Você está na página 1de 9

Eletrobrás DIRETRIZES PARA PROJETOS DE PCH

CAPÍTULO 5 - LEVANTAMENTOS DE CAMPO

LEVANTAMENTOS DE CAMPO
5-2
Eletrobrás DIRETRIZES PARA PROJETOS DE PCH

SUMÁRIO

CAPÍTULO 5 - LEVANTAMENTOS DE CAMPO


Página

5.1 TOPOGRÁFICOS 5-3

5.2 GEOLÓGICOS E GEOTÉCNICOS 5-3

5.2.1 INVESTIGAÇÕES DAS FUNDAÇÕES 5-3

5.2.1.1 Investigações Preliminares 5-3

5.2.1.2 Execução de Sondagens 5-4

5.2.2 MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO 5-5

5.2.2.1 Qualidade dos Materiais 5-5

5.2.2.2 Determinação dos Volumes 5-5

5.3 HIDROLÓGICOS 5-6

5.3.1 SERVIÇOS DE HIDROMETRIA 5-6

5.3.2 SERVIÇOS DE SEDIMENTOMETRIA 5-8

5.4 AMBIENTAIS 5-8

LEVANTAMENTOS DE CAMPO - Sumário


5-3
Eletrobrás DIRETRIZES PARA PROJETOS DE PCH

CAPÍTULO 5

LEVANTAMENTOS DE CAMPO

5.1 TOPOGRÁFICOS 5.2 GEOLÓGICOS E GEOTÉCNICOS

Para o projeto de uma PCH, serão necessários Os levantamentos e estudos geológicos e


levantamentos topográficos de precisão, listados a geotécnicos têm os seguintes objetivos:
seguir, os quais devem ser realizados de acordo
com a Norma NBR 13133, da ABNT: - investigar as condições das fundações e ombreiras
na região das estruturas componentes do
- determinação da queda natural no local; aproveitamento, bem como das encostas na
vizinhança da obra;
- planialtimétricos das áreas de implantação das
estruturas previstas; - pesquisar e caracterizar as áreas de empréstimo
de solo, jazidas de areia e cascalho mais próximas
- planialtimétricos das áreas de empréstimo de do sítio do empreendimento; e
solo, jazidas de areia e cascalho e pedreiras;
- locais prováveis para lançamento de bota-fora,
- nivelamento da linha d’água do reservatório; instalação de canteiro e alojamento de operários.

- cadastro jurídico das propriedades atingidas; As investigações geológicas e geotécnicas


necessárias devem ser planejadas por técnicos com
- levantamento das propriedades atingidas para comprovada experiência em estudos dessa
efeito de subdivisão e averbação legal. natureza. As características do sítio, o tipo de
arranjo e o porte do aproveitamento condicionarão a
Além desses, deverá ser levantado o fundo do
extensão do programa de investigação.
rio na região de implantação das estruturas (topo-
batimetria), como descrito no item 5.3. Os tipos de estruturas do arranjo do
aproveitamento dependerão, além dos aspectos
A determinação da queda natural poderá ser
topográficos, das condições geológicas e
feita utilizando-se, alternativamente, a tecnologia de
geotécnicas do sítio, bem como dos materiais de
rastreamento de satélite GPS, a qual tem sido muito
construção disponíveis no local, como será
usada para locação das Referências de Nível (RNs)
detalhado no Capítulo 7 - Projeto das Obras Civis e
no sítio da PCH, em substituição ao transporte de
dos Equipamentos.
cotas para o local a partir de marcos topográficos do
IBGE na região. Essa tecnologia é particularmente 5.2.1 INVESTIGAÇÃO DAS FUNDAÇÕES
atrativa quando os marcos do IBGE estão longe do
sítio, uma vez que demanda menos tempo, sem 5.2.1.1 Investigações Preliminares
prejuízo para a precisão, e é, quase sempre, mais
econômica. Na escolha do eixo da barragem, deve-se
sempre procurar locais com boas condições para a
Esses levantamentos deverão ser executados fundação e para as ombreiras das estruturas.
por empresas especializadas, ou por profissionais Estudos iniciais são realizados em escritório e
autônomos qualificados, não cabendo a sua incluem consultas bibliográficas de estudos
explanação nestas Diretrizes. anteriores, análises de fotografias aéreas

