Você está na página 1de 18

0,40€

Editorial
Vamos fotografar Presépios Esperamos que, ao
leres este “Jornal da BE”,
encontres pelo menos um
Atenção aos repórteres do JB e todos os que gostam de fotografia! artigo ou uma notícia
interessante…
No início do 2º período lectivo, vamos realizar uma O Jornal da BE é
EXPOSIÇÃO e CONCURSO de FOTOGRAFIAS de PRESÉPIOS. ambicioso, pois pretende
informar e/ou distrair toda a
Para participar, basta entregar à Funcionária da BE (D. Augusta) a(s) comunidade do
fotografia(s) em suporte digital ou em papel, até ao dia 11 de Janeiro/08. Agrupamento de Escolas de
Almodôvar! É por isso que
Queremos que participes! neste 1º número,
apresentamos materiais
produzidos por professores,
funcionários e alunos do
Agrupamento, desde o 1º
Esta semana ciclo ao Ensino Secundário.
O Jornal da BE não

Exposição de Árvores de Natal


serve apenas para divulgar
notícias da Biblioteca (para
isso, temos uma página na
NET em construção),
podemos publicar textos da
Feitas pelos alunos tua autoria, ou outros de que
gostes; também aceitamos

Vai à Biblioteca e vota na tua preferida reportagens


sobre
fotográficas
diversos
acontecimentos da escola,
do nosso concelho, do país,
do mundo!
A Equipa da BE
agradece a colaboração de

Aviso todos os que contribuíram


para este primeiro número e
Sempre que queiras, podes colaborar com o Jornal, apenas precisas de ir até à deseja aos seus leitores um
Bom Natal!
Biblioteca e entregar os teus trabalhos (devidamente identificados) à funcionária D. Augusta,
ou envia-los para o e-mail do JB (na última página). Para mais informações podes falar com a A Coordenadora da BE da
Professora Responsável pelo Jornal (se fores aluno do 1º ciclo, procura a Educadora Lucília; EB23S
os outros alunos podem falar com a Prof. Ana Prata). Os meninos do Pré-Escolar ainda não ( Dr. João de Brito
Camacho)
sabem escrever, mas também podem participar com desenhos, notícias… aqui fica o convite. Professora Ana Prata
Trabalhos dos Mais Novos
Carta ao Pai Natal
Querido Pai Natal
Eu chamo-me Igor Alexandre Ribeiro
Pacheco, e tenho 9 anos.
Eu só quero alguns presentes. Quero,
sobretudo mais paz no mundo, e que as
crianças sem nada, tenham muitos presentes
de Natal.
Para mim eu quero um jogo para a PSP, um
livro chamado “Histórias de Natal” e mais
outros presentes.
Eu também quero que a minha família se junte
toda para comemorar esta festa.
Desejo-te, Pai Natal, um bom Natal, porque
gosto muito de ti!
Beijinhos do Igor e… até ao Natal.
(Igor Pacheco 4º F)
Igor Pacheco 4º F

Natal? O que é o Natal?


(Trabalho elaborado na BE do 1º ciclo por alunos em prolongamento de horário)

Bruno Daniel 2º C
Tânia Madeira 4º B
Carlos 2º C
 O Natal é quando estamos com a família e damos
presentes uns aos outros - André Cavaco4ºB
 O Natal é quando Nasce o Menino Jesus - Beatriz
Júlio 1º B
 O Natal é Paz, Amor e Carinho - Beatriz Honório 2ºC
No Natal é bom estar com Jesus - Beatriz Resende
2ºC
 O Natal é estar ao pé da chaminé e os meninos
ficarem felizes - Mariana Vaz 2ºC
 O Natal é uma festa de que as pessoas gostam muito -
Bruno Daniel 2ºC
 No Natal vêm os três Reis Magos - Mariana
Mendinhos 2º C
 O Natal é Paz e Amor - Pedro Rodrigues 2º C
 O Natal é nós estarmos com a família - Tânia
Madeira 4ºB
Fernando Messias 2º C  O Natal é para estarmos com as pessoas que nós
Beatriz Honório 2º C
gostamos - José Carlos 4º B
O Natal é o aniversário de Jesus – Maisy 2ºD

2
NATAL O Dia das Bruxas na Escola

Natal, O Dia das Bruxas na escola foi muito divertido. As pessoas


palavra que nos faz pensar! mascaradas foram para um palco desfilar. Era um de cada vez.
Uma palavra que se pronuncia… Estavam todos monstruosos. Havia bruxas, diabos, fantasmas,
com melodia, múmias e mais. Uns actuavam de uma maneira divertida. Haviam
com alegria, abóboras no palco e um fumo. Também havia muita música. Houve
com a família. alguns alunos que cantaram e dançaram no fim. Os que ganharam
Época festiva, tiveram uma prenda. A prenda era uma bruxa muito engraçada.
em que tudo pode acontecer,
os bolinhos nas mesas, (Laura Colaço 4º G)
os presentes fechados,
os presentes à espera,
os presentes abertos, Um papel branco nada tem.
as velas acesas, Que nascerá nele?
as luzinhas a piscar,
as olhinhos a brilhar! Eu posso fazer nascer muitas coisas lindas num papel branco.
A família está junta, Com a minha imaginação, posso fazer nascer um lindo campo verde
a festa começa e cheio de flores. Posso desenhar o Jardim Zoológico de Lisboa, com
e queremos continuar. lindos e variados animais. Fazer nascer uma maravilhosa árvore de
De manhã, Natal, toda enfeitada e cheia de prendas. Posso vê-lo com muitos
ao acordar, versos, poesia, com anúncios, com avisos, com chamadas de
parece que foi um sonho. atenção e tudo o quanto nele quiser escrever. No papel podemos
Despertamos escrever o nosso diário, o que queremos que ninguém veja.
e acreditamos Podemos escrever cartas lindas à família, amigos, conhecidos,
num novo dia a nascer, pessoas de quem temos saudades.
num novo ano para viver, Ao reciclarmos, estamos a ajudar a salvar muitas árvores. Se
num novo Natal reciclarmos o papel, ele pode vir outra vez parar às nossas mãos,
a aquecer os nossos corações. novinho em folha.
O papel é mágico, dá para fazer coisas maravilhosas. É muito,
(Melanie Ribeiro 6º C) mas mesmo muito importante.
(Melanie Ribeiro 6ºC)

