Você está na página 1de 4

Análise de Variância

Metodologia

O princípio da Análise de variância se baseia em avaliar a variância comum


populacional σ² utilizando-se de dois procedimentos, a saber:

• Procedimento 1: calcula a média amostral de cada tratamento e com estas


médias estima σ² e é chamada de Variância ENTRE Tratamentos.
• Procedimento 2: calcula a variância em cada tratamento somando-as e esta
estimativa de σ² é chamada de Variância DENTRO dos Tratamentos ou
Variância devido ao Erro.

Estatística

Nesse caso a Estatística é:

*Pelo qual possui distribuição denominada F-Snedecor

Graus de Liberdade

No caso da distribuição F por se tratar de um quociente, existe graus de


liberdade no numerador e no denominador, a sabe:

• Numerador: k-1, onde k é a quantidade de tratamentos

• Denominador: n-k, onde n=n1+n2+n3+...+nk

Além disso existe o Graus de Liberdade do Total da Amostra, a saber: n-1

ANOVA

É um quadro compacto pelo qual possibilita descrever os valores estatísticos


para se chegar ao resultado da análise desejada, e sua forma é:

SQE
QME =
k −1
QME
F=
QMR
SQR
QMR =

Fontede
n−k
Em que:

SQ
SQT = ∑ ( x i , j − x ) 2 [ x denota a média geral ]
i,j

SQE= ∑ ni . (xi − x )2 [xi denotaamédiadotratamentoi]


i

SQR = SQT − SQE


SQE ( S
Exemplo:

SQ
Avaliar o comportamento de mastigação de crianças com dificuldades devido as
anomalias infantis. Uma das variáveis é avaliar o tempo de mastigação de alimentos
para avaliar se o estilo de mastigação contribuía ou não com o resultado.
No tocante ao tempo de mastigação de bolo por crianças do sexo feminino, de
acordo com a lateralidade de mastigação, testar se existe ou não diferença de tempo de
mastigação entre os tipos de lateralidade. Em outras palavras, testar se a lateralidade
contribui de forma significativa ou não com o tempo que uma criança gasta na
mastigação. Dados da amostra:

Dire
8
OBS.:
• Uma mesma criança, quanto à lateralidade, possui um único tipo de mastigação,
isto é, os grupos são independentes;
• São ao todo três grupos;
• Tempo de mastigação é uma variável mensurável;
• Acreditando que tenha Distribuição Normal, utiliza de Análise de Variância.

Quadro de hipóteses:
 H 0 : µ Direito = µ Esquerdo = µ Bilateral

 H 1 : Nem todas as Médias são as Mesmas

Tamanho da amostra:
 Direita : n 1 = 9;

 Esquerda : n 2 = 10 ;

 Bilateral : n 3 = 12 ;

Estimativa - Média de cada grupo:

8 + 39 + 19 + 20 + . . . + 10
x1 = = 19,67
9

12 + 21 + 19 + 7 + . . . + 29

Direita
x2 = = 16,30
10

15 + 15 + 22 + 19 + . . . + 22
x3 = = 16,17

Esquerda
12

8 + 39 + . . . + 10 + 12 + 21 + . . . + 29 + 15 + . . + 22
x= = 17,23
9 + 10 + 12

Estimativa – Soma dos quadrados:

Bilatera
MédiaGeral
SQT = ( 8 − 17,23)2 + ( 39 − 17,23)2 + (19 − 17,23)2 + . . . + ( 22 − 17,23)2

SQT = 1361 ,42

SQE = 9.(19 ,67 − 17 ,23 ) 2 + 10 .(16 ,30 − 17 ,23 ) 2 + 12 .(16,17 − 17 ,23 ) 2

SQE = 75,71

Totais
Entre
SQR = 1361,42 − 75,71 = 1285,71
Tabela ANOVA:

75,71
= 37,85
2 37,85
= 0,824
67,69
1285,71
= 45,92
28

Fontede
Na tabela F-Snedecor tem-se como Graus de Liberdade 2 no numerador e 19 no
denominador – p<0,20. Conclui-se, portanto, que a lateralidade não é um fator que

Variação
contribui com o tempo de mastigação de bolo.

Entre
Tratamentos