LEVANTAMENTOS DE CAMPO - Topográficos, Geológicos e Geotécnicos


5-4
Eletrobrás DIRETRIZES PARA PROJETOS DE PCH

(fotointerpretação) e visam o planejamento dos


trabalhos de campo.

Após esses estudos, realiza-se uma visita de A execução das sondagens, bem como a
reconhecimento de campo para realização do amostragem, deve ser sempre realizada por
mapeamento geológico-geotécnico de superfície. empresas especializadas, de acordo com as Normas
da ABNT, ou da ABGE - Associação Brasileira de
Locais onde ocorreram deslizamentos Geologia de Engenharia (consultar ANEXO 5) não
recentes devem ser evitados, porque não oferecem cabendo repeti-las nestas Diretrizes.
boas condições de suporte. O maciço, por ser pouco
consolidado, tem baixa resistência e alta O programa de investigações e sua extensão,
permeabilidade. quantidade e os tipos de furos - a Trado, Poços ou
Trincheiras, a Percussão e Rotativas, serão
Locais que sofreram desmatamentos intensos, definidas em função do diagnóstico das condições
onde a vegetação é muito rala ou inexistente, geológicas do sítio. Cabe destacar que as
associados a encostas íngremes, podem sofrer, na informações obtidas deverão ser suficientes para
época de chuvas intensas e/ou prolongadas, caracterizar, em detalhes, o perfil do subsolo, em
processo erosivo do terreno natural. Nesses locais, termos de resistência, permeabilidade e
o reservatório, cuja capacidade quase sempre é deformabilidade.
pequena, pode ficar sujeito à deposição de grandes
volumes de material sólido, o que pode Para determinação da resistência e
comprometer sua vida útil, devido ao assoreamento, permeabilidade dos materiais do subsolo, será
em pouco tempo, o que não é desejável. necessária a execução, ao longo do furo de
sondagem, de ensaios específicos para cada
Fundações permeáveis, onde ocorrem bancos horizonte. Para o trecho em solo, a partir do início da
de areia e cascalho ou rochas com fraturas na Sondagem a Percussão, deverão ser realizados
direção do fluxo do rio, deverão ser pesquisadas ensaios de resistência - SPT (Standard Penetration
através de investigações específicas (sondagens a Test) e ensaios de infiltração, a cada metro
trado e poços). perfurado. Para o trecho em rocha, a partir do início
da Sondagem Rotativa, deverão ser realizados
Os maciços rochosos muito fraturados, porém ensaios de perda d’água sob pressão (EPA). Esses
sãos, servem como fundação para as estruturas. ensaios deverão ser executados de acordo com as
Nesses casos, o tratamento da fundação deve Normas da ABGE.
prever a execução de cortinas de injeções de calda
de cimento de impermeabilização. Nos locais onde ocorrerem escavações de
porte será necessário realizar ensaios especiais de
Todas as ocorrências de turfa ou argila laboratório, em amostras indeformadas, para a
orgânica (escura) devem ser perfeitamente determinação dos parâmetros de resistência e de
identificadas e delimitadas através de sondagens. deformabilidade. Mesmo procedimento será
Esses terrenos são inadequados como suporte para necessário para a caracterização dos solos de
fundações ou como fonte de material de construção. fundação de barragens de terra homogêneas com
alturas elevadas.
5.2.1.2 Execução de Sondagens
Além dos tipos de sondagem acima
A prática em estudos e projetos de
especificados, atualmente tem-se realizado,
aproveitamentos hidrelétricos tem mostrado que a
principalmente na fase de verificação da viabilidade
execução de um programa mesmo que mínimo de
do local selecionado, Sondagens Indiretas Elétricas,
sondagens, diretas ou indiretas (sísmica), para
as quais são de fácil execução, dispensam o uso de
investigação das fundações, é sempre necessária.
explosivo e são mais baratas. Tem-se especificado:
LEVANTAMENTOS DE CAMPO - Topográficos, Geológicos e Geotécnicos
5-5
Eletrobrás DIRETRIZES PARA PROJETOS DE PCH

