Você está na página 1de 1

VISITA DE NATAL.

Certa vez, em um dia de natal, um homem visitou um amigo de muito tempo. O seu
amigo – Conrad, ele estava em sua casa que era bem pequena e pobre. Conrad
estava sentado com um grande sorriso. Ele parou por um momento e então disse:
meu amigo, quanto tempo! Amigo, ontem à noite o Senhor apareceu em meu sonho
e Ele falou: eu vou fazer uma visita de natal á você, Conrad. Então ele falou para
seu amigo: por isso tenho limpado tudo e estou feliz, tudo isso em preparação para
a visita do Senhor. A comida está até pronta para o jantar, e agora estou apenas
esperando pelo Senhor.
Logo após contar sobre o sonho, seu amigo foi embora, e ele ficou só. Conrad têm
passado muitos dias de natal sozinho, porquê ele não tem nenhuma família, pois
todos eles faleceram. Mas até então, este natal será o melhor Conrad, pois eis que
o Senhor estaria em sua casa.
Depois de aguardar por alguns minutos, ouviu um barulho e correu em direção à
porta pensando que o Senhor havia chegado. A porta bateu e ao abrir, deparou-se
com um mendigo, que tinha roupas rasgadas e sapatos gastos. Conrad foi tocado
ao vê-lo nesta situação, inclusive tremendo de frio, então convidou-o para entrar.
Conrad deu novos sapatos para o mendigo e também um casaco. Com muita
gratidão, o mendigo saiu com os novos presentes.
O tempo passando e nada do Senhor chegar, e isto trazia preocupação á Conrad.
A porta bate novamente e então ele corre bem ansioso, mas, mais uma vez não era
quem ele esperava (Senhor), era uma mulher estrangeira, bem velhinha, com um
grande peso nas costas. A mulher só pediu para descansar por alguns minutos, mas
Conrad estava preocupado com a chegada do Senhor, e mesmo assim, entretanto,
não queria mandá-la embora no dia de natal. Ele deixou ela entrar para descansar,
ele deu para ela um pouco de chá e por alguns minutos ela descansou, e enquanto
isso Conrad estava triste por o Senhor não haver chegado e as horas estarem
passando e cada vez mais ficando mais tarde.
A mulher já havia ido embora, quando então mais uma vez, ele ouviu uma batida na
porta, e pensou que com certeza seria o Senhor, mas para sua surpresa, foi uma
menininha. Ela estava chorando e perdida numa noite de natal. Conrad ficou triste,
pois mais uma vez não era o Senhor, mas ele sabia que tinha que ajudá-la. Ele
enxugou as lágrimas dela e a ajudou a encontrar a família. Quando ele entrou na
sua casa, imaginando que o Senhor não mais apareceria. As horas já haviam se
passado.
Conrad entrou em seu quarto, ajoelhou-se e começou a orar, falou: “Senhor, por
quê não me visitaste? Eu queria tanto ver o Senhor!”Conrad ouve uma voz dizer:
“Levanta tua cabeça, pois eu guardei minha palavra. Três vezes eu te visitei.eu fui o
mendigo que você deu os sapatos, eu fui a velhinha que você me recebeu, eu fui a
menina que você ajudou a encontrar a família. Eu bati três vezes sua porta, e três
vezes fui recebido, senti o amor de um amigo. De todos os dons, amor é o
maior. Então o Senhor complementa: Eu fui honrado em ser sua visita de natal”.
Durante esta época de natal, vamos lembrar de que todos somos filhos e filhas do
Pai Celestial e nos devemos mostrar o verdadeiro amor de Cristo a todos.
“Quando fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a Mim o
fizeste”. Mateus 25:40

Interesses relacionados