Você está na página 1de 23

Agrupamento Vertical de Escolas P.

João Coelho Cabanita


Loulé

PLANO DE ACÇÃO
DAS
BIBLIOTECAS ESCOLARES
DO
AGRUPAMENTO

2009-2013
Plano de Acção 2009/2013

“Na Biblioteca Escolar Aprende-se a Aprender e a Ser”

“A Biblioteca Escolar é um serviço técnico-pedagógico orientado para o sucesso


educativo, formação pessoal, informação cultural e educativa com vista à formação
dos membros da comunidade educativa ao nível das literacias da informação e à
aprendizagem ao longo da vida. A sua acção estabelece-se enquanto pólo de
dinamização informacional da comunidade educativa através da selecção,
organização e disponibilização de recursos documentais para apoio a actividades
curriculares, não curriculares e de lazer.” Regulamento Interno da Agrupamento (Secção III,
Artigo 99º)

2
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Introdução

A Biblioteca Escolar é serviço essencial numa escola pois coloca à disposição dos
professores e alunos um conjunto muito variado de recursos que são necessários aos objectivos
da educação do século XXI e indispensáveis a uma Escola que deseje oferecer um ensino de
qualidade.
Nos nossos dias, o conhecimento é cada vez mais uma realidade em constante
evolução e mudança, e é necessário que estejamos aptos a procurar e seleccionar informação,
de modo a podermos “construir os nossos saberes” ao longo da vida; esta capacidade, a de nos
mantermos informados e de “construirmos o nosso conhecimento”, só é possível através da
leitura, nos seus diferentes suportes. Daí, cada vez mais, a necessidade de desenvolver nas
nossas crianças e jovens o gosto pela leitura, pela pesquisa, pela informação e pelo
conhecimento e a Biblioteca escolar é um lugar onde isso acontece.
Se conseguirmos desenvolver nas crianças o gosto pela leitura e pela escrita, estamos
certamente no caminho certo para uma educação de sucesso.
Não será por acaso que nos países com maior tradição no domínio das bibliotecas
escolares e das bibliotecas públicas, e onde os hábitos de leitura estão mais enraizados, se
verificam índices mais elevados de desenvolvimento a todos os níveis.
Conscientes da enorme importância que os níveis de literacia têm no desenvolvimento
da sociedade, os nossos governantes lançaram em 2006, o Plano Nacional de Leitura, que tem
como principais metas elevar os níveis de literacia da população, promovendo os hábitos de
leitura e desenvolvendo competências ligadas à leitura e à escrita.
Apoiar e coordenar a aplicação do Plano Nacional de Leitura foi uma das áreas em que
as BEs do Agrupamento apostaram mais e de certa forma foi o “cerne” da nossa actuação
nestes últimos três anos. Foi um desafio ganho, pois hoje o PNL entrou na “rotina” das nossas
salas de aula e a leitura ocupa um lugar de maior destaque no dia a dia dos nossos alunos.
Como já referimos, nos últimos três anos e no anterior Plano de Acção, a
implementação do PNL foi o desafio em torno do qual girou grande parte do nosso trabalho. Nos
próximos quatro anos, o enfoque do nosso trabalho irá para a Auto-avaliação das BEs.
Assim, no próximo quadriénio, com início já no presente ano lectivo, iremos aplicar o
Modelo de Auto-avaliação das BEs. O domínio escolhido para este ano, 2009/10, será o B –
Leitura e Literacias e nos anos seguintes serão contemplados os restantes domínios:
A - Apoio ao Desenvolvimento Curricular; (2010/11)
3
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

C - Projectos, parcerias e Actividades Livres e de Abertura à Comunidade; (2011/12)


D – Gestão da BE. (2012/13)
Através do processo de auto-avaliação, será possível objectivar a forma como se está a
concretizar o trabalho da Biblioteca Escolar, tendo como pano de fundo essencial o contributo
das mesmas para as aprendizagens, para o sucesso educativo e para a promoção da
aprendizagem ao longo da vida. Uma das finalidades principais do processo de auto-avaliação,
será conhecer o impacto que as actividades realizadas pela e com a BE, vão tendo na vida da
escola e no processo ensino aprendizagem, bem como o grau de eficiência dos serviços
prestados e satisfação dos utilizadores da BE.

