Você está na página 1de 16

Computadores

S E G U N D A - F E I R A 2 1 O U T U B R O 2 0 0 2 D I R E C T O R J O S E M A N U E L F E R N A N D E S E D I T O R R U I J O R G E C R U Z

PUB
O novo Zire Xerox leva cor Visão diferente Teclados, ratos e PS2 com um
da Palm às empresas da pirataria mais novidades gravador de TV
Um novo PDA disponível Novos multifuncionais Como o uso de ‘software’ Logitech continua a Sony deverá juntar à sua
por 99 dólares, para os para necessidades ilegal pode, apesar de simplificar os ‘arredores’ consola um disco rígido
utilizadores menos ‘tekies’ mais coloridas tudo, servir as editoras do computador pessoal e um gravador de vídeo
➜ pág.3 ➜ pág.4 ➜ pág.9 ➜ págs.8 ➜ pág.13

PWC CONSULTING INTEGRADA NOS IBM GLOBAL SERVICES

Crescer onde
está a procura
IBM E A PriceWaterhouse- admirar que, após o anúncio público da

A Coopers (PWC) concluíram


recentemente a aquisição,
pela primeira, da parte de
consultoria da segunda, a qual
envolveu um montante da ordem dos 3500
milhões de dólares, parte em dinheiro e
parte em acções da Big Blue. A aquisição
intenção de compra em 30 de Julho, a “luz
verde” do organismo “anti-trust” dos EUA
bem como a da Comissão Europeia tenham
sido dadas em cercade dois meses. E daí
também a satisfação de Samuel DiPiazza,
CEO da PWC, e de Sam Palmisano, presi-
dente e CEO da IBM (na foto).
dará origem a uma nova divisão intitulada “Esta união cria uma nova categoria
Business Consulting Services, integrada na área da consultoria”, declarou Ginni
nos IBM Global Services, aonde serão afec- Rometty, director-geral da divisão de
tados não só cerca de 30 mil quadros que, Business Consulting Services. “[Com esta
na empresa, já se dedicavam à consultoria aquisição], combinámos duas organizações
mas também os também cerca de 30 mil dotadas de capacidades e culturas com-
consultores da PWC Consulting. plementares, que partilham uma visão
A operação recebeu a aquiescência em de fusão da perspectiva empresarial e da
prazos invulgarmente curtos por parte das tecnologia de modo a conferir benefício
autoridades reguladoras norte-americanas significativos à ‘bottom line’ dos clientes.”
e europeias, para o que terá contribuído a E acrescentou Ginni Rometty: “Juntos,
pressão renovada sobre as empresas que podemos oferecer o mais completo leque
reuniam, no seu seio e paredes meias, de consultores a nível mundial. [A nova
serviços de auditoria e de consultoria. A estrutura] combinará isso com todo o leque
perigosa promiscuidade que de recursos de serviços,
tais situações propiciavam RUI JORGE CRUZ infra-estrutura, tecnologia
— recentemente tornada e financiamento da IBM,
evidente pelos escândalos da Enron e da de modo a oferecer as soluções integradas
Worldcom, entre outros — trouxe para a de tecnologia empresarial que muitos dos
ribalta dos média algo que, desde há uns nossos clientes hoje nos exigem.”
anos, se encontrava já inscrito na agenda Após o anúncio, em Julho, da intenção
mais discreta dos meios financeiros e dos de adquirir a PWC Consulting, esta e a
reguladores. Daí que não tenha sido de IBM organizaram uma equipa de ➜

7c1bf3e5-024b-435b-bb28-84bbcd8a7552

600 pessoas de ambas as empresas de as empresas como a PWC separarem
encarregada de planear as etapas e as as suas actividades de auditoria e de con-
formas de integração da estrutura de con- sultoria mas a proposta da HP parece ter
sultoria da PWC nos IBM Global Services deparado com uma marcada resistência no
logo que os accionistas respectivos aprovas- seio da própria estrutura da PWC — tendo
sem a iniciativa e esta tivesse as necessá- havido mesmo quem previsse uma saída de
rias aprovações por parte das autoridades uma quantidade apreciável dos seus qua-
reguladoras norte-americanas e europeias. dros mais experientes no caso de a aquisição
Entretanto, foi tornado público que caberia pela HP vir a concretizar-se.
à Ernst & Young a prestação de serviços de Por isso, num domingo de Novembro de
auditoria à nova divisão a criar no seio dos 2000, o conselho de directores da HP pôs
IBM Global Services, a Business Consulting termo ao processo de negociações com a PWC.
Services. Parecia então ter-se tornado generalizado o
Um factor que terá facilitado a mobili- sentimento de que a integração da divisão
zação da PWC Consulting para a aquisição de consultoria da PWC na HP iria mobilizar
pela IBM terá sido a apontada similitude de demasiados esforços e atenções dos execu-
culturas empresariais das duas organizações tivos de Fiorina, desviando-os das tarefas
– centrada no valor a oferecer aos clientes. A — por muitos consideradas estrategicamente
ajudar esteve o facto de, nos EUA, uma parte inadiáveis — de reestruturação da empresa e
significativa dos mais experientes consulto- da sua recondução à rendibilidade.
res da PWC serem oriundos da IBM ou por Por outro lado, desde que a HP anun-
lá terem passado; por outro lado, a IBM ter- ciara o possível negócio, em 11 de Setembro,
se-á mostrado aberta a adoptar, na sua nova as suas acções já haviam descido 31 por
divisão de Business Consulting Services, o cento e, uma semana antes do anúncio do
modelo de carreiras e de liderança da PWC cancelamento, Fiorina admitira que estava
Consulting. Como pano de fundo, esteve, Serviços externalizados a reavaliar o projecto, nomeadamente
obviamente, a capacidade financeira da IBM, quanto ao seu preço. Estas duas questões
neste momento inigualável num sector das Em Portugal, José Joaquim Oliveira, director- responder às necessidades dos clientes estavam irremediavelmente ligadas, pois o
tecnologias de informação a ressentir-se do geral da IBM portuguesa, afirmou que, se — as quais passam cada vez mais pela essencial do montante a pagar aos accionis-
adiamento generalizado de investimentos havia uma aquisição que fizesse sentido externalização de processos de negócio, tas da PWC seria realizado em acções da HP
pelas empresas e de uma selectividade nunca para a IBM, ela era a de uma entidade como determinada pela necessidade de reduzir — e continuando estas a desvalorizar-se, as
vista nos processos de decisão. a PWC Consulting. E António Raposo Lima, custos operacionais e mobilizações bases contabilísticas do negócio ameaçavam
A IBM concretizou, assim, o que a antiga director dos IBM Global Services, declarou financeiras para investimentos em desmoronar-se.
Hewlett-Packard (HP) não conseguiu há que os cerca de 150 novos elementos da tecnologias de informação. A questão da falta de acordo no preço
cerca de dois anos, altura em que estava dis- PWC — com uma idade média de 30 anos — João Pacheco, responsável pela unidade foi, por seu lado, confirmada por James J.
posta a pagar 18 mil milhões de dólares pela que integraram já os seus quadros permitirão de Business Consulting Services em Schiro, o CEO da PWC, ao afirmar que a
divisão de consultoria da PWC (quase seis projectar de 17 para 20 por cento a quota Portugal, apontaria mesmo o exemplo de sua empresa lamentava “que as condições
vezes mais) a fim de reforçar a sua oferta de mercado da IBM no mercado português uma estrutura com cerca de 200 pessoas, do mercado de capitais” entretanto surgidas
de serviços de consultoria e integração de consultoria. A constituição dos Business montada em Portugal para a prestação de tivessem “levado ao fim das negociações”.
— vertente em que se encontrava em des- Consulting Services em Portugal está já serviços de contabilidade e “back office”, à Schiro reafirmou, entretanto, que a sua
vantagem face aos seus concorrentes mais adiantada mas só em Dezembro estará British Petroleum (BP). Este prestação de empresa iria prosseguir com os seus projectos
directos nos mercados norte-americano e concluído período de transição previamente serviços começou por se processar apenas de reestruturação — repetidamente solicitada
global: a Compaq e a própria IBM. estabelecido. em relação a Portugal mas o cliente terá pelos responsáveis da Wall Street, devido ao
Na altura — em 11 de Setembro de 2000 Segundo Raposo Lima, se a IBM já antes ficado progressivamente tão satisfeito potencial conflito de interesses entre as suas
—, a proposta de Carly Fiorina, a “chief era líder nos serviços de “out-sourcing” às com a eficiência da solução que não divisões de auditoria e de consultoria —, os
executive officer” (CEO) da HP, apanhou empresas em Portugal, agora que reforçou só alargou os serviços a outras funções quais poderão vir a passar por um “spin-off”
os accionistas desprevenidos mas não tar- os seus argumentos de “hardware”, de (como o pagamentos a fornecedores e o desta última, seguido de entrada na Bolsa. O
daram a surgir, expressas pelos analistas, “software” e dos serviços de consultoria recebimento de clientes) como estendeu o que veio, com efeito, a suceder já em Julho
objecções e dúvidas quanto à bondade e à com os recursos da PWC Consulting, seu âmbito geográfico a outros países do deste ano de 2002, após um processo de nego-
exequibilidade da fusão entre duas organi- passará a estar numa situação única para Sul da Europa. ● R.J.C. ciações com a IBM que se adivinha ter sido
zações de índole e culturas tão diferenciadas. tão discreto quanto eficaz, a avaliar pelos
Já nessa altura se perfilava a conveniência resultados em tempo tão breve. ●

PRAZO DE ASSISTÊNCIA A WINDOWS 2000 ALARGADO POR MAIS DOIS ANOS

Novo plano da Microsoft para suporte a produtos


E FORMA a fornecer princípios assistência, os utilizadores de “software” no mundo empresarial. É o caso do Office

D
determinar quando é que os clientes dei-
que “informem os consumidores empresarial e de desenvolvimento poderão 97, cujo prazo inicial de assistência técnica xariam de ter direito a receber assistência.
por quanto tempo é que podem ainda comprar um período alargado de terminara a 31 de Agosto de 2001, tendo o Quanto aos “service packs” — actualizações
esperar que a Microsoft preste suporte correspondente a dois anos. Para período sido alargado até dia 28 de Feve- do “software” —, terão assistência técnica
assistência técnica aos seus muitas empresas que estão actualmente reiro deste ano. A editora de “software” irá garantida a nova versão e a anterior, sendo
produtos após a data de lançamento”, a edi- a migrar para o Windows 2000 ou tinham fornecer suporte para o Office XP até Junho esta última apenas suportada durante
tora de “software” adoptou a 15 de Outubro previsto concluir este processo até ao final 2006, podendo essa data ser estendida até 12 meses após o lançamento da presente
último um conjunto de regras que definem de 2000, estas novidades podem soar quase Junho de 2008. versão. No sistema anterior, os clientes
o ciclo de vida do suporte aos seus produ- que como um presente de Natal antecipado, Evidenciando a separação entre produ- apenas recebiam apoio em relação ao lan-
tos, que podem ser consultadas através da depois do controverso novo sistema de licen- tos para empresas e para consumidores, çamento mais recente. Os consumidores
página da Web http://support.microsoft.com/ ciamento Software 6 Assurance Licensing o Windows XP possui diferentes datas de podem ainda receber códigos de correcção
lifecycle. Na sua maior parte, esta nova polí- Plan, da Microsoft. fim de prestação de apoio técnico ao cliente. já existentes ou novos para o actual “service
tica, desde há muito esperada pelos clientes Este entrou em vigor no início de Outu- Assim, a empresa pretende acabar com todo pack” mas apenas para este.
da empresa, alarga os prazos da assistência bro e obriga os grandes clientes da Microsoft o tipo de assistência normal para o Windows As correcções críticas de segurança para
técnica prestada pela Microsoft. a pagarem antecipadamente para adquiri- XP Home em 31 de Dezembro de 2006. O determinados erros de produtos, das quais
Segundo as novas regras, os princi- rem, a um preço fixo, as actualizações dos suporte alargado estará disponível por mais muitas empresas dependem, serão disponi-
pais êxitos de venda da empresa, nas seus sistemas operativos ou das suas apli- dois anos para a edição profissional do sis- bilizadas ao cliente durante sete anos após o
áreas de consumidores, “hardware” e cações. Isto porque, antes, estava previsto tema operativo. lançamento da aplicação no caso de se tratar
multimédia, “passam a ser suportados que o suporte ao Windows 2000 terminasse Até agora, segundo Rodolfo Oliveira, “o de um “software” empresarial. Nos outros
durante um período de cinco anos”, expli- já em Março de 2003. Nos termos do novo ciclo de suporte era, à partida, agregado ao casos, o cliente irá receber essas correcções
cou a Computadores Rodolfo Oliveira, plano, a Microsoft irá continuar a prestar lançamento do produto”. O critério ante- apenas durante cinco anos.
director de comunicação da Microsoft apoio a este sistema operativo até Março rior baseava-se na fórmula “N + 2”, isto Estes pequenos ficheiros seriam, no
Portugal. “Existem, contudo, excepções de 2005, oferecendo opções alargadas de é, apenas eram suportados o produto novo modelo anterior, disponibilizados gratuita-
no caso dos produtos com novas versões suporte até Março de 2007. “Aprendemos ou actual mais dois dos seus antecessores. mente aos utilizadores registados do Win-
lançadas anualmente, como, por exem- com a experiência dos nossos clientes”, Isso poderia significar que os possuidores dows NT 4 Server até 31 de Dezembro deste
plo, a enciclopédia ‘Encarta’ e o pro- explica Rodolfo Oliveira, referindo-se à de uma determinada aplicação poderiam ano mas a Microsoft alargou este termo até
grama de gestão orçamental doméstica razão desta alteração, “e descobrimos que perder a assistência técnica em apenas Dezembro de 2003, apesar de ter descon-
Money, em que o ciclo de vida do suporte muitas empresas tinham períodos de actu- três anos após o início da comercialização tinuado este produto em 1998. Porém, a
técnico é de apenas três anos”. Por outro alização mais alargados”. do produto. empresa não pretende continuar a oferecer
lado, a maior parte dos produtos são Não obstante, a Microsoft está a des- Por outro lado, este sistema tinha qualquer tipo de códigos de correcção para
ainda abrangidos pelo suporte “on-line” continuar ou já descontinuou o suporte também outro efeito problemático, pois, se o Windows 95, dado que este sistema ope-
de auto-apoio. para muitos dos seus outros produtos mais não fosse lançada mais nenhuma actuali- rativo foi descontinuado em Dezembro de
Para além dos cinco anos básicos de antigos que são ainda bastante utilizados zação de um “software”, tornava-se difícil 2000. ● MIGUEL CAETANO / Casa dos Bits

computadores .2 S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2
ZIRE É O NOME DO NOVO PDA A 99 DÓLARES

