6/2/2015

Lançamento de Trajetórias das desigualdades :: Centro de Estudos da Metrópole

English

Quem  somos

Pesquisa
Publicações

Fale  conosco

Base  de  dados
Buscar

SIG

Mapoteca

>

Notícias

Lançamento  de  Trajetórias  das  desigualdades

Trajetórias  das  desigualdades,  como  Brasil  Mudou
nos  últimos  50  anos.

Notícias
Seminário  Especial  na  USP  -­  Pesquisadora
pós-­doutoranda  -­  Patrícia  Tavares  -­
23/6/2015
Seminário  especial  CEM  pesquisadores
visitantes  -­  Jacinto  Cuvi
Lançamento  de  Trajetórias  das
desigualdades
Lançamento  de  livro  -­  A  metrópole  de  São
Paulo  no  século  XXI
Oportunidade  de  bolsas  de  Pós-­doutorado
em  Ciências  Sociais  no  Centro  de  Estudos
da  Metrópole  (CEM/Cepid)  -­  02/04/2015
Seminário  Brasil  sem  Miséria-­  Inclusão
produtiva  urbana
CEM  integrou  simpósio  internacional  que
reuniu  Cepids
Seminário  CEM,  CEBRAP  e  CPEI-­
UNICAMP
Série  de  seminários  especiais  -­
Pesquisadores  Visitantes
Seminários  Especiais  CEM  de
Pesquisadores  Visitantes
Edital  para  bolsas  de  Pós-­doutorado  em
Ciências  Sociais  no  Centro  de  Estudos  da
Metrópole  (CEM/Cepid)
Base  Cartográfica  Digital  de  Logradouros  -­
edição  2014
Seminário  CEM  -­  Efeitos  de  escolas  e
municípios  na  qualidade  do  ensino
fundamental

Seminário  de  lançamento  do  Livro

II  Oficina  de  Estudos  Urbanos

Data:  2  de  junho  de  2015
Local:  Sala  14,  do  Prédio  da  Filosofia  e  da  Ciências
Sociais,  da  FFLCH/USP  (Av.  Prof.  Luciano  Gualberto,  315
-­  Cidade  Universitária)

Pesquisador  do  CEM  -­  Gravação  de
Seminário  em  Porto  Alegre

http://www.fflch.usp.br/centrodametropole/1225

Conferência  Internacional
1/5

usp.  Carlos  Costa  Ribeiro                                        Educação  e  desigualdade  no  Brasil.  Rogerio  Schlegel                                          Desigualdades  raciais  no  Brasil:  um  desafio persistente.  associações  e  desigualdade.  Alves  de  Brito   Expositores:  A  migração  interna  no  Brasil  nos  últimos  50 anos:  (des)continuidades  e  rupturas.  Marcia  Lima Comentador:  Maria  Ligia  Barbosa 14h:  Mesa  3:  Políticas  Públicas Coordenador:  Charles  Kirschbaum Expositores:  Trazendo  o  conceito  de  cidadania  de  volta:  a propósito  das  desigualdades  territoriais. Eduardo  Marques Comentadora:  Luciana  Royer 15h:  Mesa  4:  Demografia Coordenador:  Murillo  M.br/centrodametropole/1225 2/5 .  José  Marcos  Pinto  da Cunha                                        Cinquenta  anos  de  relações  de  gênero  e geração  no  Brasil:  mudanças  e  permanências.  Maria Coleta  Oliveira                                        Transição  religiosa  no  Brasil.  Nadya  Araujo  Guimarães Comentador:  Adalberto  Cardoso           17h30:  Mesa  de  Encerramento Coordenador:  Sergio  Adorno Expositora:  Marta  Arretche http://www.6/2/2015 Lançamento de Trajetórias das desigualdades :: Centro de Estudos da Metrópole  Aberto  a  todos  os  interessados  sem  necessidade  de inscrição.fflch. Adrian  Gurza  Lavalle Comentador:  Rogerio  Arantes 10h:  Mesa  2:  Educação  e  Renda Coordenador:  Adrian  Gurza  Lavalle Expositores:  Estratificação  educacional  entre  jovens  no Brasil:  1960  a  2010.  Marta  Arretche                                          Condições  habitacionais  e  urbanas  no  Brasil.  Naercio Menezes  Filho                                        Estratificação  horizontal  da  educação  superior no  Brasil  (1960  a  2010).  Comin                                        Mercado  e  mercantilização  no  trabalho  no Brasil  (1960-­2010).  Alvaro  A.  Fernando Limongi                                        Conselhos.  Ronaldo  de Almeida Comentador:  Suzana  Cavenaghi 16h30:  Mesa  5:  Mercado  de  Trabalho Coordenador:  Eduardo  Marques   Expositores:  Desenvolvimento  Econômico  e Desigualdades  no  Brasil:  1960-­2010. 9h:  Abertura Marta  Arretche  -­  Diretora  do  CEM Alvaro  de  Vita  -­  Chefe  do  Departamento  de  Ciência Política Seminário  Internacional  na  Universidade de  Londres CEM  APRESENTA  E  COLOCA  NO  AR BASE  DE  DADOS  DE  LANÇAMENTOS IMOBILIÁRIOS  COMERCIAIS-­1985-­2013 Nova  versão  do  programa  TerraView Política  Social Seminário  CEM  na  Universidade  de  São Paulo 9h15:  Mesa  1:    Participação  Política Coordenador:  Gabriel  Feltran Expositores:  Participação  política  no  Brasil.

