Você está na página 1de 10

Proposta de teste de avaliação

Matemática A
12.O ANO DE ESCOLARIDADE

Duração: 90 minutos | Data:


Caderno 1
(é permitido o uso de calculadora)

Na resposta aos itens de escolha múltipla, selecione a opção correta. Escreva, na folha de
respostas, o número do item e a letra que identificam a opção escolhida.

1. Seja f a função de domínio [ 0 , π] definida por f ( x ) = x + cos 4 x − sin 4 x

1.1. Mostre que ∀x ∈ D f , f ( x ) = x + cos ( 2 x ) .

 π
1.2. Recorrendo à definição de derivada de uma função num ponto, determine f ′   .
4

1.3. Qual das seguintes opções indica a abcissa de um ponto do gráfico de f em que a reta
tangente é paralela à bissetriz dos quadrantes ímpares?

π π π 3π
(A) (B) (C) (D)
12 4 2 4

1.4. Estude a função f quanto ao sentido da concavidade do gráfico e à existência de pontos de


inflexão.

1.5. Na figura está representado, em referencial ortonormado xOy , o gráfico da função f .

Os vértices A e C do retângulo [OABC ] pertencem aos


y
semieixos positivos Ox e Oy , respetivamente. O vértice B f

pertence ao gráfico de f .

Sabendo que o retângulo [OABC ] tem medida de área igual


C B

a 5 u.a., recorra à calculadora gráfica para determinar um


valor aproximado do comprimento da diagonal [OB ] .
A
Na sua resposta deve: O π x

• equacionar o problema;
• reproduzir o(s) gráfico(s) visualizado(s) na calculadora, incluindo o referencial;
• indicar o valor pedido arredondado às décimas.

Proposta de teste de avaliação – Matemática A, 12.o ano – Página 2


2. Um capital de 10 000 euros foi colocado num banco à taxa anual nominal de r % no regime de
juros compostos.
Ao fim de um ano, com capitalizações mensais, foi obtido um capital acumulado de 10 212 euros.

O valor de r , arredondado às centésimas, é:


(A) 2,12 (B) 2,11
(C) 2,10 (D) 2,09

Fim do Caderno 1

COTAÇÕES (Caderno 1)

Item
Cotação (em pontos)
1.1. 1.2. 1.3. 1.4. 1.5. 2.
15 15 10 20 20 10 90

Proposta de teste de avaliação – Matemática A, 12.o ano – Página 3


Caderno 2
(não é permitido o uso de calculadora)

Na resposta aos itens de escolha múltipla, selecione a opção correta. Escreva, na folha de
respostas, o número do item e a letra que identificam a opção escolhida.

3. Considere, para um certo número real k , a função f , de domínio ℝ + , definida por:

 k sin ( 2 − 2 x )
 se 0 < x < 1
f ( x) =  x2 − x
 x2 + 3 + x se x ≥ 1

3.1. Determine k sabendo que a função f é contínua em x = 1 .

3.2. Estude a função f quanto à existência de assíntotas não verticais ao respetivo gráfico.

4. Considere a função f : ℝ → ℝ definida por f ( x ) = 4 cos x + 2sin ( 2 x ) .

4.1. Na figura está representada uma circunferência de centro no ponto O e raio 2.

F
B A

x
D E
O

C
Sabe-se que:
• os diâmetros [ DE ] e [CF ] são perpendiculares;

• o ponto A se desloca sobre o arco EF ;

• para cada posição do ponto A o ponto B é a sua imagem na reflexão de eixo FC ;

  π 
• x é a amplitude, em radianos, do ângulo EOA  x ∈ 0,   .
  2 

 π
a) Mostre que, para cada x ∈ 0,  , a área do triângulo [ ABC ] é dada por f ( x ) .
 2

b) Determine, caso exista, o valor de x para o qual a área do triângulo [ ABC ] é máxima.