Palm ataca segmento


de entrada
PALM, O MAIOR fabricante de orga- Não é de admirar que

A
um universo de milhares disponíveis para
nizadores pessoais — os “perso- todo o lançamento do Zire o PalmOS, o sistema operativo dos
nal digital assistants” ou PDA seja feito com base nas Palm.
—, resolveu inverter a estratégia ideias de funcionali- O Zire surge também no
habitual deste mercado e lançou dade, simplicidade momento em que a Palm, líder
um novo produto de entrada de gama. Com de funcionamento e no mercado de computadores
o preço de combate de 99 dólares nos EUA, baixo custo. Também de bolso, enfrenta (mais)
o Zire será o computador de bolso mais na apresentação a Palm uma desaceleração na
barato de mercado, mesmo que o valor para a resolveu inovar, ven- procura dos seus
Europa venha a ser ligeiramente superior. dendo o Zire numa emba- produtos clássicos
Numa altura em que o mercado dos lagem plástica transparente, dirigidos a profis-
PDA de topo de gama está bem servido de similar às dos telemóveis, por sionais. Neste caso,
aparelhos multifuncionais com preços supe- contraste com as clássicas caixas além do seu principal
riores aos 500 euros, a Palm resolveu apostar sóbrias típicas dos componentes concorrente, a Micro-
noutro segmento de público: as pessoas que informáticos. soft — que desenvolveu
querem substituir a sua agenda tradicional A tentativa de seduzir os o PocketPC, um sistema
em papel e os papelinhos autocolantes potenciais consumidores que operativo concorrente do
com recados. nunca tinham pensado em PalmOS e que equipa muitos
O objectivo do Zire é chegar comprar um PDA estende- computadores de bolso de
ao bolso ou à mão de estudantes se ao “design” no próprio outras marcas —, a Palm elege como adver-
ou utilizadores aparelho, com um ar extre- sário o papel, nas várias formas usadas no
ocasionais, que mamente simples, à atraente dia-a-dia, desde as folhinhas rabiscadas às
querem um cor laranja do invólucro e à agendas telefónicas, passando por filofaxes
PDA apenas explicação das suas e blocos de notas.
para as suas funções, feita Alex Slawsby, analista
necessidades sempre recor- da IDC, explicou à Reuters
pessoais e não rendo à vertente que não é fácil levar
profissionais, prática e nunca a s pessoas a
como até agora aconte- às suas capacida- abandonarem
cia na maioria dos casos. Os des- des tecnológicas. as agendas ou
tinatários são as donas de casa, Com ecrã mono- convencê-las
os estudantes, os profissionais cromático táctil, com o de que um com-
liberais de áreas não tecnológicas reconhecimento de escrita putador de 100
ou os pequenos empresários — em geral, baseado no Alfabeto Graffiti dólares é melhor
pessoas que consideram a tecnologia tão — forma de escrever desen- que a infinita
interessante como preencher o IRS. volvida pela própria Palm, pilha de papel. “A
“O Zire destina-se aos que se aprende Palm vai enfrentar
26 milhões de consumi- MIGUEL CRESPO em menos de a maior concorrência
dores norte-americanos uma hora —, do mundo: o que quer
que querem substituir — ou, pelo menos, o Zire tem baterias recarregá- que as pessoas usam
complementar — o papel. Àqueles que veis, 2 MB de memória interna e para rabiscar. Eles
usam uma combinação de agendas e sincronização com o PC para realizar têm de vender o produto sob a
pequenos papéis autocolantes para orga- cópias de segurança. Além do “software” de ideia de que ‘é como o papel mas melhor’.
nizar suas vidas”, disse à Reuters David base (agenda, livro de endereços, bloco de Mas, se as pessoas acharem que vão ter de
Christopher, responsável pelo “marke- notas, memo, despesas, calculadora e jogos), aprender alguma coisa sobre computadores,
ting” da Palm. o Zire pode receber outras aplicações de não vão querer o aparelho.” ●

TOSHIBA E VODAFONE CRIAM PACOTE DESTINADO AO SECTOR EMPRESARIAL

E-mail e Net por GPRS


TOSHIBA E VODAFONE vão lançar, Internet. Aliás, a mobilidade foi a palavra de da Europa, uma quota de 13 por cento terá

A no final de Outubro, um pacote


dirigido ao sector empresarial
composto por um computador
de bolso e um telemóvel comu-
nicáveis entre si através de tecnologia sem
fios. O acordo entre a Toshiba e o segundo
maior operador de telecomunicações móveis
ordem da apresentação da Toshiba: “Temos
de ouvir os consumidores para ultrapassar-
mos o clima de crise que se vive actualmente
neste sector e criar novas perspectivas de
negócio”, disse João Amaral, para quem as
tendências apontam para a informática pes-
soal e móvel.
assegurado ainda a liderança.
Um dos aspectos sublinhados foi a criação
de um serviço de apoio aos clientes, dando um
suporte eficaz de pré e pós venda dos equipa-
mentos. “O Centro de Atendimento Toshiba
recebeu, entre Setembro de 2001 e Setembro
de 2002, um total de 18.656 telefonemas,
foi anunciada na passada semana e, por João Amaral fez tendo 78 por cento dos problemas sido
enquanto, cingir-se-á Portugal. também o balanço de resolvidos por este meio”, indicou o
“O preço do computador pessoal de bolso, um ano de inter- director da Toshiba. Por isso, ter-
o Pocket PC e740, será de 597 euros (mais venção directa da se-á registado uma redução no
IVA), aplicando-se condições especiais da Toshiba no mer- número de intervenções nos
Vodafone Negócios na aquisição do tele- cado português, centros de reparação, da
móvel”, anunciou João Amaral, director da onde foi criada ordem dos 34 por cento
Toshiba em Portugal. Este preço é inferior uma estrutura local no período de um ano.
ao do mercado, pois o “o objectivo é permi- para melhor apoiar o “Além disso, ao
tir que os utilizadores profissionais acedam cliente, uma falha insis- criar um novo sistema
ao correio electrónico e à Internet de forma tentemente apontada e de apoio aos centros
fácil e rápida, através de um serviço GPRS que a empresa quis colmatar: de reparação, foi possível
da Vodafone, beneficiando de todas as carac- “As vendas estavam a cair mas reduzir o tempo de resolução
terísticas e mobilidade proporcionadas pelo conseguimos, ao fim de um ano, dos problemas dos clientes de um a
nosso computador de bolso.” reconquistar a posição de liderança na dois meses para uma média de cinco dias
Equipados com tecnologia Bluetooth, os venda de computadores portáteis, com úteis”, continuou João Amaral. O objectivo
dois dispositivos serão capazes de comunicar uma quota de mercado de 30,5 por cento”, da empresa é optimizar esse tempo para três
entre si sem fios, proporcionando uma solu- disse, citando dados Dataquest relativos dias úteis em 80 por cento das intervenções
ção totalmente móvel de acesso ao E-mail e à ao segundo trimestre de 2002. No conjunto até 2003. ● Lusa

S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2 computadores .3
tecpédia H E N R I Q U E C A R R E I R O XEROX REFRESCOU A SUA OFERTA DE MULTIFUNCIONAIS

Levar a cor a todas


as empresas
EVAR A IMPRESSÃO a cores às

L
mento da tinta —, uma placa Ethernet
mais diversas empresas 10/100 BaseTX para ligação à rede, as
e aumentar a rapidez portas USB e paralela completam os
com que se executam recur- sos de “input-output”

Archos Jukebox os trabalhos é o


objectivo da Xerox, que acaba
de colocar no mercado novos
destas impressoras.
A série 8200
é composta

Multimedia 20 equipamentos e de lançar


uma campanha de “marke-
ting” na Europa que
pelos modelos
8200B, 8200N,
8200DP e 8200DX.
envolve diversas