História Estranha de Halloween A raposa esfomeada

Era uma vez quatro amigos que se chamavam Certa tarde, estava um coelho muito entretido a roer uma
Catrina, Zita, Diogo e Pedro. Andavam todos na mesma cenoura, à porta da sua toca, quando olhou para o campo que se
turma do 5º ano, numa escola em Vale Flor. Nessa pequena desenhava à sua frente, viu uma raposa.
vila havia uma casa assombrada em que existiam coisas O coelho ficou assustado, mas depois pensou numa
horríveis, como pratos velhos e espelhos partidos. maneira de enganar a velha raposa, que se achava a mais esperta
Entretanto, na escola, a Associação de Estudantes das redondezas.
pensou a festa do Halloween e decidiu fazê-la na tal casa - Olá, coelho! – cumprimentou-o a raposa.
assombrada. Como precisavam de ajuda para os - Boa tarde, comadre! Está tão magra, tem estado
preparativos e a presidente da AE era irmã da Zita, pediram- doente? –perguntou o coelho.
lhe que ela e os seus amigos os ajudassem. Eles aceitaram. - Não, senhor coelho. A vida não está fácil, tenho que dar
Foram, então, fazer os preparativos para a festa e, de mamar aos meus três filhotes e não tenho nada para comer. –
no dia seguinte, entregaram à mana da Zita, que os achou disse a raposa já pensando que tinha ali um bom jantar.
óptimos. Agora teriam de pintar a casa e pôr lá os enfeites. Mas o coelho, que era muito espertalhão, percebeu logo
Chegou o dia da festa. A casa estava o máximo. que ela o queria comer, e pensou num estratagema para se livrar
Tinha muitas coisas para comer, desde batatas fritas, dela.
ponche, sumo, gomas, amendoins, mousse, pudins, salame, - Olhe comadre, - disse o coelho – eu sei onde fica uma
salada de fruta. Também havia jogos. O mais giro era o das capoeira cheia de galinhas muito gordinhas, se quiser eu levo-a lá!
“escondidas assombradas”. Para esse jogo deviam formar A raposa cheia de fome como estava, pensou que era
grupos de quatro. Então a Catrina, a Zita, o Diogo e o Pedro, melhor comer todas as galinhas e depois comeria o coelho e
além dos outros grupos, começaram a jogar e nunca mais concordou logo com o coelho.
pararam, até que o grupo da Catrina desapareceu. Então o coelho levou-a a uma capoeira que ele conhecia,
Ninguém sabia onde é que eles estavam, nem mas onde não havia galinhas nenhumas. Quando chegaram junto
sequer a mana da Zita. Mas alguém teve uma ideia da capoeira, o coelho disse à raposa para não fazer barulho, para
brilhante. Deveriam telefonar-lhes. A irmã da Zita telefonou, não acordar as galinhas. Mandou-a entrar e fechou a porta
porém não sabia que tinham deixado o telemóvel em casa. dizendo que era para as galinhas não fugirem, e fugiu para longe
Sem perda de tempo, foram todos procurá-los. A verdade é deixando a raposa presa na capoeira.
que não os encontraram, porque eles tinham sido raptados Foi assim que o coelho enganou a esperta da raposa,
pelo bicho Papão. Por sorte, o Pedro conseguiu safar-se e que por tudo querer acabou por tudo perder!
disse onde é que estavam os amigos. Foram buscá-los e
tudo acabou bem. No outro dia, já tudo era passado. Quem tudo quer tudo perde.»

(Inês Barôa 5º D) (Emanuel Queimado 5ºB)

3
Tradições e Lendas de Natal
O fato vermelho com que costumamos
Presépio: ver o Pai Natal vestido, apareceu porque a
marca Americana Coca Cola “comprou” esta
personagem, vestiu-a com as suas cores e
A Palavra presépio é de origem hebraica
começou a utiliza-la na suas publicidades. Isto
e significa manjedoura de animais. As
também ajudou muito à sua divulgação.
representações do presépio sofreram um
grande impulso a partir de 1223, quando S.
Francisco de Assis resolveu fazer um presépio Cartões de Boas-Festas:
ao vivo em Gréccio, na Itália, na noite de 24
para 25 de Dezembro. A partir daqui
começaram a vulgarizar-se representações de Parece ter sido em Londres, no Natal de
presépios com figuras esculpidas. 1843, que tiveram origem os cartões de Boas-
Festas. Henry Cole foi o seu fundador.