4
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Caracterização do Agrupamento

O Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita de Loulé foi criado em
2007 e é constituído pelas as seguintes Escolas/Jardins-de-Infância:

 E.B.2,3 Padre João Coelho Cabanita - Loulé - escola sede


 Centro Escolar EB1/JI nº4 de Loulé
 Centro Escolar E.B.1/JI Nº3 de Loulé
 E.B.1 de Areeiro
 E.B.1 de Alfarrobeira
 E.B.1 de Clareanes
 E.B.1 da Goldra
 E.B.1 de Poço Novo
 E.B.1de Querença
 J.I. de Clareanes
 J.I. de Querença
O Agrupamento Vertical foi constituído no ano lectivo 2007/08 e o órgão de gestão é
constituído por:
- Manuel Alves - Director
- Jacinto Colaço - Subdirector
- Isabel Reis – Adjunta
- Jorge Paulo – Adjunto
- Cristina Filipe – Adjunta
Em termos socioeconómicos, na zona de influência do Agrupamento predominam os sectores
secundário, representado pela construção civil alguma indústria e terciário, representado pelo comércio,
pela banca e seguros, serviços sociais, recreativos e culturais, serviços domésticos e turismo.
No âmbito da relação com o meio, o Agrupamento desenvolve parcerias e relações de
cooperação com as demais Escolas e Agrupamentos da região, com as autarquias locais e com os
diferentes agentes económicos e sociais da comunidade envolvente. O Agrupamento estabeleceu
protocolos de colaboração com a Câmara Municipal para levar a efeito a implementação das actividades
de enriquecimento curricular junto dos alunos do 1º Ciclo. Estabelece ainda parcerias com
estabelecimentos comerciais, industriais, instituições de solidariedade social visando a integração de
alunos com necessidades educativas especiais para aí realizarem a formação laboral, constante nos
Planos de Integração na vida Activa e para que os alunos das turmas dos Cursos de Educação e
Formação, possam realizar os estágios. Existem também protocolos de cooperação com outras

5
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

instituições, nomeadamente as que leccionam o ensino articulado. O Agrupamento mantém também


colaboração com diferentes Associações Desportivas, Centro de Saúde, CPCJ e desenvolve os projectos
ligados ao Centro de Formação de Escolas, ao Desporto Escolar, à Rede de Bibliotecas Escolares, ao
CRIE (Computadores, Redes e Internet na Escola), Plano de Acção da Matemática e Plano Nacional de
Leitura.

Caracterização da Escola Sede do Agrupamento

A Escola sede do Agrupamento, onde funciona a BECRE dos 2.º e 3.º Ciclos, localiza-se a norte
da cidade , numa zona de expansão da cidade. É frequentada por alunos do segundo e terceiro ciclos do
Ensino Básico (5º, 6º, 7º, 8º e 9º anos) e Cursos de Educação e Formação Tipo 2 (CEF).
O edifício de tipologia T24, dotado de 24 salas de aula normal, é característico do tipo
arquitectónico dos estabelecimentos escolares da década de 90 construídos em Portugal (3x3 compacto),
sendo composto por 3 blocos ligados entre si, com dois pisos e um pavilhão gimnodesportivo.
A ocupação dos três blocos obedece ao seguinte critério de funcionalidade:
• O bloco onde funcionam os serviços administrativos, a gestão, a biblioteca e alguns
serviços de apoio;
• Os blocos de salas de aula normais, de salas específicas para CN, CFQ, EVT, ET, EM,
TIC e alguns gabinetes de apoio, incluindo o dos serviços de Psicologia e Orientação
vocacional;
• As instalações desportivas que permitem desenvolver actividades, quer no interior quer
no exterior.
A existência de outros equipamentos adequados permite:
• O desenvolvimento do ensino experimental, tecnológico e artístico;
• Os cursos de educação e formação;
• A educação e formação de adultos;
• A organização de actividades de complemento curricular diversificadas, com recurso a
meios multimédia;
• A implementação em rede da INTERNET na escola.
O espaço exterior da Escola é amplo, vedado por grades de ferro com áreas ajardinadas e dois campos
polivalentes, um deles servido por balneários. A área circundante é bem cuidada, proporcionando um
ambiente acolhedor e agradável. Tem três portões de entrada, mas habitualmente é usado o do lado sul,
onde a presença constante dos porteiros controla rigorosamente o acesso ao recinto escolar e, com alguma
frequência, a Guarda Nacional Republicana, através do Programa Escola Segura, presta vigilância nas ruas
adjacentes à escola.

6
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Caracterização da E.B.1 Nº4 de Loulé

O Centro Escolar EB1 nº 4 de Loulé situa-se num meio urbano, no centro da cidade de Loulé,
na rua Eng.º Barata Correia, rodeada por um parque habitacional diversificado e é formado por
três edifícios distintos: o antigo nº4, o nº2 e o recentemente inaugurado Jardim de Infância nº1.
A EB1 Nº4, onde funciona a BECRE, é um edifício cuja construção remonta a algumas
dezenas de anos, destinado originalmente ao funcionamento do ensino liceal a nível particular,
sendo restaurado posteriormente pela Autarquia.
O edifício é composto por dois pisos; no inferior situa-se o ginásio, uma sala polivalente
apetrechada com equipamento audiovisual, casas de banho para os alunos, despensas, uma sala
destinada a actividades diversas e uma outra onde está instalada a equipa de professores que tem
a seu cargo a gestão do Agrupamento; o acesso a esta zona tanto pode ser feito pelo interior,
como pelo exterior do edifício.
Ao piso superior, tem-se acesso por escadaria e rampa exteriores ou, em alternativa, por duas
escadarias interiores. Neste piso há seis salas, sendo cinco destinadas às aulas do ensino regular
e uma outra de funcionamento da Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos. Encontram-
se ainda neste piso outras divisões: uma sala destinada aos serviços administrativos, uma sala de
professores, duas despensas, dois sanitários e uma ampla zona de entrada.
Funcionam, neste Centro Escolar, dezasseis turmas do 1º ciclo e três do Pré-escolar
distribuídas pelos seguintes horários:

HORÁRIO TURMAS
1º Duplo Manhã (das 8h às13h) 8
ciclo Duplo Tarde (das 13h 15m às 18h15m) 8
Pré Normal (das 9h às 16h) 3

7
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Mapa Síntese das Escolas do Agrupamento

Nº Nº Nº Nº Nº
VIGILANTES
ESCOLAS TURMAS ALUNOS PROF./EDUC. ANIMADOR AUX.EDUC
TAREFEIRAS
E.B. 2,3 P. J.
C. Cabanita 31 663 84 __ 1 25
Escola sede
Centro
escolar E. 19 393 25 4 9 16
B.1/J.I nº4

Centro
Escolar 10 207 12 3 4 6
E.B.1/J.I nº3

E.B1 do Poço
1 18 1 2
Novo __ __
E.B1 da
1 18 1 1 1
Goldra __
E.B.1/J.I
2 25 2 1 2
Querença __
E.B.1/JI de
2 39 2 1 2
Clareanes __
E.B1 do
Areeiro nº1 2 38 2 __ __ 2

E.B1 do 1 12 1 1 1 1
Areeiro nº2
(Alfarrobeira)

8
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

População Escolar

A população escolar do Agrupamento é constituída por alunos provenientes de origens e


meios socio-económicos muito diversos, e por sua vez, as próprias escolas têm realidades muito
diferentes até pela sua localização geográfica, dimensão e número de alunos.
Há escolas que se localizam na cidade e escolas que ficam nas zonas rurais do
concelho, como Querença, Poço Novo, Clareanes ou Goldra.
Distinguem-se ainda dentro da população escolar, alunos provenientes países, etnias e
culturas muito diferentes, tais como: Países africanos, Países de Leste Europeu, Reino Unido,
Alemanha, etnia cigana, …
Ao longo dos últimos anos, o agrupamento tem vindo a detectar alguns problemas a
nível educativo, para os quais tem procura encontrar as melhores soluções.

