Você está na página 1de 28
CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS Módulo 05 Projeto de Móveis Módulo 05 – PROJETO

CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS

Módulo 05

Projeto de Móveis

CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS Módulo 05 Projeto de Móveis Módulo 05 – PROJETO DE

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS Módulo 05 Projeto de Móveis Módulo 05 – PROJETO DE
CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS Módulo 05 Projeto de Móveis Módulo 05 – PROJETO DE

CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS

MÓDULO 05

Aula 03

Assuntos a serem abordados:

04. Desenhos que Compõem um

Projeto de Detalhamento de

Móveis

Desenhos que Compõem um Projeto de Detalhamento de Móv eis Atenção: O material está disponível apenas

Atenção: O material está disponível apenas para este curso. É proibida cópia total ou parcial, apresentação ou qualquer forma de comercialização de seu conteúdo. São respeitados os Direitos Autorais de toda a bibliografia consultada, com a respectiva indicação dos créditos.

EAD Ensino à Distância

amcursosonline.com.br

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

a respectiva indicação dos créditos. EAD Ensino à Distância amcursosonline.com.br Módulo 05 – PROJETO DE MÓVEIS

04. DESENHOS QUE COMPÕEM UM PROJETO DE DETALHAMENTO DE MÓVEIS

Todo o projeto de detalhamento de móveis precisa determinar previamente os desenhos, objetivando obter o seu perfeito entendimento. Nem sempre é necessário realizar todos os desenhos, tal ação dependerá da complexidade do projeto ou do móvel. No entanto, um projeto completo, contendo todos os desenhos, sempre será compreendido, por esta razão, quanto mais detalhado for o projeto, maiores as chances de ele ser executado com perfeição. Um projeto de detalhamento de móveis é composto pelos seguintes desenhos:

Planta Baixa de Layout

Elevações

Vista Frontal

Vista Lateral

Vista Interna

Corte Horizontal

Corte Vertical

Detalhes

Perspectiva

Cada desenho citado acima deve ser representado com muitos detalhes, desta maneira, facilitando o entendimento do profissional que executará o projeto, seu sistema construtivo e seus acabamentos. A riqueza de detalhes esboçada nos desenhos facilitará ao cliente a visualização real do seu móvel, assim evitando surpresas indesejáveis. A seguir vamos analisar cada um dos desenhos mencionados acima, além de especificar o que deve conter em cada um deles. No presente módulo vamos apenas conhecer e nos familiarizar com cada tipo desenho. Veremos também exemplos de desenhos prontos e

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

nos familiarizar com cada tipo desenho. Veremos também exemplos de desenhos prontos e Módulo 05 –

finalizados, contendo todas as informações que um projeto de detalhamento de móveis deve possuir. No entanto, o passo a passo de como alcançar o resultado final será estudado no próximo módulo.

04.01. Planta Baixa

Dependendo da complexidade do projeto, a planta baixa pode ser divida em três partes. Ao realizar um projeto de interior completo de uma residência, apartamento, loja, etc., tal projeto obrigatoriamente deverá possuir uma Planta Baixa de Layout Geral compreendendo todos os ambientes, e depois da aprovação do Layout Geral, o detalhamento por ambiente será necessário. Cada ambiente deverá possuir uma Planta Baixa de Layout em uma escala mais ampliada para esboçar detalhadamente cada ambiente. Caso o profissional seja contratado apenas para realizar o projeto de um único móvel, neste caso, a Planta Baixa de Layout Geral e nem a Planta Baixa de Layout por ambiente será desenvolvida. Neste caso, desenvolveremos apenas uma Vista Superior do móvel, por não haver necessidade de uma visão mais geral do ambiente.