Árvore de Natal:
Bolo Rei:
“Por ocasião do Natal costuma usar-se,
como ornamento das casas, o pinheiro e o “Diz a lenda que, quando os Magos
abeto, as suas folhas, simbolizam a vida eterna. foram visitar Jesus, com a intenção de Lhe
Jesus, como se sabe, veio dizer que tínhamos a oferecerem presentes: ouro, incenso e mirra, a
vida em abundância. Tendo sido Cristo, cerca de sete quilómetros do local onde o
pendente da Cruz, o Pão vivo descido do céu, Menino se encontrava tiveram uma discussão:
os medievais costumavam ornamentar a árvore qual deles seria o primeiro a oferecer os
do presépio com ofertas, símbolo da Eucaristia, presentes. A solução foi-lhes dada por um
como fruto do sacrifício da cruz. Daí o artífice, que assistindo à conversa, quis ajudar a
aparecimento da árvore de Natal, carregada de encontrar para o problema uma saída que
frutas e guloseimas que Jesus oferece às agradasse a todos. Ele faria um bolo cuja massa
crianças. incorporaria uma fava. Repartindo pelos três,
A tradição da Árvore de Natal é de seria o primeiro a oferecer os presentes ao
origem germânica e data do tempo de S. Menino Jesus, aquele em cuja fatia se
Bonifácio. encontrasse a fava. Conhecido pelo nome de
Uma das primeiras pessoas a adoptar o Bolo Rei, feito para escolher um rei, aquele doce
costume da árvore de Natal, parece ter sido a passou a usar-se sobretudo no Natal. Há uma
rainha Carlota, esposa de Jorge III de outra lenda que diz ter sido um bolo de fruta
Inglaterra”. seca. Os crentes deviam comer doze bolos
Silva Araújo, “Viver o Natal” entre o Natal e os Reis. A côdea simbolizava o
ouro; o miolo e as frutas secas, a mirra; o
aroma, o incenso”.
Silva Araújo, “Viver o Natal”
Missa do Galo:
“Celebrar o Natal é viver a mensagem
A missa do Galo tem origem na
província espanhola de Toledo. Cada lavrador salvadora de Jesus
matava um galo em memória daquele que Por isso:
cantou três vezes quando Pedro negou Jesus. A
ave era levada para a igreja e oferecida aos - Não há Natal quando há discriminações
pobres, a fim de terem um almoço melhorado no baseadas na idade, no sexo, na
dia de Natal. Em algumas aldeias espanholas e nacionalidade, na cor da pele ou nas ideias
portuguesas levava-se o galo vivo para a igreja
que se defendem.
para que ele cantasse durante a missa.
- Não há Natal quando se praticam a
violência e o terrorismo.
Pai Natal: - Não há Natal quando há gente a viver em
barracas e em bairros de lata.
“ A história do Pai Natal é baseada num
facto verdadeiro: No século IV, Nicolau, Bispo
É preciso que haja Natal todos os dias
de Mira, tinha o hábito de distribuir presentes
entre os pobres, mas não gostava de receber
agradecimentos. Mesmo depois da sua morte as - Haverá Natal se cada um de nas - eu e tu -
crianças holandesas acostumaram-se a colocar procurar viver de harmonia com a doutrina
os sapatos á porta da casa, esperando a visita de Jesus, Se nos reconhecermos irmãos
de S. Nicolau. Faziam-no na noite de 5 para 6 uns aos outros.
de Dezembro. Mais tarde o costume divulgou-se
- Há Natal quando dizemos aos outros que
por outros países, que mudaram a data para a
noite de Natal e passaram a chamar Pai-Natal Deus os ama.
àquele que ia levar as prendas”. - Há Natal quando somos, junto dos outros,
Silva Araújo, “Viver o Natal” testemunhas do amor de Deus”.
Silva Araújo, “Viver o Natal”

(adaptado pela professora Isabel Santos)


4
Cantinho da História
Porqu e com e m oram os o Nat al em d o s p rime iro s Jo go s O lím p ico s, em
7 7 6a . C. Fin a lm en te , a e ra islâm ica
De z em bro?
t o ma a d a ta d a Hé gira (f u ga d e
Ma o mé d e Me ca p a ra Me d ina , em
6 6 2 d a e ra crist ã ), co mo an o 1 .
Em Po rt u ga l, p o r e xe m p lo , só
co m e çám o s a con t a r o s an o s a
p a rt ir d a e ra d e Crist o , n o re in ad o
d e D. Jo ã o I .
A ind a a p rop ó sito d e ste im b ró glio
d a s e ra s, va le a p e na cla rif ica r
o u t ra qu e st ão : o p rim e iro an o d o
sé cu lo XXI n ã o f o i 2 0 0 0 m a s 2 0 01 ,
p o rqu e nã o e xist e o a n o ze ro ! Po r
isso o sé cu lo I va i d o a n o 1 ao a no
Cristo nasceu antes de Cristo? 1 0 0 , in clu sive ; ca so co n t rá rio, o
sé cu lo I t e ria a p ena s 9 9 a no s.
T e ria Crist o n a scid o ef e ct iva m en t e V o lta n do ao Nat a l. S e o a no d o
n o d ia 2 5 de De ze m b ro d e h á n a scime n to de Crist o é
2 0 07 a no s? co n t ro ve rso , o d ia e o m ê s a in da
S e gu nd o f o nt e s crist ã s e nã o sã o m a is. O s p rim e iro s b isp o s
crist ã s, Je su s Crist o n a sce u n o crist ã o s m o st ra ra m -se in de ciso s
t e mp o de O ct á vio Cé sa r A u gu st o , qu a n t o a o d ia do n a scim e nt o d e
n a p ro vín cia ro m a na da Jud e ia, Je su s e p ro pu se ra m vá ria s d at a s:
m a s o s E va n ge lh o s na da d ize m 2 5 e 28 d e Ma rço , 2 e 1 9 de A b ril…
so b re a su a d at a do n a scim en t o . E st a ú lt im a f o i co n sid e rad a m a is
O a no 1 d a n o ssa e ra a p en a s f o i p ro vá ve l, p o is a d e scriçã o d o s
f ixa d o no sé c. VI , p o r u m m on ge d e E va n ge lh o s, co m o s p a st o re s ao
n o me Dio n ísio qu e co lo co u o re le n t o , f a zia pe n sa r m a is n a
n a scime n to d e Crist o n o an o 75 3 da P rim a ve ra qu e n o I n ve rn o . A
f u n da ção d e Rom a . To mo u como e sco lh a de 25 de De ze mb ro
re f e rê n cia o re cen se am en t o ge ra l re m on t a à ép o ca d o Im p e rad o r
d a po pu la çã o d o Im p é rio, o rde n ad o Co n st an t in o (sé cu lo I V ) e e stá
p o r Cé sa r A u gu st o na qu e la d a ta . re la cio n ad a com o e n tã o t rad icio n a l
P o ré m, t ud o le va a su p o r qu e o cu lt o so la r. O d ia 2 5 d e De ze m b ro
m o n ge se te nha e n ga n ad o ! O co in cid ia com o solst ício d o I n ve rn o
I m pe ra do r A u gu sto o rd en o u d o is (d ia m a is cu rt o d o a n o ) e e ra
re ce n sea me n to s, se p a rad o s po r 4 co m emo ra d o, d e sde h á m u ito , en t re
a n o s. Je su s p a re ce t e r na scid o n a o s rom a no s e o u t ro s p o vo s d o
a lt u ra da p rime ira co n t a gem e n ã o Me d it e rrâ n eo , co mo a f e sta do so l.
n a se gu n da , co mo su p ô s Dio n ísio . De st e m od o , a I gre ja n ã o t e ve
I sso sign if ica qu e , p a ra d o xa lme n te , d if icu ld a de e m f aze r a ce it a r com o
“Crist o n a sce u e m 4 a n t e s d e su a e sta ce leb ra çã o pa gã ; e ssa
Crist o ”. O u se ja , d e ve ría m o s e st a r se ria , a liá s, uma prá t ica h ab it u a l d o
h o je no a no d e 2 0 11 d a e ra d o Crist ia n ism o p rim itivo .
n a scime n to de Nosso S en h o r J e su s
Crist o e n ão em 20 0 7 . Nota : a d a ta do n a scime n t o d e
A liá s, to d a e st a qu e st ã o da s e ra s Crist o t e m, se g ura me n t e , me n o s
e ca le nd á rio s con st it u i um a b oa i mp o rt â n cia do qu e o s ide a is q ue
e m b ru lh a da ! O s Ro m an o s con t a va m e le d e f en de u : pa z e ig u a ld ad e en t re
o s a n o s a p a rt ir da d a ta h ip ot é t ica t o d o s o s h o me ns e a mo r p e lo
d a f u nd a ção d e Ro m a em 7 53 a . C. p ró ximo . Ma s o Na t a l é u m b o m
A n t e s d e Jú lio Cé sa r, o a n o t e mp o p a ra re f le xão … P o rq ue é q u e
in icia va -se e m 1 d e Ma rço – d a í o o f e re ce mo s e re ce b e mo s p re nd a s
f a ct o de S e tem b ro , O u tu b ro , n e st a a lt u ra d o a no ?
No ve m b ro e De ze m b ro sign if ica rem
e m la t im o s me se s nú me ro se t e , (Adaptação da Prof. Ana Prata a partir de
o it o , n o ve e d e z. um texto original de Adérito Tavares – Prof.
P o r su a ve z, o s G re go s co n ta va m de História)
o s se u s a no s a part ir d a ce le b ra çã o

5
Actividades na Escola
Dia de S. Martinho:
Como já vem sendo tradição na nossa escola,
comemorou-se a festa de S. Martinho no dia 9 de
Novembro.

Desde o mais novo ao mais velho todos colaboraram


e participaram activamente em todos as actividades. Foi da
responsabilidade dos alunos do 6ºC a decoração e a
dinamização da festa, bem como a execução do quiosque de venda
de castanhas, de bolos e sumos. Também os alunos do 10º D
deram uma mãozinha na decoração.

A festa começou com uma palestra, na qual a Dr.ª Catarina


Afonso falou sobre os cuidados a ter com os animais equestres e
sobre as vantagens da equitação no desenvolvimento das crianças.

A “Associação dos Cavaleiros de Vila Negra” trouxe vários


cavalos e uma charrete que fizeram as delicias de miúdos e ….
professores e funcionários.

A festa foi um sucesso, os cavalos não chegavam para as


encomendas, todos queriam dar uma voltinha, até os senhores
professores pela primeira vez perderam o medo e deram a
sua voltinha.

Enquanto uns andavam de charrete outros participavam nos


jogos tradicionais. Foi uma FESTA!

(Professora Ivone Pragana)

Corta-mato:

1º lugar Infantis 1º lugar Raparigas 2º lugar Raparigas 3º lugar Raparigas

Esta magnífica
reportagem fotográfica só foi
possível devido ao esforço
conjunto da famosa EQUIPA
de REPÓRTERES da BE,
formada pelos seguintes
alunos do 10º ano: André
Martins, Daniel Silvestre,
João Correia, João Paulo,
Pedro Barradas e Ricardo
1º lugar Juvenis 2º lugar Juvenis 3º lugar Juvenis Cerqueira.

6
Halloween:

No dia 30 de Outubro, celebrámos mais uma


festa de “Halloween” na nossa escola. Das trevas e
profundezas compareceram bruxas maléficas, fantasmas e
monstros assustadores que deliciaram os espectadores de todo
o Agrupamento de Escolas e convidados num desfile
horripilante. A decisão do júri foi muito difícil. Estavam todos
maravilhosamente horrorosos. Após muitas poções e feitiços o
júri chegou a um veredicto.

Os vencedores do 1ºciclo foram: 1º prémio Alexandre


Monteiro (4º ano); 2º prémio Adriana Fernandes (3º ano) e 3º
prémio Pedro Sousa (4º ano) e do 2º ciclo foram: 1º prémio Ana
Guerreiro e Raquel Vitorino (5ºA), 2º prémio Lisete Guerreiro
(5ºD) e 3º prémio Inês Barôa (5ºD). Estiveram todos
ESPECTACULARMENTE HORROROSOS! Nós, professores,
adorámos!

(Professora Maria José)

“A Nossa Escola Limpa”


O Dia Anti-Lixo

No Dia Anti-Lixo, dia 25 de Outubro, as


turmas do 4º ano foram apanhar lixo. Havia grupos
para apanhar lixo. Havia 5 grupos do vidro, 5
grupos do cartão e 5 grupos do plástico. Cada
grupo foi, com um saco, apanhar o lixo que hera
para reciclar e fazer várias coisas. Nós treinámos
isto, porque vem a revista Visão Verde tirar
fotografias e nós vamos aparecer nessa revista.
Reciclar é uma questão de não gastar dinheiro.
Também há o ecoponto vermelho, que serve para pôr as pilhas sem energia. A
professora Gorete, a minha professora, contou-nos uma história sobre a reciclagem. A
professora também disse para nós comprarmos a revista, porque nós vamos lá
aparecer. Para fazer este trabalho, nós calçámos luvas e fomos apanhar o lixo. Nós só
fomos apanhar lixo à escola, mas quando a Visão Verde vier cá, já vamos apanhar lixo
à rua. Eu gostei muito de reciclar. A minha equipa ara a Irina, a Inês, o José Pedro, a
Laura e eu.
(José da Lança 4º ano)

4ºs anos de EB1 de Almodôvar no dia 25 de Outubro, o dia Anti-Lixo

7
Notícias da Biblioteca
Números da BE: A equipa da BE:

Desde o início das aulas: Este ano lectivo, é


formada pela Funcionária
 Tivemos 165 leitores que levaram para casa 551 títulos Augusta e pelos
da BE; os livros da Colecção “Clube das Amigas” foram Professores Ana, Eduarda,
os mais lidos, logo seguidos do Harry Potter e a Câmara Rogério e Solange; a
dos Segredos; o filme com maior audiência foi a Idade do Professora Maria José é o
Gelo 2; e o TOP da música foi Confessions on a Dance membro da Comissão
Floor da Madonna; Executiva Instaladora que
tem a seu cargo a BE.
 14 professores escolheram a nossa Sala de Leitura Este ano, a equipa conta
para trabalhar durante as aulas com as suas turmas (o 8º ainda com outros
D foi a turma que apareceu mais vezes); colaboradores. No próximo
nº do JB iremos apresentá-
 Os nossos utentes consultaram nas estantes da BE los…
mais de 370 títulos para pesquisa de trabalhos, a maior
parte foram livros de História; nas prateleiras entraram 72
títulos novos.

Comemorações:

No passado dia 22 de Outubro, as duas Bibliotecas do Agrupamento


de Escolas de Escolas de Almodôvar juntaram-se à festa que, todos os anos
se realiza, por essa altura, nas bibliotecas escolares de muitos países do
Mundo:
 Oferecemos lembranças aos melhores leitores, comprámos novos
títulos, decorámos a Sala de Leitura, afixámos cartazes e
distribuímos marcadores / convites a muita gente para visitar a BE e
requisitar um livro;
 Os meninos do 1º ciclo construíram cartazes e vieram à BE ouvir e
participar numa história…
Para o ano cá estaremos para comemorar melhor este dia que é nosso!

(A Coordenadora da BE, Ana Prata)

A Nossa Feira do Livro


Como também já é costume na nossa escola, esta
semana estamos a realizar a Feira do Livro. Podes ir visitá-
la no auditório do bloco C, e levar contigo os livros que mais
te agradarem. Tens muito por onde escolher.
Convida os teus pais, os teus amigos, quem tu
quiseres, e aproveita este momento único no ano. Podes
também comprar livros para oferecer no Natal! Não é uma
boa ideia? Diverte-te!
(Vitor Gregório)

8
Cantinho da Astronomia
Sabias que:

 Astronomia, etimologicamente significa


"lei das estrelas" com origem grega: (άστρο  Se Júpiter crescesse um pouco mais,
+ νόμος). Hoje é uma ciência que se abre transformar-se-ia numa estrela?
num leque de categorias paralelo aos
interesses da física, da matemática e da  Em Marte o céu é cor-de-rosa?
biologia.
 Em Úrano o céu é verde?
 Desde muito cedo que as estrelas e os
planetas chamam a atenção do homem.
 E que em Vénus é amarelo de dia e
laranja de noite?
 A Astronomia é a mais antiga ciência.
Houve astrónomos profissionais muito
antes de haver zoólogos ou botânicos para  Apesar do Sol ser 400 vezes maior do
só falar de ciências da natureza. que a Lua, nós vemo-los do mesmo
tamanho?
 Há cerca de cinco mil anos, no início da
história, civilizações como as que se  Em Vénus chove ácido sulfúrico?
desenvolveram na China, na Índia, na
Babilónia, e no Egipto tinham já  A nossa galáxia gira uma vez em cada
conhecimentos de astronomia muito 225 milhões de anos?
evoluídos. Placas de pedra (estelas) e
esculturas mostram que os movimentos de  Para um astronauta que fosse até à
alguns planetas eram conhecidos antes de Andrómeda passariam 6 anos e para nós,
3000 a.c. nesse entretanto, 4 milhões?

 A Terra possui um vizinho estranho e  Se embatesse na Terra um asteróide


errático: o planetóide Toro, observado com 2,5 km de diâmetro, este produziria
oficialmente em 1964. Na sua órbita ele faz uma explosão equivalente a um trilião de
cinco voltas entre Vénus e a Terra e depois toneladas de dinamite?
uma volta em torno da Terra;

(Alexandre Candeias Nº 1 7º A e  Se viajássemos à velocidade da luz,


António Guerreiro Nº 9 7º A) daríamos sete voltas à Terra num
segundo?
 Os resíduos estrelares de algumas
estrelas têm um peso equivalente ao de um  Se a Andrómeda desaparecesse neste
petroleiro concentrado numa cabeça de momento, nós conseguiríamos vê-la
alfinete? durante mais 2 milhões de anos?

(Ana Miranda 10º A n.º 2)


 A palavra Universo deriva do latim
universus, que significa “todo inteiro”?

(Rafael Veiga 10ºA)


2 Planetas Cruzados:
5
1 4
Horizontais: Verticais:
2
1 Único com vida 1 Planeta Vermelho
2 O maior de todos 2 O mais quente
3 3 Aquele que gira deitado 3 O planeta anão
1 3 4 O “Senhor dos anéis” 4 Um dos que não tem luas
4 5 O último a contar do sol

( Alexandre Candeias nº1 7ºA e António Guerreiro nº 9 7º A)


9
Receitas
Bolo da Chocolate:
Ingredientes para o bolo: Ingredientes para a cobertura:
- 8 ovos; - 1 dl de leite;
- 300g de açúcar; - 2 dl de natas;
- 1 pacotinho de açúcar baunilhado; - 1 colheres de sopa de manteiga
- 150g de farinha; - 400g de chocolate em tablete
- 75g de farinha maizena; - Bombons de chocolate
- 2 colheres de fermento em pó;
- 30g de cacau em pó.

Procedimento:

Separe as gemas das claras. Às gemas junte os açúcares, mexa até ficar
cremoso, junte a farinha, a maizena o fermento e o cacau. Mexa bem e envolva as
claras batidas em castelo.
Forre a forma com papel vegetal untado e deite a massa. Leve ao forno a 175º
cerca de 40mn. Depois desenforme e corte ao meio.
(Funcionária Augusta)

Licor de Leite:
Procedimento:
Ingredientes: Num recipiente de boca larga, junte o açúcar,
- 500g de açúcar;
o álcool a baunilha e o chocolate. Divida ao meio um
- 5 dl de álcool a 90º;
- 1 vagem de baunilha;
limão, elimine a casca e corte aos pedacinhos. Junte
- 30g de raspas de chocolate; aos restantes ingredientes. No fim, junte o leite e
- ½ limão; agite bem.
- 5dl de leite;
- Filtros. Deixe ficar em infusão, tapado, durante 15 dias,
mexendo diariamente. Depois filtre-o e deite numa
garrafa.