Principais Problemas Educativos

• Elevado número de alunos oriundos de famílias de fracos recursos económicos e meio


sócio-cultural desfavorecido, tendo - se verificado um aumento de pedidos de auxílio
económicos ao SASE no presente ano lectivo;

• Elevado número de alunos estrangeiros, principalmente no 1º ciclo;

• Algum desinteresse dos alunos pelas actividades escolares e fraco acompanhamento por
parte das famílias;

• Dispersão das diferentes escolas que formam o agrupamento, algumas distam bastantes km
da escola sede;

• Fraca participação de algumas famílias na vida escolar dos seus educandos;

• Turmas muito heterogéneas, com vários níveis de aprendizagem, principalmente no 1º ciclo,


das quais resultam também problemas muitos diversos a nível educativo;

9
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Estratégias para resolução dos problemas

• Promover acções que facilitem o desenvolvimento sócio cultural das famílias;

• Incentivar os encarregados de educação a participarem mais na vida escolar dos seus


educandos;

• Incentivar o gosto pela leitura e pela escrita e uma maior participação nos eventos de
natureza cultural e educativa ;

• Maior e mais efectiva dinamização da biblioteca escolar com maior envolvimento da família;

• Fomentar actividades que promovam o desenvolvimento das competências sociais em


colaboração com a Associação de Pais e Encarregados de Educação, Centro de Saúde,
Autarquia,…;

• Promover actividades e eventos que impliquem maior participação da comunidade


educativa;

• Estreitar o relacionamento e trabalhar em colaboração com a Associação de Pais e


Encarregados de Educação.

10
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Objectivos Gerais do Plano de Acção

• Desenvolver e aprofundar, nos membros da comunidade educativa, uma cultura


cívica, científica, tecnológica e artística enquanto formas de estar e ser consciente e
livre no mundo;

• Proporcionar oportunidades de contacto com informações, conhecimentos e


confronto de ideias, experiências e opiniões diversificadas;

• Criar e desenvolver hábitos e gosto pela leitura, utilização das Bibliotecas e


aprendizagem ao longo da vida;

• Impulsionar a formação integral do indivíduo numa perspectiva interdisciplinar de


acordo com os objectivos e currículo da escola;

• Contribuir para a promoção da inovação pedagógica e implementação de novas


modalidades na estruturação das situações de ensino - aprendizagem;

• Apoiar a comunidade educativa na aprendizagem e na prática de competências de


literacia da informação, visando a selecção, utilização e produção da informação
escrita, digital e multimédia;

• Disponibilizar espaços e condições adequados à realização de actividades de


estudo e de lazer.

• Dotar a Escola de um fundo documental diversificado, actualizado, adequado às


necessidades da escola e da comunidade educativa e organizado segundo normas
técnicas normalizadas.

• Dinamizar os registos de memória da escola e do meio envolvente, contribuindo


para reforçar a identidade da escola e da comunidade local.

• Apoiar estratégias de ligação da escola à comunidade.

• Estabelecer parcerias e colaborar com outras instituições.

11
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Bibliotecas Escolares Centros de Recursos Educativos (BE/CRE)