Planta Baixa de Layout Geral

Conforme citado acima, a Planta Baixa de Layout Geral engloba todos os ambientes que serão projetados em uma única planta. Normalmente é realizado em uma escala menor para que se possa colocar toda a planta em uma única folha. A escala utilizada dependerá da área a ser trabalhada. Normalmente, usa-se a escala 1:50, 1:75 ou 1:100. Neste contexto, as escalas menores não são indicadas para o detalhamento de móveis, pois a compreensão dos desenhos acaba sendo dificultada e os detalhes acabam se perdendo. Na Planta Baixa de Layout Geral encontramos todos os móveis que abrangem os ambientes, objetivando obter uma visão geral de como ficará a circulação em todos os espaços de uma forma integrada. Nesta planta, não há necessidade de desenhar todos os detalhes dos móveis, pois a escala é

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

não há necessidade de desenhar todos os detalhes dos móveis, pois a escala é Módulo 05

menor e estes detalhes não ficarão visíveis. Recomenda-se evidenciar tais detalhes na Planta de Layout por ambientes, onde a escala é maior, logo a compreensão é mais fácil. Portanto, na Planta Baixa de Layout Geral recomendamos que sejam feitos desenhos mais simplificados, contendo somente as suas dimensões gerais. Abaixo o exemplo de uma Planta Baixa de Layout Geral de um apartamento com todas as informações necessárias:

de um apartamento com todas as informações necessárias: A Planta Baixa de Layout Geral deve conter:

A Planta Baixa de Layout Geral deve conter:

A Planta Baixa da edificação com o desenho das paredes, localização das aberturas (portas e janelas) e projeção das vigas, contendo as modificações de alvenaria, quando houver. Para melhor visualização das paredes, recomendamos pintá-las para destacá-las, os tons de cinza são sempre uma boa opção;

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

pintá-las para destacá-las, os tons de cinza são sempre uma boa opção; Módulo 05 – PROJETO

A

disposição dos móveis de todos os ambientes;

Nome dos ambientes com a área de cada um;

Cotas gerais com as dimensões gerais de cada móvel, sua localização

a circulação entre eles. Não é necessário cotar paredes e aberturas, no detalhamento de móveis, neste momento, o que devemos destacar são os móveis;

e

Breve descrição do que é cada móvel. Por exemplo: mesa de jantar, sofá de quatro lugares, etc.;

Nome do desenho e escala utilizada, que devem estar posicionados, normalmente, embaixo do desenho no canto esquerdo.

Por exemplo: Planta Baixa Layout Geral Apartamento Esc: 1:50

Planta Baixa de Layout por ambiente

É uma versão mais detalhada de um único ambiente. Na Planta Baixa

desenharemos cada móvel com mais riqueza de detalhes utilizando uma escala um pouco menor, objetivando destacar os detalhes do desenho sem poluir demasiadamente o desenho. Quando houver projeções de móveis suspenso, estas devem estar contidas no desenho. Nesta planta, a escala utilizada pode variar de acordo com a área do ambiente, porém a escala mais indicada é 1:25 ou 1:20, podendo-se utilizar a escala de 1:50 quando o ambiente for muito grande.

Na Planta Baixa de Layout Geral deve conter:

A Planta Baixa do Ambiente com o desenho das paredes, localização das aberturas (portas e janelas) e projeção das vigas, contendo as modificações de alvenaria, quando houver. Para melhor visualizar as paredes, recomendamos pintá-las de alguma cor para destacá-las.

A disposição de todos os móveis do ambiente de forma bem detalhada;

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

 A disposição de todos os móveis do ambiente de forma bem detalhada; Módulo 05 –

Cotas gerais com as dimensões totais de cada móvel, e cotas parciais com as dimensões das partes de cada móvel, com a localização de cada um e a circulação entre eles. Não é necessário cotar paredes e aberturas;

Descrição detalhada de cada móvel, contendo a especificação dos materiais de cada um. Esta descrição pode ser por meio de legenda, ou de linhas de chamada;

Setas indicando o nome de cada elevação ou vista;

Indicação de onde estão passando os cortes verticais;

Nome do desenho e ambiente com a escala utilizada, que devem estar localizados, normalmente, embaixo do desenho no canto esquerdo.

Por exemplo: Planta Baixa Layout Cozinha Esc: 1:25

do desenho no canto esquerdo. Por exemplo: Planta Baixa Layout – Cozinha Esc: 1:25 Módulo 05

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

do desenho no canto esquerdo. Por exemplo: Planta Baixa Layout – Cozinha Esc: 1:25 Módulo 05

Vista Superior

Quando for necessário, a vista superior será utilizada para detalhar somente um móvel, portanto não há necessidade de esboçar todo o ambiente, por isso é denominada de Vista Superior. A complexidade da Vista Superior estará em conformidade com a complexidade do móvel. Se for um móvel simples, não terá muitos detalhes, mas se for um móvel com muitos detalhes, ela conterá mais informações. A escala utilizada para desenhar a Vista Superior dependerá do tamanho do móvel, porém as escalas mais indicadas são 1:20 ou 1:10.