- Seções à base de Caminhamento Elétrico para Os materiais terrosos para a construção de


definição do topo rochoso; PCH deverão ser classificados através de uma
análise táctil-visual e ensaios de caracterização. A
- Sondagem Elétrica Vertical (SEV), em ambas as realização de ensaios especiais, para determinação
margens, para a caracterização da litologia; dos parâmetros de resistência, deformação e
permeabilidade, fica condicionada à ocorrência de
- VLF (Very Low Frequency), com o objetivo de solos especiais detectados nos ensaios de
estudar a geologia estrutural. caracterização.

5.2.2 MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO No que diz respeito à trabalhabilidade dos


materiais finos, registra-se que a mesma varia em
Em princípio, toda obra deve ser construída
função do teor de argila existente no material. A
com os materiais disponíveis no local, o que significa
presença desse mineral, dependendo de seu tipo,
dizer que o projeto deverá ser adaptado aos
confere ao solo mais ou menos plasticidade. Na
mesmos.
bibliografia referente ao assunto, relacionada ao final
destas Diretrizes, encontram-se gráficos e tabelas
Deverão ser pesquisadas as seguintes
que permitem selecionar o material de melhor
ocorrências de materiais, com a qualidade requerida
trabalhabilidade. Normalmente, os materiais de
e na quantidade necessária:
baixa a média plasticidade são os mais indicados.
- solos, para utilização nas obras de terra;
Nas áreas de empréstimo, o volume útil a ser
- areia, para utilização nos concretos e filtros; usado nas obras de terra deverá ser obtido do
horizonte acima do lençol freático. Solos muito
- cascalho (s e ix o ro l a d o) , p a ra utilização em úmidos ou saturados não são suscetíveis de serem
concretos; e compactados para a obtenção de densidades e
resistências normalmente especificadas.
- rocha, para utilização em enrocamentos, transições
e agregados graúdos (brita) para os concretos. Da mesma forma, os materiais granulares,
areias e cascalhos, deverão ser classificados
5.2.2.1 Qualidade dos Materiais através de análise táctil-visual e ensaios de
caracterização, visando constatar sua
Com relação à qualidade, os materiais deverão adequabilidade para uso nos filtros e transições das
ser classificados observando-se o exposto nas barragens de terra e terra-enrocamento e como
seguintes Normas da ABNT: agregado para concreto.

- NBR 7250: Identificação e Descrição de Amostras Esses materiais deverão se apresentar


de Solos Obtidas em Sondagens de Simples totalmente limpos e livres de impurezas, como por
Reconhecimento dos Solos; exemplo matérias orgânicas e materiais finos (argila
e silte). Os mesmos, quando contaminados, deverão
- NBR 6490 : Reconhecimento e Amostragem para passar por processos de lavagem e peneiramento
Fins de Caracterização de Ocorrência de Rochas. antes de seu uso nas obras de barramento.

O agregado graúdo, brita ou cascalho, deverá


ter dureza suficiente para resistir ao impacto de
golpes de martelo e não se desagregar quando
exposto a ciclos diários de molhagem e secagem ao
tempo.