O agrupamento dispõe de duas Bibliotecas Escolares, uma instalada na escola


sede e outra no Centro Escolar EB1/ J.I nº4.
Ambas as BE/CREs pertencem à RBE (Rede de Bibliotecas Escolares) e constituem
centros de formação, informação e de dinamização ao serviço de toda a comunidade educativa.
O seu principal objectivo é promover a leitura e o livro, apoiar o desenvolvimento
curricular, a utilização das TIC, ocupar os tempos livres dos alunos e complementar as actividades
curriculares com propostas educativas e lúdicas.
As BE/CREs dispõem das seguintes áreas funcionais:
• Acolhimento;
• Leitura informal / Documentação impressa;
• Áudio / Vídeo;
• Multimédia;
• Produção;
Todos os alunos podem fazer requisição para leitura domiciliária, desde que possuam
cartão de leitor ou de estudante no 2º e 3ºciclo e autorização dos Encarregados de Educação no
1ºciclo e Pré-escolar.
A equipa da biblioteca é constituída por duas coordenadoras (uma na biblioteca da
escola sede e outra na E.B.1 nº4), uma docente do 2º ciclo e três auxiliares de acção educativa.
No 1ºciclo,a animadora da escola colabora em algumas actividades da BE. A esta equipa cabe a
execução do Plano de Acção, Plano Anual de Actividades, o tratamento documental, a gestão da
BE e garantir o normal funcionamento dos serviços rotineiros da BE como sejam o atendimento,
os empréstimos, …
Procurámos adaptar o funcionamento e serviços prestados pelas BECREs às
necessidades da escola, ao seu Projecto Educativo e Plano Anual de Actividades, e ao mesmo
tempo cumprir as directrizes e missão da BE enunciados no Programa Nacional da Rede de
Bibliotecas Escolares.

12
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Situação / Necessidades das BEs do Agrupamento

As Bibliotecas Escolares do agrupamento estão razoavelmente bem apetrechadas, a


nível de espaço, de mobiliário, de equipamento informático e o fundo documental impresso; a
nível dos recursos não livro (CD ROM, DVD e CD) notam-se algumas lacunas.
Os nossos principais constrangimentos prendem-se essencialmente, com a grande
extensão do agrupamento: 9 estabelecimentos de ensino, 69 turmas e um universo de mais de
12000 alunos distribuídos pelos vários níveis de ensino, do pré-escolar ao 3ºciclo.
Para além da extensão do agrupamento, é preciso ainda acrescentar a distância a que
algumas das escolas ficam da BE/CRE do 1º ciclo, que está instalada na E.B.1 nº4 de Loulé ou
da escola sede. Este problema verifica-se mais a nível do pré-escolar e do 1ºciclo pois existe
apenas uma BE, instalada na EB1 nº4.
Para suprimir ou desvanecer um pouco o problema do isolamento e dispersão de
algumas escolas situadas nas zonas rurais do concelho e que como tal terão um acesso mais
reduzido à BE, foi implementado um projecto em colaboração com a autarquia que transporta os
alunos permitindo que todas as semana uma das turmas dessas escolas fora da cidade visitem a
BE/CRE para participar na Hora do Conto e noutras actividades.
No entanto, sentimos que não é o suficiente, e que a situação ideal seria a criação de
uma outra BE no Centro Escolar E.B.1/JI nº3 que tem dez turmas e duzentos e sete alunos.

13
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Identificação dos Pontos Fracos das BEs

• A inexistência de orçamento próprio;

• Insuficiente apetrechamento relativamente ao fundo documental não livro sobretudo

multimédia (DVDs, CD-ROM e CD áudio);

• No 2º e 3º ciclo verifica-se ainda um fraco envolvimento da Comunidade Educativa nas

actividades da BE e na articulação e apoio ao desenvolvimento Curricular, embora este

cenário tenha vindo a registar algumas alterações;

• Formação ainda incipiente de alguns utilizadores da BE sobretudo no 3º ciclos;

• A BE ainda não é considerada, por toda a Comunidade educativa, um serviço que

presta um contributo essencial para a aprendizagem e o sucesso educativo dos alunos;

• Inexistência de uma fotocopiadora e computadores adequados na área da Gestão e de

Atendimento na BE da Biblioteca Sede;

• Inexistência de uma equipa que abranja as diferentes áreas do conhecimento e com

horário adequado para poder dar resposta às necessidades da BE ( projectos de

trabalho,…)

• A nível do 1º ciclo, devido ao elevado número de turmas e à dispersão das escolas, a

acção da BE não se faz sentir de forma tão notória em todas elas; a escola que beneficia

mais dos serviços da BE do 1º ciclo é o Centro Escolar EB 1/JI nº 4, onde está

instalada a Biblioteca.