Na vista Superior de um móvel deverá conter:

1:20 ou 1:10. Na vista Superior de um móvel deverá conter:  Somente a linha da

Somente a linha da parede quando o móvel estiver encostado em uma das paredes;

O

desenho do móvel visto de cima contendo todos os detalhes;

Cotas gerais e parciais do móvel;

Descrição detalhada do móvel, contendo a especificação dos materiais

e acabamentos. Esta descrição ocorrerá por meio de legenda ou de linhas de chamada;

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

e acabamentos. Esta descrição ocorrerá por meio de legenda ou de linhas de chamada; Módulo 05

Setas indicando o nome das vistas frontal e lateral;

Indicação de onde estão passando os cortes verticais;

Nome do desenho e do móvel com a escala utilizada, que devem estar localizados, normalmente, embaixo do desenho no canto esquerdo.

Por exemplo: Vista Superior Armário Esc: 1:20

Por exemplo: Vista Superior – Armário Esc: 1:20 04.02. Elevações ou Vistas Muitos não sabem a

04.02. Elevações ou Vistas

Muitos não sabem a diferença entre Elevação ou Vista. Elevação é quando fazemos a elevação de uma parede de um ambiente, desenhando toda a extensão desta parede mostrando todos os móveis como se estivessem sendo vistos de frente. Um ambiente pode ter quantas elevações forem necessárias. Normalmente damos nomes a estas elevações, como elevação 01 ou elevação A, ficando à escolha de cada um. Quando se detalha um ambiente devem ser feitas as elevações de todas as paredes onde houver algum móvel. Vista é quando se está detalhando apenas um móvel, então é desenhado apenas as vistas desse móvel como se estivessem sendo vistas de frente. Normalmente, a vista frontal e a vista lateral são suficientes para o

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

de frente. Normalmente, a vista frontal e a vista lateral são suficientes para o Módulo 05

entendimento do móvel. Quando o móvel tiver elementos diferentes nas suas laterais, temos que fazer as duas vistas laterais. Então, para enfatizar, utilizamos o nome de elevação quando estamos detalhando um ambiente inteiro, e utilizamos o nome de vista quando estamos detalhando apenas um único móvel.

de vista quando estamos detalhando apenas um único móvel.  Elevação: Conforme mencionado anteriormente, todas as

Elevação:

Conforme mencionado anteriormente, todas as elevações das paredes de um ambiente devem ser feitas. Nas paredes onde não tiver nenhum móvel, não há necessidade de fazer a elevação. As elevações são desenhadas na mesma escala em que foi desenhada a planta baixa do ambiente, 1:20 ou 1:25. Em uma elevação deve conter:

O desenho de todas as paredes, contendo as linhas do piso, paredes e teto, não havendo de especificar a espessura, mas sim, somente a linha de dentro da parede;

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

não havendo de especificar a espessura, mas sim, somente a linha de dentro da parede; Módulo

Os móveis vistos de frente, desenhar todos os móveis que aparecerem deste lado, os que aparecem em primeiro plano e os que aparecem em segundo plano;

Cotas gerais e parciais de todos os móveis;

Descrição detalhada dos móveis, com especificação dos materiais e acabamentos, esta descrição pode ser por meio de legenda ou de linhas de chamada;

Indicação de onde estão passando os cortes verticais e horizontais;

Nome do desenho e do móvel contendo a escala utilizada, que devem estar localizados normalmente embaixo do desenho no canto esquerdo.

Por exemplo: Elevação 01 Cozinha / Esc: 1:25

desenho no canto esquerdo.  Por exemplo: Elevação 01 – Cozinha / Esc: 1:25 Módulo 05
desenho no canto esquerdo.  Por exemplo: Elevação 01 – Cozinha / Esc: 1:25 Módulo 05

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

desenho no canto esquerdo.  Por exemplo: Elevação 01 – Cozinha / Esc: 1:25 Módulo 05
 Vistas Geralmente, as vistas de um móvel são desenhadas na mesma escala em que

Vistas

Geralmente, as vistas de um móvel são desenhadas na mesma escala em que foram desenhadas a vista superior do móvel, 1:10 ou 1:20. Recomenda-se desenhar todas as vistas na mesma escala. As vistas podem ser frontais ou laterais. A vista frontal é a vista principal do móvel visualizada de frente e a vista lateral é quando vemos a lateral do móvel também de frente. Quando o móvel tiver duas vistas laterais diferentes, é necessário desenhar as duas vistas. Em uma elevação deve conter:

O desenho do móvel visto de frente e de lado contendo todos os detalhes;

Cotas gerais e parciais do móvel em todas as vistas;

Descrição detalhada do móvel, contendo a especificação dos materiais e acabamentos, esta descrição pode ser por meio de legenda ou de linhas de chamada;

Na vista frontal é indicado onde estão passando os cortes verticais e horizontais e na vista lateral é indicado somente os cortes horizontais;

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

verticais e horizontais e na vista lateral é indicado somente os cortes horizontais; Módulo 05 –

Nome do desenho e do móvel com a escala utilizada, que deve estar localizados, normalmente, embaixo do desenho no canto esquerdo.

Por exemplo: Vista Frontal 01 Armário / Esc: 1:20

Exemplo: Vista Frontal Armário

Vista Frontal 01 – Armário / Esc: 1:20 Exemplo: Vista Frontal – Armário Módulo 05 –
Vista Frontal 01 – Armário / Esc: 1:20 Exemplo: Vista Frontal – Armário Módulo 05 –

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

Vista Frontal 01 – Armário / Esc: 1:20 Exemplo: Vista Frontal – Armário Módulo 05 –

Exemplo: Vista Lateral Armário

Exemplo: Vista Lateral – Armário 04.03. Vista Interna A Vista Interna nada mais é do que

04.03. Vista Interna

Exemplo: Vista Lateral – Armário 04.03. Vista Interna A Vista Interna nada mais é do que

A Vista Interna nada mais é do que a Vista Frontal de um móvel, só que sem as portas, para que se possa ver o que tem na parte interna do móvel.

Alguns móveis mais complexos necessitam de uma vista interna, pois possuem muito elementos que não poderiam ser vistos apenas na vista frontal e lateral, como é o caso dos roupeiros, que possuem diversas prateleiras e acessórios em seu interior. A escala deve ser a mesma utilizada na vista frontal do móvel, porém se houver muitos detalhes, pode ser desenhada em uma escala maior, como 1:20 ou 1:10 Em uma vista interna deve conter:

O desenho da linha do piso, paredes e teto, no entanto há necessidade de conter apenas as linhas internas;

O desenho do móvel visto de frente sem as portas, com todas as divisões internas;

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

O desenho do móvel visto de frente sem as portas, com todas as divisões internas; Módulo

Cotas gerais e parciais do móvel e suas respectivas divisões, inclusive da espessura das divisórias;

Escrever dentro do desenho ou por meio de linhas de chamada o que é cada nicho interno; se é uma prateleira, um cabideiro ou uma sapateira, por exemplo;

Descrição detalhada do móvel, contendo a especificação dos materiais e acabamentos, esta descrição pode ser por meio de legenda ou de linhas de chamada;

Na vista interna também é indicado onde estão passando os cortes verticais e horizontais;

Nome do desenho e do móvel com a escala utilizada, que devem estar localizados, normalmente, embaixo do desenho no canto esquerdo.