LEVANTAMENTOS DE CAMPO - Topográficos, Geológicos e Geotécnicos


5-6
Eletrobrás DIRETRIZES PARA PROJETOS DE PCH

Os enrocamentos deverão ter as mesmas da ocorrência de minerais que possam reagir com os
características dos cascalhos e britas. álcalis do cimento, o que não é desejável. Esse
assunto deverá ser avaliado por especialistas em
Cabe registrar que o material rochoso para Tecnologia de Concreto e Geologia.
utilização nos concretos deverá ter, antes, sua
composição mineralógica determinada, através da 5.2.2.2 Determinação dos Volumes
realização de, pelo menos, uma lâmina petrográfica.
Esse ensaio tem por objetivo avaliar a possibilidade O volume de material é estimado multiplicando-
se a área da fonte de material pela profundidade

média explorável estimada ou determinada por rochoso deverá ser estimada através de sondagens
sondagens expeditas. geofísicas.

A profundidade média das fontes de material é Nessas investigações, deverão ser


estimada realizando-se uma malha de furos considerados os seguintes aspectos:
exploratórios ao longo da área demarcada. O
espaçamento dos furos varia entre 20 e 100 m, em - sanidade da rocha;
função das dimensões e topografia da área, e do
volume necessário. - cobertura da camada de estéril sobre o maciço
rochoso, isto é, solo ou rocha muito alterada, que
No caso das áreas de empréstimo de solo, dificulta e encarece os custos de exploração;
executam-se poços de inspeção (PIs) ou sondagens
a trado (STs). Para cada horizonte, além da - a frente de ataque, emboque da escavação, para
espessura, deverão ser definidas as características exploração deverá ser ampla o suficiente para a
dos materiais encontrados. entrada de máquinas e equipamentos para
exploração do material;
No caso de jazidas de areia, executa-se uma
malha de sondagens a varejão, que consiste na - ocorrência de água.
cravação por uma pessoa, sem impacto, de uma
5.3 HIDROLÓGICOS
haste metálica lisa, por exemplo - ferro de
construção de 1/2 polegada. As profundidades
5.3.1 SERVIÇOS DE HIDROMETRIA
atingidas em cada ponto devem ser anotadas.
O estudo da vazão de um curso d'água exige a
Cabe registrar que o custo do metro cúbico de
instalação de uma "Estação Fluviométrica", onde
exploração de uma jazida de areia na obra deve ser
serão feitas regularmente observações de altura do
comparado àquele de alguma jazida em exploração
nível d'água e realizadas as medições de descarga
comercial na região.
líquida e, quando necessário, de descarga sólida. É
um posto de observação permanente do regime
Cabe ainda registrar que, na ausência de
fluvial do rio. A estação fluviométrica é constituída,
jazidas de materiais arenosos, pode ser usada,
em síntese, de: dispositivos para obtenção da cota
alternativamente, areia artificial, obtida como
fluviométrica, seção de medição de vazão e
subproduto da britagem do material rochoso.
referências de nivelamento.
A pesquisa de material pétreo ficará sempre
A Resolução 396 da ANEEL (04/12/98)
condicionada à qualidade e quantidade do
estabelece as condições para implantação,
excedente de rocha das escavações obrigatórias.
manutenção e operação destas estações.
Caso essas escavações não atendam às
necessidades da obra, deverão ser investigadas
• Instalação da Estação Fluviométrica no
fontes potenciais - pedreiras. A profundidade do topo
Canal de Fuga
LEVANTAMENTOS DE CAMPO - Topográficos, Geológicos e Geotécnicos
5-7
Eletrobrás DIRETRIZES PARA PROJETOS DE PCH

A escolha do local para instalação da estação A freqüência das medições de vazão e de


ou posto fluviométrico deverá seguir, pelo menos, os declividade da linha d'água deverá ser de uma vez
seguintes critérios: por semana, durante o período chuvoso, e quinzenal
durante o período seco, abrangendo pelo menos um
- o acesso ao local de implantação da estação ciclo hidrológico. Deve-se instruir o observador da
deverá ser permanente, a fim de que não haja régua para sempre entrar em contato com o
interrupção na operação da mesma; responsável pela estação, no caso dele verificar a
ocorrência de cheias extremas.
- o trecho do rio onde se localizará a estação deverá
ser reto e, se possível, tendo a jusante uma queda O equipamento de campo necessário para a
ou corredeira. Entretanto, na seção de medição de realização deste trabalho consiste em: molinete,
vazão, o escoamento deverá ser laminar contador de rotações, cronômetro e haste graduada
(tranqüilo) sem turbulências ou redemoinhos; para medir a profundidade.