14
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Identificação dos Pontos Fortes das BEs

• Horário das BEs, que funcionam de forma ininterrupta das 9.30 às 17,30 no 1º ciclo e
das 9 às 16.30 na escola sede;
• Articulação de actividades e projectos entre as duas Bibliotecas do agrupamento,
• Trabalho em parceria com o SABE e outras Bibliotecas do Grupo Concelhio;
• Colaboração activa entre as Coordenadoras das BES do agrupamento que planificam,
organizam, executam e avaliam a sua actividade em conjunto;
• No domínio da Leitura e Literacias ambas as BES fazem um trabalho relevante
especialmente a nível da promoção da leitura e do livro (Concursos literários, feiras do
livro, sessões com autores, Horas do Conto, sessões par formação de utilizadores,
comemoração de efemérides, …)
• Tratamento documental (registo e catalogação) dos fundos quase a 100%, no 2º e 3º
ciclos; no 1º ciclo, apenas parte do fundo documental não livro (CD-ROM,DVDs e CDs)
está por catalogar.
• Funcionárias com formação adequada na área das Bibliotecas Escolares;
• Um fundo documental razoavelmente actualizado e equilibrado;
• As BEs dispõem de espaços e equipamentos adequados;
• Disponibilização on-line dos catálogos das BEs;
• Divulgação e promoção de actividades da BE e da escola através de blogues e espaço
Moodle;

15
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Metas para o Quadriénio 2009/2013

• Desenvolver, alargar e melhorar os serviços prestados pela BE à Comunidade Educativa;

• Continuar a melhorar progressivamente a gestão e organização de recursos humanos e


materiais da BE;

• Elaboração de um orçamento a incluir anualmente no PAA das BEs;

• Implementar o processo de avaliação interna das BEs, segundo o Modelo de Auto-avaliação


criado pela RBE;

• Promover a valorização da imagem e do papel da BE junto do Órgão de Gestão e da


Comunidade Educativa;

• Continuar a desenvolver actividades que promovam o gosto pela leitura e pela escrita;

• Desenvolver nos alunos as competências a nível das Literacias da Informação;

• Promover o uso das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) no processo


ensino/aprendizagem;

• Aumentar a cooperação e o trabalho em parceria com os docentes responsáveis pelas Áreas


Curriculares Não Disciplinares;

• Cooperar com os órgãos de gestão intermédia do Agrupamento;

• Colaborar com o corpo docente na aplicação do Plano Nacional de Leitura e apoiar o


desenvolvimento curricular;

• Contribuir de forma activa e participada na implementação do Projecto Educativo e Plano


Anual de Actividades do Agrupamento;

• Promover a formação de utilizadores da BE/CRE: alunos, professores e encarregados de


educação;

• Alargar a acção da BE a nível das Actividades de Enriquecimento Curricular e dos Apoios


Educativos;

• Apoiar as Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC) conciliando-as com a utilização


livre da BE;

• Reforçar o papel da BE no que respeita à formação e educação para a cidadania;

• Dinamizar e participar em actividades livres, de carácter lúdico e cultural;

• Apoiar e promover a utilização autónoma da BE, como espaço de lazer e fruição de


recursos.

16
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Planificação das Actividades

Domínio A: Apoio ao Desenvolvimento Curricular

Objectivos Actividades Calendarização Avaliação


-Colaboração com os
Departamentos Curriculares,
Grupos Disciplinares, Conselhos
de Turma/Ano;
• Cooperar com as -Participação nas reuniões de
estruturas de gestão Departamento Curricular, Grupo
intermédia do Disciplinar, Conselho de
Agrupamento; Docentes e de Ano/Turma;

- Utilização da BE em actividades
de ensino e de apoio aos alunos;

- Participação do professor
bibliotecário em actividades de
sala de aula quando solicitado;
Ao
- Planeamento de actividades em longo
articulação com os docentes das dos 2010-2011
• Articular com os áreas Curriculares Disciplinares e quatro anos
docentes das Não Disciplinares; lectivos
diferentes áreas
disciplinares, não -Colaboração na produção de
disciplinares e diferentes materiais didácticos:
Apoios Educativos Guiões de pesquisa, de leitura,
dossiers temáticos, blogues,
fichas de trabalho, e outros
materiais de apoio às diferentes
actividades.