N
O COMPETITIVO mundo da electrónica de con- Quanto à Phaser
sumo, novos dispositivos e novos “gadgets” acções de promoção 6200, integra um proces-
estão com frequência a disputar a atenção e demonstração. sador PowerPC a 500 MHz e
e a carteira do consumidor — mas, destes, No que diz uma resolução de 2400 pontos
relativamente poucos têm força para se respeito a equipamentos por polegada, com que se podem
imporem de forma duradoura nas prateleiras das lojas. A multifunções, as novidades imprimir 16 páginas por minuto.
categoria das chamadas “jukeboxes” de MP3 parece ser da Xerox incluem os modelos Também esta série é composta por
um dos candidatos mais recentes a ocupar o lugar mítico e DocuColor 2240, também quatro modelos — 6200B, 8200N,
muito almejado de substituto do ícone mais conhecido da chamado Carrera, e o Docu- 8200DP e 8200DX —, todos eles
electrónica popular, o “walkman”. Color 1632. Estes sistemas acompanhados do “software”
Substituindo a cassete pelo disco rígido e a gravação ana- permitem imprimir, digitalizar Phaser Installer, que permite fazer
lógica pela digital compactada em forma de MP3, as “juke- e copiar documentos a cores, e o acompanhamento da impressão,
boxes” actuais permitiram a eliminação virtual do limite à pretendem facilitar a transi- e o programa de ajuda PhaserS-
quantidade de música que é possível a um melómano trans- ção dos equipamentos a preto mart Virtual Help Desk.
portar consigo no dia-a-dia. Pelo caminho, os fabricantes da e branco para modelos a cores, No conjunto de novidades
novas “jukeboxes” aperfeiçoaram a arte dos dispositivos mantendo-se o nível de produ- da Xerox, está também a série
multifunções que vão muito para lá do armazenamento e tividade. 500 dos multifuncionais Docu-
da reprodução musical. O DocuColor 1632 permite ment Centre, composta por
Um dos exemplos mais recentes — e, porventura, mais produzir 16 páginas por minuto única tem sido um três modelos — 535, 545 e 555
extremos — da versatilidade almejada pelas “jukeboxes” a cores e 32 a preto e branco, dos investimentos da Xerox —, com velocidades de impressão
dos tempos actuais é o produto da Archos, uma empresa enquanto a velocidade da DocuColor nos últimos oito anos a fim de reduzir os de 35, 45 e 55 páginas por minuto, res-
franco-americana que se tem mantido à frente de concor- 2240 chega às 40 páginas por minuto, tempos de impressão por página a cores pectivamente, em modo monocromático.
rentes de muito maior peso, como a Apple ou a Creative a preto e branco, e 22 a cores. Estes e, nessa medida, aumentar o rendimento Com funções de impressão, cópia, fax
Labs, na corrida pelo maior número de características no novos equipamentos têm como prin- deste tipo de impressoras. ou digitalização, estes modelos possuem
menor volume. cipal inovação a utilização de “toners” A Phaser 8200 possui um processa- conectividade sem fios IEEE 802.11B,
A Jukebox Multimedia 20 é um dispositivo um pouco maior químicos. Desenvolvido pelo Centro de dor de 300 MHz e a sua velocidade de possibilitando a impressão ou envio de
do que um maço de cigarros e que apresenta um disco de Investigação da Xerox no Canadá, o novo impressão é de 16 páginas por minuto faxes a partir de dispositivos sem fios.
20 GB, capaz, portanto, de armazenar alguns milhares de “toner” baseia-se na tecnologia Emulsion a cores, em modo de impressão rápida, Como opções de saída e finalização, o utili-
horas de MP3, dependendo da compressão escolhida. Agregation (agregação de emulsão), que e de 10 páginas por minuto no modo zador dispõe de um empilhador para 2 mil
Mas armazenar e tocar MP3 não é, hoje, grande proeza permite utilizar uma normal. O carregador folhas, um agrafador com várias posições
competitiva e, por isso, a Archos dotou a Multimedia 20 da menor quantidade de ISABEL GORJÃO SANTOS Color Stix Solid Ink e um furador que permite fazer dois ou
capacidade, bem mais rara, de armazenar ficheiros de vídeo “toner” para produzir — que, com diferentes quatro furos. Os preços destas máquinas
usando a nova norma MPEG4 “single propeli”. uma imagem e reduzir o desperdício, formas geométricas, evita que o utiliza- variam entre os 9800 e os 21.200 euros.
Como esta característica de pouco serviria se a Jukebox só diminuindo consequentemente o custo dor cometa erros ao efectuar o carrega- Para demonstrar as funcionalidades
pudesse ser usada num lugar com televisor, a Archos dotou das impressões. destes novos produtos, a
a máquina de um pequeno ecrã LCD, de tamanho idêntico “Há alguns anos, apresentar um
ao que pode ser encontrado nas câmaras de vídeo digitais. relatório ou um documento a cores mar-
Com o conjunto armazenado numa caixa de metal, com cava a diferença; mas, hoje, os profissio-
protecção antichoque e ainda complementado por uma nais estão tão acostumados ao
bateria de lítio, não é de admirar que esta Jukebox pese valor proporcionado pela
cerca de 293 gramas. Mas os compradores que se aventu- cor que a sua utilização se
rem a pagar os cerca de 420 euros que custa a Multimedia tornou uma necessidade”,
20 (preço nos EUA) terão outras agradáveis surpresas, que considerou Ursula Burns, Xerox lançará
ajudarão a esquecer o peso deste brinquedo. É que esta presidente do grupo de na Europa uma cam-
Jukebox tem ainda incluída uma porta de expansão na sistemas e soluções para documentos da panha de “marketing”
qual podem ser inseridos outros módulos que expandem Xerox, em comunicado de apresentação a que deu o nome de
muito a funcionalidade da Multimedia 20. dos novos equipamentos. Acrescentou Extreme. Esta iniciativa é
Uma das mais úteis poderá ser o adaptador que aceita ainda Ursula Burns que “a DocuColor composta por uma série
cartões SmartMedia e CompactFlash, o que permite à 2240 e a 1632 vão acelerar esta ten- de exposições e demons-
Jukebox funcionar como um arquivo extra para fotografia dência, pois tornam os trabalhos a cores trações que terão lugar
digitais. Mas a própria Archos fornece também um módulo mais baratos”. em vários países euro-
adicional, que encaixa na porta de expansão e transforma Os dois novos equipamentos peus, alguns concursos e
esta Jukebox numa máquina digital de pleno direito, com destinam-se a escritórios ou descontos promocionais
possibilidade de tirar fotografias de 1,3 megapixels ou mesmo a estabelecimentos que que abrangerão os novos
mesmo de capturar vídeo na dimensão de 320 x 240 pixels. prestam serviços de impressão modelos. “Estes eventos
Estão ainda previstos módulos que aumentarão a qualidade e cópias. Com um processador servirão para mostrar
das gravações de imagem. PowerPC 750 a 400 MHz e uma a total amplitude dos
Bem nascida no que toca a conectividade, a Jukebox tem capa- resolução que pode ir até aos 1200 x 1200 produtos e o conjunto de
cidade para suportar entradas e saídas de áudio e de vídeo, e, pontos por polegadas, estes modelos benefícios das principais
mediante módulos extra, ligações Firewire e USB 2.0, para além permitem também fazer a digitalização soluções deste portfólio”,
da USB 1.1 de origem. Como se não tivesse já características directa de documentos para a rede, em considerou Rod Rodericks,
suficientes, os seus criadores esperam ainda acrescentar-lhe a formatos JPEG ou TIFF, e processam vice-presidente e director-
capacidade de gravação directa a partir de televisão a fim de ficheiros ao mesmo tempo que recebem geral da Xerox Europe. ●
substituir de vez o gravador de cassetes de vídeo. novos dados.
A Archos Multimedia Jukebox 20 é, assim, um dispositivo Entre as novidades da Xerox estão
espantoso na sua gama de habilidades e que fará certa- também dois novos modelos
mente as delícias de muitos compradores para quem este Phaser, o 8200, de tinta sólida e
será, certamente, o “gadget” supremo. ● passagem única, e o 6200, a laser
e também de passagem única.
Tecpédia é uma enciclopédia em construção sobre a era digital Aliás, a tecnologia de passagem

computadores .4 S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2
dica

Trabalhar a partir de casa com o Windows XP (3) usar atalhos na sessão remota quando De facto, com as impressoras e as
esta ocupa o ecrã inteiro. Em alternativa, portas-série é tão simples como
Continuando a analisar a janela Ligação ao Ambiente de pode-se optar por, em qualquer situação, activar os respectivos campos para
Trabalho Remoto, vemos que o separador Programas permite as combinações de teclas do Windows só que, por exemplo, ao trabalhar
definir que, ao iniciarmos a sessão de trabalho remoto, se abra funcionarem no computador de casa ou no remotamente no computador do
automaticamente um determinado programa e, se também se local. Do mesmo modo, também se pode emprego, se possa imprimir para
quiser, um determinado ficheiro. Por último, temos o separador optar por aplicar os atalhos de teclado só a impressora que está ligada ao
Recursos Locais (ver imagem), onde se pode configurar quais à sessão remota, quer se esteja a trabalhar computador de casa.
os recursos do computador remoto que serão assumidos pelo em ecrã inteiro quer não. Já em relação às unidades de disco é
computador de casa (o cliente) durante a sessão. Na parte de baixo da janela, temos a parte que a questão não é tão linear: para
Na área de cima, Som de Computador Remoto, pode-se mais “delicada” das configurações da que o computador remoto consiga
optar por ouvir no computador de casa o som que estiver a Ligação ao Ambiente de Trabalho Remoto. assumir uma unidade de disco para a
ser tocado no computador remoto (opção Trazer Para Este Lendo o que é dito na janela, fica-se a mapear, ele precisa de a ter na mesma
Computador), que o som só seja ouvido no computador pensar que basta activar cada uma das três rede. Ora, quando se faz uma ligação
remoto (opção Deixar no Computador Remoto) ou desactivar caixas para que, automaticamente, quando normal via Internet de casa para o
todos os sons nas sessões remotas (opção Não Reproduzir). se está a ligar do computador de casa para o computador do emprego, os dois computadores não ficam na mesma rede. Para
Na área Teclado, define-se em que condições se poderá utilizar emprego, se possa utilizar as unidades de disco, as impressoras que tal aconteça, é necessário criar no emprego uma Virtual
atalhos de teclado do Windows numa sessão do Ambiente e as portas-série do computador local na sessão remota como Private Network, que vai “fazer de conta” que o computador de
de Trabalho Remoto. A configuração por omissão é de só se fossem recursos do computador do emprego. casa está dentro da rede do emprego. ● JOSÉ DOUTIL

agenda

2002 IEEE GaAs IC Symposium – Integrated Circuits in


GaAs, InP, SiGe and other Compound Semiconductors
Data: 20-10-2002 a 23-10-2002
Local: Monterey, Califórnia, EUA
Contacto: Mary Curtis
E-mail: m.curtis@ieee.org
URL: www.gaasic.org

HLDVT 2002 – 7th Annual IEEE International Workshop


on High Level Design Validation and Test
Data: 27-10-2002 a 29-10-2002
Local: Cannes, França
Contacto: Ahmed A. Jerraya, General Chair
E-mail: Ahmed.Jerraya@imag.fr
URL: tima.imag.fr/conferences/hldvt/
DFT 2002 – 17th International Symposium on Defect
and Fault Tolerance in VLSI Systems
Data: 6-11-2002 a 8-11-2002
Local: Vancouver, Canadá
Contacto: Glenn Chapman, General Co-chair
E-mail: glennc@cs.sfu.ca
URL: www.elet.polimi.it/dft7dft2002.htm
ICCAD 2002 - The International Conference
on Computer-Aided Design
Data: 10-11-2002 a 14-11-2002
Local: San Jose, Califórnia, EUA
E-mail: terri@mpassociates.com
URL: www.iccad.com
IISREEC - International interdisciplinary seminar on new
robotics, evolution and embodied cognition
Data: 12-11-2002 a 15-11-2002
Local: Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa
ESIG 2002 - VII Encontro dos Utilizadores de Informação
Geográfica
Data: 13-11-2002 a 15-11-2002
Local: Tagus Park, Porto Salvo, Oeiras
Organização: Associação dos Utilizadores de Informação
Geográfica (USIG)
URL: www.esig2002.web.pt
ATS 2002 - The 11th Asian Test Symposium
Data: 18-11-2002 a 20-11-2002
Local: Hyatt Regency Guam, Guam, EUA
Contacto: Kozo Kinoshita, General Chair
E-mail: kozo@utc.osaka-gu.ac.jp
URL: ats02.ip.elec.mie-u.ac.jp/
ITU Telecom Asia 2002
Data: 2-12-2002 a 7-12-2002
Local: Hong Kong, República Popular da China
Contacto: International Telecommunication Union – ITU
Telecom
E-mail: telecominf@itu.int
URL: www.itu.int/asia2002
FPT 2002 - IEEE International Conference on Field-
Programmable Technology
Data: 16-12-2002 a 18-12-2002
Local: Hong Kong, China
E-mail: fpt@aicfpt.org
URL: www.icfpt.org
VLSI Design 2003 - The Sixteenth International
Conference on VLSI Design; The Second International
Conference on Embedded Systems Design
Data: 4-01-2003 a 8-01-2003
Local: Nova Deli, Índia
URL: vlsi.ccrl.nj.nec.com/~chak/vlsi2003/
2003 International CES - Defining Technology’s Future
Data: 9-01-2003 a 12-01-2003
Local: Las Vegas, Nevada, EUA
URL: www.CESweb.org
ASP-DAC 2003 - Asia South Pacific Design Automation
Conference
Data: 21-01-2003 a 24-01-2003
Local: Kitakyushu, Japão
Contacto: Conference Secretariat
E-mail: aspdac2003@aspdac.com
URL: www.aspdac.com

S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2 computadores .5
virose

Appix pode bloquear os antivírus

A semana que passou revelou-se bastante calma em “Anna Kournikova” nomeadamente vários programas antivírus.
termos de aparecimento de novos vírus. O “worm” Appix é “Porn Screensaver” O “worm” faz uma busca no Registry para ver se o mIRC se
o único digno de destaque. “Sex ScreenSaver” encontra instalado. No caso de estar, ele modifica o Mirc.ini
Pois este Appix explora a falha Mime do Internet Explorer “TvTool” de modo a enviar-se a si próprio para outros utilizadores
que permite que o ficheiro anexo de uma mensagem “Flashget” que estejam ligados ao mesmo canal do computador
seja executado através da simples pré-visualização da “WarezBoardAccess” infectado.
mensagem, sem ser necessário abri-la ou mesmo abrir o “Undelivarable Email”
ficheiro anexo. Lembramos mais uma vez que a Microsoft ou Falha em ‘patch’ da Microsoft
já há muito disponibilizou um “patch” que permite corrigir “Brute Force Tool”.
esta falha. A Microsoft informou há poucos dias que o “patch” para a
Para além desta característica, o Appix também explora as O nome do ficheiro anexo pode ser um de entre os falha do Outlook Express a que nos referimos na semana
técnicas da chamada “engenharia social” ao utilizar uma seguintes: PamAnderson.scr, Jolie.scr, AnnaKournikova.scr, passada apresenta um erro de instalação. Segundo parece,
mensagem cujo conteúdo induz o utilizador a correr o XXX.scr, FreeSex.exe, TvTool.exe, FlashGet.exe, o instalador exige a instalação prévia do Internet Explorer
ficheiro anexo à mesma — no caso vertente, de índole WarezBoardAccess.exe ou Undelivarablemail.exe. 6, “esquecendo” que os utilizadores que já instalaram o
sexual. Quando o ficheiro anexo é executado, o “worm” envia-se Service Pack 1 do “browser” já estão protegidos contra
O assunto da mensagem que propaga o vírus é construído a si próprio para todas as entradas do livro de endereços aquela falha.
pela combinação aleatória de duas partes. A primeira do Outlook Express. Ao mesmo tempo, cria uma cópia na A s s i m , quando estes tentam instalar o “patch”,
apresenta as seguintes variantes: pasta do Windows com o nome Appboost.exe e acrescenta recebem uma mensagem de erro que, ainda
uma chave ao Registry de modo a que este ficheiro seja por cima, é enganadora, pois, em vez de
“A nice Screensaver of” carregado de cada vez que se acede a ficheiros com avisar os utilizadores de que já não
“Ein netter Screensaver von” extensão .exe. precisam de instalar o “patch” por
“New Version of” O Appix consegue bloquear certas já estarem protegidos, os informa de
ou aplicações que estejam a ser que têm que instalar primeiro o Internet
“Eine neue Version von”. executadas na memória Explorer 6. ● JOSÉ DOUTIL
do sistema,
Por sua vez, a segunda parte do assunto pode ser uma das
seguintes hipóteses:

