO POR MÊS: 160

CUSTO TOTAL MENSAL (sem impostos) 18,96


CUSTO TOTAL MENSAL (com impostos) 24,76

Tabela de Honorários 7
___________________________________________________ Associação Profissional dos Geólogos do Estado doRio de Janeiro

CÁLCULO DE HORA TÉCNICA PROFISSIONAL JUNIOR


(ABRIL DE 2001)

1 - CUSTO DIRETO DO PROFISSIONAL


descrição unid unitário R$ quant preço total R$
Salário Profissional Júnior - 2.200,00 - 2.200,00
INSS autônomo R$ 132,86 1 132,86
FGTS % 2.200,00 8 176,00
Seguro saúde mês 150,00 1 150,00
13º salário % 2.200,00 8,3 182,60
Férias % 2.200,00 8,3 182,60
Duodécimo anuidade do CREA % 114,96 8,3 9,54
Duodécimo contribuição sindical % 54,00 8,3 4,48
Auxílio alimentação dia 6,00 20 120,00
Auxílio transporte dia 4,00 20 80,00
Total do item 01 3.238,08

2 – CUSTO DE SUPORTE E APOIO


Material de escritório mês 50,00 1 50,00
Cópias mês 40,00 1 40,00
Telefone, correio, energia elétrica mês 180,00 1 180,00
Microcomputador e impressora mês 120,00 1 120,00
Software mês 173,33 1 173,33
Manutenção de equipamentos mês 25,00 1 25,00
Depreciação de móveis e utensílios mês 25,00 1 25,00
Total do item 2 613,33

3 – ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA – ART


Sobre serviços mensais mês 100,00 1 100,00
Total do item 3 100,00

4 - SEGURO DE VIDA E DE ACIDENTES DO TRABALHO


No valor de R$ 37.000,00 mês 22,00 1 22,00
Total do item 4 22,00
CUSTO TÉCNICO MENSAL 3.973,41
5 - IMPOSTOS SOBRE O CUSTO TOTAL MENSAL
IRPF ( 27,5 % do custo total mensal - R$ 360,00 )
ISS ( 5 % do custo total mensal )
Total do item 5 1.379,79
CUSTO TOTAL MENSAL 5.353,21
HORAS DE TRABALHO POR MÊS: 160

CUSTO TOTAL MENSAL (sem impostos) 24,83


CUSTO TOTAL MENSAL (com impostos) 33,46

Tabela de Honorários 8
___________________________________________________ Associação Profissional dos Geólogos do Estado doRio de Janeiro

CÁLCULO DE HORA TÉCNICA PROFISSIONAL PLENO


(ABRIL DE 2001)

1 - CUSTO DIRETO DO PROFISSIONAL


descrição unid unitário R$ quant preço total R$
Salário Profissional Pleno - 3,500,00 - 3.500,00
INSS autônomo R$ 159,39 1 159,39
FGTS % 3.500,00 8 280,00
Seguro saúde mês 250,00 1 250,00
13º salário % 3.500,00 8,3 290,50
Férias % 3.500,00 8,3 290,50
Duodécimo anuidade do CREA % 114,96 8,3 9,54
Duodécimo contribuição sindical % 54,00 8,3 4,48
Auxílio alimentação dia 10,00 20 200,00
Auxílio transporte dia 8,00 20 160,00
Total do item 01 5.144,41

2 – CUSTO DE SUPORTE E APOIO


Material de escritório mês 60,00 1 60,00
Cópias mês 40,00 1 40,00
Telefone, correio, energia elétrica mês 250,00 1 250,00
Microcomputador e impressora mês 120,00 1 120,00
Software mês 173,33 1 173,33
Manutenção de equipamentos mês 35,00 1 35,00
Depreciação de móveis e utensílios mês 35,00 1 35,00
Total do item 2 713,33

3 – ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA – ART


Sobre serviços mensais mês 150,00 1 150,00
Total do item 3 150,00

4 - SEGURO DE VIDA E DE ACIDENTES DO TRABALHO


No valor de R$ 37.000,00 mês 22,00 1 22,00
Total do item 4 22,00
CUSTO TÉCNICO MENSAL 6.029,74
5 - IMPOSTOS SOBRE O CUSTO TOTAL MENSAL
IRPF ( 27,5 % do custo total mensal - R$ 360,00 )
ISS ( 5 % do custo total mensal )
Total do item 5 2.369,88
CUSTO TOTAL MENSAL 8.399,62
HORAS DE TRABALHO POR MÊS: 160

CUSTO TÉCNICO MENSAL (sem impostos) 37,69


CUSTO TÉCNICO MENSAL (com impostos) 52,50

Tabela de Honorários 9
___________________________________________________ Associação Profissional dos Geólogos do Estado doRio de Janeiro

CÁLCULO DE HORA TÉCNICA PROFISSIONAL SENIOR


(ABRIL DE 2001)

1 - CUSTO DIRETO DO PROFISSIONAL


descrição unid unitário R$ quant preço total R$
Salário Profissional Senior - 5.200,00 - 5.200,00
INSS autônomo R$ 212,52 1 212,52
FGTS % 5.200,00 8 416,00
Seguro saúde mês 250,00 1 250,00
13º salário % 5.200,00 8,3 431,60
Férias % 5.200,00 8,3 431,60
Duodécimo anuidade do CREA % 114,96 8,3 9,54
Duodécimo contribuição sindical % 54,00 8,3 4,48
Auxílio alimentação dia 10,00 20 200,00
Auxílio transporte dia 8,00 20 160,00
Total do item 01 7.315,74