- Divulgação dos materiais


produzidos através do blogue,
plataforma Moodle, e outros
instrumentos;

- Participação da BE nos
diferentes projectos e actividades
da escola: Eco-Escolas, Escola
Activa, Sopalândia, Semana das
Línguas, Semana da Cor,…

17
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Domínio A: Apoio ao Desenvolvimento Curricular

Objectivos Actividades Calendarização Avaliação

- Dinamização de Sessões de
formação de utilizadores com
turmas e docentes de forma a
motivar para o uso da BE,
• Organizar informar acerca das regras de
actividades de funcionamento e utilização dos
formação de diferentes recursos e serviços;
utilizadores
- Produção de guiões,
apresentações ppt e outros
materiais informativos e/ou
lúdicos para apoiar a formação
de utilizadores;

- O professor bibliotecário/ equipa Ao


da BE participam em cooperação longo
com os docentes nas actividades dos 2010 - 2011
de ensino das competências de quatro anos
• Promover o ensino informação (TIC); lectivos
em contexto de
competências de - Dinamização, em cooperação
Informação e com os docentes, de sessões de
comunicação trabalho como computador
“Magalhães” na BE e nas salas
de aula (1ºciclo);

- Apoio a actividades e projectos


escolares que incluem consulta e
produção de informação
• Promover a utilizando as TIC;
utilização das TIC e
da Internet como - Colaboração e organização de
recurso de actividades de educação para a
aprendizagem utilização dos Media;

_ Produção de materiais de
informativos e de apoio à
utilização da Internet em
segurança: guiões de pesquisa,
guias de procedimento, …

18
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Domínio B: Leitura e Literacia

Objectivos Actividades Calendarização Avaliação

- Actividades no âmbito da
promoção da leitura:
• Sessões de leitura;
• Concursos literários;
• Promover a
• Feiras do livro;
Leitura e a
• Encontros com autores;
escrita
• Horas do Conto;
• …

- Promoção de actividades de
leitura e escrita em diferentes
ambientes digitais: e-mail,
blogue, wiki, youtube,
slideshare,…
Ao
- Colaboração com os docentes longo
na implementação do PNL: dos 2009 - 2010
• Selecção e aquisição quatro anos
das livros do PNL; lectivos
• Trabalhar de forma
articulada com os • Planificação de
docentes para actividades em conjunto
promover a leitura e com os docentes;
o desenvolvimento • Participação nas
das literacias actividades de leitura e
exploração dos livros
seleccionados;
• Produção de fichas e
outros materiais para
trabalhar as obras;
• Organização da Semana
da Leitura;

_ Elaboração de Guiões de
leitura, bibliografias e outros
materiais de apoio, em diferentes
suportes, relacionados com o
currículo ou com os interesses
dos alunos;

19
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Domínio C: Projectos, Parcerias e Actividades Livres e de Abertura à Comunidade

Objectivos Actividades Calendarização Avaliação


-Apoio aos alunos nas
actividades livres de leitura,
• Promover a pesquisa, estudo e elaboração de
aquisição e trabalhos escolares;
desenvolvimento de
métodos de trabalho - Produção de materiais de apoio
e de estudo ao estudo, à pesquisa e à
elaboração de trabalhos, tais
como guiões de pesquisa, fichas
de trabalho, bibliografias,
listagens de sites, dossiers
• Dinamizar e
temáticos, …
participar em
actividades livres, de
- Organização de exposições,
carácter lúdico e
palestras, debates, sessões
cultural
informativas sobre temáticas de Ao
interesse, concursos, e eventos longo
de cariz cultural; dos 2011 - 2012
quatro anos
- Comemoração de efemérides e
• Fomentar a lectivos
datas festivas;
utilização da BE
como espaço de
- Promoção da utilização
lazer e livre fruição
autónoma da BE como forma de
de recursos
lazer e ocupação dos tempos
livres;
• Apoiar as - Colaboração com os docentes
Actividades de
das AECs (1ºciclo) na
Enriquecimento planificação e dinamização de
Curricular Actividades de Enriquecimento
Curricular;

