Você está na página 1de 3

Semeando a Palavra, transformando vidas!

CARACTERÍSTICAS DE UMA CÉLULA FORTE

“Ser de uma célula é um privilégio,


ter uma célula é uma
conquista.”

Existem três princípios espirituais que são tão básicos e fundamentais que são a chave
para o crescimento de qualquer pessoa em qualquer circunstância, seja na célula, na
vida espiritual, profissional, etc. Esses três princípios são: compromisso, disciplina e
relacionamento.

1. O primeiro princípio é o compromisso. Todo crescimento começa com


compromisso. Nós nos tornamos semelhantes a aqueles com quem nos
comprometemos. No casamento, os cônjuges se tornam parecidos depois de algum
tempo, por causa do compromisso. Nossa Igreja será conhecida pelo nível de
compromisso que tivermos como membros. Um líder precisa se comprometer com Deus
e com o Seu propósito se deseja ver sua célula se multiplicando. Uma célula
comprometida com Deus e com a Igreja vai se multiplicar com certeza.

“Porque de vós repercutiu a palavra do Senhor não só na Macedônia e Acaia, mas


também por toda parte se divulgou a vossa fé para com Deus, a tal ponto de não termos
necessidade de acrescentar coisa alguma” (I Ts 1.8).

Jesus exige compromisso dos Seus discípulos. Não podemos seguir a Jesus sem
compromisso. Precisamos ter compromisso com Deus em primeiro lugar, mas devemos
ter também compromisso com a Igreja, com os líderes, com uma visão e com os irmãos.

Levar os membros da célula a atingir maturidade. Maturidade se mede pelo nível de


compromisso (1 Cor 14:26) . Este alvo se atinge estimulando cada membro da célula a
descobrir seus dons espirituais e oportunizando espaço para o exercício dos mesmos.

2. O segundo princípio é a disciplina. Os hábitos são formados pela disciplina e


repetição durante certo tempo. Depois que os hábitos são formados eles dificilmente são
removidos.
Os hábitos são também chamados de disciplinas espirituais. Elas são muitas, mas
podemos resumi-las em três grupos: precisamos colocar Deus em primeiro lugar em
nosso tempo (Mc 1.35); dinheiro (I Co 16.2); e relacionamento (Hb 10.25).
Uma célula onde as pessoas procuram a disciplina nessas áreas invariavelmente
deverá se multiplicar.

3. O terceiro princípio básico de crescimento são relacionamentos saudáveis. Nossa


personalidade é formada pelo nosso relacionamento com nossos pais e irmãos. O
mesmo acontece na vida espiritual; nós crescemos quando nos relacionamos com pais e
irmãos espirituais.
Semeando a Palavra, transformando vidas!

Podemos dizer que todos nós precisamos em nossa vida de um Paulo, de um Barnabé
e de um Timóteo. Paulo aponta para o nosso discipulador, aquele que fala em nossa
vida. Barnabé é aquele que caminha conosco, é o nosso companheiro de jugo. Timóteo é
o nosso filho na fé, nosso discípulo.

Todos nós precisamos de um pai espiritual a quem possamos imitar, mas também de
um irmão que possa caminhar conosco (anjo da guarda). Todavia, o crescimento só se
completará quando eu tiver um filho espiritual.

Amor sem atitude não tem valor algum. Palavras sem demonstração não significam
coisa alguma. Células que crescem cuidam do novo convertido através do MDA
(Microcélula de Discipulado Apostólico).

A partir desses princípios podemos estabelecer uma célula saudável. Célula saudável é
aquela que possui um compromisso firme, que caminha de forma disciplinada e se
relaciona entre si e com Deus dinamicamente.
Criar momentos de “comunhão” favorece os relacionamentos e o crescimento da célula.

4. Além disso, queremos enfatizar ainda alguns pontos cruciais:

A.Ela possui um líder forte – Líder forte não é aquele que possui um dom de
evangelista, ou que possui uma personalidade carismática, ou uma formação
educacional superior. Líder forte é aquele que ora, jejua, se alimenta da Palavra e se
enche do Espírito. A vida de oração do líder é o fator mais importante para a saúde e a
multiplicação da célula. Líder forte é aquele que é determinado e perseverante. Líder
bem sucedido não depende dos seus próprios dons, mas confia no Espírito Santo
enquanto conduz a célula à evangelização (paixão pelas almas perdidas).

B.Nela, todo o grupo é mobilizado para o serviço – O trabalho na célula é um trabalho


em equipe. Quando todos exercitam seus dons a célula cresce saudável e se multiplica.
Numa célula saudável a pescaria é feita em grupo. Seus membros usam a rede (esforço
coletivo), em vez de anzóis (esforço individual). Quanto mais o grupo estreitar seus
vínculos de amor e amizade, mais forte ele será!
Para tanto forme um núcleo da célula. O sucesso da célula dependerá do seu núcleo. Por
exemplo, Jesus separou para estarem mais próximo dEle Pedro, Tiago e João (Mt 17.1).
O líder deverá acompanhar este núcleo: anfitrião, líder de crianças, líder em
treinamento, responsável pelo louvor, etc.
Enfatize os objetivos do grupo: oração, comunhão, edificação e multiplicação.

C. Fazer visitas aos membros da célula é um investimento tão importante quanto a


preparação de mensagens. Uma boa visita demonstra cuidado pastoral do líder. Lembre-
se um dos alvos é relacionamentos saudáveis.

D. Organização. Organizar-se é preparar-se para vencer!


Somente cresceremos quando nos dispusermos a fazer o que não fazíamos antes.

Devemos sempre ter bem claro os objetivos do grupo e o paradigma da igreja que é:
“semeando a Palavra, transformando vidas”.
Semeando a Palavra, transformando vidas!