(Funcionária Augusta)

Bolo Real:

Ingredientes: Procedimento:
- 5 ovos inteiros;
- 7 gemas; Batem-se os ovos (inteiros e gemas) como açúcar
- 500g de açúcar; até se obter uma mistura muito fofa. Em seguida adiciona-
- 500g de amêndoas; se a amêndoa pelada e ralada, a canela, o doce de chila e
- 250g de doce de chila;
a raspa da casca do limão. Bate-se tudo de modo a
- 10g de canela em pó;
- 1 limão; integrar bem todos os elementos. Quando se acabar de
- Manteiga; bater o bolo, tem-se já a forma (redonda e baixa) bem
- Farinha; untada com manteiga e polvilhada com farinha. Deita-se
- 300g de açúcar para cobertura; dentro a massa preparada e leva-se imediatamente a cozer
- 1 tigela de fios de ovos. em forno médio. Depois de cozido, desenforma-se e,
quando frio, cobre-se a superfície do bolo com o açúcar em
ponto de voar (110º), que depois de se retirar do lume se
bate numa tigela até se tornar opaco. Contorna-se com
tiras de papel de seda branco franjado e enfeita-se com
fios de ovos)
(Funcionária Maria Elisabete Cristina)
10
Cinema
Estreias nacionais:
Dia 6:
Dia 20:
A Bússola Dourada (His Dark Materials: The
Golden Compass) Não Me Toques nas Bolas (Balls of Fury)
12:08 East of Bucarest O Tesouro: Livro dos Segredos (National
Corações Solitários (Lonely Hearts) Treasure: Book of Secrets)
Elas Não Me Largam (Good Luck Chuck) One Night With the King
Peões em Jogo (Lions for Lambs) Alvin e os Esquilos (Alvin & the Chipmunks)
Silk Censurado (Redacted)

Dia 13: Dia 27

A História de Uma Abelha (Bee Movie) Call Girl


Amor e Outros Desastres (Love and Other Eu Sou a Lenda (I Am Legend)
Disasters) Martian Child
Cristovão Colombo - O Enigma Resurrecting the Champ
Fred Claus - O Irmão do Pai Natal The Paper Will Be Blue
Garage
O Sonho Comanda a Vida (The Good Night)

Estreias em Almodôvar:

Dia 6: Dia 27/28:

A Vida Interior de Martin Frost Gangster Americano

Dia 7/8: Dia 29:

O Mal Casado O Escanfandro e a Borboleta

Sugestão:
Die Hard 4.0: Já totalmente sujo, e repleto de cortes e a sangrar, depois de “resolver” mais
um problema, vem em sua direção um miudo assustado, “Deste cabo do helicóptero com um
carro!”, um suspiro a demonstrar que aquilo não é demais para ele, o policia cansado completa
a afirmação: “Fiquei sem balas...”.

O policia cansado e sem balas em questão é John McClane (Bruce Willis) que volta aos
cinemas em “Die Hard 4.0 – Live Free or Die Hard”, rabugento, irritadiço, sem paciência e mais
uma vez mostrando por que é um dos maiores heróis de acção do cinema.

Doze anos depois do terceiro filme da série, este novo capítulo na vida do policia de New
Jersey agora fica nas mãos de Len Wiseman, que faz um óptimo trabalho, principalmente por
encarar este quarto filme como uma evolução natural da série.

Bruce Willis continua a dar um “show” no papel que o levou ao estrelato, ainda chato, ainda
sem paciência, ainda a resmungar de tudo, muito mais sarcástico, só que agora a demonstrar
um cansaço, como se já não aguentasse mais estar no lugar errado na hora errada, sempre a
fazer questão de dar um suspiro de desânimo antes de fazer algo totalmente “suicida”.

Mesmo com alguns defeitos, “Die Hard 4.0” da luta aos outros três filmes da serie, não ficando
tão atrás de nenhum, e conseguindo, com certeza, divertir e não deixar-te em momento algum
cansares-te dentro do cinema.

Classificação: M/12

(Jorge Batista nº10 11ºA) 11


Comédia
Eu acho que este
ano não vou
receber presentes!

Porquê, não
escreveste a carta
ao Pai Natal?

Escrevi, mas como estou


naufragado nesta ilha,
acho que o Pai Natal não Ho, ho, ho...
vai encontrar a chaminé (parece que vi
ali alguém!!!)
para entrar!

(Texto de Flávio Palma e composição gráfica de Vitor Gregório, 10ºB)


Anedotas:
Pedrinho, diz agora uma palavra que tenha Dois bêbados cambaleavam ao longo de uma linha
a letra “p”. O Pedrinho pensou, pensou e, do comboio, quando um deles diz:
de repente, disse muito alto: - Estas escadas nunca mais acabam.
- Galinha! - Isso não é nada! O pior é o corrimão que é
- Galinha? Mas onde é que está o “p” nesta baixinho.
palavra?
- Ó Senhora Professora, então não se vê No consultório, o médico pergunta:
que o “p” está nas penas?! - O senhor já teve alguma coisa na caixa torácica?
- Não, senhor doutor. Tudo o que tenho está na
Caixa Geral de Depósitos.
- Perdeste o cão? Porque não pões um
anúncio no jornal? No psiquiatra:
- Eu até punha, mas o malandro do cão não - Alguma vez escutou vozes, sem saber quem fala
sabe ler! ou de onde vêm?
(Marco Dias / 4ºF) - Sim, de facto ouço!
- E quando é que isso acontece?
Entre professor e aluno: - Quando atendo o telefone!...

- O que está acima do centilitro? O professor ao ensinar os verbos:


- O decilitro. - Se és tu a cantar, dizes: “eu canto”. Ora bem, se é
- E acima do decilitro? o teu irmão que canta, como é que dizes?
- O litro. - Cala a boca, Alberto!...
- E acima do litro?
- A rolha. Professor: - Quantos corações temos nós?
Aluno: - Dois, senhor professor.
De amiga para amiga: Aluno: - Sim, o meu e o seu!
- Consegui que o meu marido não roesse as unhas.
- Como? Dois alunos chegam tarde à escola e desculpam-se:
- Escondi-lhe a dentadura. 1º aluno: Acordei tarde, senhor professor! Sonhei
que fui à Polinésia e demorou muito a viagem.
De professor para aluno: 2º aluno: - E eu fui esperá-lo ao aeroporto!