- Disponibilização do espaço e
• Participar em dos recursos da BE para a
reuniões e realização de actividades de
Actividades do Enriquecimento Curricular e
Grupo de Trabalho outras de âmbito cultural
Concelhio
- Participação em reuniões e
actividades do Grupo de
Trabalho Concelhio

20
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Domínio D: Gestão da BE

Objectivos Actividades Calendarização Avaliação


-Participação da coordenadora
da BE nas reuniões do Conselho
• Fomentar a Pedagógico e de outras
integração da BE no estruturas de decisão
Agrupamento pedagógica;

-Participação da coordenadora
da BE na equipa PTE;

-Elaboração/Actualização dos
documentos orientadores da BE;
• Promover a • Plano de Acção da BE
valorização da
imagem da BE junto - Participação na elaboração dos
dos órgãos de documentos orientadores do
gestão e estruturas Agrupamento;
pedagógicas
-Elaboração do Plano Anual de Ao
Actividades da BE tendo em longo
conta o Projecto Educativo do dos
Agrupamento; quatro anos 2012 - 2013
lectivos
- Planeamento de actividades em
articulação com os docentes,
tendo em atenção os Currículos
Nacionais, o Projecto Curricular
• Gerir os recursos
de Agrupamento e os PCTs;
humanos e materiais
da BE
- Gestão da colecção tendo em
conta os Currículos Nacionais, os
recursos financeiros disponíveis,
os interesses dos alunos e
professores e as recomendações
do PNL (Política de Gestão da
Colecção);
• Responder às
necessidades da
-Selecção e aquisição de
escola e dos
documentos de acordo com as
utilizadores
necessidades, interesse dos
utilizadores e recomendações do
PNL;

-Manutenção do fundo
documental actualizado,
equilibrado e atractivo;

21
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

- Tratamento do fundo
documental (Registo e
catalogação das obras)

- Elaboração de inquéritos aos


utilizadores para recolha de
dados acerca dos seus
interesses e necessidades;

- Elaboração do Inventário de
fundo documental, equipamento
informático, outros materiais e
equipamentos e mobiliário;

- Gestão dos recursos humanos


da BE em articulação com a Ao
Direcção do Agrupamento longo
(formação da Equipa, horário da dos
equipa, definição de funções,…) quatro anos 2012 - 2013
lectivos
- Prática de um horário de
funcionamento adequado às
necessidades dos utilizadores;

- Implementação do processo de
Auto-avaliação das BEs:
• Reunião com os
departamentos para
informação e Dez. 2009
• Implementar o sensibilização acerca do
processo de Auto- processo;
avaliação da BE
• Selecção dos domínios a
avaliar
• Selecção e adaptação
dos inquéritos a aplicar.

• Aplicação dos inquéritos;

• Tratamento e análise dos


dados recolhidos;

• Apresentação dos
resultados à Direcção, C.
• Pedagógico e
comunidade educativa;

• Elaboração do Plano de
Melhoria.

22
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé
Plano de Acção 2009/2013

Avaliação / Revisão

Este plano de acção da BE/CRE incide sobre os próximos quatro anos lectivos, no
entanto, para maior facilidade de acompanhamento e controlo da execução do mesmo,
proceder-se-á a uma avaliação intermédia e aos necessários reajustamentos, no final de cada
ano lectivo.

As Professoras Bibliotecárias

Isilda Gonçalves
Margarida Guerreiro

23
Bibliotecas Escolares do Agrupamento Vertical de Escolas Padre João Coelho Cabanita - Loulé