“BestTool”
“Pamela Anderson”
“Angelina Jolie”

OS VÍRUS DA SEMANA
Dia 21 Dia 22 Dia 23 Dia 25 Dia 26 Dia 27
WM/MDMA.C;D;H, W97M/Yous WM/MDMA.C;D;H, W97M/Yous WM/MDMA.C;D;H, WM/ Dia 24 WM/MDMA.C;D;H, AOS.A, WM/MDMA.C;D;H, WM/ WM/MDMA.C;D;H, WM/
ANGUS.A, WM/ANGUS.A, WM/MDMA.C;D;H, WM/ W97M/Jackal.A, Acid.A TAMAGO.A, VBS/Gaggle@MM, HELPER.F;G;H, W97M/Jackal.A,
TRASHER.D, WM/Niknat.A, CONCEPT.L;M, WM/ANGUS.A, (intended), W32/Urick@MM, X97M/Reten.d, W95/CIH.1003 VBS/Gaggle@MM
W97M/Melissa.o@mm, W97M/ W97M/Bablas.aj W97M/Multi.a, X97M/Anis,
Bablas.aj, VBS/Valentin@MM, X97M/Hongo.c
VBS/San@M, WM/NOMVIR.A;B

computadores .6 S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2
COMISSÃO EUROPEIA ABRE MERCADO DE TRANSMISSÃO DE MÚSICA NA WEB

Licença única para 18 países


distribuição e a transmissão de em que era recebida. Agora, terá apenas de contratos e preços no espaço europeu. prevê o pagamento de 8 por cento das recei-

A música “on-line” recebeu um


empurrão talvez decisivo, pois,
na mesma semana, a Comissão
Europeia e a Câmara dos Repre-
sentantes dos EUA aprovaram planos para
regular o pagamento de direitos de autor.
A Comissão Europeia “abriu” o mercado
ter autorização do país onde tem a sua sede.
“A criação de um mercado legítimo para
o chamado ‘simulcasting’ [a transmissão de
programas de rádio ou televisão via Net]
beneficiará tanto os consumidores como os
detentores dos direitos”, disse o comissário
europeu Mario Monti. “Os consumidores
Em Washington, a Câmara dos Repre-
sentantes aprovou um acordo que permite
que rádios “on-line” de pequenas dimensões
acertem o pagamento de direitos de autor
com a indústria discográfica. O acordo per-
mite aos pequenos sítios de música na Web
pagarem uma percentagem das suas recei-
tas geradas pela transmissão de música
entre 1998 e o final de 2002. Esse valor sobe
para 10 por cento nos próximos dois anos ou
12 por cento se as receitas da estação exce-
derem os 250 mil dólares. As rádios podem
também, em alternativa, pagar 5 por cento
das suas despesas entre 1998 e 2002, e 7 por
de direitos de transmissão de música na poderão ter acesso aos seus programas favo- tas ou das suas despesas aos autores das cento durante os próximos dois anos se essa
Internet, permitindo às rádios “on-line” ritos de rádio e televisão de virtualmente canções que transmitirem, em vez de paga- quantia exceder as receitas.
obterem uma “licença única”, válida em 18 qualquer parte do mundo”, adiantou Monti. rem uma taxa fixa por cada tema usado. O presente acordo destina-se às rádios
países: a União Europeia mais Noruega, O acordo também inclui sociedades de Este valor — fixado em Junho em 7 centavos “on-line” que tiverem movimentado menos
Islândia e Liechtenstein — noticiou a Reu- autores da Europa Central e Oriental, Ásia, de dólar por ouvinte por música — poderia de 1 milhão de dólares no total entre 1998
ters. Este método unitário substituirá o América do Sul, Austrália e Nova Zelândia. obrigar a falências generalizadas, pois o e 2002. As grandes rádios “on-line”, como a
actual, em que cada rádio “on-line” tinha de Agora, as sociedades de autores terão de pagamento destas “royalties” excederia as America Online e a Clear Channel Commu-
ter uma licença e autorização da sociedade competir umas com as outras, pois as rádios receitas da maioria das rádios “on-line”. nications, não foram incluídas no acordo e
gestora dos direitos de autor para cada país e televisões poderão procurar os melhores O acordo, a ser ratificado pelo Senado, pagarão as taxas antes definidas. ● M.C.

Países desenvolvidos dominam


ligações à Net
Suíça, Islândia e Dinamarca lideram o “ranking” dos
países com mais pessoas ligadas à Internet, de acordo
com um estudo da consultora Nua.com. Este trio tem
mais de 60 por cento da sua população ligada, sendo
seguido por Hong Kong (59 por cento), EUA (58 por
cento) e Grã-Bretanha (54 por cento). Segundo o
estudo, 600 milhões de pessoas possuem ligações
à Internet, pertencendo a maior parte aos países
desenvolvidos. Apesar de elevados, os números
mostram que apenas 10 por cento da população
mundial tem acesso à Web, deixando de fora quase
5500 milhões de habitantes do planeta. No outro
extremo da lista, com menos ligações, encontram-se
os países mais pobres do mundo, como o Bangladesh,
onde apenas 0,1 por cento da população dispõe de
ligação à Internet. ●

ExpoSIS apresentou Crystal Enterprise


A ExpoSIS, empresa fornecedora de produtos e
soluções de “software” de gestão, plataformas de rede
e voz, em especial para pequenas e médias empresas,
apresentou na passada semana o Crystal Enterprise. Esta
nova solução, baseada na Web, foi criada pela Crystal
Decisions e permite recolher e organizar os dados
operacionais, incluindo também ferramentas destinadas
a analisar e visualizar a informação proveniente das
diversas áreas da empresa. O Crystal Enterprise pretende
também fornecer um acesso seguro aos conteúdos por
parte dos funcionários da empresa, dos seus clientes
e fornecedores. Para além disso, esta solução permite
elaborar relatórios e tomar decisões mais rapidamente,
suporta DHTML para a apresentação flexível e interactiva
de resultados na Web, bem como os formatos XML e
PDF para que seja possível corresponder às diversas
necessidades neste domínio. Esta solução pode ser
integrada com a Internet ou qualquer intranet, extranet
ou aplicação de portal e adaptada às plataformas
Windows 2000, NT 4.0 e Unix. ●

Acesso mais fácil e rápido


a conteúdos digitais
Uma tecnologia desenvolvida pela Panasonic e pela
Microsoft vai permitir aceder e gravar mais fácil e
rapidamente conteúdos digitais, como música, vídeos
e fotografias. A tecnologia High Performance Media
Access Technology (HighMAT), algo como “tecnologia
de alto desempenho para acesso aos média”, foi
desenvolvida conjuntamente pelas duas empresas
e permite descarregar, sem outros intermediários,
conteúdos digitais de computadores pessoais
para aparelhos electrónicos como leitores de CD e
auto-rádios. A marca Panasonic, do grupo japonês
Matsushita Electric Industrial, a Microsoft e a Fuji
Photo Film vão adoptar esta nova tecnologia nos seus
produtos, que poderá ser utilizada sob licença por
outras empresas. “Com o desenvolvimento de novas
formas de divertimento digital em casa, necessitamos
de formas mais fáceis e rápidas de interacção entre os
computadores pessoais e as aparelhagens electrónicas”,
declarou Will Poole, vice-presidente da divisão dos
novos média da Microsoft. ●

S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2 computadores .7
uma pergunta a LOGITECH PREPAROU NOVIDADES PARA O PRÓXIMO NATAL

David Talvy
Director da Logitech para a
Europa do Sul
Acabar com os fios à
volta do computador
sem fios tenha associada nenhuma solução de quais custam, na mesma ordem, 92, 62

A
Até à passada semana, era director da USCULTADORES
Logitech para Espanha e Portugal mas para telemóveis, uma reconhecimento de caracteres que e 50 euros. Todos os modelos uti-
agora foi nomeado responsável pela caneta digital permita transformar os docu- lizam a tecnologia de sensor
Europa do Sul. Que objectivos tem para o e uma nova mentos manuscritos noutros óptico MX Optical Engine,
mercado europeu meridional e quais as gama de organizados e “passados a que a Logitech desen-
particularidades que nele detecta face, por colunas de som são computador” — o que seria volveu em conjunto
exemplo, ao norte-americano? algumas das novida- “ouro sobre azul” —, a ver- com a Agilent e que
des que a Logitech se dade é que pode dar muito jeito regista 4,7 megapixels
prepara para lançar, guardar no PC as folhas que se de informação por

‘Logitech entrando, assim, em


áreas para as
quais ainda não
escreveu ou enviar por correio
electrónico um gráfico ou desenho
feito no papel. Para isso, o utilizador
segundo e detecta o
movimento do rato
nas mais diversas
tinha propostas. só tem que utilizar a caneta Logitech condições. Já dispo-
outside’ Mas o que che-
gará às lojas nas
próximas semanas inclui
Io e um papel digital que a Logitech nível no mercado está
também disponibiliza. A caneta também a “trackball” de rasteio óptico
contém um sensor óptico que, tal como Cordless Optical TrackMan, a qual
também novos modelos de se fosse uma câmara, capta custa aproximadamente 73 euros