usp.  o  debate  sobre  a desigualdade  no  Brasil  é  objeto  de  paixões  desenfreadas.     Entrevista  realizada  com  Marta  Arretche  sobre  diversos aspectos  abordados  pelo  livro.  Conteúdo  do  livro.  entre  categorias de  raças.  é  preciso  tratar  das Trajetórias  das  desigualdades.  na  participação  política.  Novidades  das pesquisas  e  Mulheres  e  não  brancos.  Entendê-­lo  requer  examinar  suas múltiplas  dimensões.    Marcelo  Medeiros.  que  se  manifestam  na  renda.br/centrodametropole/1225 3/5 .  Novos  bancos  de  dados.  Nelson  do Valle  e  Silva       Sinopse Desigualdades  aqui  é  um  termo  compreendido  no  plural. http://www.  O  fenômeno  da desigualdade  é  muito  mais  complexo  do  que  apenas  sua dimensão  monetária. Trajetórias  das  Desigualdades.  Por que  Desigualdades.6/2/2015 Lançamento de Trajetórias das desigualdades :: Centro de Estudos da Metrópole Debatedores:  Elza  Berquó.fflch.  existem  múltiplas  assimetrias:  entre pobres  e  ricos. Surpresa  do  caso  brasileiro. No  mundo  social.  Clique  aqui.  no  acesso  a serviços.  Assim.  entre  mulheres  e  homens.     Sobre  o  livro Tema  inesgotável  da  agenda  pública.

 travadas  ao  sabor  das conveniências  de  ocasião.6/2/2015 Lançamento de Trajetórias das desigualdades :: Centro de Estudos da Metrópole Discussões  impetuosas.  as  assimetrias  seguirão  em  trajetória decrescente.  Além  do rigor  conceitual  e  da  perspectiva  ampliada.  nesse  processo.;  políticas  públicas.  os  textos  sistematizam  a  análise  de  um recorte  da  história  brasileira  bastante  distinto  econômica  e politicamente.  não  encontram  respaldo  nas  estatísticas. Esta  obra  navega  em  direção  contrária  e  procura  caminhar além  do  terreno  da  especulação. Os  estudos  revelam  que  afirmações  clássicas.  A  questão  é  que  sua  qualidade  se  alterou.  um  país  rural.  como  mostram  os  diversos dados  de  2010  sobre  a  situação  das  mulheres  e  dos negros.  Assim.  O  fim do  regime  militar  e  a  democratização  convergiram  com  o início  de  um  período  de  recuo  acelerado  nos  níveis  de pobreza.  os  autores partilham  como  ponto  de  partida  a  fidelidade  aos  dados estatísticos  das  seis  edições  dos  Censos  Demográficos produzidos  pelo  IBGE  no  período.  em  que  apenas  20% dos  jovens  com  até  15  anos  estudavam  até  quatro  anos.  por  sua  vez.  As  desigualdades  constituem  ainda  elementos centrais  da  nossa  realidade.fflch.br/centrodametropole/1225 4/5 . Esse  fenômeno. no  Brasil.  A  redução  das desigualdades  no  Brasil  é  produto  de  múltiplas determinações  e.  não  pode  ser  atribuído exclusivamente  à  democracia.  como  a  de que  o  país  viveu  uma  “inaceitável  estabilidade”  da desigualdade. tornou-­se  um  Brasil  urbano.         Trajetórias  das  desigualdades. Divididos  em  cinco  eixos  centrais  –  participação  política. Porém.usp.;  demografia.  a  execução  de  políticas públicas  desenhadas  para  essa  finalidade  possuem verificável  protagonismo.  Em  cinco  décadas.  quase  sempre  turvam diagnósticos  abrangentes  e  necessários  para  a compreensão  desse  fenômeno.  Os  catorze  ensaios  aqui reunidos  descrevem  um  panorama  denso  e  complexo  das trajetórias  das  desigualdades  de  1960  a  2010. Tal  conclusão  não  implica  que  sejamos  hoje  um  país igualitário.  de  acesso  quase  universal  ao ensino  fundamental  e  com  onze  anos  a  mais  de expectativa  de  vida  média.  não  há  garantias  de  que. Houve  uma  inequívoca  queda  nos  aspectos  mais inadmissíveis  das  assimetrias.  Foi  sensivelmente  reduzida a  distância  entre  a  maioria  desfavorecida  em  diversas dimensões  e  uma  casta  da  população  privilegiada.  como  Brasil  Mudou  nos http://www.  de  uma realidade  empobrecida  distribuída  quase homogeneamente  em  seu  território.; educação  e  renda.  o  que  as  análises  do  período  demonstram  neste livro  é  a  intrínseca  vinculação  da  redução  da  iniquidade com  a  intencionalidade  política.;  mercado de  trabalho  –.  bem  como  nas  diferenças  de  acesso  a  serviços.

usp.  Economia Idioma:  Português Páginas:  489 Edição:  1ª Ano:  2015 Formato:  16  x  23 Acabamento:  Brochura  com  orelhas       http://www.br/centrodametropole/1225 5/5 .) Ficha  técnica Preço:  R$  69 ISBN:    978-­85-­393-­0566-­7 Assunto:  Ciências  sociais.fflch.6/2/2015 Lançamento de Trajetórias das desigualdades :: Centro de Estudos da Metrópole últimos  50  anos.  Política.  Marta  Arretche  (org.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful