Você está na página 1de 1

Programa de Controle de Supresso da Vegetao

Objetivos:

O objetivo principal deste Programa reduzir o impacto gerado pela perda de habitats
decorrente do desmatamento das rea de Influncia Direta (AID) do empreendimento, atravs
da conservao de uma parcela da diversidade gentica da flora local, propiciando a sua
recuperao durante a fase de implantao e de operao da pista duplicada da rodovia BR-
116/RS e a manuteno do fluxo gnico entre populaes do entorno. Assim como prover a
conservao da fauna atravs do planejamento de atividades durante a fase de captura e
relocao dos espcimes que no tiverem condies de escapar do desmatamento por
recursos prprios.

O Programa de Supresso Vegetal apresentado no PBA descreve as atividades a serem


executadas previamente ao incio da supresso da vegetao. Os indivduos imunes ao corte
pertencentes aos gneros Erythrina e Ficus, as espcies ameaadas de extino Gochnatia
polymorpha (cambar), Butia capitata (buti), Scutia buxifolia (coronilha) e os exemplares de
Syagrus romanzoffiana (jeriv), passveis de transplante, sero identificados e marcados,
tambm ser realizado o resgate das plantas epfitas em totalidade.

Metas:

A seguir so apresentadas as metas do Programa de Controle de Supresso Vegetal para a


flora:

Treinamento da equipe de corte;


Vistoria na rea de corte;
Determinao de reas para realocao das epfitas e transplante dos indivduos
arbreos imunes e ameaados de extino e passveis de transplante, a serem
indicados pela equipe executora;
Acompanhamento do desmatamento e execuo do resgate de fauna e flora (epfitas)
e da identificao e marcao de espcies ameaadas de extino e imunes ao corte.

As metas do Programa de Controle de Supresso Vegetal para a fauna so:

Elaborar um projeto de resgate de fauna terrestre para obteno de autorizao de


resgate junto ao IBAMA;
Determinar o direcionamento do corte da vegetao a ser seguido pela equipe de
desmatamento;
Realizar a captura e soltura dos animais que no tiverem condies de escapar por
recursos prprios, com posterior liberao e;
Encaminhar ao centro de reabilitao os animais feridos.