Proposta de teste de avaliação – Matemática A, 12.o ano – Página 4


 5π 
4.2. Se α = arcsin  sin  , então f (α ) é igual a:
 6 

(A) 3 (B) − 3 (C) 3 3 (D) −3 3

5. Um ponto P desloca-se numa reta numérica durante um intervalo de tempo I , de tal forma que a
 π
respetiva abcissa é dada por x ( t ) = 2sin  π t −  .
 3
5.1. Mostre que se trata de um oscilador harmónico.
5.2. A frequência ( f ) e o ângulo de fase (ϕ ) deste oscilador são:

1 7π 7π
(A) f = eϕ= (B) f =2 e ϕ=
2 6 6
1 5π 5π
(C) f = eϕ= (D) f =2 e ϕ=
2 6 6

3n
 1 
6. Seja ( un ) a sucessão definida por un =  1 −  .
2n  

O valor de lim ( un ) é:

e e
(A) (B) 2
(C) e e (D) 3
e2
e e

Fim da prova

COTAÇÕES (Caderno 2)
Item
Cotação (em pontos)
3.1. 3.2. 4.1. a) 4.1. b) 4.2. 5.1. 5.2. 6. Total
15 15 15 20 10 15 10 10 110
TOTAL (Caderno 1 + Caderno 2) 200

Proposta de teste de avaliação – Matemática A, 12.o ano – Página 5


Proposta de resolução
Caderno 1

1. f ( x ) = x + cos 4 x − sin 4 x ; D f = [ 0 , π]

1.1. f ( x ) = x + cos 4 x − sin 4 x =

= x + ( cos 2 x ) − ( sin 2 x ) =
2 2

= x + ( cos 2 x − sin 2 x ) × ( cos 2 x + sin 2 x ) =

= x + ( cos x cos x − sin x sin x ) × 1 =

= x + cos ( x + x ) =

= x + cos ( 2 x )

π  π
f  + h − f 
π 4  4 =
1.2. f ′   = lim
 4  h→0 h
π   π   π  π 
 + h  + cos  2  + h   −  + cos  2 ×  
4   4   4  4 
= lim =
h →0 h
π π  π π
+ h + cos  + 2h  − − cos
= lim
4  2  4 2
= π 
cos  + 2h  = − sin ( 2h )
h →0 h 2 

h − sin ( 2h ) − 0
= lim =
h →0 h
h sin ( 2h )
= lim − lim =
h →0 h h→0 h
sin ( 2h ) x = 2h
= 1 − 2 lim =
h →0 2h Se h → 0 , x → 0.
sin x
= 1 − 2 lim =
x →0 x
= 1 − 2 × 1 = −1

1.3. A equação da bissetriz dos quadrantes ímpares é y = x e o seu declive é igual a 1.

f ′ ( x ) =  x + cos ( 2 x ) ′ = 1 − 2sin ( 2 x )

f ′ ( x ) = 1 ∧ x ∈ [ 0 , π] ⇔ 1 − 2sin ( 2 x ) = 1 ∧ x ∈ [ 0 , π] ⇔

⇔ −2sin ( 2 x ) = 0 ∧ x ∈ [ 0 , π] ⇔

⇔ sin ( 2 x ) = 0 ∧ x ∈ [ 0 , π] ⇔

⇔ 2 x = k π , k ∈ ℤ ∧ x ∈ [ 0 , π] ⇔


⇔x= , k ∈ ℤ ∧ x ∈ [ 0 , π] ⇔
2
π
⇔ x = 0∨ x = ∨x=π
2
Resposta: (C)

Proposta de teste de avaliação – Matemática A, 12.o ano – Página 6


1.4. f ′′ ( x ) = 1 − 2sin ( 2 x ) ′ = 0 − 2 × 2cos ( 2 x ) = −4 cos ( 2 x )

f ′′ ( x ) = 0 ⇔ −4 cos ( 2 x ) = 0 ∧ x ∈ [ 0 , π] ⇔

⇔ cos ( 2 x ) = 0 ∧ x ∈ [ 0 , π] ⇔

π
⇔ 2x = + k π , k ∈ ℤ ∧ x ∈ [ 0 , π] ⇔
2
π kπ
⇔x= + , k ∈ ℤ ∧ x ∈ [ 0 , π] ⇔
4 2
π π π
⇔x= ∨x= + ⇔
4 4 2
π 3π
⇔x= ∨x=
4 4
x π 3π π
0 0
4 4
f ′′ − − 0 + 0 − −
f ∩ ∪ ∩
P.I. P.I.
 π  3π 
O gráfico de f tem a concavidade voltada para baixo em 0 ,  e em  , π e tem a concavidade
 4  4 
 π 3π  π 3π
voltada para cima em  ,  . Os pontos de abcissas e são pontos de inflexão.
4 4  4 4

1.5. A área do retângulo [OABC ] é igual a OA × AB .

Designando por x a abcissa dos pontos A e B , tem-se OA = x e AB = f ( x ) .

Vamos, assim, começar por determinar x ∈ ]0 , π] , tal que x × f ( x ) = 1 .


Utilizando a calculadora gráfica, determinou-se a interseção da reta de equação y = 1 com a curva de

equação y = x × f ( x ) ⇔ y = x  x + cos ( 2 x )  :
y
y = x × f ( x)

O 2, 296 x

A abcissa do ponto A é, aproximadamente igual, a 2, 296 .


OA = x ≈ 2, 296
AB = f ( x ) ≈ f ( 2, 296 ) ≈ 2, 296 + cos ( 2 × 2, 296 ) ≈ 2,176
C B

OB = x +  f ( x )  ≈ 2, 296 + 2,176 ≈ 3, 2
2 2 2 2
f ( x)

Portanto, OB ≈ 3, 2 .
O x A

Proposta de teste de avaliação – Matemática A, 12.o ano – Página 7


n
 r 
2. C = C0 1 + 
 100 n
C0 = 10 000 , n = 12 e C = 10 212
12 12
 r   r  10 212
10 212 = 10 000  1 +  ⇔ 1 +  = ⇔
 100 × 12   1200  10 000
1 1
r  10 212 12 r  10 212 12
⇔ 1+ =  ⇔ =  −1 ⇔
1200  10 000  1200  10 000 
1
 10 212 12
⇔ r = 1200   − 1200 ⇔
 10 000 
⇔ r ≈ 2,10
Resposta: (C)

Caderno 2

 k sin ( 2 − 2 x )
 se 0 < x < 1
3. f ( x) =  x2 − x
 2
 x + 3 + x se x ≥ 1
3.1. f é contínua em x = 1 se existir lim f ( x ) .
x →1

0
k sin ( 2 − 2 x ) sin ( 2 − 2 x )
 
0
lim f ( x ) = lim− = k lim− =
x →1− x →1 x −x2
x →1 − x (1 − x )

2 sin ( 2 − 2 x ) 2 sin ( 2 − 2 x ) y = 2 − 2x
= k lim− = − k lim− × lim− =
x →1 −x (2 − 2x) x →1 x x →1 2 − 2x Se x → 1− , y → 0+ .

sin y
= −k × 2 × lim+ = −2k × 1 = −2k
y →0 y

lim f ( x ) = lim+
x →1+ x →1
( )
x 2 + 3 + x = 12 + 3 + 1 = 3 = f (1)

Para que exista lim f ( x ) é necessário e suficiente que:


x →1

3
lim f ( x ) = lim+ f ( x ) = f (1) ⇔ −2k = 3 ⇔ k = −
x →1− x →1 2
3
Portanto, se a função f é contínua em x = 1 , então k = − .
2
3.2. Como D f = ℝ + , só poderá existir assíntota não vertical ao gráfico de f em +∞ .
Seja y = mx + b a assíntota ao gráfico de f em +∞ , caso exista.

 3 
∞ x 2 1 + 2  + x
f ( x)
 
x2 + 3 + x  ∞   x 
m = lim = lim = lim =
x →+∞ x x →+∞ x x →+∞ x
 3 
x 1+
3
+x
3
x 1+ 2 + x x  1 + 2 + 1
x
= lim  =
2
= lim x = lim x
x →+∞ x x →+∞ x x →+∞ x
 3 
= lim  1 + 2 + 1 = 1 + 0 + 1 = 2
x →+∞  x 
 

Proposta de teste de avaliação – Matemática A, 12.o ano – Página 8


( )
( ∞−∞ )
b = lim  f ( x ) − 2 x  = lim  x 2 + 3 + x − 2 x  = lim x2 + 3 − x =
x →+∞ x →+∞   x →+∞
( x 2 + 3 − x )( x 2 + 3 + x ) x2 + 3 − x2
= lim = lim =
x →+∞ x →+∞
x2 + 3 + x x2 + 3 + x
3 3
= lim = =0
x →+∞
x +3 + x
2 +∞
A reta de equação y = 2 x é uma assíntota ao gráfico de f em +∞ .