A
té agora fui responsável por Espanha teclados e ratos sem fios, a escrita manual e guarda-a e não necessita de fios devido à
e Portugal e posso dizer que os dois “trackballs”, controladores na memória. Esta caneta utilização da tecnologia rádio
países estão em grande crescimento. Em para jogar e câmaras para o PC ou digital estará disponível no digital de 27 MHz, da Logi-
Espanha, temos mesmo a maior penetra- os computadores próximo mês por um preço tech.
ção da marca Logitech a nível mundial. portáteis. Com o de cerca de 250 euros. Também prestes a chegar
Temos uma grande reputação no mercado e criámos catálogo a postos Novos sistemas de colunas às lojas estão dois novos disposi-
uma imagem que se associa ao “design”, à qualidade e para o próximo Natal, que podem ser ligados ao tivos para jogar, o “joystick”
à facilidade de utilização. a Logitech dá várias PC, à consola de jogos, Freedom 2.4 Cordless e
A Logitech foi fundada como uma empresa de “sof- alternativas a todos os que ao DVD ou a outros o volante MOMO Racing
tware” e essa é uma grande vantagem. Ainda hoje querem dispensar os fios e não sistemas de Force FeedBack. O pri-
criamos o “software” que torna os produtos mais abdicam dos mais recentes equipa- som portáteis foram meiro utiliza a tecnologia de rádio
fáceis de utilizar e, para cada produto de “hardware” mentos em redor do computador. também lançados de 2,4 GHz que permite jogar a
que fabricamos, temos um “software” próprio. Por isso, Até agora, a Logitech não se dedi- pela Logi- tech. O Z-680 é cerca de 6 metros de distância
o utilizador pode ter confiança no suporte técnico da cara aos acessórios para telemóveis um sistema de som ”surround” e o segundo pode prender-se
Logitech, pois esta faz a assistência do programa e do mas esse é um mercado que a empresa 5.1 com 450 W de potência, a diferentes superfícies e vem
produto, o que leva à fidelização dos clientes. pretende conquistar. Por isso, dentro enquanto o Z-640, também acompanhado de pedais de
Em Portugal, considero que estamos no bom caminho. de dias, será lançado um modelo de com Dolby Digital 5.1, possui acelerador e travão de tama-
É um mercado que está muito evoluído, ao nível do auscultadores sem fios para telemó- 50 W de potência. Ambos os nho real.
retalho, e sempre se caracterizou por aceitar bem o veis que utiliza uma tecnologia de sistemas deverão estar dispo- Quanto a câmaras, a princi-
que há de tecnologicamente mais avançado, absor- radiofrequência e possui uma bateria níveis no próximo mês. pal novidade da Logitech é a Qui-
vendo os novos produtos. Desta forma, será possível com capacidade para cerca de sete Novos conjuntos de ckCam Cordless, a primeira câmara
alcançar, em pouco tempo, a mesma penetração dos horas de conversação e 250 horas em teclado e rato sem fios foram sem fios lançada pela
produtos da Logitech que se verifica no mercado modo de espera. Com também lançados pela Logi- empresa, que utiliza
espanhol. estes auscultadores, tech. Um deles é o Cordless tecnologia de rádio a
Em relação à Europa do Sul, é importante apostar que integram botões Desktop Comfort, um conjunto 2,4 GHz e permite
agora no mercado italiano, que está mais atrasado do para o atendimento de cor preta que custa cerca de 130 captar imagens a
que o mercado ibérico. O objectivo é tentar aplicar das chamadas e ajus- euros. O Cordless Desktop Comfort uma distân- cia de 25 metros do
as técnicas que se adoptaram em Espanha e Portu- tamento do volume possui teclas especiais que podem receptor. Com um microfone embutido,
gal, pois a quota de mercado em Itália ainda pode do som, o utilizador ser programadas para o acesso à esta máquina permite tirar fotografias
melhorar. pode continuar a con- Internet, ao correio e gravar vídeos com
Entrámos agora em novas áreas, como a dos acessórios versar mesmo que electrónico, a moto- I S A B E L G O R J Ã O S A N T O S uma resolução de 640 x
para telemóveis e das colunas de som. Trabalhamos há se encontre a três res de busca e a um 480 pixels. Uma câmara
dez anos numa tecnologia própria de radiofrequência, metros do telemóvel. conjunto de “sites” favoritos. A para computadores portáteis, a Quick-
semelhante ao Bluetooth, que tem como objectivo A par deste modelo acompanhá-lo está o Cordless Mou- Cam Pro Notebooks, de 1,3 megapixels
“acabar” com os cabos. Aliás, esse objectivo tem sido sem fios, a Logitech seMan Optical, um rato de e com uma resolução de 640 x 480, está
aplicado a todos os produtos. Primeiro, foram os ratos, lançará também uma sensor óptico que pode ser já disponível por cerca de 120 euros.
depois os teclados e finalmente os controladores para gama de seis auscultado- utilizado num raio de 2 metros A esta juntam-se ainda dois novos
jogar. Agora temos também um receptor que se pode res para telemóveis. Estes a partir do receptor graças à modelo para ligar ao PC, a Qui-
ligar a qualquer telemóvel, convertendo-o em equipa- modelos, com fios, estarão disponíveis tecnologia de radiofrequência da ckCam Pro 4000 e a QuickCam
mento com comunicação através de radiofrequência em diferentes cores e formatos. Logitech. Para além deste modelo, Zoom, que incluem “zoom”
— o mesmo que o Bluetooth mas sem ser Bluetooth. Um dos novos produtos da Logi- foram ainda lançados o Cordless digital e permitem aos uti-
Durante muitos anos, a Logitech tentou entrar no tech que poderá encontrar bastante Desktop Optical, que custa 135 lizadores captar imagens
mercado do áudio mas não tinha um elemento dife- eco entre os estudantes e todos aqueles euros, o Cordless Desktop com 1,3 megapixels e
renciador. Quando lançámos os teclados, o elemento que frequentemente precisam de tirar Navigator (100 euros) e o uma resolução de 640
diferenciador era o facto de não terem fios mas, em apontamentos de aulas ou de reuniões, Cordless Desktop Deluxe x 480. Estas câma-
relação ao áudio, nunca tivemos uma característica é a caneta digital Logitech Io. Imagine (82 euros). Os ratos que ras estarão dispo-
importante que nos distinguisse dos outros. Por isso, uma caneta de aparência normal mas fazem parte destes conjun- níveis no próximo
comprámos a Labtec, juntando a sua engenharia ao com memória para registar o que é tos são os MouseMan Optical, Opti- mês e completam a lista
“design” da Logitech, e só agora lançámos uma família escrito, até 40 páginas, e um carre- cal Mouse e Cordless Wheel Mouse, de novidades que a Logitech vai em
completa de produtos. gador que permite passar as notas ou respectivamente. breve fazer chegar às prateleiras da
O mercado europeu é muito diferente do norte- desenhos para o computador. No que diz respeito a ratos, lojas. ●
americano. Por exemplo, quando ocorreu o 11 de Embora esta foram ainda lançados os
Setembro, superámos todas as nossas previsões caneta não modelos MX 700, MX
relativas às vendas de teclados e outros produ- 500 e MX 300, os
tos para a Internet, como as câmaras. As pessoas
tinham medo de enviar correio — por causa do
Antrax —, tinham medo de sair de casa e não
queriam perder a possibilidade de ver as outras
pessoas. E nós temos todos esses equipamentos.
Assim como o lema da Intel é “Intel inside”, o nosso
é “Logitech outside”. ●

Depoimento colhido por Isabel Gorjão Santos

computadores .8 S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2
PIRATARIA DE ‘SOFT WARE’ PODE SER BENÉFIC A PARA AS EDITORAS
Inforpor 2002

Prejuízos calculados
abre no dia 24…
“Tecnologia, Média e
Telecomunicações” será
o mote da 19ª edição
da Inforpor, que abre as
MICROSOFT voltou na

A
palavra que atrai portas entre 24 e 27 de
semana passada a mais utilizadores Outubro na nova FIL,
apelar à criação de e aumentam o no Parque das Nações
um sistema legal para valor potencial da (Lisboa). Segundo a
evitar a pirataria de sua rede de utili- organizadora Certame,
“software”. O apelo foi feito na zadores. cerca de 200 expositores
China, país com 94 por cento de Osorio avança estarão presentes naquela
“software” ilegal mas também com com o índice de que será, a “única feira
um enorme potencial de mercado. 81,29 por cento de negócios e novas
Rick Rashid, responsável pela de “software” tecnologias de referência
Microsoft Research, referiu em ilegal em termos a decorrer em território
Pequim à agência Reuters que de mercado total, nacional”.Fomentar
“podem-se activar medidas para valor abaixo do oportunidades de
tentar reduzir a pirataria, e já qual o efeito global negócio que contrariem
temos algumas no Windows e no da cópia ilegal a tendência recessiva
Office; mas, se o sistema legal não sobre o mercado instalada no sector das
nos apoiar, se não estiver conce- seria negativo. tecnologias de informação
bido para proteger a propriedade Pelo contrário, (TI) é um dos objectivos
intelectual, nunca irá funcionar”. com valores supe- apontados para a edição
Nos últimos dois anos, segundo riores, o resultado deste ano. Tal como no ano
a Business Software Alliance seria positivo. passado, a Inforpor 2002
(BSA), houve um crescimento mun- O exemplo ocupará dois pavilhões
dial de 3 por cento da cópia ilegal apontado é o do da FIL, no Parque das
de “software” (ver “Uso Ilegítimo do Vietname, país Nações, num total de 20
‘Software’ Atinge os 40 por Cento”, com a maior inci- mil metros quadrados.
Computadores de 17-06-2002). Esta dência de pirata- Nos dois primeiros dias,
cópia ilegal afecta o crescimento ria de “software” o espaço da feira será
das empresas de “software”. No a nível mundial apenas visitado por
entanto, nem sempre os dados for- (97 por cento), profissionais do ramo, a
necidos pelas associações do sector onde apenas 21 fim de potenciar negócios
dão conta de como a pirataria pode mil em 700 mil e optimizar contactos
revelar-se benéfica a longo prazo utilizadores estão entre empresas nacionais e
para as empresas. legais. “Numa internacionais. Nos dois do
Os dados da BSA não contabili- perspectiva de fim-de-semana e a troco
zam a instalação do chamado “sof- criação de mer- de 5 euros, a Inforpor 2002
tware” de “open source” — como o nismo eficiente para a criação de Para Carlos Osorio, estes tra- cado, ter apenas 21 mil utilizadores abrirá as portas ao público
sistema operativo Linux ou a “suite” mercado”. Ou seja, o permitir-se balhos sugerem que a cópia ilegal é (todos legais) é muito diferente de em geral interessado
StarOffice, cuja cópia é legal —, o “a cópia ilegal em certos países e uma resposta social às condições de ter 679 mil, que — embora ilegais no nas tecnologias, média e
que desvaloriza a fiabilidade dos durante algum tempo pode ser uma fornecimento inadequado — quando momento — estão a ajudar à difusão telecomunicações (TMT). ●
seus dados, recolhidos nas empre- decisão geradora de lucros a longo não incorpora necessidades locais, do produto e poderão ser transfor-
sas associadas e pela pesquisa prazo, especialmente em países com como a língua, o suporte pós-venda mados em utilizadores legais por … com cinco
de mercado efectuada pela Meta- mercados pouco desenvolvidos de ou serviços complementares — a diferentes formas”.
facts. Os inquéritos desta empresa ‘software’ e na presença de ‘software’ regras que justificam a duplicação Obviamente que a escala do
áreas temáticas
incidem apenas sobre o tipo de de ‘open source’”. As empresas de da versão original dos programas e, mercado influi nesta análise e De acordo com os
“software” usado pelas empresas “software” exclusivo e “proprietário” em terceiro, quando o custo da cópia mercados pequenos não gerarão os números divulgados
associadas da BSA, não figurando podem impor pontualmente os seus ilegal é inferior ao preço da licença mesmos incentivos. Quanto maior pela Certame, a Inforpor
a concorrência do “open source”, direitos de autor e de propriedade do programa. for o mercado legal, mais incentivos recebeu 36.646 visitantes
confirmou, em Junho passado, Dan intelectual mas em resultado de um A tendência actual para fazer as empresas terão para o fornecer em 2001, dos quais
Ness, analista da Metafacts. Como processo de decisão racional. frente ao problema pretende forçar e servir. “O facto de este ‘novo 82,89 por cento foram
se não fosse suficiente, a própria Osorio refere que, “apesar de o mudanças legislativas, aumentar os mercado’ ser de utilizadores ilegais profissionais. Os quatro
Microsoft (fundadora e membro da custo dos programas ter decrescido impostos dos equipamentos de cópia apenas modifica a estratégia apro- dias da feira, além
BSA) apresentou uma reclamação com o tempo, o da a cópia ilegal e compensar os detentores dos direi- priada para o captar”, diz Osorio. de proporcionarem
em Outubro de 2001 quanto aos também diminuiu”. No caso das tos — mas há “formas mais efectivas” Poderá esta conjuntura ser oportunidade para o
números da associação: “Os dados redes, elas são importantes porque, de lidar com o problema, nomeada- modificada legalmente? Entre 1995 lançamentos de novos
oficiais da BSA reivindicam um em termos de utilizadores globais, mente nos países com mercados em e 2000, a cópia ilegal decresceu nos produtos e serviços,
quarto das instalações de ‘software’ “estimulam o pro- desenvolvimento. países analisados pela BSA; por contarão ainda com
a partir de uma cópia mas é mais cesso de difusão do PEDRO FONSECA As empresas podem outro lado, se as consequências debates conduzidos por
70 ou 80 por cento”, afirmava à ‘software’ através do “baixar os preços, legais são pesadas, existe uma jornalistas e profissionais
Vnunet.com Julia Phillpot, respon- passa-palavra” (criando o chamado adaptar o ‘software’ às necessida- opção “open source” com custos de da área. A fim de se
sável na Microsoft pelo “marketing” “efeito de rede”). “Desta forma, des locais e aumentar localmente mudança mais reduzidos do que fazer eco das tendências
antipirataria. geram indirectamente um efeito a presença e a disponibilidade dos ser-se apanhado com “software” do mercado e das
Entre o prejuízo e o descré- positivo adicional para a empresa serviços”. Mas, segundo o autor, “será ilegal. Por fim, se a cópia se tornar estratégias das empresas,
dito, surgiu em Junho passado de ‘software’.” mais fácil, menos arriscado e talvez legalmente impossível, a dimensão a Inforpor 2002 estará
um “working paper” de Carlos Outros investigadores, citados mais lucrativo forçar os países com da rede de utilizadores seria menor. organizada em cinco áreas
Osorio, investigador da Harvard por Osorio, concluíram em 1997 baixos rendimentos a apostarem em Em resumo, há quatro factores temáticas (tecnologias
University e do Media Labora- que “uma marca capaz de construir mudanças legislativas do que a inves- simultâneos propiciadores da cópia da informação; “software”,
tory, do Massachusetts Institute uma larga base de utilizadores tir em melhores produtos e satisfazer ilegal: o preço do “software”, a jus- soluções e serviços na
of Technology (MIT), acessível em — não necessariamente com o melhor os mercados”. tificação social da cópia pela (falta Internet; multimédia e
http://itc.mit.edu/itel/docs/2002/ melhor produto — tem uma maior Outra vertente do problema é o de percepção dos direitos de autor média; telecomunicações,
osorio_ICS_workingpaper.pdf. Em probabilidade de triunfar a longo aparecimento de alternativas como e do quadro legal aplicável, a falta produtos e serviços
“A Contribution to the Understan- prazo”. Em 2001, outro estudo as aplicações em regime de “open de adequação às necessidades locais financeiros) e terá
ding of Illegal Copying of Software: propôs um modelo de análise de source” (por contraposição ao “closed (que diminuem o valor intrínseco do expositores oriundos
Empirical and analytical evidence perda de vendas associada à cópia source” das grandes empresas). “software”) e, finalmente — sobre- de 37 sectores de
against conventional wisdom”, ele ilegal, “sugerindo que as empresas Osorio refere que o primeiro mina tudo, em mercados menos compe- actividade. O certame
analisa as causas da cópia ilegal de ‘software’ tendem a exagerar a o mercado das empresas de “closed titivos — , a falta de qualidade do dispõe de um sítio
de “software” e os seus efeitos no avaliação das perdas” ao “assumi- source” mas que elas “necessitam suporte pós-venda. na Web ( http:
mercado em 66 países entre 1995 rem que todo os programas ‘pira- da sua base de utilizadores ilegais Os resultados do estudo demons- //www.inforpor.pt
e 2000. teados’ seriam vendas legais se a para enfrentar a difusão do ‘open tram que nem todos os utilizadores ), onde também é
De acordo com o estudo, os cons- cópia ilegal fosse impossibilitada”. source’” e daí retirarem benefícios”. ilegais passam a ser legais e que disponibilizada a
trangimentos na oferta, a falta de Outros trabalhos revelam que “os Ou seja, ao ampliar a rede de utili- há “grandes incentivos” para que informação mais
suporte pós-venda e as caracterís- produtores de ‘software’ poderiam zadores, legais ou ilegais, as grandes as editoras deixem a cópia ilegal actualizada e uma base
ticas do quadro legal “são motivos mais provavelmente gerir a cópia empresas “prendem” os utilizadores, atingir certos níveis e, a partir daí, de dados com todos
maiores para a cópia ilegal”. Osorio ilegal de forma mais eficiente atra- minimizam o incentivo a mudar alcancem uma maior quota do mer- os expositores desde
confirma existir um nível de cópia vés de baixas nos preços do que pela para uma rede de menor valor (caso cado legal, alicerçada na coacção 2000. ●
ilegal que não passa de um “meca- coacção” legal. do “open source”), geram o passa- jurídica. ●