Exemplo: Vista Interna 01 Armário

embaixo do desenho no canto esquerdo. Exemplo: Vista Interna 01 – Armário Módulo 05 – PROJETO

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

embaixo do desenho no canto esquerdo. Exemplo: Vista Interna 01 – Armário Módulo 05 – PROJETO

Exemplo: Vista Interna Móvel Cozinha

Exemplo: Vista Interna – Móvel Cozinha Módulo 05 – PROJETO DE MÓVEIS
Exemplo: Vista Interna – Móvel Cozinha Módulo 05 – PROJETO DE MÓVEIS

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

Exemplo: Vista Interna – Móvel Cozinha Módulo 05 – PROJETO DE MÓVEIS

04.04. Corte Horizontal

O Corte Horizontal ou também chamado de Vista Superior Interna, nada mais é do que o móvel visto por dentro de cima. Podemos dizer que corta o móvel na horizontal. O objetivo do corte horizontal é para facilitar a visualização do posicionamento das divisórias ou montantes internos e gavetas, pois estes não podem ser vistos na vista superior e nem na vista frontal. O Corte Horizontal pode ser desenhado a partir da vista superior do móvel ou a partir da planta baixa do ambiente. Quando temos apenas um móvel, fazemos o corte horizontal somente deste móvel, porém quando temos um ambiente inteiro, com móveis em todas as paredes ou em “L”, como acontece muito em cozinhas, temos que mostrar o corte horizontal do ambiente inteiro em um único desenho. Neste caso, não podemos fazer o corte por partes devido à dificuldade de compreensão dos elementos como um conjunto. Lembre-se também que quando um móvel for divido em móvel baixo + móvel suspenso, devemos fazer o corte horizontal tanto do móvel baixo quanto do móvel suspenso. Dependendo da complexidade dos móveis talvez seja necessário fazer mais de um corte horizontal do mesmo móvel. Para não fazer cortes desnecessários é importante escolher com coerência a altura em que o móvel será cortado, de preferência na altura onde houver mais detalhes no móvel.

Como o corte horizontal mostra as espessuras dos montantes e das divisórias por dentro, é importante que seja feito em uma escala em que estes elementos sejam visíveis. Recomenda-se trabalhar com a escala de 1:20 ou 1:10, dependendo do nível de detalhes do móvel. O sentido do Corte Horizontal é sempre visto de cima para baixo e deve ser indicado por setas nas vistas frontais e laterais. Em um corte horizontal deve conter:

Quando o corte for de um ambiente inteiro, este deverá conter a planta baixa de todo o ambiente com o desenho das paredes, contendo a localização das aberturas. Se for de um único móvel, é necessário conter apenas a linha interna da parede onde o móvel estiver encostado;

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

necessário conter apenas a linha interna da parede onde o móvel estiver encostado; Módulo 05 –

A planta baixa de todos os móveis cortados na horizontal, tanto dos móveis baixos quanto dos móveis suspensos;

Escrever dentro ou com linhas de chamada o que é cada nicho. Por exemplo: duas portas com sobreposição total + prateleira interna ou gavetão embutido, etc.

Cotas gerais com as dimensões totais e parciais do móvel, contando as espessuras das divisórias e o espaço entre elas;

Descrição detalhada do móvel, com especificação dos materiais de cada um. Esta descrição pode ser por meio de legenda ou de linhas de chamada;

Seta indicando o nome de cada elevação ou vista;

Indicação de onde estão passando os cortes verticais;

Nome do desenho e ambiente com a escala utilizada, que devem estar localizados, normalmente, embaixo do desenho no canto esquerdo.

Por exemplo: Corte Horizontal 01 Cozinha Esc: 1:25

Exemplo: Corte Horizontal de um Armário:

Corte Horizontal 01 – Cozinha Esc: 1:25 Exemplo: Corte Horizontal de um Armário: Módulo 05 –

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

Corte Horizontal 01 – Cozinha Esc: 1:25 Exemplo: Corte Horizontal de um Armário: Módulo 05 –
Exemplo: Corte Horizontal de uma cozinha (móvel baixo): O Corte Horizontal do móvel baixo chamamos

Exemplo: Corte Horizontal de uma cozinha (móvel baixo):

Exemplo: Corte Horizontal de uma cozinha (móvel baixo): O Corte Horizontal do móvel baixo chamamos de

O Corte Horizontal do móvel baixo chamamos de CH.01. Se cortarmos o móvel ao meio e tirarmos a parte de cima, veremos como o móvel é por dentro conforme é mostrado na figura acima.