4. f : ℝ → ℝ com f ( x ) = 4 cos x + 2sin ( 2 x )

4.1.
a) A área de [ ABC ] é dada por:
F

AB × MC 2 AM × 2 + OM ( ) B M A

2
=
2
= AM × 2 + OM ( ) 2
x
D E
AM O
cos x = ⇔ AM = 2 cos x 2
2
OM
sin x = ⇔ OM = 2sin x C
2

( )
A[ ABC ] = AM × 2 + OM = 2cos x ( 2 + 2sin x ) =

= 4 cos x + 2 × 2sin x cos x =


= 4 cos x + 2sin ( 2 x ) = f ( x )

b) f ′ ( x ) =  4 cos x + 2sin ( 2 x ) ′ = −4sin x + 2 × 2cos ( 2 x ) =

= 4 cos ( 2 x ) − 4sin x

 π  π
f ′ ( x ) = 0 ∧ x ∈ 0,  ⇔ 4 cos ( 2 x ) − 4sin x = 0 ∧ x ∈ 0,  ⇔
 2   2

 π
⇔ cos ( 2 x ) − sin x = 0 ∧ x ∈ 0,  ⇔
 2

 π
⇔ cos 2 x − sin 2 x − sin x = 0 ∧ x ∈  0,  ⇔
 2

 π
⇔ 1 − sin 2 x − sin 2 x − sin x = 0 ∧ x ∈  0,  ⇔
 2

 π
⇔ 2sin 2 x + sin x − 1 = 0 ∧ x ∈ 0,  ⇔
 2

−1 ± 1 + 4 × 2  π
⇔ sin x = ∧ x ∈ 0,  ⇔
2× 2  2
−1 ± 3  π
⇔ sin x = ∧ x ∈  0,  ⇔
4  2

 1  π π
⇔  sin x = −1 ∨ sin x =  ∧ x ∈ 0,  ⇔ x =
 2  2 6

Proposta de teste de avaliação – Matemática A, 12.o ano – Página 9


x π π
0
6 2
f′ + + 0 −
f 4 ր ց
Máx.

π
A área do triângulo [ ABC ] é máxima para x = .
6

5π  π π   π π
4.2. ∉ − ,
6  2 2   − 2 , 2  → [ −1 , 1]
x → sin x
5π  π π
sin = sin  π −  = sin π π
[ −1 , 1] → − ,
6  6 6  2 2 
x → arcsin x
 5π   π π π  π π
α = arcsin  sin  = arcsin  sin  = porque ∈  − ,  .
 6   6 6 6  2 2
π π  π
f (α ) = f   = 4 cos + 2sin  2 ×  =
6 6  6

3 3
= 4× + 2× =2 3+ 3 =3 3
2 2
Resposta: (C)
5.
 π π  π  π
5.1. x ( t ) = 2sin  π t −  = 2 cos  −  π t −   = 
sin α = cos  − α 
 3 2  3  2 

π π
= 2 cos  − π t +  =
2 3
 5π  π π 3π + 2π 5π
= 2 cos  −π t +  = + = =
 6  2 3 6 6

 5π 
= 2 cos  π t −  = cos ( −α ) = cos α
 6 
 5π 
= 2 cos  π t − + 2π  =
 6 
 7π 
= 2 cos  π t + 
 6 
x ( t ) é da forma A cos (ω t + ϕ ) com A > 0 , ω > 0 e ϕ ∈ [ 0 , 2π [ , logo é um oscilador harmónico.

π 1 7π
5.2. Frequência: f = = ; fase: ϕ =
2π 2 6
Resposta: (A)

3 3
 1    
n
1  
n

 1   3n
     
6. lim ( un ) = lim 1 −  = lim 1 − 2   = lim 1 − 2   =
 2n   n     n  

= (e )
1
1 3 3 1
− − −2 e2 e
2
=e 2
=e 2
= 2 = 2
e e
Resposta: (B)

Proposta de teste de avaliação – Matemática A, 12.o ano – Página 10