- “Eu amanhã farei anos”. Diz o presente. (adaptado da revista Cruzada)


12- Talvez uma gravata…
(Ana Sofia 4º G)
Passatempos
1.PLANETA SITUADO ENTRE
TERRA E JÚPITER

2.DELE SAI A LAVA

3.É A RESPOSTA A UM
PROBLEMA

4. CAMADA EXTERIOR DA
TERRA

5. SEGUE-SE À CROSTA

6. MOVIMENTOS DA CROSTA

1
7. RECENTEMENTE
2 PROMOVIDO A PLANETA ANÃO

8. PLANETA PRINCIPAL MAIS


3

4 PERTO DO SOL

5
9. É A BOCA DO VULCÃO
6
10. É A PARTE MAIS INTERNA
DA TERRA
7

8 11. DEVEMOS UTILIZÁ-LOS


NUMA OBSERVAÇÃO
9

10 12. ESTÁ EM FOGO DEBAIXO


DA CROSTA, DENTRO DE UMAS
11 BOLSAS
12
13. É A ÚNICA ESTRELA DO
13 SISTEMA SOLAR

14 14. DÚVIDAS

15 15. PRECISAMOS DELES


16
ANTES DAS HIPÓTESES

17 16. PLANETA QUE HABITAMOS

18 17. SAI DO VULCÃO

19 18. MOVEM-SE ENTRE MARTE E


JÚPITER
(Professor João Paulo Alves)
19. NELA PASSAM OS
MATERIAIS VULCÂNICOS
13
Vê lá se Adivinhas: Sopa de Letras:

(as soluções estão na página 16) J O T B C R E P E D R O V E J


J A N Q M C M X J S Q Z N H O
A) Qual é a coisa, qual é ela, G W A N D R E D R A T B C L A
que é redonda como o Sol, G I O G P W H K P U G F K S O
tem mais raios do que uma
Z A Y F I T O M E X V B S Y F
trovoada e anda sempre
aos pares? W D R E V L O S L U C A S V J
P P H M M T U E F I W R U C A
B) Qual é a coisa, qual é ela, J U D A S E B N T U N T D T Q
que tem uma perna mais D W U T L Q I X I H S O K F P
comprida que a outra e
V R H E O C F G A M D L O L T
noite e dia anda sem parar?
R C Y U O T Z L G Y M O B X A
G P U S M A R C O S I M A H D
C) Qual é a coisa, qual é ela, Z J A Y W B X N W I T E R I E
que cai de pé e corre K Z T K Z H V Q B X J U M Y U
deitada?
S D F I L I P E E L R K N Q B
D) Qual é a coisa, qual é ela,
que nunca está no princípio
e nunca está no fim?
 Tenta encontrar os nomes dos doze apóstolos,
escondidos nesta sopa de letras. Podem estar na
horizontal, vertical ou cruzados (não estão invertidos).
E) Um comprido, outros mais
baixinhos, um pequeno e
fraco e outro gorducho. Diferenças:
Quem são?
F) O que é um mundo verde
onde a terra é vermelha e
os habitantes são negros?

G) O que é, uma árvore com


doze galhos, cada galho
com trinta frutas, cada fruta
com doze sementes?

H) Diga-me cá, ó senhor já


que é tão “adivinhão”, que
me vem a mim ser a sogra
da mulher do meu irmão?

I) O que tem quatro letras,


mas tirando duas fica onze?

J) É um pai muito feliz, que


traz ao lar alegria, anda
sempre lá por fora, só vem
à casa num dia.

(colaboração de Marco Dias/4º ano


e Valéria Colaço 5ºA)

Tenta descobrir as 10 diferenças entre os desenhos. Tens de


prestar muita atenção.
As soluções estão na página 16.
(Vitor Gregório 10ºB)

14
Natal para colorir:

15
Soluções Soluções das adivinhas
A) Roda da bicicleta
Planetas Cruzados: B)
C)
Relógio
Chuva
D) O meio
Horizontais: Verticais: E) Os dedos
F) Melancia
1- TERRA 1- MARTE G) Ano, mês, dia e horas
H) Mãe
2- JÚPITER 2- VÉNUS I) Táxi
J) Pai Natal
3- URANO 3- PLUTÃO
4- SATURNO 4- MERCÚRIO Sopa de Letras:
5- NEPTUNO
P E D R O J
O
Palavras Cruzadas: A N D R E A
O
T O M E B
1- MARTE L U C A S
2- VULCÃO M R
3- HIPÓTESE J U D A S T T
4- CROSTA T I O
5- MANTO E A L T
6- SISMOS U G O A
7- PLUTÃO S M A R C O S M D
8- MERCÚRIO E E
9- CRATERA
U U
10- NÚCLEO
F I L I P E
11- SENTIDOS
12- MAGMA Diferenças:
13- SOL
14- PERGUNTAS
15- DADOS
16- TERRA
17- LAVA
18- ASTERÓIDES
19- CHAMINÉ
Frase escondida- MUITAS
PRENDAS PARA TI

Dias Especiais
Dezembro
1 Dia da Restauração da Independência 7 Dia Internacional da Aviação Civil
2 Dia Internacional da Abolição da 8 Dia da Imaculada Conceição –
Escravatura Protectora de Portugal
3 Dia Mundial do Deficiente 9 Dia internacional Contra a Corrupção
Dia Internacional das Pessoas com 10 Dia Mundial dos Direitos Humanos
Deficiência 14 Último dia de aulas do 1º período
5 Dia Mundial do Voluntariado 21 1º DIA DO INVERNO
25 Dia de Natal
16
0
Sugestões de Leitura
Para os mais NOVOS:

Título: 2 Histórias de Natal


Autora: Alice Vieira
Editora: Caminho
Género: Histórias
Tema: O livro é composto por duas histórias de Natal:
Mistérios de Natal e A primeira prenda do Pai Natal.

