Você está na página 1de 1

Rumos e Azimutes:

Como norma geral, para evitar confuses, deve-se utilizar sempre o


rumo da linha, cujo valor absoluto e obtido pela frmula 2.1:
= arctg X/Y
X = Xi+1 Xi
Y = Yi+1 Y
onde: = valor absoluto do rumo da linha2. Para se obter o
quadrante, observar a Tabela 2.1 que apresenta tambm a converso de
rumo para azimute.
Algumas calculadoras fornecem o valor em graus e dcimos de graus. No esquecer de

transformar em graus, minutos e segundos. X > 0 Y > 0 1o. QUADRANTE = NE Azimute = Rumo

X > 0 Y < 0 2o. QUADRANTE = SE Azimute = 180 - Rumo


X < 0 Y < 0 3o. QUADRANTE = SW Azimute = 180 + Rumo
X < 0 Y > 0 4o. QUADRANTE = NW Azimute = 360 - Rumo

Tabela 2.1 - Tabela de converso de rumo para azimutes

Comprimentos das Linhas:


Os comprimentos das linhas, medidos topograficamente, so dados pela
Lei dos co-senos, conforme equao
di(i+1) = X + Y
Deflexes:
O ngulo de deflexo (I) entre dois alinhamentos de azimutes conhecidos
igual diferena entre eles, sendo a deflexo direita ou esquerda, se o
resultado for positivo ou negativo, respectivamente.
I i = Azimute(i +1) - Azimute(i)
Clculo das Coordenadas:
Supondo conhecidas as coordenadas absolutas XA e YA do ponto A,
podem-se calcular facilmente as coordenadas absolutas XB e YB do
ponto B, por meio das equaes:
XB = XA + LAB X sen (AzA- B )
YB = YA + LAB X cos(AzAB )