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

de cima, veremos como o móvel é por dentro conforme é mostrado na figura acima. Módulo
Exemplo: Corte Horizontal de uma cozinha (móvel suspenso ou móvel alto): O Corte Horizontal do

Exemplo: Corte Horizontal de uma cozinha (móvel suspenso ou móvel alto):

Horizontal de uma cozinha (móvel suspenso ou móvel alto): O Corte Horizontal do móvel superior chamamos
Horizontal de uma cozinha (móvel suspenso ou móvel alto): O Corte Horizontal do móvel superior chamamos

O Corte Horizontal do móvel superior chamamos de CH.02. Se cortarmos o móvel ao meio e tirarmos a parte de cima, veremos como o móvel é por dentro conforme é mostrado na figura acima.

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

de cima, veremos como o móvel é por dentro conforme é mostrado na figura acima. Módulo
04.05. Corte Vertical O Corte Vertical ou também chamado de Vista Lateral Interna, nada mais

04.05. Corte Vertical

O Corte Vertical ou também chamado de Vista Lateral Interna, nada mais é do que o móvel visto por dentro de lado. Podemos dizer o que corta o móvel na vertical. O objetivo do Corte Horizontal é para facilitar a visualização da altura das prateleiras internas e gavetas, pois estes não podem ser vistos na vista lateral. O Corte Vertical pode ser desenhado a partir da vista lateral do móvel. Quando temos apenas um móvel, fazemos o corte vertical somente deste móvel, porém quando temos um ambiente inteiro, com móveis em todas as paredes ou em “L”, como ocorre muito em cozinhas, temos que mostrar o corte vertical do ambiente inteiro em um único desenho, ou seja, vai aparecer o móvel que está em vista lateral sendo cortado e nos fundos, o que está em vista frontal em uma linha mais fina, pois sempre o que está sendo cortado é desenhado com uma linha mais grossa. Se o móvel que estiver sendo cortado possuir um uma bancada baixa e um móvel suspenso, no corte vertical deve aparecer os dois móveis

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

bancada baixa e um móvel suspenso, no corte vertical deve aparecer os dois móveis Módulo 05

cortados. Dependendo da complexidade dos móveis, talvez seja necessário fazer mais de um corte vertical do mesmo móvel. Para não fazer cortes desnecessários é importante escolher com coerência a posição em que o móvel será cortado, de preferência na altura onde houver mais detalhes no móvel.

Como o corte vertical mostra as espessuras das prateleiras e divisórias internas, é importante que seja feito em uma escala em que estes elementos sejam visíveis. Recomenda-se trabalhar na escala de 1:20 ou 1:10, dependendo do nível de detalhes do móvel.

O sentido do Corte pode ser tanto para a direita quanto para a

esquerda, mas objetivando facilitar, o corte pode ser feito no mesmo sentido da vista lateral, para que todos os desenhos fiquem no mesmo sentido. Lembrando que o corte deve passar pela parte do móvel que tiver um maior número de detalhes para que em um único corte possamos mostrar tudo o que é necessário.

Em um corte vertical deve conter:

Quando o corte for de um ambiente inteiro, este deverá conter a elevação frontal de toda a parede com o desenho das linhas das paredes, piso e teto. Se for de um único móvel, é necessário somente a linha do piso, teto e a linha interna da parede onde o móvel estiver encostado;

A vista lateral de todos os móveis cortados na vertical, tanto dos móveis baixos quanto dos móveis suspensos;

Escrever dentro ou com linhas de chamada o que é cada nicho, por exemplo, duas portas com sobreposição total + prateleira interna ou gavetão embutido, etc;

Cotas gerais com as dimensões totais e parciais do móvel, contando

as espessuras das prateleiras e o espaço entre elas;

Descrição detalhada do móvel, com especificação dos materiais de cada um. Esta descrição pode ser por meio de legenda ou de linhas de chamada;

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

de cada um. Esta descrição pode ser por meio de legenda ou de linhas de chamada;

Indicação de onde estão passando os cortes horizontais;

Nome do desenho e ambiente com a escala utilizada, que devem estar localizados normalmente embaixo do desenho no canto esquerdo. Por exemplo: Corte Vertical 01 Armário