S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2 computadores .9
WEBMANIA

C om a Internet, é possível simplificar centenas de tarefas quotidianas: verificar extractos bancá-


rios, procurar determinada morada ou comprar presentes com apenas alguns cliques no rato.

O BEIJO
O portal proposto também poderá ser visto como um facilitador, pois nele se poderá procurar a
definição ou a tradução de um determinado termo ou vocábulo, inclusive em português. Os seus
responsáveis afirmam que “nenhuma palavra é demasiado complicada para este motor de busca”,
que indexa mais de 800 dicionários “on-line” e quatro milhões de vocábulos. Através do seu sis-
tema de pesquisa, fácil de utilizar, os internautas poderão definir, traduzir ou procurar determinada
palavra ou palavras, mediante a opção seleccionada na sua página inicial. Para os utilizadores do
Internet Explorer que pretendam aceder aos dicionários OneLook de um qualquer outro sítio têm a
possibilidade de fazê-lo, bastando instalar no seu computador, a partir do OneLook, um menu que
apresentará a opção “Find Definitions” de cada vez que sublinhar determinada palavra com o botão
direito do rato. ● mulher.aranha@publico.pt

http://www.onelook.com

W
WEBBMMAANNI IAA
http://www.
museumofsex.com
http://www.estadomaior.com http://www.intuitor.com/
moviephysics
http://www.seatguru.com

I naugurado em versão “off-line” no


início do mês, o Museu do Sexo
de Nova Iorque propõe-se preservar
C onsternados com o desrespeito
pelas leis da ciência nos filmes da
actualidade, os responsáveis por este
a história, a evolução e o significado sítio não têm medo de fazer valer a sua
cultural da sexualidade humana, posição e pretendem educar os rea-
promovendo exposições, programas
e publicações. No sítio é possível
recolher algumas informações sobre
lizadores de Hollywood. Estes críticos
criaram um sistema de classificação
para catalogar “gaffes” na área da física,
R esultado das muitas e minuciosas
notas tiradas pelo responsável de
cada vez que viaja de avião, o SeatGuru
o museu, as exposições e os seus que vai desde a sigla GP, que equivale poderá ser de grande utilidade para

N o endereço da Web deste bar de


existência real na vila de Caneças,
os visitantes poderão encontrar quatro
todos aqueles que costumam optar
pelo mesmo meio de transporte. O sítio
propõe-se ajudá-lo a encontrar o lugar
grandes áreas onde se apresenta não só perfeito em determinados modelos de
o bar propriamente dito e a sua agenda aviões, entre os Airbus, os Boeing ou os
de actividades mas também se dá Fokker. Pretende voar num Boeing 757-
objectivos. Actualmente, está patente espaço para os cibernautas interagirem 200 da American? Então evite os lugares
uma mostra denominada “NYC Sex: com o sítio e com os responsáveis deste a “Boa Física”, à sigla XP, cujo significado 15A e 15F mas saiba, por exemplo, que,
How New York City Transformed Sex projecto através de um fórum. Também traduzido dará algo como “Física de se calhar na fila 17, poderá considerar-
in America”, que analisa as subculturas é possível encontrar os espaços de crí- um Universo Desconhecido”. Nos mais se um passageiro sortudo. Actualmente,
sexuais do passado e do presente da tica musical e de receitas de “cocktails”, bem cotados em termos científicos os o portal só contempla as companhias
cidade, e investiga a sua influência no assim como o menu servido diaria- internautas poderão encontrar “Sete aéreas American, Continental, Delta,
desenvolvimento das atitudes moder- mente. De futuro, o sítio pretende apre- Anos no Tibete” e “Caminho de Perdi- US Airways e United Airlines mas, num
nas face ao sexo e à sexualidade. Parte sentar novas áreas de agenda cultural ção”. Entre os piores, a escolha é maior, futuro próximo, a intenção é acrescen-
histórica, parte educacional, parte de da parte norte da Área Metropolitana com “Armageddon”,“Star Wars: Episode I tar os modelos e os respectivos mapas
entretenimento, com esta exposição, o de Lisboa, como também uma agenda - The Phantom Menace” e “o Planeta dos utilizados por outras transportadoras
museu oferece uma viagem através da e críticas dos grandes concertos que se Macacos” a constarem da lista. As análi- internacionais. ●
paisagem sexual da Big Apple desde vão realizando em Portugal. ● ses explicam cuidadosamente o porquê
meados do século XIX até à actuali- das classificações atribuídas. ●
dade, através de fotografias, cartazes,
arte, objectos, documentos, filmes e
até bonecos animados. ●

http://www.chip7.pt/imagemdigital

I nteiramente dedicado à imagem digital, neste novo sítio de comércio electrónico da responsabili-
dade da Chip7, os cibernautas poderão encontrar bastante material relacionado com a fotografia
digital, nomeadamente produtos e acessórios. Na fase de lançamento, a Chip7 está a oferecer os portes
de envio para encomendas de máquinas digitais, numa oferta válida até dia 30 de Novembro, não só
para Portugal Continental como também para os arquipélagos dos Açores e da Madeira. Para breve,
prevê-se a criação de uma área de tutoriais (onde o funcionamento das máquinas digitais disponíveis
no sítio constará de um resumo explicativo) e o lançamento de uma “newsletter” criada especificamente
para este tipo de produtos.. ●

computadores .10 S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2
.com

Microsoft cresceu 26 por cento no trimestre Nichia vê reconhecida patente do LED Ciena despede 17 por cento
A Microsoft anunciou, na passada semana, os seus resul- Numa decisão que poderá ter vastas consequências, A Ciena anunciou que procederá a uma redução do
tados relativos ao seu primeiro trimestre fiscal de 2003, um tribunal de Tóquio decidiu que a Nichia Chemical, número de trabalhadores afectando 450 pessoas (17 por
iniciado no passado mês de Julho, tendo registado uma onde trabalhou o inventor do lucrativo LED (“light- cento do total). No mês passado, a empresa anunciou
facturação de 7750 milhões de dólares, o que significa emitting diode” ou díodo emissor de luz) azul é a deten- perdas líquidas e um declínio das vendas de 89 por cento
um crescimento de 26 por cento face aos 6130 milhões tora legal da respectiva patente. Shuji Nakamura, relativas ao terceiro trimestre fiscal, e adiantou que já
de dólares do período homólogo do ano anterior. Neste hoje professor na Universidade da Califórnia (EUA), tinha dispensado 225 trabalhadores e deveria ainda
trimestre, os resultados operacionais foram de 4050 processou a Nichia Chemical em 16 milhões de dólares, vir a eliminar mais 110 postos de trabalho. No início
milhões de dólares, enquanto, no mesmo período de 2002, alegando que não fora suficientemente compensado do ano, este fabricante de equipamentos ópticos para
esse valor foi de 2900 milhões de dólares. Os resultados pelos lucros que a sua invenção trouxera à empresa. telecomunicações, já extinguira 1050 postos de trabalho
líquidos e os resultados por acção no primeiro trimestre O seu pedido foi recusado quando o tribunal de Tóquio para reestruturar as suas operações perante um mercado
fiscal de 2003 foram de 2730 milhões de dólares e 0,5 confirmou que era a Nichia Chemical a detentora legal das telecomunicações fragilizado. “As acções levadas a
dólares por acção, respectivamente, o que inclui custos da patente. Nakamura poderá agora recorrer desta cabo fazem parte dos esforços da Ciena para regressar
após impostos para perdas em investimentos de 291 decisão. A patente do LED azul, que consome menos aos lucros o mais cedo possível, sem sacrificar o que
milhões (0,05 dólares por acção). Entre as principais energia do que as normais lâmpadas, representa uma acreditamos ser as futuras vendas e oportunidades de
razões para estes resultados estão as vendas do Windows facturação de cerca de 50 mil milhões de ienes (4 mil crescimento”, adiantou Gary Smith, presidente e CEO
XP, do Office XP e do .Net Enterprise Server. A versão milhões de dólares) para a Nichia, uma empresa do da Ciena. Os últimos despedimentos da Ciena levarão
empresarial do Windows representou 63 por cento das Sudeste do Japão onde Nakamura trabalhou durante a empresa a poupar 50 a 55 milhões de dólares por ano,
vendas de sistemas operativos e, desde o lançamento, em duas dezenas de anos. ● incluindo 25 a 30 milhões em custos operacionais. ●
Outubro de 2001, foram vendidas mais de 67 milhões de
cópias do Windows XP. ●

Nokia facturou 5600 milhões de euros


A Nokia Mobile Phones apresentou, na passada semana,
os seus resultados relativos ao período de Janeiro a
Setembro deste ano, tendo alcançado um volume de
negócios de 5600 milhões de euros, mais 7 por cento que
no mesmo período do ano anterior. No global, a Nokia
registou um crescimento de 2 por cento nas suas vendas
líquidas referentes ao terceiro trimestre de 2002, tendo
os lucros operacionais chegado aos 859 milhões de euros.
Os lucros líquidos situaram-se nos 610 milhões de euros
e os lucros por acção foram de 0,13 euros. O “cash flow”
operacional relativo ao terceiro trimestre atingiu os 2200
milhões de euros. Na área de telemóveis, os lucros che-
garam aos 25 por cento e as perspectivas do grupo Nokia
para o próximo ano apontam para um crescimento de 2 a
5 por cento, ou seja, vendas entre os 8900 e 9200 milhões
de euros. Neste ano, a Nokia prevê vender cerca de 400
milhões de telemóveis. ●

Logitech cresceu 14 por cento


Os resultados da Logitech no primeiro trimestre fiscal
de 2002 foram 14 por cento superiores aos alcançados
no mesmo período do ano anterior, tendo a empresa
registado um volume de negócios de 195 milhões de
dólares. Os resultados de exploração foram de 12,6
milhões de dólares, o que equivale a um aumento de
55 por cento face ao mesmo período do ano anterior.
Os lucros líquidos foram de 10,8 milhões de dólares
(0,22 dólares por acção), 71 por cento acima do valor
registado em igual período de 2001. Quanto às vendas
a retalho, cresceram 16 por cento, representando 81
por cento do total das receitas deste trimestre. As
vendas para outros fabricantes cresceram 8 por cento,
os conjuntos de teclado e rato registaram um aumento
nas vendas de 84 por cento e também se verificou um
crescimento de 61 por cento nas vendas de “dualcams”.
“Apresentámos resultados sólidos num trimestre que
é, historicamente, o ponto mais baixo do nosso ciclo
anual, graças à resposta positiva dos consumidores a
uma oferta ampla e a uma eficaz gestão de custos”, con-
siderou Guerrino Luca, presidente e director executivo
da Logitech. ●