Título: A Maior Flor do Mundo


Autor: José Saramago
Editora: Caminho
Género: Infantil
Tema: O livro conta a história de um menino
especial, que salva uma flor.

Para os mais VELHOS:

Título: O Sétimo Selo


Autor: José Rodrigues dos Santos
Editora: Gradiva
Género: Romance
Tema: “Um cientista é assassinado na Antárctica e a Interpol contacta Tomás
Noronha para decifrar um enigma com mais de mil anos, um segredo bíblico que o
criminoso rabiscou numa folha e deixou ao lado do cadáver.
O mistério em torno do número da Besta lança Tomás numa aventura de tirar o
fôlego, uma busca que o levará a confrontar-se com o momento mais temido por
toda a humanidade: o apocalipse.”

Título: Rio das Flores


Autor: Miguel Sousa Tavares
Editora: Oficina do Livro
Género: Romance
Tema: “Através da saga dos Ribeira Flores, proprietários rurais alentejanos,
somos transportados para os anos tumultuosos da primeira metade de um século
marcado por ditaduras e confrontos sangrentos, onde o caminho que conduz à
liberdade parece demasiado estreito e o preço a pagar demasiado alto. Entre o amor
comum à terra que os viu nascer e o apelo pelo novo e desconhecido, entre os
amores e desamores de uma vida e o confronto de ideias que os separam, dois
irmãos seguem percursos diferentes, cada um deles buscando á sua maneira o lugar
da coerência e da felicidade.”

17
Cantinho Verde Homenagem ao
Nosso Patrono

Alterações climáticas: Refrão:

A vida na Terra é possível graças à energia que provém do Sol. Cerca de 1% dos gases Dr. João de Brito Camacho
da atmosfera, os chamados gases de efeito de estufa, absorvem parte dessa energia, a Homem simples e dedicado
radiação infravermelha, e com isso mantêm o planeta aproximadamente 30ºC mais quente do Deu o nome a esta Escola
que se não existissem. São os responsáveis pelo bem-estar climático do mesmo. Eternamente será lembrado.
Principais consequências das alterações.
A actividade humana faz com que a concentração dos gases de efeito de estufa na
atmosfera varie. Os níveis naturais destes gases aumentam devido às emissões de dióxido de
I
carbono resultantes da combustão do carvão, do gás natural e do petróleo, às de metano e às Por ser um Homem bom
de óxido nitroso que são produzidas pelas actividades agrícolas e pelas alterações da utilização Aqui foi homenageado
da terra, e às de alguns gases industriais de longa duração que não se geram de forma natural. Lembramos o seu nome
O resultado, conhecido com o nome de “efeito de estufa reforçado”, implica um Cantemos em todo o lado.
sobreaquecimento da terra que está a provocar alterações climáticas. Esta escola representada
Por um Doutor de profissão
Principais consequências das alterações: Venceu a sua jornada
Homem de bom coração.
- Aumento da temperatura média entre 1,4 e 5,8ºC até ao ano 2100. No século passado
registou-se um aumento da temperatura de 0,6ºC.
- Subida do nível do mar entre 9 e 88 cm, no ano 2100. O nível do mar subiu, em média, entre
II
10 e 20 cm durante o século XX. Venceu entre os melhores
- Processo de desertificação de zonas continentais interiores que vai provocar alterações no Pela sua dignidade
aproveitamento da terra e no fornecimento de alimentos. Visitou todos os doentes
- Extinção de inúmeras espécies vegetais e animais no próximo século. Sem olhar à sua idade.
- Incremento da intensidade e frequência das tempestades e inundações. Ele hoje é lembrado
- Aumento, devido à subida das temperaturas, da incidência de algumas doenças infecciosas, Pelo nome que a escola tem
como por exemplo o paludismo. Dr. João de Brito Camacho
Um nome que fica bem.

III
Que podemos fazer para travar as alterações? Cantemos em sua honra
Este hino sem igual
O antídoto para esta incisiva degradação do meio ambiente passa pela redução drástica Dr. João de Brito Camacho
dos gases de efeito de estufa e pela ampliação da superfície florestal, acções que devem ser Um Homem fenomenal.
acompanhadas pela utilização das novas tecnologias menos agressivas para o meio, por um
Com a sua fotografia
menor consumo energético e por um aumento das fontes de energia renováveis: todas elas
medidas que deverão ser postas em prática após um decidido compromisso a nível mundial. A Escola está a representar
Mas além disso, todos nós, cidadãos do mundo, temos de nos comprometer inexoravelmente e Cantemos em sua
de nos envolvermos na solução; temos de alterar os estilos de vida e as normas que os regem, homenagem
bem como educar os nossos filhos nos novos padrões daí decorrentes. Para mais tarde recordar

No próximo número, (Dina Horta)


iremos falar do
compromisso
mundial!
Ficha Técnica
O óxido de nitrogénio e o dióxido de A conservação da floresta tropical húmida, no Título: Jornal da Biblioteca
enxofre, em interacção com o vapor Brasil, é fundamental para travar as alterações Data: Dezembro / 2007
de água atmosférico, podem climáticas. A destruição das florestas provoca o Publicação: 1.ª
desencadear as chamadas chuvas aumento da concentração de CO2, em virtude da Direcção: Ana Prata
ácidas, que provocam efeitos actividade industrial de corte e da cessação da Revisão: Solange Sousa
devastadores na massa florestal. fotossíntese, na massa florestal cortada. Edição: Vítor Gregório
Estabelecimento de ensino: EB23S
(Retirado de “National Geographic – Agenda Verde 2008”) Dr. João de Brito Camacho
Agrupamento de Escolas de Almodôvar
E-mail: jornaldabiblioteca@gmail.com
Também podes consultar este jornal em: Tiragem: 150ex
Preço: 0.40€
http://bealmodovar.no.sapo.pt Página: http://bealmodovar.no.sapo.pt

Podes enviar os teus trabalhos, queixas


Não te esqueças de colocar no “Assunto”,
e sugestões, para o e-mail: se o teu e-mail é um trabalho, uma queixa
ou uma sugestão, para que possamos
18 jornaldabiblioteca@gmail.com identificá-los mais rapidamente.

Interesses relacionados