Exemplo: Corte Vertical Armário

Por exemplo: Corte Vertical 01 – Armário Exemplo: Corte Vertical Armário Módulo 05 – PROJETO DE
Por exemplo: Corte Vertical 01 – Armário Exemplo: Corte Vertical Armário Módulo 05 – PROJETO DE
Por exemplo: Corte Vertical 01 – Armário Exemplo: Corte Vertical Armário Módulo 05 – PROJETO DE

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

Por exemplo: Corte Vertical 01 – Armário Exemplo: Corte Vertical Armário Módulo 05 – PROJETO DE

Exemplo: Corte Vertical Cozinha

Exemplo: Corte Vertical Cozinha Módulo 05 – PROJETO DE MÓVEIS
Exemplo: Corte Vertical Cozinha Módulo 05 – PROJETO DE MÓVEIS
Exemplo: Corte Vertical Cozinha Módulo 05 – PROJETO DE MÓVEIS

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

Exemplo: Corte Vertical Cozinha Módulo 05 – PROJETO DE MÓVEIS

04.06. Detalhes

Os Detalhes são na verdade uma parte do móvel ampliada em uma escala maior para que se possa visualizar melhor um determinado elemento do móvel que precisa ser detalhado com mais precisão. Não são todos os móveis que precisam ser feitos detalhes ampliados, somente aqueles que têm algum elemento que na escala comum utilizada não ficam muito visíveis ou que não conseguimos cotar com precisão. Os detalhes são feitos em escalas maiores como 1:5, 1:2, ou ainda, até na escala 1:1 que é a escala real do objeto.

maiores como 1:5, 1:2, ou ainda, até na escala 1:1 que é a escala real do

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

maiores como 1:5, 1:2, ou ainda, até na escala 1:1 que é a escala real do

04.07. Perspectiva

As Perspectivas são elementos gráficos utilizados para representar um móvel ou um ambiente em 3D (3 dimensões). São cada vez mais indispensáveis na apresentação de um projeto. Muitos dos clientes são leigos, e normalmente não conseguem compreender como ficará o móvel apenas observando a planta baixa e as elevações, portanto necessitam deste recurso para obter a melhor visualização de como ficará o móvel depois de executado. Tal recurso garante que o cliente ficará satisfeito com o resultado final depois do móvel executado, pois ele já pode visualizá-lo antes de sua execução e poderá também fazer quantas alterações forem necessárias até chegar ao resultado desejado. É mais fácil e vantajoso alterarmos as imagens do que o móvel depois de pronto! As Perspectivas podem ser feitas a mão livre com técnicas de 1 ponto de fuga, 2 pontos de fuga ou somente em forma de croqui, e muitas outras técnicas, como ainda podem ser realizadas no computador com auxílio de software. Atualmente, temos uma variedade de software que fazem imagens em 3D que se aproximam muito da imagem real o que garante que o móvel seja executado de forma fiel ao projeto.

da imagem real o que garante que o móvel seja executado de forma fiel ao projeto.

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

da imagem real o que garante que o móvel seja executado de forma fiel ao projeto.

Concluímos que, todos esses desenhos são importantes para a correta representação de um móvel. Conforme dito anteriormente, não são todos os móveis que precisam ser detalhados, somente aqueles mais complexos ou com muitos detalhes. Normalmente, a compreensão dos móveis mais simples ocorre apenas por meio da vista superior, vista frontal e das vistas laterais. Não esquecendo que uma perspectiva ou imagem do móvel é sempre bem vinda e agrega valor e qualidade ao projeto. Agora que já sabemos quais desenhos são necessários em um projeto de detalhamento de móveis e o que deve constar em cada um deles, no próximo módulo, veremos devemos fazer cada um destes desenhos.

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

em cada um deles, no próximo módulo, veremos devemos fazer cada um destes desenhos. Módulo 05
amcursosonline .com.br facebook.com/ amcursosonline Módulo 05 – PROJETO DE MÓVEIS
amcursosonline .com.br facebook.com/ amcursosonline Módulo 05 – PROJETO DE MÓVEIS

amcursosonline.com.br

facebook.com/amcursosonline

Módulo 05 PROJETO DE MÓVEIS

amcursosonline .com.br facebook.com/ amcursosonline Módulo 05 – PROJETO DE MÓVEIS