Philips reestrutura divisão de componentes


A Royal Philips Electronics vai levar a cabo um plano para
reduzir os custos e simplificar a estrutura e organização
das actividades de electrónica, o que implicará a dissolu-
ção da divisão de componentes. O objectivo da empresa
é regressar aos lucros na área do armazenamento óptico
e a nova estrutura agregará actividades hoje dispersas
por diferentes divisões. Assim, a Philips integrará a sua
actividade nas telecomunicações com a de Mobile Display
Systems e transpô-la-á para a divisão de semiconduto-
res, passando a existir na empresa uma única área de
soluções completas e integradas para os mercados de
telecomunicações e computadores de bolso. Também
algumas áreas ligadas aos ecrãs digitais e à conectividade
sem fios, incluindo o grupo de controlos remotos Pronto,
serão integradas na divisão de electrónica de consumo.
A empresa concretizará também um programa de rees-
truturação da divisão de armazenamento óptico a fim de
voltar aos lucros nesta área. Várias opções estão a ser
analisadas e as decisões serão anunciadas em breve, mas
o objectivo é alcançar uma melhor posição no mercado e a
adopção da norma DVD+RW. ●

S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2 computadores .11
FICHA S H A R E WA R E

REASON 2.0

Mais um estúdio
de áudio dentro do PC
REASON é uma das

O
Editor pode agora ser separado do “rack”
Rui Jorge Cruz mais populares apli- virtual e arrastado para qualquer
Redactores, colaboradores cações destinadas lugar do ecrã. Ou seja, se o utiliza-
e cronistas à produção musical dor é um feliz proprietário de dois
Ana Gerschenfeld, Ana Machado, assistida por compu- monitores, poderá ter o estúdio
André Ruivo, António Granado, tador. Editada pelos suecos da completo (organizado na “rack”
Casa dos Bits, Fernando Fraga, Propellerheads, responsáveis por virtual) no primeiro monitor e o
Helena Viegas, Henrique Carreiro, outros produtos de grande sucesso, sequenciador no segundo monitor.
Henrique Saias, Isabel Gorjão como o ReCyle e o Rebirth, este Novas ferramentas foram adicio-
Santos, João Cruz, José Antunes, produto tem ocupado as páginas nadas ao sequenciador, ampliando
José Doutil, Luís Félix, Miguel das revistas da especialidade e ainda mais a flexibilidade na
Crespo, Nuno Bernardo, Paulo conquistado espaço nos discos edição de sons, melodias e temas
Almeida, Pedro Fonseca, Rita
rígidos de muitos computadores musicais.
Cruz, Rita Hasse Ferreira
pessoais. E não é para menos. Internamente, o Reason sempre
Secretariado
O Reason é o verdadeiro “todos- trabalhou a 32 bits; porém, a mani-
Ana Lúcia Zacarias em-um”: numa só aplicação, o pulação de sons estava limitada a
Paginação utilizador pode contar com versões sons de 24 bits. Agora, na sua nova
Ana Carvalho, Ivone Ralha, em “software” de quase todos os versão, o Reason suporta a mani-
Hugo Pinto, Jorge Guimarães equipamentos que se encontram pulação nativa de sons de 32 bits,
Projecto Gráfico & Designer nos estúdios profissionais - por com a resolução de bits completa
Luis Carlos Amaro/ muito menos dinheiro e ocupando sendo usada em todos os estágios
Gráficos à Lapa muito menos espaço. de processamento. Trocado por
Para quem não conhece, o miúdos, isto significa que a qua-
Computadores Reason é um estúdio completo lidade de som que se pode extrair
é publicado às segundas-feiras de produção de áudio, que usa o da aplicação é comparável ao que
conceito de “rack” virtual, onde é de melhor se encontra nos estúdios
E-Mail possível encontrar sintetizadores, profissionais. Adicione-se uma boa
computadores@publico.pt caixas de ritmos, “samplers”, pro- placa de som e boas colunas, e con-
Tel. 21-0111125 cessadores de efeitos e uma mesa seguir-se-á criar os seus temas com
Fax 21-0111008
de mistura — ou seja, tudo aquilo uma qualidade sonora nunca antes
que os músicos profissionais usam pensada para um PC doméstico.
para compor os seus temas de O Reason 2.0 está disponível
sucesso. As conexões entre estes para as plataformas Windows e
Assine Computadores
módulos são realizadas com os Macintosh, suportando o MacOS
“cabos” virtuais que o “software” X. Ou seja, quem tiver um Power-
Assine o PÚBLICO
disponibiliza. O objectivo: tornar Mac ou um iMac com OS X, o
à segunda-feira e receba o jornal
o processo de criação musical em Reason 2.0 tirará todo o proveito
em sua casa ou levante-o no seu
algo simples e acessível a qual- possível das potencialidades de
posto de venda habitual com os
suplementos Computadores e
quer utilizador informático! processamento de som desta pla-
Economia.
Como é definido no próprio exemplo, o “sampler” pode ler um real — o Orkester NN-XT Sound taforma, sem necessitar de placas
“site” do fabricante, o Reason é som de um piano de forma a que Library. Estes sons foram grava- extra ou de “software” adicionais.
E-mail: assinaturas@publico.pt uma “workstation” musical infini- o compositor toque sons de piano dos para casarem perfeitamente Os utilizadores de PC continuam
Tel.: 808 200 095 (custo chamada tamente expansível, sem que possua um com os sons produzidos pelos a ter de usar um placa compatível
local) em CD-ROM, com- NUNO BERNARDO piano real. Segundo demais módulos do Reason, com com a norma ASIO.
Fax: 210 111 017 pleta com seu próprio a Propellerheads, o vários estilos presentes, desde Se ficou curioso com as fun-
sequenciador, que permite “ali- objectivo desta nova ferramenta é simples sons até composições cionalidades desta aplicação
Assinatura semestral (26 exemplares):
nhar” todos os sons numa sequên- acabar com os problemas de inter- completas. Imagine possuir uma destinadas à produção musical,
cia de 4 minutos a que chamamos face encontrados em aplicações orquestra dentro do seu PC pronta recomenda-se uma visita ao sítio
Portugal €18.20
canção. Agora na sua versão 2.0, semelhantes mas com todo o poder a responder às instruções da sua da Propellerheads na Web (http:
Europa €58.50
recentemente lançada, conta com que a mais recente tecnologia pode batuta — neste caso, do seu rato. //www.propellerheads.se/). Lá há
Resto do Mundo €94.90
novos módulos e recursos. O novo proporcionar em filtros, envelopes O utilizador poderá comprar, em mais informações sobre o pro-
sintetizador Malström, promete e LFO! Importa referir que não só sítios da Web da especialidade, grama e se pode obter uma cópia
Assinatura anual (52 exemplares):
gerar sons antes inimagináveis, o Malström e o NN-XT possuem os diversos CD-ROM contendo cen- de demonstração, a fim de analisar
Portugal €36.40 oferecendo uma interface bastante LFO sincronizáveis com o tempo, tenas de outros sons, que poderá as suas potencialidades. Findo o
Europa €117.00 intuitiva, inclusive processando pois todos os dispositivos existen- usar na aplicação. Cada CD-ROM prazo de testes, terá de se despen-
Resto do Mundo €189.80 sinais gerados por outros módulos, tes no Reason agora também têm está organizado por estilo musical, der quase 500 euros para ter uma
como uma bateria, por exemplo. esta característica! Ou seja, agora podendo, assim, encontrar sons versão registada — talvez um valor
Desconto na assinatura anual
para escolas e instituições de
Na lista de novas funcionalida- o utilizador pode sincronizar os que o ajudam a compor desde exagerado para quem tem apenas
solidariedade social. Preços des, encontramos ainda o NN-XT seus efeitos e sons com as batidas música pop até música techno. o “hobby” da composição musical
especiais para Macau, Timor, São Advanced Sampler. Um “sampler” da música! Na versão 2.0, o sequenciador mas um excelente preço se se aten-
Tomé e Guiné. Os preços incluem é um instrumento que emite sons Além do “sampler”, o utilizador — módulo que permite alinhar der à quantidade e à qualidade de
IVA à taxa legal em vigor. e melodias a partir de sons gra- recebe uma biblioteca completa de numa sequência os sons emitidos aplicações e ferramentas ofereci-
vados de instrumentos reais. Por sons que simulam uma orquestra pelos outros módulos sonoros — das pelo programa. ●

computadores .12 S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2
SONY PREPARA GRAVADOR DE T V PARA A PLAYSTATION 2
‘The Sims’

Primeiro o ‘on-line’
assegura
volumosos
patrocínios…
A próxima aventura da

depois o vídeo
série “The Sims” terá
os maiores patrocínios
alguma vez dedicados
a um videojogo. Isto
porque a sua editora,
a Electronic Arts,
passo da

O
PRÓXIMO assinou dois contratos
Sony na “guerra” das milionários, um
consolas é tornar a com a empresa dos
sua PlayStation 2 McDonalds (detentora
num gravador digi- da imagem e da
tal de vídeo, permitindo registar franquia respectiva)
emissões de televisão. Agora que e outro com a Intel,
já é possível — nomeadamente um dos maiores
nos Estados Unidos desde Agosto produtores mundiais
— ligar a consola à Internet, este de semicondutores.
é o passo seguinte no caminho da Segundo a agência
transformação das consolas em Reuters, os contratos
verdadeiros centros de entreteni- prevêem que as duas
mento doméstico. marcas surjam no
No entanto, este passo implica decorrer da acção de
a aquisição de um disco rígido, que “The Sims Online”, que
ainda não tem data marcada para a será lançado a tempo
sua disponibilização no mercado. O do próximo Natal.
espaço para este disco sempre existiu A série “The Sims”
dentro da consola, bastando levantar tornou-se rapidamente
uma tampa na sua parte traseira. num sucesso, tendo
Aliás, a Sony, apesar de confirmar a já vendido 19 milhões
intenção, prefere não dar muito por- de exemplares, soma
menores. “A nossa ideia é que os con- que dá direito a ser
sumidores criem redes domésticas e o jogo para PC mais
façam a gestão dos seus conteúdos vendido de sempre.
televisivos preferidos”, explicou Keni- “Creio que este acordo
chi Fukunaga, porta-voz da Sony reflecte o crescente
Computer Entertainment. reconhecimento
A Sony está a tentar transfor- — pela restante
mar a PlayStation 2 (PS2) — que economia — de que
já vendeu 40 milhões de unidades a os videojogos se
nível mundial, dos quais 10 milhões converteram num
apenas desde Maio — num aparelho entretenimento global
de entretenimento doméstico que com um público
permita fazer compras “on-line” e alargado”, explicou à
gravar música e filmes. A concreti- Reuters Jeff Brown,
zar-se, este passo dará à Sony uma porta-voz da Electronic
vantagem sobre a sua rival Micro- Arts. ●
soft, que também aposta no negócio
do entretenimento doméstico como … da McDonalds
grande fonte de receita futura.
Kenichi Fukunaga, sem preci-
e da Intel
sar, adiantou que a Sony poderá vir O acordo agora
a oferecer “kits” de sintonia (para celebrado entre a
receber sinais de TV), discos rígidos Electronic Arts, a
e “software” para gravação. A Sony McDonalds e a Intel
poderá, inclusive, lançar uma PS2 constitui mais um
“melhorada” que tenha embutido o passo na tendência do
sintonizador e outras funções. Esta sector dos videojogos
possível nova versão será lançada ini- para aproveitar
cialmente no Japão, disse Fukunaga, estratégias de negócio
acrescentando que o desenvolvimento jogar via Internet. Com 13 jogos dis- O maior adversário da Sony será assinaturas, fonte de receita muito típicas da indústria
do produto está próximo da conclusão poníveis logo no arranque do serviço, o serviço Xbox Live, da Microsoft, a estável e desejada para empresas cinematográfica e
mas que há alguns problemas para a Sony espera vender 400 mil adapta- ser lançado em 15 de novembro nos envolvidas num sector onde o sucesso de Hollywood em
resolver antes de se iniciar a comer- dores até o final do ano, mesmo assim Estados Unidos — isto apesar de está longe de estar garantido”, expli- particular, como é o
cialização. uma pequena percentagem dos mais as ofertas das empresas serem bem cou Jay Defibaugh, analista do Credit caso deste “marketing”
Um dos problemas é o posicio- de 11 milhões de consolas já vendidas diferentes. A Xbox vai usar uma rede Suisse First Boston. integrado na acção.
namento comercial do produto de nos Estados Unidos. única, montada pela Microsoft, que Os editores têm que alcançar Os pormenores destes
forma a que ele não afecte as vendas Mas um começo sustentado é o obriga ao pagamento de 50 dólares lucros, pelo menos durante mais contratos não foram
dos gravadores de DVD da empresa: que a empresa diz desejar. “O mais anuais. A Sony vai deixar às editoras alguns anos, com as vendas elevadas divulgados mas sabe-se
“Os mercados são diferentes mas este importante, para começar, é que os o desenvolvimento de serviços pró- dos jogos tradicionais (“off-line”), que a Intel terá o seu
produto poderá abranger os dois”, jogadores habituais percebam que a prios para os seus jogos. enquanto os três fabricantes de logotipo no jogo e que
disse o executivo. qualidade a que estão habituados na Os planos da Nintendo para o consolas travam guerras de preços, os computadores que
A Sony já dispõe, para a consola, PS2 está a ser transferida para o ‘on- mercado “on-line” ainda não são estimulando a procura de “hardware” surjam em “The Sims”
de “kits” de ligação à Internet por line’”, declarou Kaz Hirai, presidente claros. A empresa mostrou imagens e de “software” em simultâneo. indicarão que usam um
banda larga, que incluem um adap- da empresa, à Reuters. dos adaptadores de rede que pretende Mas as perspectivas a longo processador Pentium 4.
tador de rede Ethernet, um disco As pessoas que jogam regular- lançar neste ano para a GameCube prazo parecem menos luminosas do No jogo, os jogadores
rígido de 40 gigabytes e um “bro- mente são o público mais importante mas não forneceu detalhes sobre os que muitos gostariam. Os elevados também poderão
wser”. Isto permite, além de jogar para as empresas, de acordo com um jogos, o modelo do serviço ou mesmo a custos de desenvolvimento dos jogos comprar um “franchise”
“on-line”, arquivar músicas dos CD estudo do Ziff Davis data de arranque. tem vindo a crescer à medida que as da McDonalds e vender
e transferi-las para leitores portáteis Media Game Group, MIGUEL CRESPO Apesar dos capacidades técnicas das consolas produtos da empresa.
de música digital. O utilizador pode já que gastam quase avanços, o jogo “on- avançam rapidamente. Alguns ana- Pôr as personagens a
também gravar fotos para exibi-las 97 dólares por mês com jogos. Esses line” continua a ser encarado como listas previnem também para que os comer os alimentos da
num televisor ou num monitor de jogadores, concluiu a sondagem, um negócio arriscado mas os criado- jogos — vendidos por preços entre os cadeia de “fast food”
computador. falam três vezes mais sobre os jogos res japoneses estão a posicionar-se 50 e os 70 euros — parecem dema- também ajuda ao
O “kit” para ligação “on-line” do que os utilizadores eventuais e de forma a não perderem o comboio siado caros em comparação com o seu desempenho no
da PS2 custa 40 dólares e dirige- planeiam comprar cinco vezes mais quando ele começar a acelerar. preço das consolas e que os consu- desenrolar do jogo. ●
se a quase um terço dos jogadores títulos do que a média num período “Estamos a falar de receitas em cres- midores poderão começar a exigir
frequentes — aqueles que afirmam de dois meses. cimento e de um negócio baseado em também “software” mais barato. ●

