Você está na página 1de 15
4468 Monitoramento de redes com o Zabbix www.4linux.com.br

4468

Monitoramento de redes com o Zabbix

www.4linux.com.br

Conteúdo

7

Criando Templates, Hosts e Hosts Group

 

1

 

7.0.1 Hosts

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

1

7.0.2 Templates .

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

2

Capítulo 7

Criando Templates, Hosts e Hosts Group

OBJETIVOS

• Gerenciar os hosts e templates para o monitoramento.

• Realizar backups das configurações.

• Importar os templates padrões da Dexter.

7.0.1 Hosts

Hosts são a representação de um servidor, serviço ou ativo de rede a ser monito- rado. Eles normalmente representam um sistema físico, mas isso não é totalmente verdade, o agente do Zapcat por exemplo, será representado por um host a parte e ele não é um hardware.

4Linux – www.4linux.com.br

Host groups

Host groups separam logicamente os hosts e permitem que sejam atribuídas permis- sões de acessos dos usuários a um determinado host.

7.0.2 Templates

Templates (modelos) são os blocos de construção do monitoramento, enquanto não são obrigatórios, pois podemos acrescentar métricas de monitoramentos direto a um host, eles ajudam a gerenciar de maneira efetiva os diversos tipos de monitoramentos possíveis e replicá-los a tantos hosts quanto quisermos (ou o quanto nossos sistemas aguentarem, o que vier primeiro). Os templates agregam métricas de monitoramento chamados items, macros e outros valores que são importantes para construir uma solução de monitoramento. A maior parte do seu trabalho no curso será em cima dos templates.

Templates para o caso de estudo

O primeiro passo é limpar todos os templates preexistentes no Zabbix. Apesar de parecer um tanto agressivo excluir todos os modelos pré criados, parte do intuito do curso é construir os seus templates de maneira adequada a sua necessidade. Em produção você pode conservá-los se desejar, mas isso não é um requerimento a menos que você tenha garantidamente um equipamento para o qual um dos modelos tenha sido construído. Outra opção é fazer backup dos originais (veja a próxima sessão).

Outra opção é fazer backup dos originais (veja a próxima sessão). Página 2 Monitoramento de redes

4Linux – www.4linux.com.br

Para selecionar todos os templates, entre em Configuration -> Templates e clique no “checkbox” do topo da tabela conforme indicado a Figura 3.13.

do topo da tabela conforme indicado a Figura 3.13. Depois escolha no “combobox” no final da

Depois escolha no “combobox” no final da tabela o valor “Delete selected with linked elements” e pressione o botão “Go”.

Perceba que o Zabbix indica quantos elementos serão afetados pela ação do “combobox” no botão “Go” no número entre parênteses.with linked elements” e pressione o botão “Go”. Esta operação pode demorar alguns minutos dependendo da

Esta operação pode demorar alguns minutos dependendo da CPU e do I/O de disco que seu equipamento possui.no botão “Go” no número entre parênteses. Agora é o momento de criar o primeiro template.

Agora é o momento de criar o primeiro template.

possui. Agora é o momento de criar o primeiro template. Para criar um novo template, clique

Para criar um novo template, clique no botão a direita da tela “Create Template” conforme indicado na Figura 3.15. Uma nova tela vai se abrir conforme a figura a seguir.

4Linux – www.4linux.com.br

4Linux – www.4linux.com.br 1) No campo Name será colocado o nome do novo template. Que será

1) No campo Name será colocado o nome do novo template. Que será “Dexter – ICMP base”. Este template conterá as métricas mais básicas de testes por ICMP.

2) No campo Groups, quadro “In Groups” o grupo Templates deve ficar selecionado. Note que os grupos para hosts são misturados com os grupos de templates.

Você pode criar um novo grupo usando o campo “New group” sem a necessi- dade

Você pode criar um novo grupo usando o campo “New group” sem a necessi- dade de fazê-lo na tela de grupos de hosts.

Vínculo entre templates

É possível estabelecer um relação de dependências entre um modelo e outro, isso é extremamente útil para criar estruturas de templates que são compostos por vá- rias partes, por exemplo, um conjunto de templates que testa um serviço sobre um sistema operacional. Quando o template de serviço é adicionado ao host todos os outros aos quais ele dependem são adicionados.

Um detalhe de extrema importância deste recurso é que podemos criar uma depen- dência entre as triggers (gatilhos) que ativam os alertas do Zabbix. Isso é importante porque uma trigger de alto nível não deve ser ativada se uma mais básica estiver ativa (não é preciso testar se o agente do Zabbix está em pé se o ping ICMP estiver acusando host inalcançável).

4Linux – www.4linux.com.br

Seguindo as mesmas instruções mencionadas acima, crie mais um modelo chamado “Dexter – S.O. Base”.

crie mais um modelo chamado “Dexter – S.O. Base”. 1) Na parte inferior da tela você

1) Na parte inferior da tela você verá um botão “Add” ao lado do campo “Link with template”

2) Escolha o template relacionado (Dexter – ICMP no nosso caso).

3) Salve o template.

Agora se associarmos um host com o template “Dexter – S.O. Base” ele automatica- mente vai receber todos os objetos definidos no “Dexter – ICMP”. Aproveite e crie mais um último template para usarmos na prática dirigida, “Dexter – SNMP Base” também vinculado ao “Dexter – ICMP”.

Backup dos templates

Uma ação importante em todo sistema é criar um backup das configurações. A par- tir de agora toda modificação que fizermos nos mapas, templates, grupos e hosts deverá ser seguida de um backup. A operação de backup, chamada “Export” é bas- tante padronizada, todas as telas pertinentes a fazer backup utilizam o mesmo pro- cedimento explicado abaixo. O resultado é um arquivo XML contendo os dados de configuração.