2 – CUSTO DE SUPORTE E APOIO


Material de escritório mês 80,00 1 80,00
Cópias mês 60,00 1 60,00
Telefone, correio, energia elétrica mês 300,00 1 300,00
Microcomputador e impressora mês 120,00 1 120,00
Software mês 173,33 1 173,33
Manutenção de equipamentos mês 50,00 1 50,00
Depreciação de móveis e utensílios mês 50,00 1 50,00
Total do item 2 833,33

3 – ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA – ART


Sobre serviços mensais mês 200,00 1 200,00
Total do item 3 200,00

4 - SEGURO DE VIDA E DE ACIDENTES DO TRABALHO


No valor de R$ 37.000,00 mês 22,00 1 22,00
Total do item 4 22,00
CUSTO TÉCNICO MENSAL 8.371,07
5 - IMPOSTOS SOBRE O CUSTO TOTAL MENSAL
IRPF ( 27,5 % do custo total mensal - R$ 360,00 )
ISS ( 5 % do custo total mensal )
Total do item 5 3.497,18
CUSTO TOTAL MENSAL 11.868,26
HORAS DE TRABALHO POR MÊS: 160

CUSTO TÉCNICO MENSAL (sem impostos) 52,32


CUSTO TÉCNICO MENSAL (com impostos) 74,18

Tabela de Honorários 10
___________________________________________________ Associação Profissional dos Geólogos do Estado doRio de Janeiro

CÁLCULO DE HORA TÉCNICA PROFISSIONAL MASTER


(ABRIL DE 2001)

1 - CUSTO DIRETO DO PROFISSIONAL


descrição unid unitário R$ quant preço total R$
Salário Profissional Master - 6,500,00 - 6.500,00
INSS autônomo R$ 265,65 1 264,65
FGTS % 6.500,00 8 572,00
Seguro saúde mês 300,00 1 300,00
13º salário % 6.500,00 8,3 539,50
Férias % 6.500,00 8,3 539,50
Duodécimo anuidade do CREA % 114,96 8,3 9,54
Duodécimo contribuição sindical % 54,00 8,3 4,48
Auxílio alimentação dia 12,00 20 240,00
Auxílio transporte dia 10,00 20 200,00
Total do item 01 9.170,67

2 – CUSTO DE SUPORTE E APOIO


Material de escritório mês 100,00 1 100,00
Cópias mês 70,00 1 70,00
Telefone, correio, energia elétrica mês 330,00 1 330,00
Microcomputador e impressora mês 120,00 1 120,00
Software mês 173,33 1 173,33
Manutenção de equipamentos mês 50,00 1 50,00
Depreciação de móveis e utensílios mês 50,00 1 50,00
Total do item 2 893,33

3 – ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA – ART


Sobre serviços mensais mês 280,00 1 280,00
Total do item 3 280,00

4 - SEGURO DE VIDA E DE ACIDENTES DO TRABALHO


No valor de R$ 37.000,00 mês 22,00 1 22,00
Total do item 4 22,00
CUSTO TÉCNICO MENSAL 10.366,00
5 - IMPOSTOS SOBRE O CUSTO TOTAL MENSAL
IRPF ( 27,5 % do custo total mensal - R$ 360,00 )
ISS ( 5 % do custo total mensal )
Total do item 5 4.457,71
CUSTO TOTAL MENSAL 14.823,71
HORAS DE TRABALHO POR MÊS: 160

CUSTO TÉCNICO MENSAL (sem impostos) 64,79


CUSTO TÉCNICO MENSAL (com impostos) 92,65

Tabela de Honorários 11
___________________________________________________ Associação Profissional dos Geólogos do Estado doRio de Janeiro

Tabela de Honorários 12
___________________________________________________ Associação Profissional dos Geólogos do Estado doRio de Janeiro

TABELA RESUMIDA
VALOR MÍNIMO DA HORA-DE-SERVIÇO DO PROFISSIONAL LIBERAL - RESUMO

Categoria profissional Remuneração por hora Remuneração por hora


(sem impostos) (com impostos)
R$ R$

Trainee (até 2 anos de formado) 18,96 24,76


Júnior (de 2 a 5 anos) 24,83 33,46
Pleno (de 5 a 10 anos) 37,69 52,50
Senior (de 10 a 20 anos) 52,32 74,18
Master (acima de 20 anos) 64,79 92,65

IV - CONSIDERAÇÕES FINAIS

Pagamentos de taxas, emolumentos, despesas de viagem e hospedagem, contratação de serviços de


terceiros, etc, são cobrados diretamente do contratante, não fazendo parte dos cálculos aqui
discutidos.
Os valores recomendados neste documento são considerados como HONORÁRIOS MÍNIMOS na
relação do profissional com o cliente, no cumprimento do Código de Ética do Profissional e
também de subsídio ao Poder Judiciário.
Como comentado anteriormente, após a aprovação da Tabela na Assembleia Geral, e seu registro no
CREA-RJ, os valores aí contidos serão considerados referência oficial em serviços fiscalizados pelo
CREA-RJ em todo o Estado do Rio de Janeiro, para os serviços contratados aos geólogos, objeto
portanto de enquadramento segundo o Código de Ética estabelecido pela Resolução 205, do
CONFEA.

Lembramos ainda o Artigo 5, do Código de Ética Profissional do CREA-RJ:

a) Não solicitar nem submeter propostas contendo condições que constituam competição de preços
por serviços profissionais.

b) Não competir por meio de reduções de remuneração ou qualquer outra forma de concessão.

c) Não propor serviços com redução de preços após haver conhecido propostas de outros
profissionais.

d) Manter-se atualizado quanto às tabelas de honorários, salários e dados de custos recomendados


pelos órgãos de classe competentes e adotá-los, como base para serviços profissionais.

Tabela de Honorários 13