S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2 computadores .13
computadores .14 S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2
JOGOS

‘BLADE II’, ‘MEN IN BLACK II: ALIEN ESC APE’ E ‘ THE SUM OF ALL FEARS’

Do cinema para casa


s relações entre cinema e video- Sangrento até à quinta casa, em o filme (e respectivo jogo) chama-se “The

A
Título “Blade II”
jogos parecem estar mais estrei-
tas que nunca, não havendo
“Blade” vemos corpos de vampiros a
serem dilacerados e desintegrados, num
Estilo Acção 7
/10
Sum of All Fears” e gira à volta do desapa-
recimento de uma bomba nuclear.
Plataforma PS2
praticamente nenhuma grande expoente superlativo do “gore”, pelo que Com este cenário mais que perfeito, o
produção de Hollywood cuja não se trata de um jogo para estômagos Produtor Activision jogador é levado a vestir o uniforme e a
estreia não seja acompanhada por um jogo fracos nem para menores de idade, física Distribuidor Ecogames entrar no campo de batalha com alguns
licenciado. Assim, o espectador pode ver o ou psicologicamente. Edição Outubro 2002 colegas. As missões são muitas e varia-
filme e depois entrar na acção como se fosse, Um pouco mais calmo, até pelo humor das, e o jogo segue as modas actuais,
ele próprio, o herói. Obviamente, há filmes envolvido, é “Men in Black II: Alien Escape” Título “Men in Black II: seja pela existência do indispensável
que se prestam mais à conversão que outros, (“MIB”). Neste jogo, os dois homens de Alien Escape” 7
/10 modo “sniper”, seja pela forma como
especialmente os que envolvem muita negro, os agentes Jay e Kay, têm mais Estilo Acção se interage com o cenário — e vale a
acção e alguma estratégia. uma vez de salvar a Terra Plataforma PS2 pena recordar que o jogo usa o motor de
Está nesse caso “Blade MIGUEL CRESPO da escumalha do Universo. Produtor Infogrames “Ghost Recon”.
II”, filme que volta a trazer Para isso, têm meia dúzia de Distribuidor Infogrames Antes de partir para cada missão há,
aos ecrãs a personagem da Marvel incar- armas de grande efeito, outros tantos cená- Edição Setembro 2002 como não podia deixar de ser, a opção de
nada por Wesley Snipes. Meio homem rios adequados a perseguições e confronto, planear tudo, desde os companheiros de
meio vampiro, Blade enfrenta todo o tipo e o humor indispensável a reproduzir o Título “The Sum of All Fears” armas até ao equipamento necessário.
de vampiros e criaturas do outro mundo
— cenário perfeito para um jogo de acção
universo cinematográfico de “MIB”.
Assim, estão disponíveis armas como
Estilo Acção 7
/10
Nas missões, bem concebidas, a acção
e o “suspense” misturam-se de forma
Plataforma PC e PS2
furioso, com litros de sangue a saltar por J2, XD9 Lazy Weasel, HBIII Globulator, razoável, num jogo competente mas sem
todo o lado. Ionhammer, Plasma Torch e DRG Fusion Produtor Ubi Soft
grandes surpresas, com temática actual
Em “Blade II” (o jogo), destaca-se o Cannon para enfrentar os alienígenas, Distribuidor Ecogames (o terrorismo) e seguindo os modismos
sistema de combate a 360 graus esféricos, nomeadamente os estreantes Corn Face, Edição Outubro 2002 obrigatórios. ●
permitindo que o herói seja literalmente Shark Guy and Dog Poop! Para que o
cercado por todos os lados por horas de jogador tenha muito que explorar, o jogo
vampiros. É, então, altura de pôr em acção tem cinco episódios subdivididos em 20
a famosa espada de titânio e prata, que tem níveis, desde as ruas de Manhattan às
a companhia de armas de fogo, granadas, docas, ao complexo nuclear ou à nave
espetos, o boomerangue “glaive” e, claro, os extraterrestre.
golpes de artes marciais do herói. “MIB II: Alien Escape” permite jogar
Mas, como Blade é meio vampiro, em em cinco modos, desde treino à missão,
momentos de fúria esse lado vampiresco do passando por contra-relógio, Boss e sobre-
jogador permite extrair poderes inespera- vivência. Em missão, o jogador tem de
dos, como escudos protectores ou energia percorrer todos os cinco cenários antes de
extra. Para o ajudar, Blade tem o apoio obter a vitória.
incondicional da Dr.ª Grant, o seu suporte Numa onda menos humorística mas
técnico. Como adversários, há três clãs de mais realista, surge a adaptação de mais
vampiros: os Arcan, Byron e Karkov. uma história de Tom Clancy. Desta vez,

S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2 computadores .15
J A N E L A I N D I S C R E TA

Mário Ramos
COZINHEIRO, 22 ANOS

RAMOS gesticula com as mãos e procura explicar por pala-

M
ÁRIO
vras o que significa o conceito “movimento” num prato de cozi-
nha. Mas acaba por desistir, para pegar num lápis e num
papel: “Com um exemplo, é mais fácil…” Nasce um
prato de peixe, em que as três postas estão dispostas
como hélices e o molho estrategicamente derramado de forma a
sair da ponta de cada uma delas, num fio que vai perdendo a
força. Do centro, saem pedaços de espargos e um esparguete
enrolado — “o elemento crocante, de extravagância”.
São pequenos truques como este — “regras de emprata-
mento” — que distinguem a alta cozinha.
“O conjunto tem que ter ligação de
sabores, texturas e movimento.”
Que será, aliás, o que falta por
cá: “A cozinha portuguesa é
das melhores do mundo, só tem
que ser requalificada. É muito
calórica, falta-lhe diversidade
nas texturas, nas cores”, queixa-se E Q U I PA M E N TO
Mário Rui. Os ingredientes, esses, são de PC de marca branca
primeira, garante. E alguns, lembra, também com processador
únicos, como o cabrito do Barroso e as amêndoas doces do Algarve (apanhadas Pentium 4 a 2.0 MHz, 512
ainda verdes e confitadas em cozedura lenta de calda de xarope ou gordura). MB de memória e dois
Fala quem sabe, com poucos anos de idade mas já alguns de experiência. discos rígidos 80 GB e 20
Desde que terminou o curso na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, Mário GB), placa gráfica nVidia
Rui Ramos passou pela cozinha do restaurante H2O, no Oceanário, durante Riva TNT2 64 Pro, leitor-
a Expo-98, em Lisboa. E pelas copas dos hotéis Ritz, Dom Pedro e Carlton gravador CD-R/RW da Sony.
Palace. Passou de ajudante a júnior chefe. Até chegar a formador da Associa- Impressora de jacto de tinta
ção de Cozinheiros e Pasteleiros de Portugal (ACCP) [ http://www.acpp.pt/ ], DeskJet 640C, da Hewlett-
onde ensina de tudo um pouco: pegar na faca, cortar um legume, nutrição. Em Packard (HP).
síntese: a arte de bem fazer e bem apresentar um prato. Máquina fotográfica digital
Pelo meio, Mário Ramos conquistou cinco prémios, nos nove concursos em Kodak DC200.
que participou. Nas Olimpíadas — o maior desafio das artes culinárias —, pre- “Scanner” ScanJet 3400c, da HP.
parou, com quatro cozinheiros, em três horas e meia, um prato de lombinho de
porco preto com massa de alho, migas e minilegumes, para 110 pessoas (com PROGRAMAS
um único ensaio geral). Microsoft Windows XP Home Edition,
Recém-convertido às novas tecnologias, Mário Rui Ramos descobriu no Office XP, ArcSoft PhotoImpression 2000, Adobe
computador um aliado na cozinha. Regista todos os pratos que confecciona Photoshop 7, Norton 2002, CuteFTP, WinAce,
com uma câmara digital e guarda as imagens no computador. Na Internet, Winamp3, Divx MPEG-4 Vide, Codec, CyberLink
para ver o que se passa aquém e além-fronteiras, aconselha os endereços: PowerDVD, DNS2GO, Divx Player 2.0 Alpha, Ahead
http://www.foodtv.com ; http://www.restaunet.pt ; http://www.casadoazeite.pt Nero, WordPerfect Office 2002, Acrobat Reader 5.0,
; http://www.ciaprochef.com ; http://www.wacs2000.org . Além, claro, da pas- Netcount.
sagem pelo sítio da ACPP (“concursos, novidades, informação sobre produtos,
emprego e pequenas dicas”), pelo qual é responsável. FICHEIROS
No dia-a-dia, serve-se do computador sobretudo para comunicar. É através Petiscos e jantaradas - todo o tipo de receitas
do E-mail e de conversas em “chats” (MIRC) que está a ser preparado o prato originais para usar em ocasiões especiais, com a
que representará Portugal na ExpoGast, no Luxemburgo, com um cozinheiro namorada, família e amigos.
de Lisboa, um outro do Porto e ainda um da Madeira. My shared folder - pasta partilhada através de FTP,
O cozinheiro que Mário elege como preferido é curiosamente norte-ameri- com 9 gigas de música MP3 e alguns filmes Divx
cano, país sem grandes tradições gastronómicas. Chama-se Charlie Trotters Formação - receituário usado em formação com duas
e tem um restaurante com o seu nome em Chicago (Illinois, EUA). Conhece-o turmas de futuros cozinheiros.
dos livros e da Net ( http://www.charlietrotters.com ) e nunca comeu um prato Programas Formativos - programas curriculares para
feito por ele. Nem precisa: “O sabor é simples de conseguir com produtos de cursos a realizar em universidades e escolas.
qualidade e algum domínio das técnicas. Mais difícil é fazer uma boa ligação de Turma A - fotos dos alunos em acção, com fotos desses
sabores, texturas e cores.” Em Charlie Trotters admira sobretudo a irreverên- resultados.
cia e a perfeição da técnica. “O sabor está aqui”, diz, com o indicador apontado New York - 480 fotos tiradas nesta cidade, na escola
para a cabeça. ● The Culinary Institute of America (instalações, iguarias
confeccionadas durante o curso de Cozinha Oriental, etc.).
Texto de HELENA VIEGAS Competições Olímpicas - fotos de várias competições,
Foto de PEDRO VELEZ com pormenores de viagens, iguarias, etc.
Armas Biológicas - fotos de iguarias de autocriação.
A vida é bela - fotos pessoais, de amigos, família,
de viagens, etc.

computadores .16 7c1bf3e5-024b-435b-bb28-84bbcd8a7552


S E G U N D A - F E I R A . 2 1 . O U T U B R O . 2 0 0 2