- é recomendável que as margens sejam estáveis e Em rios pequenos, as medições podem ser
suficientemente altas para impedir que, nas cheias, realizadas a vau, em profundidades inferiores a 1,0
o rio transborde. m, ou a partir de passarelas com micromolinetes
fixados em uma régua graduada. Na medição a vau,
É de suma importância que seja instalada uma utiliza-se um cabo de aço graduado ou uma trena
estação a jusante do futuro canal de fuga, de modo esticada de margem a margem para demarcar a
a que se possa, à medida em que forem coletados seção de medidas. Já nas passarelas, a
dados de leituras de régua e de medições de vazão, demarcação das verticais pode ser feita sobre ela
estabelecer a curva-chave do rio no local da casa de própria. Em rios maiores, a medição é feita em
força. Essa curva-chave servirá para a calibragem embarcações, com o molinete suspenso em um
do referido canal e a definição dos níveis de cabo de aço.
estanqueidade da casa de força, da cota de
afogamento do rotor das turbinas e, em alguns O hidrometrista, munido dos equipamentos, irá
casos, subsidiar o dimensionamento das estruturas medir a velocidade do escoamento em verticais ao
de dissipação de energia dos vertedouros e auxiliar longo da seção transversal.
na geração da série de vazões médias diárias.
Detalhes dos procedimentos para realização da
• Seção de Medição de Vazão/Topobatimetria medição podem ser encontrados nas “Normas e
Recomendações Hidrológicas - Anexos I, II e III”,
É a seção transversal, normal ao curso d'água, publicação do Ministério das Minas e Energia -
demarcada por estacas, com extensão definida por Departamento Nacional de Águas e Energia Elétrica
um ponto de início (PI) e um de fim (PF), onde são - DNAEE, 1970. As normas foram estabelecidas pelo
efetuadas as medições de descarga líquida. Através Decreto no 60852, de 14 de junho de 1967.
desses pontos de referência, é reconstituído o
alinhamento da seção transversal, a cada • Cota Fluviométrica
campanha, e levantadas a partir do PI as distâncias
horizontais às margens e aos pontos de medição de A régua de leitura deverá estar localizada na
vazão na calha do rio. A seção transversal topo- seção de medição ou próxima desta, na margem do
batimétrica deverá ser levantada com detalhes, rio, em posição vertical, fixada a uma estrutura de
prosseguindo pelas margens até os pontos extremos apoio simples, suficientemente sólida e estável.
da seção (PI/PF), julgados seguros contra Recomenda-se o uso de régua em alumínio
enchentes. anodizado, com escala centimétrica estampada, com
comprimento (lances) de 1,0 m, admitindo-se até
• Medição da Vazão 2(dois) lances sucessivos por régua de leitura. O
"zero" da régua deverá ficar abaixo do nível mínimo
LEVANTAMENTOS DE CAMPO - Topográficos, Geológicos e Geotécnicos
5-8
Eletrobrás DIRETRIZES PARA PROJETOS DE PCH

a que possam chegar as águas, a fim de se evitarem • Operação


leituras negativas. A altitude do "zero" da escala
será determinada na instalação por transporte A estação deverá ter um observador que, de
topográfico de pontos de altitude conhecida. modo geral, é morador da região. Esse observador
será treinado para efetuar as leituras de régua e lhe
A cota fluviométrica também pode ser obtida será fornecida uma caderneta de campo. A
através de registradores contínuos, denominados freqüência de leituras das réguas deverá ser diária,
linígrafos. Esses equipamentos, apesar de semi- preferencialmente, às 07:00 e às 17:00 horas. Em
automáticos, não dispensam a presença de um caso de uma enchente ultrapassar o lance de régua,
operador na realização de tarefas de manutenção e o
troca de materiais, tais como papel para gráficos,
penas, tinta, etc.