é um arquivo XML contendo os dados de configuração. 1) Selecione todos os templates que você

1) Selecione todos os templates que você desejar. 2) Selecione “Export Selected” na caixa de opções do final da tabela. 3) Clique no botão “Go”.

4Linux – www.4linux.com.br

Uma tela de download irá ser exibida, escolha o nome e local do arquivo e salve-o.

Mantenha estes dados em um local seguro e sempre realize esta operação após algum tipo

Mantenha estes dados em um local seguro e sempre realize esta operação após algum tipo de alteração.

Hosts

Agora que um template foi definido vamos criar um host e associá-lo a este modelo. Em nossa prática dirigida iremos cadastrar os hosts “Gateway”, "Datacenter"e “DMZ”, além de modificar o “Zabbix Server“ que é criado automaticamente no momento do importe de dados do PostgreSQL.

Também devemos criar alguns grupos adicionais para separar logicamente cada ser- vidor, para isso vamos gerenciar os “Host Groups”.

Gerenciando os Host Groups

Um “Host group“ tem duas funções dentro do Zabbix: a primeira e mais óbvia é manter os hosts organizados de tal forma que seja mais fácil localizar ou exibir um grupo de servidores com serviços correlacionados. A segunda é o sistema de permissionamento de acesso aos hosts que será trabalhado ao longo do curso.

Para exemplificar a criação dos hosts vamos criar apenas um deles, que conterá os equipamentos de rede. Clique no menu Configuration -> Host Groups, e clique no botão “Create Group” conforme a Figura .

Host Groups , e clique no botão “Create Group” conforme a Figura . Página 6 Monitoramento

4Linux – www.4linux.com.br

A seguinte tela irá surgir.

4Linux – www.4linux.com.br A seguinte tela irá surgir. 1) No campo “Group name“ coloque o nome

1) No campo “Group name“ coloque o nome do novo grupo (Network Devices no nosso caso).

Criando um novo host

Agora que geramos um “host group”, vamos criar os hosts, acesse Configuration -> Hosts, algo similar a Figura 3.22 irá aparecer. Como dito anteriormente a lista de hosts já possui o próprio servidor do Zabbix pré-cadastrado.

já possui o próprio servidor do Zabbix pré-cadastrado. Para criar um novo host para o “host

Para criar um novo host para o “host Gateway” da infraestrutura clique no botão “Create Host”.

da infraestrutura clique no botão “Create Host”. E preencha os dados conforme a figura a seguir.

E preencha os dados conforme a figura a seguir.

4Linux – www.4linux.com.br

4Linux – www.4linux.com.br 1) O campo Name coloque o nome do host (Gateway no nosso caso).

1) O campo Name coloque o nome do host (Gateway no nosso caso).

2) No Groups escolha quais grupos este host deve pertencer. Lembre-se que estes grupos vão indicar quem pode ou não acessar este host pelo “front end”.

3) Se houver um novo grupo não cadastrado acima é possível criá-lo aqui.

4) Qual o nome DNS da máquina.

5) Qual o endereço da máquina.

6) O campo “Connect to” permite que seja escolhido o acesso pelo endereço IP ou pelo nome de DNS. O clássico é usar o endereço (evitando consultas DNS exces- sivas no lado do servidor), mas é possível que seja necessário monitorar estações de usuários ou servidores que estejam em ambientes com IP dinâmico (via DHCP) e neste caso somente via DNS é possível encontrar o host .

4Linux – www.4linux.com.br

7) Qual a porta TCP do agente.

8) Não monitoraremos este host via proxy.

9) No Status deixe como “Not monitored” por enquanto, quando associarmos os templates iremos ativar este host.

quando associarmos os templates iremos ativar este host. Fazendo backup dos hosts O processo de backup

Fazendo backup dos hosts

O processo de backup dos hosts segue o mesmo procedimento do template. Seleci- one todos os hosts criados e faça o backup dos mesmos.

Configurando uma permissão de acesso

Com os usuários, grupos, máquinas e modelos definidos, vamos ver como dar o acesso ao monitoramento de determinadas porções do Zabbix para a conta “aluno”. Isso é feito através dos grupos de usuários e grupo de hosts. Acesse Administration -> Users.

grupos de usuários e grupo de hosts. Acesse Administration -> Users. Monitoramento de redes com o

4Linux – www.4linux.com.br

1) Selecione “User groups” se já não estiver nesta opção. 2) Clique no nome do grupo “Unix administrators”.

2) Clique no nome do grupo “Unix administrators”. Dentro da tela do grupo localize na parte

Dentro da tela do grupo localize na parte inferior da tela as caixas de permissões (Figura 3.26). Clique no botão “Add” da caixa “Read-Write”.

Clique no botão “Add” da caixa “Read-Write” . No dialogo que aparecer selecione o grupo de

No dialogo que aparecer selecione o grupo de hosts “Linux Servers” e clique em “select”.

4Linux – www.4linux.com.br

4Linux – www.4linux.com.br Ao retornar você verá o grupo na caixa. Clique em “Save” e pronto,

Ao retornar você verá o grupo na caixa. Clique em “Save” e pronto, quem perten- cer ao grupo “Unix administrators” vai poder ler e gravar nos hosts dentro de “Linux servers”.

Os direitos de “deny” tem precedência aos de “read only”, que por sua vez tem

Os direitos de “deny” tem precedência aos de “read only”, que por sua vez tem precedência sobre os de “read write”.