observador deverá marcar com uma pequena estaca - distância suficiente para que se possa, com
a altura atingida. Neste caso ou ainda se a régua segurança, medir o desnível com a precisão do
tombar, desgarrar ou precisar de reparos, caberá ao aparelho topográfico utilizado.
observador comunicar imediatamente o ocorrido ao
responsável pela estação, para providências de Todas as RNs deverão ser amarradas ao
restauração. sistema planialtimétrico do projeto.

• Referências de Nivelamento 5.3.2 SERVIÇOS DE SEDIMENTOMETRIA

Na estação fluviométrica, deverão ser • Coleta dos dados existentes


implantadas duas Referências de Nível, RRNN, para
verificação da posição dos lances da régua. Elas Recomenda-se a coleta e análise dos dados
localizar-se-ão próximo à régua, a fim de facilitar os existentes, junto às entidades operadoras de postos
nivelamentos periódicos. As RRNN deverão ser, sedimentométricos, e principalmente consulta à
preferencialmente, constituídas de parafusos, publicação “Diagnóstico das Condições
vergalhões ou calotas de bronze, chumbadas em Sedimentológicas dos Principais Rios Brasileiros,
blocos de concreto. Havendo no local afloramentos Eletrobrás/IPH -1992”. Essa publicação apresenta as
de rochas ou então estruturas artificiais, estas taxas de concentração média anual e a produção
poderão ser aproveitadas para fixação das RRNN, específica média de sedimentos nas principais
contanto que sejam suficientemente elevadas para estações existentes até aquela data e se referem
não serem atingidas pelas águas, caso ocorra uma somente à descarga em suspensão.
cheia excepcional.
• Medições sedimentométricas
Deverão também ser instalados marcos, para
Durante a realização das campanhas
montante e para jusante da estação, objetivando a
hidrométricas, descritas no item 5.3.1, sugere-se
determinação da declividade da linha d'água no
que, no mesmo período e na mesma freqüência,
trecho, cuja distância entre o marco e a seção de
sejam realizadas campanhas sedimentométricas.
medição deverá ser a maior entre as seguintes
Além disto, a região deverá ser inspecionada para
alternativas:
identificação de atividades de exploração de areia e
- duas vezes a largura da seção transversal do rio; argila.

- 50 metros, no mínimo; Deverá ser prevista a coleta de água para


análise da concentração de sedimentos em
suspensão e de amostragem do material do leito, a
fim de se possibilitar a caracterização do transporte

LEVANTAMENTOS DE CAMPO - Topográficos, Geológicos e Geotécnicos


5-9
Eletrobrás DIRETRIZES PARA PROJETOS DE PCH

de sedimentos da bacia, pelo menos durante um


ciclo hidrológico, até o local do barramento.

A metodologia de coleta das amostras de


água, do material do leito, da análise laboratorial
destes parâmetros, bem como o cálculo das
descargas sólidas, deve seguir o preconizado em
bibliografia especializada listada no Anexo 7.

5.4 AMBIENTAIS

Os levantamentos de campo necessários para


os Estudos Ambientais são apresentados
detalhadamente no Capítulo 8.

Cumpre registrar que as informações coletadas


pela equipe de engenharia (geológicas, hidrológicas
e sedimentológicas) devem ser repassadas para a
equipe de meio ambiente, objetivando a utilização
adequada e coerente dessas informações por todos
os setores envolvidos no projeto.

LEVANTAMENTOS DE CAMPO - Topográficos, Geológicos e Geotécnicos